Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE BRAGA GALVAO SILVEIRA FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALINE BRAGA GALVAO SILVEIRA FERNANDES
DATA: 11/12/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditorio Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

ATIVIDADE ELETROENCEFALOGRÁFICA DE PACIENTES COM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NA APRENDIZAGEM MOTORA DE UM JOGO BASEADO EM REALIDADE VIRTUAL 


PALAVRAS-CHAVES:

Transtornos Cerebrovasculares, Extremidade Superior, Paresia, Eletroencefalografia, Desempenho Psicomotor.


PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

O AVC é a principal causa de incapacidade a longo prazo entre os adultos e a aprendizagem motora é primordial na reabilitação das sequelas motoras. Sendo assim, diversas técnicas têm sido propostas para alcançar este fim, dentre elas a Realidade Virtual, que simula o ambiente do mundo real. O objetivo do estudo será avaliar a atividade eletroencefalográfica de pacientes com AVC crônico na aprendizagem motora de um jogo baseado em realidade virtual. Participarão do estudo 10 pacientes com lesão cerebral, tempo de lesão a partir de 6 meses, idade até 70 anos e destros, sendo 5 com lesão cerebral esquerda e 5 com lesão à direita; e 10 indivíduos saudáveis, pareados quanto à idade, sexo, escolaridade e lateralidade manual. Os participantes serão avaliados quanto à atividade eletroencefalográfica e ao desempenho motor na realização de 15 repetições do jogo de dardos no XBOX Kinect. Os pacientes também serão avaliados por meio do NIHSS, MEEM, Fugl-Meyer e da escala de Ashworth modificada. Após essa avaliação inicial os pacientes serão submetidos a 12 sessões de treino (fase de aquisição) em 4 semanas, cada qual sendo realizadas 45 repetições do jogo de dardos virtual. Após o treino, os pacientes serão submetidos à reavaliação da atividade eletroencefalográfica e do desempenho nos mesmos padrões e protocolos da avaliação inicial (fase de retenção). Para a análise estatística será utilizado o programa SPSS 22.0, atribuindo-se o nível de significância de 5% e utilizando a ANOVA de medidas repetidas para comparação entre os grupos. De acordo com os resultados preliminares, observou-se que não houve diferença estatística entre o grupo de pacientes e saudáveis quanto às variáveis de pareamento (idade, escolaridade e lateralidade) e entre os grupos de pacientes com hemiparesia direita e esquerda quanto às variáveis clínicas (NIHSS, MEEM, Fugl-Meyer e da escala de Ashworth modificada). Quanto ao desempenho motor, verificou-se diferença significativa no erro absoluto entre a fase de aquisição e retenção (p=0,0001), observando-se uma diminuição do erro e uma melhora do desempenho, sugerindo que possam ser encontradas possíveis alterações na atividade encefalográfica após treinamento com o jogo de realidade virtual, as quais serão analisadas posteriormente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2179208 - ANA RAQUEL RODRIGUES LINDQUIST
Externo ao Programa - 2244846 - JULIO CESAR PAULINO DE MELO
Presidente - 350635 - TANIA FERNANDES CAMPOS
Notícia cadastrada em: 10/12/2015 09:24
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao