Banca de DEFESA: VITORIA FERNANDES NUNES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VITORIA FERNANDES NUNES
DATA : 28/06/2021
HORA: 14:30
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

Primos, Pets ou Pestes? A relação entre Humanos e macacos-prego dentro e fora da Internet e suas consequências para Conservação


PALAVRAS-CHAVES:

ETNOPRIMATOLOGIA,REDES SOCIAIS, HUMANOS-PRIMATAS, TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES, PETS SILVESTRES


PÁGINAS: 114
RESUMO:

Atualmente mais da metade de todas as espécies de primatas do mundo estão ameaçadas de extinção devido a interferências antropogênicas. Entre as maiores ameaças estão o desmatamento para avanço da monocultura/pasto e urbanização e a caça e/ou apanha ilegal para o comércio de pets. Os macacos-prego são um dos primatas mais traficados no Brasil, e a erradicação de seu ciclo de apreensões requer uma abordagem multifacetada que busque analisar as variadas escalas da relação humanos-primatas.Esta dissertação teve o objetivo de primeiramente traçar um quadro geral da relação interespecífica entre humanos e gêneros de primatas brasileiros através de uma revisão de artigos de cunho Etnoprimatológicorealizados em território nacional. Estudos realizados em ambiente rural e urbano mostram diferenças nos tipos de interações que descrevem: forrageioem lixo por primatas e oferta de alimentos por humanos acontecem em áreas mais urbanizadas e relações simbólicas e crenças místicas acerca de primatas não-humanos são descritos mais em assentamentos rurais e indígenas.Macacos-prego, sendo generalistas e semi-terrestriais, foramos mais citadose com a maior diversidade de interações,incluindo a de conflito, com seres humanos, tais como forrageio em lixo, invasão de casas e lavouras, caça e envenenamento. Em seguida, através de palavras-chaves e ferramentas de Crowdsourcingemtrês dos maiores aplicativos de mídias sociais da Internet, foi feito um levantamento de todas as notícias e reportagens envolvendo estes primatas no Google, assim como a descrição dos contextos de exposição mais comuns e populares em vídeos e fotos no YouTube e Instagram.Encontramos que o tipo de conteúdo com maior engajamento nas Redes Sociais apresenta indivíduos em ambiente doméstico e como animais de estimação (70,97%), e que notícias envolvendo o comércio (legal e ilegal) destes primatas em sites de reportagens apresenta curva de crescimento exponencial ao longo dos anos.Destacam-se os impactos negativos que a conjunção dos quadros de proximidade urbana crescente, interações conflituosas (e.g., invasão domiciliar), comércio de pets exóticos e exposição nas redes sociais podem ter no engajamento públicoem futuras estratégias de divulgação científica, educação ambiental e conservação destas espécies.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1718747 - PRISCILA FABIANA MACEDO LOPES
Interno - 073.420.314-45 - RAUL FERNANDES DANTAS DE SALES - UFRN
Externa à Instituição - ROMARI ALEJANDRA MARTINEZ MONTANO - UESC-BA
Notícia cadastrada em: 07/06/2021 16:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao