Banca de DEFESA: REGINA CARMEN ESPOSITO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: REGINA CARMEN ESPOSITO
DATA: 25/03/2013
HORA: 15:00
LOCAL: Sala do CONSEC/CCS
TÍTULO:

 

Avaliação da Qualidade de Produtos Homeopáticos contendo Momordica charantia através de Ensaios in vitro



PALAVRAS-CHAVES:

Homeopatia. Momordica charantia. Ensaios biológicos in vitro, Citotoxicidade, Citocinas, Controle de qualidade.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Os medicamentos homeopáticos têm sido utilizados por mais de duzentos anos sem verificação dos seus efeitos em ensaios in vivo e in vitro, devido à peculiaridade das preparações homeopáticas, sua alta diluição, cria um desafio para a utilização das técnicas analíticas usuais do controle de qualidade de medicamento. Estudos in vitro têm apresentado respostas positivas quando se avalia o mecanismo de ação dos medicamentos homeopáticos que são capazes de atuar em um sistema específico. O presente estudo visa à avaliação da qualidade de produtos homeopáticos contendo Momordica charantia 3 DH 6CH, 12CH, 18CH e 30 CH através de ensaios in vitro. Os produtos homeopáticos foram testados através do teste do MTT para avaliar citotoxicidade em RAW 264.7(macrófago murinho) e em células tumorais HeLa (Adenocarcinoma cervical uterino humano), CHO K1 (Células de ovário de Hamster chinês), PANC-1 (Carcinoma de pâncreas humano) e PC-3 (Adenocarcinoma de próstata humano), quantificação de mediadores da inflamação NO, TNF-α e IL-6 liberados por células RAW 264.7, análise do processo de morte e da alteração do ciclo celular de PC-3 por citometria de fluxo. Os dados demonstraram que os produtos homeopáticos de Momordica charantia não apresentam citotoxicidade para RAW 264.7, aumentam produção dos mediadores da inflamação por RAW 264.7 sinergicamente com LPS, mostram citotoxicidade para PC-3 com alteração no seu ciclo celular inibindo sua proliferação, sendo 30CH a amostra mais potente Foram realizados estudos de correlação visando avaliar os possíveis modelos in vitro aplicáveis ao controle de qualidade de produtos homeopáticos contendo Momordica charantia. Os dados demonstraram que os melhores modelos aplicáveis na avaliação da qualidade são o teste do MTT para avaliar citotoxicidade em RAW 264.7 e PC-3 em 24 horas pra os produtos de Momordica charantia (fr) e dosagem da produção de NO por RAW 264.7 com e sem LPS.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1492900 - CICERO FLAVIO SOARES ARAGAO
Externo ao Programa - 2195251 - HUGO ALEXANDRE DE OLIVEIRA ROCHA
Externo à Instituição - SERGIO LUIZ DALMORA - UFSM
Externo ao Programa - 350753 - VALERIA SORAYA DE FARIAS SALES
Notícia cadastrada em: 14/03/2013 10:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao