Banca de QUALIFICAÇÃO: JANAINNA XAVIER FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JANAINNA XAVIER FERNANDES
DATA : 26/08/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Link de acesso para videoconferência: https://meet.google.com/vib-esfp-fhn
TÍTULO:
ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO PEPTÍDEO TsAP-2 PRESENTE NA PEÇONHA DO ESCORPIÃO Tityus stigmurus: ASSOCIAÇÃO COM ANTIBIÓTICOS CONVENCIONAIS.

PALAVRAS-CHAVES:
Tityus stigmurus. TsAP-2. Staphylococcus aureus. Antibióticos. Peptídeos antimicrobianos.

PÁGINAS: 78
RESUMO:

Nas últimas décadas a saúde enfrenta um cenário de escassez na produção de novos antibióticos e a presença cada vez mais frequente de infecções causadas por bactérias multirresistentes, tornando o tratamento um grande desafio. Diante desse cenário, vários estudos têm se dedicado na busca de alternativas terapêuticas, entre elas estão os peptídeos antimicrobianos (PAMs). O TsAP-2 é um PAM multifuncional com atividades antimicrobiana, antifúngica, antiparasitária, antiviral, antiproliferativa, imunomoduladora e cicatrizante, presente na peçonha do escorpião Tityus stigmurus. Possui sequência primária - FLGMIPGLIGGLISAFK-NH2, carga 2+ e caráter anfipático, estruturado predominantemente em α-hélice. O TsAP-2 destaca se pelas suas atividades antimicrobianas com maior seletividade em cepas Gram positivas. A associação de antibióticos é uma prática comum, que promove a potencialização da atividade antimicrobiana, eliminação de cepas multirresistentes, redução das doses, toxicidade e riscos de desenvolvimento de resistências. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a associação do TsAP-2 com antibióticos convencionais em cepas de Staphylococcus aureus multirresistentes, utilizando o método de tabuleiro de xadrez. Bem como, avaliar o efeito antibiofilme e citotóxico do peptídeo in vitro e in vivo, em larvas de Galleria mellonela. Como conclusão, o TsAP-2 apresentou atividade contra todas as cepas de S. aureus multirresistentes testadas, atividade significativa sobre o biofilme precoce e baixa sobre o biofilme tardio de S. aureus multirresistente, e apresentou efeitos aditivos e sinérgicos em 50% das associações, onde obteve os melhores resultados combinados aos β-lactâmicos. O TsAP-2 apresentou como desvantagem alto efeito hemolítico, apesar da baixa citotoxicidade em células de mamíferos (VERO). Enquanto que, nos testes in vivo, o peptídeo revelou preservação de suas atividades antimicrobianas, revelando uma redução de 50% das bactérias circulantes na hemolinfa e promoveu o aumento da sobrevida das larvas, com baixa toxicidade.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2611909 - CARLOS RAMON DO NASCIMENTO BRITO - nullPresidente - 1715308 - GUILHERME MARANHAO CHAVES
Externa à Instituição - JULIANA FÉLIX DA SILVA - UNIFACEX
Notícia cadastrada em: 12/08/2022 10:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao