Banca de QUALIFICAÇÃO: BÁRBARA CABRAL

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BÁRBARA CABRAL
DATA: 30/09/2013
HORA: 10:00
LOCAL: SALA DE AULA 7B9 FACULDADE DE FARMÁCIA
TÍTULO:

 

CARACTERIZAÇÃO DOS MARCADORES QUÍMICOS E AVALIAÇÃO DE ATIVIDADES BIOLÓGICAS DO EXTRATO DAS FOLHAS DE Spondias mombin (CAJÁ)


PALAVRAS-CHAVES:

Spondias mombin


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

 Spondias mombin, conhecida popularmente como cajazeira é uma espécie frutífera que se encontra dispersa em regiões tropicais da América, África e Ásia. A espécie é amplamente utilizada, especialmente na região Norte e Nordeste do país. As folhas são utilizadas popularmente em gargarejos, como adstringente nas inflamações de boca e da garganta. Também há relatos do uso oral em casos de prostatite e herpes labial. Há poucos estudos químicos e farmacológicos e não há monografia dessa espécie na Farmacopéia Brasileira. Diante disso, o estudo buscou avaliar o perfil químico e farmacológico da espécie S. mombin. Foram analisadas as atividades anti-inflamatória e antimicrobiana do extrato e frações das folhas de S. mombin. A avaliação do perfil químico das folhas de S. mombin se deu através de Cromatografia em Camada Delgada (CCD) e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Para a atividade anti-inflamatória, utilizou-se o modelo de peritonite aguda induzida por carragenina, e os ensaios antimicrobianos foi realizado através do método de difusão em disco, foram também determinadas a Concentração Inibitória Mínima (CIM), Concentração Bactericida Mínima (CBM) e a Bioautografia. A avaliação do perfil químico das folhas de S. mombin por CCD e CLAE mostrou que a espécie é rica em compostos fenólicos. Foram ainda identificados e quantificados dois compostos majoritários que podem ser utilizados como marcadores químicos da espécie, o ácido clorogênico e o ácido elágico. Os resultados de atividade biológica mostraram que o extrato hidroetanólico das folhas de S. mombin, apresentou efeitos anti-inflamatório inibindo a migração de leucócitos no modelo de peritonite aguda induzida pela carragenina, sendo os efeitos mais pronunciados nas doses de 300 e 500 mg/kg. Foi verificado também que a fração acetato apresentou melhor atividade em relação as outras frações testadas e ao extrato, indicando que a medida que os compostos ativos vão ficando mais concentrados, a atividade se torna mais evidente.O estudo ainda mostrou importante atividade antimicrobiana do extrato, e a biautografia revelou que os compostos ativos antimicrobianos presentes na espécies na espécie são de caráter polar.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1492900 - CICERO FLAVIO SOARES ARAGAO
Externo ao Programa - 2330188 - GERLANE COELHO BERNARDO GUERRA
Externo ao Programa - 1569526 - RENATA MENDONCA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 24/09/2013 11:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao