Banca de DEFESA: WALESKA RAYANE DANTAS BEZERRA DE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WALESKA RAYANE DANTAS BEZERRA DE MEDEIROS
DATA : 02/06/2020
HORA: 14:00
LOCAL: SESSÃO FECHADA
TÍTULO:

PRODUÇÃO, CONCENTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO PARCIAL DE ENZIMAS LIPOLÍTICAS DE Aspergillus niger EM FERMENTAÇÃO EM ESTADO SÓLIDO


PALAVRAS-CHAVES:

Atividade enzimática. Planejamento experimental. Resíduos agroindustriais.


PÁGINAS: 131
RESUMO:

As lipases são enzimas com diversas aplicações nas áreas alimentícia, farmacêutica e cosmética em virtude da sua versatilidade. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a produção de lipases de Aspergillus niger IOC 4003 por fermentação em estado sólido utilizando substratos de baixo custo e realizar purificação parcial das lipases obtidas. O cultivo de A. niger foi inicialmente conduzido utilizando análise multivariada. Para seleção das variáveis de maior efeito, foi realizado planejamento experimental Plackett-Burman (PPB) com 15 ensaios e 11 fatores (proporção torta de algodão/farelo de trigo, concentração de óleo de vísceras de tilápia, tempo de cultivo, pH, concentração de inóculo, umidade, glicose, ureia, extrato de levedura, KH2PO4 e MgSO4). Em seguida, realizou-se um Delineamento Composto Central Rotacional (DCCR) 23 com as três variáveis mais significativas do PPB: tempo de cultivo, proporção torta de algodão/farelo de trigo e umidade. A variável resposta (atividade lipolítica) foi mensurada nos extratos enzimáticos por espectrofotometria utilizando p-nitrofenil-palmitato. Os resultados mostraram que as combinações de substrato com menor porcentagem de torta de algodão e maior porcentagem de farelo de trigo, bem como as condições extremas de tempo de cultivo e umidade contribuíram para o incremento da atividade enzimática. A maior atividade lipolítica (0,091 U/g) foi obtida com 30% de torta de algodão, 50% de umidade e 240 horas de cultivo. Essa condição foi reproduzida com suplementação dos indutores azeite, tween 80 e triton X-100. No entanto, não houve diferença estatística entre os cultivos com e sem suplementação. O extrato enzimático bruto foi submetido à precipitação com acetona e etanol. Os melhores perfis foram verificados com as frações acetona 40% (29,04% de rendimento e fator de purificação 4,04) e etanol 20% (42,47% de rendimento e fator de purificação 5,03). As frações acetona 40% e etanol 20% revelaram predominância de uma banda com massa molecular de 115 kDa, sugestiva da presença de lipases. A estabilidade da fração acetona 40% contendo lipases pré-purificadas foi avaliada nos pHs 3 a 10 e nas temperaturas de 30 a 60°C durante 6 horas. A menor estabilidade ocorreu no pH 3 mantendo atividade lipolítica residual de 74,62%. Quanto à temperatura, a perda de atividade mais importante foi de 15,10%, que ocorreu apenas com 60°C. Portanto, a partir do cultivo de A. niger em fermentação em estado sólido foi possível obter lipases pré-purificadas com boa estabilidade a temperaturas e pHs, que podem ser de grande interesse em diversos processos industriais.


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 2378605 - CRISTIANE FERNANDES DE ASSIS
Externo ao Programa - 1346198 - EVERALDO SILVINO DOS SANTOS
Presidente - 3652554 - FRANCISCO CANINDE DE SOUSA JUNIOR
Externo à Instituição - SÉRGIO DANTAS DE OLIVEIRA JÚNIOR - INPA
Notícia cadastrada em: 20/05/2020 13:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao