Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2019
Dissertações
1
  • ALCIONE MARIA DE AZEVEDO ROCHA
  • Ensino de Astronomia no Contexto das Descobertas de Exoplanetas

  • Orientador : CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXSANDRO PEREIRA LIMA
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • JOSÉ RONALDO PEREIRA DA SILVA
  • Data: 30/01/2019

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa de Mestrado Profissional foi desenvolvida objetivando colaborar para o aprimoramento do Ensino de Física e de Astronomia por meio de uma proposta que envolve conceitos de Física Moderna e de Astronomia com ênfase no estudo e descobertas de exoplanetas. Para se alcançar este objetivo, elaboramos um conjunto de sequências de ensino ancoradas nos três momentos pedagógicos: a problematização inicial, a organização do conhecimento e a aplicação do conhecimento (DELIZOICOV; ANGOTTI, 1992). Tais sequências culminaram no produto educacional exigido pelo Programa, associado à dissertação e destinado aos professores de Física e áreas afins. Os conteúdos contemplados nestas sequências foram cuidadosamente selecionados após localizarmos, inicialmente, os conteúdos de Astronomia no programa do ensino médio, utilizando os eixos estruturadores dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) e a versão corrente da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Fizemos também uma análise das informações contidas no guia do livro didático da disciplina de Física – PNLD 2015 – referente ao tema Exoplanetas, onde verificamos a menção a planetas fora do Sistema Solar em apenas um livro dentre todas as coleções analisadas. As sequências de ensino foram implementadas em sala de aula numa turma de 17 participantes na forma de um curso de extensão para professores de Física em formação inicial (licenciandos do curso de Física no IFRN, campus de Santa Cruz) e teve duração de 16h, no qual avaliamos a eficácia (ou suas deficiências) das sequências de ensino para compor a versão final do Produto Educacional. Em relação aos métodos, a presente pesquisa fez o uso de uma abordagem qualitativa, que incluiu uma pesquisa bibliográfica, levantando documentos representativos da literatura da área, a produção das sequências de ensino e a análise e avaliação da sua aplicação em um ambiente de pesquisa-ação. Todos os dados foram organizados, codificados, categorizados e interpretados por meio dos critérios de análise do conteúdo de Bardin (1977). Destacamos, da análise dos questionários bem como das atividades desenvolvidas pelos participantes, o alto nível de interesse e motivação pela temática, tendo o curso sido, para a maioria, o primeiro contato com assuntos relacionados à astronomia, em especial exoplanetas


  • Mostrar Abstract
  • The present research of Professional Master was developed aiming to collaborate for the improvement of the Teaching of Physics and Astronomy through a proposal that involves concepts of Modern Physics and Astronomy with emphasis in the study and discoveries of exoplanets. In order to reach this goal, we elaborated a set of teaching sequences anchored in the three pedagogical moments: the initial problematization, the organization of knowledge and the application of knowledge (DELIZOICOV, ANGOTTI, 1992). These sequences culminated in the educational product required by the Program, associated to the dissertation and destined to teachers of Physics and related areas. The contents contemplated in these sequences were carefully selected after initially locating the contents of Astronomy in the high school program, using the structuring axes of the National Curricular Parameters (PCN) and the current version of the Common Curricular National Basis (BNCC). We also did an analysis of the information contained in the guide of the textbook of the discipline of Physics - PNLD 2015 - referring to the theme Exoplanets, where we find the mention of planets outside the Solar System in only one book among all the analyzed collections. The teaching sequences were implemented in a classroom of 17 participants in the form of an extension course for physics teachers in initial formation (graduates of the Physics course at the IFRN, campus of Santa Cruz) and lasted for 16 hours in which we evaluate the effectiveness (or their deficiencies) of the teaching sequences to compose the final version of the Educational Product. Regarding the methods, the present research made use of a qualitative approach, which included a bibliographical research, raising documents representative of the literature of the area, the production of teaching sequences and the analysis and evaluation of its application in an action-research process. All data were organized, coded, categorized and interpreted using the criteria of content analysis of Bardin (1977). From the analysis of the questionnaires as well as the activities developed by the participants, we highlight the high level of interest and motivation for the subject, and for most of them the first contact with subjects related to astronomy, especially exoplanets.

2
  • ODAIVO DE FREITAS SOARES
  • Atividades Baseadas em História da Educação Matemática para a Formação de Professores

  • Orientador : FERNANDO GUEDES CURY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • MÁRCIA MARIA ALVES DE ASSIS
  • Data: 30/01/2019

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho pretende sistematizar e avaliar a aplicação de duas atividades pautadas na História da Educação Matemática e aplicadas em uma turma de formação de professores de matemática. Elas foram apoiadas no princípio de que o educador com senso histórico deve ver o passado do processo educativo refletido no presente na forma de pressupostos, práticas, preconceitos alterações e permanências,  e que os professores devem compreender o passado do ensino de matemática para tornar o presente mais inteligível, questionar a consciência social coletiva e promover e/ou provocar questionamentos sobre ele.  A primeira atividade destinava-se a uma análise comparativa de livros didáticos do passado e do presente e sob como eles tratavam bem um conteúdo específico (Máximo Divisor Comum e Mínimo Múltiplo Comum) e a outra buscou revisitar os procedimentos envolvidos com a “prova dos nove” que já não faz mais parte do currículo escolar. A avaliação dessas atividades foi conduzida pela questão: como atividades didáticas pautadas na História da Educação Matemática podem contribuir para a formação inicial ou continuada de professores e na sua visão sobre o ensino de matemática? A pesquisa conduzida a partir daí foi de caráter qualitativo e exploratório, com a produção e aplicação de duas sequências didáticas contendo perguntas sobre os conteúdos focados e sobre opinião dos estudantes sobre suas alterações e permanências históricas observadas neles ao longo dos anos. Elas foram aplicadas em duas turmas da disciplina de História da Educação Matemática do curso de licenciatura em Matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Norte no ano de 2017. Para constituição dos dados foi realizada a gravação em áudio nos dois dias em que houve a aplicação, bem como o recolhimento do material. Os relatos dos alunos consideraram essencial que o futuro professor de matemática compreenda a forma como são instituídos os conteúdos em livros didáticos de matemática, em diferentes períodos. Como produto educacional, propomos um pequeno caderno com as atividades elaboradas, aplicadas e analisadas.

     

  • Mostrar Abstract
  • This work aims to systematize and evaluate the application of two activities based on the History of Mathematics Education and applied in a class of mathematics teacher training. They were supported on the principle that the educator with historical sense should view the past of the educational process reflected in the present in the form of assumptions, practices, prejudices changes and permanencies, and that teachers should understand the past of mathematics teaching to make the present more intelligible, to question the collective social conscience and to promote and / or cause questions about it. The first activity aimed at a comparative analysis of textbooks of the past and the present and how they dealt well with a specific content (Maximum Common Divisor and Common Multiple Minimum) and the other sought to revisit the procedures involved with the "proof of the nine "Which is no longer part of the school curriculum. The evaluation of these activities was driven by the question: how did didactic activities based on the History of Mathematics Education contribute to the initial or continuing formation of teachers and in their view on teaching mathematics? The research conducted from there was qualitative and exploratory, with the production and application of two didactic sequences containing questions about the contents focused and on students' opinions about their historical changes and permanences observed in them over the years. They were applied in two classes of the History of Mathematics Education course of the degree course in Mathematics of the Federal University of Rio Grande do Norte in the year 2017. For the constitution of the data, the audio recording was performed on the two days that the application occurred , as well as the collection of material. The students' reports considered it essential that the future mathematics teacher understand the way in which the contents are instituted in textbooks of mathematics, in different periods. As an educational product, we propose a small notebook with the activities elaborated, applied and analyzed.

3
  • MARCONDES LUIZ DA SILVA AZEVEDO
  • ATIVIDADE EXPERIMENTAL CONCHA DE ALUMÍNIO: UMA PROPOSTA PARA ABORDAR AS EXPLICAÇÕES CIENTÍFICAS DOS ALUNOS EM AULAS DE QUÍMICA NO ENSINO SUPERIOR

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • ALBINO OLIVEIRA NUNES
  • Data: 13/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • O estudo sobre a habilidade cognitivo linguística da explicação vem sendo debatido em várias perspectivas, seja filosófica, epistemológica ou didática, e principalmente a forma como é analisada na sala de aula, em especial nesta dissertação, no ensino de ciências e no ensino superior em química. Desse modo, a pesquisa foi baseada no seguinte objetivo analisar as explicações dos estudantes e o nível de coerência dessas explicações com o conhecimento científico, para tanto foi desenvolvido uma atividade experimental intitulada Concha de Alumínio, que foi modelada conforme a estratégia de ensino P.O.E. (predizer, observar e explicar) utilizando conceitos de eletroquímica. Assim a própria estratégia P.O.E. nos levou a produção de uma rubrica baseado principalmente nas perspectivas dos modelos Nomológicos-Dedutivos, Hipotético-Dedutivo e na Inferência da Melhor Explicação, visando classificar o enunciado explicativo gerados pelos alunos em termos da coerência e adequação com o conhecimento científico aceito atualmente. Portanto, foi organizado um minicurso no Instituto de Química da UFRN para aplicação da atividade experimental e a avaliação dos enunciados explicativos pelos alunos, os quais foram avaliados conforme uma rubrica referencial. Com isso, foi possível analisar o rendimento dos alunos em termos de coerência de suas explicações com os conceitos científicos aceitos atualmente.


  • Mostrar Abstract
  • The study on the linguistic cognitive ability of the explanation has been debated in several perspectives, be it philosophical, epistemological or didactic, and especially the way it is analyzed in the classroom, especially in this dissertation, in science teaching and in higher education in chemistry . Thus, the research was based on the following objective to analyze the students' explanations and the level of coherence of these explanations with the scientific knowledge, for which an experimental activity titled Aluminum Shell was developed, which was modeled according to the teaching strategy P.O.E. (predicting, observing and explaining) using concepts of electrochemistry. Thus the strategy P.O.E. led to the production of a rubric based mainly on the perspectives of the Nominal-Deductive, Hypothetical-Deductive and Inference Models of the Best Explanation, aiming to classify the explanatory statement generated by the students in terms of the coherence and adequacy with the scientific knowledge currently accepted. Therefore, a short course was organized at the Institute of Chemistry of UFRN for the application of the experimental activity and the evaluation of the explanatory statements by the students, which were evaluated according to a referential rubric. With this, it was possible to analyze the students' performance in terms of the coherence of their explanations with the scientific concepts currently accepted.

4
  • ANYELLE DA SILVA PEREIRA PEIXOTO
  • A QUÍMICA DOS METAIS: UMA ABORDAGEM CTS PARA DISCUTIR A PROBLEMÁTICA DOS RESÍDUOS ELETROELETRÔNICOS

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • RUTH DO NASCIMENTO FIRME
  • Data: 17/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • Estudos na área da Educação evidenciam a necessidade de uma formação cidadã para a tomada de decisão. Nesse sentido, a participação social tornou-se necessária diante do desenvolvimento científico-tecnológico. Partindo do pressuposto que o Ensino de Química deve possibilitar a assimilação das vivências dos alunos e ampliá-las à problemas coletivos, discutir acerca da problemática dos Resíduos Eletroeletrônicos (REE) mostrou-se relevante, bem como promover a Educação Ambiental no que tange o consumo e descarte dos Equipamentos Eletroeletrônico (EEE). Diante disto, foi elaborada uma Sequência Didática(SD) voltada para o (a)professor (a) como produto educacional, a qual visa contribuir com o estudo da química dos metais na Educação Básica. O lócus da aplicação da sequência foi uma turma da 2º série do Ensino Médio do Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense. As atividades foram desenvolvidas durante oito encontros e objetivaram relacionar a problemática dos REE aos conceitos químicos em uma abordagem que articula Ciência, Tecnologia e Sociedade(CTS). Para tanto, realizou-se atividades como leitura de jornais; utilização de uma cartilha informativa; aula sobre as propriedades, aplicações e riscos dos metais presentes nos EEE; palestra sobre a aplicação dos metais em restaurações dentária; como também coletou-se REE na referida escola durante vinte dias. A pesquisa possui natureza qualitativa e utilizou como técnica a observação participante. Os instrumentos de coleta de dados foram questionários, registros de atividades e diários de campo. Os resultados sinalizaram que os estudantes pouco conhecem sobre os REE e a problemática referente ao seu descarte.Além disso, não identificaram os Ecopontos de REE distribuídos na cidade de Natal/RN, o que acarreta em acúmulo desses resíduos nas residências. O desconhecimento dos constituintes químicosnos EEE foi percebido durante a intervenção, por isso, o estudo dos metais pode favorecer a compreensão da composição químicas dos EEE e contribuir à sua destinação adequada. A obsolescência tecnológica e a influência da mídia foram percebidas como incentivadoras ao consumo de equipamentos e agravante à geração de resíduos. Sendo assim, os estudantes idealizaram EEE considerando aspectos voltados à sustentabilidade. A atividade de coleta e divulgação de informações sobre os REE foi eleita como preferida pelos estudantes, já que se sentiram os protagonistas do processo. Ao total, coletou-se vinte e cinco quilos de resíduos. Ante ao exposto, é possível considerar a relevância de tais momentos formativos para a concretização dos pressupostos da Educação Ambiental vinculada à Educação CTS.


  • Mostrar Abstract
  • STS, E-waste, Teaching Chemistry, Metals, Environmental Education.

5
  • EDNEY ARAÚJO LIMA
  • OS SABERES ETNOMATEMÁTICOS DOS TECELÕES DE REDES DE DORMIR DE JAGUARUANA – CE E O CONTEXTO EDUCACIONAL: ENTRELAÇANDO UMA PROPOSTA DE AÇÃO PEDAGÓGICA PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA COM A TEORIA DA OBJETIVAÇÃO

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 19/06/2019

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa teve como objetivo geral investigar as contribuições dos saberes etnomatemáticos dos tecelões de redes de dormir do município de Jaguaruana/CE que favoreçam a elaboração de uma proposta de ação pedagógica para o ensino de Matemática na Educação Básica, destacando os relatos orais dos artífices em sintonia com os objetos do conhecimento, habilidades e Unidades Temáticas de Matemática do Ensino Fundamental da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). É uma pesquisa de ordem qualitativa, com abordagem etnográfica, centrada na concepção de Etnomatemática de D’Ambrosio (2011) e na condução metodológica didática dos princípios da Teoria sociocultural de aprendizagem da Objetivação de Radford (2006). Perante os dados coletados na pesquisa de campo realizada com o grupo Cultural dos tecelões de Jaguaruana/CE, edificou-se o Produto Educacional os saberes etnomatemáticos dos tecelões: tecendo redes de ensino e aprendizagem da Matemática com a Teoria da Objetivação, que foi aplicado e validado pelos professores de Matemática do Ensino Fundamental da rede municipal em uma formação continuada. O deferimento da proposta de ação pedagógica surge mediante o percentual de 93% dos professores que avaliaram o trabalho acima do parâmetro bom, com tendência para a excelência, bem assim, considerando o Produto Educacional aplicado como aprovado. Destarte, é perceptível a riqueza de saberes matemáticos advindos desse labor que podem ser entrelaçados com a Matemática escolar e a relevância da escola respeitar os elementos do contexto cultural dos alunos, pois tal reconhecimento proporciona a edificação de uma relação de confiabilidade e valorização dos seus conhecimentos.


  • Mostrar Abstract
  • The present research had as general objective to investigate the contributions of the ethnomathematical knowledge of the weavers of sleep networks of the municipality of Jaguaruana - CE that favor the elaboration of a proposal of pedagogical action for the teaching of Mathematics in Basic Education, highlighting the oral reports of the architects in harmony with the objects of knowledge, abilities and Thematic Units of Mathematics of the Basic Education of the National Curricular Common Base (BNCC). It is a qualitative research, with an ethnographic approach, centered on D'Ambrosio's (2011) ethnomathematical conception and on the didactic methodological conduction of the principles of the sociocultural learning theory of Radford's Objectivation (2006). Given the data collected in the field research carried out with the Cultural group of the weavers of Jaguaruana - CE, the Educational Product was built the ethnomathematical knowledge of the weavers: weaving networks of teaching and learning of Mathematics with the Theory of Objectivation, which was applied and validated by the teachers of Mathematics of Elementary School of the municipal network in a continuous formation. The deferment of the proposal of pedagogical action arises through the percentage of 93% of the teachers who evaluated the work above the good parameter, with a tendency towards excellence, as well, considering the Educational Product applied as approved. Thus, the richness of mathematical knowledge derived from this work can be intertwined with school mathematics and the relevance of the school to respect the elements of the students' Cultural context, since such recognition provides the building of a relationship of reliability and appreciation of their knowledge.

6
  • ANELÂNDIA MARIA DA CONCEIÇÃO SILVA
  • Uma história do PIBID de Matemática da UERN/Mossoró-RN (2009 - 2018): memórias em um documentário

  • Orientador : LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MARIZA SILVA DE ARAÚJO
  • Data: 19/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo refere-se a uma história sobre formação de professores de Matemática, que se deu a partir do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), no período de 2009 a 2018, na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) - campus central, localizada na cidade de Mossoró (RN). O PIBID é centrado no Ministério de Educação (MEC), gerenciado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES), e é direcionado ao fortalecimento da formação inicial de futuros professores, a fim de inseri-los no contexto da Educação Básica, em meio a uma parceria entre universidade e escolas públicas. Elecamos como questão-foco: de que forma as ações/atividades do PIBID-Matemática/UERN, desde a data de criação, em 2009, até 2018 foram planejadas e executadas? Para responder a este questionamento, temos como objetivo geral construir um registro historiográfico acerca das ações realizadas por aqueles que fizeram parte do PIBID de Matemática da UERN, no período de 2009 a 2018. Nossa pesquisa é de abordagem qualitativa com enfoque na História Cultural (CHARTIER, 1999). Consideramos importante contar essa história, uma vez que ela nos revela as atividades que foram desenvolvidas no PIBID de Matemática da UERN, neste período de tempo. Para tanto, realizamos entrevistas com pessoas que vivenciaram o PIBID de Matemática da UERN, a saber: 4 (quatro) Coordenadores de área (3 bolsistas e 1 voluntária), um Supervisor de área, 7 (sete) Bolsistas de iniciação à docência (6 bolsistas e 1 voluntário), uma ex-coordenadora pedagógica, que atuou na escola Estadual Centenário de Mossoró; e uma ex-diretora da Escola Estadual Professor José de Freitas Nobre. Além disso, recorremos a documentos, como por exemplo, Editais do referido Programa, relatórios parciais e semestrais de atividades e, para a análise desses documentos no amparamos em Le Goff (2003), o qual salienta a importância que o documento pode proporcionar na sociedade. No mais, em virtude da nossa pesquisa ser advinda de um Mestrado Profissional, é apresentado um documentário, que construímos para ser o nosso Produto Educacional. Ele é intitulado “O PIBID de Matemática da UERN: encontros de memórias” com finalidade de mostrar um pouco a experiência ocasionada naqueles que vivenciaram o PIBID de Matemática, por meio das ações realizadas no período de 2010 a 2018. Esse documentário foi produzido com os depoimentos dos entrevistados mencionados acima, e desejamos que ele seja um importante auxílio para a formação docente. A análise dos dados obtidos mostrou que o subprojeto de Matemática obteve 4 (quatro) coordenadores de área cadastrados, 5 (cinco) supervisores de área e 83 (oitenta e três) bolsistas de iniciação à docência cadastrados. Houve participação de bolsistas, que não eram cadastrados, nas 3 (três) funções mencionadas. Os pibidianos desenvolveram várias ações, a exemplos: produção de artigos; ministraram aulões preparatórios para as turmas da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e da Prova Brasil; atuaram em escolas que não eram conveniadas pelo PIBID/UERN; realizaram estudos e produção de materiais didáticos pedagógicos voltados ao Laboratório de Ensino de Matemática (LEM), o que se tornou a marca fundamental dos bolsistas que atuaram neste subprojeto, inclusive colaboraram na implantação de 3 (três) LEM nas escolas convenidadas pelo PIBID/UERN. Realizaram ações extraclasses, como os projetos “Salão de Jogos Matemáticos” e “a volta da Jornada Matemática”. Diante das ações desenvolvidas, resgatou-se a autoestima dos bolsistas de iniciação à docência, a fim de que eles permanecessem no curso de licenciatura em Matemática e, ainda, aproximou os egressos à universidade, o que tornou o curso de licenciatura em Matemática um lugar de destaque na região. Foram muitas as dificuldades, principalmente quanto à estrutura física das escolas conveniadas, para poder colocar em prática determinadas ações, a exemplo, a implantação dos Laboratórios.


  • Mostrar Abstract
  • The present study refers to a history about the formation of mathematics teachers, that occurred from in the Institutional Program Initiation Grant to Teaching Institutional Program Initiation Grant to Teaching (PIBID) (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência), in the period from 2009 to 2018, at the State University of Rio Grande do Norte (UERN) (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte) - Central Campus, located in the city of Mossoró (RN). PIBID is centered in the Ministry of Education (MEC) (Ministério da Educação), managed by the Coordination of Improvement of Higher Education Personnel (CAPES) (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior), and it is concerned with the strengthening of the initial training of future teachers in order to insert them in the context of Basic Education, in a partnership between universities and public schools. We have been focused on the issue: how do the actions/activities of PIBID-mathematics/UERN, since the date of creation, in 2009, until 2018 were planned and executed? In order to answer this question, we have as general objective to construct a historiographical record about the actions performed by those who were part of the UERN Mathematics PIBID, from 2009 to 2018. Our research is a qualitative approach with focus on Cultural history (CHARTIER, 1999). We consider it is important to tell this history, since it reveals the activities that were developed in UERN Mathematics PIBID on this period. For this purpose, we accomplished interviews with people who experienced the UERN Mathematics PIBID, namely: 4 (four) field coordinators (3 scholarship holders and 1 volunteer), a field supervisor, 7 (seven) scholarship holders of initiation to teaching (6 scholarship holders and 1 volunteer), a former pedagogical coordinator, who acted at the State Centenary School of Mossoró (Escola Estadual Centenário de Mossoró); and a former principal at the State School Teacher José de Freitas Nobre (Escola Estadual Professor José de Freitas Nobre). In addition, we have recourse to documents, such as notices of the aforementioned program, partial and half-yearly reports of activities and, for the analysis of these documents we have based on Le Goff (2003), which points out the importance that the document can provide in society. In the further, because of our research originates from a master's degree, a documentary is presented, which we made to be our educational product. It is titled "The UERN Mathematics PIBID: Encounters of Memories" in order to show a little of the lived experience through the program, by the actions performed in the period from 2010 to 2018. This documentary was produced with the testimonies of the interviewees mentioned above, and we wish it to be an important aid for teacher training. The analysis of the data obtained showed that the subproject of mathematics obtained 4 (four) field coordinators registered, 5 (five) field supervisors and 83 (eighty-three) scholarship holders of initiation to teaching registered. There was a participation of scholarship holders who were not registered in the three (3) mentioned functions. The Pibidians developed several actions, for example: production of articles; they taught preparatory classes for the groups of the Brazilian Mathematical Olympiads of Public Schools (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) (OBMEP), the National High School Examination (Exame Nacional do Ensino Médio) (ENEM) and the Brazilian Test (Prova Brasil); they acted at schools that were not affiliated to PIBID/UERN; they conducted studies and production of pedagogical didactic materials directed to the Mathematics Teaching Laboratory (LEM), which became the fundamental brand of the scholarship holders who worked in this subproject, including they collaborated in the implantation of three (3) LEM in schools affiliated to PIBID/UERN. They performed extracurricular actions, such as the "Mathematical Games Hall" and "The Return of the mathematical Journey". In view of the actions developed, we rescued the self-esteem of the scholarship holders of initiation to teaching, so that they remained in the degree course in Mathematics and also approximated the graduates to the university, which made the undergraduate course in mathematics a prominent place in the region. There were many difficulties, mainly regarding the physical structure of the schools, to be able to put into practice certain actions, for example, the implantation of the Laboratories.

7
  • ROSA DE LIMA SILVA
  • Educação Alimentar e Nutricional no Ensino Fundamental: uma abordagem problematizadora freiriana

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • THAYSE AZEVEDO DA SILVA
  • Data: 26/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Buscando enfrentar as consequências decorrentes da fome e dos maus hábitos alimentares, sobretudo no Brasil que transita entre a desnutrição e a obesidade, muitos trabalhos vêm abordando a temática Alimentação-Nutrição. De particular interesse para os educadores, são os que tratam sobre o aspecto fisiológico, nos quais se investiga a desnutrição como um fator limitante à aprendizagem, como também aqueles que enfocam a Educação Alimentar e Nutricional. Neste estudo qualitativo, buscou-se avaliar o potencial de uma Sequência Didática fundamentada na perspectiva de problematização freiriana, desenvolvida na dinâmica dos Momentos Pedagógicos e abordando a Educação Alimentar e Nutricional, a partir da abordagem temática freiriana, para promover a adoção de atitudes mais críticas e reflexivas em relação aos hábitos alimentares pelos estudantes. Foi aplicado um questionário de sondagem e em seguida a Sequência Didática em uma turma de 8º ano do ensino fundamental em uma escola pública de Natal-RN. Além do questionário, um portfólio adaptado, atividades de sala e a observação direta foram utilizados como instrumentos de coleta de dados. Os resultados foram analisados utilizando-se elementos da análise de conteúdo (BARDIN, 1977). Já a análise dos questionários de sondagem mostraram que os alunos apresentam uma gama de concepções equivocadas em relação à alimentação-nutrição; não identificam os nutrientes presentes em cada alimento; consomem em demasia alimentos com elevado teor calórico, de colesterol e sódio; e ainda, praticamente não consomem cereais integrais e azeite. Os resultados da intervenção evidenciaram que os estudantes resistem a participar de metodologias não tradicionais.  Assim, considera-se alguns pontos positivos alcançados: o encorajamento à proposição de hipóteses e a possibilidade de reflexão no que se refere aos hábitos alimentares. Além disso, após a intervenção, um número maior de alunos passou a fazer referência ao modo de preparo, à escolha dos ingredientes, à higiene. Refletindo um entendimento de que a alimentação é mais do que ingerir alimento. Compreendendo que muitos fatores vão conduzir as escolhas alimentares. A maioria dos alunos avaliou a sequência de atividades como boa ou muito boa. As concepções equivocadas diagnosticadas no pré-teste não foram totalmente abandonadas, dado seu caráter de persistência e difícil superação. Outra limitação observada foi a dificuldade relativa às operações matemáticas. Mesmo assim, a escola se mostrou como um espaço propício para implantar ações em Educação Alimentar e Nutricional, visando a emancipação do educando. A perspectiva de problematização freiriana possibilitou que os estudantes estivessem no centro do debate, oportunizando refletir sobre a realidade e questioná-la.


  • Mostrar Abstract
  • In order to deal with the consequences of hunger and poor eating habits, especially in Brazil, which transits between malnutrition and obesity, many studies have addressed the Food-Nutrition theme. Of particular interest to educators are those dealing with the physiological aspect, in which malnutrition is investigated as a limiting factor to learning, as well as those that focus on Food and Nutrition Education. In this qualitative study, we sought to evaluate the potential of a Didactic Sequence based on the perspective of Freirean problematization, developed in the dynamics of Pedagogical Moments and approaching Food and Nutrition Education, based on the Freirean thematic approach, to promote the adoption of more critical attitudes and reflective of the students' eating habits. A survey questionnaire was applied, followed by the Didactic Sequence in an 8th grade elementary school class in a public school in Natal-RN. In addition to the questionnaire, an adapted portfolio, room activities and direct observation were used as instruments of data collection. The results were analyzed using elements of content analysis (BARDIN, 1977). The analysis of the survey questionnaires showed that the students present a range of misconceptions regarding feeding-nutrition; do not identify the nutrients present in each food; eat too much high-calorie foods, cholesterol and sodium; and still practically do not consume whole grains and olive oil. The results of the intervention showed that students resist participating in non-traditional methodologies. Thus, we consider some positive points reached: the encouragement to the proposition of hypotheses and the possibility of reflection regarding the alimentary habits. In addition, after the intervention, a greater number of students referred to the way of preparation, the choice of ingredients, the hygiene. Reflecting an understanding that eating is more than eating food. Understanding that many factors will drive food choices. Most students assessed the sequence of activities as good or very good. The misconceptions diagnosed in the pre-test were not totally abandoned, given their persistence and difficult overcoming. Another limitation observed was the difficulty related to mathematical operations. Even so, the school proved to be a propitious space to implement actions in Food and Nutrition Education, aiming at the emancipation of the student. The perspective of problematizing Freiriana allowed the students to be in the center of the debate, opportunizing to reflect on the reality and to question it.

8
  • ANA KARLA VARELA DA SILVA SIQUEIRA
  • MATEMÁTICA INCLUSIVA: UM ESTUDO COLABORATIVO SOBRE JOGOS COM REGRAS

  • Orientador : MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CLÁUDIA GOUVEIA DE SOUSA
  • CLAUDIA ROSANA KRANZ
  • MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • Data: 30/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo trata de uma dissertação de mestrado intitulada Matemática Inclusiva: um estudo colaborativo sobre jogos com regras e está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática (UFRN), tendo como objetivo investigar as potencialidades do uso dos jogos de regras em uma perspectiva inclusiva no ensino dos números racionais junto a um grupo de trabalho colaborativo formado por professores de Matemática dos anos finais do Ensino Fundamental de uma escola pública da rede municipal de Natal/RN. O mesmo insere-se na abordagem qualitativa, configurando-se como uma pesquisa colaborativa, compreendendo pesquisa colaborativa como um processo de interação, mediado pela colaboração e reflexão acerca de um dado objeto, no qual pesquisador e sujeitos colaboradores passam a ter direitos e deveres iguais dentro de uma cadeia de estudo e reconstrução de conhecimentos e formulação de saberes. Assim, nossa pesquisa buscou contribuir para os estudos no campo da Educação Matemática Inclusiva, fundamentada em D’Ambrósio (2201, 2013), Fiorentini (2013), Kranz (2014, 2015), dentre outros, tendo os estudos referentes ao conceito de mediação e colaboração presente na Psicologia Histórico-Cultural como referencial no tocante ao ensino colaborativo e inclusivo. Como produto educacional, elaboramos o jogo com regras construído junto ao grupo colaborativo. Dessa forma, almejamos que esse material favoreça o repensar do ensino da matemática, em especial, do conceito de números racionais, contribuindo, assim, com a prática docente dos professores de Matemática, numa perspectiva inclusiva.


  • Mostrar Abstract
  • This present study is about a masters dissertation entitled “Included mathematics”: An collaborate study about games with rules; and it is linked to Postgraduate Program in Teaching Natural Sciences and Mathematics (UFRN), that aims to investigate the potentialities using rules games in an inclusive perspective in teaching rational numbers  with a collaborative work group composed by elementary mathematic teachers by public school in Natal. This study is included in a qualitative approach, being configured as collaborative research, understanding collaborative research as an interaction and reflection process about an given object, where researcher and collaborate subjects have equal rights and duties within a chain of study and reconstruction of knowledge and knowledge formulation. Thus, our research sought to contribute to the studies in the field of Inclusive Mathematical Education, based on D’Ambrósio (2201, 2013), Fiorentini (2013), Kranz (2014, 2015), and others, with the studies referring to the concept of mediation and collaboration present in Historical-Cultural Psychology, as a reference for collaborative and inclusive teaching. As an educational product, we developed a didactic manual, presenting the game with rules built with the collaborative group. Thus, we hope that this material favors the rethinking of mathematics teaching, especially the concept of rational numbers, contributing to the teaching practice of Mathematics teachers, in an inclusive perspective.

9
  • MARLENE GORETE DE ARAUJO
  • ABU JA'FAR MUHAMMAD IBN MUSA AL-KHWARIZMI: CONTRIBUIÇÕES DA ÁLGEBRA PARA O ENSINO

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CAROLINA COSTA PEREIRA
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FABIAN ARLEY POSADA BALVIN
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • Data: 31/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Reconhecendo que a matemática islâmica medieval produziu diversos nomes de estudiosos de primeira grandeza, a presente pesquisa tem como foco de estudo a obra intitulada Al-Kitāb al-mukhtaṣar fī ḥisāb al-jabr wal-muqābala (Livro de Restauração e Balanceamento), mais conhecida como a Álgebra de al-Khwarizmi, escrita pelo eminente sábio islâmico medieval, Abu Ja'far Muhammad ibn Musa al-Khwarizmi. Desse modo, o objetivo dessa pesquisa foi realizar um estudo histórico-pedagógico da Álgebra de al-Khwarizmi, destacando as possíveis contribuições que a mesma pode ter para a Educação Matemática, principalmente no que concerne à formação do professor de matemática. Essa é uma pesquisa histórica bibliográfica e documental, de natureza qualitativa. No decorrer da pesquisa foi elaborado um material instrucional sob a forma de e-book que foi pensado para satisfazer a exigência de produto educacional no curso de Mestrado Profissional. Na presente pesquisa, o e-book desempenha o papel de material didático de auxílio aos professores de matemática que queiram se familiarizar com a obra Álgebra de al-Khwarizmi. Nessa primeira apresentação da Álgebra de al-Khwarizmi aos professores, optamos por privilegiar os aspectos formais, externos e físicos da obra, por pensar que a familiaridade com tais aspectos da obra citada, pode potencializar, por parte dos professores, futuramente, uma imersão mais profunda no conteúdo histórico-matemático da obra.


  • Mostrar Abstract
  • Recognizing that medieval Islamic mathematics has produced several names of first-rate scholars, the present research focuses on the work Al-Kitāb al-mukhtaṣar fī ḥisāb al-jabr wal-muqābala (Book of Restoration and Balancing), better known such as al-Khwarizmi's Algebra, written by the eminent medieval Islamic sage, Abu Ja'far Muhammad ibn Musa al-Khwarizmi. Thus, the objective of this research was to carry out a historical-pedagogical study of Al-Khwarizmi's Algebra, highlighting the possible contributions that it may have for Mathematics Education, especially in what concerns the formation of the mathematics teacher. This is a historical bibliographical and documentary research of a qualitative nature. During the research, an instructional material was prepared in the form of an e-book that was designed to satisfy the educational product requirement in the Professional Master's course. In the present research, the e-book plays the role of didactic material to aid math teachers who want to become familiar with al-Khwarizmi's Algebra. In this first presentation of al-Khwarizmi's Algebra to teachers, we chose to privilege the formal, external and physical aspects of the work, because we believe that familiarity with such aspects of the work cited may, in the future, enhance teachers' immersion depth in the historical-mathematical content of the work.

2018
Dissertações
1
  • DANILO OLÍMPIO DE AQUINO
  • Estrelas – O Universo Além do Sistema Solar: Uma Proposta de Inserção de Astronomia na Educação Básica a partir da Formação Inicial de Professores

  • Orientador : CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • JOSÉ RONALDO PEREIRA DA SILVA
  • MATTHIEU SEBASTIEN CASTRO
  • Data: 25/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • Embora se utilize de elementos que caracterizam uma abordagem quantitativa, o presente esforço constitui uma pesquisa aplicada qualitativa, cujo objetivo é promover a difusão dos conhecimentos astronômicos na Educação Básica, principalmente no que diz respeito às Estrelas, através dos licenciandos do curso de licenciatura em Física (IFRN, campus Caicó), futuros professores, atualmente em formação inicial. Para se alcançar este objetivo, elaboramos um conjunto de sequências de ensino que formarão o produto educacional exigido pelo Programa. Os conteúdos contemplados nestas sequências foram cuidadosamente selecionados após uma sondagem de campo realizada pela aplicação de um questionário previamente construído a um grupo de 51 alunos devidamente matriculados no curso de licenciatura em Física do referido campus. Para organização e análise dos dados coletados durante a sondagem, utilizamos o Método de Análise de Conteúdo e agrupamos as respostas em categorias, cujos resultados são apresentados em tabelas e literalmente interpretados. Quanto aos métodos ou procedimentos adotados, esta pesquisa assume um caráter de pesquisa-ação, cujo objetivo é gerar conhecimentos para fins práticos, dirigidos à solução de uma problemática específica. Desta forma, movidos pela necessidade de contribuir para melhoria do Ensino de Astronomia na região de Caicó, RN, temos realizado uma ação concreta. As sequências de ensino, seguindo estratégias básicas de elaboração que são comuns na literatura da área de pesquisa em ensino de ciências (contemplando os imprescindíveis momentos pedagógicos), foram construídas e implementadas em sala de aula na forma de um curso de extensão nesse mesmo campus do IFRN a um conjunto desses alunos do grupo originalmente sondado, que se inscreveram previamente. Tornado oficial pela Pró-Reitoria de Extensão, o curso, operacionalmente intensivo, proveu certificado a todos que obtiveram pelo menos ¾ de assiduidade. A aplicação das sequências na forma desse curso de extensão foi avaliada e as mesmas aprimoradas no que se mostrou necessário, antes de compor a versão final do produto educacional pretendido. Na presente dissertação de mestrado profissional, que se seguiu como culminância deste trabalho, consta uma análise e discussão sobre a estrutura, elaboração e aplicação das sequências de ensino utilizadas, bem como uma avaliação do curso de extensão pelos licenciandos que o atenderam.



  • Mostrar Abstract
  • .

2
  • ROBERTA BEZERRA DE LIMA
  • ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS: UMA APROXIMAÇÃO PARA O ENSINO DE QUÍMICA ORGÂNICA POR MEIO DA APRENDIZAGEM COOPERATIVA
     
  • Orientador : FERNANDA MARUR MAZZE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • GRAZIELLE TAVARES MALCHER
  • ROZICLEIDE BEZERRA DE CARVALHO
  • Data: 26/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • Na educação básica há uma deficiência no uso de metodologias eficientes para a realização de atividades em grupo nas salas de aula. São atividades que basicamente restringem-se a pesquisas ou resolução de algorítmicos que pouco fazem relação com a realidade dos alunos. Nesse contexto a atividade final acaba se configurando em um trabalho muitas vezes individual ou de apenas poucos integrantes do grupo, enquanto outros permanecem alheios ao que acontece. O que não atinge os objetivos traçados para essas atividades que seria o desenvolvimento de competências sociais e muito menos no que tange a compreensão dos conteúdos disciplinares. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é elaborar, aplicar e avaliar uma Sequência de Atividades para o ensino de química orgânica usando os alimentos altamente processados como tema para a reflexão social e cooperativa diante do seu consumo excessivo. Assim, todas as atividades são realizadas em grupos seguindo as orientações metodológicas da Aprendizagem Cooperativa (AC) e com apoio do referencial teórico da teoria sócio-histórica de Vygotsky. A partir da qual, extrai-se a teoria da Zona de Dezenvolvimento proximal para compreender as interações entre os pares e a teoria da Interdependência positiva que surge a partir da metodologia da AC. Para tanto, utiliza-se uma abordagem metodológica do tipo qualitativa apresentando elementos do tipo de pesquisa-ação. As ferramentas utilizadas para coleta de dados são questionários constituídos por questões abertas, um questionário do tipo Escala de Likert e uma atividade didática. Os dados foram analisados por meio do processo de categorização a partir das respostas dos alunos. Os resultados obtidos demonstram que os alunos do ensino médio não possuem maturidade para compreender a inclusão de atividades diferenciadas no cotidiano escolar. Ou até mesmo não estão habituados a presenciar atividades que trazem algum tipo de mudança para a rotina na sala de aula. Apesar disso, foi verificada a potencialidade da AC para o desenvolvimento de competências sociais e a promoção de discussões em torno de conteúdos disciplinares.


  • Mostrar Abstract
  • .

3
  • GERSON EUGENIO COSTA
  • A MATEMÁTICA APLICADA À APICULTURA: UMA PROPOSTA DE AÇÃO PEDAGÓGICA NA PERSPECTIVA DA TEORIA DA OBJETIVAÇÃO E PEDAGOGIA FREIREANA

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 19/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo principal a elaboração de uma proposta de ação pedagógica de matemática voltada para apicultura. Para efetivar nosso estudo, optamos pela pesquisa de natureza qualitativa e pela pesquisa bibliográfica. Como teorias educativas, elegemos a Teoria da Objetivação e a Pedagogia Freireana para orientação em nossa proposta, sendo as principais referências dessas teorias Radford (2014a, 2014b), D’amore e Radford (2017) e Freire (2016a, 2016b). Realizamos estudos acerca da apicultura para atualização dos problemas mais prementes, relativos a esta atividade econômica, que apontaram o desaparecimento das abelhas como um problema que pode afetar a humanidade num futuro próximo, sendo assim relevante, o referido tópico foi incorporado em nossa proposta. Após isso, sistematizamos um material instrucional intitulado Matemática Aplicada à Apicultura: na perspectiva da Teoria da Objetivação e Pedagogia Freireana. Nas conversas com apicultor, deram-nos indícios de que a matemática necessária a tal proposta deveria ser aquela relacionada com noções para contabilizar a produção apícola, como medidas, porcentagem, despesas, receita e lucro. Nosso produto foi aplicado no formato de minicurso. Acreditamos ter sido de maneira satisfatória, pois os participantes promoveram uma ética comunitária de colaboração humana e destacaram como ponto bastante positivo a forma de problematização da matemática voltada para apicultura desenvolvida nas tarefas.


  • Mostrar Abstract
  • .

4
  • FREUDSON DANTAS DE LIMA
  • ETNOMATEMÁTICA NO GARIMPO: UMA PROPOSTA DE AÇÃO PEDAGÓGICA PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 30/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo visa compreender os saberes e fazeres de um grupo de garimpeiros que desenvolvem suas atividades laborais em dois garimpos localizados na zona rural do município de Parelhas/RN, objetivando investigar, à luz da Etnomatemática, os indícios de conhecimentos matemáticos que são utilizados por esses trabalhadores, durante o processo de extração e comercialização de minerais, com o intuito de elaborar uma proposta de ação pedagógica para o ensino e aprendizagem de Matemática na Educação Básica. Para contemplar esses objetivos, nos fundamentamos nos pressupostos da Etnomatemática, na concepção de Ubiratan D’Ambrosio, além de outros pesquisadores alinhados à essa temática. No campo metodológico, foram utilizados alguns elementos da Etnografia, tais como, o diário de campo, a gravação de vídeos, a entrevista semiestruturada e a observação participante. A partir das análises dos dados coletados, foi elaborado um Produto Educacional (Caderno de Atividades) intitulado Saberes e Fazeres no Garimpo: situações-problema para o ensino de Matemática na Educação Básica. Nesse contexto, a referida proposta de ação pedagógica foi aplicada em uma turma do terceiro ano do Ensino Médio da Escola Estadual Monsenhor Amâncio Ramalho, localizada na cidade de Parelhas/RN, sob a ótica da metodologia de ensino e aprendizagem por meio da Resolução de Problemas. Como resultado da intervenção, os alunos passaram a ter uma participação ativa e efetiva na construção dos conceitos matemáticos durante o processo de resolução das situações-problema inerentes ao contexto sociocultural do garimpo, compreendendo e valorizando as diferentes formas de entender e lidar com as matemáticas que se manifestam em ambientes extraescolares. Diante dos resultados, podemos sinalizar que é possível inserir no âmbito da Educação Matemática, propostas de ação pedagógica que vinculem os conhecimentos etnomatemáticos de grupos sociais distintos com situações-problema a serem trabalhadas através da metodologia de ensino e aprendizagem por meio da Resolução de Problemas.


  • Mostrar Abstract
  • .

5
  • EDILENE FERREIRA DE MEDEIROS
  • Desenvolvendo habilidades argumentativas em aulas de biologia: uma Atividade Experimental Baseada na Perspectiva Predizer, Observar e Argumentar (POA)

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • SOLANGE WAGNER LOCATELLI
  • Data: 30/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • Há um consenso na literatura atual que considera a argumentação como um processo importante no discurso da ciência, a qual deve ser promovida em sala de aula. Neste contexto, ensinar os estudantes a argumentarem cientificamente é um objetivo pedagógico, apesar de estudos sinalizarem que têm dificuldades em construir argumentos de qualidade. Diante desse cenário, o objetivo desse trabalho foi propiciar situações para desenvolver habilidades argumentativas em estudantes do ensino médio do IFRN a partir de uma atividade experimental intitulada “Metabolismo energético nos vegetais: fotossíntese e respiração” e estruturada a partir da perspectiva Predizer-Observar e Argumentar. Ao fim da intervenção foram avaliados o discurso oral e os argumentos escritos produzidos pelos grupos de estudantes utilizando, respectivamente, os Modelos de Jiménez-Aleixandre (1998) e Mcneill et al. (2006) adaptados. Como resultado da intervenção os grupos produziram argumentos bem estruturados, apresentando dados, justificativas, conhecimento básico e conclusão, e com o conteúdo específico aceito pela comunidade científica. Como resultados observamos que após as atividades os estudantes apresentaram argumentos escritos parcialmente válidos e/ou totalmente válidos. O grupo 01 revelou melhor coordenação entre os elementos do argumento quando comparado ao grupo 02. Diante dos resultados podemos sinalizar que é possível ensinar aos alunos a argumentarem a partir de atividades experimentais estruturadas na perspectiva Previsão-Observação-Argumentação.


  • Mostrar Abstract
  • .

6
  • CLÉCIO DANILO DIAS DA SILVA
  • POTENCIALIDADES DOS MAPAS CONCEITUAIS NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM ZOOLOGIA

  • Orientador : ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MARIA DE FATIMA DE SOUZA
  • LUIZ SODRE NETO
  • Data: 30/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • Na contemporaneidade, os conhecimentos da Zoologia são explorados dentro da matriz curricular de diversos cursos de graduação das áreas das ciências da vida. São incluídos em componentes curriculares de caráter básico voltados para entender sobre os animais dentro do contexto da biodiversidade. Por ser uma área que engloba uma grande quantidade de táxons e, apresentar numerosas terminologias científicas peculiares a serem exploradas dentro de uma sequência evolutiva, torna-se um desafio promover-se uma aprendizagem adequada quando direcionada a estudantes recém-ingressos no ensino superior. Visando minimizar estas problemáticas, numeráveis estratégias didáticas têm sido utilizadas por docentes na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), ao incluir visitas a campo, aulas de laboratório, atividades lúdicas, exposições de material didático, bem como a aplicação de Mapas Conceituais (MCs) no percurso de ensino-aprendizagem sobre a diversidade animal. Nesse contexto, o objetivo do trabalho foi avaliar o potencial e implicações do uso de MCs no processo de ensino e aprendizagem de Zoologia em cursos de Ciências Biológicas envolvendo o estudo de táxons invertebrados. Trata-se de uma pesquisa quali-qualitativa com procedimentos à observação participante e análise de conteúdo. Visando alcançar tais objetivos, realizou-se o acompanhamento de duas turmas de graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado), envolvendo o componente Curricular Zoologia I. Foram obtidos diversos documentos produzidos na disciplina, como: questionários (diagnósticos, execução de atividades, expectativas e avaliação qualitativa); avaliação somativa; atividades didáticas (estudos dirigidos, resenhas, relatórios, projetos e exercícios explorando MCs), entre outros. A análise dos documentos evidenciaram os MCs como um recurso eficiente para diagnosticar conhecimentos, mobilizar e motivar os estudantes para aquisição e retenção de conteúdos incluídos em Zoologia. Os resultados encontrados na investigação juntamente com a experiência vivenciada e construída no percurso da pesquisa, também fundamentaram a elaboração de um produto educacional designado de “Sugestões didáticas para exploração de Mapas Conceituais na formação pedagógica: evidenciando conteúdos biológicos”.


  • Mostrar Abstract
  • .

7
  • FÁBIO DE ABREU SOUZA
  • HISTÓRIA DA FÍSICA E NATUREZA DA CIÊNCIA NA FORMAÇÃO DOCENTE

  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CAROLINA GUAL DA SILVA
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • Data: 30/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo geral investigar possíveis impactos no que diz respeito a elementos formativos para a inserção didática da História da Ciência em decorrência da aplicação de produto educacional na formação docente. Escolhemos, particularmente, explorar as potencialidades didáticas de fontes primárias relacionadas ao desenvolvimento do conceito de pressão atmosférica. O produto educacional direcionado para a formação docente abrange etapa preliminar de fundamentação para a inserção didática da História e Filosofia da Ciência. Essa etapa inclui a aproximação em relação a características historiográficas, o estudo de recortes da legislação educacional, a análise de trechos de livros didáticos contendo informações históricas relacionadas ao conceito de pressão atmosférica e discussões sobre a temática Natureza da Ciência. Em seguida, o produto educacional propõe discussões sobre o desenvolvimento do conceito físico específico por meio do estudo de textos históricos originais. Busca-se sensibilizar o futuro professor quanto a visões simplistas de ciência e à inadequação da História da Ciência recorrente no contexto educacional, estimulando a percepção da necessidade de consulta pelo professor de recursos que possam ser fontes de informações históricas, sendo os textos históricos originais um desses recursos.


  • Mostrar Abstract
  • .

8
  • TERCIANO FONSECA DE SOUZA
  • Enfoque CTS para o ensino do conceito de soluções: uma abordagem temática com plantas medicinais

  • Orientador : CARLA GIOVANA CABRAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLA GIOVANA CABRAL
  • CRISTHIANE CUNHA FLOR
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • Data: 30/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • A literatura mostra que na área de Ensino de Química o conceito de soluções é apontado como difícil de ser trabalhado em sala de aula, muito particularmente em turmas de Ensino Médio.  Esta pesquisa visou contribuir com essa discussão, buscando novas possibilidades de abordar o conceito em sala de aula, a partir do enfoque Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). O objetivo geral foi o de propor uma intervenção didática com alunos do 2º ano do Ensino Médio sobre o conceito de soluções, visando uma alfabetização científica e tecnológica ampliada, em uma escola pública da cidade de Natal. Para tanto, foi elaborado um produto educacional destinado a professores da Educação Básica para ser aplicado em aulas de Química. Foram realizados sete encontros na Escola Atheneu Norte-Riograndense com o apoio da professora responsável e participação dos 38 alunos da turma. O material foi concebido a partir do primeiro questionário diagnóstico, adotando uma abordagem temática sobre plantas medicinais. Ele foi planejado como uma sequência de atividades que objetivaram promover discussões sobre as relações CTS, os saberes da tradição e o conhecimento científico, como forma de contextualizar o ensino do conceito de soluções. Esta pesquisa, de natureza qualitativa, teve como instrumentos para coleta de dados dois questionários: um de avaliação diagnóstica e o segundo de avaliação da sequência didática. Uma das atividades de maior relevância pedagógica foi o júri simulado. A partir dos resultados obtidos, foi possível atestar que, apesar de a temática de plantas medicinais não ser comumente tratada em sala de aula, ela está presente na cultura dos alunos, através da sua comunidade e dos seus antepassados. Os resultados também demonstraram que as atividades propostas na sequência didática possibilitaram ensinar de forma contextualizada o conceito de soluções.


  • Mostrar Abstract
  • .

9
  • JOÃO FELICIANO DE SOUZA JÚNIOR
  • UM MATERIAL PARADIDÁTICO EM FORMATO DIGITAL PARA PROBLEMATIZAR IDEIAS SOBRE VARIAÇÕES LOCAIS DA TEMPERATURA SUPERFICIAL DA TERRA AO LONGO DO DIA

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • ALEXSANDRO PEREIRA LIMA
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • JOSÉ RONALDO PEREIRA DA SILVA
  • Data: 31/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • O ensino das Ciências da Natureza pode contribuir para as pessoas compreenderem melhor o mundo que as cerca, propiciando ao mesmo tempo uma postura mais crítica, curiosa e questionadora diante dos acontecimentos ao seu redor. Para isso, o ensino de Física, em particular, não pode se limitar à exposição de leis e teorias ou à memorização de fórmulas matemáticas, mas deve, entre outras coisas, abordar temas significativos para os alunos. Entre esses temas, ressaltamos os concernentes à Astronomia e Ambiente, em particular pelas contribuições que podem dar para uma compreensão mais ampla do comportamento e das mudanças em nosso entorno. Um ensino de Física nessa perspectiva, contudo, enfrenta desafios tais como a usual falta de formação dos professores nessa área e a falta de materiais para respaldar o trabalho docente. Visando contribuir com a superação dessas dificuldades, desenvolvemos e apresentamos aqui um material em formato digital, para apoiar professores que desejem ensinar Física aprofundando a compreensão dos alunos sobre questões ligadas ao ambiente, numa perspectiva problematizadora. Um interesse inicial em adotarmos o Sol como tema central do material e estudos com pessoas no interior do estado nos levaram a adotar como aspecto mais geral a ser problematizado a sensação usual de que o ambiente parece mais quente em diferentes horas do dia, ao nascer, meio dia e ocaso, por exemplo. Nesse sentido, as discussões presentes no material se estruturam em torno de um problema principal: Por que sentimos uma diferença no aquecimento da Terra pelo Sol ao longo do dia? O material traz a discussão de hipóteses, partindo de falas de estudantes que foram apresentados a esse problema, e utilizando a problematização e o diálogo como estratégias para envolver e incentivar os alunos a buscarem novos conhecimentos. O diálogo acontece inicialmente entre três estudantes, que após observarem o nascer do Sol, começam a se questionar sobre a variação no aquecimento e levantar hipóteses que são sistematizadas junto com a professora. São elas: a altura do Sol no céu determina o quanto ele nos aquece; e o acúmulo de energia que a Terra recebe do Sol causa a variação de temperatura ao longo do dia. A discussão dessas hipóteses permite se comunicar, no texto, com conteúdos de Física tais como: Fluxo Solar e Insolação, partindo da primeira hipótese; e as perdas e ganhos de energia da Terra, partido da segunda Após a finalização do material o submetemos à apreciação de licenciandos e professores de Física, e fizemos duas reuniões de quatro horas de trabalho com os mesmos para discutirmos as questões de Física que o material gera para os próprios professores e de que forma eles utilizariam o material em suas aulas. A partir dessas contribuições foi possível fazer algumas melhorias no material para o formato final, aqui apresentado.


  • Mostrar Abstract
  • .

10
  • JAQUELINE SUÊNIA SILVA DE MEDEIROS
  • Proposta de Unidade de Ensino Potencialmente Significativa para a Abordagem dos Conceitos Envolvidos no Processo de Ensino e Aprendizagem da Eletroquímica

  • Orientador : CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • FABIANA ROBERTA GONCALVES E SILVA HUSSEIN
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • Data: 24/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho objetivou elaborar, aplicar e avaliar uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa – UEPS, com foco no conteúdo da Eletroquímica. A proposta utiliza como pressuposto básico aspectos da teoria da Aprendizagem Significativa e o debate inicial foi gerado em torno das ideias do funcionamento das baterias de celulares, já que os estudantes incorporaram a utilização desse dispositivo à sua rotina. No intuito de contribuir com a melhoria do processo de ensino e aprendizagem desse conteúdo, as atividades presentes na proposta contemplaram: situações-problemas, experimentos, debates, simuladores, leitura de textos, apresentações de vídeos e construção de mapas conceituais. A UEPS construída foi aplicada em duas turmas do ensino médio regular, uma do 2º Ano (20 estudantes) e outra do 3º Ano (25 estudantes), ambas na Escola Estadual José Joaquim, localizada no município de Coronel Ezequiel-RN. No primeiro momento, foram levantados os conhecimentos prévios sobre o funcionamento das baterias dos celulares e posteriormente foi possível discutir conceitos relacionados ao conteúdo da eletroquímica, tais como: ânodo, cátodo, agente oxidante, agente redutor, oxidação, redução, ponte salina, entre outros. Os dados coletados no decorrer das atividades foram analisados com base no referencial da pesquisa qualitativa. A partir da aplicação da unidade foi possível observar que os estudantes demonstraram motivação para o estudo, entusiasmo para a resolução das situações propostas e ancoragem de novos conhecimentos, situações evidenciadas a partir da participação dos estudantes no decorrer das atividades, tal como a elaboração do mapa conceitual produzidos no início e ao final da aplicação. Para fins de avaliação o mapa ajudou a identificar indícios de aprendizagem significativa e o uso de três questões semiabertas, juntamente com um questionário onde eles podiam responder quatro afirmações classificadas numa escala de máximo para a concordância e mínimo de discordância ao uso da UEPS nas aulas de química. Como resultado eles relataram que os momentos de aprendizagem foram prazerosos, pois se sentiram mais pré-disposto em participar de todas as etapas de aplicação e concordaram com o uso da UEPS para o processo de ensino e aprendizagem da eletroquímica. Ao término, evidenciou-se que a aplicação da UEPS se caracteriza como dinâmica e possibilita aos estudantes a aprendizagem de maneira progressiva a partir das diferentes atividades/estratégias desenvolvidas.


  • Mostrar Abstract
  • .

11
  • RAFAELA CRISTINA DOS SANTOS LIMA
  • UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA CONTEXTUALIZADA PARA O ESTUDO DE FUNÇÕES ORGÂNICAS OXIGENADAS

  • Orientador : PATRICIA FLAVIA DA SILVA DIAS MOREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PATRICIA FLAVIA DA SILVA DIAS MOREIRA
  • MELQUESEDEQUE DA SILVA FREIRE
  • JOSÉ CARLOS OLIVEIRA SANTOS
  • Data: 31/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • A dinâmica das aulas expositivas pode melhorar com o auxílio de recursos que ampliam e dão significado aos conteúdos na era da Internet e das mídias digitais. Os(as) professores(as) podem utilizar recursos didáticos tais como vídeos, textos de divulgação científica, jogos cooperativos e aulas de laboratório. Sua utilização nas aulas pode motivar mais os alunos a se tornarem participativos e contribuir de maneira significativa para que estes se interessem pelo conhecimento, possibilitando melhorias em seu aprendizado. A realização dessa pesquisa visou contribuir na abordagem do conteúdo de Funções Orgânicas Oxigenadas utilizando como temática: cabelos e xampus, através de uma sequência didática de cinco etapas. A pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual do Ensino Fundamental e Médio José Vitorino de Medeiros, a única escola estadual da cidade de Sossego – PB que disponibiliza o ensino fundamental e médio regular. A aplicação foi na turma da própria professora e mestranda. Para o desenvolvimento da pesquisa, participaram 39 estudantes do 3º ano do ensino médio regular, do período diurno. Os objetivos desse trabalho foram elaborar, aplicar e avaliar o produto educacional configurado por uma sequência didática a ser utilizada por professores(as) de Química do Ensino Médio, abordando o conteúdo de funções orgânicas oxigenadas no terceiro ano. Foi apresentado neste trabalho uma série de atividades e aulas com recursos didáticos variados, abordando a temática de acordo com a realidade dos alunos, de maneira interligada, através de ferramentas como mídia, aulas expositivas dialogadas, texto de divulgação científica, jogo cooperativo e uma aula experimental. As atividades tiveram o objetivo de dinamizar o ensino, melhorar a interação em sala de aula, promover o interesse e a participação dos alunos e auxiliar o professor no processo de mediação. Esta pesquisa é de caráter qualitativo e os dados para análise foram coletados através de três questionários e o registros de observação participante ao longo da aplicação da SD; os questionários foram um para aproximação do objeto de estudo, um questionário com fins de verificação do conteúdo e um questionário avaliativo da SD pela ótica dos alunos. Para analisar os dados dos questionários foi utilizada a técnica de análise de conteúdo de Laurence Bardin. As impressões dos registros de observação foram baseadas na teoria do “professor reflexivo e professor pesquisador” de Schön. Os resultados obtidos através da aplicação dos questionários mostraram que a temática xampus e cabelos se mostrou adequada ao conteúdo, pois está presente na vivência dos alunos, e se tornou uma possibilidade de contextualização uma vez que repercutiu nos atos fora do ambiente escolar. Como resultado da aplicação da SD, pôde-se constatar o maior interesse da turma ao longo das aulas, houve melhora na relação professor-aluno e aluno-professor; o trabalho em grupo possibilitou o desenvolvimento de habilidades como leitura e discussão para tomada de decisões e na ótica dos alunos, a disciplina se tornou mais atrativa. Com relação ao questionário final de verificação de conteúdos foi possível constatar que através da utilização de novas metodologias de ensino nas aulas, os alunos conseguiram alcançar os objetivos pretendidos para cada atividade com os conceitos dados pela professora; formaram novos conceitos além de ressignificar alguns conceitos que possuíam sobre a Química dos cabelos e xampus. Sendo assim, os objetivos da pesquisa foram alcançados, pois foi possível trabalhar o conteúdo de funções orgânicas oxigenadas de maneira contextualizada utilizando outras ferramentas didáticas como o jogo cooperativo, o experimento, a utilização de TDC, vídeos, fazendo com que os alunos mudassem sua visão com relação a disciplina.


  • Mostrar Abstract
  • Educational games are a new methodological tool to support teaching and learning help and enable students to understand and assimilate different contents. Its use in classes can motivate students to become participative and contribute significantly to their interest in knowledge, enabling improvements in their learning. The objective of this work is insert shampoo as a theme that generates learning, to problematize in interdisciplinary and contextualized way, presenting aspects such as definition and classification of shampoos, risks, historical, chemical and biological aspects. It aims to stimulate a critical sense of how these c.osmetics are transmitted in society. The choice of working Organic Chemistry is due to studies on learning difficulties of organic functions verified with a pre-test on the difficulties presented by the students in relation to the content of Organic Chemistry. A bibliographic survey was based on the use of games in chemistry teaching. We try to present in this work a theme that is in accordance with the reality of the students and in an interconnected way through the playfulness is effective to work better Organic Chemistry contents and minimize the learning difficulties that students have been presenting in high school in relation to this content of chemistry. Our learning product was the development of an educational game that works on organic chemistry contents in an interdisciplinary and contextualized way.

12
  • DANIEL DE MEDEIROS QUEIROZ
  • BLAISE PASCAL (1623-1662), UM HUMANO: (RE)INTERPRETAÇÕES COM VISTAS À FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FÍSICA


  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • RAIMUNDO NONATO ARAUJO DA ROCHA
  • SÉRGIO CAMARGO
  • Data: 29/10/2018

  • Mostrar Resumo
  • A perspectiva de biografia que compartilhamos para educação científica no contexto de formação docente não é explicitamente respaldada pela legislação brasileira vigente para o Ensino de Ciências Naturais e Matemática e pelo respectivo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), que apresentam considerações simplistas acerca do gênero biográfico. Inicialmente, buscamos fundamentação nos campos da História e da História da Ciência frente a recentes trabalhos de natureza didática que não apresentam sólidos fundamentos teóricos ao propor o uso de biografias no ensino. Têm-se, a partir desses campos, reflexões para elaborarmos uma biografia histórico-didática de Blaise Pascal. Tal escrito, que admite a perspectiva de história-problema, é o âmago do “produto educacional” elaborado. Sendo contrários a uma descrição acumulativa e linear de início, meio e fins cronológico e teleológico que caracterizou o gênero tanto na História quanto na História da Ciência, reconstruímos um passado com articulações entre a vida do biografado e seus contextos – indivíduo e sociedade em dialética –, diante da irresolúvel tensão entre um ser representativo e um ser único. Além disso, nossa biografia explicita a nova historiografia da ciência, fundamentos filosóficos subjacentes a esta e a legislação brasileira para o ensino, a fim de formar professores. Por quê? Há importância dada à inserção da História da Ciência no Ensino de Ciências Naturais e Matemática desde as últimas décadas do século XX, especialmente para discussões sobre Natureza da Ciência (NdC). No entanto, em paralelo, equívocos sobre o que é a História da Ciência, sobre como esta deveria ser escrita particularmente com fins educacionais, são apontados por Roberto Martins (2006) enquanto obstáculo para tal inserção. Por meio de uma biografia – categoria de trabalhos da historiografia –, visamos tratar possíveis hiatos que esses equívocos causam à formação docente, com consequências para educação básica. Concordamos com Thaís Forato, Maurício Pietrocola e Roberto Martins (2011) ao afirmarem que o conhecimento de pressupostos básicos da historiografia contribui “para uma leitura mais crítica das versões históricas presentes no ensino de ciências” (p. 36). Em menção a Michael Matthews (1995), desejamos “humanizar” o conhecimento científico ao associá-lo a indivíduos que criam as próprias vidas enquanto “fazem ciência”, porventura desenvolvendo uma rica epistemologia da ciência no âmbito da formação docente.


  • Mostrar Abstract
  • .

13
  • BRUNNA CRISLAYNE CÂMARA DA COSTA
  • ABORDAGEM INVESTIGATIVA E QUESTÕES SOCIOCIENTÍFICAS COMO PROPOSTA DE ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO DE BIOLOGIA 

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • GIOVANA GOMES ALBINO
  • Data: 23/11/2018

  • Mostrar Resumo
  • Atualmente os currículos em ensino de ciências sinalizam que os conteúdos difundidos em sala de aula devem proporcionar ao educando o desenvolvimento de competências e habilidades que o permitam apresentar um posicionamento crítico diante de uma situação, obter uma compreensão da natureza do conhecimento científico, entender o que é ciência e como ela é produzida e ter a capacidade de avaliar as produções científicas e tecnológicas que são apresentadas à sociedade, fatores que refletem a necessidade de prepará-lo para o exercício da cidadania, uma condição possível através da alfabetização científica. Considerando esses pressupostos, a presente pesquisa verificou as potencialidades do ensino por investigação atrelado à utilização de uma questão sociocientífica local da cidade de Macau/RN, enquanto uma metodologia capaz de contribuir para alfabetizar cientificamente estudantes de biologia do ensino médio. Para tanto, elaboramos e aplicamos uma sequência didática de ensino investigativo com alunos do 1° ano da Escola Estadual Professora Clara Tetéo, que teve como fio condutor a problemática da crise hídrica na cidade e foi estruturada a partir do modelo instrucional curricular BSCS 5E, que resultou em um manual para o professor, produto educacional da presente dissertação que é destinado à docentes de biologia e áreas afins. Nesse contexto, realizamos uma pesquisa do tipo qualitativa, coletando e analisando os dados a partir das produções escritas dos alunos, gravação e transcrição das aulas e observação participante. Todos os dados foram organizados, codificados, categorizados e interpretados através dos critérios de análise do conteúdo de Bardin. Partindo para os resultados constatamos que os alunos sentiam dificuldades em expressar uma opinião e se posicionar frente uma questão sociocientífica, que foram superadas no decorrer das atividades, proporcionando aos alunos a oportunidade de refletir sobre a problemática através de diferentes olhares e perspectivas. Isso permitiu que os mesmos fossem aos poucos demonstrando aprendizagens em termos conceituais, procedimentais e atitudinais, expressando habilidades como, a utilização de termos científicos durante a escrita, a capacidade de argumentar e emitir uma opinião com base no conhecimento científico discutido,  e emitir  opinião  consciente acerca dos impactos socioambientais da implantação de uma usina de dessalinização em sua cidade, características que apontam para um processo de alfabetização científica.


  • Mostrar Abstract
  • .

14
  • NAAMA PEGADO FERREIRA
  • Unidade de Ensino Potencialmente Significativa sobre microrganismos para estudantes com e sem hipoacusia

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • VANESSA GOSSON GADELHA DE FREITAS FORTES
  • Data: 30/11/2018

  • Mostrar Resumo
  • Devido às dificuldades de aprendizagem de estudantes surdos e ouvintes, sobre microrganismos, a presente investigação teve como objetivo geral: Avaliar a contribuição de uma UEPS sobre microrganismos, para uma aprendizagem significativa crítica e superação de dificuldades de estudantes surdos e ouvints em salas de aulas comuns nas séries finais do Ensino fundamental e como objetivos específicos: (i) Identificar as concepções alternativas de estudantes surdos e ouvintes sobre microrganismos; (ii) Investigar o potencial da UEPS para romper às barreiras de aprendizagem sobre microrganismos em estudantes surdos, tornando a aprendizagem mais crítica e significativa; (iii) Produzir material instrucional acessível para surdos e ouvintes sobre microrganismos, como vídeoaulas e jogo como estratégia didática  implementada à UEPS. Os sujeitos da pesquisa foram estudantes surdos e ouvintes de turmas do 7º ano de uma escola pública, localizada em Natal/RN. Estes responderam a questionários e os surdos fizeram, também, um teste visual, antes da aplicação da UEPS. A análise mostrou que a maioria dos estudantes, tanto ouvintes quanto surdos, apresentava compreensão incoerente (CI) ou eram sem compreensão (SC) dos conceitos sobre microrganismos. Os estudantes surdos correlacionam os microrganismos apenas à sujeira e falta de higiene e não conseguiam associar às doenças, já poucos ouvintes entendiam alguns dos benefícios dos microrganismos. A UEPS cooperou na aprendizagem significativa crítica dos estudantes ouvintes, que puderam compreender a importância dos microrganismos para o meio ambiente e sua saúde, porém os estudantes surdos tiveram mais dificuldades por causa da linguagem e sinais ainda desconhecidos. Os estudantes hipoacúsicos se mostraram interessados e participativos em todas as aulas, igualmente aos ouvintes. Enquanto os estudantes surdos preferem o uso das figuras, os estudantes ouvintes optam por usar os termos em Português para correlacionar conceitos. Houve integração, não inclusão, dos estudantes em sala de aula, na maioria das vezes, pois esses estudantes desenvolvem as tarefas propostas, normalmente em grupos apenas de surdos. Outro entrave ao ensino de Ciências aos estudantes surdos é a falta de formação docente e conhecimento da cultura surda, além de uma padronização/divulgação dos termos científicos em LIBRAS para os professores intérpretes. Estes resultados serviram de subsídio para a validação da UEPS e criação de um glossário em LIBRAS com sinais usados no âmbito da microbiologia, para que os estudantes surdos também consigam compreender e reconhecer os diferentes microrganismos, bem como sua relevância numa proposta prioritariamente visual.



  • Mostrar Abstract
  • .

15
  • ALBERSON FAGUNDES DA SILVA
  • O uso das tecnologias midiáticas e o ciclo sono-vigília: uma proposta de ensino na formação inicial de professores

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • GIOVANA GOMES ALBINO
  • Data: 04/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • A influência da tecnologia está cada vez mais presente na sociedade contemporânea. Ela modula comportamentos e quando má utilizada pode causar maus hábitos de sono que acarretam prejuízos para a saúde e a aprendizagem. Entre os malefícios causados pela privação de sono podemos citar: o déficit de atenção, a irritabilidade e as dificuldades de memorização que influenciam diretamente na aprendizagem. Diante disto, faz-se necessária a discussão desta problemática nos currículos escolares e na formação de professores. Com base nisto, o objetivo desta pesquisa foi fomentar o ensino de cronobiologia na formação de professores utilizando a problematização como elemento motivador para a promoção de hábitos saudáveis de sono e aplicação em sala de aula. A metodologia adotada neste estudo foi a pesquisa qualitativa e o tratamento dos dados se deu por meio da análise quali-quantitativa. O público alvo foi um grupo de 30 licenciandos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Natal/ RN). O percurso metodológico foi desenvolvido seguindo 3 etapas: I) elaboração de um  produto educacional voltado para formação de professores com ênfase na saúde e cidadania II)  aplicação da  oficina “Ligar ou desligar? Os impactos das tecnologias midiáticas no ciclo sono vigília” para licenciandos do curso de biologia; III) avaliação das potencialidade e limitações do produto educacional. Apesar de 62% dos licenciandos afirmarem compreender o conceito de ritmo biológico, a maioria associou este conceito apenas ao ciclo sono-vigília. Foram identificadas concepções alternativas em relação ao cronotipo. A maioria dos estudantes utiliza o celular, o computador e a TV no quarto, após as 21 horas. Além disso, a duração diária destes recursos soma cerca de 14h, na semana e no fim de semana. Eles reconheceram os malefícios do uso inadequado das tecnologias midiáticas e sinalizaram que o gerenciamento de tempo no uso desses recursos seria uma solução para o problema. A oficina foi avaliada positivamente e culminou na elaboração de uma unidade didática direcionada ao ensino básico, sendo ela um produto educacional desta pesquisa.


  • Mostrar Abstract
  • .

16
  • MYKAELL MARTINS DA SILVA
  • Sobre a confluência entre História e Filosofia da Ciência  e o uso de Objetos Virtuais de Aprendizagem: um estudo de caso na formação docente

  • Orientador : MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • VANESSA SPINOSA
  • GUSTAVO FONTOURA DE SOUZA
  • Data: 13/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • A História e Filosofia da Ciência (HFC) desempenha um importante papel na educação científica, possibilita desenvolver um pensamento crítico e contextualizado, trabalha o conhecimento científico como tentativa de resolução de problemas, em contraposição a visões simplistas, a-problemáticas e a-históricas da ciência. Discute-se nessa dissertação que o conteúdo histórico pode ser problematizado por meio dos Objetos Virtuais de Aprendizagem (OVA), recursos didáticos como animações e simulações digitais interativas, possibilitando promover o desenvolvimento do pensamento crítico e criativo. Destaca-se também que esses recursos didáticos digitais podem apresentar vícios historiográficos ou levar a erros de interpretação. Desse modo, desenvolvemos e aplicamos um curso de formação docente inicial acerca da historiografia da ciência, da natureza da ciência e de conteúdos históricos referente a história do vácuo e pressão atmosférica na educação básica com foco em uma animação digital intitulada “A história do Barômetro”. Dentre os principais resultados obtidos, observou-se que os licenciandos realizaram uma análise bastante contundente e crítica da animação digital, uma vez que perceberam problemas como traços de historiografia Whig, Pedigree, anacronismos, visões de ciência simplistas, erros históricos e inadequações do ponto de vista gráfico. Aliado ao caráter fortemente lúdico da animação digital, esses resultados motivaram os licenciandos a buscarem alternativas que permitissem lidar com os problemas identificados por meio da edição do roteiro da animação original. Mantendo o tempo total de exibição das legendas e respeitando, minimamente, seu sincronismo com a animação, as edições resultaram em novos roteiros mais adequados do ponto de vista histórico e filosófico.


  • Mostrar Abstract
  • .

17
  • FÁBIO HENRIQUE NOVAES DE LIMA
  • UM MINICURSO PARA A ATUAÇÃO DE MEDIADORES NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL EM CIÊNCIAS DA NATUREZA


  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • SILVIA CALBO AROCA
  • Data: 19/12/2018

  • Mostrar Resumo
  •  

    Apresentamos uma proposta de minicurso para mediadores envolvidos em práticas de educação não formal em ciências, com a finalidade principal de oferecer suporte no desenvolvimento de estratégias de mediação. A proposta contempla plano de curso e material com textos de apoio. Para sua elaboração, foi feita uma revisão bibliográfica sobre a mediação em educação não formal, e a observação participante no contexto de um projeto que desenvolve mostras de Astronomia com planetário móvel e objetos interativos. Num estudo com os mediadores do projeto, sistematizamos dimensões relevantes para trabalhar a percepção sobre os objetos usados junto ao público, bem como formas com que as mediações a serem desenvolvidas podem ser pensadas, de modo a instigar a participação ativa do público. A análise que nos levou a essa sistematização usou como base três elementos teóricos: a abordagem humanística para o ensino da astronomia; a ideia de popularização da ciência; e a proposta dos três níveis de interação do público que devem ser almejados, numa exposição, “hands-on”, “minds-on”, e “hearts-on”. Com isso, no que diz respeito às formas de provocar o público, chegamos às seguintes categorias de ações a serem evocadas, durante as mediações: observar, perceber; manusear; expressar-se, indagar-se; gerar e explorar hipóteses; refletir, imaginar sobre; resolver situações problemas; sentir, emocionar-se. As dimensões a se observar na relação com os objetos, as ações a serem evocadas na mediação, e alguns fundamentos sobre especificidades da educação não formal compuseram o programa do minicurso e dos textos que elaboramos para apoio ao mesmo. O curso, de carga horária de 20h, contempla entre as atividades a produção coletiva de objetos e simulações de mediações em torno destes. Curso e material com textos de apoio foram aplicados numa turma de 21 participantes, entre alunos de graduação da UFRN e do IFRN, e alunos do PPGECNM/UFRN. Destacamos, da análise de áudios e questionários, bem como das produções desenvolvidas pelos participantes, o alto nível de interesse pela temática, tendo o curso sido, para a maioria, o primeiro contato com a discussão sobre a educação não formal. Houve um envolvimento marcante com as atividades propostas, constatando-se, ao final, a intenção da maioria dos participantes de aplicar as simulações em situação real, junto a um público externo. Os conteúdos identificados com mais frequência como contribuições significativas do curso foram os referentes às especificidades da educação não formal. Concluímos que a proposta se mostrou extremamente motivadora, e proveitosa particularmente no que se refere a favorecer a consciência e reflexão em torno do objeto e das mediações com os mesmos, sendo que deve ser acatada a sugestão dos participantes, de aumento da carga horária, a fim de prolongarmos o tempo dedicado ao uso das formas de provocação ao público no planejamento e avaliação das simulações, propiciando um uso mais consciente delas.



  • Mostrar Abstract
  • .

18
  • ILEANE GURGEL MENDES
  • ENSINO DE FISIOLOGIA INTEGRADA POR MEIO UMA FERRAMENTA TECNOLÓGICA: VIVÊNCIAS COM ALUNOS E PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • THAYSE AZEVEDO DA SILVA
  • Data: 21/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • No ensino de fisiologia humana os conteúdos são apresentados separando-se cada um dos sistemas fisiológicos, a fim de facilitar a sua compreensão. Entretanto, se observa que esta fragmentação, reforçada pelos livros didáticos, pode representar uma barreira para a compreensão dos mecanismos internos do corpo, que em conjunto mantém o equilíbrio interno e dinâmico compatível com o estado de saúde. Por isso, existe uma grande dificuldade por parte dos professores para lecionar e por parte dos alunos em aprender os conteúdos relacionados à fisiologia. Assim, esta pesquisa se propôs a avaliar dois cursos sobre fisiologia oferecidos para estudantes e professores da rede básica de ensino a fim de apresentar uma sequência didática para o ensino de fisiologia integrada utilizando um recurso tecnológico de baixo custo, o SPIX (Sistema de Processamento de Informação Eletrofisiológica).Entre as dificuldades apresentadas destacou-se o tema sobre o sistema nervoso, tanto entre os estudantes quanto entre os professores. Ao final, observamos que o curso direcionado aos estudantes do ensino básico foi eficiente em relação ao ensino de fisiologia integrada, resultado observado por meio dos cordéis e de um projeto de pesquisa desenvolvido pelos estudantes. No curso para os professores, foi observado que os mesmos ficaram motivados e veem o recurso tecnológico como um instrumento com potencial de ser utilizado em sala de aula. Diante desta análise, propusemos uma sequência didática com abordagem dos conceitos de fisiologia de forma integrada, que inclui um manual para uso do SPIX, representando o produto educacional desta dissertação.


  • Mostrar Abstract
  • In the teaching of human physiology the contents are presented separating each of the physiological systems, in order to facilitate their understanding. However, it is observed that this fragmentation, reinforced by didactic books, can represent a barrier to understanding the internal mechanisms of the body, which together maintains the internal and dynamic balance compatible with the state of health. Therefore, there is a great difficulty on the part of the teachers to teach and on the part of the students in learning the contents related to the physiology. Thus, this research proposed to evaluate two courses on physiology offered to students and teachers of the basic education network in order to present a didactic sequence for the teaching of integrated physiology using a low-cost technological resource, SPIX (System of Processing of Electrophysiological Information). Among the difficulties presented was the theme about the nervous system, both among students and among teachers. In the end, we observed that the course directed to students of basic education was efficient in relation to the teaching of integrated physiology, a result observed through the cords and a research project developed by the students.  In the course for teachers, it was observed that they were motivated and see the technological resource as an instrument with potential to be used in the classroom. In view of this analysis, we proposed a didactic sequence with an integrated approach to the concepts of physiology, which includes a manual for the use of SPIX, representing the educational product of this dissertation.

19
  • MAYARA CRISTINA QUEIROZ GONÇALVES
  • CARCINICULTURA: UMA PROPOSTA PARA EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AULAS DE QUÍMICA

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIELE BEZERRA DOS SANTOS
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • Data: 26/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • Estudos e pesquisas na área educacional tem evidenciado a importância do ensino voltado para o exercício da cidadania, pois os conceitos devem ser abordados na sala de aula de maneira que estejam relacionados com a realidade social na qual os alunos estão inseridos. Nesse contexto, também se inclui o Ensino de Química que deve trazer uma concepção que destaque o papel social da mesma. Sendo assim, a partir do conhecimento das definições e objetivos da Educação Ambiental (EA), pode-se identificar sua influência no desenvolvimento dos estudos sobre a educação em Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS), a qual também busca promover discussões acerca da EA, apresentando-se como uma das possibilidades para realização de um ensino que propõe uma contextualização social, política, filosófica, ética, histórica, científica, tecnológica e econômica. Neste sentido, no intuito de contribuir com esta educação, esta pesquisa se propôs a investigar a prática da carcinicultura no rio Potengi/Natal RN para contextualizar o ensino dos conceitos químicos como, concentração oxigênio dissolvido, reações de oxidação e redução, evidências de reação química e balanceamento de equações. Portanto, foi elaborada uma sequência de atividades (SA) como produto educacional para ser utilizado por professores de Química na Educação Básica. O lócus da pesquisa foi uma turma de 2º ano do ensino médio da Escola Estadual Professora Josefa Sampaio, em Natal que situa-se no bairro Santos Reis, à margem do rio Potengi. Com o consentimento da professora atuante e cooperação em média de 18 alunos, a intervenção didática foi aplicada em seis encontros, sendo uma aula experimental de análise da concentração de oxigênio dissolvido em uma amostra de água, assim como a exibição de um vídeo para esclarecer as etapas na criação de camarão. As aulas foram planejadas com o objetivo de discutir uma problemática social relacionando-a com os conceitos envolvidos na prática da carcinicultura, conceitos científicos e o estudo da tecnologia utilizada para a formação do pensamento crítico dos alunos e a tomada de decisão. Os instrumentos de coleta de dados utilizados nesta pesquisa, de natureza qualitativa, foram dois questionários, inicialmente o de levantamento de ideias prévias e ao final para avalição da SA. Os resultados obtidos mostraram que apesar de morarem em torno do rio Potengi e consumirem o camarão, a maioria dos estudantes participantes não conheciam a prática da carcinicultura no Estado do RN e nem sobre sua presença no rio Potengi. Entretanto, após o término da aplicação das atividades, relataram que o estudo da temática foi interessante e contribuiu para a compreensão dos conceitos químicos através da contextualização nas aulas.


  • Mostrar Abstract
  • .

2017
Dissertações
1
  • IVANIRA SALES BATISTA
  • IMPORTÂNCIA DE UM ESPAÇO VERDE NO AMBIENTE ESCOLAR: TRABALHANDO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM SÃO GONÇALO DO AMARANTE - RN.

  • Orientador : MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • NARLA SATHLER MUSSE DE OLIVEIRA
  • Data: 03/05/2017

  • Mostrar Resumo
  • A Educação Ambiental (EA) desenvolvida no ambiente escolar apresenta notável importância em meio às buscas de soluções para mitigar problemas ambientais como desmatamentos, perda de habitats e decréscimo na qualidade de vida da população. Em localidades onde há Caatinga a EA é urgente, devido à degradação negligente e incessante dessa vegetação, e do bioma em si. Logo, no Brasil a EA é trabalhada nas escolas principalmente por meio de projetos. E, uma opção eficaz de trabalhar um projeto de EA é através da implantação de espaços verdes como hortas, viveiros e jardins. Assim, esta pesquisa teve como objetivo elaborar, aplicar e avaliar uma série de atividades e a construção de um espaço verde, composto por um viveiro educador e uma horta escolar, como forma de promover a Educação Ambiental. Também, elaborar uma cartilha instrucional, sendo um material de apoio ao professor, permitindo que os mesmos possam trabalhar questões contextualizadas de Educação Ambiental. Procurando atingir os objetivos propostos em nossa pesquisa, as etapas seguidas foram: pesquisa bibliográfica, desenvolvimento e aplicação das atividades do projeto “Verde que quero ver”, incluindo a implantação e avaliação de um espaço verde na escola municipal Maria de Lourdes de Lima e confecção de cartilha, como produto educacional. O trabalho foi desenvolvido com uma turma do 7º ano da escola municipal Maria de Lourdes de Lima (São Gonçalo do Amarante-RN) com a implementação do projeto intitulado “Verde que quero ver”, que seguiu três fases. Na primeira fase foi realizada a Atividade I, na qual a professora orientou os alunos da turma a organizarem-se em grupos, onde eles teriam que escolherem um local adequado para a implantação do espaço verde, exemplificar cinco plantas para plantar na horta e cinco espécies nativas da Caatinga. Na segunda fase um questionário, que objetivou o levantamento do perfil, da percepção ambiental e da expectativa sobre a implementação do projeto, foi respondido pela turma. Ainda, durante a segunda fase os alunos foram orientados a realizarem uma pesquisa sobre informações botânicas de algumas das espécies vegetais citadas na Atividade I, da primeira fase. Tais informações foram utilizadas para preencher fichas com o perfil de cada uma destas espécies. Estas fichas foram reunidas em forma de livreto, que foi disponibilizado para consulta de todos os alunos. Na terceira fase ocorreu a orientação e execução da Atividade II, onde duplas de alunos receberam instruções para fotografar dois ambientes do bairro onde eles moram. O objetivo dessa tarefa foi verificar as percepções dos alunos sobre o ambiente o qual fazem parte. Prosseguindo com as atividades da terceira fase do projeto, sucedeu a construção das estruturas do espaço verde e plantio das espécies vegetais. A culminância do projeto se deu com uma exposição das atividades realizadas pelos alunos. Finalizando, os alunos forneceram respostas a um segundo questionário, que objetivou principalmente avaliar o projeto e a participação dos estudantes. A avaliação dos alunos também ocorreu continuamente, na medida em que desenvolveram as atividades propostas. O projeto aqui apresentado foi avaliado por meio da análise da produção de imagens, dos materiais, respostas dos questionários e pelo interesse e participação dos alunos. Os resultados obtidos mostram que, na visão dos alunos, as atividades desenvolvidas durante a execução do projeto “Verde que quero ver” serviram para: conhecer melhor o ambiente do bairro em que moram; estimular a participação em projetos ambientais, o trabalho em grupo e a criatividade; aprofundar ou aplicar os conhecimentos das disciplinas escolares e conhecer melhor o bioma Caatinga e a importância das plantas.  O interesse pela preservação do ambiente de Caatinga em área reconhecidamente degradada pelo homem foi estimulado principalmente pela produção e doação de mudas de espécies nativas.


  • Mostrar Abstract
  • .

2
  • DANILLO ALVES DA SILVA
  • ESTUDO DE PONTOS NOTÁVEIS DO TRIÂNGULO COM RECURSO GEOGEBRA

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 08/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem por objetivo verificar a eficácia de atividades pautadas nos níveis de desenvolvimento do pensamento geométrico propostos no Modelo Van Hiele e com suporte do software GeoGebra para o ensino e a aprendizagem acerca de Pontos Notáveis do Triângulo. Dessa forma vem juntar-se às muitas pesquisas realizadas no âmbito da Educação Matemática com foco no Ensino de Geometria. Para tanto, realizamos uma incursão pelo contexto do Ensino de Geometria no Brasil nas últimas décadas para identificarmos as causas para o ensino desse ramo da Matemática ter sido colocado em segundo plano por certo tempo. A pesquisa destaca a importância da utilização das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) em contextos educacionais, mais especificamente, o software GeoGebra, assim como o Modelo de desenvolvimento do pensamento geométrico proposto pelos Van Hiele como opções metodológicas para superar dificuldades no ensino e na aprendizagem de Pontos Notáveis do Triângulo. Realizamos uma análise de dez livros didáticos recomendados pelo PNLD 2014, com o intuito de verificar se o conteúdo pesquisado era abordado e, em caso afirmativo, qual seria a abordagem metodológica, bem como as características das atividades propostas. Levando em consideração o contexto estudado, assim como a pesquisa bibliográfica supracitada, foi elaborado o produto educacional constituído por uma de sequência didática com atividades de construção de alguns Pontos Notáveis do triângulo, a saber, incentro, circuncentro, baricentro e ortocentro, com o uso do software GeoGebra, cujo objetivo maior foi provocar os alunos a elaborarem definições diante de suas construções. O referido produto foi implementado    em uma escola da rede estadual de ensino na cidade de Natal com duas turmas de 8º Anos do Ensino Fundamental e os dados coletados durante sua aplicação foram analisados segundo os quatro primeiros níveis de desenvolvimento do pensamento geométrico do Modelo Van Hiele. A análise das atividades propostas evidenciou um elevado grau de dificuldade para discernir os conceitos geométricos apresentados.


  • Mostrar Abstract
  • .

3
  • BRAULIO ALVES DE ALBUQUERQUE
  • Momentos Pedagógicos para o Ensino de Ácidos Graxos e Gorduras na Educação de Jovens e Adultos

  • Orientador : MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALBINO OLIVEIRA NUNES
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • PATRICIA FLAVIA DA SILVA DIAS MOREIRA
  • Data: 09/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • Os conhecimentos sistematizados que são ministrados aos estudantes na escola, geralmente não ultrapassam esse espaço. São consequências de uma abordagem educativa de transmissão/recepção, que frequentemente se demonstram insuficientes na realização de uma contextualização. Logo, a utilidade destes saberes se restringe a reprodução do que foi dito pelo professor. Isto acaba colocando os educandos como meros expectadores na produção do conhecimento. Repensar o papel que cada indivíduo envolvido no processo de ensino e aprendizagem apresenta é uma constante necessidade, visto as mudanças recorrentes nos objetivos educacionais.  Esse estudo procura implementar uma proposta de ensino de conteúdo de química, intentando envolver o educando no processo de aprendizagem de modo dialógico, na busca de torná-lo mais autônomo. Também tenta auxiliar os educadores em sua atuação profissional. Para tanto, nos baseamos em aportes teóricos que sustentam nossa percepção, como as dificuldades de aprendizagem e alguns pressupostos do educador Paulo Freire que fundamentam a prática educativa problematizadora-dialógica. A dinâmica dos Três Momentos Pedagógicos de Delizoicov, foi o referencial teórico da sequência de atividades de uma unidade de didática para o ensino de ácidos graxos e gorduras. A proposta foi implementada durante o segundo semestre de 2015, no Centro de Educação de Jovens e Adultos Professor Felipe Guerra, com uma turma do nível de ensino médio, na modalidade EJA. Quanto a abordagem, buscamos seguir alguns dos pressupostos da pesquisa qualitativa, que fez uso dos instrumentos questionário, observação, documentos e atividades que compunham a proposta de ensino. As considerações que tecemos ante as respostas obtidas, foi a perceptível mudança qualitativa na postura dos educandos, buscando participar das discussões, trazendo sua percepção sobre os conteúdos químicos trabalhados, se envolvendo na construção dialógica de seus conhecimentos.


  • Mostrar Abstract
  • .

4
  • DEYZIANNE DOS SANTOS FONSECA
  • ENSINANDO CIÊNCIA E SOBRE A CIÊNCIA COM A UTILIZAÇÃO DE FONTES PRIMÁRIAS DA HISTÓRIA DO VÁCUO E DA PRESSÃO ATMOSFÉRICA


  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • Thaís Cyrino de Mello Forato
  • Data: 20/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tenciona trazer contribuições para o ensino do conceito de pressão atmosférica e a inserção de discussões sobre a natureza do conhecimento científico na educação básica. Procurou-se contemplar a compreensão de aspectos da construção histórica do conceito científico em atividades que despertam o pensamento crítico e desenvolvem a imaginação dos alunos, particularmente, por meio da interpretação de trechos de textos históricos originais. O produto educacional proposto é uma sequência didática, de perspectiva histórico-filosófica. Propõe-se que os alunos se engajem em processo “investigativo” que lhes permita: estabelecer suas explicações iniciais para fenômeno físico cotidiano (evidenciando eventuais concepções alternativas); perceber eventuais semelhanças (e diferenças) entre suas próprias explicações iniciais e concepções expressadas por pensadores do passado em documentos históricos; compreender elementos do processo histórico de construção do conceito de pressão atmosférica; perceber a eventual inexistência ou fragilidade do fator pressão atmosférica em suas explicações iniciais (como pressuposto teórico) e a possibilidade de reconsiderá-las à luz desse fator. Sugeriu-se uma sequência didática mediada, de caráter dialógico, organizada em momentos de discussão a respeito de conteúdos de ciência e sobre a ciência. Realizou-se pesquisa empírica em aplicação da sequência didática em minicurso para estudantes do Ensino Médio. Particularmente, foram discutidos resultados provenientes de instrumentos de pesquisa aplicados antes e após a intervenção, os quais contemplam questionamentos abertos acerca de fenômenos físicos relacionados à pressão atmosférica, bem como questionamentos abertos acerca de visões de Natureza da Ciência sustentadas pelos estudantes. Adicionalmente, foram discutidos resultados provenientes da análise de material audiovisual obtido durante a aplicação da sequência didática. 


  • Mostrar Abstract
  • .

5
  • MICARLLA PRISCILLA FREITAS DA SILVA OKAEDA
  • HISTÓRIAS EM QUADRINHOS EM CONTEXTO MATEMÁTICO: UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE TRIÂNGULOS À LUZ DA TEORIA DOS REGISTROS DE REPRESENTAÇÕES SEMIÓTICAS

  • Orientador : MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • CLAUDIA ROSANA KRANZ
  • ANA CLÁUDIA GOUVEIA DE SOUSA
  • IVONEIDE BEZERRA DE ARAÚJO SANTOS MARQUES
  • Data: 30/06/2017

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa foi desenvolvida numa abordagem qualitativa, caracterizando-se como do tipo pesquisação. Nosso objetivo é investigar as possibilidades e implicações de atuação com Histórias em Quadrinhos no ensino da Matemática, valendo-se da Teoria dos Registros de Representação Semiótica para a elaboração de um material que auxilie os processos de ensino e de aprendizagem no que tange ao estudo de Triângulos. O uso do gênero discursivo textual HQ promove uma interação entre a linguagem matemática e a língua materna, articulação que se mostra muito frutífera e que aos poucos vem se consolidando por meio de pesquisas. Por se tratar de um mestrado profissional, elaboramos um Produto Educacional que foi balizado pela Teoria dos Registros de Representação Semiótica (TRRS) de Raymond Duval e tem por foco o ensino de Triângulos para o 8o ano do Ensino Fundamental. Fundamentamos nossas ações em Calazans (2004) e Vergueiro (2005) que discutem a utilização de HQ na sala de aula, bem como em Bazerman (2011) e Marcuschi (2008) que tratam dos gêneros textuais e, ainda, nas experiências de Tonon (2008), Pereira (2010) e Moraes (2009) com a utilização de HQ no Ensino da Matemática. Reportamo-nos a Machado (2011) que trata da impregnação mútua entre a Matemática e a Língua Materna, bem como autores que versam sobre linguagem Matemática, textos matemáticos e a importância da leitura e da escrita para a aprendizagem matemática. A pesquisa foi realizada em uma escola da rede particular de ensino na cidade de Natal/RN. Utilizamos como instrumentos de coleta de dados, questionários, aplicados a professores e alunos, a observação participante e, ainda, as produções escritas dos alunos. Realizamos um teste piloto e solicitamos a professores de Matemática, de Língua Portuguesa e Pedagogia que fizessem uma análise da HQ, a fim de coletarmos informações que contribuíssem para a melhoria do material. Finalizado o produto educacional, realizamos a aplicação do material ao nosso público alvo, alunos de 8º ano do Ensino Fundamental. A análise dos dados obtidos foi realizada segundo a Análise de Conteúdo de Bardin (2016). A partir desses dados pudemos constatar a eficácia do material elaborado, comprovando, através das produções dos alunos, que houve efetiva aprendizagem e que, de fato, as aulas se tornaram mais dinâmicas, facilitando todo o processo.


  • Mostrar Abstract
  • .

6
  • LIEGE PRISCILA DE MEDEIROS
  • O Curso de Treinamento para Professores Leigos de 1963 a 1965 em      Caicó/RN: um documentário para a história da Educação Matemática. 

  • Orientador : LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • GRACIANA FERREIRA DIAS
  • Data: 18/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, apresentamos uma história sobre a formação do Professor Leigo e sua vivência em um Curso de Treinamento que aconteceu na cidade de Caicó, no Estado do Rio Grande do Norte (RN), nos anos de 1963, 1964 e 1965. Tal curso se fez importante para a melhoria no nível de instrução dos Professores Leigos e, consequentemente, trouxe melhorias para a educação do Estado, na medida em que reduziu o índice de analfabetismo da população norte-rio-grandense. Nessa época, a falta de professores habilitados à docência no Brasil era uma realidade e a própria Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB), nº 5.692/71, permitiu aos professores não habilitados, ou seja, aos professores leigos, lecionarem. Isto posto, é nosso desejo responder à seguinte questão: De que forma o referido Curso de Treinamento contribuiu para a formação dos Professores Leigos em Caicó/RN, em especial, no tocante ao ensino e aprendizagem da Matemática? Para tanto, traçamos como objetivo geral elaborar um registro histórico sobre o Curso de Treinamento dos Professores Leigos na cidade de Caicó/RN, nos anos de 1963, 1964 e 1965, apontando para as práticas e para a formação em serviço desses professores leigos e também dos seus professores – que, nesse estudo, chamamos de formadores - com vistas a produzir um documentário acerca dessa história. Com o objetivo definido, lançamos mão de pressupostos da História Cultural, por meio de autores como Chartier (1990) e Borges (2005), para respaldarmos nossa metodologia de pesquisa, na medida em que constituímos a história dos Professores Leigos em Caicó/RN. Recorremos também, durante esse percurso metodológico, a documentos (LE GOFF, 1994) que foram encontrados por nós, no Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Norte e a entrevistas semiestruturadas (LAVILLE; DIONNE, 1999) que foram realizadas com 3 (três) professoras formadoras, 4 (quatro) professoras leigas e 2 (duas) técnicas-administrativas, todas do Curso de Treinamento. Além disso, por esta ser uma pesquisa advinda de um mestrado profissional, produzimos um documentário, que está em DVD, como produto educacional, com o objetivo de mostrar de maneira mais real possível a realidade vivida pelos “atores” que vivenciaram essa história que nos propomos a contar. O documentário foi constituído a partir do relato de nossos entrevistados, que enfatizaram em sua narração a metodologia de ensino de Matemática, desenvolvida no Curso de Treinamento. Nossa intenção é que esse produto educacional sirva de material de estudo para alunos e professores da licenciatura em Matemática, bem como para pesquisadores da área de História da Educação Matemática. Por fim, a análise das nossas fontes orais e escritas nos mostrou que os Professores Leigos aprenderam no Curso de Treinamento novas metodologias de ensino de Matemática, em especial, a elaboração e o uso de materiais didáticos pedagógicos, a exemplo do disco de frações, em uma perspectiva Empírico-ativista, assim definida por Fiorentini (1995).


  • Mostrar Abstract
  • .

7
  • WGUINEUMA PEREIRA AVELINO CARDOSO
  • Educação Matemática na Pós-Graduação da UFRN (1995-2015): vozes, imagens e escritos


  • Orientador : LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • RITA DE CASSIA BARBOSA PAIVA MAGALHAES
  • JOSE MATEUS DO NASCIMENTO
  • Data: 21/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, no final da segunda metade do século XX, pesquisas em Educação Matemática (EM) despontaram em vários Programas de Pós-Graduação. No estado do Rio grande do Norte (RN) não foi diferente, uma vez que a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) possui Programas de Pós-Graduação que contemplam pesquisas nessa área, a saber: o Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED), vinculado ao Centro de Educação (CE) e o Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática (PPGECNM), vinculado ao Centro de Ciências Exatas e da Terra (CCET). Neste contexto, elaboramos nossa questão-foco: Como iniciou e se consolidou a pesquisa em Educação Matemática, no Estado do RN? Para responder a esta questão, traçamos como objetivo geral fazer uma descrição historiográfica, no período de 1995 a 2015, dos modos de instituição e consolidação de pesquisas em Educação Matemática presentes nos dois Programas citados. Isto posto, essa pesquisa se justifica pelo fato de, em 1995, ser criada no PPGED a Linha de Pesquisa intitulada Educação Matemática e, em 2002, desde a criação do PPGECNM, ter Linhas de Pesquisas que contemplavam pesquisas nessa área. Para configurar esta pesquisa historiográfica, utilizamos a História Cultural e as novas tendências metodológicas da escrita da história, entendendo que esta se volta ao estudo da dimensão cultural de uma determinada sociedade historicamente localizada (BURKE, 2011).  Nossas fontes de pesquisa foram os documentos institucionais dos referidos Programas, esses vistos à luz da teoria de Le Goff (2003), bem como os depoimentos dos professores que foram os percursores nas pesquisas em Educação Matemática na UFRN. Esses depoimentos foram colhidos por meio de entrevistas semiestruturadas (LAVILLE; DIONNE, 1999), realizadas com eles, que, inclusive autorizaram, por meio de uma carta de cessão, a divulgação de seus verdadeiros nomes. Além disso, por estarmos em um Programa de um Mestrado Profissional, produzimos um vídeo, atrelado a nossa questão-foco, como Produto Educacional, que tem por objetivo informar e motivar os professores da Educação Básica e graduandos da licenciatura em Matemática, quando formados, a lançarem mão de uma formação continuada, agregando a sua formação inicial melhorias salariais, culturais, sociais, entre outras, assim como fizeram os egressos do PPGED, da área de EM. Após análise e triangulação das fontes (ALBUQUERQUE JÚNIOR, 2007) vimos que no PPGED e no PPGECNM há pesquisas que se voltam para a EM e percebemos que em cada um deles houve uma forma singular do desenvolvimento dessas. Vimos também que, no PPGED, a Linha EM foi inserida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) na estrutura do Programa em função da existência dos projetos de pesquisa que estavam sendo desenvolvidos pelo então professor do PPGED, PhD John Andrew Fossa. As contribuições deste professor ajudaram significativamente na criação da Linha EM, como também ampliaram novas possibilidades de pesquisas em Educação Matemática no RN, conforme podemos visualizar a partir de uma árvore genealógica (MENDES, 2015a) que construímos, mostrando alguns egressos, orientandos do professor John Andrew Fossa e de outros professores contratados pelo Departamento de Matemática da UFRN, que também contribuíram de forma significativa para o avanço na pesquisa na área de EM. Nossas análises também mostraram que, atualmente, há egressos do PPGED que dão continuidade às pesquisas na área de EM no âmbito da UFRN. Por fim, ao contarmos essa história, esperamos ter contribuído para o entendimento do percurso, da constituição e da consolidação da pesquisa em Educação Matemática no RN.


  • Mostrar Abstract
  • .

8
  • KLÊFFITON SOARES DA CRUZ
  • O PIBID DE MATEMÁTICA COMO ESPAÇO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA NA UFRN/NATAL

  • Orientador : FERNANDO GUEDES CURY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MÁRCIA MARIA ALVES DE ASSIS
  • Data: 25/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • Este texto apresenta uma pesquisa sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência (PIBID) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e suas contribuições para a formação inicial e continuada de professores de Matemática. O PIBID é um programa centrado no Ministério de Educação (MEC), gerenciado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES) e posto em prática por instituições de ensino superior cuja principal intenção é contribuir com a formação de professores considerando a aproximação entre a escola básica pública e a universidade. Esta pesquisa teve como questão diretriz “Como o PIBID da UFRN-Natal contribui para a formação inicial e continuada de professores de Matemática a partir das ações ali desenvolvidas?” e para respondê-la estudamos documentos disponibilizados pelos órgãos responsáveis pelo PIBID, analisamos ações desenvolvidas pelo subprojeto de Matemática da UFRN em Natal e, também, estudamos as narrativas de professores e futuros professores de matemática envolvidos com o Programa a partir de entrevistas realizadas com coordenadores, supervisores e licenciandos. Para a nossa análise nos reportamos a Nóvoa (1992, 1999, e 2009), Shulman (1986, 1987) e Shon (1992 e 2000) que discutem a formação docente acontecendo dentro da própria profissão com articulações não dicotômicas entre teoria e prática. Além disso, como produto educacional, buscou-se elaborar um caderno de atividades a partir de ações desenvolvidas pelo projeto estudado.


  • Mostrar Abstract
  • .

9
  • MARIA ISABEL DA COSTA PEREIRA
  • ETNOMATEMÁTICA E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 26/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • Nosso trabalho de pesquisa, realizada em uma das escolas do município da cidade do Natal/RN, teve como objetivo investigar conhecimentos matemáticos produzidos e/ou utilizados pelos estudantes da Educação de Jovens e Adultos – EJA em suas profissões. Para alcançar tal objetivo, apoiamo-nos nas concepções d’ambrosianas de Etnomatemática e na Resolução de Problemas na concepção de Lourdes Onuchic (2015). Para tanto, fez-se necessário ao longo do corpo desta pesquisa, partir dos conhecimentos empíricos, bem como, conhecimentos adquiridos a partir do senso comum, por vezes baseados na experiência desses alunos, os quais devem permanecer em sintonia com os conhecimentos escolares. Quanto a abordagem metodológica, fizemos uso dos procedimentos da Etnografia, como o diário de campo, a entrevista semiestruturada, aplicação de questionários e a observação participante, os quais nos auxiliaram nas análises das concepções dos conhecimentos matemáticos utilizados e/ou produzidos pelos estudantes da EJA em suas profissões. A partir das análises dos dados coletados, produzimos um material didático, denominado de Produto Educacional, produção técnica indispensável para a conclusão do Mestrado Profissional em Ensino do PPGECNM – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da UFRN, devendo ser uma ferramenta de natureza educacional, que deverá ser disseminado, analisado e utilizado por outros professores. Esse produto foi composto por situações-problema relacionados a vivência profissional de um dos discentes da escola a qual realizamos a pesquisa, em que pudemos perceber ideias matemáticas presentes, em diversos momentos na execução de sua atividade profissional.


  • Mostrar Abstract
  • .

10
  • SANDRA LUIZA SOUSA SANTOS DE ALMEIDA
  • O uso de textos de divulgação científica no ensino de biologia: uma possibilidade para a prática da leitura e da escrita e para a construção de conceitos

  • Orientador : MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MARIA RITA MONTEIRO DE LENCASTRE CAMPOS
  • Data: 28/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho propôs-se a desenvolver, aplicar e avaliar uma estratégia de ensino com foco em leitura de Textos de Divulgação Científica (TDC) como possível ferramenta para o ensino de conceitos de Ecologia em duas turmas da terceira série do Ensino Médio em uma Escola pública de Natal. O estudo tem como objetivo geral contribuir com a construção de significados, facilitação da compreensão de conceitos e ampliação do vocabulário científico dos estudantes, por meio do desenvolvimento de atividades que utilizam textos de divulgação científica sobre temas ambientais. Esta pesquisa apoia-se numa metodologia de abordagem qualitativa e quantitativa com elementos da pesquisa-ação e cujas ações foram desenvolvidas em dois momentos: o primeiro – desenvolvimento de um projeto piloto inicial, com 4 etapas e, o segundo – o projeto integral, propriamente dito, com 5 etapas. Os conteúdos trabalhados nos dois momentos da pesquisa constituem conceitos básicos de Ecologia como: cadeias alimentares, hábitat, nicho ecológico e transferência de energia nos ecossistemas. Os resultados foram analisados a partir de categorias construídas ou adaptadas para atender aos objetivos da pesquisa. O projeto piloto partiu da análise de duas turmas, uma em que se utilizou o TDC e outra em que ele não foi utilizado. A produção escrita mais elaborada e consistente da turma que usou o texto demonstrou a aquisição de uma maior quantidade de conceitos ecológicos básicos, inseridos em uma problemática ambiental, em relação à turma que teve aulas tradicionais e sem TDC. Em um segundo momento da pesquisa, as duas turmas foram trabalhadas utilizando o texto de divulgação científica. Da mesma forma que etapa inicial, os resultados obtidos a partir das análises e interpretação dos estudantes nos permitiram evidenciar de forma positiva, que a utilização de textos em aulas de Biologia funciona como estratégia facilitadora da compreensão de conceitos e utilização de informações mais consistentes e conscientes sobre a temática em estudo. Isto pode ser constatado nas respostas dadas às situações propostas nas problematizações e nos debates fomentados durante a realização da unidade didática. 


  • Mostrar Abstract
  • This work aimed to develop, apply and evaluate a teaching strategy focused on reading Scientific Dissemination Texts (TDC) as a possible tool for the teaching of Ecology concepts in two classes of the third grade of High School in a Public School from Natal-Rio Grande do Norte-Brazil. The main objective of this study is to contribute to the construction of meanings, to facilitate the understanding of concepts and to broaden students' scientific vocabulary through the development of activities that use scientific dissemination texts on environmental themes. This research is based on a methodology of qualitative and quantitative approach with elements of action research and whose actions were developed in two moments: the first - development of an initial pilot project, with 4 stages and the second - the integral project, properly Said, with 5 steps. The contents worked in the two moments of the research are basic concepts of Ecology as: food chains, habitat, ecological niche and energy transfer in ecosystems. The results were analyzed from categories constructed or adapted to meet the objectives of the research. The pilot project was based on the analysis of two classes, one in which TDC was used and another in which it was not used. The more elaborate and consistent written production of the class that used the text demonstrated the acquisition of a greater amount of basic ecological concepts, inserted in an environmental problematic, in relation to the class that had traditional classes and without TDC. In a second moment of the research, the two classes worked using the text of scientific divulgation. In the same way as the initial stage, the results obtained from the analysis and interpretation of the students allowed us to positively evidence that the use of texts in Biology classes functions as a strategy to facilitate the understanding of concepts and the use of more consistent and conscious information on the subject under study. This can be found in the answers given to the situations proposed in the problematizations and in the debates fostered during the realization of the didactic unit.

11
  • KLAYTA BENIGNO RAMALHO DANTAS
  • TRANSPORTE DE SUBSTÂNCIAS PELA MEMBRANA PLASMÁTICA: ELABORAÇÃO DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS DIGITAIS PARA ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MARCIA ADELINO DA SILVA DIAS
  • Data: 28/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • O entendimento dos professores sobre as principais dificuldades dos alunos na aprendizagem de conceitos biológicos pode auxiliá-los na utilização de novas estratégias de ensino, que sejam motivadoras, possibilitando assim a construção do conhecimento e a aprendizagem dos alunos de forma significativa. Novas estratégias de ensino são importantes potencializadores de aprendizagem, principalmente quando se tratam de conteúdos abstratos e de difícil assimilação, como ocorre com o estudo da citologia. Assim, o objetivo deste trabalho consistiu na elaboração e aplicação de uma unidade didática (UD) sobre a morfofisiologia da membrana plasmática, envolvendo um jogo didático digital utilizado como ferramenta de avaliação da aprendizagem. A pesquisa foi desenvolvida com 36 estudantes da 1ª série do ensino médio na Escola Estadual Almirante Tamandaré- Extremoz/RN. O Percurso metodológico foi desenvolvido em cinco etapas: 1ª) Elaboração e planejamento das atividades da unidade didática de acordo com o calendário escolar; 2ª) reconhecimento dos conhecimentos prévios dos alunos; 3ª) elaboração um jogo didático digital para compor a UD; 4ª) construção e aplicação de uma UD baseada na aprendizagem significativa; 5ª) avaliação das possibilidades e limitações da UD. A metodologia utilizada apresenta alguns elementos da pesquisa-ação e para a coleta de dados foram utilizados questionários, modelos, observação participante, além do desempenho dos estudantes no jogo digital. Foi utilizada a análise quanti-qualitativa incluindo a análise de conteúdo. Os resultados obtidos demonstram que os alunos do ensino médio apresentam um conhecimento escasso sobre a célula e sua morfofisiologia. A unidade didática contribuiu para a aprendizagem significativa quanto aos conceitos biológicos estudados, além de desenvolver atitudes e procedimentos positivos dos alunos. O jogo foi eficiente em avaliar a aprendizagem além de incentivar a motivação e participação dos estudantes na resolução de questões. Portanto, tanto a Unidade didática quanto o jogo digital representam produtos educacionais com potencial para serem utilizados no ensino básico considerando o ensino-aprendizagem de transporte de substâncias pela membrana plasmática.


  • Mostrar Abstract
  • .

12
  • BRUNA RAÍSSA GOMES DOS SANTOS BATISTA
  • DO HORIZONTE LOCAL ÀS REPRESENTAÇÕES DA TERRA E DEMAIS ASTROS NO ESPAÇO: UM MINICURSO PARA PROFESSORES E PLANETARISTAS

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • SILVIA CALBO AROCA
  • Data: 31/07/2017

  • Mostrar Resumo
  • A dissertação visa contribuir com a formação de professores e planetaristas, numa perspectiva de parceria entre espaços formais e não formais, levando em consideração duas problemáticas gerais: a existência e propagação de representações sobre temas de Astronomia que não condizem com os modelos científicos vigentes; e o déficit usual do ensino de Astronomia na formação inicial de professores. Baseia-se em estudos que abordam dificuldades nas representações espaciais de fenômenos astronômicos, particularmente as relacionadas à forma da Terra e às estruturas do Universo, e em estudos sobre a importância da integração das perspectivas local e global na interpretação daqueles fenômenos. Esses estudos fundamentaram uma pesquisa que desenvolvemos acerca das representações de uma turma do 6º ano do Ensino Fundamental sobre a forma da Terra e as estruturas do Universo, antes e após visita ao Planetário Móvel da UFRN – Barca dos Céus, a qual proporcionou o aprimoramento de sessão e atividades didáticas desenvolvidas neste planetário. Os dados da pesquisa e as reflexões em torno das atividades resultaram numa proposta de Minicurso para professores e planetaristas, composto por três encontros de 4 horas, e 3 horas de atividades a distância, totalizando 15 horas. Articuladas a uma sessão de planetário, na proposta contempla-se a realização e discussão dos fundamentos teóricos de um conjunto de atividades, destacando-se, ali: o registro do horizonte local; a orientação de um globo paralelo à Terra; a exploração de peças móveis ilustrativas dos planetas com tamanho em escala para representação do Sistema Solar; a discussão coletiva de dados das pesquisas abordadas nessa dissertação e de dados levantados pelos participantes, e a observação de planetas com um telescópio. Numa primeira edição do Minicurso, da qual participaram cinco professores da Educação Básica, três planetaristas e quatro licenciandos em Física, a avaliação feita pelos participantes, oralmente e por meio de questionário, mostrou uma valorização equilibrada de todos os momentos propostos, sendo destacados de forma mais recorrente: o contato com os estudos sobre as representações dos alunos; e as reflexões propiciadas pelo registro coletivo do horizonte local e pelo globo paralelo. Consideramos que o Minicurso no formato proposto foi muito satisfatório incentivando a utilização de atividades práticas e ao ar livre, a percepção dos fenômenos astronômicos a partir das perspectivas local e global, e a ampliação da percepção de nosso lugar no Universo, além de proporcionar ricas trocas de experiências entre os envolvidos. A proposta elaborada continuará sendo implementada com a equipe do Planetário na formação de novos planetaristas e de profissionais da Educação Básica, sendo esperado ainda que a descrição do Minicurso e as discussões teóricas das atividades, apresentadas nessa dissertação, possibilitem a outros grupos sua realização com as adaptações que se julgarem necessárias.


  • Mostrar Abstract
  • .

13
  • BRUNA LORENA VALENTIM DA HORA
  • ENSINO DE ECOLOGIA SOB A PERSPECTIVA CTS E INVESTIGATIVA: UM CAMINHO PARA O LETRAMENTO CIENTÍFICO

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • LUIZ SODRE NETO
  • Data: 14/08/2017

  • Mostrar Resumo
  • A abordagem CTS e o ensino investigativo propiciam o desenvolvimento de habilidades e valores necessários para a tomada de decisão responsável em seu cotidiano e, por isso, se destaca como um caminho para o letramento científico.  A partir das questões: Como os professores de Biologia compreendem a abordagem CTS e investigativa e de que forma aplicam em sala de aula no sentido de favorecer o letramento científico?  Quais os impactos dos cursos de formação continuada na compreensão, motivação e incorporação na prática de tais abordagens, pelos professores? Quais as principais dificuldades que os professores enfrentam em aplicar a abordagem CTS em sala da aula? Objetivamos avaliar como os professores Biologia de Natal-RN compreendem e aplicam a abordagem CTS e investigativa no sentido de favorecer o letramento científico dos estudantes do ensino médio e propor alternativas didáticas para potencializar e favorecer essa prática. Para construção de dados, foi utilizado como instrumento um questionário exploratório e, subsequentemente, uma entrevista. Uma  sequência de ensino investigativa nas perspectivas CTS sobre conteúdos de ecologia foi elaborada e aplicada para alunos da primeira série de ensino médio. Evidenciou-se  que o letramento científico e o enfoque CTS são entendidos pelos docentes, por uma visão reducionista. Identificou-se que 23,5% dos professores (n=17) relacionam letramento científico à formação de cientistas; outros setes (41,2%) atribuíram significado a mera aplicabilidade do conhecimento científico e/ou ao desenvolvimento de linguagem científica pautada na memorização de vocábulos.  Percebe-se, que os docentes não compreendem, totalmente, o sentido real desta terminologia, embora, apontem conhecer elementos intrínsecos ao letramento científico. Cinco docentes 29% (n=17) não emitiram resposta.  Esta visão reducionista é reafirmada, quando observamos que dos professores investigados, somente, cinco 29,4% (n=17) apresentam pensamentos condizentes com os objetivos da abordagem CTS que é o de desenvolver o pensamento crítico; formar para atuar na sociedade; e apontar as inter-relações CTS. Percebeu-se, que muitos professores apresentam ideias fundamentadas no salvacionismo da ciência, na interpretação linear de progresso com as inovações tecnológicas, asseguradas pela neutralidade Científico-Tecnológica. Ademais, os dados evidenciam que os cursos de formação continuada ofertados aos docentes pouco têm contribuindo para superação destes obstáculos, quando consideramos, principalmente, o letramento cientifico dos discentes. A evidência de aquisição de vocábulos científicos para uso social; atitudes que envolvem a tomada de decisão responsável abrangente as problemáticas ambientais; e desenvolvimento de pensamento crítico; pelos alunos revela importante contribuição das sequencia didática investigativa para formação de habilidades e competências essenciais para o letramento científico. 


  • Mostrar Abstract
  • .

14
  • LUCIANA VIEIRA ANDRADE
  • HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE FUNÇÃO

  • Orientador : GISELLE COSTA DE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • SEVERINO CARLOS GOMES
  • Data: 17/11/2017

  • Mostrar Resumo
  • Este texto descreve uma pesquisa em que se apresentam concepções norteadoras do uso da História da Matemática (HM) no ensino de Função, recorrendo a elementos da utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) e da Investigação Matemática (IM) na sala de aula, compondo uma dissertação de Mestrado Profissional que tem como objetivo propor um Caderno de Atividades pautado na articulação entre HM e TIC via IM que contribua para o processo de ensino-aprendizagem de Função. Neste sentido, foi realizada uma pesquisa qualitativa com duas fases: a primeira sendo teórica e feita por meio de pesquisa do tipo bibliográfica e a segunda, com natureza mais prática, caracterizando-se pela perspectiva da pesquisa ação. Como resultado foi delineado um panorama histórico do conceito de Função - com base na perspectiva de Youschkevitch (1976) - cujo conteúdo foi referência para o desenvolvimento do Produto Educacional, composto por um Caderno de Atividades, aplicado a alunos da Educação Básica, abordando o conceito de Função desenvolvido ao longo da história, usando como apoio o software Geogebra e à luz da IM.


  • Mostrar Abstract
  • .

15
  • JEANY EUNICE DA SILVA
  • O USO DO TERMOSCÓPIO E DA CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA NA CRIAÇÃO E APLICAÇÃO DE UMA UNIDADE DIDÁTICA PARA O ENSINO DE TERMOMETRIA.

  • Orientador : ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • CALISTRATO SOARES DA CAMARA NETO
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • Data: 07/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • Ao longo das últimas décadas, a História e Filosofia da Ciência (HFC) tem sido considerada uma ferramenta importante no ensino de física, como evidenciado na literatura especializada da área de Didática das Ciências. Apesar do aumento dessas publicações, ainda é restritaa relação direta com a educação básica, o “como fazer” ainda limita ações diretas que possam de fato influenciar a construção do conhecimento no ensino de física. Nosso trabalho foi desenvolvido com o intuito de elaborar um Produto Educacional que possa ser utilizado pelo professor da educação básica como recurso para a exploração da potencialidade de contextualização que a HFC oferece. A temática escolhida foi o ensino da física térmica, com a reprodução e exploração do termoscópio, instrumento de medida qualitativa de calor, utilizado por muitos estudiosos desde o século V a.C. e que se tornou equipamento importante no processo de construção dos conceitos que possuímos hoje de calor e de temperatura. A utilização de experimentos com valor histórico pode ajudar a aproximar o aluno da física, contribuindo tanto para a contextualização histórica dos conhecimentos quanto para a aprendizagem de conceitos. Nosso produto educacional é composto por três modelos de termoscópios, construídos com materiais de baixo custo; três textos, sendo dois produzidos por nós e um adaptado; um roteiro para o professor; e um questionário de fixação para o aluno. O produto foi aplicado no segundo ano do ensino médio de uma escola pública de Natal (RN). Nossos resultados indicam que o uso do termoscópio e da HFC foi considerada uma abordagem positiva e que gerou momentos de investigação, confronto de ideias, reflexão e argumentação por parte dos alunos, possibilitando que eles percebessem que seus conhecimentos podem ser restritos até certo ponto e que é necessário aprofundar ou reorganizar o saber, reestruturando o pensamento. 


  • Mostrar Abstract
  • .

16
  • MARCELA GOMES DA SILVA
  • A ESCASSEZ DE ÁGUA na Caatinga: uma questão sociocientífica para desenvolver habilidades argumentativas nas aulas de biologia

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • MARCELO TADEU MOTOKANE
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • Data: 13/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa, investiga-se uma experiência em sala de aula com o uso da argumentação no ensino de ciências. A necessidade de tornar mais eficiente o processo de ensino e aprendizagem de ciências e de ampliar a discussão sobre propostas didáticas para o seu ensino determinou a opção pelo tema em estudo. Para isso, tomou-se por base uma das visões da argumentação no Ensino de Ciências e enfocou-se o uso de uma Questão Sociocientífica a partir de um problema autêntico como uma ferramenta no desenvolvimento de habilidades argumentativas. A pesquisa foi desenvolvida em uma escola de ensino médio integrado ao ensino técnico da rede pública federal de ensino do Rio Grande do Norte com alunos do 1° ao 4° ano. Os objetivos incluíam a elaboração e aplicação do produto educacional, uma sequência de atividades sobre o tema escassez de água no Seridó, intitulada ‘Cadê a água que estava aqui?’ e, após sua aplicação buscou-se avaliar os argumentos produzidos pelos alunos. Para a análise dos dados foi elaborada uma matriz de elementos do argumento a partir de diferentes autores, além de rubricas de análise da qualidade e nível dos argumentos validados na literatura. Os resultados sinalizaram que na primeira atividade proposta quanto à estrutura, mais da metade do alunado apresentou argumentos com dados, justificativa e conclusão. Com relação à qualidade dos argumentos, a partir das combinações dos elementos, mais da metade chegou entre 4 e 5 elementos presentes em seus argumentos, entre eles refutação. Na segunda atividade, com relação a qualidade dos argumentos e, particularmente no que se refere ao conteúdo científico, observamos uma progressão em que apenas um grupo não apresentou dados científicos (coletados na viagem de campo) adequados a conclusão. Por outro lado, ressalta-se que apesar da justificativa estar relacionada à conclusão, alguns participantes tiveram dificuldades em relacionar dados a conclusão. Com relação às propostas de resolução para o problema foram de natureza técnica, ambiental, comportamental e legal, destacando-se além do número expressivo destas, a maioria alcançou níveis 3 e 4, pois todos os grupos apresentavam mais de uma justificativa distinguindo de forma clara da conclusão. Entendemos que as atividades possibilitaram a ampliação da percepção do alunado em relação à temática, e ao mesmo tempo incorporar os diversos conceitos científicos em seus argumentos. Assim, entendemos que os resultados aqui encontrados ressaltam a importância da discussão de temas sociocientíficos (baseados em problemas autênticos) em sala de aula para o desenvolvimento das habilidades argumentativas nos alunos com vistas a auxiliá-los nos processos de tomada de decisão e no favorecimento do conhecimento científico.


  • Mostrar Abstract
  • .

17
  • MARCOS LEONARDO MARTINS SILVA
  • DIÁLOGOS SOBRE GENÉTICA”: UMA ANÁLISE SOBRE O PROCESSO ARGUMENTATIVO EM AULAS DE BIOLOGIA

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • PATRICIA DA SILVA SESSA
  • Data: 15/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • No campo da Didática das Ciências, diferentes estudos têm sinalizado propostas que abordem atividades para além das dificuldades de aprendizagem de conceitos por parte dos estudantes. Particularmente, no que se refere ao conteúdo de genética e biotecnologia, há estudos que apresentam atividades para promover o desenvolvimento de habilidades argumentativas nas aulas da educação básica. Dessa maneira, partindo da argumentação como nosso objeto de estudo e buscando explorar esse contexto de pesquisa, elaboramos e aplicamos uma unidade didática denominada “DNA: Diálogo, geNética e Argumentação”, produto educacional da presente dissertação, destinada tanto a professores da educação básica quanto a alunos do ensino médio. O material foi concebido por meio de uma proposta lúdica baseada na “Jornada do Herói” e planejado como uma sequência de atividades que objetivam promover momentos de diálogo e argumentação em sala de aula, intermediada por modelos estruturados e orientações básicas sobre as ações relacionadas à argumentação, individual e em grupo, de modo que os alunos possam comunicar suas opiniões e se expressar de maneira adequada à linguagem científica. Utilizamos, para sua construção, o conteúdo disciplinar de genética e biotecnologia, por reconhecermos a importância de tal conteúdo tanto no contexto científico quanto social, sendo de extrema relevância para o aluno, pois constitui uma temática rica para trabalhar não somente os conceitos científicos, mas também estabelecer uma relação mais próxima com valores sociais, culturais e éticos, favorecendo a formação crítica do indivíduo. A pesquisa realizada seguiu um enfoque qualitativo considerando elementos de um estudo de caso, organizando as atividades desenvolvidas em três fases: uma fase exploratória, uma fase de delimitação do estudo e coleta de dados e uma fase para análise e discussão dos dados de acordo com sua relevância, atendendo ao recorte proposto nesta dissertação. Partindo dos resultados obtidos durante a intervenção proposta, avaliamos o processo argumentativo de alunos do ensino médio em práticas argumentativas e identificamos que alunos de ensino médio tendem a ter mais facilidade em elaborar e tornar mais complexos seus próprios argumentos do que criticar ou avaliar os argumentos de seus pares e que os mais altos níveis de um argumento só podem ser alcançados através de diálogos em que existam posicionamentos contrários que se sustentem com evidências válidas e suficientes. Os resultados também revelam que o desenvolvimento de habilidades argumentativas dos alunos pode ser propiciado através do ensino explícito da argumentação intermediado por atividades relacionadas ao conteúdo de genética e biotecnologia, tendo favorecido o desenvolvimento da argumentação falada e escrita dos alunos.


  • Mostrar Abstract
  • .

2016
Dissertações
1
  • JULIANA MARIA SCHIVANI ALVES
  • DOS MÍNIMOS QUADRADOS À REGRESÃO LINEAR: ATIVIDADES HISTÓRICAS DE FUNÇÃO AFIM E ESTATÍSTICA USANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS

  • Orientador : GISELLE COSTA DE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARMEN ROSANE PINTO FRANZON
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • Data: 18/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem o objetivo de construir atividades pautadas na História da Matemática, executadas por meio da Investigação Matemática e das Tecnologias de Informação e Comunicação para abordar, de forma contextualizada, os conceitos de Função Afim e Estatística no Ensino Médio. Para tanto, fundamenta-se no contexto histórico de Adrien-Marie Legendre (1752-1833), sua criação do Método dos Mínimos Quadrados (1805); Francis Galton (1822-1911) e seus experimentos que originaram a Regressão Linear (1875). A partir desta pesquisa bibliográfica, dos momentos históricos selecionados e dos resultados alcançados, este trabalho propõe e valida uma sequência de atividades para ser usada na primeira série do Ensino Médio. Esta sequência é composta de duas atividades históricas investigativas solucionadas com o uso de um software de planilhas eletrônicas. A primeira atividade proposta recria, com os alunos, o experimento de Galton acerca do estudo comparativo das estaturas de pais e filhos. Os estudantes coletaram dados e os analisaram à medida que foram diferenciando função de relação, tipos de variáveis, coeficientes linear e angular, crescimento da função e, aprendendo alguns conceitos de Estatística básica, explorando o software. A segunda atividade objetiva aplicar os conceitos históricos abordados anteriormente para fazer um estudo comparativo das medidas corporais e de roupas, calçados e acessórios. Nesta última atividade, os alunos investigaram, em seus dados reais, situações de Funções Injetoras, Sobrejetoras e Bijetoras, além de diferenciarem domínio de imagem, variáveis de coeficientes numéricos e fazerem estimativas das funções encontradas. O uso do recurso tecnológico provocou mais motivação em estudar os conceitos matemáticos abordados. Além disso, reduziu o tempo da construção dos gráficos, proporcionando mais espaço para os alunos investigarem as questões apresentadas. Aliado à História da Matemática, estimulou o interesse e criatividade dos alunos em realizarem as atividades investigativas propostas. Toda essa pesquisa qualitativa obteve como resultado o produto educacional constituído das duas atividades históricas realizadas, com sugestões e dicas para o professor que deseje aplicá-lo em suas aulas.


  • Mostrar Abstract
  • Esta pesquisa tem o objetivo de construir atividades pautadas na História da Matemática, executadas por meio da Investigação Matemática e das Tecnologias de Informação e Comunicação para abordar, de forma contextualizada, os conceitos de Função Afim e Estatística no Ensino Médio. Para tanto, fundamenta-se no contexto histórico de Adrien-Marie Legendre (1752-1833), sua criação do Método dos Mínimos Quadrados (1805); Francis Galton (1822-1911) e seus experimentos que originaram a Regressão Linear (1875). A partir desta pesquisa bibliográfica, dos momentos históricos selecionados e dos resultados alcançados, este trabalho propõe e valida uma sequência de atividades para ser usada na primeira série do Ensino Médio. Esta sequência é composta de duas atividades históricas investigativas solucionadas com o uso de um software de planilhas eletrônicas. A primeira atividade proposta recria, com os alunos, o experimento de Galton acerca do estudo comparativo das estaturas de pais e filhos. Os estudantes coletaram dados e os analisaram à medida que foram diferenciando função de relação, tipos de variáveis, coeficientes linear e angular, crescimento da função e, aprendendo alguns conceitos de Estatística básica, explorando o software. A segunda atividade objetiva aplicar os conceitos históricos abordados anteriormente para fazer um estudo comparativo das medidas corporais e de roupas, calçados e acessórios. Nesta última atividade, os alunos investigaram, em seus dados reais, situações de Funções Injetoras, Sobrejetoras e Bijetoras, além de diferenciarem domínio de imagem, variáveis de coeficientes numéricos e fazerem estimativas das funções encontradas. O uso do recurso tecnológico provocou mais motivação em estudar os conceitos matemáticos abordados. Além disso, reduziu o tempo da construção dos gráficos, proporcionando mais espaço para os alunos investigarem as questões apresentadas. Aliado à História da Matemática, estimulou o interesse e criatividade dos alunos em realizarem as atividades investigativas propostas. Toda essa pesquisa qualitativa obteve como resultado o produto educacional constituído das duas atividades históricas realizadas, com sugestões e dicas para o professor que deseje aplicá-lo em suas aulas.

2
  • GESIVALDO DOS SANTOS SILVA
  • HISTÓRIA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Sistemas de Numeração Antigos

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • LIGIA ARANTES SAD
  • Data: 21/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta de inserção da História da Matemática na formação de professores. Tal inserção é proposta na forma de um componente curricular a ser ministrado em cursos de formação inicial de professores de matemática. Este estudo é de cunho investigativo e documental sobre a disciplina história da matemática em cursos de formação de professores. A escolha dos conteúdos da proposta tomou como base as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN, 2001) para a Licenciatura e Bacharelado em Matemática, Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental (PCNEF,1998), Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM,1999). O Componente Curricular foi proposto para uma carga de 60 horas aula e inclui os tópicos: História dos Sistemas de Numeração Antigos, História da Geometria, História da Álgebra, História da Trigonometria e História das Funções. O presente trabalho propõe, discute e analisa detalhadamente o tópico História dos Sistemas de Numeração Antigos.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta de inserção da História da Matemática na formação de professores. Tal inserção é proposta na forma de um componente curricular a ser ministrado em cursos de formação inicial de professores de matemática. Este estudo é de cunho investigativo e documental sobre a disciplina história da matemática em cursos de formação de professores. A escolha dos conteúdos da proposta tomou como base as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN, 2001) para a Licenciatura e Bacharelado em Matemática, Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental (PCNEF,1998), Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM,1999). O Componente Curricular foi proposto para uma carga de 60 horas aula e inclui os tópicos: História dos Sistemas de Numeração Antigos, História da Geometria, História da Álgebra, História da Trigonometria e História das Funções. O presente trabalho propõe, discute e analisa detalhadamente o tópico História dos Sistemas de Numeração Antigos.

3
  • LUÍS VICTOR DOS SANTOS LIMA
  • RELAÇÕES DE GÊNERO NA CIÊNCIA NA CONCEPÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLA GIOVANA CABRAL
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • ÂNGELA MARIA FREIRE DE LIMA E SOUZA
  • Data: 11/04/2016

  • Mostrar Resumo
  • A dissertação é fruto de uma investigação realizada com professores e estudantes do ensino médio sobre suas concepções de gênero e natureza da ciência. Com base em referenciais e estudos que tratam das relações de gênero na ciência, questões foram levantadas, pesquisadas e discutidas neste trabalho visando promover reflexões a cerca das consequências que visões distorcidas e ingênuas podem causar no ensino de ciências. Perante um público participante constituído por 91 estudantes e 4 professores do ensino médio, realizamos uma pesquisa-ação no intento de explorar como compreendem ciência e gênero assim como a relação desses campos. Por meio de dois instrumentos de pesquisa, um questionário e um roteiro de entrevista semiestruturado, as concepções desses indivíduos foram coletadas, tratadas e discutidas mediante uso da análise de conteúdo. Os resultados indicam que quase todos os estudantes e alguns professores compreendem a ciência numa perspectiva neutra, salvacionista, positivista, em que a figura masculina de cientista como protagonista é predominante.  Partindo desse diagnóstico foi construída uma sequência didática para o conteúdo “Lei de Conservação das Massas” em que buscou-se evidenciar o caráter cooperativo da atividade científica, mediante a exposição da colaboração de outros cientistas para o estabelecimento dessa lei. O uso da história da ciência no ensino de química, e demais áreas das ciências naturais, pode contribuir para que os estudantes tenham uma compreensão mais humanizada da cultura científica, possibilitando discussões e debates pertinentes à relação ética e social.


  • Mostrar Abstract
  • A dissertação é fruto de uma investigação realizada com professores e estudantes do ensino médio sobre suas concepções de gênero e natureza da ciência. Com base em referenciais e estudos que tratam das relações de gênero na ciência, questões foram levantadas, pesquisadas e discutidas neste trabalho visando promover reflexões a cerca das consequências que visões distorcidas e ingênuas podem causar no ensino de ciências. Perante um público participante constituído por 91 estudantes e 4 professores do ensino médio, realizamos uma pesquisa-ação no intento de explorar como compreendem ciência e gênero assim como a relação desses campos. Por meio de dois instrumentos de pesquisa, um questionário e um roteiro de entrevista semiestruturado, as concepções desses indivíduos foram coletadas, tratadas e discutidas mediante uso da análise de conteúdo. Os resultados indicam que quase todos os estudantes e alguns professores compreendem a ciência numa perspectiva neutra, salvacionista, positivista, em que a figura masculina de cientista como protagonista é predominante.  Partindo desse diagnóstico foi construída uma sequência didática para o conteúdo “Lei de Conservação das Massas” em que buscou-se evidenciar o caráter cooperativo da atividade científica, mediante a exposição da colaboração de outros cientistas para o estabelecimento dessa lei. O uso da história da ciência no ensino de química, e demais áreas das ciências naturais, pode contribuir para que os estudantes tenham uma compreensão mais humanizada da cultura científica, possibilitando discussões e debates pertinentes à relação ética e social.

4
  • FRANCARLOS MARTINS DE CARVALHO
  • POSSIBILIDADES DE ABORDAGEM DO ERRO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM A PARTIR DE UA SEGUENCIA DE ATIVIDADES INVESTIGATIVAS

  • Orientador : MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BEATRIZ APARECIDA CAPRIOGLIO DE CASTRO
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • Data: 28/04/2016

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho busca refletir sobre o papel do erro no processo de ensino-aprendizagem a partir da utilização de uma sequência de atividades sobre a flutuação dos corpos na perspectiva investigativa. Tal perspectiva de ensino foi utilizada por se considerar que ela envolve diversos aspectos importantes do processo de ensino-aprendizagem que não costumam ser contemplados em uma aula na perspectiva convencional. Tais aspectos estão relacionados principalmente ao desenvolvimento dos diferentes tipos de conteúdo didáticos que são essenciais na formação global do aluno e o erro surge como um elemento fundamental na consecução desses objetivos. É por meio dele que o aluno será capaz de identificar as limitações de suas estruturas cognitivas, permitindo a ele reestruturar suas ideias num constante exercício de reflexão crítica.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho busca refletir sobre o papel do erro no processo de ensino-aprendizagem a partir da utilização de uma sequência de atividades sobre a flutuação dos corpos na perspectiva investigativa. Tal perspectiva de ensino foi utilizada por se considerar que ela envolve diversos aspectos importantes do processo de ensino-aprendizagem que não costumam ser contemplados em uma aula na perspectiva convencional. Tais aspectos estão relacionados principalmente ao desenvolvimento dos diferentes tipos de conteúdo didáticos que são essenciais na formação global do aluno e o erro surge como um elemento fundamental na consecução desses objetivos. É por meio dele que o aluno será capaz de identificar as limitações de suas estruturas cognitivas, permitindo a ele reestruturar suas ideias num constante exercício de reflexão crítica.

5
  • MARCELO VICTOR DOS SANTOS ALVES
  • Análise do desempenho e erros dos estudantes nos vestibulares da UFRN (2009-2013), sobre explicar a estrutura e propriedades físicas das substâncias e dos materiais

  • Orientador : ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BETANIA LEITE RAMALHO
  • FABIA MARIA GOMES DE MENESES
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • Data: 08/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • O estudo sobre a habilidade de explicar a estrutura e propriedades físicas das substâncias e dos materiais apresenta importante significado na compreensão do ensino de Química. Porém a forma como esse conteúdo é trabalhado em sala de aula, principalmente no ensino tradicional, não prioriza uma estruturação sistematizada dos conteúdos que sustentam esse conhecimento, ocorrendo de maneira fragmentada. Diante desse contexto, essa dissertação tem como objetivo estudar o desempenho e os erros dos estudantes sobre o tema supracitado, nas provas de Química do Vestibular da UFRN entre os anos de 2009 a 2013. Para isso, foi feito um levantamento dos principais erros e suas correlações com dificuldades de aprendizagem e concepções alternativas dos estudantes, segundo os principais autores no Ensino de Ciência, assim como um estudo da habilidade de explicar como habilidade cognitivo-linguistica. O percurso metodológico envolveu uma abordagem quantitativa do tipo descritiva de cada questão das provas de vestibular, assim como dos relatórios da Comperve. A análise dos resultados demonstrou as categorias estabelecidas, em forma de tabelas, das quais, identificou que os conhecimentos sobre a natureza do átomo esteve presentes na maioria dos erros cometidos pelos candidatos. Este conteúdo conceitual também foi observado na questão com menor desempenho por parte dos candidatos (17,1% de índice de acerto). A análise também trouxe contribuições inovadoras como a análise da natureza de cada questão, relacionada a sua resolução integral ou parcial de acordo com a Base Orientadora da Ação de referência. Com isso, a pesquisa desenvolveu uma unidade didática como produto educacional, que pode servir de auxílio para o Professor de Química na formação da habilidade de explicar a estrutura e propriedades físicas das substâncias e dos materiais. Essa unidade didática fundamentou-se na Teoria da assimilação por etapas de P. Ya. Galperin, referenciada por Núñez (2009) e na abordagem sistêmica do tipo funcional estrutural, segundo Reshetova (1988) e Núñez (1992).


  • Mostrar Abstract
  • .

6
  • JOSÉ NILSON MORAIS
  • CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS DOS FEIRANTES DA FEIRA LIVRE DE NOVA NATAL DA CIDADE DO NATAL/RN.

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 09/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho visa descrever indícios dos conhecimentos matemáticos implícitos nas operações comerciais de um grupo de feirantes da feira livre, instalada no Conjunto Habitacional de Nova Natal, localizada na Zona Norte e que dista 30 km do centro da cidade do Natal. Para alcançarmos os objetivos estabelecidos, buscamos apoio nas concepções d’ambrosianas de Etnomatemática, nas propostas dos documentos oficiais, além da pesquisa qualitativa.  Na parte empírica usou-se procedimentos da Etnografia como o diário de campo, a entrevista semiestruturada, observações participantes e registros de vídeos. A partir das análises dos dados coletados, elaborou-se Sequências de Atividades para o Ensino-Aprendizagem da Matemática, norteadas pelos pressupostos da Resolução de Problemas, nas concepções de Allevato e Onuchic (2009), que irão compor o Produto Educacional ao nível do Ensino Básico. As Situações-Problema, inseridas no Produto Educacional, surgiram das interpretações dos conhecimentos matemáticos, tomando como partida, as compras realizadas pelos feirantes junto aos fornecedores até as vendas destas mercadorias aos clientes na feira livre, contexto sociocultural em que notamos ideias Matemáticas presentes, pois os feirantes fazem uso de um tipo de Matemática específica para solucionar seus problemas inerentes nas compras e nas vendas, ao passar troco, escolher a melhor ferramenta para quantificar as mercadorias e sem utilizar instrumentos aferidos como a balança analógica ou digital. Este Produto Educacional será uma proposta alternativa de ensino-aprendizagem em Matemática, na intenção de promover a aquisição do conhecimento, a ampliação das habilidades voltadas para o cálculo estimativo, apropriação dos conceitos matemáticos aplicados em diversas situações, como também, nas outras áreas do conhecimento além de ser, de fato, um instrumento com ações pedagógicas voltadas para a sala de aula.


  • Mostrar Abstract
  • .

7
  • MARIA KAMYLLA E SILVA XAVIER DE ALMEIDA
  • FÍSICA TÉRMICA COM ÊNFASES CURRICULARES EM CTSA E ENSINO POR INVESTIGAÇÃO

     

  • Orientador : CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE JOSÉ GONÇALVES DE MEDEIROS
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MILTON THIAGO SCHIVANI ALVES
  • Data: 21/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Esta proposta pretende contribuir com o ensino e aprendizagem da Física em condições ordinárias de trabalho no Ensino Médio de escolas públicas do interior do Nordeste brasileiro. Consiste da elaboração, implementação e avaliação de um conjunto de Sequências de Ensino cobrindo conteúdos iniciais de Física Térmica previstos para o ensino médio; ou seja, abrangendo os temas: Temperatura, Termômetros e Escalas Termométricas; Natureza e Propagação do Calor; Dilatação térmica; Calorimetria; e Descrição Macroscópica de um Gás Ideal. Esse conjunto de sequências de ensino, considerado à parte da dissertação, constitui o que é exigido pelo Programa de Pós-graduação com o nome Produto Educacional. A pesquisa, de cunho predominantemente qualitativo, reflete acerca de aspectos históricos do ensino de Física no Brasil como pontos de partida para entender a realidade atual da disciplina de Física no Ensino Médio das escolas públicas brasileiras. Discute, com base na literatura da área, as dificuldades de professores e alunos no ensino e aprendizagem da disciplina de Física, algumas relacionadas às características próprias da disciplina e outras com o modo pelo qual se dá o processo de ensino-aprendizagem. Como abordagens facilitadoras neste processo são adotadas as ênfases curriculares em Ciência-Tecnologia-Sociedade-Ambiente (CTSA) e de Ensino por Investigação (E/I), ambas fundamentadas de acordo com a literatura especializada. Em seguida, são descritas a elaboração, implementação e avaliação de Sequências de Ensino Investigativas (SEIs) para os conteúdos de Física Térmica, de acordo com o referencial teórico utilizado. A intervenção feita em sala de aula ancora-se na metodologia cooperativa e participante da pesquisa-ação em duas turmas reunidas de 2º Ano de Ensino Médio da Escola Estadual Nelson Batista Alves, situada no município de Bernardino Batista, na microrregião de Cajazeiras, extremo Oeste da Paraíba. As análises dos resultados das intervenções são feitas com base no método de Análise de Conteúdo, também previamente discutido. Dentre os resultados mais representativos obtidos, temos: (i) as respostas aos testes de sondagem utilizados no início de cada intervenção escolar com o intuito de obter as concepções prévias dos estudantes sobre conceitos e fenômenos envolvidos, que propiciaram intensivas discussões esclarecedoras de aspectos diversos do conhecimento formal; (ii) as descrições das observações feitas pelos alunos dos experimentos demonstrativos utilizados para apresentação do ‘modus operandi’ de leis e princípios físicos; (iii) a descrição de respostas e discussões estabelecidas na turma sobre o conteúdo de textos de apoio utilizados como instrumentos para enfatizar uma abordagem CTSA; e, finalmente, (iv) as respostas e discussões propiciadas por outros textos de apoio cuidadosamente selecionados para uso como contexto de um ensino respaldado na investigação. Em geral, pudemos concluir que há viabilidade para implementar um ensino com estas características para o tipo de público-alvo deste trabalho, embora tenhamos que superar uma enorme gama de dificuldades relacionadas à realidade escolar e ao ambiente cultural.


  • Mostrar Abstract
  • .

8
  • KEILA BARBOSA DA FONSECA
  • ELABORAÇÃO DE UMA UNIDADE DIDÁTICA NO ENSINO DE QUÍMICA UTILIZANDO MODELOS E ANALOGIAS SOBRE O CONTEÚDO ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA

  • Orientador : CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALBINO OLIVEIRA NUNES
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • Data: 22/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Utilizar estratégias de ensino que promovam uma melhor compreensão dos conceitos científicos pelos alunos é um desafio para muitos professores de química da educação básica. De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio (PCNEM) no que se refere aos conhecimentos de Química, o ensino deve proporcionar aos alunos a capacidade de compreender as transformações químicas de forma ampla e integrada, possibilitando o entendimento dos processos químicos e a construção do conhecimento científico relacionado com a tecnologia, os impactos ambientais, sociais, políticos e econômicos. O estudo do conteúdo estados físicos da matéria necessário ao entendimento das transformações químicas, associado a outros conceitos, em muitos casos é considerado pelos alunos de difícil compreensão. Nessa perspectiva o uso de modelos e analogias como estratégias de ensino podem contribuir com a aprendizagem em diversos aspectos, proporcionando em sala de aula momentos de reflexão, discussão e participação sobre os fenômenos que compõe a natureza. O objetivo desse trabalho é apresentar uma proposta didática sobre os estados físicos da matéria e conteúdos relacionados, utilizando como estratégia de ensino modelos e analogias com alunos do ensino médio de uma escola pública do Município de Natal-RN. A princípio foi elaborado um questionário aplicado com quinze professores do ensino médio da rede pública. Após essa análise foi elaborada uma unidade didática aplicada com os alunos da 1ª série do ensino médio da Escola Estadual Prof. Edgar Barbosa, localizada na cidade de Natal-RN. Para a coleta de dados foi utilizado princípios da pesquisa qualitativa fazendo uso de instrumentos como questionário para avaliar, tanto por professores como por alunos, sobre o conteúdo proposto na unidade. Como parte dos recursos utilizados para a coleta de dados também foi utilizado o diário de campo. O resultado preliminar aponta que os professores de química reconhecem a importância de estratégias com uso de modelos e analogias, mas sinalizam a dificuldade de utilização desses recursos durante as aulas.


  • Mostrar Abstract
  • Utilizar estratégias de ensino que promovam uma melhor compreensão dos conceitos científicos pelos alunos é um desafio para muitos professores de química do ensino médio. De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio (PCNEM) no que se refere aos conhecimentos de Química, o ensino deve proporcionar aos alunos a capacidade de compreender as transformações químicas de forma ampla e integrada, possibilitando o entendimento dos processos químicos e a construção do conhecimento cientifico relacionado com a tecnologia, os impactos ambientais, sociais, políticos e econômicos. O estudo do conteúdo estados físicos da matéria necessário ao entendimento das transformações químicas, associado a outros conceitos, em muitos casos é considerado pelos alunos de difícil compreensão, nessa perspectiva o uso de modelos e analogias como estratégias de ensino que podem contribuir com a aprendizagem em diversos aspectos, proporcionando em sala de aula momentos de reflexão, discussão e participação. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho é construir uma proposta didática sobre os estados físicos da matéria e conteúdos relacionados, utilizando como estratégia de ensino modelos e analogias com alunos do ensino médio de uma escola pública do Município de Natal-RN. A princípio foi elaborado um questionário aplicado com 15 professores do ensino médio da rede publica. Em seguida foi elaborada a unidade didática que será aplicada com os alunos da 1ª série do ensino médio da Escola Estadual Prof. Edgar Barbosa, localizada na cidade de Natal-RN. O instrumento de coleta de dados utilizado com os alunos será um questionário aplicado no transcorrer da unidade didática. O resultado preliminar aponta que os professores de química reconhecem a importância de estratégias como modelos e analogias, mas sinalizam a dificuldade de utilização desses recursos durante as aulas.

9
  • JEFFERSON ANDREY LOPES MATIAS
  • OS ERROS DOS ESTUDANTES NAS PROVAS DE VESTIBULARES DA UFRN NO PERÍODO DE 2009 A 2013 SOBRE AS REAÇÕES QUÍMICAS

  • Orientador : ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • ANA CRISTINA FACUNDO DE BRITO PONTES
  • FABIA MARIA GOMES DE MENESES
  • Data: 23/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • O estudo sobre a habilidade de explicar as reações químicas como um sistema complexo apresenta um importante significado para o desenvolvimento científico crítico do estudante no século XXI e compreensão do ensino de Química. No entanto a forma como esse conteúdo é trabalhado em sala de aula, principalmente no ensino tradicional, não valoriza sua abordagem na forma de um sistema complexo, ou seja, de uma forma não fragmentada e global em sua essência. A dissertação aqui apresentada tem como objetivo identificar e caracterizar os erros dos estudantes nas questões de vestibulares da UFRN no período de 2009 a 2013 sobre Reações Químicas, utilizando os dados disponíveis pelo Observatório da Vida do Estudante Universitário (OVEU). A matriz teórica do estudo se estruturou tendo como base as categorias e os erros de aprendizagem dos estudantes sobre reações químicas (NÚÑEZ, RAMALHO, 2012), as reações químicas como um sistema complexo (NÚÑEZ, 1992; RESHETOVA, 1988; SANDERSON, 1968), sendo o fundamento teórico do produto a teoria de Galperin (NÚÑEZ, 2009). O percurso metodológico envolveu uma abordagem qualitativa e quantitativa de cada questão das provas de vestibular, assim como dos relatórios da Comperve. Os resultados apresentaram os erros de aprendizagem a partir da analise das categorias das questões. Identificou que os conteúdos conceituais sobre o tema aspectos qualitativos das reações químicas estiveram presentes na maioria dos erros cometidos pelos estudantes. Este conteúdo conceitual também foi observado na questão com menor desempenho por parte dos estudantes (25,1% de índice de acerto). A análise também trouxe contribuições inovadoras como a análise da natureza de cada questão, relacionada à sua resolução integral ou parcial de acordo com a Base Orientadora da Ação de Núñez (1992). A partir dos resultados obtidos e analisados, estabeleceu a proposta de um produto, que corresponde a uma Unidade Didática que possibilite auxiliar o professor de Química na formação da habilidade de explicar uma reação química como um sistema complexo.


  • Mostrar Abstract
  • .

10
  • JOÃO BATISTA NÓBREGA BARBOSA
  • ENSINO DA BIOQUÍMICA POR MEIO DE UMA REDE SOCIAL EDUCACIONAL PARA ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • KEILA CRUZ MOREIRA
  • Data: 29/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • A tecnologia e seus variados aspectos se fazem cada vez mais presente no cotidiano de uma sociedade. Uma das principais características que o ser humano enquanto espécie desenvolveu ao longo da evolução é a capacidade de comunicar-se. Como área de conhecimento, as TICs (tecnologia da informação e comunicação) têm transformado a forma como nos relacionamos com as informações e a maneira como construímos o conhecimento. Diante de uma perspectiva transformadora a tecnologia tem sido utilizada com frequência no ambiente escolar. O desenvolvimento de ambientes virtuais de aprendizagem apresenta-se como ferramentas auxiliares ao professor no exercício de sua profissão. Entretanto, as dificuldades imputadas ao professor ultrapassam a ideia de que os usos de tecnologias podem corrigir os erros do processo ensino-aprendizagem. No campo da Biologia, o alunado apresenta grande dificuldade em compreender os conceitos que exigem um entendimento a nível molecular e sua aplicabilidade no cotidiano, estas características conceituais podem ser identificadas dentro dos conteúdos da bioquímica. A pesquisa foi desenvolvida com alunos do Ensino médio de uma escola particular do município de Parnamirim no Rio Grande do Norte. A pesquisa tem como foco central, avaliar a contribuição do uso da rede social educacional Edmodo no ensino de conceitos da bioquímica. Para atender aos objetivos propostos neste estudo, o percurso metodológico foi composto por quatro etapas desenvolvidas em sala de aula e no ambiente virtual de aprendizagem (EDMODO). Durante o percurso metodológico recorreu-se ao programa UCINET para análise da rede social e o MAXQDA para análise de conteúdo. Os resultados indicam um baixo nível de compreensão conceitual quando os conteúdos são abordados em sala de aula de maneira tradicional. Com a utilização de ferramentas audiovisuais na forma de documentários e as TICs na forma de ambientes virtuais de aprendizagem (EDMODO) o resultado do alunado mostrou-se positivo no entendimento conceitual e no desenvolvimento de novas habilidades sócio cognitivas. As construções das relações sociais em ambientes virtuais de aprendizagem indicam novas perspectivas de avaliação para o professor. As possibilidades do uso para melhoria do processo ensino-aprendizagem em especial na Biologia se mostram bastante promissores e com subáreas à serem exploradas, cabendo ao professor intermediar a construção de um ambiente propício à novas descobertas por parte do alunado.


  • Mostrar Abstract
  • .

11
  • RENATA RAFAELA ALVES GOMES
  • MUSICALIZANDO A BIOLOGIA: EXPLORAÇÃO DE LETRAS MUSICAIS NA FORMAÇÃO INICIAL DOCENTE

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUCIA SARMENTO HENRIQUE
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • Data: 29/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa teve por objetivo geral contribuir com a formação inicial de professores em Ciências Biológicas acerca do uso da música como recurso didático envolvendo a temática ambiental, explorando-a quanto ao seu potencial CTSA - Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente- e contribuições para o letramento científico. O percurso metodológico da pesquisa delineou-se por meio da aplicação de oficinas, com encontros presenciais e não presenciais, nas quais ocorreram orientações teórico-metodológicas sobre a exploração da música e a caracterização das mesmas quanto ao seu potencial para o ensino de Ciências. Nas oficinas foram utilizadas músicas e produzidas paródias e unidades didáticas pelos licenciandos, as quais foram avaliadas quanto à existência de elementos contidos na perspectiva CTSA. Essa produção forneceu subsídios para avaliar a contribuição da oficina para os docentes em formação, e na evidenciação de dificuldades e potencialidades quanto ao uso da música nesta abordagem de ensino. As análises das letras musicais, paródias e unidades didáticas ocorreram por meio de critérios estabelecidos com base em referenciais teóricos sobre o uso da música como recurso didático, da abordagem CTSA e domínios do letramento científico, assim como elementos da análise de Bardin e análise do discurso. Os resultados apontam que as músicas possuem potenciais para discutir relações entre ciência, tecnologia, ambiente e sociedade, assim como a presença de conceitos ecológicos. Em contrapartida, evidenciou-se que os licenciandos apresentaram dificuldades ao explorarem estas relações nas letras das canções e nas construções das paródias e unidades didáticas, limitando-se aos aspectos conceituais e ao caráter sensibilizador. Logo, estes resultados refletem na necessidade de inserir o conhecimento e vivência de recursos didáticos diferenciados na formação inicial de professores de Ciências, fornecendo-os subsídios e orientações quanto ao seu uso na perspectiva de diferentes abordagens de ensino. 

     


  • Mostrar Abstract
  • .

12
  • ADRIANA DE SOUZA SANTOS
  • ESPAÇOS NÃO FORMAIS DE ENSINO: CONTRIBUIÇÕES DE UMA AÇÃO FORMATIVA PARA A PRÁTICA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MARCIA ADELINO DA SILVA DIAS
  • Data: 30/06/2016

  • Mostrar Resumo
  • Os Espaços Não Formais de Ensino (ENFE), quando adequadamente explorados, tendem a permitir o desenvolvimento de valores, competências e habilidades no processo de ensino-aprendizagem de Ciências, além de promover a aproximação do público com conhecimentos científicos, capazes de auxiliá-los a compreender diversos aspectos do mundo que os cerca.  Considerando esta perspectiva se faz necessário preparar professores capazes de realizarem atividades em ENFE de forma que promova aprendizagem significativa a seus alunos. Portanto, a presente pesquisa tem como objetivo proporcionar elementos didáticos para a formação continuada de professores de ciências, ampliando a concepção desses professores sobre o uso de ENFE como complemento à escola, visando a aprendizagem de conteúdos curriculares, à luz da aprendizagem significativa, com ênfase em abordagens didáticas inovadoras e alfabetização científica. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa com professores de ciências da rede municipal de ensino de Natal/RN. O percurso metodológico consistiu na elaboração, aplicação e análise de uma formação sobre ENFE, realizada de acordo com as seguintes etapas: (i) construção do Roteiro de Análise do Potencial Didático de ENFE (RAPDENFE); (ii) identificação das percepções dos professores sobre ENFE e abordagens didáticas inovadoras na prática docente; (iii) apresentação do conteúdo em explanações dialógicas e vivências em ENFE; (iv) análise do processo formativo da oficina a partir da expressão da aprendizagem e da repercussão da prática pedagógica dos docentes. Para a coleta de dados utilizou-se a aplicação de questionário, entrevistas semiestruturadas, registros escritos e a observação participante.  Na investigação dos dados, realizou-se a análise de conteúdo com base no referencial de Bardin (2010). Os resultados evidenciam que o uso de ENFE pelos professores, apesar de estar presente em sua prática docente, é realizado com base em concepções equivocadas relacionadas à dificuldade de planejamento das atividades nesses espaços, além de dificuldades quanto à utilização de estratégias e abordagens didáticas inovadoras.  Em relação à análise do processo formativo na prática docente, constatou-se que, a partir da formação e das vivências, houve um alcance na mudança na prática docente, e consequentemente superação dos obstáculos para prática de atividades em ENFE. Contudo, enfatiza-se que se faz necessário uma formação inicial que comtemple a o uso de espaços não formais em sua grade curricular, como forma de superar essas dificuldades enfrentadas na prática docente futura. Como produto desta pesquisa elaborou-se um Roteiro de Análise do Potencial Didático de ENFE (RAPDENFE), instrumento que avalia o potencial didático de ENFE para auxiliar e direcionar o planejamento de aulas de ciências nestes espaços, além de um manual com sequência de atividades em ENFE vivenciadas nessa pesquisa.


  • Mostrar Abstract
  • Os Espaços Não Formais de Ensino (ENFE), quando adequadamente explorados, tendem a permitir o desenvolvimento de valores, competências e habilidades no processo de ensino-aprendizagem de Ciências, além de promover a aproximação do público com conhecimentos científicos, capazes de auxiliá-los a compreender diversos aspectos do mundo que os cerca.  Considerando esta perspectiva se faz necessário preparar professores capazes de realizarem atividades em ENFE de forma que promova aprendizagem significativa a seus alunos. Portanto, a presente pesquisa tem como objetivo contribuir com a formação continuada de professores de ciências e biologia no uso de ENFE como complemento à escola, com ênfase em abordagens didáticas inovadoras para a aprendizagem de conceitos científicos curriculares, a luz da aprendizagem significativa, e da cultura científica. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa com professores de ciências da rede municipal de ensino de Natal/RN. O percurso metodológico consiste em: (i) identificação das percepções dos professores sobre ENFE e abordagens didáticas inovadoras na prática docente; (ii) elaboração e aplicação de oficina didática sobre o uso de ENFE; (iii) analise do processo formativo da oficina na pratica pedagógica dos professores. Para a coleta de dados utilizou-se a aplicação de questionário, entrevistas semiestruturadas, registros escritos e a observação participante. Diante dos dados, realizou-se a análise de conteúdo com base no referencial de Bardin (2010). Os resultados evidenciam que o uso de ENFE pelos professores, apesar de estar presente em sua prática docente, é realizado com base em concepções equivocadas relacionadas à dificuldade de planejamento das atividades nesses espaços, além de dificuldades quanto à utilização de estratégias e abordagens didáticas inovadoras.  Em relação a analise do processo formativo na pratica docente, constatou-se que, a partir da formação e das vivencias, houve um maior alcance na mudança na prática docente, e consequentemente superação dos obstáculos para prática de atividades em ENFE. Como produto desta pesquisa elaborou-se um Roteiro de Analise do Potencial Didático de ENFE (RAPDENFE), instrumento que avalia o potencial didático de ENFE para auxiliar e direcionar o planejamento de aulas de ciências e biologia nestes espaços, além de um manual com sequencia de atividades em ENFE vivenciadas nessa pesquisa.

13
  • VANDREZA SOUZA DOS SANTOS
  • O AÇAÍ E A BIOQUÍMICA: Unidade de Ensino Potencialmente Significativa utilizando uma fruta regional para abordar conceitos de Bioquímica na Educação de Jovens e Adultos – EJA

  • Orientador : CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • CRISTHIANE CUNHA FLOR
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • Data: 05/07/2016

  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa realizada objetivou elaborar, aplicar e avaliar uma sequência de atividades, chamada de Unidade de Ensino Potencialmente Significativa – UEPS, na tentativa de proporcionar a professores e estudantes da Educação de Jovens e Adultos - EJA um material didático que discuta conceitos relacionados à Bioquímica, utilizando como contexto a composição nutricional do açaí, à luz da teoria da aprendizagem significativa. O interesse de contribuir com a EJA através de um material como a UEPS surge do fato de que compreende-se que lecionar sobre conceitos que implicam algumas dificuldades, tanto por parte dos professores quanto dos estudantes, não é uma tarefa fácil. Porém, o que não se pode deixar acontecer é que o ensino de determinados conteúdos, ainda que necessitem de um esforço maior de ambas as partes, fiquem estagnados diante das dificuldades que apresentam. Por isso, utilizamos como referencial a Teoria da Aprendizagem Significativa, proposta por David Ausubel, segundo o qual a aprendizagem de qualquer conteúdo teria muito mais significado para os estudantes se tal conteúdo fosse incorporado às estruturas cognitivas dos mesmos, adquirindo assim significado para eles, pois nessa perspectiva de aprendizagem os estudantes relacionam os conteúdos ensinados a seus conhecimentos prévios. Além da aprendizagem significativa que foi o referencial maior deste trabalho, utilizou-se ainda uma abordagem contextualizada para que ao elaborar, aplicar e avaliar a UEPS abordando conceitos de Bioquímica com estudantes da EJA, através de um fruto que faz parte de suas vivências, fosse possível proporcionar uma aprendizagem significativa para os mesmos, considerando aquilo que já sabem e partindo desses conhecimentos para inserir novos conceitos. Partindo desta finalidade, a pesquisa apresenta elementos da pesquisa-ação do tipo prática ao longo de todo o percurso metodológico e também da pesquisa bibliográfica. Além disso, possui uma abordagem qualitativa, na qual o foco principal foi o de entrar em contato com o ambiente e com as pessoas que nele se encontravam. A UEPS intitulada “O Açaí e a Bioquímica” foi aplicada em três turmas de 3ª série, sendo uma turma no Ensino Médio Regular (turma de validação) e outras duas turmas na EJA (público alvo). Vale ressaltar que, no trabalho desenvolvido utilizamos a composição do açaí como contexto, para a partir de então, inserir os conceitos propostos na unidade de ensino: carboidratos, proteínas e lipídeos. As ações foram desenvolvidas durante 14 aulas e foram divididas em 05 atividades. Os resultados obtidos foram analisados através da técnica de Análise de Conteúdo e da observação participante. Tais resultados nos permitem afirmar certamente que a UEPS contribuiu de forma significativa para a aprendizagem dos conceitos abordados, pois os estudantes apresentaram mudanças em suas formas de pensar e de agir em sala de aula, além de que, através das atividades, é possível afirmar que houve uma compreensão da estrutura conceitual apresentada a eles, e a incorporação desta estrutura em suas próprias estruturas cognitivas; fato este que evidencia a ocorrência da aprendizagem significativa.


  • Mostrar Abstract
  • .

14
  • DÉBORA CRISTINA OLIVEIRA DE SANTANA
  • TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA COMO RECURSO DIDÁTICO NO ENSINO DE QUÍMICA

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALBINO OLIVEIRA NUNES
  • FRANCISCO SOUTO DE SOUSA JUNIOR
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • PATRICIA FLAVIA DA SILVA DIAS MOREIRA
  • Data: 21/07/2016

  • Mostrar Resumo
  • A Divulgação Científica e os Textos de divulgação científica vêm apresentando destaque nas pesquisas da área de educação em ciências. Na literatura observamos que há poucos trabalhos relacionados ao uso de textos de divulgação científica em aulas de química. A pesquisa aqui apresentada foi desenvolvida na Escola Estadual Professor Francisco Ivo Cavalcanti, localizada na zona oeste do município de Natal/RN. O objetivo deste trabalho foi elaborar uma unidade de ensino para o ensino de química com enfoque CTS a partir de um texto de divulgação científica para trabalhar conceitos da química orgânica. A aplicação da unidade de ensino foi realizada com uma turma da terceira serie do ensino médio com a participação de 16 alunos. A pesquisa foi desenvolvida em quatro etapas: análise de trabalhos em periódicos nacionais e internacionais sobre divulgação científica e textos de divulgação científica; aplicação de um questionário sobre percepção dos alunos sobre ciência e tecnologia; elaboração e aplicação da unidade de ensino e aplicação de um questionário de avaliação da unidade de ensino. Para coleta dos dados na aplicação da unidade de ensino foi utilizada a técnica de observação e os instrumentos foram: roteiro de observação, diário de campo e fotografias. Os dados foram analisados a luz da abordagem qualitativa.


  • Mostrar Abstract
  • .

15
  • JUSSARA FREIRE DE AZEVÊDO SANTIAGO
  • O USO DE TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA COMO RECURSO DIDÁTICO EM AULAS DE BIOLOGIA: CONCEPÇÕES E RELAÇÕES COM A ABORDAGEM CTS DE ENSINO

  • Orientador : MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALINE DE SOUZA AMORIM
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • Data: 28/07/2016

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho traz uma proposta de utilizar textos de divulgação científica em aulas de Biologia como uma possível ferramenta de ensino e aprendizagem de temas de Microbiologia ambiental em escolas da grande Natal-RN. A pesquisa foi desenvolvida inicialmente entre professores do ensino básico de ciências e biologia a fim de conhecer suas concepções sobre o conceito de Textos de Divulgação Científica (TDCs), além das vantagens e dificuldades ao utilizarem esses textos em sala de aula. A aplicação do texto de divulgação ocorreu em uma escola de Parnamirim/RN, região da grande Natal/RN com alunos da 2ª série do ensino médio, e ocorreu em duas etapas, na primeira foram identificadas, através de desenhos e de um questionário, as concepções dos alunos sobre vírus e bactérias, e sobre a relação da ciência e da tecnologia sobre o controle de doenças e epidemias, o que serviu de base para análise e discussão para aplicação do texto de divulgação científica.  Na segunda etapa foi utilizado um texto de divulgação científica que trata de vírus, bactérias, ciência e tecnologia e desenvolvimento sustentável, através da temática da proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zica e chikungunya, doenças epidêmicas no momento no Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • .

2015
Dissertações
1
  • THIAGO PEREIRA DA SILVA
  • CONSTRUÇÃO E AVALIAÇÃO DE UMA UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA PARA O CONTEÚDO DE TERMOQUÍMICA

  • Orientador : CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • EDUARDO GOMES ONOFRE
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • Data: 15/06/2015

  • Mostrar Resumo
  • Nos dias atuais, oferecer uma educação para o exercício da cidadania é função primordial das políticas públicas educacionais, conforme estabelece a constituição brasileira e legislação de ensino. Essa função vem sendo defendida por muitos professores no Ensino Médio, atribuindo-se a disciplina de Química o papel de proporcionar um ensino crítico, participativo, reflexivo e humano. Segundo os documentos oficiais brasileiros, o estudo do conceito de energia deve favorecer o desenvolvimento de competências para que o aluno compreenda a produção e o seu uso em diferentes fenômenos e possam interpretá-los de acordo com modelos explicativos, além de saber avaliar e julgar os benefícios e riscos da produção e do uso de diferentes formas de energia nos sistemas naturais construídos pelo homem, articulando com outras áreas de conhecimento na procura de promover a interdisciplinaridade. As unidades de ensino potencialmente significativas (UEPS), tomam como base um conjunto de teorias de aprendizagem que tem o intuito de promover um ensino com base na aprendizagem significativa e podem ajudar os estudantes nas diferentes relações que um conceito pode ter. Neste sentido, o estudo da Termoquímica a partir do trabalho com a UEPS, poderá ser um importante tema que favorecerá um ensino de Química construtivista. Assim, o objetivo deste trabalho é construir e avaliar uma UEPS com base nas teorias de Ausubel e Moreira para o conteúdo de Termoquímica. Inicialmente a UEPS foi avaliada por 22 professores em formação inicial de duas instituições públicas de ensino superior. Em seguida, ela foi aplicada com 15 alunos do 2° ano da Escola Estadual de Ensino Médio Prof. Raul Córdula, localizada na cidade de Campina Grande-PB. Para a coleta de dados, inicialmente foi aplicado com os professores em formação, um instrumento de validação de unidade didáticas baseada na Engenharia Didática proposta por Artigue (1996 apud Guimarães e Giordan, 2011) com objetivo de socializar a proposta e verificar a existência de critérios importantes que devem está presentes dentro da UEPS. Já para os alunos do ensino médio, foram utilizados mapas conceituais para diagnosticar indícios de aprendizagem significativa e uma escala de Likert para a avaliação da proposta didática pelos alunos. Para a descrição dos dados, foram utilizados os pressupostos da análise de conteúdo de Bardin. Como produto educacional foi elaborado a Unidade de Ensino Potencialmente Significativa e um DVD contendo orientações de como trabalhar com a proposta. Os resultados deste trabalho revelam que os licenciandos são favoráveis ao uso da UEPS na Educação Básica onde se observa através do instrumento de validação aplicado, que a maioria das respostas atribuídas por eles, ficou entre os itens suficiente e mais que suficiente. Em relação aos alunos do Ensino Médio, a proposta gerou motivação na aprendizagem dos conceitos da termoquímica e também foi possível perceber que os mapas conceituais apresentados pelos alunos ficaram mais elaborados quando comparados em dois diferentes momentos da aplicação da UEPS. Em relação à avaliação da UEPS, 90% dos estudantes aprovaram a unidade didática como uma proposta favorável para gerar uma aprendizagem significativa.


  • Mostrar Abstract
  • Nos dias atuais, oferecer uma educação para o exercício da cidadania é função primordial das políticas públicas educacionais, conforme estabelece a constituição brasileira e legislação de ensino. Essa função vem sendo defendida por muitos professores no Ensino Médio, atribuindo-se a disciplina de Química o papel de proporcionar um ensino crítico, participativo, reflexivo e humano. Segundo os documentos oficiais brasileiros, o estudo do conceito de energia deve favorecer o desenvolvimento de competências para que o aluno compreenda a produção e o seu uso em diferentes fenômenos e possam interpretá-los de acordo com modelos explicativos, além de saber avaliar e julgar os benefícios e riscos da produção e do uso de diferentes formas de energia nos sistemas naturais construídos pelo homem, articulando com outras áreas de conhecimento na procura de promover a interdisciplinaridade. As unidades de ensino potencialmente significativas (UEPS), tomam como base um conjunto de teorias de aprendizagem que tem o intuito de promover um ensino com base na aprendizagem significativa e podem ajudar os estudantes nas diferentes relações que um conceito pode ter. Neste sentido, o estudo da Termoquímica a partir do trabalho com a UEPS, poderá ser um importante tema que favorecerá um ensino de Química construtivista. Assim, o objetivo deste trabalho é construir e avaliar uma UEPS com base nas teorias de Ausubel e Moreira para o conteúdo de Termoquímica. Inicialmente a UEPS foi avaliada por 22 professores em formação inicial de duas instituições públicas de ensino superior. Em seguida, ela foi aplicada com 15 alunos do 2° ano da Escola Estadual de Ensino Médio Prof. Raul Córdula, localizada na cidade de Campina Grande-PB. Para a coleta de dados, inicialmente foi aplicado com os professores em formação, um instrumento de validação de unidade didáticas baseada na Engenharia Didática proposta por Artigue (1996 apud Guimarães e Giordan, 2011) com objetivo de socializar a proposta e verificar a existência de critérios importantes que devem está presentes dentro da UEPS. Já para os alunos do ensino médio, foram utilizados mapas conceituais para diagnosticar indícios de aprendizagem significativa e uma escala de Likert para a avaliação da proposta didática pelos alunos. Para a descrição dos dados, foram utilizados os pressupostos da análise de conteúdo de Bardin. Como produto educacional foi elaborado a Unidade de Ensino Potencialmente Significativa e um DVD contendo orientações de como trabalhar com a proposta. Os resultados deste trabalho revelam que os licenciandos são favoráveis ao uso da UEPS na Educação Básica onde se observa através do instrumento de validação aplicado, que a maioria das respostas atribuídas por eles, ficou entre os itens suficiente e mais que suficiente. Em relação aos alunos do Ensino Médio, a proposta gerou motivação na aprendizagem dos conceitos da termoquímica e também foi possível perceber que os mapas conceituais apresentados pelos alunos ficaram mais elaborados quando comparados em dois diferentes momentos da aplicação da UEPS. Em relação à avaliação da UEPS, 90% dos estudantes aprovaram a unidade didática como uma proposta favorável para gerar uma aprendizagem significativa.

2
  • JOSE DIOGO DOS SANTOS NICACIO
  • FORMAÇÃO DOCENTE PARA A INSERÇÃO DA HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA NO ENSINO:  TEXTOS HISTÓRICO-PEDAGÓGICOS EM DISCUSSÃO

  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO AUGUSTO PASSOS VIDEIRA
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • Data: 01/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação tem como foco problemas específicos no contexto educacional: os desafios na construção de narrativas histórico-pedagógicas, bem como a difícil tarefa de utilizá-las em sala de aula. Nesse contexto, busca-se atuar na formação docente para a inserção didática da História e Filosofia da Ciência (HFC), sendo as narrativas histórico-pedagógicas elementos para mediação do diálogo com esse público específico. Essa iniciativa vem ao encontro de uma preocupação recorrente na literatura da área: um dos principais desafios relacionados à transposição didática da HFC seria a falta de preparação do professor. Conteúdos históricos, filosóficos e sobre a Natureza da Ciência ainda são pouco presentes em salas de aula. A insegurança e o desconhecimento do assunto pelos professores costumam ser apontados como fatores que contribuem para essa situação. Torna-se importante, portanto, que docentes (atuantes e em formação) participem de reflexões sobre a inserção da HFC em sala de aula, conheçam exemplos de propostas de cunho histórico-filosóficas para a abordagem de conteúdos de ciência e sobre a ciência, desenvolvam competências que lhes permitam adaptá-las aos seus contextos específicos, bem como elaborar suas próprias propostas. Acredita-se que essas questões sejam significativas para que realizem iniciativas conscientes de inserção da HFC em suas salas de aula. Considera-se que adaptar propostas didáticas a contextos educacionais particulares depende de se compreender de fato o que representam essas propostas e quão flexíveis elas podem ser. A fim de contemplar esses objetivos, elaborou-se produto educacional que se configura como um material didático voltado para a formação docente, o qual foi aplicado em minicurso de extensão na UFRN. O material discute sobre o papel da HFC no Ensino, a Natureza da Ciência e questões historiográficas. Traz uma sequência de atividades dialógicas sobre aspectos da transposição didática da HFC, especialmente significativos no que diz respeito às narrativas históricas. Utiliza-se como elemento de mediação nas discussões um conjunto de textos histórico-pedagógicos sobre a História do Vácuo e da Pressão Atmosférica. Abordam-se potencialidades, possibilidades e limitações desse tipo de material. Para a realização do curso tomou-se como referência considerações metodológicas da chamada pesquisa-ação. Almejaram-se transformações, modificações e ações efetivas no próprio material didático de formação a partir da vivência do pesquisador-ministrante em interações com os participantes do curso de extensão e das impressões relatadas pelos participantes. Os desdobramentos nesse sentido foram incorporados ao material didático.


  • Mostrar Abstract
  • A presente dissertação tem como foco problemas específicos no contexto educacional: os desafios na construção de narrativas histórico-pedagógicas, bem como a difícil tarefa de utilizá-las em sala de aula. Nesse contexto, busca-se atuar na formação docente para a inserção didática da História e Filosofia da Ciência (HFC), sendo as narrativas histórico-pedagógicas elementos para mediação do diálogo com esse público específico. Essa iniciativa vem ao encontro de uma preocupação recorrente na literatura da área: um dos principais desafios relacionados à transposição didática da HFC seria a falta de preparação do professor. Conteúdos históricos, filosóficos e sobre a Natureza da Ciência ainda são pouco presentes em salas de aula. A insegurança e o desconhecimento do assunto pelos professores costumam ser apontados como fatores que contribuem para essa situação. Torna-se importante, portanto, que docentes (atuantes e em formação) participem de reflexões sobre a inserção da HFC em sala de aula, conheçam exemplos de propostas de cunho histórico-filosóficas para a abordagem de conteúdos de ciência e sobre a ciência, desenvolvam competências que lhes permitam adaptá-las aos seus contextos específicos, bem como elaborar suas próprias propostas. Acredita-se que essas questões sejam significativas para que realizem iniciativas conscientes de inserção da HFC em suas salas de aula. Considera-se que adaptar propostas didáticas a contextos educacionais particulares depende de se compreender de fato o que representam essas propostas e quão flexíveis elas podem ser. A fim de contemplar esses objetivos, elaborou-se produto educacional que se configura como um material didático voltado para a formação docente, o qual foi aplicado em minicurso de extensão na UFRN. O material discute sobre o papel da HFC no Ensino, a Natureza da Ciência e questões historiográficas. Traz uma sequência de atividades dialógicas sobre aspectos da transposição didática da HFC, especialmente significativos no que diz respeito às narrativas históricas. Utiliza-se como elemento de mediação nas discussões um conjunto de textos histórico-pedagógicos sobre a História do Vácuo e da Pressão Atmosférica. Abordam-se potencialidades, possibilidades e limitações desse tipo de material. Para a realização do curso tomou-se como referência considerações metodológicas da chamada pesquisa-ação. Almejaram-se transformações, modificações e ações efetivas no próprio material didático de formação a partir da vivência do pesquisador-ministrante em interações com os participantes do curso de extensão e das impressões relatadas pelos participantes. Os desdobramentos nesse sentido foram incorporados ao material didático.

3
  • MARIA JOSÉ SILVA LOBATO
  • EDUCAÇÃO BILÍNGUE NO CONTEXTO ESCOLAR INCLUSIVO: a construção de um glossário em LIBRAS e Língua Portuguesa na área de matemática

  • Orientador : CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • ELIELSON RIBEIRO DE SALES
  • IRAN ABREU MENDES
  • Data: 27/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho discute aspectos relacionados à educação inclusiva e seus desdobramentos em relação à proposta de educação bilíngue no Brasil, mais especificamente em Natal-RN. Nesse contexto, objetivamos construir uma proposta de glossário que possibilite a representação de termos matemáticos em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e em Língua Portuguesa. Nossa investigação buscou subsídios teóricos em estudos lexicais e terminológicos, na legislação, em documentos e pesquisas na área de educação especial. Constatamos as dificuldades dos professores e alunos surdos em abordar os conteúdos curriculares de matemática nas escolas municipais de Natal que são conhecidas como Complexos Bilíngues de Referência para Surdos. Por isso, elaboramos dois produtos educacionais: a Fonte bilíngue de computadores e o Glossário bilíngue na área de Matemática. A Fonte bilíngue é uma ferramenta computacional composta pelo alfabeto de A a Z e os números de 0 a 9. Para sua criação, utilizamos dois softwares, o Adobe photoshop CS5 e o High-logic fontcreator 6 home edition. O Glossário bilíngue na área de matemática é um material didático terminológico composto por 147 termos compilados de seis coleções dos livros didáticos de matemática do 1º ao 5º ano. Para a composição dos sinais do glossário bilíngue na área de matemática, usamos quatro critérios metodológicos: replicação dos sinais-termos existentes do dicionário trilíngue do Capovilla e Raphael (2008); a sugestão de sinais-termos usados pela comunidade surda de Natal; a composição de dois ou mais sinais, conforme o dicionário trilíngue de Capovilla e Raphael (2008); e a fonte bilíngue. Consideramos que esta pesquisa pode trazer reflexões e apontamentos sobre a importância de elaborar materiais didáticos bilíngues por área de especialidade que facilitem a utilização da LIBRAS pelo professor e promovam melhorias no processo de aprendizagem dos alunos surdos.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho discute aspectos relacionados à educação inclusiva e seus desdobramentos em relação à proposta de educação bilíngue no Brasil, mais especificamente em Natal-RN. Nesse contexto, objetivamos construir uma proposta de glossário que possibilite a representação de termos matemáticos em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e em Língua Portuguesa. Nossa investigação buscou subsídios teóricos em estudos lexicais e terminológicos, na legislação, em documentos e pesquisas na área de educação especial. Constatamos as dificuldades dos professores e alunos surdos em abordar os conteúdos curriculares de matemática nas escolas municipais de Natal que são conhecidas como Complexos Bilíngues de Referência para Surdos. Por isso, elaboramos dois produtos educacionais: a Fonte bilíngue de computadores e o Glossário bilíngue na área de Matemática. A Fonte bilíngue é uma ferramenta computacional composta pelo alfabeto de A a Z e os números de 0 a 9. Para sua criação, utilizamos dois softwares, o Adobe photoshop CS5 e o High-logic fontcreator 6 home edition. O Glossário bilíngue na área de matemática é um material didático terminológico composto por 147 termos compilados de seis coleções dos livros didáticos de matemática do 1º ao 5º ano. Para a composição dos sinais do glossário bilíngue na área de matemática, usamos quatro critérios metodológicos: replicação dos sinais-termos existentes do dicionário trilíngue do Capovilla e Raphael (2008); a sugestão de sinais-termos usados pela comunidade surda de Natal; a composição de dois ou mais sinais, conforme o dicionário trilíngue de Capovilla e Raphael (2008); e a fonte bilíngue. Consideramos que esta pesquisa pode trazer reflexões e apontamentos sobre a importância de elaborar materiais didáticos bilíngues por área de especialidade que facilitem a utilização da LIBRAS pelo professor e promovam melhorias no processo de aprendizagem dos alunos surdos.

4
  • SANDRA MARIA DA SILVA
  • UMA EXPERIENCIA DE INSERÇÃO DE ASTRONOMIA E FÍSICA MODERNA NO ENSINO MÉDIO A PARTIR DO SOL

  • Orientador : CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • CARLOS ANTONIO LÓPES RUIZ
  • Data: 27/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem como objetivo central promover a melhoria do ensino de física na Escola Estadual “Amaro Cavalcante” (EEAC) por meio de uma proposta didática que contemple a inserção de conceitos de Astronomia e de Física Moderna a partir do Sol. O trabalho segue uma abordagem predominantemente qualitativa e se caracteriza como uma pesquisa-ação com intervenção em sala de aula.  Os sujeitos da pesquisa foram os alunos da 3ª série A e 3º série B do ensino médio da EEAC. Os instrumentos de coleta de dados foram constituídos pela observação participante natural, aplicação de questões abertas e pela análise das atividades desenvolvidas durante a execução dos planos de aulas (pré-testes e exercícios). O produto educacional foi construído a partir da elaboração de unidades didáticas de aulas que enfatizam o estudo do Sol, do Sistema Solar, da radiação do corpo negro e da Lei de Planck. Os alunos, sujeitos da pesquisa, já tinham conhecimentos prévios sobre o Sol o que serviu como âncora para a ampliação e inserção de conteúdos de Astronomia e Física Moderna.  As informações oriundas do campo de pesquisa foram interpretadas à luz da análise de conteúdo proposta por Bardin (2011).


  • Mostrar Abstract
  • A presente pesquisa tem como objetivo central promover a melhoria do ensino de física na Escola Estadual “Amaro Cavalcante” (EEAC) por meio de uma proposta didática que contemple a inserção de conceitos de Astronomia e de Física Moderna a partir do Sol. O trabalho segue uma abordagem predominantemente qualitativa e se caracteriza como uma pesquisa-ação com intervenção em sala de aula.  Os sujeitos da pesquisa foram os alunos da 3ª série A e 3º série B do ensino médio da EEAC. Os instrumentos de coleta de dados foram constituídos pela observação participante natural, aplicação de questões abertas e pela análise das atividades desenvolvidas durante a execução dos planos de aulas (pré-testes e exercícios). O produto educacional foi construído a partir da elaboração de unidades didáticas de aulas que enfatizam o estudo do Sol, do Sistema Solar, da radiação do corpo negro e da Lei de Planck. Os alunos, sujeitos da pesquisa, já tinham conhecimentos prévios sobre o Sol o que serviu como âncora para a ampliação e inserção de conteúdos de Astronomia e Física Moderna.  As informações oriundas do campo de pesquisa foram interpretadas à luz da análise de conteúdo proposta por Bardin (2011).

5
  • ARNOR DIONÍZIO DOS SANTOS
  • Percepções de licenciandos do curso de Ciências Biológicas sobre a docência.

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • REGINA CELIA PEREIRA MARQUES
  • Data: 29/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • Sendo uma das atividades mais importantes, antigas e nobres da humanidade, o ato de ensinar desempenha uma relevante função na vida de todos os cidadãos. Para aprimorar essa prática, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, foi criada em 2008 as disciplinas de Instrumentação para o ensino de ciências I e II que se propõem a preparar os licenciandos para sua prática docente futura, contribuindo para a formação de um profissional reflexivo e atualizado nas novas tendências para o ensino de ciências e biologia. O objetivo principal desta pesquisa foi avaliar a contribuição da disciplina de Instrumentação para o Ensino de Ciências e Biologia I sobre a intenção do licenciando em ser professor. A pesquisa foi realizada nos anos de 2009 a 2013 e contou com a participação de 235 alunos de licenciatura do curso de ciências biológicas (com distribuição de gênero equivalente) dos turnos diurno (111 alunos) e noturno (124 alunos). A coleta de dados consistiu na aplicação de questionários para alunos de licenciatura em ciências biológicas sobre a intenção de ser professor. Envolveu duas etapas: no início e no final da disciplina de Instrumentação para o Ensino de Ciências e Biologia I. No início, apenas metade dos alunos desejam ser professores e, ao final da disciplina esse número aumenta em 6,81%. Entre os estudantes que não têm a intenção em ser professor o motivo mais relatado foi a insegurança (33,33%). A principal vantagem da profissão docente relatada pelos estudantes foi a responsabilidade social que teve o relato aumentado de 34,89% para 48,08% ao final da disciplina. Quanto à desvantagem, a desvalorização profissional foi a mais relatada (início: 65,25%; fim: 68,51%), sem muita diferença entre as etapas. Quando comparadas em relação ao turno em que estudam as percepções dos estudantes sobre o ofício de ensinar não são as mesmas indicando um fator da idade e atividade dos participantes além do papel informativo e formativo da disciplina.


  • Mostrar Abstract
  • Sendo uma das atividades mais importantes, antigas e nobres da humanidade, o ato de ensinar desempenha uma relevante função na vida de todos os cidadãos. Para aprimorar essa prática, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, foi criada em 2008 as disciplinas de Instrumentação para o ensino de ciências I e II que se propõem a preparar os licenciandos para sua prática docente futura, contribuindo para a formação de um profissional reflexivo e atualizado nas novas tendências para o ensino de ciências e biologia. O objetivo principal desta pesquisa foi avaliar a contribuição da disciplina de Instrumentação para o Ensino de Ciências e Biologia I sobre a intenção do licenciando em ser professor. A pesquisa foi realizada nos anos de 2009 a 2013 e contou com a participação de 235 alunos de licenciatura do curso de ciências biológicas (com distribuição de gênero equivalente) dos turnos diurno (111 alunos) e noturno (124 alunos). A coleta de dados consistiu na aplicação de questionários para alunos de licenciatura em ciências biológicas sobre a intenção de ser professor. Envolveu duas etapas: no início e no final da disciplina de Instrumentação para o Ensino de Ciências e Biologia I. No início, apenas metade dos alunos desejam ser professores e, ao final da disciplina esse número aumenta em 6,81%. Entre os estudantes que não têm a intenção em ser professor o motivo mais relatado foi a insegurança (33,33%). A principal vantagem da profissão docente relatada pelos estudantes foi a responsabilidade social que teve o relato aumentado de 34,89% para 48,08% ao final da disciplina. Quanto à desvantagem, a desvalorização profissional foi a mais relatada (início: 65,25%; fim: 68,51%), sem muita diferença entre as etapas. Quando comparadas em relação ao turno em que estudam as percepções dos estudantes sobre o ofício de ensinar não são as mesmas indicando um fator da idade e atividade dos participantes além do papel informativo e formativo da disciplina.

6
  • CAMILA MAYARA BEZERRA VICTOR
  •  O CONHECIMENTO DE LICENCIANDOS EM QUÍMICA PARA ENSINAR A LER DE FORMA COMPREENSIVA OS TEXTOS COMPLEMENTARES NOS LIVROS QUÍMICA 

  • Orientador : ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • ANA CRISTINA FACUNDO DE BRITO PONTES
  • MARIA ALIETE CAVALCANTE BORMANN
  • Data: 29/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • Enquanto competência básica do currículo escolar, a competência comunicativa deve ser trabalhada em todas as disciplinas e áreas de conhecimentos. Existe, hoje, um consenso na Didática das ciências Naturais, de que aprender ciências, entre elas, Química, implica o desenvolvimento de habilidades para ler, falar e escrever usando a linguagem científica e os padrões específicos da comunicação nessa área. Dessa forma, os estudantes devem aprender a ler e compreender, textos dos livros didáticos de Química, para aprender e se desenvolver como cidadão na sociedade do século XXI. Isso exige um determinado conhecimento profissional do professor de Química. Nesta pesquisa, foi realizado um estudo com o objetivo de identificar e caracterizar conhecimentos profissionais de 27 licenciandos em Química da UFRN, para ensinar a habilidade de ler, de forma compreensiva, textos dos livros didáticos dessa disciplina. O estudo, de natureza exploratória, usou como técnica de coleta de dados o questionário. As respostas foram tratadas segundo a Análise de Conteúdo e estatística descritiva. Os resultados fundamentais apontam fragilidades teóricas e procedimentais dos licenciandos para ensinar e ajudar os estudantes do ensino médio a ler de forma compreensiva os textos dos livros didáticos de Química. Essa situação chama a atenção para um novo conhecimento do ensino de Química como profissão. Com base nesses resultados, se propõe um conjunto de orientações fundamentadas na Teoria de Assimilação por Etapas das Ações mentais e dos conceitos de P.Ya Galperin que podem ajudar os professores de Química nessa nova função. 


  • Mostrar Abstract
  • Enquanto competência básica do currículo escolar, a competência comunicativa deve ser trabalhada em todas as disciplinas e áreas de conhecimentos. Existe, hoje, um consenso na Didática das ciências Naturais, de que aprender ciências, entre elas, Química, implica o desenvolvimento de habilidades para ler, falar e escrever usando a linguagem científica e os padrões específicos da comunicação nessa área. Dessa forma, os estudantes devem aprender a ler e compreender, textos dos livros didáticos de Química, para aprender e se desenvolver como cidadão na sociedade do século XXI. Isso exige um determinado conhecimento profissional do professor de Química. Nesta pesquisa, foi realizado um estudo com o objetivo de identificar e caracterizar conhecimentos profissionais de 27 licenciandos em Química da UFRN, para ensinar a habilidade de ler, de forma compreensiva, textos dos livros didáticos dessa disciplina. O estudo, de natureza exploratória, usou como técnica de coleta de dados o questionário. As respostas foram tratadas segundo a Análise de Conteúdo e estatística descritiva. Os resultados fundamentais apontam fragilidades teóricas e procedimentais dos licenciandos para ensinar e ajudar os estudantes do ensino médio a ler de forma compreensiva os textos dos livros didáticos de Química. Essa situação chama a atenção para um novo conhecimento do ensino de Química como profissão. Com base nesses resultados, se propõe um conjunto de orientações fundamentadas na Teoria de Assimilação por Etapas das Ações mentais e dos conceitos de P.Ya Galperin que podem ajudar os professores de Química nessa nova função. 

7
  • ÂNGELO GUSTAVO MENDES COSTA
  • UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA (UEPS) COMO POSSIBILIDADE PARA O ENSINO DE FUNÇÃO POLINOMIAL DO 1º GRAU: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO MÉDIO

     

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 30/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho discute aspectos relacionados a Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS) aplicada ao ensino e aprendizagem de Função Polinomial do 1° Grau. Para tanto objetivamos desenvolver uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS), que proporcionasse sentido e significado no ensino e aprendizagem de Função numa turma do 1º ano do ensino médio noturno. De início fizemos um levantamento dos conhecimentos prévios que os alunos tinham sobre Função, e, com base nos resultados obtidos elaboramos e aplicamos uma sequência de atividades que visavam apresentar e discutir os elementos que compunham uma Função Polinomial do 1º Grau, bem como a relação existente entre tais elementos. Todos esses passos culminaram no nosso produto educacional que foi a elaboração e aplicação de uma UEPS. Após a aplicação do nosso produto percebemos uma melhora acentuada na compreensão e manipulação algébrica e aritmética de uma Função Polinomial do 1º Grau por parte dos alunos; ensejando a viabilidade em pautar o processo de ensino e aprendizagem numa forma de aprender que seja significativa. 


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho discute aspectos relacionados a Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS) aplicada ao ensino e aprendizagem de Função Polinomial do 1° Grau. Para tanto objetivamos desenvolver uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS), que proporcionasse sentido e significado no ensino e aprendizagem de Função numa turma do 1º ano do ensino médio noturno. De início fizemos um levantamento dos conhecimentos prévios que os alunos tinham sobre Função, e, com base nos resultados obtidos elaboramos e aplicamos uma sequência de atividades que visavam apresentar e discutir os elementos que compunham uma Função Polinomial do 1º Grau, bem como a relação existente entre tais elementos. Todos esses passos culminaram no nosso produto educacional que foi a elaboração e aplicação de uma UEPS. Após a aplicação do nosso produto percebemos uma melhora acentuada na compreensão e manipulação algébrica e aritmética de uma Função Polinomial do 1º Grau por parte dos alunos; ensejando a viabilidade em pautar o processo de ensino e aprendizagem numa forma de aprender que seja significativa. 

8
  • RADMA ALMEIDA DE FREITAS
  • CONSTRUÇÃO DE UMA SESSÃO DE PLANETÁRIO PARA PÚBLICO GERAL COM A TEMÁTICA “INTERAÇÕES TERRA-SOL”

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • SÉRGIO MASCARELLO BISCH
  • Data: 30/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação apresenta os fundamentos, o story board e a avaliação de uma sessão de planetário produzida com foco nas interações Terra-Sol, e direcionada para um público geral. Para isto, nos baseamos em proposta anterior para a construção de sessões e em reflexões provenientes de dois eixos de discussão relacionados à comunicação da/sobre a ciência em contextos de educação não formal. O primeiro eixo remete à problematização dos objetivos dessa comunicação, destacando-se a ideia de popularização da ciência. Nessa perspectiva, na produção da sessão “Viagem ao Sol” desenvolvemos sondagem, em Natal e cidades do interior do estado, sobre ideias da população a respeito do Sol; e desenvolvemos pesquisas sobre essa temática em cordéis, além das fontes científicas. O segundo eixo remete à construção de conhecimentos em situações de “aprendizagem por livre escolha” conforme o Modelo Contextual de Aprendizagem. Esse modelo ressalta o papel de organizadores prévios em exposições de museus. A partir desse conceito, adotamos a escolha de uma mensagem geral “Os fenômenos que acontecem no Sol podem afetar nossas vidas”, e de núcleos de informação, a fim de orientar a estruturação e a transposição das ideias científicas veiculadas na sessão, bem como a avaliação desta. Como avaliação, utilizou-se um estudo realizado durante uma Mostra de Astronomia com o Planetário Digital Móvel da UFRN - Barca dos Céus no interior do estado. Tal estudo fez uso da ferramenta Mapa de Significado Pessoal, associada a entrevistas. Como resultados principais da avaliação, destacamos a predominância, nos mapas após a sessão, da ideia de que o Sol é importante para nossas vidas e que nos influencia de diversas formas; além disso, as informações da sessão relacionadas à Astronomia cotidiana estiveram entre as mais citadas nos mapas. Após a sessão também apareceram algumas ideias sobre a Dinâmica solar, as quais haviam sido identificadas como lacunas na cultura geral da população. Constatou-se, contudo, poucas ideias que explicitassem uma relação entre o Sol e fenômenos magnéticos. Uma implicação importante da avaliação da sessão foi a identificação dos momentos propícios para interações com o público, durante a mesma. Dentre estes momentos destaca-se: a discussão acerca da produção de energia no interior do Sol; e a discussão sobre as manchas solares como resultado da dinâmica solar.


  • Mostrar Abstract
  • A presente dissertação apresenta os fundamentos, o story board e a avaliação de uma sessão de planetário produzida com foco nas interações Terra-Sol, e direcionada para um público geral. Para isto, nos baseamos em proposta anterior para a construção de sessões e em reflexões provenientes de dois eixos de discussão relacionados à comunicação da/sobre a ciência em contextos de educação não formal. O primeiro eixo remete à problematização dos objetivos dessa comunicação, destacando-se a ideia de popularização da ciência. Nessa perspectiva, na produção da sessão “Viagem ao Sol” desenvolvemos sondagem, em Natal e cidades do interior do estado, sobre ideias da população a respeito do Sol; e desenvolvemos pesquisas sobre essa temática em cordéis, além das fontes científicas. O segundo eixo remete à construção de conhecimentos em situações de “aprendizagem por livre escolha” conforme o Modelo Contextual de Aprendizagem. Esse modelo ressalta o papel de organizadores prévios em exposições de museus. A partir desse conceito, adotamos a escolha de uma mensagem geral “Os fenômenos que acontecem no Sol podem afetar nossas vidas”, e de núcleos de informação, a fim de orientar a estruturação e a transposição das ideias científicas veiculadas na sessão, bem como a avaliação desta. Como avaliação, utilizou-se um estudo realizado durante uma Mostra de Astronomia com o Planetário Digital Móvel da UFRN - Barca dos Céus no interior do estado. Tal estudo fez uso da ferramenta Mapa de Significado Pessoal, associada a entrevistas. Como resultados principais da avaliação, destacamos a predominância, nos mapas após a sessão, da ideia de que o Sol é importante para nossas vidas e que nos influencia de diversas formas; além disso, as informações da sessão relacionadas à Astronomia cotidiana estiveram entre as mais citadas nos mapas. Após a sessão também apareceram algumas ideias sobre a Dinâmica solar, as quais haviam sido identificadas como lacunas na cultura geral da população. Constatou-se, contudo, poucas ideias que explicitassem uma relação entre o Sol e fenômenos magnéticos. Uma implicação importante da avaliação da sessão foi a identificação dos momentos propícios para interações com o público, durante a mesma. Dentre estes momentos destaca-se: a discussão acerca da produção de energia no interior do Sol; e a discussão sobre as manchas solares como resultado da dinâmica solar.

9
  • MARIA ROMÊNIA DA SILVA
  • A linguagem audiovisual do Cinema como elemento integrador da Arte e Ciência na formação cultural dos professores de Ciências e Matemática

  • Orientador : MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • PAULO CAVALCANTE DA SILVA FILHO
  • Data: 31/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho constitui-se de um estudo sobre a importância do Cinema para a formação cultural e profissional dos professores de Ciências Naturais e Matemática. O potencial educativo do Cinema é ressaltado por diferentes autores, que revelam, também, a lacuna de formação dos professores nesse meio (mídia). Neste estudo, defendemos a linguagem audiovisual do Cinema como elemento integrador da Arte e Ciência na formação cultural e profissional do professor. A temática sobre a formação cultural dos professores vem sendo desenvolvida por diferentes autores, na qual a tônica tem sido a importância do diálogo inteligente com o mundo. Especificamente, na formação dos professores de Ciências e Matemática, pela aproximação do Cinema em sua formação, vislumbra-se a possibilidade de minimizar a dicotomia entre a formação humanística e científica, já bastante discutida por alguns estudiosos. Os produtos educacionais gerados buscaram contribuir para uma efetiva vivencia e reflexão em torno do papel cultural e educacional do Cinema. Considerando o Cinema como uma possível ‘ponte’ entre as duas culturas (cultural científica e a cultura humanística) e visando promover a apropriação da linguagem audiovisual na formação dos professores, realizamos a I Mostra – Primavera Cultural: Cinema e Ensino de Ciências. A elaboração da cartilha “Tópicos de história, linguagem e técnica do Cinema para professores de Ciências e Matemática”, e sua aplicação em um minicurso no XXI Simpósio Nacional de Ensino de Física também visaram contribuir com a aproximação da Ciência e Arte na formação dos professores. 


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho constitui-se de um estudo sobre a importância do Cinema para a formação cultural e profissional dos professores de Ciências Naturais e Matemática. O potencial educativo do Cinema é ressaltado por diferentes autores, que revelam, também, a lacuna de formação dos professores nesse meio (mídia). Neste estudo, defendemos a linguagem audiovisual do Cinema como elemento integrador da Arte e Ciência na formação cultural e profissional do professor. A temática sobre a formação cultural dos professores vem sendo desenvolvida por diferentes autores, na qual a tônica tem sido a importância do diálogo inteligente com o mundo. Especificamente, na formação dos professores de Ciências e Matemática, pela aproximação do Cinema em sua formação, vislumbra-se a possibilidade de minimizar a dicotomia entre a formação humanística e científica, já bastante discutida por alguns estudiosos. Os produtos educacionais gerados buscaram contribuir para uma efetiva vivencia e reflexão em torno do papel cultural e educacional do Cinema. Considerando o Cinema como uma possível ‘ponte’ entre as duas culturas (cultural científica e a cultura humanística) e visando promover a apropriação da linguagem audiovisual na formação dos professores, realizamos a I Mostra – Primavera Cultural: Cinema e Ensino de Ciências. A elaboração da cartilha “Tópicos de história, linguagem e técnica do Cinema para professores de Ciências e Matemática”, e sua aplicação em um minicurso no XXI Simpósio Nacional de Ensino de Física também visaram contribuir com a aproximação da Ciência e Arte na formação dos professores. 

10
  • KALINE SOARES DE OLIVEIRA
  • O ensino por investigação: Construindo possibilidades na formação continuada do professor de ciências a partir da ação-reflexão.

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • WYLLYS ABEL FARKATT TABOSA
  • Data: 31/07/2015

  • Mostrar Resumo
  • Estudos e reflexões sobre as tendências atuais no ensino de ciências mostram a importância de incorporar na prática docente, atividades com uma abordagem investigativa, problematizadora e que permitam aos educandos compreender e aplicar conceitos e fenômenos científicos. Nesta perspectiva, a formação do professor é essencial para efetivar a prática dessa abordagem em sala de aula. Diante disso, a presente pesquisa tem como objetivo contribuir com a formação de professores de ciências do ensino básico no uso da abordagem do ensino por investigação, com vistas à superação de obstáculos e a realização de mudanças na prática pedagógica. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa com professores de ciências da rede municipal de ensino de Natal/RN, que participaram do curso de formação sobre o ensino por investigação no ano de 2012, através do projeto intitulado Em Busca de Novos Talentos para a Ciência: uma intervenção no ensino público. Para a obtenção dos dados foi feita a aplicação de questionário, entrevistas semiestruturadas, grupo de estudos, registros escritos e a observação participante. Os resultados evidenciaram que o ensino com uma abordagem investigativa, ainda está pouco presente na prática pedagógica dos professores que participaram do primeiro curso de formação - Novos Talentos bem como a existência de algumas concepções equivocadas sobre essa estratégia de ensino quanto à relação feita ao método científico e a necessidade do uso da experimentação, além de dificuldades relacionadas ao planejamento das atividades para a aplicação efetiva dessa abordagem. No que diz respeito aos professores que participaram do grupo de estudo durante essa pesquisa, constatamos que com a aproximação, a partir dos estudos e da vivência, houve o alcance de maior abertura às mudanças e consequente superação dos obstáculos para a prática do ensino por investigação. Além disso, demonstraram novas perspectivas para o ensino de ciências e a compreensão de que o aprimoramento dessa estratégia didática é consequência do fazer, tanto para o professor quanto para os alunos.

     


  • Mostrar Abstract
  • Estudos e reflexões sobre as tendências atuais no ensino de ciências mostram a importância de incorporar na prática docente, atividades com uma abordagem investigativa, problematizadora e que permitam aos educandos compreender e aplicar conceitos e fenômenos científicos. Nesta perspectiva, a formação do professor é essencial para efetivar a prática dessa abordagem em sala de aula. Diante disso, a presente pesquisa tem como objetivo contribuir com a formação de professores de ciências do ensino básico no uso da abordagem do ensino por investigação, com vistas à superação de obstáculos e a realização de mudanças na prática pedagógica. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa com professores de ciências da rede municipal de ensino de Natal/RN, que participaram do curso de formação sobre o ensino por investigação no ano de 2012, através do projeto intitulado Em Busca de Novos Talentos para a Ciência: uma intervenção no ensino público. Para a obtenção dos dados foi feita a aplicação de questionário, entrevistas semiestruturadas, grupo de estudos, registros escritos e a observação participante. Os resultados evidenciaram que o ensino com uma abordagem investigativa, ainda está pouco presente na prática pedagógica dos professores que participaram do primeiro curso de formação - Novos Talentos bem como a existência de algumas concepções equivocadas sobre essa estratégia de ensino quanto à relação feita ao método científico e a necessidade do uso da experimentação, além de dificuldades relacionadas ao planejamento das atividades para a aplicação efetiva dessa abordagem. No que diz respeito aos professores que participaram do grupo de estudo durante essa pesquisa, constatamos que com a aproximação, a partir dos estudos e da vivência, houve o alcance de maior abertura às mudanças e consequente superação dos obstáculos para a prática do ensino por investigação. Além disso, demonstraram novas perspectivas para o ensino de ciências e a compreensão de que o aprimoramento dessa estratégia didática é consequência do fazer, tanto para o professor quanto para os alunos.

     

11
  • LACORDERIO TAVARES FERNANDES
  • APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UMA PROPOSTA DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA EUCLIDIANA ESPACIAL NO ENSINO MÉDIO

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • RÔMULO MARINHO DO RÊGO
  • Data: 23/10/2015

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação é fruto de uma pesquisa realizada à luz da Teoria da Aprendizagem Significativa, com alunos da 2ª série do Ensino Médio, na cidade de Capinzal do Norte, no Estado do Maranhão. A abordagem pedagógica desta pesquisa está direcionada ao que fazer e como fazer para que o aluno venha a se apropriar dos conhecimentos inerentes à Geometria Euclidiana Espacial, de maneira mais significativa e transformadora. Que essas informações permaneçam por mais tempo em sua estrutura cognitiva, enfim, que possibilite uma maior significação no presente e no futuro. Adotou-se como estratégia metodológica a pesquisa-ação, acompanhado de uma observação participante de tal modo que garantisse resultados consistentes, advindos a partir da aplicação de um variado número de instrumentos coletores de dados como: a avaliação diagnóstica, a estratégia de Mapas Conceituais, o uso de materiais concretos, a utilização de software educativo e aplicação do questionário avaliativo, além da própria observação realizada em todas as etapas da investigação.  Pois, partimos da premissa que a forma com que os discentes internalizam o conhecimento é algo particular e idiossincrático, ou seja, cada aluno aprende em modos diferentes e em situações temporal diferentes. Daí a importância de se desenvolver metodologias diversificadas para o mesmo conteúdo a ser trabalhado. Esta pesquisa soma-se a várias outras contribuições com referencial, cuja abordagem vai de encontro aos aspectos da Teoria da Aprendizagem Significativa, da estratégia de Mapas Conceituais, da apropriação da tecnologia nos processos educacionais e do uso de materiais concretos, no desejo de aproximá-los e comungar seus pontos comuns. Esta intervenção pedagógica também possui como objetivo a construção de um conjunto de orientações educacionais com aplicabilidade direta em sala de aula e direcionada especialmente ao professor de matemática da educação básica, que poderá utilizá-las no decorrer de sua prática docente. Tais orientações denominadas aqui de produto educacional, procuraram seguir os pressupostos da Teoria que fundamenta este trabalho de pesquisa e assim, tornar-se um instrumento educativo com um relevante potencial significativo. Os resultados ao qual nos deparamos, mostraram-se contundentes aos objetivos propostos em termos de aprendizagem, e nos deixaram certos que a trajetória percorrida vem ao encontro de uma educação holística e que, ao mesmo tempo, valoriza os pequenos detalhes que são fundamentais em todo processo de ensino e aprendizagem.


  • Mostrar Abstract
  • Esta dissertação é fruto de uma pesquisa realizada à luz da Teoria da Aprendizagem Significativa, com alunos da 2ª série do Ensino Médio, na cidade de Capinzal do Norte, no Estado do Maranhão. A abordagem pedagógica desta pesquisa está direcionada ao que fazer e como fazer para que o aluno venha a se apropriar dos conhecimentos inerentes à Geometria Euclidiana Espacial, de maneira mais significativa e transformadora. Que essas informações permaneçam por mais tempo em sua estrutura cognitiva, enfim, que possibilite uma maior significação no presente e no futuro. Adotou-se como estratégia metodológica a pesquisa-ação, acompanhado de uma observação participante de tal modo que garantisse resultados consistentes, advindos a partir da aplicação de um variado número de instrumentos coletores de dados como: a avaliação diagnóstica, a estratégia de Mapas Conceituais, o uso de materiais concretos, a utilização de software educativo e aplicação do questionário avaliativo, além da própria observação realizada em todas as etapas da investigação.  Pois, partimos da premissa que a forma com que os discentes internalizam o conhecimento é algo particular e idiossincrático, ou seja, cada aluno aprende em modos diferentes e em situações temporal diferentes. Daí a importância de se desenvolver metodologias diversificadas para o mesmo conteúdo a ser trabalhado. Esta pesquisa soma-se a várias outras contribuições com referencial, cuja abordagem vai de encontro aos aspectos da Teoria da Aprendizagem Significativa, da estratégia de Mapas Conceituais, da apropriação da tecnologia nos processos educacionais e do uso de materiais concretos, no desejo de aproximá-los e comungar seus pontos comuns. Esta intervenção pedagógica também possui como objetivo a construção de um conjunto de orientações educacionais com aplicabilidade direta em sala de aula e direcionada especialmente ao professor de matemática da educação básica, que poderá utilizá-las no decorrer de sua prática docente. Tais orientações denominadas aqui de produto educacional, procuraram seguir os pressupostos da Teoria que fundamenta este trabalho de pesquisa e assim, tornar-se um instrumento educativo com um relevante potencial significativo. Os resultados ao qual nos deparamos, mostraram-se contundentes aos objetivos propostos em termos de aprendizagem, e nos deixaram certos que a trajetória percorrida vem ao encontro de uma educação holística e que, ao mesmo tempo, valoriza os pequenos detalhes que são fundamentais em todo processo de ensino e aprendizagem.

2014
Dissertações
1
  • GIOVANNINNI LEITE DE FREITAS BATISTA
  • FONTES PRIMÁRIAS DA HISTÓRIA DO VÁCUO E DA PRESSÃO ATMOSFÉRICA NA SALA DE AULA: CARTAS E JORNAIS HISTÓRICOS EM ARTICULAÇÃO COM O LIVRO-TEXTO DO ENSINO MÉDIO

     

  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • DANIEL BRITO DE FREITAS
  • ROBERTO DE ANDRADE MARTINS
  • Data: 26/05/2014

  • Mostrar Resumo
  • Tem-se advogado nas últimas décadas a respeito da utilização da História e Filosofia da Ciência para o ensino de conteúdos científicos e sobre a ciência. Aponta-se que a História da Ciência poderia possibilitar um aprendizado mais aprofundado dos conceitos científicos, uma vez que permitiria o contato com os problemas a que esses conhecimentos buscaram resolver. Os episódios históricos serviriam, ainda, como contextualização para discussões a respeito da natureza do conhecimento científico. Tendo em vista o interesse de explorar essas potencialidades, a literatura da área tem buscado identificar os desafios e obstáculos da transposição didática da História da Ciência. Dentre muitos aspectos, as lacunas na formação dos professores para atuar na inserção da HFC no Ensino têm sido apontadas. Outro aspecto citado como desafio diz respeito à dificuldade da transposição didática das Fontes Primárias, isto é, dos textos originais da História da Ciência. As Fontes Primárias teriam potencialidades significativas: viabilizar a conexão dos conceitos com os cientistas, visualização do caminho árduo do empreendimento científico, percepção do o papel do erro como obstáculo a ser superado e não como derrota, etc. Por outro lado, esses recursos seriam ainda pouco explorados no contexto educacional devido às suas próprias peculiaridades. Os textos originais costumam ser de difícil leitura e sua interpretação requer conhecimentos a respeito do contexto histórico e científico em que foram elaborados, bem como habilidades inerentes à pesquisa em História da Ciência. Frente a esse cenário, o presente Mestrado Profissional parte do desafio de atuar na elaboração e discussão de propostas visando à transposição didática das Fontes Primárias. Especificamente, trabalhou-se com Fontes Primárias da História do Vácuo e da Pressão Atmosférica tendo em vista a sua inserção no Ensino Médio de forma articulada aos livros didáticos. Foram elaborados “Jornais Históricos” a partir de recortes dos textos históricos originais, bem como uma Unidade Didática, que parte do material didático usual e contempla a utilização dos Jornais e Fontes Primárias completas no Ensino Médio. Elaborou-se e implementou-se, por fim, um curso voltado à instrumentação de professores como espaço de discussão sobre a utilização desse tipo de proposta.


  • Mostrar Abstract
  • Tem-se advogado nas últimas décadas a respeito da utilização da História e Filosofia da Ciência para o ensino de conteúdos científicos e sobre a ciência. Aponta-se que a História da Ciência poderia possibilitar um aprendizado mais aprofundado dos conceitos científicos, uma vez que permitiria o contato com os problemas a que esses conhecimentos buscaram resolver. Os episódios históricos serviriam, ainda, como contextualização para discussões a respeito da natureza do conhecimento científico. Tendo em vista o interesse de explorar essas potencialidades, a literatura da área tem buscado identificar os desafios e obstáculos da transposição didática da História da Ciência. Dentre muitos aspectos, as lacunas na formação dos professores para atuar na inserção da HFC no Ensino têm sido apontadas. Outro aspecto citado como desafio diz respeito à dificuldade da transposição didática das Fontes Primárias, isto é, dos textos originais da História da Ciência. As Fontes Primárias teriam potencialidades significativas: viabilizar a conexão dos conceitos com os cientistas, visualização do caminho árduo do empreendimento científico, percepção do o papel do erro como obstáculo a ser superado e não como derrota, etc. Por outro lado, esses recursos seriam ainda pouco explorados no contexto educacional devido às suas próprias peculiaridades. Os textos originais costumam ser de difícil leitura e sua interpretação requer conhecimentos a respeito do contexto histórico e científico em que foram elaborados, bem como habilidades inerentes à pesquisa em História da Ciência. Frente a esse cenário, o presente Mestrado Profissional parte do desafio de atuar na elaboração e discussão de propostas visando à transposição didática das Fontes Primárias. Especificamente, trabalhou-se com Fontes Primárias da História do Vácuo e da Pressão Atmosférica tendo em vista a sua inserção no Ensino Médio de forma articulada aos livros didáticos. Foram elaborados “Jornais Históricos” a partir de recortes dos textos históricos originais, bem como uma Unidade Didática, que parte do material didático usual e contempla a utilização dos Jornais e Fontes Primárias completas no Ensino Médio. Elaborou-se e implementou-se, por fim, um curso voltado à instrumentação de professores como espaço de discussão sobre a utilização desse tipo de proposta.

2
  • MARIA EDILANDE BRAZ
  • HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E TEATRO NAS AULAS SOBRE TEOREMA DE TALES: UM SCRIPT PROPOSTO

  • Orientador : LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROGERIA GAUDENCIO DO REGO
  • Data: 18/06/2014

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo apresentará os resultados de uma investigação acerca de como a História da Matemática e o Teatro podem contribuir para a construção do conhecimento matemático de estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, por meio da vivência, preparação e execução de uma peça teatral, além da apresentação do script. Este traz uma abordagem histórica, definindo tempo e espaço dos acontecimentos, situando o leitor e o espectador a fazerem o percurso na biografia de Tales de Mileto, criando situações, que levaram ao estudo e a discussão dos conteúdos relacionados ao possível episódio da medição da altura da pirâmide de Quéops e ao Teorema de Tales. Isto posto, a proposta pedagógica implementada no decorrer deste trabalho, foi fundamentada em pressupostos teóricos e metodológicos da História da Matemática e do Teatro. No que concerne aos procedimentos metodológicos, utilizamos a pesquisa qualitativa, porque responde a questões particulares, analisando e interpretando as informações geradas no campo da pesquisa. Como instrumentos metodológicos lançamos mão da observação participante, do questionário aplicado aos estudantes, do diário de campo e dos textos dissertativos produzidos pelos estudantes. O tratamento e análise dos dados colhidos por meio dos questionários foram organizados, classificados e quantificados em tabelas e gráficos para facilitar a visualização, a interpretação, a compreensão e a análise dos dados. A análise dos dados corroborou com nossa hipótese e contribuiu para aperfeiçoar e indicar o uso da peça teatral como uma atividade motivadora nas aulas de Matemática. Assim, consideramos que o script elaborado, ou seja, o produto educacional proposto trará importantes contribuições para o ensino da Matemática na Educação Básica. 


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo apresentará os resultados de uma investigação acerca de como a História da Matemática e o Teatro podem contribuir para a construção do conhecimento matemático de estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, por meio da vivência, preparação e execução de uma peça teatral, além da apresentação do script. Este traz uma abordagem histórica, definindo tempo e espaço dos acontecimentos, situando o leitor e o espectador a fazerem o percurso na biografia de Tales de Mileto, criando situações, que levaram ao estudo e a discussão dos conteúdos relacionados ao possível episódio da medição da altura da pirâmide de Quéops e ao Teorema de Tales. Isto posto, a proposta pedagógica implementada no decorrer deste trabalho, foi fundamentada em pressupostos teóricos e metodológicos da História da Matemática e do Teatro. No que concerne aos procedimentos metodológicos, utilizamos a pesquisa qualitativa, porque responde a questões particulares, analisando e interpretando as informações geradas no campo da pesquisa. Como instrumentos metodológicos lançamos mão da observação participante, do questionário aplicado aos estudantes, do diário de campo e dos textos dissertativos produzidos pelos estudantes. O tratamento e análise dos dados colhidos por meio dos questionários foram organizados, classificados e quantificados em tabelas e gráficos para facilitar a visualização, a interpretação, a compreensão e a análise dos dados. A análise dos dados corroborou com nossa hipótese e contribuiu para aperfeiçoar e indicar o uso da peça teatral como uma atividade motivadora nas aulas de Matemática. Assim, consideramos que o script elaborado, ou seja, o produto educacional proposto trará importantes contribuições para o ensino da Matemática na Educação Básica. 

3
  • IANY SILVA DE SANTANA
  • Elaboração de uma unidade de ensino potencialmente significativa em química para abordar a temática água.

  • Orientador : CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANGELA FERNANDES CAMPOS
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • PATRICIA FLAVIA DA SILVA DIAS MOREIRA
  • Data: 11/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • A evidência do tema água em notícias jornalísticas se configura como um importante tema de interesse para contextualizar, problematizar e/ou gerar significado em meio a discussão de conteúdos de diferentes níveis de ensino e/ou disciplinas da educação básica. As possibilidades de utilizar esse tema em sala de aula é também ressaltada nos documentos oficiais brasileiros que orientam a prática de professores de todos os componentes curriculares brasileiro desse nível de ensino. Assim, a temática água pode ser utilizada como subsídio para ensinar química, uma vez que contextualiza o ensino dessa disciplina auxiliando na discussão de diferentes conceitos químicos. A teoria da aprendizagem significativa, desenvolvida por David Ausubel, possui cunho construtivista e diz que um indivíduo aprende significativamente quando consegue relacionar uma nova informação com uma estrutura de conhecimento específica que integra a sua estrutura de conhecimentos prévios. Nesse sentido, o uso do tema água como conhecimento prévio para a abordagem de conceitos químicos já vem se caracterizando como uma importante tema que pode dar significado aos conteúdos de ensino na química. Nesta dissertação é apresentada uma unidade de ensino potencialmente significativa (UEPS) com base na teoria da aprendizagem significativa de David Ausubel e estudos de MOREIRA (2010) abordando a temática água. A unidade foi aplicada em uma turma de trinta e cinco alunos do 2º ano do ensino médio, de uma escola pública do município de Extremoz-RN. Através dela, foi possível discutir uma problemática de interesse dos alunos da escola para abordar conteúdos da química, como por exemplo, soluções, aspectos físico-químicos e as etapas de tratamento da água. Em um primeiro momento foi aplicado um questionário inicial para identificação das ideias prévias dos alunos referente ao tema em estudo ao conceito de soluções químicas. Posteriormente, foi elaborada e aplicada uma sequência de atividades baseada nas ideias dos alunos. Para subsidiar a sequencia foram preparadas quatro cartilhas que trabalhavam o conteúdo das soluções químicas contextualizando com o tema água. Os resultados deste trabalho mostraram que as ideias que os alunos apresentam a respeito de conceitos relacionados ao conteúdo de soluções químicas são semelhantes às ideias de outros alunos apresentadas na literatura e que a elaboração da unidade de ensino potencialmente significativa aliada à estratégia da contextualização com o tema água, motivou os alunos para o ensino de conteúdos químicos, além de proporcionar a aprendizagem de conceitos químicos não de forma isolada, mas fazendo uma ligação entre suas ideias e vivências, com o conhecimento cientifico. Para tanto, além de aulas expositivas dialogadas também foi usado estratégias como: atividades experimentais, resolução de problemas, discussões em grupos e construção de mapas conceituais. A avaliação final da unidade foi realizada através de um questionário baseado na escala de likert, respondido individualmente pelos estudantes, que aprovaram a unidade como favorável ao processo de ensino e aprendizagem da química.

     


  • Mostrar Abstract
  • A evidência do tema água em notícias jornalísticas se configura como um importante tema de interesse para contextualizar, problematizar e/ou gerar significado em meio a discussão de conteúdos de diferentes níveis de ensino e/ou disciplinas da educação básica. As possibilidades de utilizar esse tema em sala de aula é também ressaltada nos documentos oficiais brasileiros que orientam a prática de professores de todos os componentes curriculares brasileiro desse nível de ensino. Assim, a temática água pode ser utilizada como subsídio para ensinar química, uma vez que contextualiza o ensino dessa disciplina auxiliando na discussão de diferentes conceitos químicos. A teoria da aprendizagem significativa, desenvolvida por David Ausubel, possui cunho construtivista e diz que um indivíduo aprende significativamente quando consegue relacionar uma nova informação com uma estrutura de conhecimento específica que integra a sua estrutura de conhecimentos prévios. Nesse sentido, o uso do tema água como conhecimento prévio para a abordagem de conceitos químicos já vem se caracterizando como uma importante tema que pode dar significado aos conteúdos de ensino na química. Nesta dissertação é apresentada uma unidade de ensino potencialmente significativa (UEPS) com base na teoria da aprendizagem significativa de David Ausubel e estudos de MOREIRA (2010) abordando a temática água. A unidade foi aplicada em uma turma de trinta e cinco alunos do 2º ano do ensino médio, de uma escola pública do município de Extremoz-RN. Através dela, foi possível discutir uma problemática de interesse dos alunos da escola para abordar conteúdos da química, como por exemplo, soluções, aspectos físico-químicos e as etapas de tratamento da água. Em um primeiro momento foi aplicado um questionário inicial para identificação das ideias prévias dos alunos referente ao tema em estudo ao conceito de soluções químicas. Posteriormente, foi elaborada e aplicada uma sequência de atividades baseada nas ideias dos alunos. Para subsidiar a sequencia foram preparadas quatro cartilhas que trabalhavam o conteúdo das soluções químicas contextualizando com o tema água. Os resultados deste trabalho mostraram que as ideias que os alunos apresentam a respeito de conceitos relacionados ao conteúdo de soluções químicas são semelhantes às ideias de outros alunos apresentadas na literatura e que a elaboração da unidade de ensino potencialmente significativa aliada à estratégia da contextualização com o tema água, motivou os alunos para o ensino de conteúdos químicos, além de proporcionar a aprendizagem de conceitos químicos não de forma isolada, mas fazendo uma ligação entre suas ideias e vivências, com o conhecimento cientifico. Para tanto, além de aulas expositivas dialogadas também foi usado estratégias como: atividades experimentais, resolução de problemas, discussões em grupos e construção de mapas conceituais. A avaliação final da unidade foi realizada através de um questionário baseado na escala de likert, respondido individualmente pelos estudantes, que aprovaram a unidade como favorável ao processo de ensino e aprendizagem da química.

     

4
  • WILTER FREITAS IBIAPINA
  • Uso Pedagógico do Ábaco Romano para o ensino do algoritmo de multiplicação.

  • Orientador : JOHN ANDREW FOSSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • GEORGIANE AMORIM SILVA
  • JOHN ANDREW FOSSA
  • Data: 17/07/2014

  • Mostrar Resumo
  •  O presente trabalho descreve a construção de uma alternativa didática a partir de uma abordagem histórica com o uso do ábaco romano para o ensino de multiplicação para alunos do 2º ano do ensino fundamental, por meio de atividades que vai desde a representação dos números até a multiplicação com o ábaco romano, com o intuito de que os alunos aprendam o algoritmo de multiplicação. Foi utilizado como abordagem metodológica a pesquisa qualitativa, visto que o objeto de pesquisa se ajusta aos objetivos dessa modalidade de pesquisa. Quanto aos procedimentos, a pesquisa pode ser tratada como uma pesquisa-ação, desenvolvida no próprio ambiente escolar. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram: a observação, o diário de bordo, questionários, entrevista e a análise documental. O tratamento e análise dos dados colhidos por meio das atividades foram classificados e quantificados em quadros para facilitar a visualização, a interpretação, a compreensão, a análise desses dados e depois transposto para gráficos. A análise confirmou os objetivos da pesquisa e contribuiu para indicar o uso pedagógico do ábaco romano para o ensino do algoritmo de multiplicação através de um corpo de atividades. Assim, pode-se considerar que este produto educacional trará importantes contribuições para o ensino desse conteúdo matemático, na Educação Básica, sobretudo, com relação ao processo de multiplicação.


  • Mostrar Abstract
  •  O presente trabalho descreve a construção de uma alternativa didática a partir de uma abordagem histórica com o uso do ábaco romano para o ensino de multiplicação para alunos do 2º ano do ensino fundamental, por meio de atividades que vai desde a representação dos números até a multiplicação com o ábaco romano, com o intuito de que os alunos aprendam o algoritmo de multiplicação. Foi utilizado como abordagem metodológica a pesquisa qualitativa, visto que o objeto de pesquisa se ajusta aos objetivos dessa modalidade de pesquisa. Quanto aos procedimentos, a pesquisa pode ser tratada como uma pesquisa-ação, desenvolvida no próprio ambiente escolar. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram: a observação, o diário de bordo, questionários, entrevista e a análise documental. O tratamento e análise dos dados colhidos por meio das atividades foram classificados e quantificados em quadros para facilitar a visualização, a interpretação, a compreensão, a análise desses dados e depois transposto para gráficos. A análise confirmou os objetivos da pesquisa e contribuiu para indicar o uso pedagógico do ábaco romano para o ensino do algoritmo de multiplicação através de um corpo de atividades. Assim, pode-se considerar que este produto educacional trará importantes contribuições para o ensino desse conteúdo matemático, na Educação Básica, sobretudo, com relação ao processo de multiplicação.

5
  • ALEX MESSIAS MARQUES
  •  AÇUDE DO CAIS: UMA PROPOSTA DE UTILIZAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO COM ENFOQUE CTS

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • JOSÉ CARLOS DE FREITAS PAULA
  • Data: 24/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • No ensino de química diversos trabalhos com enfoque CTS tem sido realizados nos últimos anos principalmente no nível médio. Alguns destes trabalhos se preocupam em apresentar uma discussão sobre uma temática local abordando questões científico-tecnológicas. Neste trabalho é apresentada uma pesquisa desenvolvida na Escola Estadual Orlando Venâncio localizada no município de Cuité, interior da Paraíba. O objetivo geral foi elaborar uma unidade didática que discuta a problemática da água nesta cidade a partir do enfoque CTS. A aplicação do material produzido aconteceu numa turma de 2º ano do ensino médio com a participação de 20 alunos. Foram realizados 7 encontros de 100 minutos. Para a avaliação do material e coleta de dados fez-se uso de 2 questionários. A partir da avaliação do material didático produzido pode-se observar que os estudantes participantes avaliaram o material de forma bastante positiva.


  • Mostrar Abstract
  • No ensino de química diversos trabalhos com enfoque CTS tem sido realizados nos últimos anos principalmente no nível médio. Alguns destes trabalhos se preocupam em apresentar uma discussão sobre uma temática local abordando questões científico-tecnológicas. Neste trabalho é apresentada uma pesquisa desenvolvida na Escola Estadual Orlando Venâncio localizada no município de Cuité, interior da Paraíba. O objetivo geral foi elaborar uma unidade didática que discuta a problemática da água nesta cidade a partir do enfoque CTS. A aplicação do material produzido aconteceu numa turma de 2º ano do ensino médio com a participação de 20 alunos. Foram realizados 7 encontros de 100 minutos. Para a avaliação do material e coleta de dados fez-se uso de 2 questionários. A partir da avaliação do material didático produzido pode-se observar que os estudantes participantes avaliaram o material de forma bastante positiva.

6
  • FRANCISCA LILIANE DE MACEDO
  • BIOGÁS: DISCUTINDO AS RELAÇÕES CTS COM OS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • JOSÉ CARLOS DE FREITAS PAULA
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • Data: 25/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • O uso de temas sociais no ensino de química tem aumentado nos últimos anos, bem como a compreensão de questões que envolvem Ciência, Tecnologia e Sociedade, além dos aspectos ambientais. Neste trabalho é apresentada uma pesquisa desenvolvida na Escola Estadual de Ensino Médio Severino Gregório Dantas localizada no município paraibano de Picuí. O Objetivo geral foi propor e analisar um material didático que permitisse trabalhar o tema biogás a partir do referencial teórico CTS. A intervenção aconteceu em uma turma da segunda série do ensino médio com a participação de 18 alunos. A pesquisa traz elementos da abordagem qualitativa e fez uso de questionários, como instrumento para a coleta de dados. A pesquisa foi realizada em três etapas. A primeira etapa consistiu em analisar os livros aprovados pelo MEC no PNLD/2012 quanto à abordagem do tema biocombustíveis e aplicar dois questionários um com a finalidade de investigar as concepções dos alunos sobre as relações da ciência, tecnologia e sociedade e outro com o objetivo de identificar os conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema biogás. A segunda etapa consistiu na elaboração e aplicação do material didático de ensino. Finalizando, na terceira etapa foi realizada uma avaliação do material didático. A partir dos resultados obtidos pode-se verificar que os estudantes apresentaram uma visão linear e fragmentada das relações CTS e o trabalho atingiu aos objetivos propostos uma vez que a avaliação do material didático mostrou que os alunos aprovaram e se mostraram entusiasmados com as atividades propostas e 77% destes alunos conseguiram responder de maneira satisfatória as questões teóricas propostas como exercícios no módulo. Dos aspectos que emergiram durante o processo de investigação destacamos as dificuldades dos alunos em participar dos debates.

     


  • Mostrar Abstract
  • O uso de temas sociais no ensino de química tem aumentado nos últimos anos, bem como a compreensão de questões que envolvem Ciência, Tecnologia e Sociedade, além dos aspectos ambientais. Neste trabalho é apresentada uma pesquisa desenvolvida na Escola Estadual de Ensino Médio Severino Gregório Dantas localizada no município paraibano de Picuí. O Objetivo geral foi propor e analisar um material didático que permitisse trabalhar o tema biogás a partir do referencial teórico CTS. A intervenção aconteceu em uma turma da segunda série do ensino médio com a participação de 18 alunos. A pesquisa traz elementos da abordagem qualitativa e fez uso de questionários, como instrumento para a coleta de dados. A pesquisa foi realizada em três etapas. A primeira etapa consistiu em analisar os livros aprovados pelo MEC no PNLD/2012 quanto à abordagem do tema biocombustíveis e aplicar dois questionários um com a finalidade de investigar as concepções dos alunos sobre as relações da ciência, tecnologia e sociedade e outro com o objetivo de identificar os conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema biogás. A segunda etapa consistiu na elaboração e aplicação do material didático de ensino. Finalizando, na terceira etapa foi realizada uma avaliação do material didático. A partir dos resultados obtidos pode-se verificar que os estudantes apresentaram uma visão linear e fragmentada das relações CTS e o trabalho atingiu aos objetivos propostos uma vez que a avaliação do material didático mostrou que os alunos aprovaram e se mostraram entusiasmados com as atividades propostas e 77% destes alunos conseguiram responder de maneira satisfatória as questões teóricas propostas como exercícios no módulo. Dos aspectos que emergiram durante o processo de investigação destacamos as dificuldades dos alunos em participar dos debates.

     

7
  • ANDREIA VARELA DE MELO
  • PRODUÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DA UFRN (FÍSICA E QUÍMICA/2005 - 2012): PAPEL DOS DOCUMENTOS OFICIAIS E CARACTERÍSTICAS DOS PRODUTOS EDUCACIONAIS

  • Orientador : MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MARCIA TEIXEIRA BARROSO
  • FILOMENA MARIA GONÇALVES DA SILVA CORDEIRO MOITA
  • Data: 25/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • A importância dos Mestrados Profissionais na área de Ensino de ciências se revela pelo reconhecimento de que eles proporcionam, aos professores em exercício, em especial, espaços formativos de reflexão e aplicação do conhecimento. Este trabalho surge no contexto do projeto “Pesquisa e formação em ensino de ciências e matemática: um recorte da produção acadêmica no nordeste e panorama de ação formativa na educação básica”, ligado ao programa Observatório da Educação e cujo objetivo geral era realizar estudos de descrição, análise e avaliação da produção acadêmica dos Programas de Pós-Graduação da UFRPE, UFRN e UEPB, bem como investigar as contribuições da formação continuada, a nível stricto sensu, de professores egressos para a melhoria da qualidade da Educação Básica. Buscou-se analisar um recorte da produção acadêmica do PPGECNM/UFRN, tomando como referência as dissertações das Ciências Naturais, defendidas entre os anos de 2005 e 2012, as quais tenham desenvolvido e aplicado produtos educacionais destinados a alunos do Ensino Médio. Mais especificamente buscou-se realizar uma caracterização geral das dissertações analisadas quanto a descritores básicos, compreender se e como os documentos oficiais que regulamentam a educação brasileira, especialmente a educação em ciências, subsidiaram o desenvolvimento das dissertações e identificar como as atuais tendências para o ensino de ciências são abordadas e quais delas são utilizadas na elaboração do produto das dissertações. O levantamento de dados baseou-se na Análise documental, um tipo de abordagem qualitativa em que os documentos são objetos de estudo por si próprios. Os resultados revelaram que a maioria dos trabalhos foi desenvolvido em escolas públicas, sobre temas da física e da química. Durante a leitura analítica do texto das dissertações observou-se que, na sua construção, a maioria delas abordou, de alguma forma, documentos oficiais que regem o sistema brasileiro educacional.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • A importância dos Mestrados Profissionais na área de Ensino de ciências se revela pelo reconhecimento de que eles proporcionam, aos professores em exercício, em especial, espaços formativos de reflexão e aplicação do conhecimento. Este trabalho surge no contexto do projeto “Pesquisa e formação em ensino de ciências e matemática: um recorte da produção acadêmica no nordeste e panorama de ação formativa na educação básica”, ligado ao programa Observatório da Educação e cujo objetivo geral era realizar estudos de descrição, análise e avaliação da produção acadêmica dos Programas de Pós-Graduação da UFRPE, UFRN e UEPB, bem como investigar as contribuições da formação continuada, a nível stricto sensu, de professores egressos para a melhoria da qualidade da Educação Básica. Buscou-se analisar um recorte da produção acadêmica do PPGECNM/UFRN, tomando como referência as dissertações das Ciências Naturais, defendidas entre os anos de 2005 e 2012, as quais tenham desenvolvido e aplicado produtos educacionais destinados a alunos do Ensino Médio. Mais especificamente buscou-se realizar uma caracterização geral das dissertações analisadas quanto a descritores básicos, compreender se e como os documentos oficiais que regulamentam a educação brasileira, especialmente a educação em ciências, subsidiaram o desenvolvimento das dissertações e identificar como as atuais tendências para o ensino de ciências são abordadas e quais delas são utilizadas na elaboração do produto das dissertações. O levantamento de dados baseou-se na Análise documental, um tipo de abordagem qualitativa em que os documentos são objetos de estudo por si próprios. Os resultados revelaram que a maioria dos trabalhos foi desenvolvido em escolas públicas, sobre temas da física e da química. Durante a leitura analítica do texto das dissertações observou-se que, na sua construção, a maioria delas abordou, de alguma forma, documentos oficiais que regem o sistema brasileiro educacional.

     

     

8
  • MIDIÃ MEDEIROS MONTEIRO
  • Inércia e Natureza da Ciência no Ensino de Física: uma sequência didática centrada no desenvolvimento histórico do conceito de inércia

  • Orientador : ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • BRENO ARSIOLI MOURA
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • Data: 28/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • Durante as últimas décadas a área de ensino de ciências tem discutido questões relativas à inserção da história e da filosofia da ciência (HFC) no ensino. Dentre os argumentos apresentados em defesa dessa abordagem aponta-se a possível contribuição à aprendizagem de conteúdos científicos e à compreensão de aspectos relativos à natureza da ciência (NdC). Apesar de tais considerações, ainda temos um número muito reduzido de trabalhos de pesquisa relatando resultados de intervenções práticas que se utilizam da abordagem histórica, além disso, há carência de materiais didáticos nessa perspectiva. Nosso trabalho procurou contribuir com a área no que se refere a esses dois aspectos: de um lado, com a produção de material didático, ao elaborarmos textos sobre a história da inércia para alunos da graduação. De outro lado, procuramos investigar se os argumentos mencionados acima em relação ao uso didático da HFC se sustentam, em um contexto particular. Elaboramos e aplicamos uma sequência didática, utilizando os textos que construímos, para ensinar o conceito de inércia e discutir conteúdos selecionados de NdC. A sequência didática foi aplicada em duas turmas da graduação, uma do curso de geofísica bacharelado e outra do curso de física licenciatura, ambas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Um questionário inicial mostrou que os estudantes, mesmo havendo abordado o conceito de inércia na educação básica, apresentavam concepções de senso comum no tocante à relação entre força e movimento. O questionário também nos permitiu identificar a existência de elementos de concepções consideradas inadequadas quanto à NdC. Ao final, nossos dados evidenciaram um número maior de acertos nas questões relativas ao conceito de inércia. No que se refere aos aspectos de NdC, pudemos identificar, em alguns poucos casos, um movimento no sentido de aproximação a uma visão mais adequada, no entanto, determinadas distorções persistiram, evidenciando limitações da abordagem utilizada.


  • Mostrar Abstract
  • Durante as últimas décadas a área de ensino de ciências tem discutido questões relativas à inserção da história e da filosofia da ciência (HFC) no ensino. Dentre os argumentos apresentados em defesa dessa abordagem aponta-se a possível contribuição à aprendizagem de conteúdos científicos e à compreensão de aspectos relativos à natureza da ciência (NdC). Apesar de tais considerações, ainda temos um número muito reduzido de trabalhos de pesquisa relatando resultados de intervenções práticas que se utilizam da abordagem histórica, além disso, há carência de materiais didáticos nessa perspectiva. Nosso trabalho procurou contribuir com a área no que se refere a esses dois aspectos: de um lado, com a produção de material didático, ao elaborarmos textos sobre a história da inércia para alunos da graduação. De outro lado, procuramos investigar se os argumentos mencionados acima em relação ao uso didático da HFC se sustentam, em um contexto particular. Elaboramos e aplicamos uma sequência didática, utilizando os textos que construímos, para ensinar o conceito de inércia e discutir conteúdos selecionados de NdC. A sequência didática foi aplicada em duas turmas da graduação, uma do curso de geofísica bacharelado e outra do curso de física licenciatura, ambas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Um questionário inicial mostrou que os estudantes, mesmo havendo abordado o conceito de inércia na educação básica, apresentavam concepções de senso comum no tocante à relação entre força e movimento. O questionário também nos permitiu identificar a existência de elementos de concepções consideradas inadequadas quanto à NdC. Ao final, nossos dados evidenciaram um número maior de acertos nas questões relativas ao conceito de inércia. No que se refere aos aspectos de NdC, pudemos identificar, em alguns poucos casos, um movimento no sentido de aproximação a uma visão mais adequada, no entanto, determinadas distorções persistiram, evidenciando limitações da abordagem utilizada.

9
  • GERLANIA CAROLINA MELO NASCIMENTO
  • Ritmicidade biológica aplicada ao ensino médio: proposta de unidade didática contextualizada com o tema saúde

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MIRIAM MENDONÇA MORATO ANDRADE
  • Data: 30/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • Os ritmos biológicos fazem parte da vida dos seres vivos desde os mais simples até o mais complexos. No homem, um dos ritmos biológicos mais importantes é o ciclo sono-vigília (CSV), que representa um comportamento indispensável para a saúde uma vez que a privação do sono pode levar a déficits de atenção e de memória, alterações de humor e sonolência diurna que podem prejudicar o desempenho escolar. Apesar disso, o CSV é um assunto pouco discutido no âmbito escolar. Assim, o objetivo desta pesquisa foi divulgar os conteúdos sobre o ciclo sono-vigília, de forma contextualizada com o tema saúde, para estimular hábitos de sono saudáveis.  Esta pesquisa foi desenvolvida em uma escola estadual com 33 estudantes do 3º ano do ensino médio e está dividida em quatro etapas: 1ª) Estudo do conteúdo e análise do livro didático adotado pela escola para subsidiar as atividades contempladas na unidade didática (UD) e além da aproximação com a professora de biologia da turma para avaliar a viabilidade de horários para o desenvolvimento da UD; 2ª) Levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos, por meio de questionário, para nortear a elaboração da UD; 3ª) Desenvolvimento e aplicação de uma UD baseada na aprendizagem significativa, e caracterização dos hábitos de sono dos estudantes, e 4ª) Avaliação da UD como uma proposta viável para trabalhar os conceitos sobre ritmos biológicos. Os conhecimentos prévios dos estudantes a respeito do CSV são escassos e este assunto não está contemplado nos livros do ensino médio adotado pela escola. Foram observadas concepções alternativas, principalmente quanto às diferenças individuais de sono, que podem contribuir para a ocorrência de hábitos inadequados de sono, como relatado pelos adolescentes deste estudo. As atividades desenvolvidas durante a UD foram bem recebidas pelos alunos que se mostraram participativos, motivados e avaliaram positivamente os procedimentos utilizados pelo pesquisador. Após a UD o conceito sobre ritmo biológico foi ampliado e os estudantes passaram a identificar que o CSV muda ao longo da vida devido a fatores biológicos e sócio-culturais. Assim, a UD elaborada neste estudo representa uma proposta viável para trabalhar os conceitos sobre ritmos biológicos contextualizados ao tema saúde, no ensino médio.


  • Mostrar Abstract
  • Os ritmos biológicos fazem parte da vida dos seres vivos desde os mais simples até o mais complexos. No homem, um dos ritmos biológicos mais importantes é o ciclo sono-vigília (CSV), que representa um comportamento indispensável para a saúde uma vez que a privação do sono pode levar a déficits de atenção e de memória, alterações de humor e sonolência diurna que podem prejudicar o desempenho escolar. Apesar disso, o CSV é um assunto pouco discutido no âmbito escolar. Assim, o objetivo desta pesquisa foi divulgar os conteúdos sobre o ciclo sono-vigília, de forma contextualizada com o tema saúde, para estimular hábitos de sono saudáveis.  Esta pesquisa foi desenvolvida em uma escola estadual com 33 estudantes do 3º ano do ensino médio e está dividida em quatro etapas: 1ª) Estudo do conteúdo e análise do livro didático adotado pela escola para subsidiar as atividades contempladas na unidade didática (UD) e além da aproximação com a professora de biologia da turma para avaliar a viabilidade de horários para o desenvolvimento da UD; 2ª) Levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos, por meio de questionário, para nortear a elaboração da UD; 3ª) Desenvolvimento e aplicação de uma UD baseada na aprendizagem significativa, e caracterização dos hábitos de sono dos estudantes, e 4ª) Avaliação da UD como uma proposta viável para trabalhar os conceitos sobre ritmos biológicos. Os conhecimentos prévios dos estudantes a respeito do CSV são escassos e este assunto não está contemplado nos livros do ensino médio adotado pela escola. Foram observadas concepções alternativas, principalmente quanto às diferenças individuais de sono, que podem contribuir para a ocorrência de hábitos inadequados de sono, como relatado pelos adolescentes deste estudo. As atividades desenvolvidas durante a UD foram bem recebidas pelos alunos que se mostraram participativos, motivados e avaliaram positivamente os procedimentos utilizados pelo pesquisador. Após a UD o conceito sobre ritmo biológico foi ampliado e os estudantes passaram a identificar que o CSV muda ao longo da vida devido a fatores biológicos e sócio-culturais. Assim, a UD elaborada neste estudo representa uma proposta viável para trabalhar os conceitos sobre ritmos biológicos contextualizados ao tema saúde, no ensino médio.

10
  • FABRICIA CORREIA DE CARVALHO
  • INTEGRAÇÃO ESCOLA-ESPAÇOS NÃO FORMAIS DE EDUCAÇÃO: ABORDAGEM INVESTIGATIVA E AMBIENTAL NO ENSINO DE ECOLOGIA EM TRILHA INTERPRETATIVA DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO NO ENSINO FUNDAMENTAL II

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • DANIELA FRANCO CARVALHO JACOBUCCI
  • Data: 30/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa foi caracterizar a contribuição do uso integrado - escola espaço não formal de educação – Unidades de Conservação - para aprendizagem de conceitos de ecologia por meio de abordagem investigativa e ambiental a luz da aprendizagem significativa. Participaram da pesquisa 31 estudantes do sexto ano do ensino fundamental de uma escola pública municipal da cidade do Natal no estado do Rio Grande do Norte. Uma unidade de ensino potencialmente significativa (UEPS) foi elaborada e aplicada na escola e no Parque das Dunas de Natal-RN. Conteúdos básicos de ecologia foram selecionados e planejados seguindo as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais, contemplando as competências e habilidades, conteúdos centrais para o desenvolvimento de conceitos, procedimentos e atitudes. Para coletar as informações a respeito do conhecimento dos alunos antes e após as intervenções educacionais, utilizaram-se questionários, contendo questões fechadas, abertas e desenhos. As respostas foram analisadas e agrupadas em categorias, com base no método de análise de conteúdo. A análise evidenciou que as atividades desenvolvidas na unidade de ensino contribuíram significativamente para a aprendizagem de conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais, relacionados ao tema, Ecologia. Com relação à aprendizagem de conceitos, observou-se uma evolução conceitual na maioria deles: espécie, comunidade, ecossistema, fatores bióticos e abióticos, hábitat, nicho ecológico, cadeia alimentar, produtor, decompositor e consumidor. Cadeia alimentar e decomposição foram os conceitos que mais evidenciaram concepções alternativas.   Os resultados revelaram que o uso integrado escola-espaço não formal e também a abordagem investigativa representa grande potencial para motivar, aproximar a teoria da prática, desenvolver habilidades para escrever, argumentar,   tornando o aluno mais crítico e criativo.


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo desta pesquisa foi caracterizar a contribuição do uso integrado - escola espaço não formal de educação – Unidades de Conservação - para aprendizagem de conceitos de ecologia por meio de abordagem investigativa e ambiental a luz da aprendizagem significativa. Participaram da pesquisa 31 estudantes do sexto ano do ensino fundamental de uma escola pública municipal da cidade do Natal no estado do Rio Grande do Norte. Uma unidade de ensino potencialmente significativa (UEPS) foi elaborada e aplicada na escola e no Parque das Dunas de Natal-RN. Conteúdos básicos de ecologia foram selecionados e planejados seguindo as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais, contemplando as competências e habilidades, conteúdos centrais para o desenvolvimento de conceitos, procedimentos e atitudes. Para coletar as informações a respeito do conhecimento dos alunos antes e após as intervenções educacionais, utilizaram-se questionários, contendo questões fechadas, abertas e desenhos. As respostas foram analisadas e agrupadas em categorias, com base no método de análise de conteúdo. A análise evidenciou que as atividades desenvolvidas na unidade de ensino contribuíram significativamente para a aprendizagem de conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais, relacionados ao tema, Ecologia. Com relação à aprendizagem de conceitos, observou-se uma evolução conceitual na maioria deles: espécie, comunidade, ecossistema, fatores bióticos e abióticos, hábitat, nicho ecológico, cadeia alimentar, produtor, decompositor e consumidor. Cadeia alimentar e decomposição foram os conceitos que mais evidenciaram concepções alternativas.   Os resultados revelaram que o uso integrado escola-espaço não formal e também a abordagem investigativa representa grande potencial para motivar, aproximar a teoria da prática, desenvolver habilidades para escrever, argumentar,   tornando o aluno mais crítico e criativo.

11
  • NELSON COSME DE ALMEIDA
  •  FÍSICA DO MEIO AMBIENTE COMO DISCIPLINA NAS LICENCIATURAS EM FÍSICA: PROPOSTA DE UMA UNIDADE DIDÁTICA PARA ENSINAR EFEITO ESTUFA E AQUECIMENTO GLOBAL

  • Orientador : GILVAN LUIZ BORBA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • LENINA LOPES SOARES SILVA
  • Data: 31/07/2014

  • Mostrar Resumo
  •  

    Nesse trabalho de dissertação propomos uma Unidade Didática para ensinar conteúdos de Física através das discussões ambientais sobre o efeito estufa e o aquecimento global. Essa unidade didática está fundamentada numa intervenção metodológica problematizadora a partir da aplicação do Método do Arco de Charles Maguerez. Os fundamentos metodológicos da dissertação encontram-se inseridos na pesquisa-ação e esta está estruturada em cinco capítulos: o primeiro capítulo trata de Física do Meio Ambiente (FMA) como disciplina nos Cursos de Licenciatura em Física no Brasil, trazendo a preocupação de saber como essa disciplina vem sendo lecionada. Iniciamos o primeiro capítulo explicitando as razões que sustentam a inserção da disciplina Física do Meio Ambiente nos Cursos de Licenciatura em Física. Depois fizemos uma pesquisa, nos sitesdas Instituições de Ensino Superior, para sabermos da existência ou não dessa disciplina nas matrizes curriculares. Em seguida, analisamos as ementas para verificar quais bibliografias estão sendo adotadas e 

    quais conteúdos de Física estão sendo trabalhados, e como isso tem sido feito. Os cursos pesquisados foram os das Universidades Federais e Institutos Federais. Assim finalizamos o primeiro capítulo. Diante da indissociabilidade entre os estudos em Ensino de Física e os estudos sobre competências, habilidades e aprendizagem significativa, escrevemos o segundo capítulo. Nesse capítulo discutimos o desafio de converter informação em conhecimento. Num primeiro momento sobre a formação inicial de professores, pois mesmo não sendo esse o nosso enfoque, o estudo é sobre uma disciplina do curso superior, portanto, oferecida a futuros docentes. Depois falamos sobre a cultura do conhecimento, onde ressaltamos a utilização de uma abordagem de ensino que promova significados pelo conteúdo lecionado e faça sentido para o aluno. Finalizamos o terceiro capítulo, fazendo algumas considerações sobre competências e habilidades, com o intuito de identificarmos quais habilidades e competências foram trabalhadas e desenvolvidas durante e após a aplicação da Unidade Didática. O terceiro capítulo é o resultado de uma revisão e estudo bibliográfico sobre a interação radioativa Terra-Sol. Os assuntos pesquisados abordam desde a geração de energia no Sol aos temas mancha solar, ejeção de massa coronal, vento solar, radiação do corpo negro, Lei de Deslocamento de Wien, Lei de Stefan-Boltzmann, efeito estufa e aquecimento global. Esse capítulo trata de um material de apoio para o professor da disciplina supracitada. O quarto capítulo fala sobre o Método do Arco de Charles Maguerez; aqui explicamos a estrutura de cada uma das cinco etapas do Arco e de como utilizá-las no ensino. Também mostramos outra versão desse método adaptada por Bordenave. No quinto e último capítulo trouxemos uma descrição de como o método do Arco foi utilizado, nas aulas de Física do Meio Ambiente, com os alunos da Licenciatura em Física do IFRN Campus Santa Cruz. Apresentamos, nesse capítulo, uma transcrição das aulas para mostrar como se deu a aplicação de uma metodologia problematizadora no ensino dos conteúdos de Física propostos para a Unidade Didática a partir da discussão ambiental sobre os fenômenos efeito estufa e aquecimento global.

     

     

     

     


  • Mostrar Abstract
  •  

    Nesse trabalho de dissertação propomos uma Unidade Didática para ensinar conteúdos de Física através das discussões ambientais sobre o efeito estufa e o aquecimento global. Essa unidade didática está fundamentada numa intervenção metodológica problematizadora a partir da aplicação do Método do Arco de Charles Maguerez. Os fundamentos metodológicos da dissertação encontram-se inseridos na pesquisa-ação e esta está estruturada em cinco capítulos: o primeiro capítulo trata de Física do Meio Ambiente (FMA) como disciplina nos Cursos de Licenciatura em Física no Brasil, trazendo a preocupação de saber como essa disciplina vem sendo lecionada. Iniciamos o primeiro capítulo explicitando as razões que sustentam a inserção da disciplina Física do Meio Ambiente nos Cursos de Licenciatura em Física. Depois fizemos uma pesquisa, nos sitesdas Instituições de Ensino Superior, para sabermos da existência ou não dessa disciplina nas matrizes curriculares. Em seguida, analisamos as ementas para verificar quais bibliografias estão sendo adotadas e 

    quais conteúdos de Física estão sendo trabalhados, e como isso tem sido feito. Os cursos pesquisados foram os das Universidades Federais e Institutos Federais. Assim finalizamos o primeiro capítulo. Diante da indissociabilidade entre os estudos em Ensino de Física e os estudos sobre competências, habilidades e aprendizagem significativa, escrevemos o segundo capítulo. Nesse capítulo discutimos o desafio de converter informação em conhecimento. Num primeiro momento sobre a formação inicial de professores, pois mesmo não sendo esse o nosso enfoque, o estudo é sobre uma disciplina do curso superior, portanto, oferecida a futuros docentes. Depois falamos sobre a cultura do conhecimento, onde ressaltamos a utilização de uma abordagem de ensino que promova significados pelo conteúdo lecionado e faça sentido para o aluno. Finalizamos o terceiro capítulo, fazendo algumas considerações sobre competências e habilidades, com o intuito de identificarmos quais habilidades e competências foram trabalhadas e desenvolvidas durante e após a aplicação da Unidade Didática. O terceiro capítulo é o resultado de uma revisão e estudo bibliográfico sobre a interação radioativa Terra-Sol. Os assuntos pesquisados abordam desde a geração de energia no Sol aos temas mancha solar, ejeção de massa coronal, vento solar, radiação do corpo negro, Lei de Deslocamento de Wien, Lei de Stefan-Boltzmann, efeito estufa e aquecimento global. Esse capítulo trata de um material de apoio para o professor da disciplina supracitada. O quarto capítulo fala sobre o Método do Arco de Charles Maguerez; aqui explicamos a estrutura de cada uma das cinco etapas do Arco e de como utilizá-las no ensino. Também mostramos outra versão desse método adaptada por Bordenave. No quinto e último capítulo trouxemos uma descrição de como o método do Arco foi utilizado, nas aulas de Física do Meio Ambiente, com os alunos da Licenciatura em Física do IFRN Campus Santa Cruz. Apresentamos, nesse capítulo, uma transcrição das aulas para mostrar como se deu a aplicação de uma metodologia problematizadora no ensino dos conteúdos de Física propostos para a Unidade Didática a partir da discussão ambiental sobre os fenômenos efeito estufa e aquecimento global.

     

     

     

     

12
  • MARIA EMILIA BARRETO BEZERRA
  • UM ESTUDO SOBRE O ENSINO DE EVAPORAÇÃO NO CONTEXTO CTS

  • Orientador : GILVAN LUIZ BORBA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • LENINA LOPES SOARES SILVA
  • Data: 31/07/2014

  • Mostrar Resumo
  •  Neste trabalho de Dissertação propõe-se o ensino do tema evaporação a partir da abordagem CTS porque acreditamos que esse tipo de enfoque é capaz de proporcionar aos alunos uma aprendizagem mais crítica e consciente do fazer científico. Além disso, é possível mostrar aos alunos a importância deles, como cidadãos, nas tomadas de decisões que visem beneficiar a todos que fazem parte da comunidade a qual pertencem. Nessa perspectiva, aborda-se o tema Evaporação numa região caracterizada pela constante falta de água para o consumo, o município de Santa Cruz/RN, porque, apesar da criação de açudes para regularizar a vazão dos rios e aumentar a disponibilidade de água nos períodos de escassez, sabemos que esses reservatórios apresentam uma grande superfície líquida livre que permite elevada perda de água por evaporação. Dessa forma, a evaporação afeta o rendimento dos reservatórios para abastecimento e irrigação, sendo um fenômeno de especial interesse para estudo. Para tal, foi aplicado um questionário com o intuito de identificar as concepções prévias dos alunos sobre o tema. Em seguida, foi elaborado e realizado um Workshop voltado para os alunos da Licenciatura em Física do Campus Santa Cruz do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). A realização do Workshop serviu como espaço para a discussão sobre o tema dentro do contexto do município de Santa Cruz/RN. Como produto, sugerimos aos professores de Física um guia com recomendações que devem ser levadas em conta quando forem ensinar esse tema.


  • Mostrar Abstract
  •  Neste trabalho de Dissertação propõe-se o ensino do tema evaporação a partir da abordagem CTS porque acreditamos que esse tipo de enfoque é capaz de proporcionar aos alunos uma aprendizagem mais crítica e consciente do fazer científico. Além disso, é possível mostrar aos alunos a importância deles, como cidadãos, nas tomadas de decisões que visem beneficiar a todos que fazem parte da comunidade a qual pertencem. Nessa perspectiva, aborda-se o tema Evaporação numa região caracterizada pela constante falta de água para o consumo, o município de Santa Cruz/RN, porque, apesar da criação de açudes para regularizar a vazão dos rios e aumentar a disponibilidade de água nos períodos de escassez, sabemos que esses reservatórios apresentam uma grande superfície líquida livre que permite elevada perda de água por evaporação. Dessa forma, a evaporação afeta o rendimento dos reservatórios para abastecimento e irrigação, sendo um fenômeno de especial interesse para estudo. Para tal, foi aplicado um questionário com o intuito de identificar as concepções prévias dos alunos sobre o tema. Em seguida, foi elaborado e realizado um Workshop voltado para os alunos da Licenciatura em Física do Campus Santa Cruz do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). A realização do Workshop serviu como espaço para a discussão sobre o tema dentro do contexto do município de Santa Cruz/RN. Como produto, sugerimos aos professores de Física um guia com recomendações que devem ser levadas em conta quando forem ensinar esse tema.

13
  • SIDNEY FARIAS TEIXEIRA
  • MATEMÁTICA E NAVEGAÇÃO: MAIS UM CAMINHO PARA INTERDISCIPLINARIDADE

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • ODIRLEI SILVA JESUS
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 31/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta uma proposta de construção de um Laboratório de Ensino de Matemática (LEM) centrado em atividades de investigação com uso da História da Matemática e um caderno de atividades interdisciplinares fundamentada na implementação de um LEM centrado nos instrumentos de navegação e localização antigos. A metodologia adotada foi a pesquisa qualitativa, desenvolvida no próprio ambiente escolar. Os instrumentos utilizados na coleta dos dados pesquisados foram: a observação, caderno de anotações e questionários. Os  dados coletados através das atividades foram tratados, analisados e apresentados através de tabelas e gráficos. A análise mostrou que a implementação de um LEM temático pode contribuir para o desenvolvimento de atividades interdisciplinares e propiciar a participação dos alunos em atividades de investigação. 


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho apresenta uma proposta de construção de um Laboratório de Ensino de Matemática (LEM) centrado em atividades de investigação com uso da História da Matemática e um caderno de atividades interdisciplinares fundamentada na implementação de um LEM centrado nos instrumentos de navegação e localização antigos. A metodologia adotada foi a pesquisa qualitativa, desenvolvida no próprio ambiente escolar. Os instrumentos utilizados na coleta dos dados pesquisados foram: a observação, caderno de anotações e questionários. Os  dados coletados através das atividades foram tratados, analisados e apresentados através de tabelas e gráficos. A análise mostrou que a implementação de um LEM temático pode contribuir para o desenvolvimento de atividades interdisciplinares e propiciar a participação dos alunos em atividades de investigação. 

14
  • JOSÉ DAMIÃO SOUZA DE OLIVEIRA
  • A GEOMETRIA DO COMPASSO (1797) DE MASCHERONI (1750-1800) EM ATIVIDADES COM O GEOGEBRA

     

  • Orientador : GISELLE COSTA DE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • FRANCISCO REGIS VIEIRA ALVES
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • Data: 29/09/2014

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo mostrar uma possibilidade de relação entre o uso da História da Matemática e o das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) no ensino de Matemática, por meio de atividades com construções geométricas da “Geometria do Compasso” (1797) de Lorenzo Mascheroni (1750 - 1800). Para isso, foi realizada uma pesquisa qualitativa caracterizada por uma exploração histórica de caráter bibliográfico seguida de uma intervenção empírica com base no uso da História da Matemática aliado a TIC via Investigação Matemática. Assim, foram realizados estudos em trabalhos que tratassem do tema, assim como uma pesquisa para evidenciar problemas e/ou episódios da História da Matemática que podem ser resolvidos com o auxílio das TIC, permitindo a produção de um caderno de atividades abordando a resolução de problemas históricos num ambiente computacional. Nesta busca nos deparamos com os problemas de Geometria que são apresentados por Mascheroni na obra indicada anteriormente os quais propomos soluções e investigações usando o software GeoGebra. A pesquisa resultou na elaboração de um produto educacional, um caderno de atividades, o qual foi estruturado de modo a permitir que durante a sua execução os alunos possam realizar investigações históricas e/ou Matemática, para tanto, apresentamos os procedimentos para realização de cada construção, seguidos em alguns momentos pela solução original da obra. Ao mesmo tempo, estimulamos os discentes a investigarem/refletirem a sua construção (no GeoGebra), bem como a fazerem comparações com a solução de Mascheroni. Este caderno foi aplicado em duas turmas da disciplina Didática da Matemática I (MAT0367) do curso de Licenciatura em Matemática da UFRN em 2014.1. Sabendo da existência de alguns argumentos desfavoráveis quanto a utilização da História da Matemática, como por exemplo, a perda de tempo, constatou-se que este fator pode ser atenuado com o auxílio do recurso computacional, pois, podemos fazer verificações utilizando apenas o dinamismo do software e sem repetir a construção. Vale salientar que o tempo minimizado não significa perda de reflexão nem maturação das ideias, quando adotado o processo de Investigação histórica e/ou Matemática.

     


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho tem como objetivo mostrar uma possibilidade de relação entre o uso da História da Matemática e o das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) no ensino de Matemática, por meio de atividades com construções geométricas da “Geometria do Compasso” (1797) de Lorenzo Mascheroni (1750 - 1800). Para isso, foi realizada uma pesquisa qualitativa caracterizada por uma exploração histórica de caráter bibliográfico seguida de uma intervenção empírica com base no uso da História da Matemática aliado a TIC via Investigação Matemática. Assim, foram realizados estudos em trabalhos que tratassem do tema, assim como uma pesquisa para evidenciar problemas e/ou episódios da História da Matemática que podem ser resolvidos com o auxílio das TIC, permitindo a produção de um caderno de atividades abordando a resolução de problemas históricos num ambiente computacional. Nesta busca nos deparamos com os problemas de Geometria que são apresentados por Mascheroni na obra indicada anteriormente os quais propomos soluções e investigações usando o software GeoGebra. A pesquisa resultou na elaboração de um produto educacional, um caderno de atividades, o qual foi estruturado de modo a permitir que durante a sua execução os alunos possam realizar investigações históricas e/ou Matemática, para tanto, apresentamos os procedimentos para realização de cada construção, seguidos em alguns momentos pela solução original da obra. Ao mesmo tempo, estimulamos os discentes a investigarem/refletirem a sua construção (no GeoGebra), bem como a fazerem comparações com a solução de Mascheroni. Este caderno foi aplicado em duas turmas da disciplina Didática da Matemática I (MAT0367) do curso de Licenciatura em Matemática da UFRN em 2014.1. Sabendo da existência de alguns argumentos desfavoráveis quanto a utilização da História da Matemática, como por exemplo, a perda de tempo, constatou-se que este fator pode ser atenuado com o auxílio do recurso computacional, pois, podemos fazer verificações utilizando apenas o dinamismo do software e sem repetir a construção. Vale salientar que o tempo minimizado não significa perda de reflexão nem maturação das ideias, quando adotado o processo de Investigação histórica e/ou Matemática.

     

2013
Dissertações
1
  • SARAH MARA SILVA LEÔNCIO
  • Os artigos de Euler sobre os números amigáveis

  • Orientador : JOHN ANDREW FOSSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOHN ANDREW FOSSA
  • IRAN ABREU MENDES
  • LIGIA ARANTES SAD
  • Data: 22/01/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Entre os diversos recursos metodológicos que podem ser trabalhados na sala de aula pelo professor de matemática, podemos citar a História da Matemática que contribui para a elaboração de atividades que promovam curiosidade histórica e matemática nos discentes. Assim, a presente dissertação objetiva traduzir e analisar, matematicamente e historicamente, os três trabalhos de Euler sobre os números amigáveis que foram publicados durante o século XVIII com o mesmo título: De numeris amicabilibus. Estes trabalhos, apesar de terem sido escritos em 1747 quando Euler vivia em Berlim, eles foram publicados em datas e lugares diferentes. O primeiro, publicado em 1747 na Nova Acta Eruditorum e que recebeu a numeração E100 do índex Eneström, apresenta resumidamente o contexto histórico dos números amigáveis, menciona a fórmula 2nxy & 2nz que foi usada por seus precursores e ainda apresenta uma tabela contendo como resultado trinta pares de números amigáveis. Por sua vez, o segundo trabalho, E152, foi publicado em 1750 na Opuscula varii argumenti, ele é o resultado de uma análise completa da pesquisa de Euler sobre os números amigáveis que resultou em um catálogo contendo 61 pares, quantidade não alcançada por nenhum matemático antes de Euler. Por fim, o terceiro trabalho, E798, que foi publicado em 1849 na Opera postuma, provavelmente tenha sido o primeiro, entre os três trabalhos, a ser escrito por Euler. Deste modo, por meio da analise, histórica e matemática, destes trabalhos, observamos a importância que os mesmos oferecem para a elaboração de atividades que possibilitem aos discentes o desenvolvimento cognitivo e de habilidades.  


  • Mostrar Abstract
  • Entre os diversos recursos metodológicos que podem ser trabalhados na sala de aula pelo professor de matemática, podemos citar a História da Matemática que contribui para a elaboração de atividades que promovam curiosidade histórica e matemática nos discentes. Assim, a presente dissertação objetiva traduzir e analisar, matematicamente e historicamente, os três trabalhos de Euler sobre os números amigáveis que foram publicados durante o século XVIII com o mesmo título: De numeris amicabilibus. Estes trabalhos, apesar de terem sido escritos em 1747 quando Euler vivia em Berlim, eles foram publicados em datas e lugares diferentes. O primeiro, publicado em 1747 na Nova Acta Eruditorum e que recebeu a numeração E100 do índex Eneström, apresenta resumidamente o contexto histórico dos números amigáveis, menciona a fórmula 2nxy & 2nz que foi usada por seus precursores e ainda apresenta uma tabela contendo como resultado trinta pares de números amigáveis. Por sua vez, o segundo trabalho, E152, foi publicado em 1750 na Opuscula varii argumenti, ele é o resultado de uma análise completa da pesquisa de Euler sobre os números amigáveis que resultou em um catálogo contendo 61 pares, quantidade não alcançada por nenhum matemático antes de Euler. Por fim, o terceiro trabalho, E798, que foi publicado em 1849 na Opera postuma, provavelmente tenha sido o primeiro, entre os três trabalhos, a ser escrito por Euler. Deste modo, por meio da analise, histórica e matemática, destes trabalhos, observamos a importância que os mesmos oferecem para a elaboração de atividades que possibilitem aos discentes o desenvolvimento cognitivo e de habilidades.  

2
  • FREUD ROMÃO
  • Matemática Védica no Ensino das Quatro Operações

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAN ABREU MENDES
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • JOSILDO JOSÉ BARBOSA DA SILVA
  • Data: 20/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho descreve um estudo acerca das possibilidades didáticas da Matemática Védica para o ensino das quatro operações. O foco foi o livro Vedic Mathematics escrito pelo Jagadguru Sankaracharya Sri Bharati Krsna Tirthaji Maharaji e publicado em 1965 na Índia. Para melhor compreender as possibilidades didáticas da Matemática Védica foram consultadas várias fontes bibliográficas, considerando três aspectos principais. O primeiro de caráter histórico-cultural, com a finalidade de reunir informações acerca da matemática oriunda da civilização védica. Este aspecto evidenciou relações do desenvolvimento desta cultura com a matemática implicada no livro escrito por Tirthaji. O segundo aspecto foi referente ao ensino de matemática por meio de atividades de investigação em sala de aula, neste aspecto, busquei uma bibliografia para auxiliar na construção de uma proposta de atividade para ensinar as quatro operações, dentro de um enfoque investigativo, auxiliando no desenvolvimento do cálculo mental fortemente estimulado pelos Sūtras da Matemática Védica. O terceiro aspecto considerou a busca por livros sobre o ensino de Matemática Védica, escritos por outros autores, baseados no livro de Tirthaji. Este aspecto revelou livros texto de Matemática Védica adotados em escolas e cursos livres do Reino Unido, Estados Unidos e Índia, todos tendo como base o livro Vedic Mathematics de Tirthaji. A partir dos estudos bibliográficos foram elaboradas orientações didáticas e sugestões de atividades para o professor, visando auxiliar no ensino das quatro operações. O produto educacional encontra-se no corpo da dissertação e é composto pelos capítulos 4 e 5, ele consiste nas orientações didáticas e sugestões de atividades para serem usadas na sala de aula; focados para contribuir com o trabalho do professor do Ensino Fundamental dos anos iniciais e da Educação de Jovens e adultos (EJA), no processo de alfabetização matemática.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho descreve um estudo acerca das possibilidades didáticas da Matemática Védica para o ensino das quatro operações. O foco foi o livro Vedic Mathematics escrito pelo Jagadguru Sankaracharya Sri Bharati Krsna Tirthaji Maharaji e publicado em 1965 na Índia. Para melhor compreender as possibilidades didáticas da Matemática Védica foram consultadas várias fontes bibliográficas, considerando três aspectos principais. O primeiro de caráter histórico-cultural, com a finalidade de reunir informações acerca da matemática oriunda da civilização védica. Este aspecto evidenciou relações do desenvolvimento desta cultura com a matemática implicada no livro escrito por Tirthaji. O segundo aspecto foi referente ao ensino de matemática por meio de atividades de investigação em sala de aula, neste aspecto, busquei uma bibliografia para auxiliar na construção de uma proposta de atividade para ensinar as quatro operações, dentro de um enfoque investigativo, auxiliando no desenvolvimento do cálculo mental fortemente estimulado pelos Sūtras da Matemática Védica. O terceiro aspecto considerou a busca por livros sobre o ensino de Matemática Védica, escritos por outros autores, baseados no livro de Tirthaji. Este aspecto revelou livros texto de Matemática Védica adotados em escolas e cursos livres do Reino Unido, Estados Unidos e Índia, todos tendo como base o livro Vedic Mathematics de Tirthaji. A partir dos estudos bibliográficos foram elaboradas orientações didáticas e sugestões de atividades para o professor, visando auxiliar no ensino das quatro operações. O produto educacional encontra-se no corpo da dissertação e é composto pelos capítulos 4 e 5, ele consiste nas orientações didáticas e sugestões de atividades para serem usadas na sala de aula; focados para contribuir com o trabalho do professor do Ensino Fundamental dos anos iniciais e da Educação de Jovens e adultos (EJA), no processo de alfabetização matemática.

3
  • WESLEY COSTA DE OLIVEIRA
  • ENSINANDO SOBRE A NATUREZA DA CIÊNCIA: UMA ABORDAGEM EXPLÍCITA E CONTEXTUALIZADA A PARTIR DA HISTÓRIA DO VÁCUO

  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • ROBERTO DE ANDRADE MARTINS
  • Data: 10/06/2013

  • Mostrar Resumo
  • Nas últimas décadas, a importância de incluir conteúdos de Natureza da Ciência (NdC) no ensino de ciências tem sido enfatizada. Diversos trabalhos tem se preocupado em investigar as concepções sobre NdC sustentadas por alunos e professores, bem como em elaborar, implementar e avaliar propostas cujos objetivos se relacionam a propiciar espaços de reflexão sobre essa temática no contexto educacional. Dada à complexidade desses conteúdos, estudos apontam a necessidade de abordagens explicitas e contextualizadas dos mesmos, sendo a História da Ciência (HC) um dos possíveis caminhos para essa inserção. Partiu-se da premissa de que, por meio de um estudo histórico, que visa discutir o significado e a base de nossas “crenças”, pode-se conhecer o processo de construção do que “acreditamos” e entender melhor o seu significado. A presente dissertação se insere nessa perspectiva, propondo, com o objetivo de colaborar com o ensino de conteúdos de NdC, explorar a História do Vácuo, temática de alto potencial didático ainda pouco utilizado. Apresentaram-se ações em diferentes frentes que originaram três produtos no âmbito do presente trabalho. Na primeira frente, inseriu-se a pesquisa e a produção de materiais instrucionais (três textos históricos) para subsidiar interessados na transposição da HFC para o contexto educacional a partir do referido material. A relevância dessa frente, em particular, se justifica pela existência de lacunas no que diz respeito à produção desse tipo de material para o contexto de formação de professores. Considerou-se, no entanto, que a elaboração de material instrucional acessível e de boa qualidade não é garantia de que esses recursos venham a ser empregados se não forem acompanhados de discussões, na formação dos professores, sobre como utilizá-los, contextos e obstáculos a serem enfrentados. Partindo desse pressuposto, a segunda vertente apresentada diz respeito à organização e implementação de uma oficina para licenciandos e professores de Física, tendo em vista a instrumentalização desses indivíduos para a elaboração e uso de estratégias didáticas para abordagem de aspectos de NdC por meio de episódios da História do Vácuo, bem como a elaboração do texto de orientação aos interessados em transpor o material instrucional para o Ensino Médio. Esse texto de orientação contempla os obstáculos e desafios previstos pela literatura da área, bem como reflexões acerca das dificuldades enfrentadas pelos participantes da oficina na elaboração de propostas didáticas visando à transposição da HFC para o contexto educacional. A relevância dessa segunda frente, em particular, se justifica pela existência de lacunas no que diz respeito à inserção da temática NdC e da própria HFC na formação de professores.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Nas últimas décadas, a importância de incluir conteúdos de Natureza da Ciência (NdC) no ensino de ciências tem sido enfatizada. Diversos trabalhos tem se preocupado em investigar as concepções sobre NdC sustentadas por alunos e professores, bem como em elaborar, implementar e avaliar propostas cujos objetivos se relacionam a propiciar espaços de reflexão sobre essa temática no contexto educacional. Dada à complexidade desses conteúdos, estudos apontam a necessidade de abordagens explicitas e contextualizadas dos mesmos, sendo a História da Ciência (HC) um dos possíveis caminhos para essa inserção. Partiu-se da premissa de que, por meio de um estudo histórico, que visa discutir o significado e a base de nossas “crenças”, pode-se conhecer o processo de construção do que “acreditamos” e entender melhor o seu significado. A presente dissertação se insere nessa perspectiva, propondo, com o objetivo de colaborar com o ensino de conteúdos de NdC, explorar a História do Vácuo, temática de alto potencial didático ainda pouco utilizado. Apresentaram-se ações em diferentes frentes que originaram três produtos no âmbito do presente trabalho. Na primeira frente, inseriu-se a pesquisa e a produção de materiais instrucionais (três textos históricos) para subsidiar interessados na transposição da HFC para o contexto educacional a partir do referido material. A relevância dessa frente, em particular, se justifica pela existência de lacunas no que diz respeito à produção desse tipo de material para o contexto de formação de professores. Considerou-se, no entanto, que a elaboração de material instrucional acessível e de boa qualidade não é garantia de que esses recursos venham a ser empregados se não forem acompanhados de discussões, na formação dos professores, sobre como utilizá-los, contextos e obstáculos a serem enfrentados. Partindo desse pressuposto, a segunda vertente apresentada diz respeito à organização e implementação de uma oficina para licenciandos e professores de Física, tendo em vista a instrumentalização desses indivíduos para a elaboração e uso de estratégias didáticas para abordagem de aspectos de NdC por meio de episódios da História do Vácuo, bem como a elaboração do texto de orientação aos interessados em transpor o material instrucional para o Ensino Médio. Esse texto de orientação contempla os obstáculos e desafios previstos pela literatura da área, bem como reflexões acerca das dificuldades enfrentadas pelos participantes da oficina na elaboração de propostas didáticas visando à transposição da HFC para o contexto educacional. A relevância dessa segunda frente, em particular, se justifica pela existência de lacunas no que diz respeito à inserção da temática NdC e da própria HFC na formação de professores.

     

     

4
  • ANDERSON GUIMARAES GUEDES
  • FÍSICA DO MEIO AMBIENTE: DESAFIOS DE UMA DISCIPLINA FOCADA NA FORMAÇÃO DE HABILIDADES GERAIS

  • Orientador : GILVAN LUIZ BORBA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MARCELO GOMES GERMANO
  • Data: 13/06/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A disciplina Física do Meio Ambiente (FMA) foi criada em 1976 no Departamento de Física Teórica e Experimental da UFRN e, atualmente, faz parte da estrutura curricular do curso de Licenciatura em Física da UFRN e é de caráter obrigatório. Tal caráter se justifica, dentre outros motivos, pelo fato de que esta disciplina representa uma boa oportunidade dos licenciandos estudarem de que forma a Física pode contribuir para a compreensão de fenômenos relativos ao nosso Meio Ambiente, sejam eles relacionados às atividades humanas ou aos fenômenos naturais propriamente ditos e que de uma forma ou de outra afeta a sociedade. O nosso trabalho de pesquisa teve como objetivo principal elaborar um novo programa de ensino para a disciplina de Física do Meio Ambiente adequado às necessidades da educação científica para o século XXI.  A pesquisa foi conduzida inicialmente com um levantamento histórico da disciplina desde sua origem no Departamento de Física ate os dias atuais, analise dos Projetos Pedagógicos do curso de Licenciatura em Física da UFRN, revisão bibliográfica sobre as definições de competências e habilidades em um contexto de ensino e segundo o pensamento de vanguarda nesse campo de pesquisa, acompanhamento do curso durante um semestre através de aulas observacionais, aplicação de questionário para a coleta de dados e análise de alguns livros didáticos de Física do Ensino Médio. A partir do perfil ou modelo profissional para o licenciado em Física da UFRN definimos os objetivos gerais para a disciplina de FMA em termos de habilidades gerais relacionadas com as atividades que um futuro professor de Física irá desempenhar no seu dia a dia. O nosso programa de ensino foi pensado no sentido de introduzir conteúdos de didática específica ao longo da disciplina, isto é, familiarizar os professores em formação com investigação e inovação didáticas voltadas para o ensino de temas que envolvam a conexão entre Física e Meio Ambiente. Como resultado de nossa pesquisa foi proposto um novo Programa de Ensino para FMA que pode ser útil aos futuros professores desta disciplina e foi elaborado segundo uma metodologia de organização científica do processo ensino.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • A disciplina Física do Meio Ambiente (FMA) foi criada em 1976 no Departamento de Física Teórica e Experimental da UFRN e, atualmente, faz parte da estrutura curricular do curso de Licenciatura em Física da UFRN e é de caráter obrigatório. Tal caráter se justifica, dentre outros motivos, pelo fato de que esta disciplina representa uma boa oportunidade dos licenciandos estudarem de que forma a Física pode contribuir para a compreensão de fenômenos relativos ao nosso Meio Ambiente, sejam eles relacionados às atividades humanas ou aos fenômenos naturais propriamente ditos e que de uma forma ou de outra afeta a sociedade. O nosso trabalho de pesquisa teve como objetivo principal elaborar um novo programa de ensino para a disciplina de Física do Meio Ambiente adequado às necessidades da educação científica para o século XXI.  A pesquisa foi conduzida inicialmente com um levantamento histórico da disciplina desde sua origem no Departamento de Física ate os dias atuais, analise dos Projetos Pedagógicos do curso de Licenciatura em Física da UFRN, revisão bibliográfica sobre as definições de competências e habilidades em um contexto de ensino e segundo o pensamento de vanguarda nesse campo de pesquisa, acompanhamento do curso durante um semestre através de aulas observacionais, aplicação de questionário para a coleta de dados e análise de alguns livros didáticos de Física do Ensino Médio. A partir do perfil ou modelo profissional para o licenciado em Física da UFRN definimos os objetivos gerais para a disciplina de FMA em termos de habilidades gerais relacionadas com as atividades que um futuro professor de Física irá desempenhar no seu dia a dia. O nosso programa de ensino foi pensado no sentido de introduzir conteúdos de didática específica ao longo da disciplina, isto é, familiarizar os professores em formação com investigação e inovação didáticas voltadas para o ensino de temas que envolvam a conexão entre Física e Meio Ambiente. Como resultado de nossa pesquisa foi proposto um novo Programa de Ensino para FMA que pode ser útil aos futuros professores desta disciplina e foi elaborado segundo uma metodologia de organização científica do processo ensino.

     

     

5
  • JEFFERSON LEANDRO RAMOS DE OLIVEIRA
  • ELABORAÇÃO DE ATIVIDADES DIDÁTICAS PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA A PARTIR DE LIVROS ANTIGOS: O EXEMPLO DO LEÇONS ÉLÉMENTAIRES DE LAGRANGE

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • IRAN ABREU MENDES
  • MIGUEL CHAQUIAM
  • Data: 04/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Muitos estudos sobre o uso pedagógico da história da Matemática vêm apontando argumentos que fundamentam ações essas didáticas como um modo de abordar a matemática escolar de modo a conduzir os estudantes a uma aprendizagem matemática reflexiva e com significado. Na perspectiva de verificar experimentalmente como essas relações entre História da Matemática e Educação Matemática podem se materializar na forma de atividades didáticas fizemos um levantamento acerca da obra do matemático Joseph Louis Lagrange (1736-1813) e identificamos o potencial de exploração pedagógica da obra Leçons élémentaires sur les mathématiques données a l'École Normale en 1795 (Lições elementares sobre as matemáticas dadas à Escola Normal em 1795), do referido matemático. O objetivo central do nosso estudo foi investigar o potencial didático de uma obra antiga voltada ao ensino de matemática e tomá-la como suporte conceitual e didático para a criação de um modelo de atividades didáticas para o ensino de matemática, tanto na formação de professores de matemática como para a aprendizagem matemática de estudantes do ensino fundamental. Fizemos uma leitura, a tradução e a inclusão de notas e comentários sobre a obra e uma pesquisa bibliográfica sobre as relações entre História da Matemática e Educação Matemática, de modo compreender aspectos conceituais e didáticos para a elaboração de um módulo de atividades didáticas para o ensino de matemática com base em alguns capítulos do livro de Lagrange. Para tanto, a obra foi utilizada como fonte primária e estudada sob uma fundamentação teórica baseada, em trabalhos dos Institutos de Pesquisa sobre Ensino das Matemáticas – IREMs franceses. No módulo elaborado, as atividades trazem os conteúdos numa sequência integrada à lógica de uma aula, com a leitura direta de fragmentos do texto original, disposto entre questões de fixação e situações-problema, contextualizadas historicamente com o período e relacionadas aos conteúdos focados. Como se trata de uma pesquisa pautada na exploração de livros antigos, consideramos que o módulo de atividades baseado em fonte primária pode se utilizado como um material pedagógico para a formação de professores de matemática bem como para os anos finais do ensino fundamental e reformulado ou acrescido de outras questões conforme o interesse de cada professor que utilizá-lo.


  • Mostrar Abstract
  • Muitos estudos sobre o uso pedagógico da história da Matemática vêm apontando argumentos que fundamentam ações essas didáticas como um modo de abordar a matemática escolar de modo a conduzir os estudantes a uma aprendizagem matemática reflexiva e com significado. Na perspectiva de verificar experimentalmente como essas relações entre História da Matemática e Educação Matemática podem se materializar na forma de atividades didáticas fizemos um levantamento acerca da obra do matemático Joseph Louis Lagrange (1736-1813) e identificamos o potencial de exploração pedagógica da obra Leçons élémentaires sur les mathématiques données a l'École Normale en 1795 (Lições elementares sobre as matemáticas dadas à Escola Normal em 1795), do referido matemático. O objetivo central do nosso estudo foi investigar o potencial didático de uma obra antiga voltada ao ensino de matemática e tomá-la como suporte conceitual e didático para a criação de um modelo de atividades didáticas para o ensino de matemática, tanto na formação de professores de matemática como para a aprendizagem matemática de estudantes do ensino fundamental. Fizemos uma leitura, a tradução e a inclusão de notas e comentários sobre a obra e uma pesquisa bibliográfica sobre as relações entre História da Matemática e Educação Matemática, de modo compreender aspectos conceituais e didáticos para a elaboração de um módulo de atividades didáticas para o ensino de matemática com base em alguns capítulos do livro de Lagrange. Para tanto, a obra foi utilizada como fonte primária e estudada sob uma fundamentação teórica baseada, em trabalhos dos Institutos de Pesquisa sobre Ensino das Matemáticas – IREMs franceses. No módulo elaborado, as atividades trazem os conteúdos numa sequência integrada à lógica de uma aula, com a leitura direta de fragmentos do texto original, disposto entre questões de fixação e situações-problema, contextualizadas historicamente com o período e relacionadas aos conteúdos focados. Como se trata de uma pesquisa pautada na exploração de livros antigos, consideramos que o módulo de atividades baseado em fonte primária pode se utilizado como um material pedagógico para a formação de professores de matemática bem como para os anos finais do ensino fundamental e reformulado ou acrescido de outras questões conforme o interesse de cada professor que utilizá-lo.

6
  • RENATO RODRIGUES CUNHA LIMA FILHO
  • UM ESTUDO DE PRÁTICAS MATEMÁTICAS HISTÓRICAS E SUGESTÕES DE USO NA MATEMÁTICA ESCOLAR

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • IRAN ABREU MENDES
  • MIGUEL CHAQUIAM
  • Data: 04/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação com o objetivo de contribuir para que o ensino de matemática possibilite uma aprendizagem conectada às relações entre ciência, sociedade, cultura e cognição, para tanto propomos o envolvimento dos nossos alunos com práticas sociais encontradas na história, visto que estas práticas apresentam claramente a exploração de conceitos relacionados à matemática escolar. Nossa intenção é oportunizar práticas escolares em que estas matemáticas, originadas das práticas profissionais históricas, ofereçam estratégias de pensamento e raciocínio matemático na busca de soluções para problematizações encontradas na atualidade. Nós acreditamos que com a proposta de produção de Unidades Básicas de Problematizações ou simplesmente UBPs na formação do professor de matemática que aponta para uma alternativa que possibilita um melhor aproveitamento do processo de ensino e aprendizagem de matemática com a finalidade de que o ensino básico seja realmente formador do cidadão tornando-o crítico e agente transformador da sociedade. Nesse sentido, para concretizar nossa proposta, apresentamos a seguir algumas recomendações de exploração e uso destas unidades para que os professores possam utilizar o material investigado por nós, de modo a complementar seu trabalho didático nas aulas de matemática. As nossas recomendações didáticas se concretizaram como um produto da exploração do livro “Instrumentos nuevos de geometria muy necessários para medir distancia y alturas sem que interuengan numeros como se demuestra em la practica”, de autoria de Andrés de Cespedes, de 1606 foi publicado em Madrid, na Espanha em 1606. No referido livro o autor demonstra claramente a intensão de estabelecer condições para o transporte de água, pessoas e equipamentos em terrenos que apresente topologia variada além de tratar da formação de práticos e técnicos liberais e, a partir desta ideia, desenvolve a partir de técnicas e resultados de experimentos anteriores em diversas etapas instrumentos e procedimentos para alcançar seus objetivos. A partir dessas problematizações e da matemática envolvida em suas soluções apresentaremos algumas orientações para uso didático do livro de modo que o professor possa reelaborar tais problematizações apoiado em temas atuais e assim, utilizá-las em sala de aula.


  • Mostrar Abstract
  • Esta dissertação com o objetivo de contribuir para que o ensino de matemática possibilite uma aprendizagem conectada às relações entre ciência, sociedade, cultura e cognição, para tanto propomos o envolvimento dos nossos alunos com práticas sociais encontradas na história, visto que estas práticas apresentam claramente a exploração de conceitos relacionados à matemática escolar. Nossa intenção é oportunizar práticas escolares em que estas matemáticas, originadas das práticas profissionais históricas, ofereçam estratégias de pensamento e raciocínio matemático na busca de soluções para problematizações encontradas na atualidade. Nós acreditamos que com a proposta de produção de Unidades Básicas de Problematizações ou simplesmente UBPs na formação do professor de matemática que aponta para uma alternativa que possibilita um melhor aproveitamento do processo de ensino e aprendizagem de matemática com a finalidade de que o ensino básico seja realmente formador do cidadão tornando-o crítico e agente transformador da sociedade. Nesse sentido, para concretizar nossa proposta, apresentamos a seguir algumas recomendações de exploração e uso destas unidades para que os professores possam utilizar o material investigado por nós, de modo a complementar seu trabalho didático nas aulas de matemática. As nossas recomendações didáticas se concretizaram como um produto da exploração do livro “Instrumentos nuevos de geometria muy necessários para medir distancia y alturas sem que interuengan numeros como se demuestra em la practica”, de autoria de Andrés de Cespedes, de 1606 foi publicado em Madrid, na Espanha em 1606. No referido livro o autor demonstra claramente a intensão de estabelecer condições para o transporte de água, pessoas e equipamentos em terrenos que apresente topologia variada além de tratar da formação de práticos e técnicos liberais e, a partir desta ideia, desenvolve a partir de técnicas e resultados de experimentos anteriores em diversas etapas instrumentos e procedimentos para alcançar seus objetivos. A partir dessas problematizações e da matemática envolvida em suas soluções apresentaremos algumas orientações para uso didático do livro de modo que o professor possa reelaborar tais problematizações apoiado em temas atuais e assim, utilizá-las em sala de aula.

7
  • JULIANA DE MELO PEREIRA
  • INCLUINDO A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR: DIFICULDADES E SUGESTÕES

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FERNANDO GUEDES CURY
  • ROGERIA GAUDENCIO DO REGO
  • Data: 22/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho é resultado de um estudo que  tem como objetivo pontuar dificuldades  que o professor de matemática encontra ao tentar  buscar uma formação histórica. Tendo em vista que o livro didático é o material com o qual o professor tem mais contato começamos com a leitura de textos históricos presentes nesses livros. Escolhemos um tema e a partir dessa escolha pudemos verificar limitações que vão desde a busca por fontes de pesquisa até o próprio conteúdo histórico. Muitos são os trabalhos que mostram a importância da História da Matemática na formação do professor e também no processo de ensino-aprendizagem de Matemática. Esses trabalhos apontam a necessidade de materiais para o professor, pois mostram que o professor reconhece a importância desse  conhecimento e a possibilidade de usá-lo em sala de aula, mas por diversos fatores, entre eles a ausência de materiais adequados, não se sentem atraídos ou incentivados a buscar esse conhecimento. Para ajudar na elaboração de materiais que atendam às expectativas do professor apresentamos um manual com sugestões e/ou características que um texto pode ter para, possivelmente,  aproximar o professor desse conhecimento histórico.

     


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho é resultado de um estudo que  tem como objetivo pontuar dificuldades  que o professor de matemática encontra ao tentar  buscar uma formação histórica. Tendo em vista que o livro didático é o material com o qual o professor tem mais contato começamos com a leitura de textos históricos presentes nesses livros. Escolhemos um tema e a partir dessa escolha pudemos verificar limitações que vão desde a busca por fontes de pesquisa até o próprio conteúdo histórico. Muitos são os trabalhos que mostram a importância da História da Matemática na formação do professor e também no processo de ensino-aprendizagem de Matemática. Esses trabalhos apontam a necessidade de materiais para o professor, pois mostram que o professor reconhece a importância desse  conhecimento e a possibilidade de usá-lo em sala de aula, mas por diversos fatores, entre eles a ausência de materiais adequados, não se sentem atraídos ou incentivados a buscar esse conhecimento. Para ajudar na elaboração de materiais que atendam às expectativas do professor apresentamos um manual com sugestões e/ou características que um texto pode ter para, possivelmente,  aproximar o professor desse conhecimento histórico.

     

8
  • ANA PAULA PEREIRA DO NASCIMENTO SILVA
  • A leitura de fontes antigas como possibilidade didática: um exemplo a partir do Almagesto de Ptolomeu

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANTONIO VICENTE MARAFIOTI GARNICA
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • Data: 24/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Como educadores, sabemos que nossa tarefa é muito mais do que contextualizar o ensino da matemática, é preciso criar um ambiente favorável à aprendizagem em que o estudante sinta-se mobilizado a aprender. E para que isso aconteça é preciso pensar não somente em atividades voltadas para nossos alunos do ensino básico, mas também atividades que estimulem a pesquisa e reciclem os nossos professores em exercício. O objetivo geral deste trabalho é possibilitar que professores e alunos possam estudar e conhecer um pouco sobre o Almagesto (obra científica que marca a fase inicial da astronomia e trigonometria enquanto ciência). Queremos explorar a trigonometria imergindo-a em seu contexto, sua história e suas aplicações. 


  • Mostrar Abstract
  • Como educadores, sabemos que nossa tarefa é muito mais do que contextualizar o ensino da matemática, é preciso criar um ambiente favorável à aprendizagem em que o estudante sinta-se mobilizado a aprender. E para que isso aconteça é preciso pensar não somente em atividades voltadas para nossos alunos do ensino básico, mas também atividades que estimulem a pesquisa e reciclem os nossos professores em exercício. O objetivo geral deste trabalho é possibilitar que professores e alunos possam estudar e conhecer um pouco sobre o Almagesto (obra científica que marca a fase inicial da astronomia e trigonometria enquanto ciência). Queremos explorar a trigonometria imergindo-a em seu contexto, sua história e suas aplicações. 

9
  • EMILIE SARAIVA ALVES DA COSTA
  • CONTRIBUIÇÕES DE UMA UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA PARA O ENSINO DE ECOLOGIA EM UMA ESCOLA DO ENSINO FUNDAMENTAL

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • DANIELA FRANCO CARVALHO JACOBUCCI
  • Data: 25/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa visa avaliar a contribuição do uso de áreas verdes da escola como espaço educativo para favorecer a melhoria da aprendizagem de conteúdos ecológicos no ensino fundamental. O trabalho foi realizado com alunos do ensino fundamental II da Escola Estadual Drº Manoel Vilaça em Natal-RN. Buscou-se identificar os conhecimentos prévios dos alunos sobre os conteúdos de ecologia; elaborar e aplicar uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa - UEPS; avaliar a aprendizagem dos conceitos de ecologia na Unidade de Ensino Potencialmente Significativa; avaliar a contribuição de trilha interpretativa como estratégia de ensino para aprendizagem de conteúdos de ecologia. O levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos por meio do pré-teste foi essencial à identificação dos subsunçores adequados e parcialmente adequados, pois serviram como “âncora” para posterior ampliação dos conceitos científicos contidos nesta pesquisa. Foi constatado ganho cognitivo por parte dos alunos em relação aos conteúdos ecológicos conceituais quando comparados às respostas formuladas no início, durante e ao final das atividades. Percebe-se que a utilização das áreas verdes da escola como espaço educativo contribui para o aspecto motivacional, pois os alunos formam-se protagonistas ao longo de todo processo de ensino-aprendizagem ao participarem ativamente das atividades de ensino propostas. A aplicação da sequência de atividades da UEPS forneceu oportunidades para que os alunos vivenciassem diversos conteúdos procedimentais como: observações e registros, levantamento de hipóteses, argumentação, negociação de significados com posterior sistematização dos dados. A incorporação de conteúdos atitudinais como respeito ao meio ambiente; saber trabalhar em equipe, planejar, elaborar e executar ações de cidadania e responsabilidade socioambiental também foi observado. Espera-se nesta pesquisa que a utilização de áreas verdes da escola aliada à aplicação de uma UEPS favoreça a aprendizagem significativa de conteúdos ecológicos no ensino de ciências do ensino fundamental.


  • Mostrar Abstract
  • A pesquisa visa avaliar a contribuição do uso de áreas verdes da escola como espaço educativo para favorecer a melhoria da aprendizagem de conteúdos ecológicos no ensino fundamental. O trabalho foi realizado com alunos do ensino fundamental II da Escola Estadual Drº Manoel Vilaça em Natal-RN. Buscou-se identificar os conhecimentos prévios dos alunos sobre os conteúdos de ecologia; elaborar e aplicar uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa - UEPS; avaliar a aprendizagem dos conceitos de ecologia na Unidade de Ensino Potencialmente Significativa; avaliar a contribuição de trilha interpretativa como estratégia de ensino para aprendizagem de conteúdos de ecologia. O levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos por meio do pré-teste foi essencial à identificação dos subsunçores adequados e parcialmente adequados, pois serviram como “âncora” para posterior ampliação dos conceitos científicos contidos nesta pesquisa. Foi constatado ganho cognitivo por parte dos alunos em relação aos conteúdos ecológicos conceituais quando comparados às respostas formuladas no início, durante e ao final das atividades. Percebe-se que a utilização das áreas verdes da escola como espaço educativo contribui para o aspecto motivacional, pois os alunos formam-se protagonistas ao longo de todo processo de ensino-aprendizagem ao participarem ativamente das atividades de ensino propostas. A aplicação da sequência de atividades da UEPS forneceu oportunidades para que os alunos vivenciassem diversos conteúdos procedimentais como: observações e registros, levantamento de hipóteses, argumentação, negociação de significados com posterior sistematização dos dados. A incorporação de conteúdos atitudinais como respeito ao meio ambiente; saber trabalhar em equipe, planejar, elaborar e executar ações de cidadania e responsabilidade socioambiental também foi observado. Espera-se nesta pesquisa que a utilização de áreas verdes da escola aliada à aplicação de uma UEPS favoreça a aprendizagem significativa de conteúdos ecológicos no ensino de ciências do ensino fundamental.

10
  • ANNA KARLA SILVA DO NASCIMENTO
  • GEOMETRIAS NÃO-EUCLIDIANAS COMO ANOMALIAS: IMPLICAÇÕES PEDAGÓGICAS PARA O ENSINO DE GEOMETRIA E MEDIDAS.

  • Orientador : GISELLE COSTA DE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • IRAN ABREU MENDES
  • JOSILDO JOSÉ BARBOSA DA SILVA
  • Data: 25/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa trata de um estudo sobre anomalias na matemática, cujo título é a Geometrias Nãoeuclidianas Como Anomalias: Implicações Para O Ensino De Geometria E Medidas. Tem como objetivo mostrar ao leitor a existência das anomalias na matemática indicando as implicações pedagógicas e em seguida propor uma sequência de atividades, distribuídas em três blocos as quais mostram essa relação da geometria euclidiana com a nãoeuclidiana, tomando a euclidiana com referência, para análise da anomalia na nãoeuclidiana. Está vinculada ao PPGECNM na linha de pesquisa de História, Filosofia e Sociologia da Ciência no Ensino de Ciências Naturais e da Matemática. Tratamos assim sobre Euclides de Alexandria, sua obra mais famosa Os Elementos e, além disso, enfatizamos o Quinto Postulado de Euclides. Trouxemos as dificuldades que os matemáticos tinham em compreendê-lo e que perdurou por vários séculos, uma vez que vários questionamentos foram gerados devido sua falta de clareza. Até que no século XVIII três matemáticos: Lobachevsky (1793 – 1856), Bolyai (1775 – 1856) e Gauss (1777-1855) foram convencidos que tal axioma era correto e que existia uma outra geometria tão consistente quanto a de Euclides, mas que não se enquadrava em seus parâmetros. É atribuída a esses três a descoberta da geometria nãoeuclidiana. Para o recurso metodológico iniciamos com algumas definições de caráter bibliográfico sobre as anomalias, depois as caracterizamos, para que nossa definição seja melhor compreendida pelo leitor e, em seguida, tratamos somente das geometrias nãoeuclidianas (Geometria Hiperbólica, Geometria Esférica e a Geometria do Motorista de Táxi) confrontando-as com a euclidiana para que analisemos as anomalias existentes nas geometrias nãoeuclidianas e observemos sua importância ao ensino. A proposta de atividades deste trabalho é composta por três blocos de atividades: o primeiro sobre as retas paralelas, o segundo sobre o estudo dos triângulos e o terceiro sobre a menor distancia entre dois pontos. Esses blocos oferecem um trabalho com elementos básicos da geometria a partir de um estudo histórico e investigativo das geometrias nãoeuclidianas enquanto anomalia de modo que o conceito seja compreendido juntamente com suas propriedades sem necessariamente estar vinculada a imagem dos elementos geométricos e, consequentemente, ampliando ou adaptando para outros referenciais.


  • Mostrar Abstract
  • Esta pesquisa trata de um estudo sobre anomalias na matemática, cujo título é a Geometrias Nãoeuclidianas Como Anomalias: Implicações Para O Ensino De Geometria E Medidas. Tem como objetivo mostrar ao leitor a existência das anomalias na matemática indicando as implicações pedagógicas e em seguida propor uma sequência de atividades, distribuídas em três blocos as quais mostram essa relação da geometria euclidiana com a nãoeuclidiana, tomando a euclidiana com referência, para análise da anomalia na nãoeuclidiana. Está vinculada ao PPGECNM na linha de pesquisa de História, Filosofia e Sociologia da Ciência no Ensino de Ciências Naturais e da Matemática. Tratamos assim sobre Euclides de Alexandria, sua obra mais famosa Os Elementos e, além disso, enfatizamos o Quinto Postulado de Euclides. Trouxemos as dificuldades que os matemáticos tinham em compreendê-lo e que perdurou por vários séculos, uma vez que vários questionamentos foram gerados devido sua falta de clareza. Até que no século XVIII três matemáticos: Lobachevsky (1793 – 1856), Bolyai (1775 – 1856) e Gauss (1777-1855) foram convencidos que tal axioma era correto e que existia uma outra geometria tão consistente quanto a de Euclides, mas que não se enquadrava em seus parâmetros. É atribuída a esses três a descoberta da geometria nãoeuclidiana. Para o recurso metodológico iniciamos com algumas definições de caráter bibliográfico sobre as anomalias, depois as caracterizamos, para que nossa definição seja melhor compreendida pelo leitor e, em seguida, tratamos somente das geometrias nãoeuclidianas (Geometria Hiperbólica, Geometria Esférica e a Geometria do Motorista de Táxi) confrontando-as com a euclidiana para que analisemos as anomalias existentes nas geometrias nãoeuclidianas e observemos sua importância ao ensino. A proposta de atividades deste trabalho é composta por três blocos de atividades: o primeiro sobre as retas paralelas, o segundo sobre o estudo dos triângulos e o terceiro sobre a menor distancia entre dois pontos. Esses blocos oferecem um trabalho com elementos básicos da geometria a partir de um estudo histórico e investigativo das geometrias nãoeuclidianas enquanto anomalia de modo que o conceito seja compreendido juntamente com suas propriedades sem necessariamente estar vinculada a imagem dos elementos geométricos e, consequentemente, ampliando ou adaptando para outros referenciais.

11
  • BRENO CAVALCANTE DE ARAUJO
  • HISTÓRIA DA CIÊNCIA COMO ESTRATÉGIA DIDÁTICA NO ENSINO MÉDIO: UM BREVE OLHAR DE CONTEÚDOS DA ÓPTICA

  • Orientador : ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRO CARDOSO TENORIO
  • ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • Data: 29/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • A partir de uma crítica a aspectos do atual ensino de Física, propomos neste trabalho uma investigação sobre as concepções de Natureza da Ciência (NdC) apresentadas por alunos de nível médio de ensino, assim como a inserção de discussões acerca de alguns elementos de NdC, por meio da História e da Filosofia da Ciência, compreendendo-as como estratégia facilitadora para um aprendizado mais eficaz da disciplina de Física e, mais especificamente, do conteúdo de óptica. Partindo do período histórico correspondente à Antiguidade grega até meados do século XIX, construímos e aplicamos uma unidade didática a uma turma do ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), campus de Ipanguaçu. Nossa unidade didática envolveu a leitura e interpretação de textos com conteúdo histórico, a observação e montagem de cinco atividades experimentais, entre outras atividades. A análise dos dados ocorreu através de questionários investigativos aplicados antes e após a realização da unidade didática, além de questionários relativos aos conteúdos presentes nos textos. Apesar de pouco expressivos, os resultados indicaram que a aplicação da unidade didática permitiu a (re)construção de algumas concepções sobre NdC presentes nos alunos alvos do nosso trabalho, além de contribuir com um melhor aprendizado do conteúdo de óptica e uma maior aproximação da ciência e de sua natureza.


  • Mostrar Abstract
  • A partir de uma crítica a aspectos do atual ensino de Física, propomos neste trabalho uma investigação sobre as concepções de Natureza da Ciência (NdC) apresentadas por alunos de nível médio de ensino, assim como a inserção de discussões acerca de alguns elementos de NdC, por meio da História e da Filosofia da Ciência, compreendendo-as como estratégia facilitadora para um aprendizado mais eficaz da disciplina de Física e, mais especificamente, do conteúdo de óptica. Partindo do período histórico correspondente à Antiguidade grega até meados do século XIX, construímos e aplicamos uma unidade didática a uma turma do ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), campus de Ipanguaçu. Nossa unidade didática envolveu a leitura e interpretação de textos com conteúdo histórico, a observação e montagem de cinco atividades experimentais, entre outras atividades. A análise dos dados ocorreu através de questionários investigativos aplicados antes e após a realização da unidade didática, além de questionários relativos aos conteúdos presentes nos textos. Apesar de pouco expressivos, os resultados indicaram que a aplicação da unidade didática permitiu a (re)construção de algumas concepções sobre NdC presentes nos alunos alvos do nosso trabalho, além de contribuir com um melhor aprendizado do conteúdo de óptica e uma maior aproximação da ciência e de sua natureza.

12
  • LíVIA CRISTINA DOS SANTOS SILVA
  • Dificuldades de aprendizagem em estequiometria: uma proposta de ensino apoiada na modelagem

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • FERNANDA MARUR MAZZE
  • PATRICIA FLAVIA DA SILVA DIAS MOREIRA
  • FABIANA ROBERTA GONCALVES E SILVA HUSSEIN
  • Data: 30/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Para aprender/ensinar química alguns temas são relevantes, entre eles a estequiometria, que consiste no estudo das relações ponderais de combinação de elementos e compostos entre si. Este assunto é fundamental para a compreensão/representação/previsão das transformações químicas. Ao considerar estes aspectos, nosso estudo apresenta uma proposta para trabalhar o conteúdo de estequiometria com futuros professores de química apoiando-se em elementos da modelagem. Para tanto, procurou-se identificar as dificuldades de aprendizagem, utilizando tanto questionários como provas pedagógicas para, a partir delas propor uma unidade de ensino para este conceito e, consequentemente, a avaliação de nossa proposta. Os sujeitos participantes foram estudantes da licenciatura em química da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) de diferentes períodos. Como referencial metodológico, apoiamo-nos na análise textual discursiva para caracterização da fala dos participantes. Como principais resultados foram observados a concepção de aparecimento ou desaparecimento de matéria durante as transformações químicas, desconsideração das proporções estequiométricas ao usar desenhos para representar a reação a nível submicroscópico e confusão da grandeza quantidade de matéria com outras grandezas, tais como massa e volume. Para a produção da unidade de ensino, recorremos às orientações legais brasileiras (PCNEM, PCNmais e OCEM) para o ensino de química e de estequiometria química e os referenciais sobre o uso de modelos no ensino de modo a promover a habilidade de articular  os níveis de representação da matéria macroscópico e submicroscópico.



  • Mostrar Abstract
  • Para aprender/ensinar química alguns temas são relevantes, entre eles a estequiometria, que consiste no estudo das relações ponderais de combinação de elementos e compostos entre si. Este assunto é fundamental para a compreensão/representação/previsão das transformações químicas. Ao considerar estes aspectos, nosso estudo apresenta uma proposta para trabalhar o conteúdo de estequiometria com futuros professores de química apoiando-se em elementos da modelagem. Para tanto, procurou-se identificar as dificuldades de aprendizagem, utilizando tanto questionários como provas pedagógicas para, a partir delas propor uma unidade de ensino para este conceito e, consequentemente, a avaliação de nossa proposta. Os sujeitos participantes foram estudantes da licenciatura em química da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) de diferentes períodos. Como referencial metodológico, apoiamo-nos na análise textual discursiva para caracterização da fala dos participantes. Como principais resultados foram observados a concepção de aparecimento ou desaparecimento de matéria durante as transformações químicas, desconsideração das proporções estequiométricas ao usar desenhos para representar a reação a nível submicroscópico e confusão da grandeza quantidade de matéria com outras grandezas, tais como massa e volume. Para a produção da unidade de ensino, recorremos às orientações legais brasileiras (PCNEM, PCNmais e OCEM) para o ensino de química e de estequiometria química e os referenciais sobre o uso de modelos no ensino de modo a promover a habilidade de articular  os níveis de representação da matéria macroscópico e submicroscópico.


13
  • MARIANA LEITE DA SILVEIRA
  • CITOLOGIA: UMA PROPOSTA FORMATIVA NA EaD – UFRN A PARTIR DE CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS

  • Orientador : MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLA SORAIA SOARES DE CASTRO
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • Data: 30/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • As dificuldades de aprendizagem podem ter influência direta no processo de ensino aprendizagem dos estudantes, reduzindo o rendimento escolar. Outro fator que pode contribuir para essa a influência negativa no aprendizado se refere à presença de concepções alternativas, que podem ter diversas origens no processo educacional. É de suma importância, para os docentes, por exemplo, conhecer as concepções e as dificuldades de seus educandos, tendo em vista que esse conhecimento pode contribuir significativamente para uma melhoria do processo de ensino aprendizagem. A partir das seguintes considerações, foi elaborado o presente trabalho que visa investigar aspectos relacionados às concepções e dificuldades de alunos de nível superior em relação aos conteúdos de Biologia. O público alvo da pesquisa são alunos de licenciatura em Ciências Biológicas da UFRN, que estão cursando a modalidade de Ensino à Distância (EaD). Para o desenvolvimento da pesquisa, foram elaborados questionários para a identificação dos conteúdos, em Biologia, que os alunos mais apresentam dificuldades, assim como uma entrevista para levantar concepções alternativas referentes ao conteúdo de citologia. Outra ferramenta elaborada foi uma ficha de avaliação de livros didáticos, que foi aplicada em conjunto com um questionário em oficinas (cursos de curta duração), visando identificar possíveis erros e equívocos que poderiam prejudicar o processo de ensino aprendizagem, assim como a importância que esses aprendizes atribuem aos livros didáticos no processo educacional. A partir dos dados coletados, como produto, um material de apoio ao professor sobre o conteúdo de citologia que pode ser aplicado em sala de aula e que visa contribuir para a melhoria do ensino e aprendizagem desse conteúdo, ao minimizar, por exemplo, o surgimento de concepções alternativas relacionadas ao tema.


  • Mostrar Abstract
  • As dificuldades de aprendizagem podem ter influência direta no processo de ensino aprendizagem dos estudantes, reduzindo o rendimento escolar. Outro fator que pode contribuir para essa a influência negativa no aprendizado se refere à presença de concepções alternativas, que podem ter diversas origens no processo educacional. É de suma importância, para os docentes, por exemplo, conhecer as concepções e as dificuldades de seus educandos, tendo em vista que esse conhecimento pode contribuir significativamente para uma melhoria do processo de ensino aprendizagem. A partir das seguintes considerações, foi elaborado o presente trabalho que visa investigar aspectos relacionados às concepções e dificuldades de alunos de nível superior em relação aos conteúdos de Biologia. O público alvo da pesquisa são alunos de licenciatura em Ciências Biológicas da UFRN, que estão cursando a modalidade de Ensino à Distância (EaD). Para o desenvolvimento da pesquisa, foram elaborados questionários para a identificação dos conteúdos, em Biologia, que os alunos mais apresentam dificuldades, assim como uma entrevista para levantar concepções alternativas referentes ao conteúdo de citologia. Outra ferramenta elaborada foi uma ficha de avaliação de livros didáticos, que foi aplicada em conjunto com um questionário em oficinas (cursos de curta duração), visando identificar possíveis erros e equívocos que poderiam prejudicar o processo de ensino aprendizagem, assim como a importância que esses aprendizes atribuem aos livros didáticos no processo educacional. A partir dos dados coletados, como produto, um material de apoio ao professor sobre o conteúdo de citologia que pode ser aplicado em sala de aula e que visa contribuir para a melhoria do ensino e aprendizagem desse conteúdo, ao minimizar, por exemplo, o surgimento de concepções alternativas relacionadas ao tema.

14
  • GILBERTO CUNHA DE ARAUJO JUNIOR
  • A ETNOMATEMÁTICA EM UMA CERÂMICA DA REGIÃO DO SERIDÓ

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • ROGER MIARKA
  • Data: 31/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo investigar conhecimentos matemáticos utilizados como ferramentas na fabricação e comercialização de telhas de cerâmica vermelha pelos oleiros do povoado Currais Novos/RN, localizado a 250 km da capital do Rio Grande do Norte. Para alcançarmos nossos objetivos, nos apoiamos na concepção d’ambrosiana de Etnomatemática, além da pesquisa qualitativa em uma abordagem etnográfica. Nas análises dos dados coletados, podemos concluir que há conhecimentos matemáticos no manejo da fabricação e comercialização de telhas, muitas vezes diferentes dos da matemática acadêmica, principalmente na cubagem da lenha, na cubação das argilas, no manejo com as medidas de tempo, no método de contagem, na arrumação das telhas, na preparação da massa cerâmica e na comercialização das telhas. Esses conhecimentos foram descritos e analisados à luz de teóricos da Etnomatemática, apoiado também nos documentos oficiais, os Parâmetros Curriculares Nacionais. As análises desses conhecimentos geraram subsídios para elaboração de um produto educacional - uma proposta de sequência pedagógica – destinado ao Ensino de Matemática nos níveis Fundamental e Médio para as escolas dessa Comunidade.

     


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho teve como objetivo investigar conhecimentos matemáticos utilizados como ferramentas na fabricação e comercialização de telhas de cerâmica vermelha pelos oleiros do povoado Currais Novos/RN, localizado a 250 km da capital do Rio Grande do Norte. Para alcançarmos nossos objetivos, nos apoiamos na concepção d’ambrosiana de Etnomatemática, além da pesquisa qualitativa em uma abordagem etnográfica. Nas análises dos dados coletados, podemos concluir que há conhecimentos matemáticos no manejo da fabricação e comercialização de telhas, muitas vezes diferentes dos da matemática acadêmica, principalmente na cubagem da lenha, na cubação das argilas, no manejo com as medidas de tempo, no método de contagem, na arrumação das telhas, na preparação da massa cerâmica e na comercialização das telhas. Esses conhecimentos foram descritos e analisados à luz de teóricos da Etnomatemática, apoiado também nos documentos oficiais, os Parâmetros Curriculares Nacionais. As análises desses conhecimentos geraram subsídios para elaboração de um produto educacional - uma proposta de sequência pedagógica – destinado ao Ensino de Matemática nos níveis Fundamental e Médio para as escolas dessa Comunidade.

     

15
  • PAULA BERGANTIN OLIVEROS
  • ENSINO POR INVESTIGAÇÃO: CONTRIBUIÇÕES DE UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O ENSINO DE BIOLOGIA

  • Orientador : IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • RAQUEL CROSARA MAIA LEITE
  • Data: 31/07/2013

  • Mostrar Resumo
  • Normalmente a formação inicial não tem sido suficiente para proporcionar todas as ferramentas para uma prática docente atualizada e eficaz. Aqui se apresenta uma das maneiras de se trabalhar a complementação da formação inicial: um curso de formação continuada. Neste curso trabalha-se o ensino por investigação que vem sendo considerado como uma estratégia didática importante para realizar o ensino de ciências. Essa perspectiva de ensino possibilita: o aprimoramento do raciocínio e das habilidades cognitivas dos alunos, a cooperação entre eles, a compreensão da natureza do trabalho científico e a motivação para pensar nas relações ciência, tecnologia, sociedade e ambiente. Para essa dissertação se busca avaliar quais contribuições um curso de formação continuada, baseado no ensino por investigação, traz para a prática de ensino ao acompanhar o desenvolvimento dos professores durante e após o curso. O acompanhamento ocorre em três etapas: na primeira há a aplicação de um questionário e uma entrevista informal; a seguinte ocorre por meio da observação participativa com auxílio audiovisual; na terceira é realizada uma entrevista semiestruturada. O material coletado é analisado com base na Análise de Conteúdo. Para o curso foi produzido um material didático com base na pesquisa bibliográfica sobre o ensino por investigação. Ele apresenta uma fundamentação do ensino por investigação incluindo também alguns exemplos e aplicações dessa abordagem, para que possa servir de ponto de apoio para os professores após o curso. Com a análise dos resultados, percebe-se que o curso foi tido como muito proveitoso, diferente do tradicional e os que aplicaram obtiveram resultados muito positivos com seus alunos. Assim acredita-se que alguns docentes que participaram da formação tentarão aplicar novamente uma atividade investigativa, procurarão contextualizar mais as situações de ensino com o cotidiano do aluno, bem como torná-lo mais ativo e crítico. Além disso, conclui-se que o ensino por investigação é uma ferramenta didática bastante diferente do que o docente foi apresentado na sua formação e utiliza no dia a dia, assim a compreensão do embasamento teórico, a aceitação e mudança da prática docente para aplicação de uma aula investigativa é um processo que demanda um esforço adicional por parte do professor.


  • Mostrar Abstract
  • Normalmente a formação inicial não tem sido suficiente para proporcionar todas as ferramentas para uma prática docente atualizada e eficaz. Aqui se apresenta uma das maneiras de se trabalhar a complementação da formação inicial: um curso de formação continuada. Neste curso trabalha-se o ensino por investigação que vem sendo considerado como uma estratégia didática importante para realizar o ensino de ciências. Essa perspectiva de ensino possibilita: o aprimoramento do raciocínio e das habilidades cognitivas dos alunos, a cooperação entre eles, a compreensão da natureza do trabalho científico e a motivação para pensar nas relações ciência, tecnologia, sociedade e ambiente. Para essa dissertação se busca avaliar quais contribuições um curso de formação continuada, baseado no ensino por investigação, traz para a prática de ensino ao acompanhar o desenvolvimento dos professores durante e após o curso. O acompanhamento ocorre em três etapas: na primeira há a aplicação de um questionário e uma entrevista informal; a seguinte ocorre por meio da observação participativa com auxílio audiovisual; na terceira é realizada uma entrevista semiestruturada. O material coletado é analisado com base na Análise de Conteúdo. Para o curso foi produzido um material didático com base na pesquisa bibliográfica sobre o ensino por investigação. Ele apresenta uma fundamentação do ensino por investigação incluindo também alguns exemplos e aplicações dessa abordagem, para que possa servir de ponto de apoio para os professores após o curso. Com a análise dos resultados, percebe-se que o curso foi tido como muito proveitoso, diferente do tradicional e os que aplicaram obtiveram resultados muito positivos com seus alunos. Assim acredita-se que alguns docentes que participaram da formação tentarão aplicar novamente uma atividade investigativa, procurarão contextualizar mais as situações de ensino com o cotidiano do aluno, bem como torná-lo mais ativo e crítico. Além disso, conclui-se que o ensino por investigação é uma ferramenta didática bastante diferente do que o docente foi apresentado na sua formação e utiliza no dia a dia, assim a compreensão do embasamento teórico, a aceitação e mudança da prática docente para aplicação de uma aula investigativa é um processo que demanda um esforço adicional por parte do professor.

16
  • DANIELLY FERREIRA TORRES
  • A FOTOSSÍNTESE VEGETAL NO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO: CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS, ERROS CONCEITUAIS E UMA PROPOSTA DE UNIDADE DIDÁTICA BASEADA NO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.

  • Orientador : MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • REGINA CELIA PEREIRA MARQUES
  • Data: 30/08/2013

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo geral do trabalho foi identificar as concepções alternativas dos alunos sobre fotossíntese vegetal para subsidiar o desenvolvimento de uma unidade didática baseada nos conceitos e princípios do desenvolvimento sustentável. O levantamento das concepções alternativas ocorreu durante os anos de 2011 e 2012 em uma escola estadual de Natal-RN, na terceira série do ensino médio dos turnos vespertino e noturno. O instrumento inicial utilizado nesse diagnóstico foi a elaboração de desenhos pelos alunos, seguida por sua interpretação e categorização de acordo com a expectativa elaborada para esse nível de escolaridade. O segundo instrumento era a realização de entrevistas semiestruturadas gravadas em áudio que pretendiam esclarecer as representações que geraram dúvidas nos desenhos e oportunizar outro veículo para identificação das explicações sobre a fotossíntese em plantas. A maioria das concepções alternativas identificadas foi similar às encontradas em outros trabalhos, contudo também foram encontradas concepções não mencionadas nos referenciais teóricos. Ambos os métodos de reconhecimento das concepções alternativas, mostraram-se adequados à condição de heterogeneidade da escola que compreende particularidades quanto à idade, desenvolvimento e situação socioeconômica dos alunos. A abordagem com base no desenvolvimento sustentável para a fotossíntese vegetal atendeu aos objetivos de integração entre os fatores sociais, ambientais e econômicos para ampliar os conhecimentos sobre o processo. A falta de assiduidade dos alunos diminuiu a qualidade da sequência do ensino e da aprendizagem previstas nas etapas da unidade didática.


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo geral do trabalho foi identificar as concepções alternativas dos alunos sobre fotossíntese vegetal para subsidiar o desenvolvimento de uma unidade didática baseada nos conceitos e princípios do desenvolvimento sustentável. O levantamento das concepções alternativas ocorreu durante os anos de 2011 e 2012 em uma escola estadual de Natal-RN, na terceira série do ensino médio dos turnos vespertino e noturno. O instrumento inicial utilizado nesse diagnóstico foi a elaboração de desenhos pelos alunos, seguida por sua interpretação e categorização de acordo com a expectativa elaborada para esse nível de escolaridade. O segundo instrumento era a realização de entrevistas semiestruturadas gravadas em áudio que pretendiam esclarecer as representações que geraram dúvidas nos desenhos e oportunizar outro veículo para identificação das explicações sobre a fotossíntese em plantas. A maioria das concepções alternativas identificadas foi similar às encontradas em outros trabalhos, contudo também foram encontradas concepções não mencionadas nos referenciais teóricos. Ambos os métodos de reconhecimento das concepções alternativas, mostraram-se adequados à condição de heterogeneidade da escola que compreende particularidades quanto à idade, desenvolvimento e situação socioeconômica dos alunos. A abordagem com base no desenvolvimento sustentável para a fotossíntese vegetal atendeu aos objetivos de integração entre os fatores sociais, ambientais e econômicos para ampliar os conhecimentos sobre o processo. A falta de assiduidade dos alunos diminuiu a qualidade da sequência do ensino e da aprendizagem previstas nas etapas da unidade didática.

17
  • ROGERIO GOMES ALVES
  • EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE JOVENS E ADULTOS: PROPOSTA DE UNIDADE DIDÁTICA PARA TRABALHAR O CONCEITO DE REAÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • DANTE HENRIQUE MOURA
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MIDORI HIJIOKA CAMELO
  • Data: 05/09/2013

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho intitulado “Educação de Jovens e Adultos:Proposta de unidade didática para trabalhar o conceito de oxidação-redução”, buscamos o desenvolvimento de uma unidade didática para o ensino de Química na Educação Profissional e Tecnológica de Jovens e Adultos nos cursos de eletrônica, eletrotécnica e manutenção e suporte em informática oferecidos pelos Institutos Federais de Educação.  Este material de apoio tem como meta trabalhar o conceito químico de reações de oxirredução através de uma abordagem temática seguindo as concepções freireanas para Educação de Jovens e Adultos.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho intitulado “Educação de Jovens e Adultos:Proposta de unidade didática para trabalhar o conceito de oxidação-redução”, buscamos o desenvolvimento de uma unidade didática para o ensino de Química na Educação Profissional e Tecnológica de Jovens e Adultos nos cursos de eletrônica, eletrotécnica e manutenção e suporte em informática oferecidos pelos Institutos Federais de Educação.  Este material de apoio tem como meta trabalhar o conceito químico de reações de oxirredução através de uma abordagem temática seguindo as concepções freireanas para Educação de Jovens e Adultos.

18
  • ADRIANA DAMASCENO PEREIRA PINTO CIRNE
  • Dificuldades de aprendizagem sobre conceitos de genética no ensino fundamental

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
  • LUIZ SODRE NETO
  • Data: 16/09/2013

  • Mostrar Resumo
  • As concepções alternativas,são ideias iniciais dos estudantes sobre conceitos específicos, que podem levar a erros conceituais dificultando a aprendizagem significativa de conceitos científicos, especialmente aqueles com alto grau de abstração, como biologia celular e genética. Objetivou-se com este trabalho avaliar as dificuldades de aprendizagem de estudantes de ensino fundamental sobre conceitos de genética, em uma escola da rede pública no Estado do Rio Grande do Norte. Para identificação das concepções alternativas sobre célula, cromossomos, genes, DNA e hereditariedade foram utilizados desenhos e questionário, contendo questões abertas e fechadas. Uma análise dos limites e potencialidades dos questionários e desenhos como instrumento diagnóstico de concepções alternativasfoi realizada. Para análise dos resultados usou-se uma abordagem qualitativa, com breve ênfase quantitativa. Foram categorizados cinco níveis de entendimento conceitual: sem compreensão (SC); compreensão parcial (CP), compreensão coerente (CC), compreensão incoerente (CI), compreensão parcial e incoerente (CP/CI). As concepções alternativas evidenciadas foramcaracterizadas pela falta de entendimento em torno dos níveis de organização celular, identificação e localização das partes constituintes da célula e do material genético e incompreensão do fenômeno da hereditariedade. As concepções alternativas evidenciadas sinalizam ter origem sensorial, cultural e escolar, principalmente dos livros didáticos, evidenciado pela expressão de obstáculos verbais e conhecimento pragmático. Foi evidenciado maior lacuna no conhecimento sobre o material genético (cromossomo) do que sobre as células.A partir da avaliação dos limites e possibilidades dos instrumentos usados, indicamos o uso associado de questões abertas e desenhos a entrevistas para identificar as concepções alternativas em estudantes com mais precisão. Para superar as dificuldades de aprendizagem de conceitos sobre genética diagnosticada a partir da identificação das concepções alternativas dos estudantes, foi proposta uma sequência de ensino potencialmente significativa (UEPS), visando contribuir com o planejamento da ação pedagógica do professor que busca minimizar as dificuldades de ensino e aprendizagem em torno do tema. Evidenciamos que o conhecimento sobre as concepções alternativas dos estudantes se constitui um elemento essencial para orientar o planejamento e a prática pedagógica do professor, visando a superação e permanência das concepções alternativas nos níveis subsequentes de ensino.


  • Mostrar Abstract
  • As concepções alternativas,são ideias iniciais dos estudantes sobre conceitos específicos, que podem levar a erros conceituais dificultando a aprendizagem significativa de conceitos científicos, especialmente aqueles com alto grau de abstração, como biologia celular e genética. Objetivou-se com este trabalho avaliar as dificuldades de aprendizagem de estudantes de ensino fundamental sobre conceitos de genética, em uma escola da rede pública no Estado do Rio Grande do Norte. Para identificação das concepções alternativas sobre célula, cromossomos, genes, DNA e hereditariedade foram utilizados desenhos e questionário, contendo questões abertas e fechadas. Uma análise dos limites e potencialidades dos questionários e desenhos como instrumento diagnóstico de concepções alternativasfoi realizada. Para análise dos resultados usou-se uma abordagem qualitativa, com breve ênfase quantitativa. Foram categorizados cinco níveis de entendimento conceitual: sem compreensão (SC); compreensão parcial (CP), compreensão coerente (CC), compreensão incoerente (CI), compreensão parcial e incoerente (CP/CI). As concepções alternativas evidenciadas foramcaracterizadas pela falta de entendimento em torno dos níveis de organização celular, identificação e localização das partes constituintes da célula e do material genético e incompreensão do fenômeno da hereditariedade. As concepções alternativas evidenciadas sinalizam ter origem sensorial, cultural e escolar, principalmente dos livros didáticos, evidenciado pela expressão de obstáculos verbais e conhecimento pragmático. Foi evidenciado maior lacuna no conhecimento sobre o material genético (cromossomo) do que sobre as células.A partir da avaliação dos limites e possibilidades dos instrumentos usados, indicamos o uso associado de questões abertas e desenhos a entrevistas para identificar as concepções alternativas em estudantes com mais precisão. Para superar as dificuldades de aprendizagem de conceitos sobre genética diagnosticada a partir da identificação das concepções alternativas dos estudantes, foi proposta uma sequência de ensino potencialmente significativa (UEPS), visando contribuir com o planejamento da ação pedagógica do professor que busca minimizar as dificuldades de ensino e aprendizagem em torno do tema. Evidenciamos que o conhecimento sobre as concepções alternativas dos estudantes se constitui um elemento essencial para orientar o planejamento e a prática pedagógica do professor, visando a superação e permanência das concepções alternativas nos níveis subsequentes de ensino.

19
  • DANIELLA MARIA CUNHA SILVA
  • SABERES AMBIENTAIS E ESTAÇÕES DO ANO

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • JOSÉ RONALDO PEREIRA DA SILVA
  • SILVIA CALBO AROCA
  • Data: 19/11/2013

  • Mostrar Resumo
  • O ensino das estações do ano é fundamental para compreendermos vários ciclos naturais da Terra e, nesse sentido, deve integrar um ensino de astronomia comprometido com uma educação ambiental mais ampla. No entanto, a literatura em ensino de ciências há muito tem destacado a ocorrência de associações equivocadas das estações astronômicas com características não condizentes dos ambientes que vivenciamos, em nosso país. Estudos realizados em autores da historia da astronomia e da astronomia cultural nos sugerem que a correção desse equívoco demanda a sistematização de saberes acerca do comportamento anual do ambiente local e ao mesmo tempo, a compreensão de diferentes perspectivas em que as estações foram e são pensadas por diferentes culturas - em particular, mas de forma não exclusiva, a perspectiva que utiliza como referência o movimento anual do Sol como subsídio para a divisão do ano em quatro estações. Somados a reflexões sobre a abordagem humanística para o ensino de astronomia, esses estudos ofereceram uma base para a realização de uma pesquisa junto a pescadores da praia de Ponta Negra, realizada durante os meses de maio a julho de 2012 e maio a agosto de 2013, a fim de conhecermos sua percepção sobre o ambiente da praia e investigarmos as possíveis referências que adotam do céu, ao longo do ano. Além das problematizações e reflexões desenvolvidas na dissertação, apresentamos, como produto da pesquisa, um material didático constituído do vídeo “As estações do mar de Ponta Negra” a ser utilizado como apoio em oficinas ou cursos para licenciandos e professores, envolvendo a temática das estações. O material faz uso da percepção de pescadores sobre a praia, visando, assim, contribuir para o diálogo entre ciência e conhecimento cotidiano, e para diminuir a lacuna de conhecimentos sistematizados sobre características anuais e mudanças no ambiente de Natal-RN – particularmente no contexto do ensino das ciências. Ao mesmo tempo espera-se favorecer o olhar de professores e futuros professores para o ambiente local e para a variedade com que as diferentes culturas percebem os ciclos anuais e seus ambientes. 


  • Mostrar Abstract
  • O ensino das estações do ano é fundamental para compreendermos vários ciclos naturais da Terra e, nesse sentido, deve integrar um ensino de astronomia comprometido com uma educação ambiental mais ampla. No entanto, a literatura em ensino de ciências há muito tem destacado a ocorrência de associações equivocadas das estações astronômicas com características não condizentes dos ambientes que vivenciamos, em nosso país. Estudos realizados em autores da historia da astronomia e da astronomia cultural nos sugerem que a correção desse equívoco demanda a sistematização de saberes acerca do comportamento anual do ambiente local e ao mesmo tempo, a compreensão de diferentes perspectivas em que as estações foram e são pensadas por diferentes culturas - em particular, mas de forma não exclusiva, a perspectiva que utiliza como referência o movimento anual do Sol como subsídio para a divisão do ano em quatro estações. Somados a reflexões sobre a abordagem humanística para o ensino de astronomia, esses estudos ofereceram uma base para a realização de uma pesquisa junto a pescadores da praia de Ponta Negra, realizada durante os meses de maio a julho de 2012 e maio a agosto de 2013, a fim de conhecermos sua percepção sobre o ambiente da praia e investigarmos as possíveis referências que adotam do céu, ao longo do ano. Além das problematizações e reflexões desenvolvidas na dissertação, apresentamos, como produto da pesquisa, um material didático constituído do vídeo “As estações do mar de Ponta Negra” a ser utilizado como apoio em oficinas ou cursos para licenciandos e professores, envolvendo a temática das estações. O material faz uso da percepção de pescadores sobre a praia, visando, assim, contribuir para o diálogo entre ciência e conhecimento cotidiano, e para diminuir a lacuna de conhecimentos sistematizados sobre características anuais e mudanças no ambiente de Natal-RN – particularmente no contexto do ensino das ciências. Ao mesmo tempo espera-se favorecer o olhar de professores e futuros professores para o ambiente local e para a variedade com que as diferentes culturas percebem os ciclos anuais e seus ambientes. 

20
  • PAULO GONÇALO FARIAS GONÇALVES
  • A ETNOMATEMÁTICA DOS TRABALHADORES DAS CERÂMICAS DE RUSSAS-CE E O CONTEXTO ESCOLAR: DELINEANDO RECOMENDAÇÕES PEDAGÓGICAS A PARTIR DE UMA EXPERIÊNCIA EDUCACIONAL

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • ROGER MIARKA
  • Data: 22/11/2013

  • Mostrar Resumo
  • Ainda é comum entre as propostas educacionais contemporâneas uma ênfase excessiva a abstração, ao formalismo e ao simbolismo do conhecimento matemático, em detrimento dos aspectos socioculturais da Matemática. Surgindo por questionar alguns dogmas da Matemática acadêmica e por valorizar e reconhecer conhecimentos desenvolvidos em diversos contextos socioculturais no âmbito da Educação Matemática, a Etnomatemática vem se consolidando como um campo de pesquisa. Apesar de suas contribuições para o contexto escolar, devido seu caráter mais filosófico e pela incipiência de debates sobre o tema, a implementação de propostas educacionais para o ensino básico são escassas. Diante deste quadro, a presente dissertação surge com intuito de desenvolver uma intervenção educacional a luz da Etnomatemática em uma turma de 6º ano do ensino fundamental proveniente de um grupo sociocultural específico e a partir desta intervenção, elaborar um conjunto de recomendações pedagógicas voltado para professores da educação básica. Adotando uma perspectiva de investigação qualitativa, e em particular pautada na pesquisa-ação, o presente estudo utilizou-se da observação, diário de campo, entrevista e atividades desenvolvidas com os alunos como instrumentos para coleta de dados. Verificou-se que a utilização da pesquisa de campo como parte do processo de ensino e aprendizagem favoreceu na colocação dos estudantes como sujeitos críticos de sua própria realidade. Além disso, a experiência educacional culminou na elaboração de um método de ensino pautado numa relação protocooperativa entre a Etnomatemática e a Resolução de Problemas. Torna-se necessário ampliar o debate acerca das formas pelas quais a Etnomatemática possa contribuir para o contexto escolar, trazendo propostas mais próximas à realidade dos professores da educação básica, de modo a auxiliar na promoção de uma educação que valorize a diversidade cultural sem amputar os estudantes do acesso ao conhecimento acadêmico. 


  • Mostrar Abstract
  • Ainda é comum entre as propostas educacionais contemporâneas uma ênfase excessiva a abstração, ao formalismo e ao simbolismo do conhecimento matemático, em detrimento dos aspectos socioculturais da Matemática. Surgindo por questionar alguns dogmas da Matemática acadêmica e por valorizar e reconhecer conhecimentos desenvolvidos em diversos contextos socioculturais no âmbito da Educação Matemática, a Etnomatemática vem se consolidando como um campo de pesquisa. Apesar de suas contribuições para o contexto escolar, devido seu caráter mais filosófico e pela incipiência de debates sobre o tema, a implementação de propostas educacionais para o ensino básico são escassas. Diante deste quadro, a presente dissertação surge com intuito de desenvolver uma intervenção educacional a luz da Etnomatemática em uma turma de 6º ano do ensino fundamental proveniente de um grupo sociocultural específico e a partir desta intervenção, elaborar um conjunto de recomendações pedagógicas voltado para professores da educação básica. Adotando uma perspectiva de investigação qualitativa, e em particular pautada na pesquisa-ação, o presente estudo utilizou-se da observação, diário de campo, entrevista e atividades desenvolvidas com os alunos como instrumentos para coleta de dados. Verificou-se que a utilização da pesquisa de campo como parte do processo de ensino e aprendizagem favoreceu na colocação dos estudantes como sujeitos críticos de sua própria realidade. Além disso, a experiência educacional culminou na elaboração de um método de ensino pautado numa relação protocooperativa entre a Etnomatemática e a Resolução de Problemas. Torna-se necessário ampliar o debate acerca das formas pelas quais a Etnomatemática possa contribuir para o contexto escolar, trazendo propostas mais próximas à realidade dos professores da educação básica, de modo a auxiliar na promoção de uma educação que valorize a diversidade cultural sem amputar os estudantes do acesso ao conhecimento acadêmico. 

2012
Dissertações
1
  • SUZANY CECILIA DA SILVA MEDEIROS
  • ELABORAÇÃO DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE OS CONCEITOS GEOMÉTRICOS PRELIMINARES AO ESTUDO DA TRIGONOMETRIA

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • JOHN ANDREW FOSSA
  • LIGIA ARANTES SAD
  • Data: 31/01/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste trabalho é elaborar, validar e publicar uma sequência de atividades didáticas, informadas pela história da matemática, destinadas ao ensino de trigonometria. Direcionadas aos professores do ensino fundamental (8° e 9° anos) e do ensino médio, as atividades pretendem desenvolver habilidades matemáticas e conceitos geométricos e algébricos que promovam o ensino e a aprendizagem da trigonometria. A passagem da geometria para a trigonometria, dos trabalhos astronômicos na Grécia, e a reconstrução dos passos percorridos por Ptolomeu para a construção da sua tabela de cordas, conduzem a elaboração destas atividades. Dessa forma, defendemos as atividades informadas pela história da matemática como recurso pedagógico em sala de aula, pois possibilita aos professores e alunos momentos de reflexão e reconstrução dos conhecimentos trigonométricos.


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo deste trabalho é elaborar, validar e publicar uma sequência de atividades didáticas, informadas pela história da matemática, destinadas ao ensino de trigonometria. Direcionadas aos professores do ensino fundamental (8° e 9° anos) e do ensino médio, as atividades pretendem desenvolver habilidades matemáticas e conceitos geométricos e algébricos que promovam o ensino e a aprendizagem da trigonometria. A passagem da geometria para a trigonometria, dos trabalhos astronômicos na Grécia, e a reconstrução dos passos percorridos por Ptolomeu para a construção da sua tabela de cordas, conduzem a elaboração destas atividades. Dessa forma, defendemos as atividades informadas pela história da matemática como recurso pedagógico em sala de aula, pois possibilita aos professores e alunos momentos de reflexão e reconstrução dos conhecimentos trigonométricos.

2
  • JOSE ALVES DE LIMA NETO
  • O USO DA ABORDAGEM CTSA NO ENSINO DE ENERGIA TENDO O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMO EIXO TEMÁTICO

  • Orientador : CICLAMIO LEITE BARRETO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CICLAMIO LEITE BARRETO
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • WILDSON LUIZ PEREIRA DOS SANTOS
  • Data: 25/05/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Nas últimas décadas a humanidade vem se preocupando cada vez mais com os problemas ambientais. Prova disso são as iniciativas cada vez mais frequentes da sociedade civil organizada, das instituições privadas e também do governo, seja ele municipal, estadual ou federal, em promover ações em defesa do meio ambiente. O objetivo dessa pesquisa é contribuir para a formação de cidadãos mais criticamente conscientes de suas responsabilidades frente às questões do desenvolvimento sustentável, simultaneamente à sua aprendizagem de física no ensino médio. Dessa maneira, foi elaborado um projeto de pesquisa que tem o objetivo de avaliar a eficácia da adoção do conceito de desenvolvimento sustentável como eixo temático nas aulas de física no ensino médio. Daí, foram elaborados,implementados e avaliados planos de aulas que buscam não apenas construir e aplicar o conceito de energia, mas também compreender suas transformações e lei de conservação, bem como seus processos de produção, distribuição e consumo no contexto das leis físicas em que está envolvido. Então, foi deliberadamente propiciado ao aluno, durante as aulas, ler, interpretar e produzir textos para, dessa forma, poder pensar e começar a ter uma visão crítica do mundo que o cerca, bem como assimilar o conceito de energia e compreender suas ocorrências nos fenômenos da natureza e das tecnologias. A abordagem utilizada para tal foi a que vincula ciência, tecnologia, sociedade e meio ambiente – CTSA. Essa metodologia de ensino foi aplicada no Câmpus Ipanguaçu do IFRN, aos alunos de uma turma da primeira série do ensino médio de cada um dos seguintes cursos técnicos integrados: técnico em agroecologia e técnico em informática. Os resultados da pesquisa mostram a eficácia da metodologia tanto no que diz respeito aos posicionamentos dos alunos frente às diretrizes do desenvolvimento sustentável, quanto ao aprendizado dos conteúdos de física tratados. Esperase, com essa dissertação, contribuir para a formação de futuros cidadãos e cidadãs, como respeitadores do meio ambiente, e disponibilizar uma fonte de inspiração para outros professores que desejem despertar nos seus alunos tal postura crítica para formação de cidadania, a partir de suas aulas.


  • Mostrar Abstract
  • Nas últimas décadas a humanidade vem se preocupando cada vez mais com os problemas ambientais. Prova disso são as iniciativas cada vez mais frequentes da sociedade civil organizada, das instituições privadas e também do governo, seja ele municipal, estadual ou federal, em promover ações em defesa do meio ambiente. O objetivo dessa pesquisa é contribuir para a formação de cidadãos mais criticamente conscientes de suas responsabilidades frente às questões do desenvolvimento sustentável, simultaneamente à sua aprendizagem de física no ensino médio. Dessa maneira, foi elaborado um projeto de pesquisa que tem o objetivo de avaliar a eficácia da adoção do conceito de desenvolvimento sustentável como eixo temático nas aulas de física no ensino médio. Daí, foram elaborados,implementados e avaliados planos de aulas que buscam não apenas construir e aplicar o conceito de energia, mas também compreender suas transformações e lei de conservação, bem como seus processos de produção, distribuição e consumo no contexto das leis físicas em que está envolvido. Então, foi deliberadamente propiciado ao aluno, durante as aulas, ler, interpretar e produzir textos para, dessa forma, poder pensar e começar a ter uma visão crítica do mundo que o cerca, bem como assimilar o conceito de energia e compreender suas ocorrências nos fenômenos da natureza e das tecnologias. A abordagem utilizada para tal foi a que vincula ciência, tecnologia, sociedade e meio ambiente – CTSA. Essa metodologia de ensino foi aplicada no Câmpus Ipanguaçu do IFRN, aos alunos de uma turma da primeira série do ensino médio de cada um dos seguintes cursos técnicos integrados: técnico em agroecologia e técnico em informática. Os resultados da pesquisa mostram a eficácia da metodologia tanto no que diz respeito aos posicionamentos dos alunos frente às diretrizes do desenvolvimento sustentável, quanto ao aprendizado dos conteúdos de física tratados. Esperase, com essa dissertação, contribuir para a formação de futuros cidadãos e cidadãs, como respeitadores do meio ambiente, e disponibilizar uma fonte de inspiração para outros professores que desejem despertar nos seus alunos tal postura crítica para formação de cidadania, a partir de suas aulas.

3
  • WALESKA ISABELLE TOMAZ DOS SANTOS BARROS
  • CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA DE ENSINO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS NO MESTRADO PROFISSIONAL DA UFRN A PARTIR DAS DISSERTAÇÕES

  • Orientador : ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MARIA DE FATIMA DE SOUZA
  • HELAINE SIVINI FERREIRA
  • Data: 05/07/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A implantação de mestrados profissionais na área de Ensino de Ciências e Matemática da Capes, constituiu uma perspectiva interessante, sendo necessária a criação de um programa amplo e ousado, envolvendo incentivo de formação de docentes para essa modalidade de mestrados, com bolsa de estudo, apoio institucional por parte das escolas e secretarias. Nesse sentido, objetivou-se mapear o perfil dos candidatos ao programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da UFRN, desenvolver um banco de dados com descritores específicos das dissertações produzidas na Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da UFRN. Esta dissertação conta com três capítulos, onde o primeiro intitula-se: “O ensino de ciências como elemento de investigação: emergência, aprimoramento e reflexos atuais”, fazendo assim uma breve descrição sobre a criação da pós-graduação do Brasil e a emergência de estudos em ensino de Ciências. O segundo capítulo, cujo título é: ‘Mestrado Profissional em ensino de ciências naturais e matemática-UFRN: perfil dos candidatos da área biológica’, mostra as características gerais do PPGECNM-UFRN e quem são os candidatos da área biológica que procuram o Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática numa universidade do nordeste. No terceiro capítulo  intituladoA construção e consolidação do grupo de pesquisa em ensino de biologia no PPGECNM-UFRN” foi feito uma breve descrição sobre o programa de pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGECNM/UFRN)  e  sobre a criação do grupo de pesquisa em ensino de biologia no PPGECNM a partir dos docentes e os mestres em ensino de biologia no PPGECNM/ UFRN. Sendo assim, a pesquisa mostra a evidência de um maior número de cursos de pós-graduação na área de Ensino de Ciências proporciona, em consequência, uma maior produtividade acadêmica nas pesquisas sobre o tema. Mostrando que este estudo tem sinalizado, entre outros pontos, o perfil de candidato que procura o mestrado profissional. Nesta crescente procura por uma formação continuada incluem professores de biologia em exercício, a maioria mulheres, relativamente novos, que apresentam uma demanda a partir da escola, trazendo como objeto de estudo para o mestrado, problemas reais.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • A implantação de mestrados profissionais na área de Ensino de Ciências e Matemática da Capes, constituiu uma perspectiva interessante, sendo necessária a criação de um programa amplo e ousado, envolvendo incentivo de formação de docentes para essa modalidade de mestrados, com bolsa de estudo, apoio institucional por parte das escolas e secretarias. Nesse sentido, objetivou-se mapear o perfil dos candidatos ao programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da UFRN, desenvolver um banco de dados com descritores específicos das dissertações produzidas na Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da UFRN. Esta dissertação conta com três capítulos, onde o primeiro intitula-se: “O ensino de ciências como elemento de investigação: emergência, aprimoramento e reflexos atuais”, fazendo assim uma breve descrição sobre a criação da pós-graduação do Brasil e a emergência de estudos em ensino de Ciências. O segundo capítulo, cujo título é: ‘Mestrado Profissional em ensino de ciências naturais e matemática-UFRN: perfil dos candidatos da área biológica’, mostra as características gerais do PPGECNM-UFRN e quem são os candidatos da área biológica que procuram o Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática numa universidade do nordeste. No terceiro capítulo  intituladoA construção e consolidação do grupo de pesquisa em ensino de biologia no PPGECNM-UFRN” foi feito uma breve descrição sobre o programa de pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGECNM/UFRN)  e  sobre a criação do grupo de pesquisa em ensino de biologia no PPGECNM a partir dos docentes e os mestres em ensino de biologia no PPGECNM/ UFRN. Sendo assim, a pesquisa mostra a evidência de um maior número de cursos de pós-graduação na área de Ensino de Ciências proporciona, em consequência, uma maior produtividade acadêmica nas pesquisas sobre o tema. Mostrando que este estudo tem sinalizado, entre outros pontos, o perfil de candidato que procura o mestrado profissional. Nesta crescente procura por uma formação continuada incluem professores de biologia em exercício, a maioria mulheres, relativamente novos, que apresentam uma demanda a partir da escola, trazendo como objeto de estudo para o mestrado, problemas reais.

     

     

4
  • ISMENIA VERONICA BARBOSA
  • ABORDAGEM DE TEMAS EM SAÚDE PÚBLICA POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS COM PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Orientador : IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • ADRIANA MOHR
  • Data: 23/07/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa foi o de propiciar a inclusão de temas acerca da “Saúde Pública” na prática de professoras da Educação Infantil, em um Centro Municipal de Educação Infantil da cidade do Natal-RN, por meio de atividades lúdicas. Para atingir esse objetivo, três questões de estudo foram pesquisadas: diagnosticar as principais doenças de interesse de estudo das professoras a partir do seu contexto de vivência e do entorno do Centro Municipal de Educação Infantil – CMEI; propiciar situações didáticas para abordar as doenças de saúde propostas pelas professoras; orientar e acompanhar a elaboração de materiais didáticos pelas professoras por meio de atividades lúdicas (contação de histórias). Para responder a essas questões de estudo foram organizadas atividades que consistiram em: a primeira ocorreu a partir da aproximação com o objeto de estudo, para a apresentação do projeto de pesquisa para as professoras e a aplicação de um questionário. A segunda foi para apresentar a caracterização da área de estudo e para realização de aulas dialógicas para as professoras sobre doenças de saúde pública. A terceira foi para a elaboração das histórias infantis que abordam doenças de saúde pública, tais como Dengue, Ectoparasitoses, Hepatite A, influenza A (H1N1), Rotavírus, Helmintoses e Protozoonoses acompanhadas por músicas infantis. As músicas foram compostas ou selecionadas pelas professoras de acordo com o tema de cada história, sendo a paródia e uma música de autorias de cantores/compositores profissionais e seis letras compostas pelas professoras com melodia de um músico profissional. Como resultado desse trabalho foi produzido um material didático-pedagógico – um e-book, intitulado “AS HISTÓRIAS QUE NÃO LHE CONTARAM”, que proporciona informação científica em uma linguagem acessível tanto para pedagogos quanto para as crianças, tendo sido previamente avaliada por especialistas em educação, saúde e educação infantil. A primeira história intitulada “Cadê Lulu?”, é sobre quatro amigas, Lalá, Lelé, Lili e Loló, que preocupadas com a falta da amiga Lulu à escola vão visita-la em busca de notícias. Lá, encontram sua mãe, dona Zuzu, que explica sobre uma virose chamada rotavírus que causou a doença em Lulu.  A segunda, “Férias Inesquecíveis” aborda uma situação durante uma aula dialogada, em que os alunos compartilham com a professora e colegas vivências extra escolares, cujo assunto é ectoparasitose. Com a terceira, “O Lobo Medroso”, três porquinhos tentam entender por que todos estão com medo deles, inclusive o Lobo, que geralmente os atacaria não quer nem saber deles. A Dona Coruja, sábia, explica o motivo disso tudo. Na quarta história, “Patite A? Cuidado lá!”, por meio da música, João ensina a Zezinho a ter cuidados básicos quanto à prevenção da Hepatite A. “Se Não Cuidar, o Mosquito vai Pegar”, apresenta, de forma lúdica, a prevenção contra o mosquito da dengue. A última história, “Revolta dos Vermes no Reino da Intestilândia”, expõe de forma divertida a disputa de vermes e protozoários para assumir o lugar do rei, após o Rei da Intestilândia mandar avisar que seria escolhido o novo rei. Todos os vermes queriam candidatar-se ao cargo.  As atividades propostas foram satisfatórias pelo fato de ter gerado um produto de autoria do grupo pesquisado em conjunto com a pesquisadora (o e-book), além de ter proporcionado interesse e envolvimento das docentes pelo trabalho, e, principalmente porque essas profissionais desenvolveram o interesse pela pesquisa, tendo elaborado um projeto sobre o tema em estudo (saúde pública) para desenvolver em outros centros infantis, alertando outros profissionais da Educação Infantil. Esperamos que este material possa contribuir e levar o conhecimento científico, além de propor alternativas que auxilie no processo de ensino e aprendizagem, por meio de material didático lúdico ligado à realidade de alunos.


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo desta pesquisa foi o de propiciar a inclusão de temas acerca da “Saúde Pública” na prática de professoras da Educação Infantil, em um Centro Municipal de Educação Infantil da cidade do Natal-RN, por meio de atividades lúdicas. Para atingir esse objetivo, três questões de estudo foram pesquisadas: diagnosticar as principais doenças de interesse de estudo das professoras a partir do seu contexto de vivência e do entorno do Centro Municipal de Educação Infantil – CMEI; propiciar situações didáticas para abordar as doenças de saúde propostas pelas professoras; orientar e acompanhar a elaboração de materiais didáticos pelas professoras por meio de atividades lúdicas (contação de histórias). Para responder a essas questões de estudo foram organizadas atividades que consistiram em: a primeira ocorreu a partir da aproximação com o objeto de estudo, para a apresentação do projeto de pesquisa para as professoras e a aplicação de um questionário. A segunda foi para apresentar a caracterização da área de estudo e para realização de aulas dialógicas para as professoras sobre doenças de saúde pública. A terceira foi para a elaboração das histórias infantis que abordam doenças de saúde pública, tais como Dengue, Ectoparasitoses, Hepatite A, influenza A (H1N1), Rotavírus, Helmintoses e Protozoonoses acompanhadas por músicas infantis. As músicas foram compostas ou selecionadas pelas professoras de acordo com o tema de cada história, sendo a paródia e uma música de autorias de cantores/compositores profissionais e seis letras compostas pelas professoras com melodia de um músico profissional. Como resultado desse trabalho foi produzido um material didático-pedagógico – um e-book, intitulado “AS HISTÓRIAS QUE NÃO LHE CONTARAM”, que proporciona informação científica em uma linguagem acessível tanto para pedagogos quanto para as crianças, tendo sido previamente avaliada por especialistas em educação, saúde e educação infantil. A primeira história intitulada “Cadê Lulu?”, é sobre quatro amigas, Lalá, Lelé, Lili e Loló, que preocupadas com a falta da amiga Lulu à escola vão visita-la em busca de notícias. Lá, encontram sua mãe, dona Zuzu, que explica sobre uma virose chamada rotavírus que causou a doença em Lulu.  A segunda, “Férias Inesquecíveis” aborda uma situação durante uma aula dialogada, em que os alunos compartilham com a professora e colegas vivências extra escolares, cujo assunto é ectoparasitose. Com a terceira, “O Lobo Medroso”, três porquinhos tentam entender por que todos estão com medo deles, inclusive o Lobo, que geralmente os atacaria não quer nem saber deles. A Dona Coruja, sábia, explica o motivo disso tudo. Na quarta história, “Patite A? Cuidado lá!”, por meio da música, João ensina a Zezinho a ter cuidados básicos quanto à prevenção da Hepatite A. “Se Não Cuidar, o Mosquito vai Pegar”, apresenta, de forma lúdica, a prevenção contra o mosquito da dengue. A última história, “Revolta dos Vermes no Reino da Intestilândia”, expõe de forma divertida a disputa de vermes e protozoários para assumir o lugar do rei, após o Rei da Intestilândia mandar avisar que seria escolhido o novo rei. Todos os vermes queriam candidatar-se ao cargo.  As atividades propostas foram satisfatórias pelo fato de ter gerado um produto de autoria do grupo pesquisado em conjunto com a pesquisadora (o e-book), além de ter proporcionado interesse e envolvimento das docentes pelo trabalho, e, principalmente porque essas profissionais desenvolveram o interesse pela pesquisa, tendo elaborado um projeto sobre o tema em estudo (saúde pública) para desenvolver em outros centros infantis, alertando outros profissionais da Educação Infantil. Esperamos que este material possa contribuir e levar o conhecimento científico, além de propor alternativas que auxilie no processo de ensino e aprendizagem, por meio de material didático lúdico ligado à realidade de alunos.

5
  • ANDERSON LUIZ PINHEIRO DE OLIVEIRA
  • Uma sequência didática a partir da temática terremotos com ênfase em CTS

  • Orientador : GILVAN LUIZ BORBA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GILVAN LUIZ BORBA
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MARCELO GOMES GERMANO
  • Data: 27/07/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • No decorrer de toda sua história a população da região do Mato Grande, que inclui a cidade de João Câmara, no Rio Grande do Norte, esteve sujeita a terremotos. Esses eventos são causados por uma falha geológica, conhecida como Falha da Samambaia. Na década de 1980 houve uma intensificação desse fenômeno que culminou como um terremoto 5,1 graus na Escala Richter na madrugada de 30 de novembro de 1986, fazendo com que pesquisadores brasileiros e de outros países se deslocassem para a região no sentido de realizar pesquisas na área de Sismologia. Nesse período houve uma forte interação entre cientistas e a população local. Com o objetivo de estudar e relatar como a população vivenciou esse momento que marcou a sua história, a partir da realização de entrevistas com sujeitos que presenciaram o ocorrido, é que está sendo desenvolvida esta pesquisa. Tomando como referencial teórico a abordagem Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) com ênfase na alfabetização científica, pretende-se, assim, levar o tema de forma ampla e sistematizada para a sala de aula, promovendo meios de contribuir com os professores na formação científica e orientação aos estudantes em caso de ocorrência de terremotos.


  • Mostrar Abstract
  • No decorrer de toda sua história a população da região do Mato Grande, que inclui a cidade de João Câmara, no Rio Grande do Norte, esteve sujeita a terremotos. Esses eventos são causados por uma falha geológica, conhecida como Falha da Samambaia. Na década de 1980 houve uma intensificação desse fenômeno que culminou como um terremoto 5,1 graus na Escala Richter na madrugada de 30 de novembro de 1986, fazendo com que pesquisadores brasileiros e de outros países se deslocassem para a região no sentido de realizar pesquisas na área de Sismologia. Nesse período houve uma forte interação entre cientistas e a população local. Com o objetivo de estudar e relatar como a população vivenciou esse momento que marcou a sua história, a partir da realização de entrevistas com sujeitos que presenciaram o ocorrido, é que está sendo desenvolvida esta pesquisa. Tomando como referencial teórico a abordagem Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) com ênfase na alfabetização científica, pretende-se, assim, levar o tema de forma ampla e sistematizada para a sala de aula, promovendo meios de contribuir com os professores na formação científica e orientação aos estudantes em caso de ocorrência de terremotos.

6
  • PABLO JOVELLANOS DOS SANTOS LIMA
  • Linguagem matemática: uma proposta de ensino e avaliação da compreensão leitora dos objetos da matemática

  • Orientador : CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • TATYANA MABEL NOBRE BARBOSA
  • ADAIR MENDES NACARATO
  • Data: 10/08/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho discute aspectos relacionados à linguagem matemática e à sua compreensão, em especial, por estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental. Nesse sentido, objetivamos elaborar uma proposta de ensino, consubstanciada por atividades de modelagem matemática e de leitura, que oportunize ao aluno do Ensino Fundamental uma melhor compreensão da linguagem matemática inerente ao conteúdo de proporção. Visamos também, construir/propor parâmetros para a avaliação da competência leitora desta linguagem por parte do estudante e analisar no processo de modelagem, a sua capacidade de desenvolver/aprimorar/potencializar esta competência. Para isso, desenvolvemos uma pesquisa de cunho qualitativo, com procedimentos de uma pesquisa-ação, cuja análise dos dados se configura como Análise de Conteúdo. Referenciamo-nos epistemologicamente e didaticamente, nos estudos de: Piaget (1975, 1990), Vygotsky (1991, 2001), Bakhtin (2006), Freire (1974, 1994), Bicudo e Garnica (2006), Smole e Diniz (2001), Barbosa (2001), Burak (1992), Biembengut (2004), Bassanezi (2002), Carrasco (2006), Becker (2010), Zuin e Reyes (2010), dentre outros. Entendemos que para adquirir um novo conhecimento é preciso aprender a lê-lo e ler para aprendê-lo, este processo é indispensável para o desenvolvimento da competência leitora de um sujeito, a modelagem, por sua vez, é um processo que possibilita o contato com distintas formas de leitura, oferecendo elementos favoráveis ao desenvolvimento ora mencionado. Os parâmetros avaliativos que utilizamos para analisar o nível de competência leitora da linguagem matemática mostrou-se eficaz e, portanto, um valioso instrumento que permite ao professor uma avaliação eficiente e cujos resultados podem orientá-lo melhor no planejamento e execução de sua prática. 


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho discute aspectos relacionados à linguagem matemática e à sua compreensão, em especial, por estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental. Nesse sentido, objetivamos elaborar uma proposta de ensino, consubstanciada por atividades de modelagem matemática e de leitura, que oportunize ao aluno do Ensino Fundamental uma melhor compreensão da linguagem matemática inerente ao conteúdo de proporção. Visamos também, construir/propor parâmetros para a avaliação da competência leitora desta linguagem por parte do estudante e analisar no processo de modelagem, a sua capacidade de desenvolver/aprimorar/potencializar esta competência. Para isso, desenvolvemos uma pesquisa de cunho qualitativo, com procedimentos de uma pesquisa-ação, cuja análise dos dados se configura como Análise de Conteúdo. Referenciamo-nos epistemologicamente e didaticamente, nos estudos de: Piaget (1975, 1990), Vygotsky (1991, 2001), Bakhtin (2006), Freire (1974, 1994), Bicudo e Garnica (2006), Smole e Diniz (2001), Barbosa (2001), Burak (1992), Biembengut (2004), Bassanezi (2002), Carrasco (2006), Becker (2010), Zuin e Reyes (2010), dentre outros. Entendemos que para adquirir um novo conhecimento é preciso aprender a lê-lo e ler para aprendê-lo, este processo é indispensável para o desenvolvimento da competência leitora de um sujeito, a modelagem, por sua vez, é um processo que possibilita o contato com distintas formas de leitura, oferecendo elementos favoráveis ao desenvolvimento ora mencionado. Os parâmetros avaliativos que utilizamos para analisar o nível de competência leitora da linguagem matemática mostrou-se eficaz e, portanto, um valioso instrumento que permite ao professor uma avaliação eficiente e cujos resultados podem orientá-lo melhor no planejamento e execução de sua prática. 

7
  • FRANCÊSCO DE ARAÚJO LOPES
  • TRABALHOS PRÁTICO-EXPERIMENTAIS NO ENSINO DA BIOLOGIA: Uma análise dos livros didáticos de Biologia aprovados no PNLD/2012

  • Orientador : ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • MARCUS VINICIUS DE FARIA OLIVEIRA
  • Data: 14/08/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O trabalho prático-experimental na educação científica, e no contexto do ensino de  Biologia se constitui num objetivo chave. Considerando a influência dos livros didáticos  na atividade profissional dos professores, nos interessou neste estudo conhecer e  caracterizar a orientação desse tipo de material didático para o trabalho prático- experimental e a utilização da medição nesta atividade. Para esse propósito foram  analisadas as oito coleções de livros de Biologia aprovada as no PNLD 2012. A  pesquisa tem natureza descritiva e interpretativa e para a coleta dos dados optou-se pelo  método da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2002). Na análise dos trabalhos prático- experimentais buscou-se caracterizar sua natureza epistemológica, a concepção de  ciência implícita, tipologia, conteúdo conceitual de Biologia presente, quantas envolvem  medições, e de que maneira é usado neste contexto de acordo com o procedimento geral  de medir proposto por Núñez e Silva (2008). Os trabalhos prático-experimentais  sugeridos tem uma epistemologia conceitual do ensino, caráter racionalista na sua  maioria, e predominam atividades do tipo exercício prático, a necessidade de medir está  presente na minoria destes, e se utiliza o procedimento geral de medir de maneira  parcial e implícita na maioria dos trabalhos prático-experimentais. Dessa forma  propõem-se nesse estudo atividades para elaborar um guia de análise dos trabalhos  prático-experimentais propostos nos livros didáticos de Biologia.


  • Mostrar Abstract
  • O trabalho prático-experimental na educação científica, e no contexto do ensino de  Biologia se constitui num objetivo chave. Considerando a influência dos livros didáticos  na atividade profissional dos professores, nos interessou neste estudo conhecer e  caracterizar a orientação desse tipo de material didático para o trabalho prático- experimental e a utilização da medição nesta atividade. Para esse propósito foram  analisadas as oito coleções de livros de Biologia aprovada as no PNLD 2012. A  pesquisa tem natureza descritiva e interpretativa e para a coleta dos dados optou-se pelo  método da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2002). Na análise dos trabalhos prático- experimentais buscou-se caracterizar sua natureza epistemológica, a concepção de  ciência implícita, tipologia, conteúdo conceitual de Biologia presente, quantas envolvem  medições, e de que maneira é usado neste contexto de acordo com o procedimento geral  de medir proposto por Núñez e Silva (2008). Os trabalhos prático-experimentais  sugeridos tem uma epistemologia conceitual do ensino, caráter racionalista na sua  maioria, e predominam atividades do tipo exercício prático, a necessidade de medir está  presente na minoria destes, e se utiliza o procedimento geral de medir de maneira  parcial e implícita na maioria dos trabalhos prático-experimentais. Dessa forma  propõem-se nesse estudo atividades para elaborar um guia de análise dos trabalhos  prático-experimentais propostos nos livros didáticos de Biologia.

8
  • MAURICIO FACANHA PINHEIRO
  • O ENSINO POR PROBLEMAS NOS LIVROS DE QUÍMICA: UMA ANÁLISE DO CONTEÚDO ESTRUTURA ATÔMICA

  • Orientador : ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISAURO BELTRAN NUNEZ
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MARCUS VINICIUS DE FARIA OLIVEIRA
  • Data: 14/08/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O Ensino por Problemas tem sido investigado na Didática das Ciências Naturais como um meio importante de desenvolver a aprendizagem de conhecimentos científicos e formar competências básicas. Diante da importância dos livros didáticos para o ensino de Ciência, com o intuito de verificar a abordagem do ensino usando problemas nos livros de Química, procedeu-se uma pesquisa baseada no método de Análise de Conteúdo nas obras aprovadas no PNLD 2012. Foi analisado o conteúdo Estrutura Atômica, tendo como referencial teórico a perspectiva do Ensino Problêmico. Fundamentada no materialismo histórico dialético, a principal categoria apriorística de análise foi Métodos Problêmicos. Metodologicamente a pesquisa apresentou caráter qualitativo. Os resultados da análise de conteúdo corroboraram as hipóteses iniciais relacionadas ao enfoque na explicação por problemas, cujas inferências permitiram elaborar uma Unidade Didática baseada nos métodos problêmicos, para o ensino dos modelos atômicos baseado na exposição problêmica, na conversa heurística e na busca parcial, como forma de aproximar os estudantes à natureza das ciências naturais e contribuir com o desenvolvimento de atitudes positivas na aprendizagem de Química.


  • Mostrar Abstract
  • O Ensino por Problemas tem sido investigado na Didática das Ciências Naturais como um meio importante de desenvolver a aprendizagem de conhecimentos científicos e formar competências básicas. Diante da importância dos livros didáticos para o ensino de Ciência, com o intuito de verificar a abordagem do ensino usando problemas nos livros de Química, procedeu-se uma pesquisa baseada no método de Análise de Conteúdo nas obras aprovadas no PNLD 2012. Foi analisado o conteúdo Estrutura Atômica, tendo como referencial teórico a perspectiva do Ensino Problêmico. Fundamentada no materialismo histórico dialético, a principal categoria apriorística de análise foi Métodos Problêmicos. Metodologicamente a pesquisa apresentou caráter qualitativo. Os resultados da análise de conteúdo corroboraram as hipóteses iniciais relacionadas ao enfoque na explicação por problemas, cujas inferências permitiram elaborar uma Unidade Didática baseada nos métodos problêmicos, para o ensino dos modelos atômicos baseado na exposição problêmica, na conversa heurística e na busca parcial, como forma de aproximar os estudantes à natureza das ciências naturais e contribuir com o desenvolvimento de atitudes positivas na aprendizagem de Química.

9
  • ALBIMAR GONCALVES DE MELLO
  • Recorte dos produtos educacionais  em história no ensino da Matemática a partir das dissertações e teses defendidas no Brasil entre 1990-2010

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAN ABREU MENDES
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • MARIA LUCIA PESSOA CHAVES ROCHA
  • Data: 28/08/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho tem a finalidade principal de catalogar a produção cientifica na área de História da Matemática nos programas de pós-graduação stritu sensu do país, das áreas de Educação, Educação Matemática, Ensino de Ciências Naturais e Matemática e áreas afins, com vistas selecionar e agrupar os estudos em História da Matemática oriundos das pesquisas realizadas pelos estudantes de pós-graduação dos diversos programas existentes no Brasil entre 1990 e 2010, com vistas a agrupar as dissertações e teses em cinco tendências: 1) Estudos e pesquisas em História e Epistemologia da Matemática; 2) Estudos e pesquisas em História da Educação Matemática; 3) Estudos e pesquisas em História e Pedagogia da Matemática; 4) Estudos e pesquisas em Formação de Professores de Matemática e 5) Estudos e pesquisas em elaboração e testagem de métodos para o ensino de Matemática. A pesquisa será operacionalizada por meio de uma investigação documental em arquivos da CAPES e dos programas de Pós-graduação existentes no país, que focam seus estudos no tema objeto desta pesquisa. A partir dessa catalogação selecionamos os trabalhos voltados para a história no ensino da matemática que apresentam propostas concretas de uso didático da história da matemática em sala de aula. De posse do material, produzimos um CD-ROM com um banco de atividades didáticas apoiadas no uso da história da matemática em sala de aula, com vistas a favorecer o trabalho do professor.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho tem a finalidade principal de catalogar a produção cientifica na área de História da Matemática nos programas de pós-graduação stritu sensu do país, das áreas de Educação, Educação Matemática, Ensino de Ciências Naturais e Matemática e áreas afins, com vistas selecionar e agrupar os estudos em História da Matemática oriundos das pesquisas realizadas pelos estudantes de pós-graduação dos diversos programas existentes no Brasil entre 1990 e 2010, com vistas a agrupar as dissertações e teses em cinco tendências: 1) Estudos e pesquisas em História e Epistemologia da Matemática; 2) Estudos e pesquisas em História da Educação Matemática; 3) Estudos e pesquisas em História e Pedagogia da Matemática; 4) Estudos e pesquisas em Formação de Professores de Matemática e 5) Estudos e pesquisas em elaboração e testagem de métodos para o ensino de Matemática. A pesquisa será operacionalizada por meio de uma investigação documental em arquivos da CAPES e dos programas de Pós-graduação existentes no país, que focam seus estudos no tema objeto desta pesquisa. A partir dessa catalogação selecionamos os trabalhos voltados para a história no ensino da matemática que apresentam propostas concretas de uso didático da história da matemática em sala de aula. De posse do material, produzimos um CD-ROM com um banco de atividades didáticas apoiadas no uso da história da matemática em sala de aula, com vistas a favorecer o trabalho do professor.

10
  • MARIA BETANIA SOARES DA SILVA BATISTA
  • GEOMETRIA E ARITMÉTICA NUMA VISÃO MULTICULTURAL: UMA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 04/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo a construção de um caderno de atividades que possa auxiliar o professor de matemática do ensino fundamental. Os tópicos abordados são geometria e aritmética sendo que nas atividades aqui propostas foram desenvolvidas buscando imprimir nelas um caráter multicultural.  Tomamos como base a linha de multiculturalismo desenvolvida por Claudia Zaslavsky em seus livros “Jogos e atividades do mundo inteiro” e “Mais jogos e atividades do mundo inteiro”. Estruturamos nosso trabalho em torno de quatro temas: o símbolo dos jogos olímpicos, as pirâmides do Egito, o ábaco russo e o ábaco Chinês. Os dois primeiros temas permitem explorar conceitos básicos da geometria enquanto que os dois últimos temas nos possibilitam explorar notação numérica e operações aritméticas.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho tem como objetivo a construção de um caderno de atividades que possa auxiliar o professor de matemática do ensino fundamental. Os tópicos abordados são geometria e aritmética sendo que nas atividades aqui propostas foram desenvolvidas buscando imprimir nelas um caráter multicultural.  Tomamos como base a linha de multiculturalismo desenvolvida por Claudia Zaslavsky em seus livros “Jogos e atividades do mundo inteiro” e “Mais jogos e atividades do mundo inteiro”. Estruturamos nosso trabalho em torno de quatro temas: o símbolo dos jogos olímpicos, as pirâmides do Egito, o ábaco russo e o ábaco Chinês. Os dois primeiros temas permitem explorar conceitos básicos da geometria enquanto que os dois últimos temas nos possibilitam explorar notação numérica e operações aritméticas.

11
  • GLAUCIANNY AMORIM NORONHA
  • OBRAS COMPLEMENTARES:  UM ELO ENTRE A LEITURA E OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIA REGINA FLORES
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • IRAN ABREU MENDES
  • MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • TATYANA MABEL NOBRE BARBOSA
  • Data: 14/12/2012

  • Mostrar Resumo
  • O Governo Federal através de seus Planos e Programas investe em diferentes políticas com a intenção de alcançar o principal objetivo do milênio que é oferecer a educação básica para todos. Dentre estes, destacamos neste trabalho O Programa Nacional do Livro Didático com ênfase nas Obras Complementares. Estas obras, apresentam diferentes gêneros textuais, tais como: poemas, poesias, contos, parábolas, romances, literaturas, livros paradidáticos e etc. proporcionando uma variedade de possibilidade de trabalho didáticos. Entretanto, ainda são pouco conhecidas pelos professores dos níveis de ensino a que se destina. Neste sentido, o presente estudo tem como objetivo principal analisar as Obras Complementares voltadas para o ensino de matemática e, a partir daí, desenvolver um Guia com orientações didáticas voltadas para os professores que ensinam matemática, estas apoiadas nas Obras Complementares. Com base nas discussões e estudos realizados neste sentido, desencadearam-nos preocupações com o processo de ensino e aprendizagem nas aulas de matemática. Isto nos fez atentar para uma possibilidade de estudo onde a leitura pudesse ser incluída neste processo. Para isso, delineamos as questões de leitura e compreensão do conhecimento matemático como àquelas de nossos interesses de estudos. Nesse sentido, a referida proposta foi construída a partir do estudo bibliográfico de obras que abordam as contribuições da leitura para a aprendizagem de conteúdos matemáticos, a exemplo de Machado (2001), Nacarato (2009); Dantas (2011), Smole e Diniz (2001), dentre outros e fez parte de uma pesquisa-ação (FIORENTINI, 2006) desenvolvida com professores que ensinam matemática e com estudantes dos cursos de Pedagogia e Licenciatura em Matemática. Como resultado, apresentamos uma proposta de trabalho com vista a oferecer um suporte didático a  professores que ensinam matemática, apoiado no uso de Obras Complementares, em especial aquelas distribuídas nas escolas públicas pelo Programa Nacional do Livro Didático – PNLD, financiado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, e que possuem conteúdos matemáticos, com a intenção de mostrar aos professores, através de nosso produto, algumas das possibilidades de uso deste recurso nas aulas de matemática (Observatório da Educação - Capes/INEP. Ed. 038-2010. Grupo de Pesquisas CONTAR - UFRN - PPGED/PPGEL/PPGECNM - Propesq).


  • Mostrar Abstract
  • O Governo Federal através de seus Planos e Programas investe em diferentes políticas com a intenção de alcançar o principal objetivo do milênio que é oferecer a educação básica para todos. Dentre estes, destacamos neste trabalho O Programa Nacional do Livro Didático com ênfase nas Obras Complementares. Estas obras, apresentam diferentes gêneros textuais, tais como: poemas, poesias, contos, parábolas, romances, literaturas, livros paradidáticos e etc. proporcionando uma variedade de possibilidade de trabalho didáticos. Entretanto, ainda são pouco conhecidas pelos professores dos níveis de ensino a que se destina. Neste sentido, o presente estudo tem como objetivo principal analisar as Obras Complementares voltadas para o ensino de matemática e, a partir daí, desenvolver um Guia com orientações didáticas voltadas para os professores que ensinam matemática, estas apoiadas nas Obras Complementares. Com base nas discussões e estudos realizados neste sentido, desencadearam-nos preocupações com o processo de ensino e aprendizagem nas aulas de matemática. Isto nos fez atentar para uma possibilidade de estudo onde a leitura pudesse ser incluída neste processo. Para isso, delineamos as questões de leitura e compreensão do conhecimento matemático como àquelas de nossos interesses de estudos. Nesse sentido, a referida proposta foi construída a partir do estudo bibliográfico de obras que abordam as contribuições da leitura para a aprendizagem de conteúdos matemáticos, a exemplo de Machado (2001), Nacarato (2009); Dantas (2011), Smole e Diniz (2001), dentre outros e fez parte de uma pesquisa-ação (FIORENTINI, 2006) desenvolvida com professores que ensinam matemática e com estudantes dos cursos de Pedagogia e Licenciatura em Matemática. Como resultado, apresentamos uma proposta de trabalho com vista a oferecer um suporte didático a  professores que ensinam matemática, apoiado no uso de Obras Complementares, em especial aquelas distribuídas nas escolas públicas pelo Programa Nacional do Livro Didático – PNLD, financiado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, e que possuem conteúdos matemáticos, com a intenção de mostrar aos professores, através de nosso produto, algumas das possibilidades de uso deste recurso nas aulas de matemática (Observatório da Educação - Capes/INEP. Ed. 038-2010. Grupo de Pesquisas CONTAR - UFRN - PPGED/PPGEL/PPGECNM - Propesq).

12
  • RODRIGO LUCAS DE LIMA
  • Uma proposta de ensino para o nível fundamental a partir das concepções sobre insetos

  • Orientador : ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • RUTE ALVES DE SOUSA
  • VALDENILDO PEDRO DA SILVA
  • Data: 17/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho consiste em uma investigação quantitativa sobre a concepções de estudantes acerca do que é um inseto. Partiu-se do pressuposto de que os alunos expressam concepções errôneas no momento de identificar os representantes do táxon Insecta e que isso é consequência das experiências do cotidiano e de erros conceituais oriundos da formação escolar incorreta. Os objetivos deste trabalho foram investigar sobre concepções alternativas acerca dos insetos com alunos do ensino fundamental II e propor situações para promoção de uma aprendizagem significativa. Os dados dessa investigação foram coletados em três turmas de escolas diferentes: uma escola em Nova Parnamirim da rede privada, e duas da rede pública municipal de ensino: uma do município de Natal/RN e a outra do município de Parnamirim/RN. Utilizou-se como instrumento um questionário aplicado em duas etapas. Na primeira etapa foram feitas três questões abertas e duas fechadas. Na segunda etapa aplicaram-se mais três questões. Nesta oportunidade foi apresentado aos alunos uma lista com imagens de insetos e animais considerados não insetos. Os resultados dos questionários mostraram que os alunos apresentaram na sua maioria 62% sentimentos negativos sobre os insetos, expressos por palavras depreciativas, entre elas: nojentos, feios, asquerosos, perigosos, sendo estes mais da metade dos alunos da amostra. Sentimentos positivos representaram 20%: fazem bem ao homem, Deus criou, são bons, são bonitos, e 18% apresentaram neutralidade nessas categorias. Outro resultado apresentado foi que 82% generalizaram os animais artrópodes como sendo insetos. Desta forma uma proposta de uma unidade didática mais significativa utilizando atividade lúdica constituída de um jogo de tabuleiro e recursos que levem o aluno a vivenciar um momento significativo para que parte dessas concepções sobre o que é um inseto seja corrigida no final da unidade didática sobre o táxon Insecta apresentada no currículo escolar.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho consiste em uma investigação quantitativa sobre a concepções de estudantes acerca do que é um inseto. Partiu-se do pressuposto de que os alunos expressam concepções errôneas no momento de identificar os representantes do táxon Insecta e que isso é consequência das experiências do cotidiano e de erros conceituais oriundos da formação escolar incorreta. Os objetivos deste trabalho foram investigar sobre concepções alternativas acerca dos insetos com alunos do ensino fundamental II e propor situações para promoção de uma aprendizagem significativa. Os dados dessa investigação foram coletados em três turmas de escolas diferentes: uma escola em Nova Parnamirim da rede privada, e duas da rede pública municipal de ensino: uma do município de Natal/RN e a outra do município de Parnamirim/RN. Utilizou-se como instrumento um questionário aplicado em duas etapas. Na primeira etapa foram feitas três questões abertas e duas fechadas. Na segunda etapa aplicaram-se mais três questões. Nesta oportunidade foi apresentado aos alunos uma lista com imagens de insetos e animais considerados não insetos. Os resultados dos questionários mostraram que os alunos apresentaram na sua maioria 62% sentimentos negativos sobre os insetos, expressos por palavras depreciativas, entre elas: nojentos, feios, asquerosos, perigosos, sendo estes mais da metade dos alunos da amostra. Sentimentos positivos representaram 20%: fazem bem ao homem, Deus criou, são bons, são bonitos, e 18% apresentaram neutralidade nessas categorias. Outro resultado apresentado foi que 82% generalizaram os animais artrópodes como sendo insetos. Desta forma uma proposta de uma unidade didática mais significativa utilizando atividade lúdica constituída de um jogo de tabuleiro e recursos que levem o aluno a vivenciar um momento significativo para que parte dessas concepções sobre o que é um inseto seja corrigida no final da unidade didática sobre o táxon Insecta apresentada no currículo escolar.

13
  • ELIONARDO ROCHELLY MELO DE ALMEIDA
  • Propriedades dos sistemas de Numeracao: Uma sequencia didatica numa abordagem historica

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ROGERIA GAUDENCIO DO REGO
  • Data: 20/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho objetiva relatar aconstrução de um caderno de atividades cujo conteúdo é uma sequencia didáticaque lança mão do estudo de sistemas de numeração antigos como objeto decomparação com o nosso sistema de numeração posicional decimal arábico.Parte-se do pressuposto que a comparação com um sistema distinto do nosso podevir a propiciar uma melhor compreensão de nosso próprio sistema de numeração,uma vez que nos obrigará a pensar em aspectos que corriqueiramente não sãoobjeto de nossa atenção. Os sistemas abordados no estudo foram o sistema denumeração hieroglífico egípcio, o sistema de numeração grego alfabético e o sistemade numeração romano, sempre em comparação que o nosso sistema de numeração. Asequência didática apresenta-se estruturada sob a forma de quatro atividades,assim denominado o conjunto de exercícios e tarefas comuns em torno de um mesmosistema de numeração antigo. Em sua fase final de elaboração, a sequênciacontou com a participação de 26 professores do ensino fundamental.


  • Mostrar Abstract
  • Esse trabalho objetiva relatar aconstrução de um caderno de atividades cujo conteúdo é uma sequencia didáticaque lança mão do estudo de sistemas de numeração antigos como objeto decomparação com o nosso sistema de numeração posicional decimal arábico.Parte-se do pressuposto que a comparação com um sistema distinto do nosso podevir a propiciar uma melhor compreensão de nosso próprio sistema de numeração,uma vez que nos obrigará a pensar em aspectos que corriqueiramente não sãoobjeto de nossa atenção. Os sistemas abordados no estudo foram o sistema denumeração hieroglífico egípcio, o sistema de numeração grego alfabético e o sistemade numeração romano, sempre em comparação que o nosso sistema de numeração. Asequência didática apresenta-se estruturada sob a forma de quatro atividades,assim denominado o conjunto de exercícios e tarefas comuns em torno de um mesmosistema de numeração antigo. Em sua fase final de elaboração, a sequênciacontou com a participação de 26 professores do ensino fundamental.

14
  • LICEU LUÍS DE CARVALHO
  • ATIVIDADES ESTRUTURADAS DE EQUAÇÕES POLINOMIAIS NUMA ABORDAGEM HISTÓRICA POR MEIO DE E-BOOK


  • Orientador : LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
  • JOSILDO JOSÉ BARBOSA DA SILVA
  • Data: 20/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo visa investigar como se dá a inter-relação do conteúdo de equações polinomiais com atividades estruturadas e a História da Matemática por meio de uma sequência de atividades apresentadas num e-book, de modo que o resultado dessa investigação resulte numa proposta didática e pedagógica para o ensino de equações polinomiais numa abordagem histórica por meio de um e-book. Para tanto, nos fundamentamos em pressupostos teóricos e metodológicos da História da Matemática, de atividades estruturadas e das novas tecnologias, com ênfase na ferramenta e-book. Utilizamos como abordagem metodológica a pesquisa qualitativa, visto que o nosso objeto de pesquisa se adequa com os objetivos dessa modalidade de pesquisa. Como instrumentos metodológicos, utilizamos o e-book como ferramenta síntese da sequência de atividades a ser avaliada, enquanto que os questionários, entrevistas semiestruturadas e observação participante tiveram o intuito de registrar e analisar a avaliação que os participantes fizeram das atividades. O tratamento e análise dos dados dos questionários foram organizados, classificados e quantificados em quadros sintéticos para melhor visualização e compreensão. Em seguida registramos a nossa interpretação e análise desses dados. Quanto à observação participante foi utilizada para contribuir com a análise qualitativa dos dados quantificados, enquanto as entrevistas foram transcritas sinteticamente e analisadas qualitativamente. A análise ratificou os nossos objetivos da pesquisa e contribuiu para aperfeiçoar, aprovar e indicar o uso do e-book para o ensino de equações polinomiais. Assim, consideramos que este produto educacional trará importantes contribuições para o ensino desse conteúdo matemático, na Educação Básica.


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo visa investigar como se dá a inter-relação do conteúdo de equações polinomiais com atividades estruturadas e a História da Matemática por meio de uma sequência de atividades apresentadas num e-book, de modo que o resultado dessa investigação resulte numa proposta didática e pedagógica para o ensino de equações polinomiais numa abordagem histórica por meio de um e-book. Para tanto, nos fundamentamos em pressupostos teóricos e metodológicos da História da Matemática, de atividades estruturadas e das novas tecnologias, com ênfase na ferramenta e-book. Utilizamos como abordagem metodológica a pesquisa qualitativa, visto que o nosso objeto de pesquisa se adequa com os objetivos dessa modalidade de pesquisa. Como instrumentos metodológicos, utilizamos o e-book como ferramenta síntese da sequência de atividades a ser avaliada, enquanto que os questionários, entrevistas semiestruturadas e observação participante tiveram o intuito de registrar e analisar a avaliação que os participantes fizeram das atividades. O tratamento e análise dos dados dos questionários foram organizados, classificados e quantificados em quadros sintéticos para melhor visualização e compreensão. Em seguida registramos a nossa interpretação e análise desses dados. Quanto à observação participante foi utilizada para contribuir com a análise qualitativa dos dados quantificados, enquanto as entrevistas foram transcritas sinteticamente e analisadas qualitativamente. A análise ratificou os nossos objetivos da pesquisa e contribuiu para aperfeiçoar, aprovar e indicar o uso do e-book para o ensino de equações polinomiais. Assim, consideramos que este produto educacional trará importantes contribuições para o ensino desse conteúdo matemático, na Educação Básica.

15
  • IGUARACY MEDEIROS DOS SANTOS
  • A identidade do PPGECNM na formação continuada de professores de matemática

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ROSALBA LOPES DE OLIVEIRA
  • Data: 28/12/2012

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta uma análise das dissertações sobre Ensino Matemática que foram defendidas no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática – PPGECNM, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN no período de 2004 a 2011, tendo como base os descritores do Centro de Documentação em Ensino de Ciências (CEDOC), aqui definidos: título do trabalho; autor; orientador; foco do trabalho; subfoco; referencial teórico; referencial metodológico; e produto educacional. Essa pesquisa foi realizada no âmbito de um projeto em rede, Observatório da Educação, financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, intitulado “Pesquisa e Formação em Ensino de Ciências e Matemática: um recorte da produção acadêmica no Nordeste e panorama de ação formativa na educação básica”, que envolve pesquisadores da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e Universidade Estadual da Paraíba – UEPB e seus respectivos Programas de Pós-Graduação da extinta área 46. Esse trabalho apresenta três tópicos: o primeiro tópico, intitulado “A Formação Pós-Graduada em Ensino De Ciências e Matemática”, traz uma breve descrição da área de Ensino de Ciências e Matemática; o segundo tópico, Percurso Metodológico”, descreve os passos adotados para a realização dessa pesquisa; e, por fim, o terceiro tópico, intitulado “Análise das Dissertações Segundo Descritores Específicos”, traz os resultados da pesquisa em questão.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho apresenta uma análise das dissertações sobre Ensino Matemática que foram defendidas no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática – PPGECNM, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN no período de 2004 a 2011, tendo como base os descritores do Centro de Documentação em Ensino de Ciências (CEDOC), aqui definidos: título do trabalho; autor; orientador; foco do trabalho; subfoco; referencial teórico; referencial metodológico; e produto educacional. Essa pesquisa foi realizada no âmbito de um projeto em rede, Observatório da Educação, financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, intitulado “Pesquisa e Formação em Ensino de Ciências e Matemática: um recorte da produção acadêmica no Nordeste e panorama de ação formativa na educação básica”, que envolve pesquisadores da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e Universidade Estadual da Paraíba – UEPB e seus respectivos Programas de Pós-Graduação da extinta área 46. Esse trabalho apresenta três tópicos: o primeiro tópico, intitulado “A Formação Pós-Graduada em Ensino De Ciências e Matemática”, traz uma breve descrição da área de Ensino de Ciências e Matemática; o segundo tópico, Percurso Metodológico”, descreve os passos adotados para a realização dessa pesquisa; e, por fim, o terceiro tópico, intitulado “Análise das Dissertações Segundo Descritores Específicos”, traz os resultados da pesquisa em questão.

2011
Dissertações
1
  • BENEDITO FIALHO MACHADO
  • VÍDEO-AULA DE HISTÓRIA DA MATEMÁTICA – UMA POSSIBILIDADE DIDÁTICA PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAN ABREU MENDES
  • JOHN ANDREW FOSSA
  • EVA MARIA SIQUEIRA ALVES
  • Data: 25/01/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Neste presente trabalho discorremos sobre a possibilidade da produção e do uso de vídeo-aulas de história da matemática por professores do ensino Fundamental e Médio como forma de contribuir para o desenvolvimento de suas aulas. Nosso objetivo é dar a esses professores de matemática uma opção de conectarem os aspectos sociais, científicos, conceituais e didáticos dos tópicos matemáticos ensinados aos seus alunos, tomando como base a presença da matemática na história humana. Assim, consideramos possível que os professores e seus alunos relacionem à matemática às outras ciências, a cultura e educação, e reflitam acerca das diversas formas de representações e padrões de organização da natureza e da cultura, habilitando-se a observar e interpretar situações que envolvam questões matemáticas, associadas aos diversos meios de comunicação e informação de nosso tempo. Para realizar nosso trabalho buscamos alguns estudos histórico-epistemológicos já realizados por outros pesquisadores em história da matemática com vista à elaboração das vídeo-aulas. Além disso, utilizamos as mais variadas mídias disponíveis para dar uma dinâmica construtiva às formulações matemáticas estabelecidas ao longo da história. Nesse sentido, nos apoiamos nas diretrizes sustentadas pela informática educativa, pelas técnicas de elaboração de vídeo, bem como nas propostas de ensino de matemática por atividades e na investigação histórica defendida por Mendes (2001, 2009a, 2009b). A experimentação de validação, permitiu-nos concluir, que as técnicas utilizadas por nós para a produção das vídeos-aulas de história da Matemática mostraram-se válidas e possíveis de serem executadas com um mínimo de recurso tecnológico e que as mesmas têm eficácia de uso em sala de aula.


  • Mostrar Abstract
  • Neste presente trabalho discorremos sobre a possibilidade da produção e do uso de vídeo-aulas de história da matemática por professores do ensino Fundamental e Médio como forma de contribuir para o desenvolvimento de suas aulas. Nosso objetivo é dar a esses professores de matemática uma opção de conectarem os aspectos sociais, científicos, conceituais e didáticos dos tópicos matemáticos ensinados aos seus alunos, tomando como base a presença da matemática na história humana. Assim, consideramos possível que os professores e seus alunos relacionem à matemática às outras ciências, a cultura e educação, e reflitam acerca das diversas formas de representações e padrões de organização da natureza e da cultura, habilitando-se a observar e interpretar situações que envolvam questões matemáticas, associadas aos diversos meios de comunicação e informação de nosso tempo. Para realizar nosso trabalho buscamos alguns estudos histórico-epistemológicos já realizados por outros pesquisadores em história da matemática com vista à elaboração das vídeo-aulas. Além disso, utilizamos as mais variadas mídias disponíveis para dar uma dinâmica construtiva às formulações matemáticas estabelecidas ao longo da história. Nesse sentido, nos apoiamos nas diretrizes sustentadas pela informática educativa, pelas técnicas de elaboração de vídeo, bem como nas propostas de ensino de matemática por atividades e na investigação histórica defendida por Mendes (2001, 2009a, 2009b). A experimentação de validação, permitiu-nos concluir, que as técnicas utilizadas por nós para a produção das vídeos-aulas de história da Matemática mostraram-se válidas e possíveis de serem executadas com um mínimo de recurso tecnológico e que as mesmas têm eficácia de uso em sala de aula.

2
  • EVANILDO COSTA SOARES
  • UMA INVESTIGAÇÃO HISTÓRICA SOBRE OS LOGARITMOS COM SUGESTÕES DIDÁTICAS PARA A SALA DE AULA

  • Orientador : IRAN ABREU MENDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • IRAN ABREU MENDES
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • ROSA LUCIA SVERZUT BARONI
  • Data: 26/01/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A partir de uma pesquisa exploratória realizada, a priori, visando identificar as abordagens conceitual e didática dada aos logaritmos nos principais livros didáticos de matemática adotados pelos os professores nas escolas estaduais do Ensino Médio do município de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte. Realizei uma investigação histórica sobre os logaritmos com a finalidade de reorientar o professor de matemática na ampliação da sua abordagem didática desse assunto em sala de aula. Com base na investigação adotei um modelo de abordagem dos logaritmos centrado em três concepções: O aritmético, o geométrico e o algébrico-funcional. O objetivo principal deste trabalho é redirecionar o professor para uma compreensão ampla e significativa desse conteúdo de modo a superar suas dificuldades enfrentadas em sala de aula e assim realize um ensino que possa alcançar o aprendizado dos alunos. O estudo investigativo apontou a possibilidade de se abordar os logaritmos em sala de aula de forma transversalizante e interdisciplinar. A esse respeito, aponto como algumas aplicações práticas desse assunto são fundamentais no estudo de Fenômenos Naturais como terremotos, crescimento populacional,  dentre outros. Essas aplicações práticas estão conectadas de forma aproximada as Unidades Básicas de Problematização (UBPs) a serem usadas em sala de aula. Ao finalizar, proponho algumas atividades que ajudaram o professor a compreender e esclarecer o estudo significativo desse tópico na sua prática docente.  


  • Mostrar Abstract
  • A partir de uma pesquisa exploratória realizada, a priori, visando identificar as abordagens conceitual e didática dada aos logaritmos nos principais livros didáticos de matemática adotados pelos os professores nas escolas estaduais do Ensino Médio do município de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte. Realizei uma investigação histórica sobre os logaritmos com a finalidade de reorientar o professor de matemática na ampliação da sua abordagem didática desse assunto em sala de aula. Com base na investigação adotei um modelo de abordagem dos logaritmos centrado em três concepções: O aritmético, o geométrico e o algébrico-funcional. O objetivo principal deste trabalho é redirecionar o professor para uma compreensão ampla e significativa desse conteúdo de modo a superar suas dificuldades enfrentadas em sala de aula e assim realize um ensino que possa alcançar o aprendizado dos alunos. O estudo investigativo apontou a possibilidade de se abordar os logaritmos em sala de aula de forma transversalizante e interdisciplinar. A esse respeito, aponto como algumas aplicações práticas desse assunto são fundamentais no estudo de Fenômenos Naturais como terremotos, crescimento populacional,  dentre outros. Essas aplicações práticas estão conectadas de forma aproximada as Unidades Básicas de Problematização (UBPs) a serem usadas em sala de aula. Ao finalizar, proponho algumas atividades que ajudaram o professor a compreender e esclarecer o estudo significativo desse tópico na sua prática docente.  

3
  • GERALDO ALEXANDRE DA SILVA JUNIOR
  • OBJETOS DE APRENDIZAGEM NA ABORDAGEM DE CONCEITOS QUÍMICOS POR MEIO DE PROBLEMAS

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
  • MARCELO BRITO CARNEIRO LEÃO
  • Data: 03/05/2011

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo envolve a elaboração de um objeto de aprendizagem para abordar conteúdos relacionados à cinética química por meio da estratégia de ensino de Resolução de Problemas. Para dar suporte teórico ao desenvolvimento do objeto de aprendizagem foram realizados levantamentos teóricos de pesquisas envolvendo a estratégia de Resolução de Problemas nos últimos 30 anos. Além disso, para fundamentar os conceitos a serem abordados foi realizada uma investigação preliminar que consistia na análise dos conteúdos diretamente relacionados à cinética química (termodinâmica, cinética e equilíbrio) nos livros didáticos de Química indicados pelo Programa Nacional de Avaliação do Livro do Ensino Médio (PNLEM). Realizou-se também um levantamento das características e definições dos objetos de aprendizagem e suas aplicações no ensino. A partir destes estudos, elaboramos um aplicativo desenvolvido em Action Script no Macromedia Flash 8, tendo como cenário uma fazenda produtora de polpa de açaí, cuja proposta é de abordar conceitos relacionados a cinética química. Este produto foi aplicado com licenciandos em química da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, nos cursos presencial e à distância em dois momentos diferentes. A avaliação dos participantes revelou inicialmente como aspecto negativo a linguagem utilizada nos textos, a qual foi reconstruída a partir destes argumentos e, os aspectos positivos sinalizaram soluções para os problemas apresentados no aplicativo além de propostas de novos contextos.


  • Mostrar Abstract
  • Este estudo envolve a elaboração de um objeto de aprendizagem para abordar conteúdos relacionados à cinética química por meio da estratégia de ensino de Resolução de Problemas. Para dar suporte teórico ao desenvolvimento do objeto de aprendizagem foram realizados levantamentos teóricos de pesquisas envolvendo a estratégia de Resolução de Problemas nos últimos 30 anos. Além disso, para fundamentar os conceitos a serem abordados foi realizada uma investigação preliminar que consistia na análise dos conteúdos diretamente relacionados à cinética química (termodinâmica, cinética e equilíbrio) nos livros didáticos de Química indicados pelo Programa Nacional de Avaliação do Livro do Ensino Médio (PNLEM). Realizou-se também um levantamento das características e definições dos objetos de aprendizagem e suas aplicações no ensino. A partir destes estudos, elaboramos um aplicativo desenvolvido em Action Script no Macromedia Flash 8, tendo como cenário uma fazenda produtora de polpa de açaí, cuja proposta é de abordar conceitos relacionados a cinética química. Este produto foi aplicado com licenciandos em química da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, nos cursos presencial e à distância em dois momentos diferentes. A avaliação dos participantes revelou inicialmente como aspecto negativo a linguagem utilizada nos textos, a qual foi reconstruída a partir destes argumentos e, os aspectos positivos sinalizaram soluções para os problemas apresentados no aplicativo além de propostas de novos contextos.

4
  • MARIA RAIMUNDA MATOS PRADO
  • A FORMAÇÃO PÓS-GRADUADA EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DE DOCENTES DO IFRN: IMPLICAÇÕES NA ATUAÇÃO DOCENTE

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MAGNOLIA FERNANDES FLORENCIO DE ARAUJO
  • HELAINE SIVINI FERREIRA
  • Data: 04/07/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa parte do contexto educacional do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, através da retomada dos marcos legais que o caracterizam como instituição pertencente à Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica Brasileira, com enfoque nas políticas de formação continuada para os servidores que ali atuam especificamente docentes, em especial aqueles que tem sua atuação na área de Ensino de Ciência Naturais e Matemática. Para isso fazemos o recorte do convênio firmado entre o IFRN e a UFRN através do PPGECNM no mestrado profissional Ensino de Ciências Naturais e Matemática. Desse convênio temos como colaboradores da pesquisa 08 docentes mestres que se formaram entre o período de 2004 a 2010, de forma que empreendemos uma pesquisa quali-quantitativa que objetivou em termos gerais realizar estudo de descrição e análise dos impactos causados pela formação de mestres do IFRN no PPGECNM/UFRN, levando em consideração a produção acadêmica dos mesmos (dissertação), sua atuação no contexto da instituição e os aspectos históricos, sociais, econômicos e políticos envolvidos, atendendo também as orientações do projeto em rede do Observatório 2008 – MEC/CAPES/DEB-P. Para isso utilizamos nas opções teórico-metodológicas alguns elementos da Entrevista Compreensiva e da Multirreferencialidade, nosso instrumento de coleta de dado principal foi a entrevista, fizemos também a análise das dissertações produzidas pelos docentes mestres e as caracterizamos, a partir de descritores específicos utilizados nos catálogos da USP/IFUSP (1992; 1996) e da UNICAMP/FE/CEDOC (1998) e por outros  pesquisadores. Na análise e compreensão das falas dos entrevistados foi possível identificar as implicações da formação docente no contexto escolar; a motivação para a busca do mestrado; como se deu a construção do objeto de estudo do produto educativo e sua utilização e intervenção na prática docente; a questão do papel dos docentes mestres no ambiente escolar a pós o mestrado levando em consideração as mudanças na atuação profissional e a influência nos grupos de trabalho; como se dá a utilização da pesquisa e investigação em sala de aula após a formação e a relação formação e qualidade educacional no contexto do IFRN. Na leitura e análise das dissertações produzidas foi possível identificar os principais focos e sub-focos temáticos explorados assim como os referencias teóricos metodológicos. Ao final da pesquisa elaboramos um produto técnico que poderá servir para estudos de análise e avaliação em termos quantitativos dos resultados alcançados pelos professores mestres do IFRN através de sua formação no PPGECNM/UFRN.


  • Mostrar Abstract
  • Esta pesquisa parte do contexto educacional do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, através da retomada dos marcos legais que o caracterizam como instituição pertencente à Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica Brasileira, com enfoque nas políticas de formação continuada para os servidores que ali atuam especificamente docentes, em especial aqueles que tem sua atuação na área de Ensino de Ciência Naturais e Matemática. Para isso fazemos o recorte do convênio firmado entre o IFRN e a UFRN através do PPGECNM no mestrado profissional Ensino de Ciências Naturais e Matemática. Desse convênio temos como colaboradores da pesquisa 08 docentes mestres que se formaram entre o período de 2004 a 2010, de forma que empreendemos uma pesquisa quali-quantitativa que objetivou em termos gerais realizar estudo de descrição e análise dos impactos causados pela formação de mestres do IFRN no PPGECNM/UFRN, levando em consideração a produção acadêmica dos mesmos (dissertação), sua atuação no contexto da instituição e os aspectos históricos, sociais, econômicos e políticos envolvidos, atendendo também as orientações do projeto em rede do Observatório 2008 – MEC/CAPES/DEB-P. Para isso utilizamos nas opções teórico-metodológicas alguns elementos da Entrevista Compreensiva e da Multirreferencialidade, nosso instrumento de coleta de dado principal foi a entrevista, fizemos também a análise das dissertações produzidas pelos docentes mestres e as caracterizamos, a partir de descritores específicos utilizados nos catálogos da USP/IFUSP (1992; 1996) e da UNICAMP/FE/CEDOC (1998) e por outros  pesquisadores. Na análise e compreensão das falas dos entrevistados foi possível identificar as implicações da formação docente no contexto escolar; a motivação para a busca do mestrado; como se deu a construção do objeto de estudo do produto educativo e sua utilização e intervenção na prática docente; a questão do papel dos docentes mestres no ambiente escolar a pós o mestrado levando em consideração as mudanças na atuação profissional e a influência nos grupos de trabalho; como se dá a utilização da pesquisa e investigação em sala de aula após a formação e a relação formação e qualidade educacional no contexto do IFRN. Na leitura e análise das dissertações produzidas foi possível identificar os principais focos e sub-focos temáticos explorados assim como os referencias teóricos metodológicos. Ao final da pesquisa elaboramos um produto técnico que poderá servir para estudos de análise e avaliação em termos quantitativos dos resultados alcançados pelos professores mestres do IFRN através de sua formação no PPGECNM/UFRN.

5
  • SEVERINO CARLOS GOMES
  • ELABORAÇÃO E APLICAÇÃO DE UMA SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES PARA O ENSINO DE TRIGONOMETRIA NUMA ABORDAGEM HISTÓRICA

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • ANTONIO VICENTE MARAFIOTI GARNICA
  • Data: 05/07/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos, uma nova modalidade de pós-graduação surgiu nas instituições de ensino superior: o mestrado profissional. A história da matemática, por sua vez, como ferramenta no ensino de Matemática não é uma ideia nova e estudos relacionados a esta temática tem recebido a adesão de pesquisadores em todo o mundo nas últimas décadas. No entanto, os estudos pós-graduados relacionados à história da matemática em sua imensa maioria têm se dado no mestrado e doutorado em sua modalidade acadêmica. É nova a ideia, pelo menos nas universidades brasileiras, de trazer a história da matemática para o mestrado profissional.  Tendo em vista estas considerações, esse trabalho objetiva relatar a construção de um caderno de atividades para o ensino de trigonometria enfocando a fusão possível entre a abordagem histórica no ensino de matemática e o mestrado profissional. Para isso são feitas considerações sobre a história da matemática enquanto metodologia de ensino, sobre a formação do professor de matemática que vai ensinar trigonometria e sobre todo percurso de elaboração e experimentação das atividades. Por fim, apresentamos o caderno de atividades para o ensino de trigonometria numa abordagem histórica como exemplo do que venha a ser essa fusão entre história da matemática, conteúdo matemático escolar e mestrado profissional.


  • Mostrar Abstract
  • Nos últimos anos, uma nova modalidade de pós-graduação surgiu nas instituições de ensino superior: o mestrado profissional. A história da matemática, por sua vez, como ferramenta no ensino de Matemática não é uma ideia nova e estudos relacionados a esta temática tem recebido a adesão de pesquisadores em todo o mundo nas últimas décadas. No entanto, os estudos pós-graduados relacionados à história da matemática em sua imensa maioria têm se dado no mestrado e doutorado em sua modalidade acadêmica. É nova a ideia, pelo menos nas universidades brasileiras, de trazer a história da matemática para o mestrado profissional.  Tendo em vista estas considerações, esse trabalho objetiva relatar a construção de um caderno de atividades para o ensino de trigonometria enfocando a fusão possível entre a abordagem histórica no ensino de matemática e o mestrado profissional. Para isso são feitas considerações sobre a história da matemática enquanto metodologia de ensino, sobre a formação do professor de matemática que vai ensinar trigonometria e sobre todo percurso de elaboração e experimentação das atividades. Por fim, apresentamos o caderno de atividades para o ensino de trigonometria numa abordagem histórica como exemplo do que venha a ser essa fusão entre história da matemática, conteúdo matemático escolar e mestrado profissional.

6
  • FRANCELIZA MONTEIRO DA SILVA DANTAS
  • A leitura como instrumento facilitador da compreensão matemática.

  • Orientador : CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • MARIA DA PENHA CASADO ALVES
  • MARIA JOSE MEDEIROS DANTAS DE MELO
  • Data: 07/07/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho propõe-se, não apenas apresentar e analisar uma sequência-didática que utiliza a leitura no processo de ensino e aprendizagem da matemática, como também a apresentar considerações sobre a relação interdisciplinar que há entre Língua Materna e Matemática e como essa relação pode ser fortalecida por uma prática de leitura, constituindo-se de uma pesquisa teórico-prática, com perfil de pesquisa-ação. O estreitamento, por meio da leitura, das relações entre Língua Materna e Matemática favorece uma maior compreensão dessa ciência, pois contribui para a ampliação do vocabulário, aquisição de um melhor nível de argumentação, interpretação e compreensão, oportunizando, assim, uma maior contextualização do aluno, fazendo-o sair do mero papel de espectador para o de construtor do conhecimento matemático. O fato de o ensino da matemática limitar-se, na maioria das vezes, ao repasse de fórmulas que, geralmente, não fazem o menor sentido para o aluno, pois ele não consegue, muitas vezes, ver uma aplicabilidade dos conteúdos matemáticos em seu contexto, interpretar os enunciados, ver significado nos conceitos e na própria linguagem simbólica, simplesmente por não haver um trabalho consistente envolvendo a matemática e a leitura, o que, certamente, levaria o aprendente a transcender a decodificação de números, fórmulas e enunciados, atingindo um alto nível de compreensão e, consequentemente, de aprendizagem. Realizou-se, então,  uma atividade diagnóstica, com aluno do 6º ano do Ensino fundamental, envolvendo o conteúdo de Geometria - sólidos geométricos, regiões planas e contornos -, e constatou-se, além do desconhecimento para com a geometria, uma enorme dificuldade de contextualizá-la.  A partir da análise das respostas dadas pelos alunos,  aplicou-se 3 atividades de sondagem desenvolvidas a partir de texto diversos (lendas, poema, artigo e obra de arte)  com o propósito de levar os alunos a perceberem, através da leitura, a matemática presente em seu contexto e, a partir daí, obter uma melhor compreensão e interação com essa disciplina tão hostilizada pela maioria dos alunos.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho propõe-se, não apenas apresentar e analisar uma sequência-didática que utiliza a leitura no processo de ensino e aprendizagem da matemática, como também a apresentar considerações sobre a relação interdisciplinar que há entre Língua Materna e Matemática e como essa relação pode ser fortalecida por uma prática de leitura, constituindo-se de uma pesquisa teórico-prática, com perfil de pesquisa-ação. O estreitamento, por meio da leitura, das relações entre Língua Materna e Matemática favorece uma maior compreensão dessa ciência, pois contribui para a ampliação do vocabulário, aquisição de um melhor nível de argumentação, interpretação e compreensão, oportunizando, assim, uma maior contextualização do aluno, fazendo-o sair do mero papel de espectador para o de construtor do conhecimento matemático. O fato de o ensino da matemática limitar-se, na maioria das vezes, ao repasse de fórmulas que, geralmente, não fazem o menor sentido para o aluno, pois ele não consegue, muitas vezes, ver uma aplicabilidade dos conteúdos matemáticos em seu contexto, interpretar os enunciados, ver significado nos conceitos e na própria linguagem simbólica, simplesmente por não haver um trabalho consistente envolvendo a matemática e a leitura, o que, certamente, levaria o aprendente a transcender a decodificação de números, fórmulas e enunciados, atingindo um alto nível de compreensão e, consequentemente, de aprendizagem. Realizou-se, então,  uma atividade diagnóstica, com aluno do 6º ano do Ensino fundamental, envolvendo o conteúdo de Geometria - sólidos geométricos, regiões planas e contornos -, e constatou-se, além do desconhecimento para com a geometria, uma enorme dificuldade de contextualizá-la.  A partir da análise das respostas dadas pelos alunos,  aplicou-se 3 atividades de sondagem desenvolvidas a partir de texto diversos (lendas, poema, artigo e obra de arte)  com o propósito de levar os alunos a perceberem, através da leitura, a matemática presente em seu contexto e, a partir daí, obter uma melhor compreensão e interação com essa disciplina tão hostilizada pela maioria dos alunos.

7
  • ELAINE SOUZA DE MACEDO
  • UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O ENSINO DA RESOLUÇÃO DA EQUAÇÃO DO 2º GRAU: ADEQUAÇÃO PARA USO COM PROFESSORES

  • Orientador : BERNADETE BARBOSA MOREY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • IRAN ABREU MENDES
  • PAULO CEZAR DE FARIA
  • SERGIO ROBERTO NOBRE
  • Data: 18/07/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo sugere uma sequência didática com atividades mediadas pela História da Matemática, referente à resolução da equação do 2º grau, na qual foi apresentada por meio de minicurso envolvendo professores de matemática em exercício, além de licenciandos em matemática. O estudo foi realizado em quatro etapas, servindo as duas primeiras para identificação de possíveis alterações na apresentação das atividades, visando um melhor aproveitamento nas etapas seguintes. A finalidade foi verificar se o uso de atividades mediadas pela História contribui para a mudança da compreensão, destes participantes, a partir de um método denominado “corte e cole”. Diante dos resultados alcançados no decorrer do estudo, foi possível verificar uma deficiência dos participantes, relacionada ao conceito de equação do 2º grau e do método de sua resolução. Porém, o uso da sequência didática foi indicado pelos participantes, como fator positivo no estudo de resolução de equações por possibilitar atribuir significado ao processo resolutivo, em que a relação entre a representação geométrica e algébrica possibilita justificar a fórmula resolutiva da equação do 2º grau. Essa proposta de abordagem histórica requer um conhecimento matemático e histórico, capacidade de adaptação de episódios históricos para uso em sala de aula, além da motivação por parte do professor.


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo sugere uma sequência didática com atividades mediadas pela História da Matemática, referente à resolução da equação do 2º grau, na qual foi apresentada por meio de minicurso envolvendo professores de matemática em exercício, além de licenciandos em matemática. O estudo foi realizado em quatro etapas, servindo as duas primeiras para identificação de possíveis alterações na apresentação das atividades, visando um melhor aproveitamento nas etapas seguintes. A finalidade foi verificar se o uso de atividades mediadas pela História contribui para a mudança da compreensão, destes participantes, a partir de um método denominado “corte e cole”. Diante dos resultados alcançados no decorrer do estudo, foi possível verificar uma deficiência dos participantes, relacionada ao conceito de equação do 2º grau e do método de sua resolução. Porém, o uso da sequência didática foi indicado pelos participantes, como fator positivo no estudo de resolução de equações por possibilitar atribuir significado ao processo resolutivo, em que a relação entre a representação geométrica e algébrica possibilita justificar a fórmula resolutiva da equação do 2º grau. Essa proposta de abordagem histórica requer um conhecimento matemático e histórico, capacidade de adaptação de episódios históricos para uso em sala de aula, além da motivação por parte do professor.

8
  • FERNANDO COSTA FERNANDES GOMES
  • A desistência na licenciatura em Física no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN): causas e sugestões para o combate.

  • Orientador : JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • MARCILIO COLOMBO OLIVEROS
  • DANTE HENRIQUE MOURA
  • ZANONI TADEU SARAIVA DOS SANTOS
  • Data: 05/08/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação propõe como questão-foco estudar a desistência de licenciandos em Física no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e colaborar com a proposta de sugestões para o enfrentamento dessa problemática. O primeiro capítulo se inicia com uma visão panorâmica de dois problemas significativos no sistema educacional brasileiro: as altas taxas de desistência nas licenciaturas em Física e a falta de professores com formação específica nesta ciência. Em seguida, discutimos a relevância desta pesquisa para a área de ensino de Física, bem como justificamos a sua realização no âmbito de um mestrado profissionalizante. Apresentamos uma definição própria para o termo desistência, elaborado com base na problemática existente no IFRN. E, ainda no primeiro capítulo, explicitamos a questão-foco, os objetivos e os aspectos metodológicos deste trabalho. Os resultados obtidos em nossa investigação são apresentados nos quatro capítulos seguintes. No segundo capítulo desta dissertação, apresentamos: um breve histórico da criação da licenciatura em Física do IFRN, o funcionamento deste curso e o surgimento das turmas 2004.2 e 2006.1. Também mostramos uma espécie de mapa da desistência das turmas investigadas (o índice de desistência a 84,4% em ambas as turmas) e uma análise da relação entre os currículos de cada um delas e o número de abandonos. No terceiro capítulo, exibimos uma estatística descritiva da caracterização sócio educacional do público desistente e identificamos que as maiores desistências ocorreram com alunos que são: mulheres; casados; pais de um filho; trabalhadores; ingressaram com idade mínima de 23 anos e concluíram o ensino médio há pelo menos 6 anos. Em seguida, no quarto capítulo, revelamos e discutimos os relatos dos alunos sobre as causas de suas desistências. Diante dos dados apresentados, podemos afirmar que a resposta à pergunta “Qual foi o principal motivo da sua desistência?” encontra-se majoritariamente em causas pessoais: opção por outro curso de nível superior e falta de tempo para se dedicar ao curso. No quinto capítulo, expomos os resultados relacionados às opiniões docentes sobre o fenômeno em questão. Detectamos três principais causas para o abandono, segundo os professores: a falta de dedicação; a falta de interesse; e a falta de integração no curso. No sexto e último capítulo, discutimos os resultados obtidos e apresentamos nossa conclusão e o relatório proposto – produto desta dissertação, apresentado como anexo. Esse relatório contém, principalmente, sugestões de ações institucionais e curriculares que podem contribuir para a redução da desistência na licenciatura em Física no IFRN. As principais ações sugeridas são: implantação da matriz curricular em disciplinas; implantação de programas ou ações para combater a formação básica de conteúdos deficiente; implantação de programas ou ações específicos para o aluno trabalhador; e divulgação da licenciatura em Física do IFRN em escolas por meio de seminários ou workshops.


  • Mostrar Abstract
  • A presente dissertação propõe como questão-foco estudar a desistência de licenciandos em Física no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e colaborar com a proposta de sugestões para o enfrentamento dessa problemática. O primeiro capítulo se inicia com uma visão panorâmica de dois problemas significativos no sistema educacional brasileiro: as altas taxas de desistência nas licenciaturas em Física e a falta de professores com formação específica nesta ciência. Em seguida, discutimos a relevância desta pesquisa para a área de ensino de Física, bem como justificamos a sua realização no âmbito de um mestrado profissionalizante. Apresentamos uma definição própria para o termo desistência, elaborado com base na problemática existente no IFRN. E, ainda no primeiro capítulo, explicitamos a questão-foco, os objetivos e os aspectos metodológicos deste trabalho. Os resultados obtidos em nossa investigação são apresentados nos quatro capítulos seguintes. No segundo capítulo desta dissertação, apresentamos: um breve histórico da criação da licenciatura em Física do IFRN, o funcionamento deste curso e o surgimento das turmas 2004.2 e 2006.1. Também mostramos uma espécie de mapa da desistência das turmas investigadas (o índice de desistência a 84,4% em ambas as turmas) e uma análise da relação entre os currículos de cada um delas e o número de abandonos. No terceiro capítulo, exibimos uma estatística descritiva da caracterização sócio educacional do público desistente e identificamos que as maiores desistências ocorreram com alunos que são: mulheres; casados; pais de um filho; trabalhadores; ingressaram com idade mínima de 23 anos e concluíram o ensino médio há pelo menos 6 anos. Em seguida, no quarto capítulo, revelamos e discutimos os relatos dos alunos sobre as causas de suas desistências. Diante dos dados apresentados, podemos afirmar que a resposta à pergunta “Qual foi o principal motivo da sua desistência?” encontra-se majoritariamente em causas pessoais: opção por outro curso de nível superior e falta de tempo para se dedicar ao curso. No quinto capítulo, expomos os resultados relacionados às opiniões docentes sobre o fenômeno em questão. Detectamos três principais causas para o abandono, segundo os professores: a falta de dedicação; a falta de interesse; e a falta de integração no curso. No sexto e último capítulo, discutimos os resultados obtidos e apresentamos nossa conclusão e o relatório proposto – produto desta dissertação, apresentado como anexo. Esse relatório contém, principalmente, sugestões de ações institucionais e curriculares que podem contribuir para a redução da desistência na licenciatura em Física no IFRN. As principais ações sugeridas são: implantação da matriz curricular em disciplinas; implantação de programas ou ações para combater a formação básica de conteúdos deficiente; implantação de programas ou ações específicos para o aluno trabalhador; e divulgação da licenciatura em Física do IFRN em escolas por meio de seminários ou workshops.

9
  • FRANK VICTOR AMORIM
  • EXPERIÊNCIA DE ATIVIDADES PARA O CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL COM O SOFTWARE GEOGEBRA

  • Orientador : GISELLE COSTA DE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • RÔMULO MARINHO DO RÊGO
  • Data: 29/09/2011

  • Mostrar Resumo
  • A disciplina CDI I (Cálculo Diferencial e Integral I) consta na estrutura curricular de diversas áreas como: Ciências Exatas e da Terra; Tecnológica; Biológica e Humanística. Por existirem dificuldades no que se refere ao ensino aprendizagem de CDI I, o presente estudo tem como eixo temático buscar responder à seguinte questão: “Como a utilização do software GeoGebra pode ser usada para uma melhor abordagem de Cálculo I?”. Fundamentando-se nesta questão, o presente trabalho tem o objetivo de elaborar sessões de atividades utilizando o software GeoGebra no tocante aos principais conceitos do CDI I. Baseando-se nos recursos oferecidos pela UFRN-Natal (Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Campus Natal), elaborou-se sessões de atividades na perspectiva investigativa proposta pelas concepções de Ponte (2003); como também foi utilizado no referencial as ideias propostas por Borba e Penteado (2007), Zulatto (2002, 2007), Salazar (2009) e Lopes (2010) no que diz respeito às TIs (Tecnologias da Informação). Este trabalho apresenta uma sequência de atividades posta em sessões, em que os alunos trabalham em duplas ou individualmente, para perceber a essência dos conceitos iniciais de funções, limites, derivadas e integrais. Após a realização de uma pesquisa realizada junto à PROGRAD-UFRN (Pró-reitoria de Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte), escolheu-se uma turma de alunos que cursava licenciatura em matemática, por ser, esse curso, um dos que apresentam maiores dificuldades. Esses alunos eram convidados aleatoriamente a participarem de encontros realizados no turno inverso em que os mesmos estudavam. Primeiro realizou-se um Piloto, para poder ser analisada melhor a viabilidade da proposta, bem como realizar melhorias para o real. Como instrumentos de coletas de dados, foram usados questionários respondidos por professores e alunos, entrevistas informais realizadas após cada encontro, relatórios preenchidos por observadores que estavam auxiliando no experimento, sessões de atividades respondidas e entregues, bem como as atividades realizadas pelos alunos no computador e entregues ao professor pesquisador. As sessões de atividades aplicadas ajudaram a perceber as melhorias nas compreensões dos conceitos de CDI I por parte dos alunos e professores frente aos recursos do GeoGebra, principalmente no aspecto da compreensão propiciada pelo visual e por meio do processo de arrastar as figuras no computador sem que ocorram perdas na estrutura de suas construções. Vale salientar que o software em si tem suas limitações e que ele não faz nada se o professor não tiver um bom planejamento de suas atividades, como também objetivos a serem alcançados, um conhecimento claro e seguro do que está sendo ensinado e um bom conhecimento do software. Após a aplicação deste produto observou-se que o software é de fácil manuseio por parte de alunos e professores, permite ao professor que pode detectar melhor dúvidas e, ainda sumariamente, com relação ao aluno notou-se que conseguiram relacionar melhor a parte gráfica com a algébrica.


  • Mostrar Abstract
  • A disciplina CDI I (Cálculo Diferencial e Integral I) consta na estrutura curricular de diversas áreas como: Ciências Exatas e da Terra; Tecnológica; Biológica e Humanística. Por existirem dificuldades no que se refere ao ensino aprendizagem de CDI I, o presente estudo tem como eixo temático buscar responder à seguinte questão: “Como a utilização do software GeoGebra pode ser usada para uma melhor abordagem de Cálculo I?”. Fundamentando-se nesta questão, o presente trabalho tem o objetivo de elaborar sessões de atividades utilizando o software GeoGebra no tocante aos principais conceitos do CDI I. Baseando-se nos recursos oferecidos pela UFRN-Natal (Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Campus Natal), elaborou-se sessões de atividades na perspectiva investigativa proposta pelas concepções de Ponte (2003); como também foi utilizado no referencial as ideias propostas por Borba e Penteado (2007), Zulatto (2002, 2007), Salazar (2009) e Lopes (2010) no que diz respeito às TIs (Tecnologias da Informação). Este trabalho apresenta uma sequência de atividades posta em sessões, em que os alunos trabalham em duplas ou individualmente, para perceber a essência dos conceitos iniciais de funções, limites, derivadas e integrais. Após a realização de uma pesquisa realizada junto à PROGRAD-UFRN (Pró-reitoria de Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte), escolheu-se uma turma de alunos que cursava licenciatura em matemática, por ser, esse curso, um dos que apresentam maiores dificuldades. Esses alunos eram convidados aleatoriamente a participarem de encontros realizados no turno inverso em que os mesmos estudavam. Primeiro realizou-se um Piloto, para poder ser analisada melhor a viabilidade da proposta, bem como realizar melhorias para o real. Como instrumentos de coletas de dados, foram usados questionários respondidos por professores e alunos, entrevistas informais realizadas após cada encontro, relatórios preenchidos por observadores que estavam auxiliando no experimento, sessões de atividades respondidas e entregues, bem como as atividades realizadas pelos alunos no computador e entregues ao professor pesquisador. As sessões de atividades aplicadas ajudaram a perceber as melhorias nas compreensões dos conceitos de CDI I por parte dos alunos e professores frente aos recursos do GeoGebra, principalmente no aspecto da compreensão propiciada pelo visual e por meio do processo de arrastar as figuras no computador sem que ocorram perdas na estrutura de suas construções. Vale salientar que o software em si tem suas limitações e que ele não faz nada se o professor não tiver um bom planejamento de suas atividades, como também objetivos a serem alcançados, um conhecimento claro e seguro do que está sendo ensinado e um bom conhecimento do software. Após a aplicação deste produto observou-se que o software é de fácil manuseio por parte de alunos e professores, permite ao professor que pode detectar melhor dúvidas e, ainda sumariamente, com relação ao aluno notou-se que conseguiram relacionar melhor a parte gráfica com a algébrica.

10
  • MÁRCIA MARIA ALVES DE ASSIS
  • ENSINO DE MATEMÁTICA PELO RÁDIO: UMA HISTÓRIA FALADA E UM DOCUMENTÁRIO DIDÁTICO

  • Orientador : LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
  • IRAN ABREU MENDES
  • ANTONIO VICENTE MARAFIOTI GARNICA
  • Data: 05/10/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve como objetivo descrever e analisar aspectos do percurso histórico do ensino de Matemática pelas Experiências Radiofônicas no Estado do Rio Grande do Norte, entre as décadas de 1950 a 1970, com o intuito de organizar um documentário (CD-ROM) contendo os conteúdos de Matemática estudados pelos que vivenciaram a experiência radiofônica. Para tanto, lançamos mão da pesquisa qualitativa. Buscamos respaldo em pressupostos teóricos da História Cultural e de estudiosos da memória como Michel Certeau, Roger Chartier, Le Goff, Paul Thompson e Peter Burke. Recorremos também a elementos da História Oral. Focamos os ensinos da alfabetização e do primário das Escolas Radiofônicas de duas comunidades rurais - Logradouro e Catolé - que atualmente fazem parte do município de Lagoa Salgada (RN) e, no que se refere ao Ensino Ginasial, nos detivemos no Curso de Madureza, pelo Rádio. Utilizamos como fontes escritas, principalmente, os documentos encontrados no Arquivo Geral da Arquidiocese de Natal e os cedidos pelos participantes colaboradores da pesquisa. Nossas fontes orais advêm dos depoimentos de alunos e monitores da cidade de Lagoa Salgada, professores-locutores e técnicos do Serviço de Assistência Rural (SAR) de Natal (RN). Neste estudo, identificamos a Geometria da Cubação nas práticas sociais dos alunos de Lagoa Salgada. Identificamos também, no material pesquisado, o Método Global juntamente com a pedagogia de Paulo Freire, que norteava a produção das aulas nos cursos de alfabetização e primário. Nos conteúdos de Matemática, percebemos traços da tendência Empírico-ativista. Já no curso de Madureza, evidenciou-se a tendência Tecnicista Formalista. Finalmente, como produto deste estudo, organizamos um documentário (CD-ROM), contendo a história do ensino da Matemática, a partir do relato daqueles que vivenciaram a experiência radiofônica, enfatizando a metodologia de ensino desenvolvida nas aulas, para que sirva de material de consulta para alunos, professores e pesquisadores da área.


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo teve como objetivo descrever e analisar aspectos do percurso histórico do ensino de Matemática pelas Experiências Radiofônicas no Estado do Rio Grande do Norte, entre as décadas de 1950 a 1970, com o intuito de organizar um documentário (CD-ROM) contendo os conteúdos de Matemática estudados pelos que vivenciaram a experiência radiofônica. Para tanto, lançamos mão da pesquisa qualitativa. Buscamos respaldo em pressupostos teóricos da História Cultural e de estudiosos da memória como Michel Certeau, Roger Chartier, Le Goff, Paul Thompson e Peter Burke. Recorremos também a elementos da História Oral. Focamos os ensinos da alfabetização e do primário das Escolas Radiofônicas de duas comunidades rurais - Logradouro e Catolé - que atualmente fazem parte do município de Lagoa Salgada (RN) e, no que se refere ao Ensino Ginasial, nos detivemos no Curso de Madureza, pelo Rádio. Utilizamos como fontes escritas, principalmente, os documentos encontrados no Arquivo Geral da Arquidiocese de Natal e os cedidos pelos participantes colaboradores da pesquisa. Nossas fontes orais advêm dos depoimentos de alunos e monitores da cidade de Lagoa Salgada, professores-locutores e técnicos do Serviço de Assistência Rural (SAR) de Natal (RN). Neste estudo, identificamos a Geometria da Cubação nas práticas sociais dos alunos de Lagoa Salgada. Identificamos também, no material pesquisado, o Método Global juntamente com a pedagogia de Paulo Freire, que norteava a produção das aulas nos cursos de alfabetização e primário. Nos conteúdos de Matemática, percebemos traços da tendência Empírico-ativista. Já no curso de Madureza, evidenciou-se a tendência Tecnicista Formalista. Finalmente, como produto deste estudo, organizamos um documentário (CD-ROM), contendo a história do ensino da Matemática, a partir do relato daqueles que vivenciaram a experiência radiofônica, enfatizando a metodologia de ensino desenvolvida nas aulas, para que sirva de material de consulta para alunos, professores e pesquisadores da área.

11
  • JOÃO BATISTA RODRIGUES DA SILVA
  • FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES QUE ENSINAM MATEMÁTICA: O PAPEL DO ÁBACO NA RESSIGNIFICAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

  • Orientador : FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FRANCISCO DE ASSIS BANDEIRA
  • GISELLE COSTA DE SOUSA
  • JESUS VICTORIA FLORES SALAZAR
  • WAGNER RODRIGUES VALENTE
  • Data: 20/10/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação visa mobilizar os conhecimentos dos professores de Matemática do Ensino Fundamental, acerca das operações de adição e subtração com (re) agrupamento por meio do uso do ábaco manipulativo e/ou informático. Assim, a pesquisa pretende responder a seguinte questão: De que maneira, o ábaco manipulativo e informático como ferramenta de ensino, pode mobilizar noções das operações de adição e subtração com (re) agrupamento? Para isso, baseamo-nos na Teoria das Situações Didáticas (TSD) de Guy Brousseau (1996) que afirma ser necessário traçar um caminho de acordo com as situações de ensino que conduza a aprendizagem dos estudantes e, no trabalho de Pierre Lévy (1993), no qual os polos da comunicação: oral, escrito e virtual, possibilitam as três maneiras de comunicação pelas quais ocorre a aprendizagem.  A metodologia do trabalho apoiou-se na Pesquisa-ação Estratégica de Franco (2005). A sequência didática foi elaborada de acordo com a TSD e, o ábaco manipulativo e informático foi usado como ferramenta didática. Com a aplicação da sequência didática foi verificado que a formação continuada de professores do Ensino Fundamental, nas séries/anos iniciais a respeito das operações de adição e subtração com (re) agrupamento é pertinente, visto que foram observadas algumas dificuldades dos professores sobre esse conteúdo matemático. Além disso, a análise da sequência didática permitiu perceber que as professoras tinham dificuldade: na representação numérica com a ordem zero, na resolução das operações de adição e subtração utilizando o ábaco manipulativo e/ou informático e na realização do (re) agrupamento na subtração com significado. Tais observações foram discutidas com as professoras, após a discussão, foram realizados encaminhamentos didático-metodológicos das operações de adição e subtração com (re) agrupamento que contribuem com o processo de ensino e aprendizagem.


  • Mostrar Abstract
  • A presente dissertação visa mobilizar os conhecimentos dos professores de Matemática do Ensino Fundamental, acerca das operações de adição e subtração com (re) agrupamento por meio do uso do ábaco manipulativo e/ou informático. Assim, a pesquisa pretende responder a seguinte questão: De que maneira, o ábaco manipulativo e informático como ferramenta de ensino, pode mobilizar noções das operações de adição e subtração com (re) agrupamento? Para isso, baseamo-nos na Teoria das Situações Didáticas (TSD) de Guy Brousseau (1996) que afirma ser necessário traçar um caminho de acordo com as situações de ensino que conduza a aprendizagem dos estudantes e, no trabalho de Pierre Lévy (1993), no qual os polos da comunicação: oral, escrito e virtual, possibilitam as três maneiras de comunicação pelas quais ocorre a aprendizagem.  A metodologia do trabalho apoiou-se na Pesquisa-ação Estratégica de Franco (2005). A sequência didática foi elaborada de acordo com a TSD e, o ábaco manipulativo e informático foi usado como ferramenta didática. Com a aplicação da sequência didática foi verificado que a formação continuada de professores do Ensino Fundamental, nas séries/anos iniciais a respeito das operações de adição e subtração com (re) agrupamento é pertinente, visto que foram observadas algumas dificuldades dos professores sobre esse conteúdo matemático. Além disso, a análise da sequência didática permitiu perceber que as professoras tinham dificuldade: na representação numérica com a ordem zero, na resolução das operações de adição e subtração utilizando o ábaco manipulativo e/ou informático e na realização do (re) agrupamento na subtração com significado. Tais observações foram discutidas com as professoras, após a discussão, foram realizados encaminhamentos didático-metodológicos das operações de adição e subtração com (re) agrupamento que contribuem com o processo de ensino e aprendizagem.

12
  • ANDREIA CAROLINE DA SILVA COTA
  • EULER E OS NÚMEROS PENTAGONAIS

  • Orientador : JOHN ANDREW FOSSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOHN ANDREW FOSSA
  • BERNADETE BARBOSA MOREY
  • ROSA LUCIA SVERZUT BARONI
  • Data: 26/10/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho de pesquisa compreende num estudo de Leonhard Euler sobre os números pentagonais e o artigo Mirabilibus Proprietatibus Numerorum Pentagonalium - E524. Depois de uma breve revisão da vida e obra de Euler, analisamos os conceitos matemáticos abordados no referido artigo como também a sua contextualização histórica. Para tanto, explicamos o conceito de números figurados, mostrando seu modo de geração, bem como suas representações geométricas e algébricas. Em seguida, faz-se um pequeno histórico da busca euleriana para o Teorema dos Números Pentagonais, perpassando sua correspondência sobre o assunto com Daniel Bernoulli, Nikolaus Bernoulli, Christian Goldbach e Jean Le Rond d’Alembert. No início, Euler afirma o teorema, mas admite que não sabe demonstrá-lo. Finalmente, em uma carta ao Goldbach, de 1750, faz a procurada demonstração. A demonstração é publicada em E541, junto com uma demonstração alternativa. A expansão do conceito de número pentagonal é então explicada e justificada, tendo em vista a comparação das representações geométrica e algébrica dos novos números pentagonais com as dos números pentagonais tradicionais. Em seguida, explana-se o Teorema dos Números Pentagonais, isto é, o fato de que o produto infinito (1–x)(1–xx)(1–x3)(1–x4)(1–x5)(1–x6)(1–x7) ... é igual à série infinita 1–x1x2+x5+x7x12x15+x22+x26– ..., onde os expoentes são dados pelos números pentagonais (expandidos) e o sinal é dado como mais ou menos conforme o expoente é um número pentagonal (seja tradicional, seja expandido) de ordem par ou ímpar. Também mencionamos que Euler, relaciona os números pentagonais e o referido teorema sobre os mesmos a outras partes da matemática, como o conceito de partição, funções geradoras, a teoria do produto infinito e a soma de divisores. Finalizamos com uma explicação da demonstração do Teorema dos Números Pentagonais.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho de pesquisa compreende num estudo de Leonhard Euler sobre os números pentagonais e o artigo Mirabilibus Proprietatibus Numerorum Pentagonalium - E524. Depois de uma breve revisão da vida e obra de Euler, analisamos os conceitos matemáticos abordados no referido artigo como também a sua contextualização histórica. Para tanto, explicamos o conceito de números figurados, mostrando seu modo de geração, bem como suas representações geométricas e algébricas. Em seguida, faz-se um pequeno histórico da busca euleriana para o Teorema dos Números Pentagonais, perpassando sua correspondência sobre o assunto com Daniel Bernoulli, Nikolaus Bernoulli, Christian Goldbach e Jean Le Rond d’Alembert. No início, Euler afirma o teorema, mas admite que não sabe demonstrá-lo. Finalmente, em uma carta ao Goldbach, de 1750, faz a procurada demonstração. A demonstração é publicada em E541, junto com uma demonstração alternativa. A expansão do conceito de número pentagonal é então explicada e justificada, tendo em vista a comparação das representações geométrica e algébrica dos novos números pentagonais com as dos números pentagonais tradicionais. Em seguida, explana-se o Teorema dos Números Pentagonais, isto é, o fato de que o produto infinito (1–x)(1–xx)(1–x3)(1–x4)(1–x5)(1–x6)(1–x7) ... é igual à série infinita 1–x1x2+x5+x7x12x15+x22+x26– ..., onde os expoentes são dados pelos números pentagonais (expandidos) e o sinal é dado como mais ou menos conforme o expoente é um número pentagonal (seja tradicional, seja expandido) de ordem par ou ímpar. Também mencionamos que Euler, relaciona os números pentagonais e o referido teorema sobre os mesmos a outras partes da matemática, como o conceito de partição, funções geradoras, a teoria do produto infinito e a soma de divisores. Finalizamos com uma explicação da demonstração do Teorema dos Números Pentagonais.

13
  • JOSÉ ROBERTO DE VASCONCELOS COSTA
  • Um hipermidia sobre fases da Lua para o ensino de astronomia a distancia

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • SILVIA CALBO AROCA
  • ANTONIO CARLOS DA SILVA MIRANDA
  • Data: 27/10/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A característica interdisciplinar da Astronomia a torna um campo de grande potencial para explorar diversos conceitos científicos. Contudo, estudos demonstram grande deficiência na compreensão de conteúdos fundamentais dessa ciência, inclusive no que se refere a modelos que explicam fenômenos que marcam nosso cotidiano, como as fases da Lua. Particularmente em contextos de ensino a distância, a aprendizagem de tais modelos pode ser favorecida pelo uso das tecnologias da informação e comunicação. Entre outras possibilidades, destacamos a importância de materiais digitais que motivem e ao mesmo tempo ampliem as formas de representação disponíveis sobre fenômenos e modelos. É importante, por outro lado, que esses materiais favoreçam a explicitação das concepções do aluno, bem como a interação com os elementos explicativos mais centrais do modelo astronômico para o fenômeno. Nessa dissertação é apresentado um módulo hipermídia voltado à aprendizagem sobre as fases da Lua, elaborado a partir de uma investigação sobre as dificuldades com o tema no contexto da oferta da disciplina Astronomia para as licenciaturas a distância da UFRN. As provas de três semestres de oferta da disciplina foram analisadas, levando-se em consideração também concepções alternativas relatadas na literatura. O produto elaborado faz uso de pequenos textos, questões, imagens, e animações interativas. Dá ênfase a questionamentos sobre a iluminação da Lua e de outros corpos, e sua relação com o Sol; a percepção, a partir de diferentes ângulos, de objetos iluminados por uma fonte única; a causa da alternância entre dia e noite; a identificação da órbita da Lua em torno da Terra e a ocorrência das fases como resultado da posição de observação do astro; e a percepção dos tempos envolvidos no fenômeno. Foram incorporadas, em sua elaboração, considerações obtidas em entrevistas realizadas com alunos de dois pólos onde são ofertadas as licenciaturas a distância e com pessoas envolvidas como monitoras da disciplina, na UFRN ou em contextos de divulgação da Astronomia. A forma final assumida foi disponibilizada em contexto real de ensino, como material complementar, e analisada por alunos e tutores. Na amostra que usou e comentou o material, a grande maioria considera que o mesmo fez diferença em sua aprendizagem; as animações foram os elementos mais destacados; as imagens foram consideradas estimulantes e esclarecedoras, e o texto, esclarecedor e agradável. A análise da aprendizagem sugeriu ganhos em importantes aspectos referentes ao entendimento das fases, mas também indica que algumas dificuldades são mais persistentes. O trabalho nos leva a concluir que é importante buscarmos contribuições para a formação de professores de Ciências fazendo uso de novas tecnologias, mas com atenção à necessidade de que tais recursos sejam inseridos como instrumentos auxiliares de Ensino. Particularmente, no caso da Astronomia, consideramos fundamental o estímulo à observação dos fenômenos.


  • Mostrar Abstract
  • A característica interdisciplinar da Astronomia a torna um campo de grande potencial para explorar diversos conceitos científicos. Contudo, estudos demonstram grande deficiência na compreensão de conteúdos fundamentais dessa ciência, inclusive no que se refere a modelos que explicam fenômenos que marcam nosso cotidiano, como as fases da Lua. Particularmente em contextos de ensino a distância, a aprendizagem de tais modelos pode ser favorecida pelo uso das tecnologias da informação e comunicação. Entre outras possibilidades, destacamos a importância de materiais digitais que motivem e ao mesmo tempo ampliem as formas de representação disponíveis sobre fenômenos e modelos. É importante, por outro lado, que esses materiais favoreçam a explicitação das concepções do aluno, bem como a interação com os elementos explicativos mais centrais do modelo astronômico para o fenômeno. Nessa dissertação é apresentado um módulo hipermídia voltado à aprendizagem sobre as fases da Lua, elaborado a partir de uma investigação sobre as dificuldades com o tema no contexto da oferta da disciplina Astronomia para as licenciaturas a distância da UFRN. As provas de três semestres de oferta da disciplina foram analisadas, levando-se em consideração também concepções alternativas relatadas na literatura. O produto elaborado faz uso de pequenos textos, questões, imagens, e animações interativas. Dá ênfase a questionamentos sobre a iluminação da Lua e de outros corpos, e sua relação com o Sol; a percepção, a partir de diferentes ângulos, de objetos iluminados por uma fonte única; a causa da alternância entre dia e noite; a identificação da órbita da Lua em torno da Terra e a ocorrência das fases como resultado da posição de observação do astro; e a percepção dos tempos envolvidos no fenômeno. Foram incorporadas, em sua elaboração, considerações obtidas em entrevistas realizadas com alunos de dois pólos onde são ofertadas as licenciaturas a distância e com pessoas envolvidas como monitoras da disciplina, na UFRN ou em contextos de divulgação da Astronomia. A forma final assumida foi disponibilizada em contexto real de ensino, como material complementar, e analisada por alunos e tutores. Na amostra que usou e comentou o material, a grande maioria considera que o mesmo fez diferença em sua aprendizagem; as animações foram os elementos mais destacados; as imagens foram consideradas estimulantes e esclarecedoras, e o texto, esclarecedor e agradável. A análise da aprendizagem sugeriu ganhos em importantes aspectos referentes ao entendimento das fases, mas também indica que algumas dificuldades são mais persistentes. O trabalho nos leva a concluir que é importante buscarmos contribuições para a formação de professores de Ciências fazendo uso de novas tecnologias, mas com atenção à necessidade de que tais recursos sejam inseridos como instrumentos auxiliares de Ensino. Particularmente, no caso da Astronomia, consideramos fundamental o estímulo à observação dos fenômenos.

2010
Dissertações
1
  • MARCIA CRISTIANE ELOI SILVA ATAIDE
  • EXPERIMENTOS QUE GERAM REJEITOS QUÍMICOS COM METAIS PESADOS EM ESCOLAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • NEDJA SUELY FERNANDES
  • GERSON DE SOUZA MOL
  • Data: 18/01/2010

  • Mostrar Resumo
  • As atividades experimentais são vistas por alunos e professores como a solução para os problemas do ensino de ciências, mas nem sempre estas são utilizadas no processo de ensino. Isto se deve em parte à falta de infra-estrutura e a deficiente preparação nos cursos de formação. A nossa proposta é apresentar uma sugestão para os professores do ensino médio de gerenciar rejeitos químicos produzidos nas aulas de ensino de química a partir do contexto observado em escolas do Estado do Rio Grande do Norte. A pesquisa foi realizada em três etapas, a primeira foi a identificação das atividades experimentais realizadas por professores da rede pública e privada de ensino de Natal, utilizando como instrumento entrevista semi-estruturada. A segunda etapa foi a análise dos livros didáticos recomendados pelo MEC através do Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio com a finalidade de identificar se estes sinalizam nas atividades experimentais orientações sobre segurança e gerenciamento de rejeitos gerados. A terceira e última etapa foi a elaboração de material didático com informativos sobre segurança no laboratório e gerenciamento de rejeitos. A aplicação deste material foi realizada em curso de extensão para professores de química do estado do Rio Grande do Norte.


  • Mostrar Abstract
  • As atividades experimentais são vistas por alunos e professores como a solução para os problemas do ensino de ciências, mas nem sempre estas são utilizadas no processo de ensino. Isto se deve em parte à falta de infra-estrutura e a deficiente preparação nos cursos de formação. A nossa proposta é apresentar uma sugestão para os professores do ensino médio de gerenciar rejeitos químicos produzidos nas aulas de ensino de química a partir do contexto observado em escolas do Estado do Rio Grande do Norte. A pesquisa foi realizada em três etapas, a primeira foi a identificação das atividades experimentais realizadas por professores da rede pública e privada de ensino de Natal, utilizando como instrumento entrevista semi-estruturada. A segunda etapa foi a análise dos livros didáticos recomendados pelo MEC através do Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio com a finalidade de identificar se estes sinalizam nas atividades experimentais orientações sobre segurança e gerenciamento de rejeitos gerados. A terceira e última etapa foi a elaboração de material didático com informativos sobre segurança no laboratório e gerenciamento de rejeitos. A aplicação deste material foi realizada em curso de extensão para professores de química do estado do Rio Grande do Norte.

2
  • BONIEK VENCESLAU DA CRUZ SILVA
  • CONTROVÉRSIAS SOBRE A NATUREZA DA LUZ: UMA APLICAÇÃO DIDÁTICA

  • Orientador : ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • ANA PAULA BISPO DA SILVA
  • Data: 19/01/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa no campo da Didática das Ciências vem mostrando, nas últimas décadas, que alunos do nível médio de ensino apresentam dificuldades de entendimento de conceitos básicos da ciência, em geral, e da Física, em particular. A literatura especializada aponta, como um dos eixos para uma educação científica de melhor qualidade, uma compreensão mais estruturada sobre a ciência. Este trabalho propõe a introdução de elementos da História e da Filosofia da Ciência no ensino médio como subsídio à aprendizagem de conceitos da óptica, de forma geral, e de aspectos relativos à natureza da ciência, de forma específica. Valendo-nos de episódios históricos sobre a controvérsia existente acerca da natureza da luz, principalmente nos séculos XVII e XVIII, como também de recortes da história da óptica no que diz respeito ao desenvolvimento de modelos explicativos do processo da visão, elaboramos e aplicamos uma unidade didática a duas turmas do ensino médio noturno de uma escola da rede pública estadual da cidade de Parnamirim (RN). A unidade envolveu, primordialmente, a leitura de três textos históricos contendo questões escritas, além da realização de um debate coletivo "juri simulado"�). A análise dos resultados indicou algumas dificuldades de superação das concepções alternativas relacionadas ao processo da visão e à natureza da luz. Apesar disso, entendemos que a unidade didática logrou êxitos no que diz respeito à aprendizagem da maioria dos alunos, tanto em relação a uma melhor compreensão da ciência como também de conceitos da óptica.


  • Mostrar Abstract
  • A pesquisa no campo da Didática das Ciências vem mostrando, nas últimas décadas, que alunos do nível médio de ensino apresentam dificuldades de entendimento de conceitos básicos da ciência, em geral, e da Física, em particular. A literatura especializada aponta, como um dos eixos para uma educação científica de melhor qualidade, uma compreensão mais estruturada sobre a ciência. Este trabalho propõe a introdução de elementos da História e da Filosofia da Ciência no ensino médio como subsídio à aprendizagem de conceitos da óptica, de forma geral, e de aspectos relativos à natureza da ciência, de forma específica. Valendo-nos de episódios históricos sobre a controvérsia existente acerca da natureza da luz, principalmente nos séculos XVII e XVIII, como também de recortes da história da óptica no que diz respeito ao desenvolvimento de modelos explicativos do processo da visão, elaboramos e aplicamos uma unidade didática a duas turmas do ensino médio noturno de uma escola da rede pública estadual da cidade de Parnamirim (RN). A unidade envolveu, primordialmente, a leitura de três textos históricos contendo questões escritas, além da realização de um debate coletivo "juri simulado"�). A análise dos resultados indicou algumas dificuldades de superação das concepções alternativas relacionadas ao processo da visão e à natureza da luz. Apesar disso, entendemos que a unidade didática logrou êxitos no que diz respeito à aprendizagem da maioria dos alunos, tanto em relação a uma melhor compreensão da ciência como também de conceitos da óptica.

3
  • FRANCISCO ADAÉCIO DIAS LOPES
  • EDUCAÇÃO CIENTÍFICA NO CONTEXTO PÓS-ONTOLÓGICO: POR UMA CONCEPÇÃO PLURAL DE CONHECIMENTO E EDUCAÇÃO

  • Orientador : LUIZ CARLOS JAFELICE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS JAFELICE
  • MARIA DA CONCEICAO XAVIER DE ALMEIDA
  • CHARBEL NIÑO EL-HANI
  • Data: 18/03/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O desenrolar deste trabalho surge da pesquisa de caráter sociológico e filosófico – contemplando também outros enfoques – que visa responder as seguintes indagações: “Qual a responsabilidade do ensino de ciências para a imagem que se tem de ciência?”; “Qual educação científica deveria estar sendo desenhada para os dias de hoje?”. Após tratar dos pressupostos trazidos pelo racionalismo e as críticas ao modelo iluminista propostas tanto pela sociologia da ciência e pela filosofia da ciência, como também pela biologia do conhecer, passando por discussões acerca da pós-modernidade, chega-se ao entendimento de que a imagem da ciência tornou-se ponto central de discussão nos últimos cem anos, inclusive no que concerne à área de ensino de ciências, e que praticamente nada disso chegou às aulas de ciências naturais de fato. Adotamos o termo pós-ontológico para caracterizar as propostas recentes da filosofia e da sociologia, por considerarmos que este termo melhor identifica e explicita a crise sofrida pelo realismo científico, que defende a existência de um domínio ontológico que a ciência, e somente ela, permite compreender. Observa-se que tais discussões são desconhecidas do público em geral, e, principalmente, de professores e alunos de ciências. Nesse sentido, acreditamos que discutir a lógica na qual se estrutura a ciência, os novos entendimentos em relação ao fazer científico, em particular os de cunho externalista, e a relação entre ciência e sociedade contribui para a consolidação de um ensino de ciências que contemple um aporte mais reflexivo, além de possibilitar a inserção do estudo de outras epistemologias na prática educativa. Argumentamos que uma postura revisionista parece ser a mais adequada para a educação científica contemporânea, contemplando, além do ensino dos conteúdos habituais das ciências, discussões sobre as questões que envolvem esses conhecimentos, assim como a valorização de epistemologias alternativas à científica moderna ocidental, como forma de se trabalhar a percepção de conhecimentos locais, gerados a partir de outras bases epistemológicas. Nesse sentido, são descritas atividades práticas realizadas com professores, através de minicursos, e em sala de aula de turmas do Ensino Médio de uma escola do interior do Rio Grande do Norte, como forma de demonstrar a possibilidade de intervenções que possam levar essas concepções, discussões e mudanças para a escola.


  • Mostrar Abstract
  • O desenrolar deste trabalho surge da pesquisa de caráter sociológico e filosófico – contemplando também outros enfoques – que visa responder as seguintes indagações: “Qual a responsabilidade do ensino de ciências para a imagem que se tem de ciência?”; “Qual educação científica deveria estar sendo desenhada para os dias de hoje?”. Após tratar dos pressupostos trazidos pelo racionalismo e as críticas ao modelo iluminista propostas tanto pela sociologia da ciência e pela filosofia da ciência, como também pela biologia do conhecer, passando por discussões acerca da pós-modernidade, chega-se ao entendimento de que a imagem da ciência tornou-se ponto central de discussão nos últimos cem anos, inclusive no que concerne à área de ensino de ciências, e que praticamente nada disso chegou às aulas de ciências naturais de fato. Adotamos o termo pós-ontológico para caracterizar as propostas recentes da filosofia e da sociologia, por considerarmos que este termo melhor identifica e explicita a crise sofrida pelo realismo científico, que defende a existência de um domínio ontológico que a ciência, e somente ela, permite compreender. Observa-se que tais discussões são desconhecidas do público em geral, e, principalmente, de professores e alunos de ciências. Nesse sentido, acreditamos que discutir a lógica na qual se estrutura a ciência, os novos entendimentos em relação ao fazer científico, em particular os de cunho externalista, e a relação entre ciência e sociedade contribui para a consolidação de um ensino de ciências que contemple um aporte mais reflexivo, além de possibilitar a inserção do estudo de outras epistemologias na prática educativa. Argumentamos que uma postura revisionista parece ser a mais adequada para a educação científica contemporânea, contemplando, além do ensino dos conteúdos habituais das ciências, discussões sobre as questões que envolvem esses conhecimentos, assim como a valorização de epistemologias alternativas à científica moderna ocidental, como forma de se trabalhar a percepção de conhecimentos locais, gerados a partir de outras bases epistemológicas. Nesse sentido, são descritas atividades práticas realizadas com professores, através de minicursos, e em sala de aula de turmas do Ensino Médio de uma escola do interior do Rio Grande do Norte, como forma de demonstrar a possibilidade de intervenções que possam levar essas concepções, discussões e mudanças para a escola.

4
  • ALBINO OLIVEIRA NUNES
  • ABORDANDO AS RELAÇÕES CTSA NO ENSINO DA QUIMICA A PARTIR DAS CRENCAS E ATITUDES DE LICENCIANDOS: UMA EXPERIENCIA FORMATIVA NO SERTAO NORDESTINO

  • Orientador : JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSIVANIA MARISA DANTAS
  • ANA CRISTINA FACUNDO DE BRITO PONTES
  • JOSÉ CARLOS DE FREITAS PAULA
  • Data: 31/03/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho investigou as atitudes e crenças dos licenciandos em química da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) como etapa para a elaboração de uma proposta de material didático para trabalhar as relações CTSA do curso de licenciatura em química. Para obter o conhecimento das atitudes e crenças foram utilizados dois instrumentos de coleta de dados (Escala de Likert e questionário) que proporcionaram uma análise dentro do paradigma quali-quantitativo emergente da pesquisa em Ensino de Ciências e Matemática. Os resultados demonstraram que os discentes da licenciatura em química apresentam crenças marcadamente positivistas e que são consideradas por alguns autores como ingênuas, tais como: a crença no modelo de decisão tecnocrático, a linearidade do desenvolvimento científico e tecnológico que leva ao bem-estar social e a neutralidade do conhecimento científico-tecnológico. Com base nesses dados e na literatura sobre o tema foram elaborados três módulos de ensino: a) Questionando a hegemonia do conhecimento técnico-científico; b)As relações entre a ciência, tecnologia, sociedade e ambiente [WINDOWS-1252?]– as relações CTSA; c) Proposta temática para a educação química em uma perspectiva CTSA: O Rio Mossoró. Por fim, o material elaborado foi aplicado em duas oficinas, realizadas no Campus Central e no Núcleo Avançado de Ensino Superior de São Miguel, ambos da UERN. Os licenciandos participantes expressaram aprovação quanto à abordagem trazida no experimento proposto e sobre o caso simulado, ambos constituintes da unidade didática apresentada.


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho investigou as atitudes e crenças dos licenciandos em química da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) como etapa para a elaboração de uma proposta de material didático para trabalhar as relações CTSA do curso de licenciatura em química. Para obter o conhecimento das atitudes e crenças foram utilizados dois instrumentos de coleta de dados (Escala de Likert e questionário) que proporcionaram uma análise dentro do paradigma quali-quantitativo emergente da pesquisa em Ensino de Ciências e Matemática. Os resultados demonstraram que os discentes da licenciatura em química apresentam crenças marcadamente positivistas e que são consideradas por alguns autores como ingênuas, tais como: a crença no modelo de decisão tecnocrático, a linearidade do desenvolvimento científico e tecnológico que leva ao bem-estar social e a neutralidade do conhecimento científico-tecnológico. Com base nesses dados e na literatura sobre o tema foram elaborados três módulos de ensino: a) Questionando a hegemonia do conhecimento técnico-científico; b)As relações entre a ciência, tecnologia, sociedade e ambiente [WINDOWS-1252?]– as relações CTSA; c) Proposta temática para a educação química em uma perspectiva CTSA: O Rio Mossoró. Por fim, o material elaborado foi aplicado em duas oficinas, realizadas no Campus Central e no Núcleo Avançado de Ensino Superior de São Miguel, ambos da UERN. Os licenciandos participantes expressaram aprovação quanto à abordagem trazida no experimento proposto e sobre o caso simulado, ambos constituintes da unidade didática apresentada.

5
  • RICARDO RODRIGUES DA SILVA
  • OBJETIVOS E CONTEÚDOS NO ENSINO DE FÍSICA PARA ADULTOS: UM ESTUDO DE CASO

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • LUIZ CARLOS JAFELICE
  • HELOISA FLORA BRASIL NÓBREGA BASTOS
  • Data: 16/04/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • A dissertação traz aprendizados, produções e resultados do estudo junto a uma turma com alunos adultos do Ensino Médio noturno de uma escola de ensino regular, na zona oeste de Natal-RN. Atuando como docente de Física, há um ano, na turma, cuja faixa etária dos alunos é entre 17 e 65 anos, sentíamos a necessidade de aprofundar nosso conhecimento sobre as especificidades desses alunos e de construir formas de ensino que levassem a um processo pedagógico mais significativo junto aos estudantes. Entre essas formas de ensino, destacamos, primeiramente, a realização da atividade extraclasse que desencadeou narrativas orais dos alunos sobre suas histórias de vida. Tais narrativas levaram-nos a priorizar, como objetivos de ensino: a socialização e o resgate da busca por uma aprendizagem permanente; a autoestima; e o desenvolvimento de competências que favoreçam o exercício da autonomia. Os contatos prévios dos alunos com a vida no campo evidenciaram-se amplamente significativos para suas memórias e motivações, sugerindo a temática Natureza como matriz para temas geradores de momentos de ensino-aprendizagem com eles. Levando em consideração esses resultados, construímos uma proposta de ensino para a continuidade do trabalho com a turma, com a qual escolhemos o Clima como tema gerador dessa proposta, aqui apresentada e analisada. Além de um movimento entre problematizações elaboradas numa perspectiva temática – via as questões iniciais dos alunos –, e aquelas que provocávamos num âmbito mais conceitual, adotamos como aspecto metodológico central o uso da linguagem oral e escrita, enquanto exercício do dialogo, na perspectiva freiriana, e enquanto elemento estruturador de processos cognitivos, nas perspectivas de Vygotsky e de Bakhtin. O desenvolvimento da proposta foi registrado por gravações em áudio e escritas regulares do professor e dos alunos, durante 1 mês e meio. Como resultados positivos da proposta, ressaltamos a mudança de atitude dos alunos, evidenciando-se o aumento significativo da iniciativa deles na participação das aulas, assim como na elaboração criativa e crítica de argumentações sobre as situações estudadas.


  • Mostrar Abstract
  • A dissertação traz aprendizados, produções e resultados do estudo junto a uma turma com alunos adultos do Ensino Médio noturno de uma escola de ensino regular, na zona oeste de Natal-RN. Atuando como docente de Física, há um ano, na turma, cuja faixa etária dos alunos é entre 17 e 65 anos, sentíamos a necessidade de aprofundar nosso conhecimento sobre as especificidades desses alunos e de construir formas de ensino que levassem a um processo pedagógico mais significativo junto aos estudantes. Entre essas formas de ensino, destacamos, primeiramente, a realização da atividade extraclasse que desencadeou narrativas orais dos alunos sobre suas histórias de vida. Tais narrativas levaram-nos a priorizar, como objetivos de ensino: a socialização e o resgate da busca por uma aprendizagem permanente; a autoestima; e o desenvolvimento de competências que favoreçam o exercício da autonomia. Os contatos prévios dos alunos com a vida no campo evidenciaram-se amplamente significativos para suas memórias e motivações, sugerindo a temática Natureza como matriz para temas geradores de momentos de ensino-aprendizagem com eles. Levando em consideração esses resultados, construímos uma proposta de ensino para a continuidade do trabalho com a turma, com a qual escolhemos o Clima como tema gerador dessa proposta, aqui apresentada e analisada. Além de um movimento entre problematizações elaboradas numa perspectiva temática – via as questões iniciais dos alunos –, e aquelas que provocávamos num âmbito mais conceitual, adotamos como aspecto metodológico central o uso da linguagem oral e escrita, enquanto exercício do dialogo, na perspectiva freiriana, e enquanto elemento estruturador de processos cognitivos, nas perspectivas de Vygotsky e de Bakhtin. O desenvolvimento da proposta foi registrado por gravações em áudio e escritas regulares do professor e dos alunos, durante 1 mês e meio. Como resultados positivos da proposta, ressaltamos a mudança de atitude dos alunos, evidenciando-se o aumento significativo da iniciativa deles na participação das aulas, assim como na elaboração criativa e crítica de argumentações sobre as situações estudadas.

6
  • MARIA RITA VITOR MARTINS RODRIGUES
  • A TRAJETÓRIA DO IFRN: LIMITES E POSSIBILIDADES DO PROCESSO DE INCLUSÃO DE CEGOS NA PERCEPÇÃO DOS PRÓPRIOS ESTUDANTES

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • CLAUDIANNY AMORIM NORONHA
  • EULALIA RAQUEL GUSMAO DE CARVALHO NETO
  • Data: 06/05/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • As discussões sobre inclusão de pessoas com necessidades especiais na escola são relativamente recentes, mas toma corpo no âmbito internacional e nacional. Por outro lado, tal discussão aos poucos vem se incorporando nos discursos e ações na instituição escolar e, mais ainda na formação dos docentes. Esta investigação parte da necessidade de levantar elementos para (re)pensar as ações propostas para inclusão jovens com necessidade educativa especial, neste particular com deficiência visual (DV), no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Como apoio principal para as ações da instituição encontra-se a criação do núcleo de apoio. Intenciona-se conhecer a voz de jovens com DV e a partir de suas experiências possam sinalizar os caminhos e descaminhos tomados pelo núcleo de apoio. Assim, neste relato a experiência vivenciada por estes jovens é de fundamental importância. Para tanto, optou-se por utilizar elementos metodológicos apoiados na história de vida de dois alunos com DV, aqui chamados de aluno (A1) e aluno (A2), desde a infância até a entrada no IFRN. Deste relato emergiram como categorias: a infância e o papel da família; a trajetória escolar e, por fim, relativas às ações do núcleo de apoio do IFRN, dividindo-se em atitudes inclusivas e obstáculos. A primeira resgata as ações da família no processo de ensino e aprendizagem destes alunos. A segunda categoria apresenta o momento em que os alunos começaram a receberem a educação formal, propriamente dita. A última categoria constitui o ponto fundamental da investigação, pois analisa o processo de inclusão na instituição, na percepção dos próprios estudantes com deficiência visual. . Os resultados sinalizam para a necessidade de ações partilhadas entre alunos com NEE e profissionais da escola na elaboração do Plano Educacional, que garantam a defesa dos direitos a uma prática pedagógica eficiente e eficaz no processo de inclusão desses alunos.


  • Mostrar Abstract
  • As discussões sobre inclusão de pessoas com necessidades especiais na escola são relativamente recentes, mas toma corpo no âmbito internacional e nacional. Por outro lado, tal discussão aos poucos vem se incorporando nos discursos e ações na instituição escolar e, mais ainda na formação dos docentes. Esta investigação parte da necessidade de levantar elementos para (re)pensar as ações propostas para inclusão jovens com necessidade educativa especial, neste particular com deficiência visual (DV), no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Como apoio principal para as ações da instituição encontra-se a criação do núcleo de apoio. Intenciona-se conhecer a voz de jovens com DV e a partir de suas experiências possam sinalizar os caminhos e descaminhos tomados pelo núcleo de apoio. Assim, neste relato a experiência vivenciada por estes jovens é de fundamental importância. Para tanto, optou-se por utilizar elementos metodológicos apoiados na história de vida de dois alunos com DV, aqui chamados de aluno (A1) e aluno (A2), desde a infância até a entrada no IFRN. Deste relato emergiram como categorias: a infância e o papel da família; a trajetória escolar e, por fim, relativas às ações do núcleo de apoio do IFRN, dividindo-se em atitudes inclusivas e obstáculos. A primeira resgata as ações da família no processo de ensino e aprendizagem destes alunos. A segunda categoria apresenta o momento em que os alunos começaram a receberem a educação formal, propriamente dita. A última categoria constitui o ponto fundamental da investigação, pois analisa o processo de inclusão na instituição, na percepção dos próprios estudantes com deficiência visual. . Os resultados sinalizam para a necessidade de ações partilhadas entre alunos com NEE e profissionais da escola na elaboração do Plano Educacional, que garantam a defesa dos direitos a uma prática pedagógica eficiente e eficaz no processo de inclusão desses alunos.

7
  • JOSE ROBERTO COSTA JUNIOR
  • ATRIBUIÇÃO DE SIGNIFICADO AO CONCEITO DE PROPORCIONALIDADE: CONTRIBUIÇÕES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA

  • Orientador : PAULO CEZAR DE FARIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOHN ANDREW FOSSA
  • IRAN ABREU MENDES
  • ROSA LUCIA SVERZUT BARONI
  • Data: 31/05/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo é o resultado de um trabalho que aborda a História da Matemática como fonte de atribuição de significado ao conceito de proporcionalidade. Adotamos a metodologia de pesquisa qualitativa e trabalhamos com um grupo de professores da rede pública de ensino dos níveis fundamental e médio da cidade de Pocinhos - PB. Para a coleta de dados utilizamos as notas de campo, o questionário, uma seqüência de atividades e a entrevista semi-estruturada como instrumentos. O estudo teve como objetivo conhecer os significados atribuídos ao conceito de proporcionalidade por meio de atividades mediadas pela História da Matemática, bem como averiguar se uma abordagem desta natureza possibilita modificação nesse sentido. Os resultados obtidos através da análise dos dados indicaram que as atividades trouxeram contribuições no que se refere a alcançar objetivos, por outro lado mostra também que existe um longo percurso a ser trilhado no sentido de tornar História da Matemática subsídio efetivo na prática desses professores, tendo em vista a falta de formação nesta área de conhecimento bem como a carência de uma abordagem adequada da História da Matemática nos livros didáticos de matemática.


  • Mostrar Abstract
  • Este estudo é o resultado de um trabalho que aborda a História da Matemática como fonte de atribuição de significado ao conceito de proporcionalidade. Adotamos a metodologia de pesquisa qualitativa e trabalhamos com um grupo de professores da rede pública de ensino dos níveis fundamental e médio da cidade de Pocinhos - PB. Para a coleta de dados utilizamos as notas de campo, o questionário, uma seqüência de atividades e a entrevista semi-estruturada como instrumentos. O estudo teve como objetivo conhecer os significados atribuídos ao conceito de proporcionalidade por meio de atividades mediadas pela História da Matemática, bem como averiguar se uma abordagem desta natureza possibilita modificação nesse sentido. Os resultados obtidos através da análise dos dados indicaram que as atividades trouxeram contribuições no que se refere a alcançar objetivos, por outro lado mostra também que existe um longo percurso a ser trilhado no sentido de tornar História da Matemática subsídio efetivo na prática desses professores, tendo em vista a falta de formação nesta área de conhecimento bem como a carência de uma abordagem adequada da História da Matemática nos livros didáticos de matemática.

8
  • MELQUESEDEQUE DA SILVA FREIRE
  • A ESTRATÉGIA DIDÁTICA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE QUÍMICA

  • Orientador : MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA GORETTE LIMA DA SILVA
  • ANDRE FERRER PINTO MARTINS
  • ANGELA FERNANDES CAMPOS
  • Data: 05/07/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho é apresentada uma experiência desenvolvida durante a formação inicial de professores no curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A intervenção se deu em duas turmas no contexto de uma disciplina da estrutura curricular com dezenove licenciandos de química. A pesquisa traz elementos da abordagem qualitativa e fez uso da observação, de questionários, entrevistas e prova pedagógica. A experiência envolveu uma sequência de atividades fundamentadas na estratégia de ensino por Resolução de Problemas (RP) para abordar conceitos químicos. A proposta foi planejada e organizada de acordo com os pressupostos teóricos dos trabalhos desenvolvidos por autores da Didática das Ciências em RP, da experiência docente e de hipóteses iniciais da investigação. O objetivo era que os futuros professores pudessem vivenciar a estratégia e avançar para os novos significados. Os temas abordados nas atividades foram as diferenças entre os exercícios e problemas, a transformação de exercícios em problemas, as etapas de resolução de problemas e algumas implicações da estratégia de ensino para o trabalho docente. Os resultados evidenciaram que, através de um processo de reflexão coletiva, e a partir das dificuldades encontradas na prática da estratégia, os licenciandos são introduzidos em novas perspectivas de reflexão e ação da prática de ensino e de compreensão de alguns benefícios de propostas inovadoras para o ensino de química. Revela também que apesar do tema RP ser abordado, em alguns momentos durante o curso de graduação, os futuros professores sinalizaram que não sabem como e quando realizar atividades nessa perspectiva. Dos aspectos que emergiram na investigação destacamos as dificuldades nas etapas de resolução de problemas, a utilização da estratégia no contexto escolar e os conhecimentos e habilidades do professor para planejar atividades em RP.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Neste trabalho é apresentada uma experiência desenvolvida durante a formação inicial de professores no curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A intervenção se deu em duas turmas no contexto de uma disciplina da estrutura curricular com dezenove licenciandos de química. A pesquisa traz elementos da abordagem qualitativa e fez uso da observação, de questionários, entrevistas e prova pedagógica. A experiência envolveu uma sequência de atividades fundamentadas na estratégia de ensino por Resolução de Problemas (RP) para abordar conceitos químicos. A proposta foi planejada e organizada de acordo com os pressupostos teóricos dos trabalhos desenvolvidos por autores da Didática das Ciências em RP, da experiência docente e de hipóteses iniciais da investigação. O objetivo era que os futuros professores pudessem vivenciar a estratégia e avançar para os novos significados. Os temas abordados nas atividades foram as diferenças entre os exercícios e problemas, a transformação de exercícios em problemas, as etapas de resolução de problemas e algumas implicações da estratégia de ensino para o trabalho docente. Os resultados evidenciaram que, através de um processo de reflexão coletiva, e a partir das dificuldades encontradas na prática da estratégia, os licenciandos são introduzidos em novas perspectivas de reflexão e ação da prática de ensino e de compreensão de alguns benefícios de propostas inovadoras para o ensino de química. Revela também que apesar do tema RP ser abordado, em alguns momentos durante o curso de graduação, os futuros professores sinalizaram que não sabem como e quando realizar atividades nessa perspectiva. Dos aspectos que emergiram na investigação destacamos as dificuldades nas etapas de resolução de problemas, a utilização da estratégia no contexto escolar e os conhecimentos e habilidades do professor para planejar atividades em RP.

     

     

9
  • JOSÉ FERREIRA DA SILVA JÚNIOR
  • UMA ABORDAGEM DIALÓGICA PARA A UTILIZAÇÃO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS EM SALA DE AULA

  • Orientador : MARCILIO COLOMBO OLIVEROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCILIO COLOMBO OLIVEROS
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • JENNER BARRETTO BASTOS FILHO
  • Data: 30/07/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • É extensa, por parte dos professores e da comunidade escolar, a defesa da utilização de atividades experimentais no Ensino de Física como estratégia para produzir um ensino-aprendizagem mais eficiente. Entretanto existem muitas dificuldades na implantação dessas atividades e, quando são implantadas não constituem uma melhora na eficiência das aulas devido ao método utilizado. Neste trabalho, desenvolvemos uma proposta para a utilização de atividades experimentais em aulas de Física no Ensino Médio, a partir de uma abordagem crítico-reflexiva, mantendo o diálogo constante entre os participantes do processo de ensino- aprendizagem. Produzimos e aplicamos um material didático relacionado à nossa proposta com alunos do Ensino Médio e consideramos a necessidade de socializar as idéias com outros profissionais. Com esse objetivo, iniciamos um levantamento da literatura especializada, aplicação de um questionário com um grupo de 28 professores e licenciandos em Física do IFRN e UFRN e realização de uma oficina denominada “A Função das Atividades Experimentais no Ensino de Física”, um curso de extensão de   60 horas que foi realizada em quatro (4) etapas. Durante a oficina, apresentamos uma proposta dialógica de realização de atividades experimentais com características interativo-reflexivas para o ensino Médio e acompanhamos o desenvolvimento da aplicação dessas atividades pelos participantes em suas salas de aula de origem. Os dados obtidos dos professores e seus alunos foram organizados em tabelas e categorizados. Apesar de algumas dificuldades em relação ao retorno dos participantes sobre a realização das atividades em sala de aula, os resultados obtidos sinalizam mudanças na prática desses profissionais e a introdução de atividades experimentais tem sido um subsídio importante para auxiliá-las nas aulas de Física no Ensino Médio.


  • Mostrar Abstract
  • É extensa, por parte dos professores e da comunidade escolar, a defesa da utilização de atividades experimentais no Ensino de Física como estratégia para produzir um ensino-aprendizagem mais eficiente. Entretanto existem muitas dificuldades na implantação dessas atividades e, quando são implantadas não constituem uma melhora na eficiência das aulas devido ao método utilizado. Neste trabalho, desenvolvemos uma proposta para a utilização de atividades experimentais em aulas de Física no Ensino Médio, a partir de uma abordagem crítico-reflexiva, mantendo o diálogo constante entre os participantes do processo de ensino- aprendizagem. Produzimos e aplicamos um material didático relacionado à nossa proposta com alunos do Ensino Médio e consideramos a necessidade de socializar as idéias com outros profissionais. Com esse objetivo, iniciamos um levantamento da literatura especializada, aplicação de um questionário com um grupo de 28 professores e licenciandos em Física do IFRN e UFRN e realização de uma oficina denominada “A Função das Atividades Experimentais no Ensino de Física”, um curso de extensão de   60 horas que foi realizada em quatro (4) etapas. Durante a oficina, apresentamos uma proposta dialógica de realização de atividades experimentais com características interativo-reflexivas para o ensino Médio e acompanhamos o desenvolvimento da aplicação dessas atividades pelos participantes em suas salas de aula de origem. Os dados obtidos dos professores e seus alunos foram organizados em tabelas e categorizados. Apesar de algumas dificuldades em relação ao retorno dos participantes sobre a realização das atividades em sala de aula, os resultados obtidos sinalizam mudanças na prática desses profissionais e a introdução de atividades experimentais tem sido um subsídio importante para auxiliá-las nas aulas de Física no Ensino Médio.

10
  • JOSÉ FERREIRA DA SILVA JÚNIOR
  • UMA ABORDAGEM DIALÓGICA PARA A UTILIZAÇÃO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS EM SALA DE AULA

  • Orientador : MARCILIO COLOMBO OLIVEROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCILIO COLOMBO OLIVEROS
  • JULIANA MESQUITA HIDALGO FERREIRA
  • JENNER BARRETTO BASTOS FILHO
  • Data: 30/07/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • Mostrar Resumo
  • É extensa, por parte dos professores e da comunidade escolar, a defesa da utilização de atividades experimentais no Ensino de Física como estratégia para produzir um ensino-aprendizagem mais eficiente. Entretanto existem muitas dificuldades na implantação dessas atividades e, quando são implantadas não constituem uma melhora na eficiência das aulas devido ao método utilizado. Neste trabalho, desenvolvemos uma proposta para a utilização de atividades experimentais em aulas de Física no Ensino Médio, a partir de uma abordagem crítico-reflexiva, mantendo o diálogo constante entre os participantes do processo de ensino- aprendizagem. Produzimos e aplicamos um material didático relacionado à nossa proposta com alunos do Ensino Médio e consideramos a necessidade de socializar as idéias com outros profissionais. Com esse objetivo, iniciamos um levantamento da literatura especializada, aplicação de um questionário com um grupo de 28 professores e licenciandos em Física do IFRN e UFRN e realização de uma oficina denominada “A Função das Atividades Experimentais no Ensino de Física”, um curso de extensão de   60 horas que foi realizada em quatro (4) etapas. Durante a oficina, apresentamos uma proposta dialógica de realização de atividades experimentais com características interativo-reflexivas para o ensino Médio e acompanhamos o desenvolvimento da aplicação dessas atividades pelos participantes em suas salas de aula de origem. Os dados obtidos dos professores e seus alunos foram organizados em tabelas e categorizados. Apesar de algumas dificuldades em relação ao retorno dos participantes sobre a realização das atividades em sala de aula, os resultados obtidos sinalizam mudanças na prática desses profissionais e a introdução de atividades experimentais tem sido um subsídio importante para auxiliá-las nas aulas de Física no Ensino Médio.


  • Mostrar Abstract
  • É extensa, por parte dos professores e da comunidade escolar, a defesa da utilização de atividades experimentais no Ensino de Física como estratégia para produzir um ensino-aprendizagem mais eficiente. Entretanto existem muitas dificuldades na implantação dessas atividades e, quando são implantadas não constituem uma melhora na eficiência das aulas devido ao método utilizado. Neste trabalho, desenvolvemos uma proposta para a utilização de atividades experimentais em aulas de Física no Ensino Médio, a partir de uma abordagem crítico-reflexiva, mantendo o diálogo constante entre os participantes do processo de ensino- aprendizagem. Produzimos e aplicamos um material didático relacionado à nossa proposta com alunos do Ensino Médio e consideramos a necessidade de socializar as idéias com outros profissionais. Com esse objetivo, iniciamos um levantamento da literatura especializada, aplicação de um questionário com um grupo de 28 professores e licenciandos em Física do IFRN e UFRN e realização de uma oficina denominada “A Função das Atividades Experimentais no Ensino de Física”, um curso de extensão de   60 horas que foi realizada em quatro (4) etapas. Durante a oficina, apresentamos uma proposta dialógica de realização de atividades experimentais com características interativo-reflexivas para o ensino Médio e acompanhamos o desenvolvimento da aplicação dessas atividades pelos participantes em suas salas de aula de origem. Os dados obtidos dos professores e seus alunos foram organizados em tabelas e categorizados. Apesar de algumas dificuldades em relação ao retorno dos participantes sobre a realização das atividades em sala de aula, os resultados obtidos sinalizam mudanças na prática desses profissionais e a introdução de atividades experimentais tem sido um subsídio importante para auxiliá-las nas aulas de Física no Ensino Médio.

11
  • ALCINDO MARIANO DE SOUZA
  • DESPERTANDO RESPONSABILIDADE SOCIAL NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DE TEMÁTICAS ASSOCIADAS À FÍSICA NUCLEAR

  • Orientador : AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • AUTA STELLA DE MEDEIROS GERMANO
  • MARCILIO COLOMBO OLIVEROS
  • CARLOS ANTONIO LÓPES RUIZ
  • Data: 30/07/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese