Banca de DEFESA: BRUNNA MAYARA TORRES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNNA MAYARA TORRES DA SILVA
DATA : 31/08/2022
HORA: 15:30
LOCAL: https://meet.google.com/wsg-yoiy-zpw?pli=1&authuser=1
TÍTULO:

QUESTÕES SOCIOCIENTÍFICAS (QSC) SOBRE AGROTÓXICOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS: CONTRIBUIÇÕES PARA ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA


PALAVRAS-CHAVES:

Três momentos pedagógicos; letramento científico; controvérsias científicas; ensino de Ciências.


PÁGINAS: 120
RESUMO:

Nos últimos anos, o Brasil assiste a uma crescente liberação de agrotóxicos em seu território. Algumas dessas substâncias são totalmente inéditas no portfólio do país, o que dificulta ainda mais o entendimento de possíveis efeitos a curto, médio e longo prazo. Tal realidade traz à tona inúmeras reflexões e considerações importantes, principalmente voltadas para o ensino de Ciências nas escolas. Formar um estudante alfabetizado cientificamente e que consiga atuar e transformar as diversas dimensões de sua sociedade não é, de longe, uma tarefa simples, mas pode ser facilitada com o uso de Questões Sociocientíficas (QSC). Diante disso, esta  pesquisa apresenta como objetivos: 1) Planejar, aplicar e validar uma Sequência Didática Investigativa (SDI) envolvendo QSCs sobre agrotóxicos; 2) Analisar e avaliar como a utilização de QSCs sobre agrotóxicos pode colaborar para alfabetizar cientificamente os estudantes, auxiliando na reflexão crítica e na tomada de decisão. A sequência didática foi aplicada em uma turma de 33 estudantes do ensino fundamental II (6º ano) de uma escola estadual em João Pessoa/PB. Os resultados inicialmente analisados por questionário de conhecimentos prévios, revelam o pouco (ou nenhum) conhecimento dos estudantes com os principais malefícios a curto e a longo prazo do uso desenfreado dos agrotóxicos, bem como da falta de argumentação e pensamento crítico sobre a temática. Após a sequência didática, observa-se uma clara melhora no desempenho dos estudantes, principalmente na argumentação, oralidade e utilização de uma linguagem mais científica. Entende-se que o uso de QSC sobre agrotóxicos, neste caso, permitiu uma melhora significativa para a promoção da alfabetização científica destes estudantes, contribuindo para seu crescimento como cidadão crítico e atuante na sociedade atual.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2218942 - IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
Interna - 2420099 - IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
Externa ao Programa - 338397 - ELINEI ARAUJO DE ALMEIDA - UFRNExterno à Instituição - LUIZ SODRE NETO
Notícia cadastrada em: 16/08/2022 09:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao