Banca de QUALIFICAÇÃO: EDILANE RODRIGUES DANTAS DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDILANE RODRIGUES DANTAS DE ARAÚJO
DATA : 09/12/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 7B8 - DFAR
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES ANTI-ÚLCERA E ANTI-INFLAMATÓRIA
TÓPICA DO SUCO DAS FOLHAS DE Kalanchoe brasiliensis CAMBESS E Kalanchoe
pinnata (LAMARCK) PERSOON


PALAVRAS-CHAVES:

Kalanchoe brasiliensis; Kalanchoe pinnata; coirama; suco das folhas; flavonoides; anti-úlcera; anti-inflamatória tópica.


PÁGINAS: 107
RESUMO:

As espécies Kalanchoe brasiliensis Cambess e Kalanchoe pinnata (Lamarck) Persoon
(Crassulaceae), conhecidas popularmente como “Saião” e “Coirama”, são utilizadas na
medicina tradicional no tratamento de úlceras pépticas e inflamações cutâneas. Apesar do
amplo uso popular não há monografia que especifique os parâmetros de qualidade dessas
espécies vegetais. Vale destacar que K. pinnata está presente na Relação Nacional de
Plantas Medicinais de Interesse do Sistema Único de Saúde – RENISUS (2009). Além disso,
não há na literatura pesquisada estudos que comparem a atividade anti-úlcera e antiinflamatória
local do suco das folhas das duas espécies. Dentro deste contexto, o presente
trabalho objetiva avaliar a atividade anti-úlcera e anti-inflamatória tópica, como também
caracterizar os marcadores biológicos presentes no suco das folhas das duas espécies. Para
isso, foi realizada a caracterização fitoquímica por Cromatografia em camada delgada (CCD),
que revelou a presença de bandas características de flavonoides no suco das folhas das duas
espécies. Por meio da análise preliminar por CCD foi possível visualizar que os sucos das
folhas das espécies K. brasiliensis e K. pinnata apresentam perfil químico diferente ao
comparar a coloração e Rf das bandas reveladas. A atividade anti-úlcera do suco das folhas de
K. brasiliensis e K. pinnata foi avaliada utilizando os modelos de indução de úlcera por
etanol e indometacina, utilizando como fármaco padrão ranitidina (50mg/Kg). A atividade
anti-inflamatória tópica foi avaliada no modelo de edema de pata induzido por carragenina e
edema de orelha induzido por óleo de crotón em camundongos Swiss, utilizando como
padrão dexametasona. Na avaliação da atividade anti-úlcera o suco das folhas de K.
brasiliensis e K. pinnata e ranitidina foram administrados por via oral (125, 250 e 500mg/kg)
24 e 1 hora antes da indução das lesões. O pré-tratamento com o suco das folhas de K.
brasiliensis e K. pinnata revelou uma melhora significativa das lesões gástricas, caracterizada
pela redução do índice de ulceração nos dois modelos de úlcera avaliados. A redução das
lesões foi acompanhada de redução do estresse oxidativo, observado pelo aumento do
conteúdo de total glutationa, importante antioxidade. O suco das folhas de K. brasiliensis e K.
pinnata também melhorou significativamente o processo inflamatório tópico reduzindo o
edema no modelo de edema de pata e de orelha, podendo desta forma, ambas as espécies,
apresentar um efeito na redução do processo inflamatório local. Destacamos que são dados
preliminares, sendo necessário dar continuidade aos estudos fitoquímicos com a análise por
Cromatografia líquida e alta eficiência acoplada a espectrômetro de massa (CLAE-EM) e
farmacológico para aprofundar os mecanismos envolvidos nos efeitos benéficos destes
compostos na função secretora gástrica por meio de ligadura de piloro, além da avalição dos
níveis de prostaglandina E2 (PG2), citocinas (TNF-α, IL-6 e IL-8), mieloperoxidase (MPO),
malonialdeído (MDA) e análise por PCR (ICAM e Cox-1).


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2276354 - LEANDRO DE SANTIS FERREIRA
Presidente - 1544647 - MATHEUS DE FREITAS FERNANDES PEDROSA
Externo ao Programa - 2329140 - RAIMUNDO FERNANDES DE ARAUJO JUNIOR
Notícia cadastrada em: 18/11/2016 15:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao