Banca de DEFESA: FERNANDA ÍLARY COSTA DUARTE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FERNANDA ÍLARY COSTA DUARTE
DATA : 30/10/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO DE COMPLEXOS DE INCLUSÃO MULTICOMPONENTES COM ÁCIDO FERÚLICO E OBTENÇÃO DE MEMBRANA SINTÉTICA OTIMIZADA PARA AVALIAÇÃO DO PERFIL DE LIBERAÇÃO DE FORMULAÇÕES SEMISSÓLIDAS


PALAVRAS-CHAVES:

Ácido Ferúlico. Ciclodextrinas. Polímeros. Complexos multicomponentes. Célula de Franz.


PÁGINAS: 176
RESUMO:

O ácido ferúlico (AF) é um constituinte fitoquímico pertencente ao grupo dos polifenois encontrado principalmente no farelo de arroz e de milho, com destaque para sua atividade fotoprotetora e antioxidante. Assim, o AF vêm sendo amplamente estudado para aplicação em formulações fotoprotetoras e antienvelhecimento cutâneo. No desenvolvimento de formulações tópicas os ensaios de liberação cutânea in vitro apresentam-se como um ensaio rápido, de baixo custo e que possibilitam resultados preliminares. O uso do AF é limitado pela instabilidade da molécula frente à luz e/ou oxidação. Diante disto, sua estabilidade pode ser melhorada através da complexação com ciclodextrinas, dispersão em polímeros ou inclusão em ciclodextrinas seguido da associação de um polímero formando um sistema multicomponente. Assim, objetivou-se a obtenção de um modelo de membrana que seja semelhante à composição da pele humana para ensaios de liberação cutânea in vitro e desenvolvimento de sistemas multicomponentes com ciclodextrinas e polímeros hidrofílicos utilizando ácido ferúlico. A membrana foi obtida pela impregnação de uma solução lipídica em membrana sintética e caracterizadas por Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC), Microscopia de Força Atômica (MFA) e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Formulações gel e gel-creme contendo AF 0,5% (p/p) foram avaliadas quanto à estabilidade e liberação in vitro na membrana otimizada através da célula de difusão de Franz. No desenvolvimento dos complexos multicomponentes procedeu-se estudos de dinâmica molecular e solubilidade em fase aquosa. Após seleção da ciclodextrina e polímero para compor os sistemas, os mesmos foram obtidos pelos métodos de malaxagem e rotaevaporação, caracterizados por DSC e TG (termogravimetria), difração de raios-X (DR-X) e espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR). Além disto, foram avaliados quanto à estabilidade oxidativa e atividade antioxidante. As técnicas utilizadas para a caracterização da membrana obtida, permitiram demonstrar a ocorrência de impregnação da solução lipídica. As formulações foram estáveis quando armazenadas a 4 ºC ± 2 °C. Os resultados da liberação in vitro utilizando a membrana otimizada sugerem que esta pode ser aplicada como uma membrana acessível e simples na liberação in vitro de substâncias ativas. Com relação ao desenvolvimento dos sistemas multicomponentes, através das técnicas de caracterização foi possível compreender as interações entre o AF, ciclodextrinas e polímeros. As técnicas de obtenção dos sistemas mostraram-se adequadas, com alto de teor de incorporação do ativo. Destacando-se o método de obtenção por malaxagem, que apresentou rendimento consideravelmente maior quando comparado ao método por rotaevaporação. As ciclodextrinas e os polímeros selecionados possuíram potencial para serem empregados em sistemas multicomponentes. Uma vez que aumentaram a estabilidade do AF frente a altas temperaturas, como também auxiliaram na transição do estado cristalino para amorfo do fármaco, devido à inserção do ativo dentro da cavidade e interação com o polímero. Para a estabilidade oxidativa verificou-se, que os componentes do sistema conferiram significativa estabilidade para o AF. Na atividade antioxidante, em geral, os complexos multicomponentes potencializaram a atividade do AF. Os resultados sugerem a formação de sistemas multicomponentes estáveis, viabilizando otimização do ativo. Fornecendo subsídios para incorporação destes sistemas em formulações semissólidas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRÉ LUIS MENEZES CARVALHO - UFPI
Presidente - 1789788 - ADLEY ANTONINI NEVES DE LIMA
Externo à Instituição - ATTILIO CONVERTI - UNIGE
Externo ao Programa - 2276354 - LEANDRO DE SANTIS FERREIRA
Externo à Instituição - RICARDO NEVES MARRETO - UFG
Notícia cadastrada em: 13/10/2020 14:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao