Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNA LORENA VALENTIM DA HORA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNA LORENA VALENTIM DA HORA
DATA : 12/09/2016
HORA: 14:00
LOCAL: LABENBIO
TÍTULO:

ABORDAGEM CTS E INVESTIGATIVA, COMO CAMINHO PARA O LETRAMENTO CIENTÍFICO: UM ESTUDO DE CASO NO ENSINO DE BIOLOGIA


PALAVRAS-CHAVES:

abordagem CTS; letramento científico; ensino médio; prática pedagógica.

 


PÁGINAS: 40
RESUMO:

A abordagem CTS propicia a construção de conhecimentos, habilidades e valores necessários para a tomada de decisão responsável em seu cotidiano e, por isso, tem sido reconhecida como um caminho para o letramento científico.  Buscou-se entender como os professores de Biologia compreendem a abordagem CTS e de que forma aplicam em sala de aula no sentido de favorecer o letramento científico? Quais os impactos dos cursos de formação continuada na compreensão, motivação e incorporação na prática da abordagem CTS, pelos professores? Quais os principais dificuldades que os professores enfrentam em aplicar a abordagem CTS em sala da aula? Objetivamos (i) avaliar como os professores Biologia de escolas públicas e particulares de Natal-RN compreendem e aplicam a abordagem CTS e investigativa no sentido de favorecer o letramento científico dos estudantes do ensino médio e propor alternativas didáticas para potencializar e favorecer essa prática. Para construção de dados, foi utilizado como instrumento um questionário exploratório. Evidenciou-se, preliminarmente, que o letramento científico e o enfoque CTS são entendidos pelos docentes, por uma visão reducionista. Identificou-se que 23,5% dos professores (n=17) relacionam letramento científico à formação de cientistas; outros setes (41,2%) atribuíram significado a mera aplicabilidade do conhecimento científico e/ou ao desenvolvimento de linguagem científica pautada na memorização de vocábulos.  Percebe-se, que os docentes não compreendem, totalmente, o sentido real desta terminologia, embora, apontem conhecer elementos intrínsecos ao letramento científico. Cinco docentes 29% (n=17) não emitiram resposta.  Esta visão reducionista é reafirmada, quando observamos que dos professores investigados, somente, cinco 29,4% (n=17) apresentam pensamentos condizentes com os objetivos da abordagem CTS que é o de desenvolver o pensamento crítico; formar para atuar na sociedade; e apontar as inter-relações CTS. Percebeu-se, que muitos professores apresentam ideias fundamentadas no salvacionismo da ciência, na interpretação linear de progresso com as inovações tecnológicas, asseguradas pela neutralidade Científico-Tecnológica. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2218942 - IVANEIDE ALVES SOARES DA COSTA
Interno - 2420099 - IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
Externo ao Programa - 3321654 - RUTE ALVES DE SOUSA
Notícia cadastrada em: 12/09/2016 13:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao