Banca de DEFESA: ANDRÉA CAROLINE COSTA DE ARRUDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉA CAROLINE COSTA DE ARRUDA
DATA: 20/07/2015
HORA: 14:00
LOCAL: SALA DE AULA II DO PPGCF
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE DO EXTRATO SECO DE PERICARPO DE Passiflora edulis VARIEDADE flavicarpa DEGENER EM RATOS


PALAVRAS-CHAVES:

Passiflora edulis var. flavicarpa Degener, Pericarpo, toxicidade, reprodução, ratos.


PÁGINAS: 87
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
SUBÁREA: Análise Toxicológica
RESUMO:

O pericarpo de Passiflora edulis var. flavicarpa Degener atualmente está sendo investigado para fins medicinais. Não há relatos na literatura sobre sua toxicidade. O objetivo do presente estudo foi investigar a toxicidade sub-crônica em ratos machos e toxicidade em ratos fêmeas prenhes e fetos expostos durante a gestação a um extrato obtido por infusão do pericarpo em água (1:3 m/v; 100o C, 10 min). A composição do extrato foi avaliada por meio de reações químicas e também por cromatografia de camada delgada. Ratos machos adultos (n=8) foram tratados com 300 mg/kg de extrato, por gavagem, durante 30 dias e ratas prenhes (n=7) do dia 0 ao dia 20 de gestação. Os grupos controle de ratos machos (n=8) e ratas fêmeas (n=7) receberam água da torneira (1 ml) pela mesma via e mesmo período de tempo que os respectivos grupos experimentais. Durante o tratamento foram registrados o consumo de água e de ração e o peso corporal. No dia 29 o comportamento sexual dos machos foi analisado e, em seguida, metade dos machos de cada grupo receberam ciclofosfamida (50 mg/kg, i.p.) para avaliação (anti) genotóxica na medula óssea e a outra metade recebeu apenas solução salina 0,9% (1 mL, i.p.). No dia 30, os machos foram anestesiados para coleta de sangue, medula óssea e órgãos (fígado, rins, pâncreas, baço, coração e testículos). No dia 20 de gestação, as ratas prenhes foram anestesiadas e os cornos uterinos foram exteriorizados para avaliação do desempenho reprodutivo. A análise dos fetos foi realizada por exame visceral e esquelético (oito fetos por ninhada). A análise fitoquímica revelou a presença de flavonóides, alcalóides inespecíficos, compostos fenólicos e triterpênicos. A análise estatística revelou ausência de diferenças significativas em todos os parâmetros analisados para machos, para fêmeas e para fetos experimentais em relação aos animais controle. Este estudo sugere que o extrato aquoso obtido de pericarpo de P. edulis var. flavicarpa Degener não foi capaz de promover efeitos tóxicos em ratos nas condições empregadas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1517215 - ALINE SCHWARZ
Interno - 2087759 - ANDRE DUCATI LUCHESSI
Notícia cadastrada em: 09/07/2015 12:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao