Banca de DEFESA: ANNE CAROLINE DE OLIVEIRA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANNE CAROLINE DE OLIVEIRA COSTA
DATA: 05/06/2012
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do CCS
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE MARCADORES QUÍMICOS DO EXTRATO HIDROETANÓLICO DAS FOLHAS DE Kalanchoe brasiliensis Cambess


PALAVRAS-CHAVES:

Marcador químico. Flavonóides. Kalanchoe brasiliensis Camb. coirama branca. Saião. CLAE.


PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Kalanchoe brasiliensis Cambess (Crassulaceae), conhecida popularmente como saião, coirama branca e folha grossa, é originária do Brasil e comumente encontrada de São Paulo até a Bahia, principalmente na zona litorânea. Em relação aos estudos de avaliação de atividades biológicas, a grande maioria são estudos pré-clínicos que avaliaram o efeito anti-inflamatório de extratos obtidos a partir folhas e/ou partes áreas de K. brasiliensis. Quanto à constituição química, há relatos principalmente da presença de flavonoides nas folhas da espécie.. Embora seja uma espécie utilizada amplamente na medicina tradicional no Brasil, não há monografia que especifique os parâmetros de qualidade da droga vegetal. Dentro deste contexto, o presente trabalho tem como objetivo caracterizar e a quantificar os marcadores químicos do extrato hidroetanólico (EH) das folhas de K. brasiliensis, que possam ser utilizados no controle de qualidade de derivados obtidos a partir dessa espécie. A metodologia do estudo foi dividida em duas partes: i. Estudo fitoquímico: fracionamento, isolamento e caracterização de marcador(es) químico(s) do extrato hidroetanólico das folhas de K. brasiliensis; ii.Desenvolvimento e validação de metodologia analítica por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) para quantificar (o)s marcador(es) químico(s) do EH. i. O EH 50% foi obtido pelo método de turboextração. Em seguida foi submetido a uma partição líquido-líquido, obtendo-se as frações diclorometano, n-butanol e acetato de etila (FAcOEt). A fração acetato de etila foi selecionada para dar continuidade ao fracionamento, por apresentar um perfil químico rico em flavonoides. A FAcOEt foi submetida a colunas cromatográficas, utilizando diferentes sistemas, para obtenção do composto Kb1. ii. Para a análise quantitativa, o EH foi analisado por CLAE, utilizando diferentes métodos. Após selecionado o método mais adequado, que apresentou picos simétricos e resolução satisfatória, foi realizada a validação segundo parâmetros da RE No 899/2003. Como resultados, foi obtido a partir da fração acetato de etila o composto Kb1 (2,7mg). Até o momento, foi caracterizado o núcleo básico flavonoídico por análise por UV utilizando reagentes de deslocamento. O composto Kb1 foi identificado como um flavonol, com hidroxilas em 3’, 4’ (anel B) e 5 e 7 livres (anel A), além de uma hidroxila substituída em C3. Como foi utilizado CLAE acoplada a um detector de arranjo de diodos, foi possível observar que o espectro UV dos picos majoritários do EH de K. brasiliensis apresentam espectros de UV similares. De acordo com pesquisa na literatura, já foi descrita a presença de derivados glicosilados da patuletina nas folhas dessa espécie. Portanto, sugere-se que Kb1 seja um derivado glicosilado na posição C-3 da patuletina. Quanto ao desenvolvimento analítico por CLAE, o sistema utilizado é constituído de fase A: água:ácido fórmico (99,7:0,3, v/v) e fase B: metanol:ácido fórmico (99,7:0,3, v/v) em eluição gradiente de 40%B - 58%B em 50 minutos, coluna cromatográfica (Hichrom) C18 (250x4,0mm, 5μm), fluxo 0,8 mL/min, detecção em UV 370 nm, temperatura 25oC. Por meio de co-injeção do padrão + extrato foi observado que Kb1 trata-se de um dos compostos majoritários, com tempo de retenção de 12,47 minutos e apresentou um teor de 15,3% no EH de K. brasiliensis O método apresentou-se linear, preciso, exato e reprodutível. De acordo com os resultados obtidos, foi observado que Kb1 pode ser utilizado como marcador químico do EH das folhas de K. brasiliensis, para auxiliar no controle de qualidade da droga vegetal e derivados obtidos a partir da espécie.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 882.580.334-68 - LUIZ ALBERTO LIRA SOARES - UFPE
Interno - 1871916 - RAQUEL BRANDT GIORDANI
Externo à Instituição - FRANCILENE AMARAL DA SILVA - UFS
Notícia cadastrada em: 05/06/2012 09:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao