Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATA KELLY DE FREITAS MANO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RENATA KELLY DE FREITAS MANO
DATA : 29/01/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DA VITAMINA D E DE FATORES ENVOLVIDOS NA ANGIOGÊNESE COM O DESENVOLVIMENTO E GRAVIDADE DA PRÉ-ECLÂMPSIA


PALAVRAS-CHAVES:

Pré-eclâmpsia. Vitamina D. Pré-eclâmpsia leve e grave. Inflamação.


PÁGINAS: 59
RESUMO:

A pré-eclâmpsia (PE) é uma doença específica da gravidez caracterizada por
hipertensão associada à proteinúria ou lesão de algum órgão alvo como fígado,
sistema nervoso central ou sistema hematológico, após 20 semanas de gestação.
Dentre os fatores de risco que vêm sendo associados com a PE estão a
hipertensão crônica, o Diabetes mellitus e extremos da idade materna. As
complicações da PE, como eclâmpsia, síndrome HELLP (hemólise, aumento da
atividade das enzimas hepáticas e baixa contagem de plaquetas) e disfunção
multi-sistêmica podem comprometer diretamente a vida da mãe e do feto. Uma
vez que a associação da deficiência de vitamina D com o desenvolvimento da PE
e sua gravidade vem sendo descrita na literatura, torna-se importante avaliar os
mecanismos pelos quais essa associação ocorre nessas pacientes. Além disso,
há evidências de que os fatores envolvidos na angiogênese possam ser utilizados
como biomarcadores de PE. Assim, o presente estudo tem como objetivo avaliar
a associação da vitamina D com o desenvolvimento e gravidade da PE. Assim
como, caracterizar a expressão do RNAm de fatores envolvidos na angiogênese
(VEGF e sFlt-1) nessas pacientes. Foram recrutadas 18 gestantes, que foram
divididas em dois grupos: Grupo PE (gestantes com PE grave) e Grupo Controle -
GC (gestantes normotensas). Amostras da primeira urina da manhã e de sangue
foram coletadas e utilizadas para avaliar o perfil metabólico geral das gestantes.
Foi observada diminuição dos valores de proteínas totais, albumina e cálcio no
grupo PE em comparação ao grupo controle. Já em relação ao ácido úrico, houve
aumento no grupo PE. Os resultados obtidos até o momento, demonstram
características bioquímicas esperadas para pacientes com diagnóstico de PE. É
necessário finalizar a etapa de recrutamento das pacientes e da avaliação da
expressão gênica para se obter as informações necessárias para contribuir para a
elucidação do envolvimento da vitamina D no mecanismo fisiopatológico de
desenvolvimento da pré-eclâmpsia.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1046091 - JOAO FIRMINO RODRIGUES NETO
Externo ao Programa - 1046922 - LEONARDO CAPISTRANO FERREIRA
Presidente - 1804884 - VIVIAN NOGUEIRA SILBIGER
Notícia cadastrada em: 11/01/2021 11:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao