Banca de QUALIFICAÇÃO: LEONARDO DE LIMA FERNANDES



Uma banca de QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: LEONARDO DE LIMA FERNANDES
DATA: 31/05/2016
HORA: 15:00
LOCAL: SALA DE AULA II DO PPGCF
TÍTULO:

INVESTIGAÇÃO DOS RESULTADOS IMUNOFENOTÍPICOS DE PACIENTES
IDOSOS COM DOENÇAS MIELÓIDES AGUDAS NO RIO GRANDE DO NORTE


RESUMO:

As leucemias agudas (LAs) são neoplasias monoclonais que se caracterizam pela proliferação de células anormais do sistema hematopoiético, na medula óssea, nos nódulos linfáticos, no baço, no sangue e em outros órgãos. A Leucemia Mielóide Aguda (LMA) é a leucemia mais frequente em adultos mais velhos (acima de 60 anos de idade) em mais de 50% dos casos, representado 15 a 20% das leucemias da infância e 80% das leucemias dos adultos. A LMA apresenta um prognóstico pobre, especialmente em pacientes idosos. As Síndromes Mielodisplásicas (SMD) compreendem outro espectro de neoplasias clonais agudas que, também, preferencialmente acometem indivíduos de faixa etária mais avançada e caracterizam-se por uma hematopoese ineficaz, citopenias periféricas, anormalidades cromossômicas e uma predileção variável de evolução para LMA. Pacientes idosos com Doenças Mielóides Agudas (DMA) fazem parte de um grupo
biológica e clinicamente distinto apresentando uma resposta diminuída a quimioterapia. Ensaios clínicos mostram que a taxa de remissão completa (RC) gira em torno de 50% e a taxa de sobrevida a longo prazo fica em torno de 10%, pior do que nos pacientes mais jovens. Devidos a todos esses fatores é difícil de se
estabelecer um tratamento padrão para pacientes idosos com DMA. A imunofenotipagem por citometria de fluxo (IFCF) promove uma avaliação objetiva das características imunológicas do clone neoplásico, que muitas vezes pode ter relação direta com diagnóstico, resistência ao tratamento e prognostico. Uma análise preliminar de 80 amostras de pacientes idosos com DMAs permitiu identificar alguns marcadores com frequência aumentada (CD34, CD38, CD117, CD7 e MDR1), os quais podem estar relacionados como fatores prognósticos nesse grupo de indivíduos.


PALAVRAS-CHAVE:

Leucemia Mielóide Aguda, Sindrome Mielodisplásica, Imunofenotipagem, Idosos, Prognóstico


PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1306690 - TELMA MARIA ARAUJO MOURA LEMOS
Externo ao Programa - 1663052 - IVANISE MARINA MORETTI REBECCHI
Externo ao Programa - 350753 - VALERIA SORAYA DE FARIAS SALES
Notícia cadastrada em: 06/05/2016 15:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao