Banca de DEFESA: ARTHUR SÉRGIO AVELINO DE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARTHUR SÉRGIO AVELINO DE MEDEIROS
DATA: 31/03/2015
HORA: 14:00
LOCAL: SALA DE AULA II DO PPGCF
TÍTULO:

INTERAÇÕES DA TRIANCINOLONA COM CICLODEXTRINAS EM SISTEMAS MULTICOMPONENTES


PALAVRAS-CHAVES:

Triancinolona; Ciclodextrinas; complexos ternários; spray drying.


PÁGINAS: 106
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A associação da triancinolona com ciclodextrinas e co-solventes foi investigada para solubilizar o fármaco e explicar as interações envolvidas. Os diagramas de solubilidade de fases mostraram que o fármaco pode ser solubilizado pelas ciclodextrinas através da formação de um complexo incrivelmente estável, com os melhores resultados obtidos com a aplicação da randomil-metil-beta-ciclodextrina (RMβCD) (aumento de solubilidade de 161 vezes). O fármaco também pode ser solubilizado pelos co-solventes, com incremento de solubilidade de 1,4 e 6,7 vezes (trietanolamina, TEA, e N-metilpirrolidona, NMP, respectivamente). A aplicação simultânea dos dois solubilizantes ainda permitiu um aumento de solubilidade considerável, porém diminuiu a quantidade final solubilizada e a afinidade entre fármaco e ciclodextrinas, o que permitiu uma maior quantidade de fármaco não complexado. Estudos de ressonância magnética 2D-ROESY mostraram interação entre os prótons da triancinolona e os prótons da cavidade das ciclodextrinas, um achado conciso de formação de complexo de inclusão. Os estudos de modelagem molecular mostraram que a triancinolona pode ser incluída na cavidade das ciclodextrinas preferencialmente pela extremidade do anel ‘’A’’, com modificações dinâmicas. As associações ternárias também mostraram um único modo de formação de complexo de inclusão. Os complexos sólidos binários e ternários foram obtidos com sucesso por spray drying. Evidências de formação de complexo em fase sólida foram ainda mostradas através de FTIR e difração de raios-X. A morfologia das partículas dos complexos foi observada como esferas toroidais por MEV. Os estudos de dissolução mostraram que associações binárias e ternárias apresentaram maior velocidade de dissolução em comparação com o fármaco puro. Foi mostrado ainda que complexos ternários com TEA e RMβCD apresentaram uma maior velocidade de dissolução do fármaco que o complexo binário com a RMβCD.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1639820 - ARNOBIO ANTONIO DA SILVA JUNIOR
Externo à Instituição - JOSÉ LAMARTINE SOARES SOBRINHO - UFPE
Externo à Instituição - MARCELA RAQUEL LONGHI - UNC/AR
Notícia cadastrada em: 19/03/2015 16:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao