Banca de QUALIFICAÇÃO: ROBERT DAVID FERNANDES DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ROBERT DAVID FERNANDES DE SOUSA
DATA : 04/07/2022
HORA: 15:30
LOCAL: https://meet.google.com/gig-ntbr-bom.
TÍTULO:

UMA HISTORIOGRAFIA DO TEMPO PRESENTE ENTRE AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DE MATEMÁTICA E A AVALIAÇÃO EXTERNA DO SPAECE EM UMA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA NO CEARÁ


PALAVRAS-CHAVES:

Ensino da matemática, SPAECE, Avaliação externa, História da Educação Matemática, Sequência Didática.


PÁGINAS: 140
RESUMO:

As avaliações externas em larga escala têm se ampliado consideravelmente nos últimos anos, e em função disso algumas práticas dos professores que ensinam matemática de alguma forma sofreram algum tipo de impacto. Adicionado a isso, pesquisas que envolvem avaliação em matemática são reduzidas e carecem de mais reflexão. É preciso destacar que este modelo de avaliação está intimamente ligado à ideologia de mercado, que através de testes padronizados é pautado numa educação meramente por resultados. Este trabalho é centrado pelas interfaces da História da Educação Matemática (HEM) com ênfase na História do Tempo Presente (HTP) e apresenta uma historiografia do tempo presente entre as práticas pedagógicas de matemática a avaliação externa do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (SPAECE) em uma escola de educação básica no Estado do Ceará (CE). Assim, toda essa temática se notabiliza pelas seguintes questões:  Quais práticas de ensino de matemática estão presentes nesta escola? Os resultados do SPAECE influenciam na organização do trabalho do professor de matemática? É possível tornar o processo de avaliação SPAECE mais confortável para os envolvidos? Para responder a estes questionamentos o objetivo geral deste trabalho é fazer um registro historiográfico em tempo presente das relações entre as práticas pedagógicas dos professores que ensinam matemática e a avaliação externa em larga escala do SPAECE e como objetivos específicos: analisar as práticas de ensino matemático do tempo presente, dar visibilidade a estas práticas e elaborar uma sequência didática como Produto Educacional visando o processo avaliativo. Esta pesquisa possui caráter qualitativo e, como estratégia metodológica de investigação, lançaremos mão da pesquisa bibliográfica, observação participativa e entrevistas semiestruturadas. Foram entrevistados 3 (três) professores que ensinam matemática nessa escola. Como resultados desse registro historiográfico, presença de uma intensa agenda de avaliações externas em larga escala dentro da escola e que este modelo está culturalmente estabelecido, e que a principal ferramenta de ensino para preparação dos estudantes para estas avaliações é simular exames anteriores, e que embora a avaliação externa favorece a um direcionamento, ela acaba por induzir os professores a desenvolver um currículo matemático que esteja alinhado as matrizes desta avaliação, além de responsabilizar estes agentes pelo sucesso e/ou fracasso gerando um “clima de tensão”, ainda em face deste registro percebemos que muitas das práticas são reproduzidas hereditariamente. Uma das exigências para quem faz Mestrado Profissional é o desenvolvimento de um Produto Educacional (PE), optamos pela elaboração de uma Sequência Didática (SD) sobre equações do segundo grau contendo 8 aulas de 50 minutos cada, tendo como público alvo iniciais alunos do 9º ano do ensino fundamental, em sua metodologia demos enfoque a algumas atividades interativas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3315007 - LILIANE DOS SANTOS GUTIERRE
Interna - 1839460 - MERCIA DE OLIVEIRA PONTES
Externa ao Programa - 1756133 - RITA DE CASSIA BARBOSA PAIVA MAGALHAES
Externa à Instituição - ROGÉRIA GAUDÊNCIO DO RÊGO - UFPB
Notícia cadastrada em: 06/06/2022 08:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao