Banca de DEFESA: JAHAMUNNA ABRANTES ANDRADE BARBOSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAHAMUNNA ABRANTES ANDRADE BARBOSA
DATA: 24/02/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCS
TÍTULO:

PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE COMPLEXOS MULTICOMPONENTES CONTENDO CICLODEXTRINAS COM METOTREXATO


PALAVRAS-CHAVES:

metotrexato, ciclodextrinas, complexos de inclusão, solubilidade complexos ternários dispersão solida


PÁGINAS: 109
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O metotrexato (MTX) é um fármaco amplamente utilizado no tratamento da psoríase, mas o seu uso sistêmico ocasiona efeitos adversos. A administração cutânea do fármaco proporciona o aumento de sua biodisponibilidade na região da pele lesada. Para isso, é fundamental que o fármaco apresente boa solubilidade na forma não ionizada para garantir a permeação cutânea. O presente estudo teve como objetivo a obtenção de complexos de inclusão do MTX com a betaciclodextrina (-CD) e a associação com compostos hidrofílicos como a trietanolamina (TEA) e os polímeros polietilenoglicóis (PEG 1500, 4000 e 10000; Polaxamer 407,hidroxipropilmetilcelulose (HPMC), polivinilpirrolidona (PVP) e álcool polivinílico (PVA) para a obtenção de complexos ternários. Os estudos de solubilidade foram realizados utilizando os diagramas de solubilidade de fases. A associação da B-CD levou a formação de complexos do tipo linear com estequiometria 1:1M, com uma constante de associação de Kc= 1179,8 M-1 e o aumento na solubilidade aquosa foi de cerca de 15 vezes. Dentre os complexos multicomponentes, os melhores resultados foram obtidos com o uso da TEA e PVP. Os complexos em fase sólida foram obtidos por liofilização. A caracterização físico química inclui a microscopia eletrônica de varredura (MEV), difração de raios-X (DRX), infravermelho (IV), calorimetria exploratória diferencial (DSC), Termogavimetria (TG) análise quantitativa do fármaco e os ensaios de dissolução. Os resultados experimentais sugeriram a formação de complexos de inclusão nos quais o fármaco está disperso na forma amorfa. Os ensaios de dissolução comprovaram que tanto o complexo binário -CD:MTX quantos os complexos ternários contendo os polímeros hidrofílicos e a TEA levaram ao considerável aumento da velocidade de dissolução.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1639820 - ARNOBIO ANTONIO DA SILVA JUNIOR
Externo à Instituição - JIVALDO DO ROSÁRIO MATOS - USP
Externo à Instituição - MARCELA RAQUEL LONGHI - UNC/AR
Notícia cadastrada em: 09/02/2012 17:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao