Banca de QUALIFICAÇÃO: LANNYA CLARA SANTOS TAVARES PESSOA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LANNYA CLARA SANTOS TAVARES PESSOA
DATA : 06/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 1 do PPgCF
TÍTULO:

NANOPARTÍCULAS LIPÍDICAS SÓLIDAS PARA INCORPORAÇÃO DA PAPAÍNA


PALAVRAS-CHAVES:

Papaína; 1,3-distearil-2-oleil glicerol; Nanopartículas lipídicas sólidas; Liberação modificada de biomoléculas.


PÁGINAS: 59
RESUMO:

papaína é uma enzima proteolítica com propriedades medicinais importantes, utilizada tanto no tratamento de feridas quanto em outras enfermidades, devido sua ação anti-inflamatória comprovada. No entanto, é uma proteína que apresenta limitações em sua aplicação, como a baixa estabilidade e alta sensibilidade em condições determinadas. Logo, o desenvolvimento de meios para imobilização de enzimas surge como uma estratégia poderosa para a superação dessas limitações. A nanotecnologia pode ser uma alternativa considerada mediante as vantagens de incorporação e transporte de fármacos e biomoléculas, além de melhorar a estabilidade, capacidade de atravessar barreiras biológicas e seguir até o local alvo de ação. O objetivo do presente estudo consiste em preparar e monitorar as propriedades físico-químicas de nanopartículas lipídicas sólidas (NLS) a base de TG1 (triglicerídeo 1,3-distearil-2-oleil glicerol) para liberação modificada da papaína. As nanopartículas lipídicas sólidas foram produzidas pelo método de emulsificação com evaporação do solvente e a incorporação da papaína se deu pelo método de adsorção. A matriz lipídica TG1 escolhida de origem vegetal apresenta efeito farmacológico cicatrizante comprovado pela literatura. A caracterização da formulação e padrões de obtenção foram desenvolvidos através da verificação do diâmetro médio, índice de polidispersão, potencial zeta, microscopia de força atômica (MFA), microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de absorção na região do infravermelho com transformada de fourier (FTIR-ATR), estudos de estabilidade e eletroforese em gel de poliacrilamida. Os estudos in vitro com cultura de células investigaram a viabilidade celular e atividade antileshimania das formulações. As NLS utilizadas após a incorporação se mostraram estáveis e obtiveram tamanhos inferiores a 300 nm e com um potencial zeta fracamente negativo. A espectroscopia FTIR-ATR mostrou bandas em que há interação entre os componentes da formulação, corroborando com eletroforese que mostrou a presença de bandas de proteínas nas nanopartículas. Os ensaios in vitro mostraram nanopartículas viáveis e com atividade antileishimania potencializada pelas nanopartículas. Portanto, o presente trabalho aborda de forma sistemática, o desenvolvimento de um nanocarreador de matriz lipídica sólida com capacidade inovadora para incorporar a papaína e aumentar a eficácia em sua possível aplicação na atividade antileshimania.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3652554 - FRANCISCO CANINDE DE SOUSA JUNIOR
Presidente - 1544647 - MATHEUS DE FREITAS FERNANDES PEDROSA
Externa ao Programa - 2275877 - THAIS SOUZA PASSOS
Notícia cadastrada em: 29/01/2020 14:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao