Banca de QUALIFICAÇÃO: FRED DE CASTRO SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRED DE CASTRO SANTOS
DATA : 27/10/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório I do DIMAp
TÍTULO:

Um mecanismo para avaliar consultas livres de contexto em bases de dados em grafos inspirado em analisadores LR(1)


PALAVRAS-CHAVES:

Bancos de Dados em Grafo; Expressividade de linguagens de consulta; RDF; Linguagens LR(1).


PÁGINAS: 49
RESUMO:

A World Wide Web é uma coleção de informações sempre crescente. Esta informação é distribuída entre documentos diferentes, disponibilizados através do Hypertext Transfer Protocol (HTTP). Mesmo que essa informação seja acessível aos usuários na forma de artigos de notícias, transmissões de áudio, imagens e vídeos, os agentes de software geral- mente não podem classificá-la. A falta de informações semânticas sobre esses documentos em um formato legível por máquina muitas vezes faz com que a análise seja imprecisa. Um número significativo de entidades adotaram Linked Data como uma forma de adicionar informações semânticas aos seus dados, e não apenas publicá-lo na Web. O resultado é uma coleção global de dados, chamada Web of Data, que forma um grafo global, composto por declarações RDF de diversas fontes, cobrindo todos os tipos de tópicos. Para poder encontrar informações específicas nesses dados, as consultas são realizadas começando em um sujeito e analisando seus predicados nas instruções RDF. Esses predicados são as conexões entre o sujeito e o objeto, e uma lista de predicados entre dois sujeitos forma um caminho de informação. Dado que um rastro é uma lista de predicados em um caminho de informação, pode-se dizer que existe uma conexão entre subject1 e object1 se houver um rastro entre eles nas instruções RDF.

O uso de HTTP como mecanismo padrão de acesso a dados e RDF como modelo de dados padrão simplifica o acesso a dados, mas o acesso a dados heterogêneos em locais distintos pode ter uma maior complexidade de tempo e ter uma expressividade de con- sultas reduzida, o que nos motiva a pesquisar alternativas na forma como esses dados são buscados. Uma vez que a maioria das linguagens de consulta de banco de dados de grafo usam expressões regulares, nós propomos seguir um caminho diferente e tentar usar uma classe de gramática menos restritiva, chamada Gramática Livres de Contexto, para au- mentar a expressividade das consultas no banco de dados em grafo. Mais especificamente, aplicando o método de análise LR(1) para encontrar caminhos em um banco de dados de grafo RDF. Neste documento, apresentamos alguns dos conceitos necessários para uma melhor compreensão dos problemas e da forma de resolvê-los; Analisamos alguns trabal- hos relacionados à nossa pesquisa; E sugerimos uma nova solução, usando conceitos de análise LR(1) para consultar o banco de dados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1495704 - UMBERTO SOUZA DA COSTA
Interno - 1639701 - MARCEL VINICIUS MEDEIROS OLIVEIRA
Interno - 1221251 - MARTIN ALEJANDRO MUSICANTE
Externo ao Programa - 1845280 - SERGIO QUEIROZ DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 17/10/2017 10:43
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao