Banca de DEFESA: YONARA MONIQUE DA COSTA OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YONARA MONIQUE DA COSTA OLIVEIRA
DATA: 27/02/2012
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de informática do PPgCSa
TÍTULO:

Avaliação do status antioxidante, expressão gênica e polimorfismos dos
genes SOD1, SOD2 e GPx1 em crianças, adolescentes e adultos jovens
com diabetes tipo 1


PALAVRAS-CHAVES:

Diabetes mellitus tipo 1, enzimas antioxidantes, expressão gênica,
polimorfismo.


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Estudos relatam que o mecanismo fisiopatológico das complicações do diabetes está
associado ao aumento na produção de Espécies Reativas de Oxigênio (ERO) induzido pela
hiperglicemia persistente e alterações na capacidade de defesa do sistema antioxidante.
Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo avaliar alterações na capacidade de
defesa do sistema antioxidante, através da avaliação do status antioxidante, expressão
gênica e pesquisa de polimorfismos nos genes da GPx1, SOD1 e SOD2 de crianças,
adolescentes e adultos jovens com DM1. Foram estudados 101 indivíduos com diabetes
tipo 1 (DM1) e 106 indivíduos normoglicêmicos (NG) com idade entre 6 e 20 anos. Os
indivíduos com DM1 foram avaliados como um grupo total e subdivididos de acordo com
o controle glicêmico em DM1NC – diabético não-compensado e DM1C – diabéticos
compensados. Para avaliar o controle glicêmico e metabólico foram realizadas as dosagens
de glicose sérica, hemoglobina glicada, triglicerídeos, colesterol total e frações (HDL e
LDL). A função renal foi avaliada pelas dosagens de ureia e creatinina séricas e a relação
albumina/creatinina (RAC) urinária. Os parâmetros antioxidantes avaliados foram o
conteúdo da glutationa reduzida (GSH) em sangue total e a atividade eritrocitária das
enzimas glutationa peroxidase (GPx) e superóxido dismutase (SOD). Também foi avaliada
a expressão gênica e a pesquisa dos polimorfismos dos genes GPx1 (rs1050450),
SOD1(rs17881135) e SOD2 (rs4880) pela técnica da PCR em tempo real (Taqman®). A
maioria dos indivíduos com DM1 (70,3%) apresentou controle glicêmico insatisfatório
(hemoglobina glicada >8%). Em relação ao perfil lipídico, indivíduos com DM1
apresentaram valores significativamente elevados de colesterol total (p<0,001) e LDL
(p<0,000) em relação ao NG; para os triglicerídeos só o grupo DM1NC apresentou
aumento significante em relação ao NG. Observou-se um aumento na uréia sérica e na
RAC dos indivíduos com DM1 em relação ao NG. Nove dos indivíduos com DM1
apresentaram microalbuminúria (RAC> 30 μg/mg). Houve uma diminuição no conteúdo
de GSH (p=0,006) e aumento na atividade eritrocitária da GPx (p<0,001) e SOD (p<0,001)
do grupo DM1 em relação ao NG. Não foi observado diferença significante na expressão
de GPx1 (p=0,305), SOD1 (0,365) e SOD2 (0,385) entre NG e DM1. As freqüências
genotípicas e alélicas dos polimorfismos estudados não mostraram diferença
estatisticamente significante entre os grupos DM1 e NG. Porém o polimorfismo da GPx1
mostrou influência na atividade eritrocitária da enzima, onde observou-se uma diminuição
da atividade nos indivíduos com DM1 que possuíam a variante polimórfica T (p=0,012). Já
para o polimorfismo Ala16Val da SOD2 observou-se uma elevação da RAC para aqueles
indivíduos diabéticos que possuíam o alelo G (p<0,05). O conjunto dos dados sugere que o
controle glicêmico parece ser o fator predominante para o surgimento de alterações no
perfil lipídico, função renal e no sistema antioxidante, porém as presenças dos
polimorfismos estudados possam em parte, contribuir para o aparecimento de
complicações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1228866 - EDUARDO LUIZ VOIGT
Presidente - 346847 - MARIA DAS GRACAS ALMEIDA
Externo à Instituição - SILVIA BERLANGA DE MORAES BARROS - USP
Notícia cadastrada em: 10/02/2012 11:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao