Banca de QUALIFICAÇÃO: LUANA CRISTINA LINS DE MEDEIROS OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUANA CRISTINA LINS DE MEDEIROS OLIVEIRA
DATA : 14/03/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Link de acesso para videoconferência: https://meet.google.com/sht-cugk-kmp
TÍTULO:
DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO CLÍNICO PARA AVALIAÇÃO DA PREDISPOSIÇÃO A ADESÃO AO TRATAMENTO IMUNOSSUPRESSOR EM PACIENTES DO PRÉ-TRANSPLANTE RENAL

PALAVRAS-CHAVES:
transplante renal; não adesão medicamentosa; terapia imunossupressora; escala psicométrica, análise fatorial, desenho de questionários, confiabilidade e validade.

PÁGINAS: 145
RESUMO:
Introdução: A não adesão à terapia imunossupressora após o transplante renal é
fator importante para rejeição e perda do enxerto. Identificar a não-adesão
relacionada ao uso de imunossupressores é essencial para o tratamento, contudo,
não é incomum isto ocorrer já com danos irreparáveis ao enxerto. Logo, a
identificação prévia de pacientes susceptíveis a esta não-adesão possibilitaria a
adoção de medidas preventivas. Porém, não foram ainda desenvolvidos
instrumentos clínicos com essa finalidade. Objetivo: Desenvolver e validar uma
escala psicométrica de predisposição para não adesão ao tratamento
imunossupressor em pacientes do pré-transplante renal. Metodologia: Estudo
multicêntrico, prospectivo, observacional, longitudinal e analítico em pacientes
candidatos para transplante renal de ambos os sexos, com mais de 18 anos. Para o
desenvolvimento da escala psicométrica foi compilado um conjunto de itens
refletindo afirmações de pacientes, obtidos por revisão da literatura, grupo focal e
um painel de peritos. O questionário piloto foi aplicado em 541 pacientes de 13
centros de saúde, dos quais 154 repetiram a aplicação do questionário cerca de 12
meses depois. O questionário final foi obtido por análise fatorial exploratória e a
validação interna incluiu análise de confiabilidade de consistência interna,
confiabilidade teste-reteste e validade convergente avaliada por diferenciação por
grupos conhecidos. Para a validação externa, foram incluídos 381 pacientes com
cirurgia agendada em seis centros de transplante renal, que foram observados no
pré-transplante e nos meses 3, 6 e 12 pós transplante para avaliação da validade de
critério, por comparação com duas escalas de não-adesão a medicamentos, e
validade preditiva de não adesão, avaliada pela combinação de 3 métodos (auto
relato, nível sérico de imunossupressores e retirada de medicamentos da farmácia).
Resultados:
O questionário final, denominado
Kidney AlloTransplant
Immunosuppression Therapy Adherence (KATITA), composto por 25 itens e 3
dimensões não correlacionadas, apresentou boa confiabilidade de consistência
interna (alfa de Cronbach 0,81). As 3 dimensões e respectivos alfa de Cronbach
foram “Displicência” (14 itens, 0,81), “Ceticismo” (6 itens, 0,57) e “Receio” (5 itens,
0,62). A confiabilidade teste-reteste, apresentou coeficiente de correlação intraclasse
de 0,62 (concordância moderada). A escala apresentou validade convergente. O
estudo longitudinal confirmou a estrutura multidimensional da escala e validade de critério. A validade preditiva da escala foi confirmada por uma área sob a curva ROC
de 0,68 e por sensibilidade de 59,8%, especificidade de 68,2% e valor preditivo
positivo de 71,8%. Conclusão: O questionário KATITA-25 é o primeiro questionário
psicométrico validado para avaliação da predisposição à não adesão à medicação
imunossupressora em pacientes candidatos ao transplante renal no cenário do pré-
transplante renal.

MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2323511 - ADRIANA AUGUSTO DE REZENDE
Externo ao Programa - 572904 - JOSE BRUNO DE ALMEIDA - nullPresidente - 2275890 - MARCELO DE SOUSA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 08/02/2024 15:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao