Banca de QUALIFICAÇÃO: LUANDA BARBARA FERREIRA CANARIO DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUANDA BARBARA FERREIRA CANARIO DE SOUZA
DATA : 26/03/2019
HORA: 09:00
LOCAL: SALA 1 DO PPGCF
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DO EFEITO DO EXTRATO DE Eugenia uniflora SOBRE FATORES DE VIRULÊNCIA E ELUCIDAÇÃO DO MECANISMO DE AÇÃO ANTIFÚNGICA EM ISOLADOS DE Candida spp. ORIUNDOS DA CAVIDADE ORAL DE PACIENTES TRANSPLANTADOS RENAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Candida spp., candidíase oral, transplantados renais, fatores de virulência, Eugenia uniflora, mecanismo de ação


PÁGINAS: 76
RESUMO:

A candidiase e uma importante manifestacao oral em pacientes transplantados renais. Candida spp. possuem fatores de virulencia que contribuem para o processo infeccioso, incluindo a capacidade de aderir a celulas epiteliais e a formacao de biofilme em superficies bioticas e abioticas. O extrato obtido a partir das folhas de Eugenia uniflora [acetona: agua (7:3, v/v)] tem demonstrado atividade antifungica contra Candida spp. Este estudo avaliou a influencia do extrato de E. uniflora na adesao as Celulas Epiteliais Bucais Humanas (CEBH), na formacao de biofilme e na hidrofobicidade da superficie celular, bem como iniciou a elucidacao do mecanismo de acao do referido extrato em cepas de Candida spp. isoladas da cavidade oral de pacientes transplantados renais. Para os ensaios de virulencia avaliados in vitro, as leveduras foram cultivadas na presenca e ausencia de 1000 ƒÊg/ mL de extrato. No ensaio de adesao Uma proporcao de 10:1 celulas (celulas Candida spp. x CEBHs) foi incubada durante 1 hora a 37 ‹C, 200 rpm, fixadas com formalina a 10% e o numero de celulas de Candida aderidas a 150 CEBH foram determinadas em microscopio optico. Os biofilmes foram formados em microplacas de poliestireno na presenca e ausencia do extrato. A quantificacao foi realizada usando duas metodologias: com coloracao por cristal violeta e XTT (2,3-bis(2-methoxy-4-nitro-5-sulfophenyl)-2H-tetrazolium-5-carboxanilide), e posteriormente analisados por microscopia eletronica de varredura. A HSC foi determinada atraves do teste de adesao aos hidrocarbonetos. Ensaios in silico foram realizados para verificacao de atividade dos compostos marjoritarios do extrato de E. uniflora. Testes como o ensaio de ligacao ao ergosterol exogeno e de osmoprotecao pelo sorbitol foram realizados para avaliar a acao do extrato em nivel de membrana e parede celular fungica. Observamos que o extrato de E. uniflora foi capaz de reduzir a adesao as CEBHs e HSC em cepas de Candida albicans e especies nao-Candida albicans. Verificamos uma reducao estatisticamente significativa na habilidade de formar biofilme pelas cepas produtoras de biofilme por ambas as metodologias de quantificacao empregadas. Nos ensaios in silico, o acido galico, segundo composto em maior quantidade no extrato, demonstrou atividade antifungica ligacao a enzima CPY51 presente na celula fungica, podendo esse ser um dos possiveis mecanismos de acao do extrato, interferir na biossintese do ergosterol. O extrato aumentou discretamente as CIM quando realizado o ensaio de ligacao ao ergosterol, descartando a ligacao direta do extrato com essa molecula. Na presenca do sorbitol, os valores de CIM para o extrato foram aumentados, sugerindo-se que um dos possiveis mecanismos de acao do extrato de E. uniflora seja atuar na parede celular fungica. Este estudo reforca a ideia de que, alem da inibicao do crescimento, E. uniflora pode interferir com a expressao de alguns fatores de virulencia de Candida spp., e pode ser eventualmente aplicada no futuro como um possivel agente antifungico.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1893445 - EUZEBIO GUIMARAES BARBOSA
Externo ao Programa - 2195251 - HUGO ALEXANDRE DE OLIVEIRA ROCHA
Presidente - 1490222 - SILVANA MARIA ZUCOLOTTO LANGASSNER
Notícia cadastrada em: 13/03/2019 13:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao