Banca de QUALIFICAÇÃO: JOÃO VICTOR DE MENEZES DOMINGOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO VICTOR DE MENEZES DOMINGOS
DATA : 25/02/2021
HORA: 16:00
LOCAL: https://meet.google.com/nzu-matq-xqw
TÍTULO:

O PAPEL DA VARIAÇÃO NA FORMAÇÃO DO PENSAMENTO FUNCIONAL


PALAVRAS-CHAVES:

Pensamento Variacional. Pensamento Funcional. Atividades Orientadoras de Ensino (AOE).


PÁGINAS: 100
RESUMO:

O Ensino de Funções está presente no currículo da Matemática da Educação Básica e ocupa um lugar de destaque por ser transversal a outros conceitos matemáticos que também compõem os currículos escolares, bem como ser um dos principais conceitos usados no estudo de outras áreas de conhecimento, sobretudo nas ciências naturais. Esta pesquisa objetiva contribuir com a formação do Pensamento funcional de estudantes de ensino médio a partir de uma perspectiva variacional, pois como vemos em Caraça (1951) o conceito de variação alicerça as bases para a construção de esse tipo de Pensamento Matemático. Do mesmo modo, a variação é uma das ideias fundamentais da matemática sugeridas pela Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio (BNCC, 2018), que orienta a construção dos currículos escolares, especificamente da unidade temática álgebra. Assim, parte de nossas hipóteses é considerar que uma das principais carências na apropriação do conceito de função pode estar associada ao incipiente contato que os estudantes têm com a ideia fundamental de variação durante sua trajetória escolar, situação que viemos corroborando mediante o levantamento bibliográfico de publicações científicas no Brasil em que esse conceito não ocupa um lugar importante na maioria das propostas para o ensino de função. Assim, as atividades constitutivas do Produto Educacional, resultado desta pesquisa, buscam responder ao seguinte questionamento: que contribuições oferece a variação à formação do Pensamento Funcional, tornando o conceito de função mais significativo para os alunos do Ensino Médio? Para tanto, são construídas propostas de atividades, na forma de Atividades Orientadoras de Ensino (AOE), que, conforme Moura (2016) constituem as etapas de organização da atividade pedagógica, além de servirem como potencial instrumento de análise da aprendizagem em propostas de ensino, se constituindo, assim, o principal referencial teórico e metodológico desta pesquisa. Classificamos esta pesquisa como de natureza qualitativa uma vez que, entre outras características, ela possui um caráter descritivo, seu corpus consta de um contexto natural e a análise dos dados se detém a um processo indutivo (FONTES, 2019).


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 3113108 - ETIENNE LAUTENSCHLAGER
Externa ao Programa - 2527364 - MARTA FIGUEREDO DOS ANJOS
Notícia cadastrada em: 08/02/2021 09:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao