Banca de QUALIFICAÇÃO: LAYANY CAROLYNY DA SILVA MOURAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: LAYANY CAROLYNY DA SILVA MOURAO

DATA: 21/06/2011

HORA: 14:00

LOCAL: Sala 2 do PPgCF

TÍTULO:

ESTUDOS DE EQUILÍBRIO, PREPARAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE COMPLEXOS DE INCLUSÃO DE PRAZIQUANTEL E β-CICLODEXTRINA


PALAVRAS-CHAVES:

praziquantel, β-ciclodextrina. hidroxipropilmetilcelulose, complexos de inclusão, diagramas de solubilidade de fases, análises térmicas, microscopia eletrônica de varredura


PÁGINAS: 118

GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde

ÁREA: Farmácia

RESUMO:

As ciclodextrinas têm notável reconhecimento por permitirem a encapsulação de fármacos com características hidrofóbicas, alterando-lhes a solubilidade a partir da formação de complexos de inclusão. Polímeros são conhecidos por interagir com as CDs, sendo capazes de solubiliza - lás e melhorar a formação de complexos entre os fármacos e as mesmas. O praziquantel um anti-helmíntico pertencente à classe das pirazinoisoquinolonas foi escolhido como modelo a partir de suas características lipofílicas e, conseqüente baixa solubilidade em água, além de figurar a Lista de Medicamentos Estratégicos do Ministério da Saúde. O presente estudo se propôs investigar as características de solubilidade aquosa do praziquantel em complexos de inclusão com β-ciclodextrina na presença e ausência de hidroxipropilmetilcelulose. Os complexos foram obtidos em solução sendo caracterizados pelo método de solubilidade de fases, e em sistemas sólidos por malaxagem sendo caracterizados por técnicas de análise térmica e microscopia eletrônica de varredura. O coeficiente de absortividade molar calculado em etanol foi ε264 = 351,24 L∙mol-1∙cm-1. A metodologia espectrofotométrica UV-Vis para quantificação de praziquantel em complexos de inclusão com β-ciclodextrina foi desenvolvida e validada. Apresentando linearidade de 0,9998, repetibilidade de 2,66%; 1,41% e 0,56% e precisão intermediária de 3,4%, 1,35 e 0,72 % para as concentrações baixa, média e alta respectivamente. Os limites de quantificação e detecção foram de 66,76 e 22,03 μg∙mL-1. O método apresentou-se robusto frente à variações de temperatura da amostra, no comprimento de onda e mudança e no solvente utilizado. A concentração ideal de HPMC obtida foi de 0,5 % p/v. As constantes de ligação para os complexos de estequiometria 1:1 PZQ:β-CD, PZQ:β-CD:HPMC e PZQ:β-CD:HPMC com aquecimento foram: 253,86, 264,43 e 798,95 mol∙L-1. A eficiência de complexação dos sistemas assumiram os valores de 0,062, 0,065 e 0,195 respectivamente. As curvas de DSC, e DTA dos complexos sólidos apresentaram redução significativa no pico de fusão característico do fármaco. As curvas TG apresentaram um deslocamento de 30 graus na temperatura de degradação do fármaco e diferenças na perda de massa quando comparadas as misturas físicas e os complexos de inclusão. A microscopia eletrônica de varredura apresentou um padrão morfológico diferenciado para os complexos de inclusão PZQ:βCD. A partir dos resultados obtidos pode-se concluir a provável formação de complexos de inclusão de PZQ em β-CD na presença e ausência de HPMC.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1679481 - ANA PAULA BARRETO GOMES
Interno - 1639820 - ARNOBIO ANTONIO DA SILVA JUNIOR
Presidente - 6330567 - TULIO FLAVIO ACCIOLY DE LIMA E MOURA
Notícia cadastrada em: 13/06/2011 16:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao