Banca de QUALIFICAÇÃO: MICEIA DE PAULA RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MICEIA DE PAULA RODRIGUES
DATA : 30/11/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência plataforma meet
TÍTULO:

SUSTENTABILIDADE, SOCIOEDUCAÇÃO E ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA NO RESGATE DA CIDADANIA DE MENINAS EM SITUAÇÃO DE PRIVAÇÃO DE LIBERDADE


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Científica; Espaços Socioeducativos; Formação Cidadã; Meninas em Privação de Liberdade.


PÁGINAS: 126
RESUMO:

Ao considerar a Educação um direito essencial à formação de adolescentes que se encontram em regime de medida socioeducativa, o Ensino de Ciências pode ter um papel fundamental na socialização e na construção do conhecimento voltado para a promoção da Alfabetização Científica (AC) destes jovens. Com essa perspectiva, a pesquisa objetivou compreender os aspectos contributivos de uma Sequência Didática (SD) pautada nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para a promoção da AC e formação cidadã de meninas em privação de liberdade, partindo do seguinte questionamento: Como se dá o processo de promoção da AC em um espaço socioeducativo para adolescentes privados de liberdade? A pesquisa é, predominantemente, de natureza qualitativa, do tipo bibliográfica, descritiva, participante e, também, se constitui como uma pesquisa de campo, pois conduz uma intervenção pedagógica.  Foi produzida e aplicada uma SD para cinco meninas privadas de liberdade em cumprimento de medida socioeducativa na cidade de Manaus/AM, fazendo uso da análise de conteúdo e de indicadores de AC para sistematização dos dados. Os resultados da revisão de literatura permitiram inferir que o panorama de publicações sobre o Ensino de Ciências em Centros Socioeducativos, no período de 2011 a 2021 ainda é escasso e repleto de lacunas, porém, permitiu o surgimento de três categorias que mostram as lacunas, desafios e possibilidades de intervenção docente nessa área de estudo e pesquisa, sendo: a) Planejamento de aulas de Ciências em ambientes de Socioeducação; b) Ensino de Ciências enquanto meio de ressocialização em ambientes de Socioeducação; e c) Cenários e desafios do Ensino de Ciências no regime de privação de liberdade. Além disso, o estudo relevou a desigualdade de gênero na área pesquisada, pois, percebeu-se que as investigações já existentes direcionam seus esforços para retratar a realidade de meninos em situação de privação de liberdade. No que diz respeito a aplicação da SD, a análise das atividades evidenciou a presença dos indicadores de AC e indicou que ao promover situações de aprendizagem voltadas à reflexão, ao pensamento crítico, a leitura e a pesquisa podem contribuir para a formação da cidadania de meninas em privação de liberdade. Diante disso, para que adolescentes privadas de liberdade se tornem cidadãs críticas, conscientes perante a sociedade e que assumam uma posição ativa frente aos processos e inovações que as afetam diariamente, faz-se necessário que a comunidade educacional desenvolva ações que auxiliem no processo de promoção da AC em espaços socioeducativos, promovendo uma Educação Científica e significativa neste público tão específico. 


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2200167 - MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
Externo ao Programa - 1996620 - ALEXANDRE DA SILVA AGUIAR - UFRNExterna à Instituição - CANDIDA DE SOUZA - UFPB
Notícia cadastrada em: 18/11/2022 13:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao