Banca de DEFESA: LARICE SIMONE DE OLIVEIRA FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LARICE SIMONE DE OLIVEIRA FERREIRA
DATA : 26/06/2017
HORA: 14:00
LOCAL: NEPSA II
TÍTULO:

EMULAÇÃO DE CONSUMO NO BRASIL


PALAVRAS-CHAVES:

Comportamento do consumidor. Emulação do Consumo. Cultura de consumo. Estilo de vida e consumo


PÁGINAS: 157
RESUMO:

Essa dissertação teve como objetivo construir o conceito de emulação do consumo, explicitando o conceito de classes em contraposição ao de estratos de renda, dando ênfase à perspectiva de classes. Averiguou-se quais os países que possuem fortes características de “cultura de consumo” e “estilo de vida” e suas influências sobre o comportamento do consumidor brasileiro no que tange à emulação. Posteriormente, verificou-se quais são os mecanismos que disseminam a ideia de determinado estilo de vida e consumo. A base teórica foi construída a partir de Veblen (emulação de consumo), Nietzsche(objetividade e subjetividade, impulsos inseparáveis), Bauman (Pós-modernidade e consumo), Baudrillard (Signos e consumo), Celso Furtado (raízes da dependência), entre outros. Buscou-se um método que proporcionasse análises complexas das escolhas dos consumidores. Partindo-se da hipótese de que não há dualidade no processo de decisão (racionalidade e impulsos emocionais), ambos são imbricados, ou seja, ocorrem concomitantemente. O método mais oportuno foi a entrevista semi-estruturada, que favorece a compreensão dos fenômenos sociais. Após a aplicação do método, constatou-se que os fatores que mais influenciam na análise de compra dos consumidores entrevistados são: qualidade, preço, necessidade e alguns fatores subjetivos. Em relação à influência cultural estrangeira, os países mais citados segundo aqueles que se sentem influenciados pelo “estilo de vida e consumo” do exterior foram: Estados Unidos, Inglaterra e França. As vias que disseminam o estilo de vida e consumo de outros países ao consumidor brasileiro estão associadas aos meios de comunicações e às artes. Dos consumidores pesquisados, 86% afirmaram que, produtos que são mais consumidos por classes mais ricas proporcionam status, uma espécie de troféu, de vitória, sucesso e admiração de terceiros e que quando desejam consumir mesmo com a renda limitada, apenas 37% optam por formar poupança para adquirir o bem no futuro e 67% optam pelo uso do crédito, financiamento ou empréstimo para realizar a compra.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1752338 - FABRICIO PITOMBO LEITE
Externo à Instituição - LEANDRO PINHEIRO CHEVITARESE - UFRRJ
Interno - 1149545 - MARCIA MARIA DE OLIVEIRA BEZERRA
Notícia cadastrada em: 13/06/2017 08:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao