Banca de QUALIFICAÇÃO: VICENTE TOSCANO DE ARAUJO NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VICENTE TOSCANO DE ARAUJO NETO
DATA : 08/09/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Link de acesso para videoconferência: https://meet.google.com/hhp-kead-gfu
TÍTULO:
AVALIAÇÃO DA INFECÇÃO NATURAL E ANÁLISE MOLECULAR DE TRIPANOSOMATÍDEOS EM ANIMAIS DOMESTICADOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

PALAVRAS-CHAVES:
Tripanossomatídeos, Trypanosoma cruzi, Leishmania spp, ovinos, caprinos, equinos, canídeos.

PÁGINAS: 101
RESUMO:
Os tripanosomatídeos são protozoários que ocorrem nas américas destacando a infecção pelo Trypanosoma cruzi e Leishmania spp. Neste estudo foi avaliada a ocorrência da infecção natural por tripanosomatídeos em animais peridomiciliados usando marcadores moleculares e análise filogenética. As amostras foram de coágulos de sangue de 163 animais: 60 ovinos (Ovis aires), 22 caprinos (Capra hircus), 14 equinos (Equus caballus), três bovinos (Bos tauros) e 64 de cães (Canis domiciliares) e 64 aspirado de linfonodo poplíteo de cães em nove municípios no estado do Rio Grande do Norte (RN). As amostras de aspirados de poplíteo foram adicionados em cultura e os isolados foram analisados também por marcadores moleculares e analise filogenética. A infecção natural por Trypanosoma spp. foi identificada por amplificação do gene rRNA 18S SSU em 48,9% das amostras de caprinos, ovinos e equinos. Na análise filogenética, a amostra SH022 demonstrou 99,8% de similaridade com a cepa Y do T. cruzi se agrupando no clado da DTU II. As amostras de coágulos de ovinos, caprinos e equinos amplificaram o kDNA de T. cruzi em 28,3% (17/60), 22,7% (5/22) e 15,4% (2/14), respectivamente. Essas amostras estavam distribuídas nas três mesorregiões estudadas. Os dados com amostras de cães revelaram que as culturas do poplíteo em meio bifásico foram 12,5% (8/64) das amostras positivas com formas flageladas semelhantes a promastigotas foram precedentes dos municípios de Marcelino Vieira (3/6), Alexandria (3/3) e Natal (2/7). As amostras de coágulos de sangue de cães também foram submetidas à amplificação do kDNA do T. cruzi e apresentaram 10,9% (7/64) de positividade. Além dos coágulos, o DNA da massa úmida de parasitos das oito amostras positivas nas culturas foi submetido a mesma amplificação apresentando bandas de 650pb. No Sequenciamento e análise filogenética, todas as amostras da cultura apresentaram semelhança acima de 99% com as sequencias de Leishmania chagasi. A ampla distribuição da infecção por T.cruzi e Leishmania chagasi em animais domesticados contribui para a expansão do cenário epidemiológico e da necessidade de melhor entender o papel dos desses animais no ciclo de transmissão como reservatórios e/ou sentinela de infecções em humanos.

MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 1714243 - DANIELLA REGINA ARANTES MARTINS SALHA - nullExterno ao Programa - 1046091 - JOAO FIRMINO RODRIGUES NETO - nullPresidente - 1055045 - MARCELA ABBOTT GALVAO URURAHY
Notícia cadastrada em: 25/08/2022 11:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao