Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2024
Dissertações
1
  • DENISE SOARES DE ARAUJO
  • PERFIL DE INCAPACIDADE POPULACIONAL E ASSOCIAÇÃO COM FATORES CONTEXTUAIS: ESTUDO PILOTO DO BRIEF MODEL DISABILITY SURVEY NO BRASIL

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • GENTIL GOMES DA FONSECA FILHO
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • WILDJA DE LIMA GOMES
  • Data: 20/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Pesquisas relacionadas ao estudo sobre incapacidade estão tornando-se cada vez mais frequentes, apresentando a importância do registro de dados confiáveis acerca de deficiências, limitações de atividades e restrições de participação, assim como de fatores contextuais que podem vir a influenciar os níveis de incapacidade da população. Em 2011, a OMS divulgou a criação do Model Disability Survey (MDS), sendo este instrumento baseado no modelo biopsicossocial de saúde e importante preditor de saúde. Objetivo: Descrever e analisar o perfil de incapacidade populacional através do inquérito Brief Model Disability Survey (MDS) e sua associação com fatores contextuais em Santa Cruz, Rio Grande do Norte. Métodos: Trata-se de um estudo piloto descritivo, realizado através de inquérito populacional. Foram considerados elegíveis participantes com idade superior a 18 anos de ambos os sexos, com ou sem deficiências. Excluiu-se aqueles que se negassem a responder a todas as perguntas do questionário, aqueles com aparente incapacidade cognitiva, assim como os desistentes. Utilizou-se questionário sobre características sociodemográficas e o Brief MDS (40 questões). A distribuição da amostra foi apresentada através de frequência absoluta e relativa e a análise descritiva foi realizada utilizando as medidas de tendência central e dispersão. Resultados: observou-se predominância de um público adulto, sendo a maioria composto por mulheres. As condições de saúde autorreferidas mais prevalentes foram hipertensão arterial sistêmica e ansiedade. Os fatores ambientais indicados como facilitadores foram principalmente relacionados aos locais frequentados, a residência e suporte social. O relato de dores no corpo foi prevalente na população estudada, sendo também um importante subsídio para o desenvolvimento de ações voltadas para promoção da saúde e prevenção de agravos. No que diz respeito à assistência pessoal, esse papel parece ser representado principalmente por uma figura feminina com vínculo familiar, envolvendo questões sociais e econômicas que afetam a qualidade de vida desses indivíduos.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Research related to the study of disability is becoming increasingly frequent, presenting the importance of recording reliable data about disabilities, activity limitations and participation restrictions, as well as contextual factors that may influence levels of disability. disability of the population. In 2011, the WHO announced the creation of the Model Disability Survey (MDS), this instrument being based on the biopsychosocial model of health and an important predictor of health. Objective: To describe and analyze the population profile through the Brief Model Disability Survey (MDS) in Santa Cruz, Rio Grande do Norte. Methods: This is a descriptive pilot study, carried out through a population survey. Participants over the age of 18 of both sexes, with or without disabilities, were considered eligible. Those who refused to answer all the questions in the questionnaire, those with apparent cognitive disability, as well as those who dropped out were excluded. A questionnaire on sociodemographic characteristics and the Brief MDS (40 questions) were used. The sample distribution was presented using absolute and relative frequency and the descriptive analysis was carried out using measures of central tendency and dispersion. Results: there was a predominance of an adult audience, with the majority being women. The most prevalent self-reported health conditions were systemic arterial hypertension and anxiety. The environmental factors indicated as facilitators were mainly related to places frequented, residence and social support. The report of body pain was prevalent in the population studied, and is also an important support for the development of actions aimed at promoting health and preventing injuries. With regard to personal assistance, this role seems to be represented mainly by a female figure with family ties, involving social and economic issues that affect the quality of life of these individuals.

2
  • MAXSUEL MENDONÇA DOS SANTOS
  • EFETIVIDADE DAS AÇÕES E CONHECIMENTOS DOS PARTICIPANTES DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE SAÚDE SOBRE CONTROLE E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

  • Orientador : JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • MARIA NEYRIAN DE FATIMA FERNANDES
  • MAURICIO WIERING PINTO TELLES
  • Data: 29/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: O controle e participação social previstos na lei orgânica de saúde 8.142, de 28 de dezembro de 1990 e a resolução nº453, de 10 de maio de 2012 constituem legislativamente a garantia da inclusão da população nos aspectos gerenciais e fiscalizatórios do Sistema Único de Saúde (SUS), constituindo melhoria e qualidade ao serviço com o envolvimento popular. A partir da entidade representativa municipal formada pelos conselhos municipais de saúde (CMS) é fomentado a questão “Qual é a perspectiva dos integrantes dos conselhos municipais de saúde sobre a efetividade de suas ações e o conhecimento sobre o papel do controle e participação social?”. Há por objetivo compreender o processo de ações dos CMS e a concretização dos papéis e conhecimentos como previstos em legislação. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa de caráter exploratório-descritivo, a abordagem adotada partirá do método pesquisa-ação, sendo seu pilar o comprometimento do pesquisador com pautas populares, na busca por soluções e/ou elucidações de problemáticas com bases em mudanças, implicando o lado social, interligado profundamente com a práxis educativa, sendo orientado por etapas e fases de momento investigativo, momento de tematização e momento do programa-ação com Avaliação dos resultados obtidos. O Público-Alvo serão os integrantes dos CMS, representantes da população, profissionais de saúde e gestão da Microrregião do Seridó Oriental constituído por 10 municípios selecionados por conveniência justificados pela proximidade da localidade à instituição de ensino e a disponibilidade favorável do local a recepção do estudo, a amostra é justificada pelo critério de saturação; a coleta de dados se dará pela entrevista aberta/em profundidade com roteiro de grupo focal, para a análise dos dados será utilizado a análise de conteúdo auxiliado pela ferramenta IRaMuTeQ com o R 4.1.3. JUSTIFICATIVA: Justifica-se a realização de tal pesquisa, por contribuir à construção do corpo de conhecimento no âmbito da saúde coletiva, políticas públicas e as instâncias de controle e participação social, demonstrar realidades muitas vezes não observadas, evidenciadas ou negligenciadas no debate constante dos conselhos ao desenvolvimento do SUS e proporcionar dados aos quais instituições ou instâncias do SUS possam fazer uso ao desenvolvimento de atividades ou priorização de ações. RESULTADOS ESPERADOS: contribuir com as áreas do conhecimento em saúde coletiva, políticas públicas de saúde e o controle e participação social, demonstrar possíveis pontos de debate para os conselhos, visando o desenvolvimento contínuo do Sistema Único de Saúde e fornecer dados aos quais a Comissão Intergestores Regional, IV Unidade Regional de Saúde Pública e instituições de ensino possam fazer uso ao desenvolvimento de atividades e priorização de ações a região. Além disso, buscamos demonstrar possibilidades de promover a educação permanente em saúde (EPS) aos integrantes dos CMS.


  • Mostrar Abstract
  • The control and social participation foreseen in the organic law of health 8.142, of December 28, 1990 and resolution nº 453, of May 10, 2012, constitute legislatively the guarantee of the inclusion of the population in the managerial and inspection aspects of the Unified Health System (SUS), constituting improvement and quality of service with popular involvement. From the municipal representative entity formed by the municipal health councils (CMS), the question “What is the perspective of the members of the municipal health councils on the effectiveness of their actions and knowledge about the role of social control and participation?” . The aim is to understand the process of actions of municipal health councils and the implementation of roles and knowledge as provided for in legislation. METHODOLOGY: This is a research with a qualitative approach of an exploratory and descriptive nature, the adopted approach will start from the action-research method, its pillar being the researcher's commitment to popular guidelines, in the search for solutions and/or elucidation of problems based on changes , involving the social side, deeply interconnected with the educational praxis, being guided by stages and phases of investigative moment, moment of thematization and moment of the program-action with Evaluation of the obtained results. The Target Audience will be the members of the CMS, representatives of the population, health professionals and management of the Microregion of the Oriental Seridó made up of 10 municipalities selected for convenience justified by the proximity of the location to the educational institution and the favorable availability of the place to receive the study , the sample is justified by the saturation criterion; data collection will take place through an open/in-depth interview with a focus group script. For data analysis, content analysis will be used, aided by the IRaMuTeQ tool with R 4.1.3. JUSTIFICATION: This research is justified, as it contributes to the construction of the body of knowledge in the field of collective health, public policies and instances of social control and participation, demonstrating realities that are often not observed, evidenced or neglected in the constant debate of the advice for the development of the SUS and provide data that institutions or instances of the SUS can make use of for the development of activities or prioritization of actions. EXPECTED RESULTS: contribute to the areas of knowledge in collective health, public health policies and social control and participation, demonstrate possible points of debate for the councils, aiming at the continuous development of the Unified Health System and provide data to which the Intermanagers Commission Regional, IV Regional Public Health Unit and educational institutions can make use of the development of activities and prioritization of actions in the region. In addition, we seek to demonstrate possibilities of promoting permanent health education to members of municipal health councils.

3
  • BRENDA LAVINIA CALIXTO DOS SANTOS GUEDES
  • DESCRIÇÃO E ESTRATIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE MATERNA

  • Orientador : ANA CARINE ARRUDA ROLIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CARINE ARRUDA ROLIM
  • ANA CRISTINA MARTINS UCHOA LOPES
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • Data: 16/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, apesar dos compromissos internacionais para melhorar a assistência materna e infantil, os desafios são significativos devido às grandes disparidades sociais e geográficas, especialmente no Nordeste. A falta de acesso à informação é uma das principais barreiras para melhorar a saúde materno-infantil nesta região. Com isso, o presente estudo buscou descrever e estratificar a estrutura organizativa e o potencial de oferta de serviços da Rede de Atenção Materna na V região de saúde do Estado do Rio Grande do Norte com base nos equipamentos e serviços disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), através de um estudo de caráter avaliativo com análise do potencial de oferta de serviços de saúde materno- infantil da V região de saúde, no período de 2017 a 2021. Utilizando dados do referido período, identificou-se um aumento significativo no número de leitos de UTI e UTI intermediária na cidade sede da região. Santa Cruz, São Paulo do Potengi e Tangará foram os municípios com maior incidência de sífilis congênita, enquanto as taxas de mortalidade neonatal superaram as pós-neonatais em diversas localidades. Embora não tenham sido encontrados dados detalhados sobre mortalidade materna, em 2021 o Rio Grande do Norte registrou sua maior taxa. Esses resultados ressaltam a necessidade de uma análise aprofundada da estrutura da Rede Cegonha na região, enfatizando a importância da interdependência dos seus elementos para melhorar a eficácia dos serviços de saúde materno-infantil. Portanto, apesar de algumas lacunas de informação, os resultados da pesquisa fornecem uma compreensão da estrutura da Rede Cegonha na V região de saúde. Eles oferecem uma visão abrangente dos serviços, áreas de melhoria e mudanças nos indicadores ao longo do tempo. Essas informações são essenciais para decisões informadas visando a melhoria contínua da assistência à saúde materno-infantil
    na região.


  • Mostrar Abstract
  • In Brazil, despite international commitments to improve maternal and child care, the challenges are significant due to great social and geographic disparities, especially in the Northeast. Lack of access to information is one of the main barriers to improving maternal health in this region. Therefore, the present study sought to evaluate the organizational structure and potential service offering of the Maternal Care Network in the V health region of the State of Rio Grande do Norte based on the equipment and services available in the Unified Health System (Sistema Único de Saúde) ( SUS), through an evaluative study analyzing the potential for offering maternal health services in the V health region, from 2017 to 2021. Using data from that period, a significant increase in the number of ICU and intermediate ICU beds in the regional headquarters city. Santa Cruz, São Paulo do Potengi and Tangará were the municipalities with the highest incidence of congenital syphilis, while neonatal mortality rates exceeded post-neonatal mortality rates in several locations. Although no detailed data on maternal mortality was found, in 2021 Rio Grande do Norte recorded its highest rate. These results highlight the need for an in-depth analysis of the structure of Rede Cegonha in the region, emphasizing the importance of the interdependence of its elements to
    improve the effectiveness of maternal and child health services. Therefore, despite some information gaps, the research results provide an understanding of the structure of Rede Cegonha in the V health region. They offer a comprehensive view of services, areas for improvement and changes in indicators over time. This information is essential for informed decisions aimed at continuously improving maternal and child health care in the region.

4
  • RAYARA CIBELLE RIBEIRO DA SILVA
  • ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA DE GÊNERO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE A LUZ DA INTEGRALIDADE

  • Orientador : ANA CARINE ARRUDA ROLIM
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CARINE ARRUDA ROLIM
  • JULIANA DA FONSECA BEZERRA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 24/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • A percepção da violência como um problema de saúde está diretamente ligada à sua interferência na qualidade de vida do indivíduo e aos processos sociais incorporados. Dentre os diversos tipos e características de violência, destaca-se a violência de gênero, um dos maiores problemas de saúde da atualidade. A violência de gênero está ligada a abusos físicos, sexuais e psicológicos, além da opressão moral e intelectual, inclui-se também tráficos de mulheres, violências étnicas, racial e as cometidas pelo Estado. As questões de gêneros constituíram-se de forma gradativa e predominante para que a violência contra a mulher encontre moldes que se adaptem às características do tempo e da sociedade moderna. Nesse sentido a Atenção Primária a Saúde (APS) é o locus privilegiado do cuidado, sendo aliada na prevenção, combate e acompanhamento da violência de gênero. A valorização da APS, parte da sua ligação no cenário de atuação, possibilitando maior vinculação e entendimento dos sujeitos e suas relações locais, há pelo menos três fortes motivos que qualificam a APS como um domínio privilegiado para a rota a ser percorrida pelas mulheres vítimas de violência em busca de ajuda. Esse estudo objetivou analisar a partir dos discursos dos profissionais de saúde as ações de enfrentamento a violência de gênero na APS a luz da integralidade. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, sistematizado metodologicamente pelo Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) e embasado pela Teoria das Representações Sociais. Foi desenvolvido em duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), uma no município de Caicó no estado do Rio Grande do Norte e a outra no município de Sousa no estado da Paraíba. Participaram do estudo todos os profissionais de saúde que compõe a equipe atuante nas UBS envolvidas e que desejaram participar após apresentação do RCLE. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada em outubro de 2023, mediante a liberação e aprovação do Comitê de Ética ao qual o estudo foi submetido. O material empírico foi analisado por meio da técnica DSC. O presente estudo considerou os aspectos éticos da pesquisa que envolve seres humanos, logo, foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa – CEP da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi – FACISA da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e aprovado sob o parecer de número 6.303.429. Participaram da pesquisa 27 profissionais da saúde seguindo os critérios de inclusão e exclusão. Foram encontradas 4 temáticas que geraram a discussão do estudo, sendo essas pautadas no conhecimento dos profissionais sobre a rede de cuidados as vítimas de violência; na prevenção de casos de violência de gênero na APS; na integralidade no manejo a violência de gênero; e na atuação dos profissionais frente a violência de gênero na APS. Dessa forma, pode-se apresentar a atuação da APS frente a violência de gênero baseada nas concepções e relatos de profissionais atuantes.


  • Mostrar Abstract
  • The perception of violence as a health problem is directly linked to its interference in the individual's quality of life and incorporated social processes. Among the different types and characteristics of violence, gender-based violence stands out, one of the biggest health problems today. Gender-based violence is linked to physical, sexual and psychological abuse, in addition to moral and intellectual oppression, it also includes trafficking in women, ethnic and racial violence and violence committed by the State. Gender issues were gradually and predominantly established so that violence against women found forms that adapted to the characteristics of time and modern society. In this sense, Primary Health Care (PHC) is the privileged locus of care, being an ally in the prevention, combat and monitoring of gender-based violence. The valorization of PHC, part of its connection in the action scenario, enabling greater connection and understanding of subjects and their local relationships, there are at least three strong reasons that qualify PHC as a privileged domain for the route to be taken by women victims of violence in search of help. This study aimed to analyze, based on the speeches of health professionals, actions to combat gender-based violence in PHC in the light of comprehensiveness. This is a descriptive study, with a qualitative approach, methodologically systematized by the Collective Subject Discourse (DSC) and based on the Theory of Social Representations. It was developed in two Basic Health Units (UBS), one in the municipality of Caicó in the state of Rio Grande do Norte and the other in the municipality of Sousa in the state of Paraíba. All health professionals who make up the team working at the UBS involved and who wished to participate after presenting the ECR participated in the study. Data were collected through a semi-structured interview in October 2023, upon release and approval from the Ethics Committee to which the study was submitted. The empirical material was analyzed using the DSC technique. The present study considered the ethical aspects of research involving human beings, therefore, it was submitted to the Research Ethics Committee – CEP of the Faculty of Health Sciences of Trairi – FACISA of the Federal University of Rio Grande do Norte – UFRN and approved by number 6,303,429. 27 health professionals participated in the research following the inclusion and exclusion criteria. Four themes were found that generated the discussion of the study, these being based on the professionals' knowledge of the care network for victims of violence; in preventing cases of gender-based violence in PHC; comprehensive management of gender-based violence; and in the actions of professionals in the face of gender-based violence in PHC. In this way, PHC's actions in the face of gender-based violence can be presented based on the conceptions and reports of working professionals.

5
  • BRENDA KELLY PONTES SOARES
  • A INFLUÊNCIA DA HIDRATAÇÃO NA CAPACIDADE FUNCIONAL E NA FADIGA NO TRABALHO DE PARTO

  • Orientador : ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • ANA CARINE ARRUDA ROLIM
  • JESSICA NAIARA DE MEDEIROS ARAUJO
  • Data: 28/05/2024

  • Mostrar Resumo
  •  

    Introdução: O processo de parturição demanda da mulher grande esforço físico, o que pode resultar na desidratação e afetar a progressão do parto. Assim, a hidratação adequada durante a gravidez, como também no trabalho de parto favorecem ao equilíbrio homeostático e uma melhor capacidade funcional. Entretanto, ainda há necessidade de estudos a respeito da relação entre a hidratação e seu impacto na capacidade funcional e na fadiga durante o trabalho de parto. Objetivo: Avaliar a influência da hidratação na capacidade funcional e na fadiga durante o trabalho de parto. Método: O estudo conta com duas etapas concomitantes, a primeira será a realizada mediante uma Revisão de Escopo com o objetivo mapear as evidências sobre os efeitos do consumo de alimentos, suplementos e bebidas em parturientes durante o trabalho de parto e a segunda trata de um estudo com delineamento transversal e caráter descritivo. A população do estudo será constituída por parturientes admitidas no setor obstétrico, em trabalho de parto normal, com amostra estimada em 100 parturientes. Referente a Revisão de Escopo, foi realizada uma busca preliminar em novembro de 2023. Posteriormente, elaborou-se estratégias de busca para uma pesquisa ampla na literatura, com os descritores Labor, Obstetric, Organism Hydration Status e Food and Beverages, com os seus sinônimos, nas bases de dados Medline/PubMed, Cochrane Library, EMBASE, Web of Science e CINAHL. Dois revisores independentes selecionaram, mediante critérios de inclusão/exclusão, os artigos usando o software Rayyan®. Foram incluídos estudos primários publicados em periódicos revisado por pares, sendo aplicado o filtro de ano a partir de 2013 em qualquer idioma e disponíveis na íntegra. Estudos duplicados foram contabilizados apenas uma vez e foram excluídos relatos de experiência e ensaios teóricos. Utilizou-se uma ferramenta desenvolvida pelos autores para extração dos dados e análise metodológica dos artigos incluídos. Os dados foram apresentados pela extensão do fluxograma PRISMA. Quanto a pesquisa transversal e descritiva, ocorreu entre os meses de agosto de 2023 a março de 2024. Os dados coletados foram do prontuário e da caderneta de gestantes com a aplicação de um questionário semiestruturado para a obtenção de informações socioeconômicas, clínicas, obstétricas e antropométricas. As parturientes foram avaliadas no tocante da sua capacidade funcional, dados de ingestão hídrica, controle de hidratação intravenosa, níveis de hidratação e informações sobre fadiga. Resultados: Os resultados foram descritos em duas seções, a primeira o produto da Revisão de Escopo apresentado em estrutura de artigo: introdução, método e resultados. Na segunda seção, serão apresentados os resultados do estudo transversal descritivo, que está na etapa de análise dos dados. A scoping review apresenta resultados sobre os efeitos do consumo de alimentos, suplementos e bebidas em parturientes, durante o trabalho de parto. A partir da análise dos estudos, foi identificado que a maioria não detalha a diferenciação entre alimentos, bebidas e suplementos no desfecho do trabalho de parto, trazendo de forma geral os efeitos da ingestão alimentar e líquida. Como também, não foram mencionadas a diferença entre bebidas e suplementos, assim, os autores adotaram como suplementos as bebidas isotônicas, proteicas e ricas em carboidratos. Não houve concordância entre os estudos no tocante a ingestão de suplementos com carboidratos. A tâmara foi alimento mais citado e analisado pelos estudos, com resultados significativos na redução do tempo de trabalho de parto e na indução do parto. Outros desfechos que estiveram presentes nos estudos foram a redução do tempo nas fases do trabalho de parto, a satisfação da parturiente, a diminuição da cetose e a incidência de náuseas e vômito comparável entre os grupos que se alimentaram e o grupo em jejum. Referente ao estudo transversal e descritivo sobre a influência da hidratação no desempenho funcional e na fadiga no trabalho de parto, encontra-se em fase de análise dos dados, que serão apresentados na defesa do mestrado em maio de 2024. Conclusão: Assim, espera-se que o estudo possa contribuir para melhoria da assistência as parturientes, minimizando os desconfortos e a experiência negativa durante o trabalho de parto, tornando esse processo do parto um evento positivo em sua vida.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The process of childbirth demands significant physical effort from women, which can lead to dehydration and impact the progression of labor. Therefore, adequate hydration during pregnancy and labor favors homeostatic balance and improved functional capacity. However, the literature still lacks studies regarding the relationship between hydration and its impact on functional capacity and fatigue during labor. Objective: To evaluate the influence of hydration on functional capacity and fatigue during labor. Method: The study consists of two concurrent stages. The first stage involves a Scoping Review aiming to map evidence on the effects of food, supplements, and beverages consumption in laboring women. The second stage is a cross-sectional descriptive study. The study population comprises parturients admitted to the obstetric sector, undergoing normal labor, with an estimated sample size of 100 parturients. Regarding the Scoping Review, a preliminary search was conducted in November 2023. Subsequently, search strategies were developed for a comprehensive literature search using the descriptors “Labor,” “Obstetric,” “Organism Hydration Status,” and “Food and Beverages,” along with their synonyms, across databases including Medline/PubMed, Cochrane Library, EMBASE, Web of Science, and CINAHL. Two independent reviewers selected articles based on inclusion/exclusion criteria using the Rayyan® software. Primary studies published in peer-reviewed journals were included, applying a filter for articles from 2013 onwards in any language and available in full text. Duplicated studies were counted only once, and experience reports and theoretical trials were excluded. The authors utilized a tool for data extraction and methodological analysis of the included articles. Results: The results have been described in two sections. First, the product of the Scoping Review is presented in an article structure: introduction, method, and results. In the second section, the results of the cross-sectional descriptive study are presented, which is currently in the data analysis stage. The scoping review provides insights into the effects of food, supplements, and beverages consumption in laboring women during childbirth. From the analysis of the studies, it was identified that most studies do not differentiate between food, beverages, and supplements in the labor outcome. Instead, they generally discuss the effects of overall food and liquid intake. Additionally, there was no clear distinction made between beverages and supplements. Therefore, the authors categorized isotonic, protein-rich, and carbohydrate-rich drinks as supplements. However, there was no consensus among the studies regarding carbohydrate supplement intake. Dates were the most frequently mentioned and analyzed food item in the studies, showing significant results in reducing labor duration and inducing labor. Other outcomes observed in the studies included reduced time in labor phases, maternal satisfaction, decreased ketosis, and comparable incidence of nausea and vomiting between the fed group and the fasting group. Regarding the cross-sectional descriptive study on the influence of hydration on functional performance and fatigue during labor, data analysis is currently underway. The findings will be presented during the master’s defense in May 2024. Conclusion: It is hoped that this study will contribute to improving care for parturients, minimizing discomforts, and enhancing the overall positive experience during childbirth.

6
  • AMANDA SAMARA DOS SANTOS ARAÚJO
  • AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS SOBRE O CICLO SONO/VIGÍLIA E TRANSTORNOS DO SONO E APLICAÇÃO DESSES CONHECIMENTOS NO CONTEXTO DE TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE


     


  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MARIO ANDRE LEOCADIO MIGUEL
  • Data: 31/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Os problemas do ciclo sono/vigília e os distúrbios decorrentes do sono são considerados problemas de saúde pública. Porém, é escasso na literatura científica o que os profissionais de saúde no contexto da APS no Brasil conhecem sobre problemas e distúrbios do sono. Objetivo: Avaliar os conhecimentos sobre o ciclo sono/vigília e transtornos do sono e aplicação desses conhecimentos no campo de trabalho em profissionais da atenção primária à saúde no contexto da 5ª Unidade Regional de Saúde Pública (URSAP). Métodos: Trabalho de método misto, do tipo exploratório-descritivo desenvolvido em municípios da 5ª URSAP. Participaram da pesquisa 93 profissionais, sendo o n de 86 para a parte quantitativa, e 16 para a qualitativa. Os dados foram coletados a partir de um formulário semi estruturado dividido em 2 módulos: “Dados pessoais” e “Conhecimentos sobre Sono”, que inclui parte do questionário A Saúde e o Sono, e o Assessment of Sleep Knowledge in Medical Education (ASKME), além de perguntas abertas sobre a utilização do conhecimento sobre sono na prática profissional e ambiente de trabalho. Resultados: 86 profissionais tinham ensino superior e 7 com ensino médio ou técnico, se concentrando na faixa etária de 30 a 39 anos (50%), do sexo feminino (73,3%). O tempo de trabalho obteve uma média de 3,7 (dp = 4,4), e o nível de conhecimento sobre sono 5,7 (dp = 1,9). Quanto à fonte de obtenção de informações sobre o sono, os participantes relataram procurar mais nas mídias digitais (60,5%). Quando questionados se conheciam sobre a higiene do sono, 36% dos participantes responderam “mais ou menos”. O conhecimento sobre higiene do sono foi mais utilizado para a rotina de vida (80,2%). Os profissionais questionam os pacientes sobre duração e qualidade do sono; sonolência diurna (47,7%); horários de dormir e acordar e aos hábitos realizados antes de dormir, 65,1% e 61,6%, respectivamente, e distúrbios do sono (58,1%). Ainda, 74% dos participantes relataram não conhecer as orientações que os cadernos da APS do Ministério da Saúde fornecem a respeito da importância de questionar os pacientes sobre o sono. Com relação às categorias do questionário “A saúde e o sono”, no geral, obtiveram 70% de acertos. Já o ASKME obteve uma frequência de acertos de 46,5% em relação ao questionário total. Quanto aos dados qualitativos, a análise mostrou que a palavra “sono” foi a que apareceu com maior destaque em ambos os testes, a qual foi acompanhada pelas palavras “dormir”, “paciente”, “perguntar” e “ação”. Na análise de similitude “sono” possui três ramificações mais fortes que formam três núcleos. Discussão: De maneira geral, os profissionais possuem algum conhecimento sobre o sono, e a maioria questiona os usuários sobre problemas e distúrbios do sono na rotina de trabalho. Todavia, foi percebido orientações pouco aprofundadas e ultrapassadas com relação a quantidade de sono necessária, e até mesmo desconhecimento sobre aspectos básicos do sono, como a arquitetura do sono, higiene do sono e narcolepsia. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Problems with the sleep/wake cycle and disorders resulting from sleep are considered public health problems. However, there is little in the scientific literature what health professionals in the context of PHC in Brazil know about sleep problems and disorders. Objective: To evaluate knowledge about the sleep/wake cycle and sleep disorders and application of this knowledge in the field of work among primary health care professionals in the context of the 5th Regional Public Health Unit (URSAP). Methods: Mixed method, exploratory-descriptive work developed in municipalities of the 5th URSAP. 93 professionals participated in the research, with 86 for the quantitative part and 16 for the qualitative part. Data were collected from a semi-structured form divided into 2 modules: “Personal data” and “Knowledge about Sleep”, which includes part of the Health and Sleep questionnaire, and the Assessment of Sleep Knowledge in Medical Education (ASKME), in addition to open questions about the use of knowledge about sleep in professional practice and the work environment. Results: 86 professionals had higher education and 7 had secondary or technical education, focusing on the age group of 30 to 39 years old (50%), female (73.3%). Working time had an average of 3.7 (sd = 4.4), and the level of knowledge about sleep 5.7 (sd = 1.9). Regarding the source of obtaining information about sleep, participants reported looking more through digital media (60.5%). When asked if they knew about sleep hygiene, 36% of participants responded “more or less”. Knowledge about sleep hygiene was most used for routine life (80.2%). Professionals question patients about sleep duration and quality; daytime drowsiness (47.7%); sleeping and waking times and habits performed before bed, 65.1% and 61.6%, respectively, and sleep disorders (58.1%). Furthermore, 74% of participants reported not knowing the guidelines that the Ministry of Health's PHC notebooks provide regarding the importance of questioning patients about sleep. Regarding the categories of the “Health and sleep” questionnaire, overall, they obtained 70% correct answers. ASKME obtained a correct answer frequency of 46.5% in relation to the total questionnaire. As for qualitative data, the analysis showed that the word “sleep” was the one that appeared most prominently in both tests, which was accompanied by the words “sleep”, “patient”, “ask” and “action”. In the similarity analysis, “sleep” has three strongest branches that form three nuclei. Discussion: In general, professionals have some knowledge about sleep, and most question users about sleep problems and disorders in their work routine. However, little in-depth and outdated guidelines were perceived regarding the amount of sleep needed, and even lack of knowledge about basic aspects of sleep, such as sleep architecture, sleep hygiene and narcolepsy.

2023
Dissertações
1
  • MILENA BEATRIZ DOS SANTOS SILVA
  • O Mercado de Trabalho para travestis e transexuais: uma revisão de escopo

  • Orientador : DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • LUCIANE PAULA BATISTA ARAUJO DE OLIVEIRA
  • SAVIO MARCELINO GOMES
  • Data: 31/01/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A saúde atualmente compreende mais do que a ausência de doenças, nesse sentido, é necessário levar em consideração uma série de outros fatores, como: fatores culturais, genéticos, ambientais, individuais, e dentre outros, os sociais. Sendo assim, os Determinantes Sociais em Saúde (DSS) são, entre vários, alguns desses aspectos essenciais para se considerar no processo de saúde/doença. O trabalho, considerado um DSS, deve ser garantido a todo e qualquer cidadão independente de raça, etnia, cor, orientação sexual e gênero. Entretanto, tratando-se de pessoas travetis e transexuais, é observado uma ausência dessas pessoas nos ambientes de trabalho, bem como a exclusão, o preconceito, a transforbia, àquelas que conseguem um emprego formais e informais. Sendo assim, é necessário compreender como essa população específica encontra-se inserida no mercado de trabalho, pois esse, bem como outros DSS impactam diretamente a vida dessa população, ainda muito vulnerabilizada. Objetivo: Compreender e localizar como estão inseridas as pessoas travestis e transexuais no mercado de trabalho. Metodologia: Trata-se de uma revisão de escopo, realizada nas bases de dados Scielo, Scopus, Web of Science, Pubmed e GreyLit. Na busca foram utilizados os descritores relacionados às duas áreas temáticas envolvidas na revisão, são eles: Gênero e Saúde do Trabalhador. Os descritores foram inseridos na chave de busca da pesquisa utilizando os operadores booleanos “OR” entre descritores do mesmo tema, e o operador booleano “AND”, como operador responsável por unir os descritores das diferentes áreas temáticas. Resultados: Foram encontrados a partir da estratégia de busca utilizada: 2.488 artigos na Scopus; 302 artigos na Scielo; 2.322 artigos na Web of Science; 991 artigos na Pubmed e 12 artigos na base de dados Greylit. Após a exclusão dos artigos duplicados, restaram 3.507 artigos para leitura de títulos, resumos e palavras chave. Após seleção desses artigos restaram um total de 336 artigos para leitura na íntegra. Por fim, o relatório final dessa revisão é composto por um total de 142 artigos. Conclusões:  A literatura evidencia que as pessoas transexuais e travestis estão majoritariamente inseridas no trabalho sexual, em situação de subemprego ou desemprego. Além disso, outras estão inseridas em guetos ocupacionais, no qual prevalecem profissões relacionadas a beleza, estética, artistas em casa de show; profissões geralmente associadas ao “feminino”. Aquelas que estão inseridas no mercado de trabalho formal e/ou informal encontram-se submetidas a situações de transfobia e preconceito, geralmente sendo mantidas nas mesmas posições, ainda que sejam qualificadas para cargos e promoções de maior nível hierárquico.  Aquelas pessoas transexuais e travestis que passam pelo processo de transição/hormonoterapia dentro do local de trabalho tendem a sofrer mais discriminação.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Health currently comprises more than the absence of disease, in this sense, it is necessary to take into account a series of other factors, such as: cultural, genetic, environmental, individual, and among others, social factors. Thus, the Social Determinants of Health (SDH) are, among many, some of these essential aspects to consider in the health/disease process. Work, considered a DSS, must be guaranteed to each and every citizen regardless of race, ethnicity, color, sexual orientation and gender. However, in the case of transvestite and transgender people, an absence of these people in the work environment is observed, as well as exclusion, prejudice, transphorbia, for those who manage formal and informal jobs. Therefore, it is necessary to understand how this specific population is inserted in the labor market, as this, as well as other DSS, directly impact the life of this population, which is still very vulnerable. Objective: To understand and locate how transvestites and transgender people are inserted in the labor market. Methodology: This is a scope review, carried out in the Scielo, Scopus, Web of Science, Pubmed and GreyLit databases. In the search, descriptors related to the two thematic areas involved in the review were used, namely: Gender and Occupational Health. The descriptors were inserted in the search key of the research using the Boolean operators “OR” between descriptors of the same theme, and the Boolean operator “AND”, as the operator responsible for uniting the descriptors of the different thematic areas. Results: Based on the search strategy used: 2,488 articles were found in Scopus; 302 articles on Scielo; 2,322 articles on the Web of Science; 991 articles in Pubmed and 12 articles in the Greylit database. After excluding duplicate articles, 3,507 articles remained for reading titles, abstracts and keywords. After selecting these articles, a total of 336 articles remained for reading in full. Finally, the final report of this review is composed of a total of 142 articles. Conclusions: The literature shows that transgender and transvestite people are mostly engaged in sex work, underemployed or unemployed. In addition, others are inserted in occupational ghettos, in which professions related to beauty, aesthetics, artists in concert halls prevail; professions generally associated with the “feminine”. Those who are inserted in the formal and/or informal labor market are subjected to situations of transphobia and prejudice, generally being kept in the same positions, even if they are qualified for positions and promotions at a higher hierarchical level. Those transsexuals and transvestites who go through the transition/hormone therapy process within the workplace tend to suffer more discrimination.

2
  • PEDRO BEZERRA XAVIER
  • TRABALHO INTERPROFISSIONAL NA APS NO CONTEXTO DA PANDEMIA

  • Orientador : DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • GISETTI CORINA GOMES BRANDÃO
  • Data: 15/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • A complexidade dos entraves no contexto da assistência em saúde e a necessidade de tornar trabalhosos sistemas mais responsivos às demandas dos cidadãos desencadeiam debates sobre as formas mais adequadas de organização do cuidado em saúde. Para tanto, a partir do cenário pandêmico em decorrência da COVID-19, foram evidenciadas maiores demandas e práticas em saúde, aumentando a sobrecarga de trabalho e a complexidade das atividades em saúde, criando também um contexto de instabilidade e vulnerabilidade. Por isso, faz-se necessário compreender estas mudanças e assim, traçar meios de efetivar o trabalho colaborativo e integrado, a partir do estabelecimento de um diálogo interdisciplinar, respeitando a autonomia dos usuários. Este estudo tem como objetivo geral analisar os impactos da pandemia de COVID-19 no trabalho interprofissional das equipes da Atenção Primária à Saúde. E dessa maneira, é desenvolvido através de dois estudos. O primeiro artigo é uma Revisão Integrativa da Literatura (RIL), com a finalidade de sintetizar resultados de estudos já realizados. Pesquisa realizada no PubMed, com os descritores; “primary health care”; “interprofessionality”; “COVID-19”, com o operador booleano “AND”. Obteve-se o total de 79 artigos. Após leitura crítica dos documentos, utilizando os critérios de exclusão, obtiveram-se 07 artigos. Este artigo buscou contribuir para o bom desenvolvimento da sistematização do processo de trabalho interprofissional nas equipes de saúde, melhorando a qualidade da assistência prestada à população e favorecendo o bom funcionamento das unidades de saúde. O segundo artigo trata-se de um estudo exploratório, descritivo de abordagem qualitativa, que terá como campo de investigações as Unidades Básicas de Saúde da Família do município de Campina Grande, Paraíba. A amostra do estudo foi composta pelas equipes de saúde vinculadas à ESF. A coleta de dados ocorreu entre os meses de janeiro a abril de 2022. A análise de conteúdo foi baseada em Bardin, com auxílio do software Atlas ti. Esta pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA/UFRN) e aprovada sob o CAAE de número 54029521.0.0000.5568. A partir da análise de conteúdo, através do gerenciamento de dados por meio do Atlas ti., foi realizado o processo de codificação das entrevistas, que gerou 4 categorias de códigos, sendo as seguintes: competências interprofissionais, consequências da pandemia da COVID-19, gestão e gerenciamento, organização do processo de trabalho. As categorias revelam que as principais atividades afetadas pela pandemia são as atividades de promoção, prevenção e vigilância em saúde. Nessa perspectiva, os resultados apontam que a pandemia causou impactos no trabalho interprofissional na APS, entre eles pode-se citar o desenvolvimentos de ações de promoção à saúde, fragmentação das atividades de prevenção, mudanças nas práticas colaborativas, ausência de capacitações fornecidas pela gestão, problemas de ordem estrutural, distanciamento entre o serviço, os profissionais e a comunidade e impactos diretos no trabalho em equipe e na qualidade da assistência. Esses resultados são relevantes, e poderão contribuir para as decisões futuras acerca da temática, este estudo revela ações que foram prejudicadas durante a pandemia, e que necessitam de maior atenção neste momento pós-pandemia.


  • Mostrar Abstract
  • The complexity of the obstacles in the context of health care and the need to make systems more responsive to the demands of citizens trigger debates about the most appropriate ways to organize health care. Therefore, from the pandemic scenario due to COVID-19, greater demands and practices in health have been evidenced, increasing work overload and the complexity of health activities, also creating a context of instability and vulnerability. Therefore, it is necessary to understand these changes and, thus, to outline ways to effect collaborative and integrated work, from the establishment of an interdisciplinary dialogue, respecting the users' autonomy. This study has as a general objective to analyze the impacts of the pandemic of COVID-19 in the interprofessional work of Primary Health Care teams. And in this way, it is developed through two studies. The first article is an Integrative Literature Review (ILR), with the purpose of synthesizing results of studies already carried out. It was searched in PubMed, with the descriptors: "primary health care"; "interprofessionality"; "COVID-19", with the Boolean operator "AND". A total of 79 articles were obtained. After a critical reading of the documents, using the exclusion criteria, 7 articles were obtained. This article sought to contribute to the good development of the systematization of the interprofessional work process in health teams, improving the quality of care provided to the population and favoring the good functioning of health units. The second article is an exploratory, descriptive study with a qualitative approach, whose field of investigation will be the Basic Family Health Units in the municipality of Campina Grande, Paraíba. The study sample was composed of the health teams linked to the ESF. Data collection occurred between the months of January and April 2022. The content analysis was based on Bardin, with the help of the Atlas ti software. This research was submitted to the Ethics and Research Committee of the Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA/UFRN) and approved under CAAE number 54029521.0.0000.5568. From the content analysis, through data management by means of Atlas ti., the coding process of the interviews was carried out, which generated 4 categories of codes, being the following: interprofessional competencies, consequences of the pandemic of COVID-19, management and management, organization of the work process. The categories reveal that the main activities affected by the pandemic are health promotion, prevention and surveillance activities. From this perspective, The results indicate that the pandemic caused impacts on the interprofessional work in PHC, including the development of health promotion actions, fragmentation of prevention activities, changes in collaborative practices, lack of training provided by management, structural problems, distance between the service, professionals and the community and direct impacts on teamwork and quality of care. These results are relevant, and may contribute to future decisions about the theme; this study reveals actions that were impaired during the pandemic, and that need more attention in this post-pandemic moment.

3
  • LEONARA CARLA DE ARAUJO PEREIRA
  • Fatores contextuais e psicossociais relacionados ao aleitamento materno

  • Orientador : ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • CATARINE SANTOS DA SILVA
  • MARILIA DE CARVALHO LIMA
  • Data: 28/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • O aleitamento materno (AM), recomendado de forma exclusiva até os 6 meses, é uma prática complexa permeada por diversos fatores que podem contribuir de forma positiva ou negativa para sua continuidade. Estudos mostram que a amamentação vai além de questões biológicas, sendo afetada também por fatores psicossociais e contextuais, sendo o estudo dos diversos aspectos relacionados ao AM extremamente relevante diante de índices tão baixos de aleitamento materno exclusivo. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar a relação entre o aleitamento materno exclusivo com fatores contextuais (urbanidade e região de residência), e psicossociais (locus de controle da saúde e suporte social recebido). Para tanto, o presente trabalho foi estruturado em dois estudos. No primeiro, de natureza quantitativa, observacional, e descritiva, foram analisados dados secundários provenientes do banco de dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN web) sobre a prevalência de AME, por município brasileiro, de 2019 a 2021. Os dados sobre região, tipologia municipal e grau de urbanização foram extraídos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A amostra final obtida de 223.764 crianças distribuídas em 1603 municípios. O segundo estudo, classificado como quantitativo, descritivo e analítico, foi realizado com puérperas no Hospital do Seridó (Caicó/RN). Durante a internação hospitalar, no puerpério imediato, após anuência via Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, foi realizada a aplicação da Escala de Locus de Controle da Saúde (MHLC), do Formulário de Observação e Avaliação da mamada, informações sobre percepção sobre amamentação, além de informações sociodemográficas. Depois, por meio de contato telefônico, foram coletadas informações sobre o aleitamento materno aos 4 meses, e aplicada a Escala Multidimensional de Suporte Social Percebido (MSPSS). Foram incluídas no estudo puérperas maiores de 18 anos, em alojamento conjunto, mães de bebês a termo e que estivessem amamentando exclusivamente. A amostra final obtida de 75 mulheres. Os dados foram analisados por meio do software Statistical Package Social Sicence.  Os resultados obtidos apontam para a necessidade de considerar os fatores contextuais e psicossociais ao se pensar em ações, políticas e estratégias envolvendo aleitamento materno.


  • Mostrar Abstract
  • Breastfeeding (BF), which is recommended exclusively for up to 6 months, is a complex practice permeated by several factors that can contribute positively or negatively to its continuity. Studies show that breastfeeding goes beyond biological issues, being also affected by psychosocial and contextual factors, with the study of the various aspects related to BF being extremely relevant in view of such low rates of exclusive breastfeeding. Thus, the objective of this study was to investigate the relationship between exclusive breastfeeding and contextual factors (urbanity and region of residence) and psychosocial factors (locus of health control and social support received). Therefore, the present work was structured in two studies. In the first, of a quantitative, observational, and descriptive nature, secondary data from the database of the Food and Nutritional Surveillance System (SISVAN web) on the prevalence of EBF, by Brazilian municipality, from 2019 to 2021 were analyzed. region, municipal typology and degree of urbanization were taken from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. The final sample obtained from 223,764 children distributed in 1603 municipalities. The second study, classified as quantitative, descriptive and analytical, was carried out with postpartum women at Hospital do Seridó (Caicó/RN). During hospitalization, in the immediate puerperium, after consent via the Free and Informed Consent Form, the Health Locus of Control Scale (MHLC), the Breastfeeding Observation and Evaluation Form, information on perception about breastfeeding, in addition to sociodemographic information. Then, through telephone contact, information on breastfeeding at 4 months was collected, and the Multidimensional Perceived Social Support Scale (MSPSS) was applied. The study included postpartum women over 18 years of age, in rooming-in, mothers of full-term babies who were exclusively breastfeeding. The final sample obtained from 75 women. Data were analyzed using the Statistical Package Social Science software. The results obtained point to the need to consider contextual and psychosocial factors when thinking about actions, policies and strategies involving breastfeeding.

4
  • JULYENNE DAYSE DE OLIVEIRA FERREIRA
  • EDUCAÇÃO PERMANENTE NA SAÚDE DA FAMÍLIA MEDIADA POR TECNOLOGIAS DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: UM ESTUDO DE CASO

  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • CRISTIANE DA SILVA RAMOS MARINHO
  • HELLYDA DE SOUZA BEZERRA
  • Data: 03/04/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução:  o Programa de Educação Permanente em Saúde da Família trata-se de uma estratégia de formação em saúde para profissionais que atuam na Estratégia de Saúde da Família.  Resulta da parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte como estratégia de apoio e fortalecimento da Atenção Primária em Saúde. Objetivo: Analisar a utilização da modalidade de Ensino à Distância no Programa de Educação Permanente em Saúde da Família relacionado com a Educação Permanente em Saúde. Metodologia: trata-se de um estudo de caso com abordagem qualitativa utilizando-se como instrumentos os questionários online na Plataforma do curso.Resultados: As tecnologias ainda podem ser um problema em alguns extremos do Brasil.  O Programa de Educação Permanente em Saúde da Família despertou um movimento para consolidar a Educação Permanente nos processos educativos realizados para capacitação dos profissionais do Sistema Único de Saúde, especialmente na Atenção primária. Possibilitou a discussão entre profissionais sobre temáticas que surgiram no cotidiano do trabalho, resultando em uma troca de experiências entre a equipe, o que contribui para atualizar saberes técnicos e proporcionar mudanças nas práticas profissionais. Conclusão:  A modalidade do Ensino à Distância do Programa de Educação Permanente em Saúde da Família se configura como uma forte estratégia de educação permanente, contribuindo para o avanço do processo de ensino aprendizagem no Sistema Único de Saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: the Family Health Permanent Education Program is a health training strategy for professionals working in the Family Health Strategy. It results from the partnership between the Ministry of Health and the Federal University of Rio Grande do Norte as a strategy to support and strengthen Primary Health Care. Objective: To analyze the use of the Distance Learning modality in the Permanent Education Program in Family Health related to Permanent Education in Health. Methodology: this is a case study with a qualitative approach using online questionnaires on the course platform as instruments. Results: Technologies can still be a problem in some extremes of Brazil. The Permanent Education Program in Family Health sparked a movement to consolidate Permanent Education in the educational processes carried out to train professionals in the Unified Health System, especially in primary care. It allowed for discussion among professionals on topics that emerged in their daily work, resulting in an exchange of experiences among the team, which contributes to updating technical knowledge and providing changes in professional practices. Conclusion: The Distance Learning modality of the Permanent Education Program in Family Health is configured as a strong permanent education strategy, contributing to the advancement of the teaching-learning process in the Unified Health System.

5
  • DANILO ERIVELTON MEDEIROS DIAS
  • MORTALIDADE POR CAUSAS EXTERNAS EM IDOSOS NO BRASIL

  • Orientador : CRISTIANE DA SILVA RAMOS MARINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DA SILVA RAMOS MARINHO
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • JESSICA NAIARA DE MEDEIROS ARAUJO
  • MATHEUS FIGUEIREDO NOGUEIRA
  • Data: 10/04/2023

  • Mostrar Resumo
  •  

    O envelhecimento humano pode ser compreendido como um artifício comum, dinâmico e progressivo onde advêm várias modificações fisiológicas, morfológicas, físicas, bioquímicas e psicológicas que ocorrem continuamente ao longo do tempo. Contudo, nesse processo há duas fases que merecem compreensão: senescência e senilidade. A primeira, diz respeito ao processo de envelhecimento onde ocorre uma série de transformações fisiológicas naturais e está atrelada à idade e não representa doença, enquanto a segunda está associada a eventos patológicos, os quais são responsáveis por ocasionar gradualmente um declínio no funcionamento dos sistemas corporais. A transição epidemiológica trouxe modificações quanto às principais causas de morbimortalidade entre os idosos, diminuindo o número de mortes por doenças infecciosas e parasitárias e aumentando a mortalidade por eventos violentos, ou seja, as causas externas. Estas podem ser entendidas como fenômenos do meio externo que através de um efeito, seja ele gradiente de força, químico ou radioativo são capazes de gerar dano ao organismo humano com vários efeitos indesejáveis, como incapacidades física e neurológica, ou até mesmo, a morte do indivíduo. Atualmente são um relevante problema de saúde pública, pois geram impactos na qualidade de vida dos indivíduos e ocasionam hospitalização e/ou reabilitação, invalidez ou morte. No entanto, tratam-se de eventos preveníveis que podem ser evitados, possuindo a rede de Atenção Primária à Saúde um papel fundamental, eficaz e eficiente na atuação sobre as principais causas e problemas de saúde, como é o caso das causas externas. Isto requer um atendimento qualificado da Atenção Primária à Saúde, que precisa receber investimentos para a capacitação dos profissionais, fazendo com que estes fiquem aptos a reconhecer a grupos vulneráveis, como é o caso dos idosos. Assim, esta dissertação tem como objetivo investigar a mortalidade por causas externas em idosos no Brasil. Foram realizados dois estudos, o primeiro foi um estudo do tipo ecológico com uso de dados secundários, o qual objetivou analisar a tendência de mortalidade por causas externas em idosos no Brasil no intervalo temporal entre os anos 2000 a 2019. E o segundo estudo trata-se de um protocolo de revisão de escopo cujo objetivo é mapear e descrever as evidências científicas sobre a atuação da Atenção Primária à Saúde frente à mortalidade por causas externas em idosos, o qual encontra-se baseado no Manual de Revisão do Joanna Briggs Institute, de 2015. O primeiro estudo evidenciou tendência de aumento nas taxas de mortalidade por causas externas em idosos no Brasil no período estudado. O intervalo entre os anos 2000 e 2014 foi o período em que os coeficientes de mortalidade por causas externas em idosos mais se elevaram, com uma variação percentual anual média (APC) de 1,83 (IC95%: 1,6; 2,0). O segundo estudo visa apresentar as principais evidências das pesquisas sobre o tema, permitindo a identificação de lacunas na literatura, podendo nortear ações para o enfrentamento das causas externas em idosos pela Atenção Primária à Saúde.



  • Mostrar Abstract
  • Human aging can be understood as a common, dynamic, and progressive artifice where several physiological, morphological, physical, biochemical, and psychological changes occur continuously over time. However, in this process, two phases deserve to be understood: senescence and senility.  The first one concerns the aging process, where a series of natural physiological transformations occurs; it is linked to age and does not represent a disease. On the other hand, the second one is associated with pathological events, which are responsible for gradually causing a decline in the functioning of the body systems. The epidemiological transition led to changes in the main causes of morbidity and mortality among the elderly, reducing the number of deaths from infectious and parasitic diseases, and increasing mortality from violent events, that is, external causes. These can be understood as phenomena of the external environment, which through an effect, whether a force gradient, chemical, or radioactive, are capable of causing damage to the human organism with several undesirable effects, such as physical and neurological disabilities, or even the death of the individual. Nowadays, external causes are a relevant public health problem, as they impact the quality of life of individuals and cause hospitalization and/or rehabilitation, disability, or death. However, these are preventable events, that is, they can be avoided if the Primary Health Care network plays a fundamental, efficient, and effective role in acting on the main causes and health problems, as in the case of external causes. This requires qualified assistance from Primary Health Care, which needs to receive investments for training professionals so as to make them able to recognize vulnerable groups, such as the elderly. Thus, this thesis aims to investigate mortality from external causes among the elderly in Brazil. Two studies were carried out: the first one was an ecological study using secondary data, which aimed to analyze the mortality rate from external causes among the elderly in Brazil, between 2019 and 2021; the second one is a scope review protocol, whose objective is to map and describe the scientific evidence on the role of Primary Health Care in the face of mortality from external causes among the elderly, based on the Joanna Briggs Institute Review Manual, 2015. The first study showed an upward trend in mortality rates from external causes among the elderly in Brazil during the study period. The interval between 2000 and 2014 was the period in which the coefficient of mortality from external causes among the elderly increased the most, with an average Annual Percentage Change (APC) of 1.83% (95%CI: 1.6; 2.0). The second study aims to present the main evidence of research on the subject, allowing the identification of gaps in the literature so as to guide actions for coping with external causes among the elderly through Primary Health Care.

6
  • CAYLA CAROLIEVA FERNANDES FERREIRA
  • SIGNIFICADO DO PRÉ-NATAL PARA O HOMEM, A LUZ DO DISCURSO DO SUJEITO COLETIVO

  • Orientador : RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA MARIA MARTINS PEREIRA
  • KALYANE KELLY DUARTE DE OLIVEIRA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 01/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A gravidez é uma fase complexa e diferenciada da vida que envolve muitas transformações tanto físicas como psicossociais. É um período de grandes expectativas e influências emocionais, permeado por sentimentos e descobertas frente aos novos papéis que serão exercidos dentro do lar. Sendo assim, é primordial a função da atenção primária em efetuar uma atenção pré-natal e puerperal de qualidade e humanizada com o objetivo de acolher a mulher desde o início da gravidez, buscando, no fim da gestação, o nascimento de uma criança saudável e bem-estar materno e neonatal. Nesse contexto, explora-se a participação do homem no processo reprodutivo, permitindo a sua escolha de ser pai, e na relação afetiva com os filhos que pode ser firmada com o pré-natal. Entretanto, fatores culturais e profissionais tendem a afastar o homem do pré-natal. Objetivo: identificar o significado do pré-natal para o homem, a luz do Discurso do Sujeito Coletivo. Metodologia: trata-se de uma pesquisa qualitativa de caráter descritivo e exploratório que teve como cenário duas unidades de saúde selecionadas por meio de sorteio dentre as quatro existentes no município de Nova Floresta/PB. Foram sujeitos deste estudo os companheiros das gestantes atendidas nas unidades de saúde sorteadas e cadastradas no programa de Pré-Natal e que tivessem pelo menos três consultas realizadas. Ademais, foi utilizada a entrevista semiestruturada e a análise dos dados deu-se por meio do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) obtido pela análise verbal emitida em primeira pessoa (coletiva) do singular. Resultados: Todos os oito companheiros entrevistados são pais biológicos do concepto atual, com variação na faixa etária entre 18 e 30 anos. Apresentam renda familiar de menos de um salário mínimo. Em relação ao número de consultas das gestantes, seis encontravam-se entre três e seis consultas de pré-natal e cinco destas com idade gestacional no segundo trimestre e todas iniciaram seus acompanhamentos no 1º trimestre de gestação. Destas, quatro gestantes encontravam-se na 1ª gravidez. Nenhum participante entrevistado acompanhou a gestante nas consultas de pré-natal atual. DISCUSSÃO: Foram elaborados nove DSC a partir das expressões-chaves e ideias centrais emitidas pelas falas dos participantes. Os resultados mostraram que os companheiros apresentam imprecisão ou dúvida em relação ao significado e importância do pré-natal, identificados pela ausência de conhecimento acerca do programa e sua prática no serviço. Por sua vez, reconhecem a importância da gestante em realizar as consultas, por refletir no bem estar da grávida e na saúde do bebê, além de ser um momento de sanar preocupações e dúvidas da gestante e do casal que pode influenciar na qualidade de vida da gestante. Afirmam sua vontade de estarem presentes nas consultas e afirmaram se sentirem grávidos. Não existem ações educativas em suas unidades de saúde. Considera que a paternidade engloba sentimentos ligados ao emocional, favorecendo o apoio diante do âmbito familiar e mudanças positivas na relação do casal. Não houve dificuldades na acessibilidade ao serviço de pré-natal. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conclui-se que o homem quer e pode participar das consultas e acompanhamento de pré-natal durante todo o processo gravídico, contudo existem várias variantes no sistema de saúde que devem ser revistas para aprimorar as políticas públicas a saúde do homem para inseri-lo nos cuidados dentro da saúde coletiva.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Pregnancy is a complex and differentiated phase of life that involves many physical and psychosocial transformations. It is a period of great expectations and emotional influences, permeated by feelings and discoveries regarding the new roles that will be exercised within the home. Therefore, the function of primary care is paramount in providing quality and humanized prenatal and puerperal care with the aim of welcoming women from the beginning of pregnancy, seeking, at the end of pregnancy, the birth of a healthy and healthy child. maternal and newborn well-being. In this context, the man's participation in the reproductive process is explored, allowing his choice to be a father, and in the affective relationship with the children that can be established with prenatal care. However, cultural and professional factors tend to distance men from prenatal care. Objective: to identify the meaning of prenatal care for men, in the light of the Collective Subject Discourse. Methodology: this is a qualitative, descriptive and exploratory research that had as its setting two health units selected by drawing lots among the four existing in the municipality of Nova Floresta/PB. The subjects of this study were the companions of the pregnant women assisted at the health units drawn and registered in the Prenatal program and who had had at least three consultations. Furthermore, a semi-structured interview was used and data analysis was performed using the Discourse of the Collective Subject (DSC) obtained by verbal analysis issued in the first person (collective) singular. Results: All eight partners interviewed are the biological parents of the current conceptus, ranging in age from 18 to 30 years. They have a family income of less than one minimum wage. Regarding the number of pregnant women's consultations, six were between three and six prenatal consultations and five of these with gestational age in the second trimester and all started their follow-ups in the 1st trimester of pregnancy. Of these, four pregnant women were in their 1st pregnancy. No participant interviewed accompanied the pregnant woman in the current prenatal consultations. DISCUSSION: 9 DCS were elaborated based on key expressions and central ideas emitted by the participants' speeches. The results showed that the companions had imprecision or doubts regarding the meaning and importance of prenatal care, identified by the lack of knowledge about the program and its practice in the service. In turn, they recognize the importance of the pregnant woman in carrying out the consultations, as it reflects on the well-being of the pregnant woman and the health of the baby, in addition to being a time to solve concerns and doubts of the pregnant woman and the couple that can influence the quality of life of the mother. pregnant. They affirmed their willingness to be present at the consultations and stated that they felt pregnant. There are no educational actions in their health units. He considers that fatherhood encompasses feelings linked to the emotional, favoring support in the family environment and positive changes in the couple's relationship. There were no difficulties in accessing the prenatal service. FINAL CONSIDERATIONS: It is concluded that men want and can participate in prenatal consultations and follow-up throughout the pregnancy process, however there are several variants in the health system that must be reviewed to improve public policies on men's health to insert it in care within collective health.

7
  • ONADJA BENÍCIO RODRIGUES
  • DISCURSO COLETIVO DO ENFERMEIRO QUANTO AOS CUIDADOS A GESTANTES DE ALTO RISCO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

  • Orientador : RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA MARIA MARTINS PEREIRA
  • KALYANE KELLY DUARTE DE OLIVEIRA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 01/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A assistência à mulher no ciclo gravídico puerperal é baseada em recomendações das políticas e protocolos do Ministério da Saúde, para que possa correr de forma resolutiva e organizada em níveis de atenção e sejam contempladas as demandas de acordo com suas complexidades. A atenção primária à saúde é responsável pelo acolhimento e direcionamentos dentro da rede de atenção, não se isentando do cuidado mesmo que este seja referenciado ao nível especializado, garantindo que o cuidado seja ofertado baseado nos princípios do sistema único de saúde. É nesse cenário, que o enfermeiro da estratégia de saúde da família tem ganhado destaque. Objetivos: O objetivo deste estudo foi conhecer o discurso coletivo do enfermeiro da estratégia de saúde da família quanto aos cuidados da gestante de alto risco na estratégia de saúde da família. Metodologia: A pesquisa é de abordagem qualitativa, descritiva, os dados estão sendo analisados por meio do discurso do sujeito coletivo, o estudo foi desenvolvido em um município do interior da Paraíba, a coleta de dados por entrevista semiestruturada, com 16 enfermeiros da estratégia de saúde da família no local de atuação. Resultados e discussão: A pretensão do presente estudo foi de trazer melhorias no desenvolvimento do processo do cuidar, potencialização na execução de atribuições profissionais e consequentemente nos cuidados às gestantes de alto risco, ao passo que pode levar a atitudes reflexivas e adoção de medidas em prol da melhoria da qualificação profissional. Os enfermeiros veem-se como protagonistas do cuidado, identificam que o trabalho em equipe contribui para a assistência integral, com o cuidado compartilhado, embora haja dificuldades na comunicação relação ao trabalho em equipe e a contrarreferência.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Assistance to women in the pregnancy-puerperal cycle is based on recommendations from the Ministry of Health's policies and protocols, so that it can run in a resolute and organized manner at levels of care and demands are addressed according to their complexities. Primary health care is responsible for welcoming and directing within the care network, not exempting itself from care even if it is referred to a specialized level, ensuring that care is offered based on the principles of the unified health system. It is in this scenario that the family health strategy nurse has gained prominence. Objectives: The objective of this study was to understand the collective discourse of the family health strategy nurse regarding the care of high-risk pregnant women in the family health strategy. Methodology: The research has a qualitative, descriptive approach, the data are being analyzed through the discourse of the collective subject, the study was developed in a municipality in the interior of Paraíba, data collection through semi-structured interviews, with 16 nurses from the family health in the place of action. Results and discussion: The intention of the present study was to bring about improvements in the development of the care process, enhancing the execution of professional attributions and consequently in the care of high-risk pregnant women, while it can lead to reflective attitudes and adoption of measures in favor of the improvement of professional qualification. Nurses see themselves as protagonists of care, identify that teamwork contributes to comprehensive care, with shared care, although there are difficulties in communication regarding teamwork and counter-referral.

8
  • JESSYELLEN PEREIRA DE LIMA
  • SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL E A UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DE PESSOAS ACOMETIDAS POR COVID-19 NO ESTADO DA PARAÍBA

  • Orientador : ELEAZAR MARINHO DE FREITAS LUCENA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CATARINE SANTOS DA SILVA
  • ELEAZAR MARINHO DE FREITAS LUCENA
  • JAIRO DOMINGOS DE MORAIS
  • Data: 28/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Diante do alto potencial de gravidade e transmissibilidade da covid-19 no período pandêmico, a insegurança alimentar e nutricional demonstrou tendência a maior magnitude. Além disso, houve reorganização ou descontinuação de serviços de saúde de rotina como forma de minimizar as consequências desta condição para a população. Objetivo: Investigar a relação entre a segurança alimentar e nutricional frente à utilização dos serviços de saúde de pessoas acometidas por covid-19 no estado da Paraíba. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa observacional, de corte transversal, retrospectiva e de abordagem quantitativa, realizada por meio da aplicação de um questionário digital. A análise de dados ocorreu em etapas, inicialmente, foi realizada a análise fatorial exploratória para examinar a validade estrutural da versão curta da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). A análise de agrupamento foi utilizada para verificar semelhanças entre os indivíduos, em relação à Insegurança Alimentar (IA) e a diferença do Índice de Massa Corporal (IMC), antes e durante a pandemia. Em seguida, foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov para verificar a normalidade dos dados, além do teste de Kruskal-Wallis e o pós-teste de Mann-Whitiney com correção de Bonferroni para comparação dos grupos formados quanto ao escore EBIA, diferença de IMC e Idade. Ainda foi utilizado o teste de Wilcoxon para comparar o IMC antes e durante a pandemia na amostra. A análise descritiva dos grupos, a partir de medidas de centro e variação, caracterizou os aspectos sociodemográficos e de utilização dos serviços de saúde. Por fim, foi verificada a associação entre o consumo alimentar, antes e durante a pandemia, com a classificação da IA por meio do teste qui-quadrado. Resultados: A análise de agrupamento resultou em três grupos: maior IA (15,4%); menor IA (20,8%); e mínima ou nenhuma IA (63,8%). Foram identificadas diferenças significativas entre os grupos para as variáveis escore EBIA; diferença de IMC antes e durante a pandemia; e Idade. No cuidado em saúde para a covid-19, nos três grupos foi verificada maior utilização do sistema público e busca pela atenção primária, não havendo necessidade de internação hospitalar pela maioria da amostra. Os indivíduos do grupo com maior IA residiam em municípios com menor oferta de serviços de maior complexidade, assim como levaram maior tempo para receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 e obtiveram mais prescrição de tratamento precoce. Em relação ao consumo alimentar, os resultados apontaram para a associação entre a menor frequência na ingestão de alimentos como verduras, legumes e frutas com a classificação de maior IA. Considerações finais: Diante da utilização dos serviços de saúde durante a pandemia da covid-19, este estudo ressaltou a demanda do público com maior IA para ações prioritárias de equidade em saúde. O perfil do consumo alimentar reforça a necessidade de ações articuladas entre diversos setores da sociedade, como o da saúde e o setor social, com a finalidade de incentivar e viabilizar meios para que a população adquira uma alimentação saudável. Portanto, os achados encontrados neste estudo podem contribuir com a construção e fortalecimento de políticas públicas que visem a garantia do acesso à saúde, considerando aspectos relacionados à Segurança Alimentar e Nutricional (SAN).


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Given the high potential for severity and transmissibility of covid-19 in the pandemic period, food and nutritional insecurity tended to increase in magnitude. In addition, routine health services were reorganized or discontinued as a way to minimize the consequences of this condition for the population. Objective: To investigate the relationship between food and nutritional security against the use of health services by people affected by covid-19 in the state of Paraíba. Objective: To investigate the relationship between food and nutritional security against the use of health services by people affected by covid-19 in the state of Paraíba. Methodology: This is an observational, cross-sectional, retrospective research with a quantitative approach, carried out through the application of a digital questionnaire. Data analysis took place in stages. Initially, exploratory factor analysis was performed to examine the structural validity of the short version of the Brazilian Food Insecurity Scale (EBIA). Cluster analysis was used to verify similarities between individuals, in relation to Food Insecurity (FI) and the difference in Body Mass Index (BMI), before and during the pandemic. Then, the Kolmogorov-Smirnov test was used to verify the normality of the data, in addition to the Kruskal-Wallis test and the Mann-Whitiney post-test with Bonferroni correction to compare the groups formed regarding the EBIA score, difference in BMI and Age. The Wilcoxon test was also used to compare BMI before and during the pandemic in the sample. The descriptive analysis of the groups, based on measures of center and variation, characterized the sociodemographic aspects and the use of health services. Finally, the association between food consumption, before and during the pandemic, with the AI classification using the chi-square test was verified. Results: Cluster analysis resulted in three groups: higher AI (15.4%); lower AI (20.8%); and minimal or no AI (63.8%). Significant differences were identified between groups for the EBIA score variables; difference in BMI before and during the pandemic; and Age. In health care for covid-19, the three groups observed greater use of the public system and the search for primary care, with no need for hospitalization by the majority of the sample. Individuals in the group with the highest AI lived in municipalities with fewer services of greater complexity, as well as taking longer to receive the first dose of the vaccine against covid-19 and obtaining more prescriptions for early treatment. Regarding food consumption, the results pointed to an association between the lower frequency of eating foods such as greens, vegetables and fruits with the highest AI classification. Final considerations: Faced with the use of health services during the covid-19 pandemic, this study highlighted the demand of the public with higher AI for priority actions of equity in health. The profile of food consumption reinforces the need for articulated actions between different sectors of society, such as health and the social sector, with the aim of encouraging and enabling means for the population to acquire a healthy diet. Therefore, the findings found in this study can contribute to the construction and strengthening of public policies aimed at guaranteeing access to health, considering aspects related to Food and Nutritional Security (SAN).

9
  • DÉBORAH ÁKILA ALVES BARBOSA
  • “MANTER O PACIENTE SEMPRE ESTABILIZADO”: REFLEXÕES SOBRE O CUIDADO EM SAÚDE MENTAL EM UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • ANA IZABEL OLIVEIRA LIMA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • ANA KARENINA DE MELO ARRAES AMORIM
  • Data: 12/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • Em vista das consequências do tratamento oferecido nos manicômios, que rotulava os loucos e os submetia às violências da instituição, ao sofrimento e à alienação, a Reforma Psiquiátrica e o processo de desinstitucionalização se desenvolvem levando em consideração a transformação dessa forma de tratamento, compreendendo o cuidado no território em diálogo com as redes. No entanto, a produção do cuidado em saúde mental é atravessada pelos desafios em concretizar políticas e iniciativas voltadas à reinserção social dos usuários, envolvendo seus projetos de vida, as ações ainda são fragmentadas ou não se concretizam. Sendo assim, este estudo tem o objetivo de analisar como acontece o processo de produção do cuidado em saúde mental e a sua relação com o território em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) II localizado no interior do Rio Grande do Norte (RN), a partir das perspectivas dos trabalhadores do serviço. Trata-se de uma pesquisa-intervenção de cunho qualitativo que utiliza a Análise Institucional. Foi desenvolvido por meio das seguintes etapas: a realização de roda de conversa com os profissionais; observação-participante em dias de atividades coletivas; e o uso do diário de pesquisa para facilitar o registro e as reflexões decorrentes do contato com o campo. Foram cumpridos os aspectos éticos em consonância com a Resolução nº 510/2016 - Conselho Nacional de Saúde, após o projeto ter sido devidamente submetido e aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí (FACISA/UFRN), sob parecer CAAE: 62774222.2.0000.5568. Os dados construídos a partir da presença da pesquisadora no campo, na situação de investigação, foram organizados em 4 (quatro) eixos temáticos: A encomenda, as demandas e o processo de pesquisa; “A função é de suma importância”: funcionamento do CAPS II; “É uma realidade de todo interior ter um personagem que é taxado como doido”: experiências e perspectivas sobre a loucura; “Manter o paciente sempre estabilizado”: processos de cuidado e relação do CAPS com o território. Conclui-se que o referido CAPS II apresenta sua produção de cuidado atravessada pela lógica manicomial e asilar de fechamento do serviço em si mesmo e apoia-se na patologização dos usuários. Assim, falta abertura para a produção do cuidado no território, bem como há falhas na articulação com as redes dos usuários e, portanto, no processo de reinserção social, de modo que o cuidado se limita aos muros do serviço.


  • Mostrar Abstract
  • In view of the consequences of the treatment offered in asylums, which labeled the insane and subjected them to the institution's violence, suffering and alienation, the Psychiatric Reform and the process of deinstitutionalization are developed taking into account the transformation of this form of treatment, comprising the care in the territory in dialogue with the networks. However, the production of mental health care is crossed by challenges in implementing policies and initiatives aimed at the social reintegration of users, involving their life projects, actions are still fragmented or do not materialize. Therefore, this study aims to analyze how the mental health care production process takes place and its relationship with the territory in a Psychosocial Care Center (CAPS) II located in the interior of Rio Grande do Norte (RN), from the perspectives of service workers. This is a qualitative intervention-research that uses Institutional Analysis. It was developed through the following steps: conducting a conversation with professionals; participant-observation on days of collective activities; and the use of a research diary to facilitate recording and reflections resulting from contact with the field. Ethical aspects were complied with in accordance with Resolution nº 510/2016 - National Health Council, after the project was duly submitted and approved by the Ethics and Research Committee (CEP) of the Faculty of Health Sciences of Trairí (FACISA/UFRN ), under CAAE opinion: 62774222.2.0000.5568. The data constructed from the researcher's presence in the field, in the investigation situation, were organized into 4 (four) thematic axes: The order, the demands and the research process; “Function is of paramount importance”: functioning of CAPS II; “It is a reality of every interior to have a character that is labeled as crazy”: experiences and perspectives on madness; “Keep the patient stabilized at all times”: care processes and the relationship between the CAPS and the territory. It is concluded that the aforementioned CAPS II presents its care production crossed by the asylum and asylum logic of closing the service in itself and is based on the pathologization of users. Thus, there is a lack of openness for the production of care in the territory, as well as failures in articulation with the users' networks and, therefore, in the process of social reintegration, so that care is limited to the walls of the service.

10
  • LAEDJA DRIELY SILVA DE MOURA
  • DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO: DELINEANDO O ACESSO DE
    MULHERES NO INTERIOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • CATARINE SANTOS DA SILVA
  • JULIANA SOUZA OLIVEIRA
  • Data: 19/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • A alimentação é um direito básico fundamental à vida reconhecido pelo Pacto
    Internacional de direitos humanos, econômicos, sociais e culturais de vários países,
    inclusive no Brasil, como previsto na Constituição Federal de 1988. No entanto, não é
    recente que tal direito vem sendo violado, atingindo principalmente populações mais
    vulneráveis, pela falta de condições adequadas a uma alimentação digna a sua
    sobrevivência. O objetivo desta pesquisa é conhecer o acesso ao direito à alimentação
    adequada de um grupo de mulheres usuárias do Centros de Referência da Assistência
    Social (CRAS) no município de Santa Cruz-RN. Trata-se de um estudo de cunho
    quantitativo e qualitativo do tipo pesquisa-intervenção tendo como perspectiva teórico
    metodológica a Análise Institucional. Os encontros aconteceram entre os meses de
    outubro e dezembro de 2022, com participação máxima de 17 mulheres com idade entre
    21 a 59 anos. Os dados foram construídos mediante aplicação de questionário
    socioeconômico, Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA), além de rodas de
    conversas e diário de pesquisa. Foram realizadas três rodas de conversa sobre a
    experiência das mulheres em relação ao direito à alimentação e o diário de pesquisa
    serviu de aporte durante toda coleta de material. Nos encontros, as mulheres não
    conheciam a priori a alimentação como um direito social, assim como não sabiam que o
    Estado era o responsável pela garantia desse direito à população. A participação de
    algumas redes de apoio não garantiam o acesso à alimentação tendo em vista que a
    maioria se encontravam em algum grau de insegurança alimentar e não reconheciam
    este fato. Faz-se necessário o desenvolvimento e aperfeiçoamento programas e projetos
    de modo a fortalecer as redes de apoio na garantia do direito à alimentação assim como
    o desenvolvimento de atividades no CRAS que levam informação sobre educação e
    cidadania, de modo a informar e assistir melhor esses sujeitos sobre seus direitos e
    garantias na sociedade.


  • Mostrar Abstract
  • Food is a basic fundamental right to life recognized by the International Covenant on
    human, economic, social and cultural rights in several countries, including Brazil, as
    provided for in the Federal Constitution of 1988. However, it is not recent that this right
    has been violated , mainly affecting more vulnerable populations, due to the lack of
    adequate conditions for decent food for their survival.The objective of this research is to
    know the access to the right to adequate food of a group of women users of the Social
    Assistance Reference Centers (CRAS) in the municipality of Santa Cruz-RN. This is a
    quantitative and qualitative study of the intervention-research type, having Institutional
    Analysis as a methodological theoretical perspective. The meetings took place between
    October and December 2022, with a maximum participation of 17 women aged between
    21 and 59 years. The data were constructed through the application of a socioeconomic
    questionnaire, the Brazilian Food Insecurity Scale (EBIA), in addition to conversation
    circles and a research diary. Three conversation circles were held about the experience
    of women in relation to the right to food and the research diary served as a contribution
    throughout the collection of material.In the meetings, the women did not know a priori
    that food was a social right, just as they did not know that the State was responsible for
    guaranteeing this right to the population. The participation of some support networks
    did not guarantee access to food, given that most were in some degree of food insecurity
    and did not recognize this fact. It is necessary to develop and improve programs and
    projects in order to strengthen the support networks in guaranteeing the right to food, as
    well as the development of activities at CRAS that take information about education and
    citizenship, in order to better inform and assist these subjects. about their rights and
    guarantees in society.

11
  • JOSÉ DIÊGO BEZERRA ARRAES
  • HUMANIZAÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NO CONTEXTO DA PANDEMIA DE COVID-19

  • Orientador : LUCIANE PAULA BATISTA ARAUJO DE OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • GIGLIOLA MARCOS BERNARDO DE LIMA
  • JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • ROSANGELA DINIZ CAVALCANTE
  • Data: 24/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A pandemia de COVID-19 tem evidenciado as potencialidades, mas também as fragilidades já existentes nos diversos níveis de atenção do SUS. Na Atenção Primária à Saúde (APS), um dos desafios é o cumprimento dos seus atributos essenciais, contudo, surge também a preocupação acerca da efetivação dos diretrizes da Política Nacional de Humanização (PNH), quais sejam: acolhimento, ambiência, gestão participativa, defesa dos direitos dos usuários, valorização do trabalhador e clínica ampliada. Objetivo: Analisar o cumprimento das diretrizes da PNH na APS durante a pandemia de COVID-19, na perspectiva do usuário. Métodos: Estudo de abordagem qualitativa, do tipo exploratório e descritivo, realizado com usuários atendidos pela Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de Brejo Santo/CE. A pesquisa atende aos critérios da resolução n° 466/12 do Conselho Nacional de Saúde e foi apreciada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA)/Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), tendo obtido parecer favorável de nº 5.538.037/2022. A técnica de coleta foi entrevista do tipo semiestruturada, guiada por roteiro elaborado pela equipe de pesquisa. Foram incluídos no estudo usuários com idade igual ou superior a 18 anos, cadastrados na ESF do referido município há pelo menos dois anos. Foram excluídos aqueles usuários que estivessem com sinais ou sintomas gripais no momento da entrevista, seguindo as recomendações sanitárias adotadas na pandemia. A amostragem se deu por conveniência, considerando o período estabelecido para a coleta de dados (entre os meses de setembro a dezembro de 2022), de modo que foi alcançado um total de 23 participantes. Resultados: Os dados foram processados no software Iramuteq e submetidos à análise de conteúdo temática. A Classificação Hierárquica Descendente revelou sete classes que deram origem às categorias temáticas, quais sejam: "Acolhimento, acesso e valorização dos trabalhadores"; "A Resolutividade da ESF no contexto da pandemia" e "A participação popular e o respeito aos direitos dos usuários da ESF". Conclusão: Durante a pandemia da covid-19, o acesso ao cuidado foi mantido, mediante adaptações necessárias pelo contexto sanitário vivido no momento da coleta. Embora muitos usuários desconhecessem a cartilha de direitos dos usuários do SUS e isso possa dificultar uma maior participação popular, foi demonstrado, de modo geral, que havia um respeito ao cumprimento das diretrizes da PNH nesses serviços. Foi interpretado que o acolhimento e a ambiência são diretrizes aparecem nas falas através de outros termos, contudo, diretrizes como cogestão e clínica ampliada não foram identificados. Tal fato leva a crer que, apesar dos muitos avanços nos últimos anos, a plena efetivação da humanização na ESF ainda é um desafio para muitas equipes, um caminho que pode ser percorrido por meio do fortalecimento das variadas tecnologias do cuidado, que envolvam comunicação, empatia, fortalecimento do vínculo, a valorização dos saberes e uso adequado dos recursos disponíveis para esses serviços.


  • Mostrar Abstract

  • Introduction: The COVID-19 pandemic has highlighted the strengths, but also the weaknesses that already exist in the different levels of care of the SUS. In Primary Health Care (PHC), one of the challenges is the fulfillment of its essential attributes, however, there is also concern about the implementation of the guidelines of the National Humanization Policy (PNH), namely: welcoming, ambience, participatory management, defense of users' rights, appreciation of the worker and expanded clinic. Objective: To analyze compliance with PNH guidelines in PHC during the COVID-19 pandemic, from the user's perspective. Methods: A qualitative, exploratory and descriptive study was carried out with users assisted by the Family Health Strategy (ESF) in the municipality of Brejo Santo/CE. The research meets the criteria of resolution n° 466/12 of the National Health Council and was appreciated by the Research Ethics Committee (CEP) of the Faculty of Health Sciences of Trairi (FACISA)/Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN ), having obtained a favorable opinion from nº 5.538.037/2022. The collection technique was a semi-structured interview, guided by a script prepared by the research team. The study included users of PHC services aged 18 years or over, registered in the ESF of the referred municipality for at least two years. Sampling was carried out for convenience, considering the period established for data collection (between September and December 2022), so that a total of 23 participants was reached. The recorded audio material was transcribed by the researcher and is currently being processed to be submitted to thematic content analysis, with the support of the Iramuteq software.


12
  • RÁVILA SUÊNIA BEZERRA DA SILVA
  • TRADUÇÃO DO CONHECIMENTO NA PERSPECTIVA DOS GESTORES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

  • Orientador : ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • LEONILDO SANTOS DO NASCIMENTO JUNIOR
  • Data: 27/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • A Tradução do Conhecimento (TC) refere-se ao processo de aplicação os resultados obtidos em pesquisas no mundo real, resulta de um processo participativo e dinâmico, que possibilita o fortalecimento dos sistemas de saúde, auxilia nas tomadas de decisões e favorece melhorias na qualidade da saúde da população. Objetivou analisar a TC na perspectiva dos profissionais, gestores e usuários voltada aos cuidados a indivíduos com doenças crônicas não transmissíveis (DNCT) na Atenção Primária à Saúde (APS). Trata-se de um estudo observacional, descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, realizado na V Unidade Regional da Saúde Pública (URSAP), localizada na Região de Saúde Trairi e Potengi –RN. É um recorte do projeto de pesquisa intitulado como “Cuidar: qualificando o cuidado integral em doenças crônicas não transmissíveis no Agreste Potiguar”, desenvolvido por pesquisadores da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi – FACISA / UFRN, realizado entre fevereiro e dezembro de 2022. A amostra foi composta por 130 participantes, 58 eram profissionais, 17 gestores e 55 usuários da APS. Foram respeitados todos os preceitos éticos.  A coleta de dados foi realizada por meio de questionários semiestruturados elaborados pelos pesquisadores direcionados aos profissionais, gestores e usuários da APS. Foi realizada análise descritiva dos dados, medidas de tendência central e frequências relativas e absolutas, o tratamento estatístico foi realizado utilizando o software SPSS versão 22.0. Os resultados foram apresentados em 3 artigos, o primeiro buscou investigar a TC no cuidado das DCNT na perspectiva de gestores e profissionais da APS, contou com 58 profissionais e 17 gestores de saúde, a maioria dos participantes eram do sexo feminino (74,2%), 50% profissionais afirmaram não ter conhecimento acerca da TC, 41,2% dos gestores relataram já ter ouvido falar em TC, entretanto não sabiam explicar ou defini-la. Verificou-se que a maior parte (96,6%) não receberam apoio da gestão em participar de capacitação em TC com enfoque nas DNCT. O segundo artigo pretendeu investigar de que forma ocorre a TC direcionada ao cuidado das DCNT a partir da visão de usuários e profissionais da APS. Participaram 58 profissionais e 55 usuários da APS, a maioria sexo feminino, observou –se que os usuários buscavam informações indo presencialmente até a UBS e através do agente comunitário de saúde, não possuíam dificuldades em compreender a orientações repassadas pelos profissionais, que adotavam uma linguagem de fácil compreensão. Segundo os profissionais a TC acorreu a partir do repasse das informações durante as consultas individuais. O artigo 3 visou relatar a experiência de tradução e disseminação do conhecimento por meio de uso de ferramentas digitais de comunicação no cuidado às doenças crônicas não transmissíveis na APS. Para realização da TC foram consultadas bases de dados oficiais  a respeito das DCNT. Para a disseminação do conhecimento foram produzidos infográficos, cards informativos, vídeos, podcast e resumos leigos direcionados ao público-alvo e divulgados em plataformas digitais e nas rádios da região do Trairi e Potengi. A utilização de ferramentas de comunicação digital possibilitou um maior alcance do público-alvo o que pode auxiliar na promoção da saúde e na facilidade de acesso a informações sobre as DCNT.


  • Mostrar Abstract
  •  

    Knowledge Translation (KT) refers to the process of applying research findings in real-world settings. It is a participatory and dynamic process that strengthens healthcare systems, aids decision-making, and improves the population's health outcomes. This study aimed to analyze KT from the perspective of professionals, managers, and users in the context of care for individuals with non-communicable chronic diseases (NCDs) in Primary Health Care (PHC). It was an observational, descriptive, cross-sectional study with a quantitative approach conducted in the V Regional Unit of Public Health (URSAP), located in the Trairi and Potengi Health Region, Rio Grande do Norte, Brazil. This study is a subset of the research project titled "Caring: Enhancing Comprehensive Care for Non-Communicable Chronic Diseases in the Agreste Potiguar," developed by researchers from the Faculty of Health Sciences of Trairi - FACISA / UFRN, conducted between February and December 2022. The sample consisted of 130 participants, including 58 professionals, 17 managers, and 55 users of Primary Health Care (PHC). All ethical precepts were respected. Data collection was conducted using semi-structured questionnaires developed by the researchers and directed toward professionals, managers, and users of PHC. A descriptive analysis of the data was performed, including measures of central tendency and relative and absolute frequencies. Statistical treatment was carried out using SPSS software version 22.0. The results were presented in three articles. The first article aimed to investigate KT in the care of non-communicable chronic diseases (NCDs) from the perspective of managers and professionals in PHC. The sample included 58 professionals and 17 health managers, with the majority of participants being female (74.2%). Fifty percent of professionals reported not having knowledge about KT, while 41.2% of managers reported having heard about KT but were unable to explain or define it. It was found that the majority (96.6%) did not receive management support to participate in KT training with a focus on NCDs. The second article aimed to investigate how KT occurs in the context of care for non-communicable chronic diseases (NCDs) from the perspective of users and professionals in Primary Health Care (PHC). The sample consisted of 58 professionals and 55 PHC users, with the majority being female. It was observed that users sought information by visiting the healthcare unit in person and through community health workers. They did not encounter difficulties in understanding the guidance provided by professionals, who adopted a language that was easily understandable. According to professionals, KT occurred through the transmission of information during individual consultations. The third article aimed to report the experience of knowledge translation and dissemination through the use of digital communication tools in the care of non-communicable chronic diseases in PHC. Official databases were consulted for KT purposes regarding NCDs. To disseminate knowledge, infographics, informative cards, videos, podcasts, and lay summaries were produced and targeted to the intended audience. These materials were then shared on digital platforms and local radio stations in the Trairi and Potengi regions. Digital communication tools allowed for a broader reach of the target audience, which can facilitate health promotion and improve access to information about NCDs.

13
  • JANAI DE ALBUQUERQUE RAMOS
  • SAÚDE MENTAL DAS MULHERES PROFISSIONAIS DA SAÚDE ATUANTES NA LINHA DE FRENTE NA PANDEMIA COVID-19

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • CARLA APARECIDA SPAGNOL
  • MAURICIO WIERING PINTO TELLES
  • Data: 24/08/2023

  • Mostrar Resumo
  •  

    No contexto da pandemia, observamos a necessidade de discutir a atuação das mulheres profissionais de saúde, uma vez que é uma categoria que merece destaque, tanto pela sua forma de atuação, quanto pelas responsabilidades que carregam sobre si. Esta pesquisa buscou analisar as implicações da pandemia covid-19 na saúde mental das mulheres profissionais de saúde, que atuaram na linha de frente de serviço hospitalar. Consiste em um estudo de abordagem qualitativa, que se apoia no referencial teórico da Análise Institucional. O estudo foi realizado com 08 mulheres profissionais da saúde, que atuaram no pronto socorro de um hospital público da esfera municipal de uma região do nordeste, o qual é componente da Rede de Urgência e Emergência do município e referência no atendimento a pessoas acometidas pela Covid-19. A execução da pesquisa foi autorizada pelo Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da FACISA/UFRN, tendo obtido parecer favorável CAAE nº 62776322.10000.5568,  respeitando os preceitos éticos da Resolução nº 510/16 (CNS, 2016).  A construção dos dados se deu através de entrevistas semiestruturadas que foram realizadas no período de dezembro de 2022 a janeiro de 2023 e das observações registradas no diário de pesquisa.  No que se refere a análise dos dados produzidos, foi desenvolvida com base em alguns conceitos seminais da Análise Institucionais. Resultados: Destaca-se entre os dados construídos que as participantes são mulheres jovens, com idades entre 24 a 49 anos, sendo a maioria pardas, solteiras e majoritariamente o vínculo empregatício no hospital onde foi realizado a pesquisa se dá através de contrato temporário. Os resultados reforçam que o trabalho feminino é cercado de atravessamentos e relações de poder. Observou-se também que fatores como precarização e sobrecarga de trabalho foram agravados durante a pandemia e que a atuação na linha de frente em um pronto socorro envolve cargas de trabalho, as quais levam ao adoecimento mental. Conclusão: O estudo aponta fatores que influenciam na saúde mental das mulheres profissionais de saúde e contribui para a Saúde Coletiva pois descreve uma realidade vivenciada que não pode ser negligenciada. Buscou-se entender as particularidades das mulheres, além de promover uma reflexão com vistas ao fortalecimento das políticas públicas de saúde, para que assim seja possível responder às demandas.


  • Mostrar Abstract
  •  

    In the context of the pandemic, we observe the need to discuss the performance of women health professionals, since it is a category that deserves to be highlighted, both for their way of acting and for the responsibilities they carry. This research sought to analyze the implications of the covid-19 pandemic on the mental health of women health professionals, who worked on the front line of hospital services. It consists of a study with a qualitative approach, which is based on the theoretical framework of Institutional Analysis. The study was carried out with 08 female health professionals, who worked in the emergency room of a public hospital in the municipal sphere of a northeast region, which is a component of the municipality's Urgency and Emergency Network and a reference in the care of people affected by Covid -19. The execution of the research was authorized by the Research Ethics Committee (CEP) of FACISA/UFRN, having obtained a favorable opinion CAAE nº 62776322.10000.5568, respecting the ethical precepts of Resolution nº 510/16 (CNS, 2016). Data construction took place through semi-structured interviews that were carried out from December 2022 to January 2023 and observations recorded in the research diary. With regard to the analysis of the data produced, it was developed based on some seminal concepts of Institutional Analysis. Results: It stands out among the constructed data that the participants are young women, aged between 24 and 49 years old, most of whom are brown, single and mostly employed at the hospital where the research was carried out through a temporary contract. The results reinforce that female work is surrounded by crossings and power relations, it was also observed that factors such as precariousness and work overload were aggravated during the pandemic and that frontline work in an emergency room involves workloads, which lead to mental illness. Conclusion: The study points out factors that influence the mental health of women health professionals and contributes to Collective Health, as it describes an experienced reality that cannot be neglected. to the strengthening of public health policies, so that it is possible to respond to demands.

     

14
  • ANA PEDRINA FREITAS MASCARENHAS
  • PREVALÊNCIA DE CONDIÇÕES DE SAÚDE E ASSOCIAÇÃO COM FUNCIONALIDADE NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ, RIO GRANDE DO NORTE: ESTUDO MDS-BRASIL

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • TÂNIA ALTENIZA LEANDRO
  • Data: 28/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde considera a funcionalidade como influenciada pela complexa interação entre as doenças existentes com os fatores ambientais e sociais pautados no modelo biopsicossocial de cuidados.  Assim, o Model Disability Survey (MDS) é uma ferramenta criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com intuito de avaliar o perfil de funcionalidade e incapacidade de uma população. Foi traduzido, adaptado e validado no Brasil em 2021, indicado também para o uso epidemiológico, destacando-se por ter uma proposta de análise mais detalhada. Objetivo: Descrever a prevalência de condições de saúde e sua associação com características sociodemográficas e funcionalidade na população adulta e idosa de Santa Cruz, Rio Grande do Norte. Métodos: Trata-se de estudo observacional e transversal com dados coletados através de inquérito populacional. A pesquisa foi realizada no município de Santa Cruz entre os dias 12 de outubro e 01 de novembro de 2022 em domicílios diferentes com duração média de 48 minutos, com uso de tablets. O banco de dados foi atualizado automaticamente no sistema de pesquisa. Foram incluídas pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos, residentes no município e, excluídos os participantes inaptos para compreender e/ou responder. Resultados: Dentre as 504 pessoas que participaram do estudo, 98,6% declararam ser brasileiros, 76,4% do sexo feminino, 44,6% se autodeclararam pardas, 38,3% casados e 17,6% tinham entre 4-8 anos de estudo. Dentre os três aspectos do módulo Funcionalidade, a maior prevalência para incapacidade grave foi Atividade e Participação, compreendendo 28,2% da população. A dor foi referenciada por 38,3% das pessoas com incapacidade severa. A condição de saúde mais prevalente, com diagnóstico, em uso de medicação e outros tratamentos, foi Hipertensão Arterial Sistêmica com 35,3% de prevalência. Se associada às condições sociodemográficas, as mulheres com diagnóstico de artrite/artrose foi o achado mais prevalente, representando 98,4% das pessoas diagnosticadas. A condição se mostrou mais prevalente entre os casados (37,5%) e autodeclarados brancos (42,2%). Discussão: A condição de saúde Hipertensão Arterial Sistêmica foi o achado mais frequente nas mulheres, e entre a população autodeclarada branca, parda e preta comprometendo de forma severa a funcionalidade na participação na sociedade, cognição e mobilidade. Além disto, entre os grupos avaliados sobre a presença, diagnóstico, medicação e tratamento, a HAS ganha destaque, associando-se frequente condição de uso inadequado de medicamentos e comprometimento para realização de atividades da vida diária pode levar ao decréscimo da funcionalidade. No domínio de Atividade e Participação, os acometidos por incapacidade grave apresenta problemas para uso das mãos, autocuidado, relações interpessoais, realização de tarefas domésticas, participação na comunidade, cuidado com os outros e trabalho e estudo. Conclusões: A construção destes dados, que associaram condições de saúde com funcionalidade, pode subsidiar o aperfeiçoamento de políticas públicas a partir do reconhecimento dos problemas mais comuns balizado por um instrumento de coleta biopsicossocial aceito mundialmente, podendo assim, servir de parâmetro para estudos nacionais e internacionais.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The International Classification of Functioning, Disability and Health considers functionality to be influenced by the complex interaction between existing diseases and environmental and social factors based on the biopsychosocial model of care. Thus, the Model Disability Survey (MDS) is a tool created by the World Health Organization (WHO) in order to assess the functionality and disability profile of a population. It was translated, adapted and validated in Brazil in 2021, also indicated for epidemiological use, standing out for having a more detailed analysis proposal. Objective: To describe the prevalence of health conditions and their association with sociodemographic characteristics and functionality in the adult and elderly population of Santa Cruz, Rio Grande do Norte. Methods: This is an observational and cross-sectional study with data collected through a population survey. The survey was carried out in the municipality of Santa Cruz between October 12th and November 1st, 2022 with a total of 504 respondents adults over 18 years old in different households with an average duration of 48 minutes using tablets. automatically in the search system, thus reducing the possibility of problems. Adults and elderly people aged 18 years or over, of both genders, residing in the municipality and excluded, participants who chose not to complete the interview and those unable to understand and/or respond were included. Results: Statistical analysis was performed using SPSS Statistics 22.0. The results were presented in 2 different ways: inferential analysis and descriptive analysis of the modules 1000-Sociodemographic data, 4000-Functionality and 5000-Health Conditions of MDS Brazil. The Chi-square Test was used to analyze the association between the variables gender, color/race and marital status with the items in the Health Conditions module of the MDS-Brasil. The level of statistical significance adopted was 5%. Among the 504 people who participated in the study, it was found that 98.6% declared themselves to be Brazilian, 76.4% female, 44.6% self-declared brown, 38.3% married and 17.6% were between 4 -8 years of study. Among the three aspects of the Functionality module, the highest prevalence for severe disability was Activities and Participation, comprising 28.2% of the population. Pain was reported by 36.6% of people with moderate or severe disability. The most prevalent health condition in use of medication and other treatments was systemic arterial hypertension with 35,3% prevalence. If associated with sociodemographic conditions, women diagnosed with arthritis/arthrosis were the most prevalent finding, representing 98.4% of those diagnosed. The condition was more prevalent among married people (37.5%) and self-declared white (42.2%). Moderate disability, in terms of Body Functions, was predominant for the diagnosis of arthritis/arthrosis with a prevalence of 50.8%, as well as for the Mobility aspect, this condition represented 43.8% among those with severe disability . In the classification for the Activity and Participation aspect, back pain was the most incapacitating, as it severely disables 53.2% of respondentes.

15
  • IZABEL CRISTINA DOS SANTOS SOARES
  • AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS RELATIVOS À ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS COM CONDIÇÕES E DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS, NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

  • Orientador : ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • LUCIANE PAULA BATISTA ARAUJO DE OLIVEIRA
  • ERIKA CARDOSO DOS REIS
  • Data: 28/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • As Condições e Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), a saber, Diabetes Mellitus (DM), Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Obesidade impactam significativamente no sistema de saúde, uma vez que representam, em conjunto, uma das principais causas de morbimortalidade no Brasil. Como ordenadora do cuidado e principal porta de entrada para o sistema público de saúde brasileiro, a Atenção Primária à Saúde (APS) deve estar bem estruturada para fornecer uma assistência integral, igualitária e longitudinal tendo em vista a multifatorialidade e complexidade que envolvem o manejo dessas condições. Nessa perspectiva, diversas orientações vêm sendo propostas pelo Ministério da Saúde, incluindo o delineamento de Linhas de Cuidado específicas para as principais DCNT. Assim, o principal objetivo do presente estudo foi investigar como está se dando o cuidado da DM, HAS e Obesidade, na APS, a partir de indicadores baseados nos parâmetros assistenciais preconizados pelo Ministério da Saúde. Para tanto, foram coletados dados secundários do Sistema de Informação para a Atenção Básica no período de 2021 e 2022. Sendo assim, os resultados dos indicadores sobre o cuidado à pessoa com DM foram tratados em mapas temáticos por estados brasileiros e macrorregiões. Já relativo ao cuidado da pessoa com HAS foram calculados a prevalência e chance de adequação dos indicadores e sua associação com o tipo de município brasileiro. Pertinente à obesidade, seguiu-se com a estimativa da razão de chance para que o desfecho da consulta fosse o encaminhamento para grupo, uma abordagem coletiva que faz parte do cuidado. Os resultados obtidos indicam fragilidades no cuidado das DCNT em estudo, com diferenças quanto à adequação do cuidado na APS a nível regional, estadual e municipal. Ressalta-se que indicadores de cuidado criados no presente estudo, a partir de parâmetros como as Linhas de Cuidado dessas condições, têm grande potencial para auxiliar na análise situacional de estados e municípios, podendo contribuir para o delineamento de intervenções ajustadas à realidade local.


  • Mostrar Abstract
  • Noncommunicable Chronic Diseases and Conditions (NCDs), namely Diabetes Mellitus (DM), Systemic Arterial Hypertension (SAH) and Obesity significantly impact the health system, since they represent, together, one of the main causes of morbidity and mortality in the Brazil. As a provider of care and the main gateway to the Brazilian public health system, Primary Health Care (PHC) must be well structured to provide comprehensive, egalitarian and longitudinal assistance, bearing in mind the multifactoriality and complexity involved in managing these conditions. conditions. From this perspective, several guidelines have been proposed by the Ministry of Health, including the design of specific Care Lines for the main CNCDs. Thus, the main objective of the present study was to investigate how DM, SAH and Obesity care is taking place in PHC, based on indicators based on the care parameters recommended by the Ministry of Health. Information for Primary Care in the period 2021 and 2022. Therefore, the results of indicators on care for people with DM were treated in thematic maps by Brazilian states and macro-regions. Concerning the care of people with SAH, the prevalence and chance of adequacy of the indicators and their association with the type of Brazilian municipality were calculated. Regarding obesity, the odds ratio was estimated for the outcome of the consultation to be referral to the group, a collective approach that is part of care. The results obtained indicate weaknesses in the care of the NCDs under study, with differences regarding the adequacy of care in PHC at regional, state and municipal levels. It is noteworthy that care indicators created in the present study, based on parameters such as the Lines of Care for these conditions, have great potential to help in the situational analysis of states and municipalities, and may contribute to the design of interventions adjusted to the local reality.

16
  • MATHEUS OLIVEIRA LACERDA
  • Equidade em Saúde da População LGBT+: estratégia de luta e cenários de disputa no Rio Grande do Norte

  • Orientador : MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MAURICIO WIERING PINTO TELLES
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • FRANCISCO CLEITON VIEIRA SILVA DO RÊGO
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • Data: 29/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • O direito à saúde da população LGBTI+ entrou em pauta na agenda política brasileira a partir da construção de tensionamentos pautados pelos ativistas sociais, sobretudo, nas décadas de 1980 e 1990 durante a epidemia de HIV/AIDS. Um dos avanços desta agenda foi a promulgação da Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, em 2011, considerada um marco importante na luta pelo reconhecimento e pelo direito à saúde. A histografia do ativismo social revela as elaborações e contribuições na construção de políticas públicas e em outros processos políticos pelos movimentos sociais. Ainda assim, há os materiais sobre a história o ativismo LGBTI+ no Nordeste brasileiro ainda é escasso. A compreensão sobre a articulação da pauta do direito à saúde ao longo da história desse movimento, embora empreendida por alguns autores, sugere um maior aprofundamento. As discriminações e violências as quais as pessoas LGBTI+ são expostas cotidianamente, inclusive nos serviços de saúde, revelam a necessidade de mudanças nas práticas de assistência e cuidado em saúde. Diante destas questões, compreendemos que o papel dos movimentos sociais é fundamental na luta por reconhecimento e justiça social em direitos humanos desta população. Partindo dessa assertiva, pretendemos analisar como a pauta do direito à saúde foi articulada pelo movimento LGBTI+ do Rio Grande do Norte, ao longo de sua história. Para atingirmos nosso objetivo, faremos uso da técnica de entrevista semiestruturada, nos moldes da história oral, com ativistas LGBTI+ no RN. Além disso, será realizada pesquisa documental de planos de ações, registros de debates, atas de reuniões e outros arquivos de registros históricos relacionados ao movimento LGBTI+ do RN. Para a análise dos dados será utilizada a perspectiva teórico-metodológica da Análise Hermenêutica-Dialética. As análises iniciais do estudo permitem observar certos limites dos espaços de controle social institucionalizados. Além disso, sugere que dois momentos principais que se sobrepõem na articulação da pauta do direito à saúde pelo movimento LGBTI+: o momento da epidemia do HIV/AIDS e o momento de ascenso das pautas da população trans e travesti.

     


  • Mostrar Abstract
  • The right to health of the LGBTI+ population entered the Brazilian political agenda from the construction of tensions guided by social activists, especially in the 1980s and 1990s during the HIV/AIDS epidemic. One of the advances in this agenda was the enactment of the National Policy on Comprehensive Health for Lesbians, Gays, Bisexuals, Transvestites and Transsexuals, in 2011, considered an important milestone in the struggle for recognition and for the right to health. The histography of social activism reveals the elaborations and contributions in the construction of public policies and in other political processes by social movements. Still, there are materials on the history of LGBTI+ activism in the Brazilian Northeast is still scarce. Understanding the articulation of the right to health agenda throughout the history of this movement, although undertaken by some authors, suggests further deepening. The discrimination and violence to which LGBTI+ people are exposed on a daily basis, including in health services, reveal the need for changes in health care and assistance practices. Faced with these issues, we understand that the role of social movements is fundamental in the struggle for recognition and social justice in human rights for this population. Based on this assertion, we intend to analyze how the right to health agenda was articulated by the LGBTI+ movement in Rio Grande do Norte, throughout its history. To achieve our goal, we will use the semi-structured interview technique, along the lines of oral history, with LGBTI+ activists in RN. In addition, documentary research will be carried out on action plans, debate records, minutes of meetings and other historical records related to the LGBTI+ movement in RN. For data analysis, the theoretical-methodological perspective of Hermeneutic-Dialectic Analysis will be used. The initial analyzes of the study allow us to observe certain limits of institutionalized spaces of social control. In addition, it suggests that two main moments that overlap in the articulation of the agenda of the right to health by the LGBTI+ movement: the moment of the HIV/AIDS epidemic and the moment of rise of the agendas of the trans and transvestite population.

17
  • NAYRE BEATRIZ MARTINIANO DE MEDEIROS
  • FATORES ASSOCIADOS À COBERTURA VACINAL NO PRIMEIRO ANO DE VIDA EM CRIANÇAS NASCIDAS EM 2017-2018 NO MUNICÍPIO DE NATAL/RN

     

     

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIANA PAULA DE SOUZA REGO PINTO CARVALHO
  • HELLYDA DE SOUZA BEZERRA
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • Data: 29/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A cobertura vacinal de crianças em seu primeiro ano de vida é essencial para conhecer a efetividade e o cumprimento atual do Programa Nacional de Imunização enquanto estratégia de promoção e proteção à saúde. No Brasil, nos últimos anos as coberturas vacinais entre menores de 1 ano de idade tem sido inferiores ao preconizado. A identificação de grupos populacionais suscetíveis é primordial para monitorização dos programas de vacinação, pois permite avaliar e corrigir as desigualdades existentes. Objetivo: Analisar os fatores associados à cobertura vacinal de crianças durante o primeiro ano de vida no município de Natal, Rio Grande do Norte. Métodos: foi realizado o Inquérito de Cobertura Vacinal que analisou 693 nascidos vivos em 2017 e 2018 residentes na área urbana de Natal/RN. Foram analisadas informações presentes nas cadernetas de vacinação e foram coletadas informações da criança, da mãe e da família através de entrevista com questionário estruturado. Foi calculada a cobertura vacinal paras as que fazem parte do esquema vacinal de crianças de até um ano de vida. Os dados foram analisados a partir da Regressão de Poisson, considerando os pesos amostrais do delineamento da amostra complexa e o intervalo deconfiança de 95%. Resultados: a cobertura completa do calendário vacinal de doses aplicadas no primeiro ano de vida (exceto febre amarela) teve cobertura de 50,9% e de 15,8% para as doses oportunas, respectivamente. Houve menor cobertura vacinal para as variáveis: entre filhos de mães de cor da pele parda (RP=0,67), que vive com o companheiro (RP=0,66) e de mães que trabalham (RP=0,79). Considerações Finais: Os resultados apresentados demonstram que a completude do calendário vacinal de crianças no primeiro ano de vida na cidade de Natal apresenta baixa cobertura e está associado a condições sociais e de vida.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Vaccine coverage of children in their first year of life is essential to know the effectiveness and current compliance with the National Immunization Program as a health promotion and protection strategy. In Brazil, in recent years, vaccination coverage among children under 1 year of age has been lower than recommended. Identifying susceptible population groups is essential for monitoring vaccination programs, as it allows for the assessment and correction of existing inequalities. Objective: To analyze the factors associated with vaccination coverage of children during their first year of life in the city of Natal, Rio Grande do Norte. Methods: The Vaccination Coverage Survey was carried out, which analyzed 693 live births in 2017 and 2018 living in the urban area of Natal/RN. Information present in the vaccination books was analyzed and information was collected from the child, mother and family through interviews with a structured questionnaire. Vaccination coverage was calculated for those who are part of the vaccination schedule for children up to one year old. Data were analyzed using Poisson Regression, considering the sample weights of the complex sample design and a 95% confidence interval. Results: complete coverage of the vaccination schedule for doses applied in the first year of life (except yellow fever) had coverage of 50.9% and 15.8% for opportune doses. There was lower vaccination coverage for the variables: among children of brown-skinned mothers (PR=0.67), who live with a partner (PR=0.66) and of working mothers (PR=0.79). Final Considerations: The presented results demonstrate that the completeness of the vaccination schedule of children in the first year of life in the city of Natal presents low coverage and is associated with some social and life conditions.

     

18
  • CLARA JANYELLE GOMES DE CARVALHO
  • ANÁLISE DO ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE EM UM MUNICÍPIO DO RIO GRANDE DO NORTE: UMA PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS A PARTIR DA PROPOSTA DO MODEL DISABILITY SURVEY BRAZIL

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLECIO GABRIEL DE SOUZA
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • LEONILDO SANTOS DO NASCIMENTO JUNIOR
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 11/10/2023

  • Mostrar Resumo
  • Acesso e acessibilidade são temas que exigem cada vez mais discussão e compreensão, tendo em vista sua importância para as ações de planejamento e execução de políticas públicas de saúde. A execução de um inquérito populacional sobre funcionalidade, como o MDS-Brasil, no município de Santa Cruz/RN, constitui um estudo pioneiro no país e pode fornecer aos gestores e profissionais de saúde informações que contribuam com áreas de intervenção e o desenvolvimento de estratégias para a melhoria do acesso aos serviços de saúde. Este estudo teve como objetivo avaliar a percepção dos usuários quanto ao acesso aos serviços de saúde no município de Santa Cruz, Rio Grande do Norte, Brasil, e correlacionar com níveis de incapacidade da população adulta e idosa, através do inquérito Model Disability Survey - MDS-Brasil. Trata-se de um estudo observacional e transversal com dados coletados no município de Santa Cruz-RN. Foram incluídas pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos. Foram selecionados os módulos 1000 - Dados sociodemográficos, 4000 - Funcionalidade e 6000 - Utilização de Serviços de Saúde do MDS Brasil. Os programas utilizados para a análise estatística foram o SPSS Statistics 22.0 e o Programa R. Foram entrevistadas 504 pessoas. Houve predominância do sexo feminino, grau de escolaridade ensino médio completo, estado civil casado, raça/cor parda, país de nascimento Brasil e faixa etária de 25 a 59 anos. A maioria dos entrevistados apresentou incapacidade moderada para o aspecto mobilidade e funções do corpo e incapacidade grave para o aspecto atividade e participação. A maioria dos entrevistados consideraram-se insatisfeitos com os serviços de saúde prestados no Brasil e classificaram  como “nem boa nem ruim” a  forma como o Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil os envolve nas decisões sobre os tipos e onde os serviços de saúde são prestados. Diante dos resultados encontrados, pode-se concluir que os usuários entrevistados demonstraram inconsistências na compreensão do significado de acesso. Além disso, conclui-se que os usuários com níveis mais elevados de incapacidade parecem ser mais prejudicados com relação à forma como o SUS os envolve nas decisões sobre os tipos e onde os serviços de saúde são prestados.

     


  • Mostrar Abstract
  • It is a product of the Qualifying Examination being developed by the Academic Master Degree Program in Collective Health at the Federal University of Rio Grande do Norte, Faculty of Health Sciences of Trairi, belonging to the Research Line Epidemiology and living conditions and population health. This study aims to evaluate the perception of users regarding access to health services in the municipality of Santa Cruz, Rio Grande do Norte, Brazil, through the Model Disability Survey - MDS-Brasil survey. This is an observational and cross-sectional study with data collected through a population survey in the city of Santa Cruz-RN. Adults and elderly people aged 18 or over, of both sexes, were included. In this study, a population survey was carried out and modules 1000- Sociodemographic data, 4000-Functionality and 6000-Use of Health Services from MDS Brazil were selected. The program used for statistical analysis was SPSS Statistics 22.0 and Programa R. 504 people were interviewed. Most respondents considered themselves dissatisfied with the health services provided in Brazil and classified the way in which the Unified Health System (SUS) in Brazil involves them in decisions about the types and where health services are provided, as “neither good or bad”. In the study, there was a prevalence of females, high school education, married marital status, brown race/color, country of birth Brazil and age range from 25 to 59 years. Most of the interviewees presented moderate disability for the aspect of mobility and body
    functions and severe disability for the aspect of activity and participation.

19
  • ANA CAROLINA LOPES CAVALCANTI DE OLIVEIRA
  • A FORMAÇÃO DOS ENFERMEIROS PARA A ATENÇÃO À SAÚDE DA POPULAÇÃO IDOSA

  • Orientador : MAURICIO WIERING PINTO TELLES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • MAURICIO WIERING PINTO TELLES
  • OSVALDO DE GOES BAY JUNIOR
  • RAFAEL RODOLFO TOMAZ DE LIMA
  • Data: 31/10/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A população brasileira está envelhecendo de maneira acelerada, em que a expectativa de vida está aumentando em decorrência das melhores condições de vida e saúde. Diante desse cenário, é necessário adotar medidas para garantir o bem-estar e a qualidade de vida dessa população, que possui necessidades específicas de saúde. Nesse contexto, é crucial que os profissionais da saúde, incluindo enfermeiros, estejam preparados para atender às demandas dos idosos. Objetivo: Analisar a situação da formação em enfermagem para a atenção à saúde da população idosa nas Instituições de Ensino Superior (IES) públicas do Rio Grande do Norte. Métodos: Para conduzir esta pesquisa qualitativa, foram selecionadas IES públicas do estado que oferecem o curso de bacharelado em Enfermagem. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas com docentes membros do Núcleo Docente Estruturante (NDE), indicados pela coordenação do curso. Além disso, foram realizados dois grupos focais com estudantes do último ano de duas IES do RN, indicados pelo representante discente da turma ou, na ausência deste, pela coordenação do curso. Os dados coletados foram analisados por meio da técnica de Análise de Conteúdo. Resultados: Os resultados obtidos através da análise de dados dos grupos focais revelaram duas categorias: Abordagem pedagógica dos cursos de enfermagem e A formação em enfermagem para atuação com a população idosa.  Já as entrevistas com os docentes foram categorizadas em: A estrutura da formação em enfermagem nas IES públicas do Rio Grande do Norte e A formação em enfermagem para atuação com a população idosa. Considerações finais: A presente pesquisa revelou fragilidades na estrutura curricular dos projetos pedagógicos dos cursos de enfermagem no ensino a saúde da pessoa idosa o que se torna uma preocupação relevante à luz do cenário demográfico e epidemiológico do Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The Brazilian population is aging rapidly, with life expectancy increasing due to improved living conditions and health. In this scenario, it is essential to adopt measures to ensure the well-being and quality of life of this aging population, which has specific health needs. In this context, it is crucial that healthcare professionals, including nurses, are prepared to meet the demands of the elderly. Objective: To analyze the situation of nursing education for the healthcare of the elderly population in public Higher Education Institutions (HEIs) in Rio Grande do Norte. Methods: For this qualitative research, public HEIs in the state offering a Bachelor's degree in Nursing were selected. Data collection involved semi-structured interviews with faculty members of the Structuring Teaching Nucleus (NDE), appointed by the course coordination. Additionally, two focus groups were conducted with final-year students from two HEIs in RN, appointed by the student representative or, in their absence, by the course coordination. The collected data were analyzed using Content Analysis technique. Results: Results from the analysis of focus group data revealed two categories: Pedagogical approach of nursing courses and Nursing education for working with the elderly population. Interviews with faculty were categorized into: Structure of nursing education in public HEIs in Rio Grande do Norte and Nursing education for working with the elderly population. Final considerations: This research revealed weaknesses in the curriculum structure of nursing programs concerning the health care of the elderly, which is a relevant concern in light of Brazil's demographic and epidemiological scenario.

     
20
  • ALBENIZE DE AZEVEDO SOARES
  • ANÁLISE TEMPORAL E ESPACIAL DA MORTALIDADE DE MULHERES POR ARMA DE FOGO NO BRASIL

  • Orientador : CRISTIANE DA SILVA RAMOS MARINHO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA MARIA MARTINS PEREIRA
  • CRISTIANE DA SILVA RAMOS MARINHO
  • HELLYDA DE SOUZA BEZERRA
  • JANMILLI DA COSTA DANTAS SANTIAGO
  • Data: 06/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O Feminicídio é caracterizado como o assassinato de mulheres decorrentes da desigualdade de gênero. No Brasil, esses crimes são praticados principalmente em locais com maiores índices de pobreza e vulnerabilidade social. A maior ocorrência desses crimes se dá entre as mulheres jovens, pardas, solteiras, de menor escolaridade e baixa renda, sendo executados preferencialmente através do uso da arma de fogo. Objetivo: Analisar a tendência temporal e a distribuição espacial da mortalidade de mulheres por arma de fogo e indicadores socioeconômicos no Brasil de 2010 a 2019. Metodologia: Estudo ecológico de base populacional, tendência temporal e distribuição espacial, baseado em dados secundários do Sistema de Informações sobre Mortalidade. Considerou-se como variável desfecho a taxa de mortalidade por disparo de arma de fogo em mulheres na faixa etária de 15 a 49 anos de idade, os dados foram analisados através dos softwares de código aberto JoinPoint e Geoda. As variáveis independentes como estado civil, raça/cor e escolaridade, também foram coletadas do SIM, e as demais variáveis como média de renda per capita, percentual de pobres, índice de gine, população pobre, analfabetismo, renda e desemprego foram obtidos através do Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Resultados Preliminares: Identificou a ocorrência de 2.022 óbitos de mulheres por arma de fogo no Brasil na faixa etária de 15 a 49 anos de idade no período de 2010 a 2019, totalizando uma taxa média de 0,36 óbitos/100.000 mulheres. Nesse período houve uma tendência de redução nessas mortalidades a partir de 2017 (APC= -11.8% IC95% -44.2; 39.5), porém sem significância estatística para a maioria das regiões. Apenas a Região Centro-Oeste apresentou uma redução de significância estatística de 2010 a 2014 (APC = -41.9*% IC95% -64.7; -4,3). Contudo, a Região Norte obteve resultado contrário, com uma elevação de significância estatística a partir de 2013 (APC= 23,5* IC95% 0.4; 51.9). Nesse período ocorreu a formação de agregados de RIAUS com altas taxas de mortalidade para as regiões Norte e Nordeste, com a formação dos respectivos clusters (Alto-Alto e Baixo-Alto).  A maior ocorrência desses crimes se deu entre as mulheres pardas, solteiras, de menor escolaridade, desempregadas e de baixa renda. Considerações finais do trabalho: Mesmo o país mostrando uma tendência de redução do feminicídio por arma de fogo na maioria das regiões, os números ainda estão aquém do desejado, com uma vasta distribuição especialmente nas populações mais desfavoráveis social e economicamente como é o caso da Região Norte e Nordeste. Assim sendo, faz-se necessário o fortalecimento e a reestruturação das políticas públicas que visem proteger as mulheres e levem em consideração o contexto social e econômico no qual elas estão inseridas.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Feminicide is characterized as the murder of women resulting from gender inequality. In Brazil, these crimes are mainly committed in places with higher rates of poverty and social vulnerability. The highest occurrence of these crimes occurs among young, mixed-race, single women with less schooling, being executed preferably through the use of firearms. Objective: To analyze the temporal trend and spatial distribution of female firearm-related mortality and socioeconomic indicators in Brazil from 2010 to 2019. Methodology: Two studies will be developed. The first of the ecological type of temporal trend, based on secondary data from the Mortality Information System. The mortality rate due to firearm discharge in women aged 15 to 49 years was considered as an outcome variable, these data were analyzed using the JoinPoint open source software. Independent variables such as marital status, race/color and education were also collected from the SIM and the other variables such as Average Per Capita Income, Percentage of Poor People, Gine Index and Schooling were obtained through the Atlas of Human Development in Brazil from the Programa das United Nations for Development. The second study, also ecological, population-based and with the same variables used in the first study, however the analysis software is in the process of being chosen. Preliminary Results: Identified the occurrence of 2,022 deaths of women due to firearms in Brazil in the age group of 15 to 49 years of age in the period from 2010 to 2019, totaling an average rate of 0.36 deaths/100,000 women. During this period, there was a tendency towards a reduction in these mortalities from 2017 (APC= -11.8% CI95% -44.2; 39.5), but without statistical significance for most regions. Only the Central-West Region showed a reduction in statistical significance from 2010 to 2014 (APC = -41.9*% CI95% -64.7; -4.3). However, the North Region obtained the opposite result, with an increase in statistical significance from 2013 onwards (APC= 23.5* 95%CI 0.4; 51.9). During this period, RIAUS clusters with high mortality rates were formed in the North and Northeast regions, with the formation of respective clusters (High-High and Low-High). The highest occurrence of these crimes occurred among mixed-race, single, less educated, unemployed and low-income women. Final considerations of the work: Even though the country shows a tendency to reduce feminicide by firearm in most regions, the numbers are still below what is desired, with a wide distribution especially in the most socially and economically disadvantaged populations, such as the Region North and Northeast. Therefore, it is necessary to strengthen and restructure public policies that aim to protect women and take into account the social and economic context in which they are inserted.

21
  • NATÁLIA RAMOS DA SILVA
  • Equidade e Rede de Cuidado: as trajetórias de mulheres negras egressas do sistema prisional

  • Orientador : MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • ESTER PAIXAO CORREA
  • FLAVIA DA SILVA CLEMENTE
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • Data: 20/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, atualmente, temos aproximadamente 832.295 mil pessoas em situação de privação e/ou restrição de liberdade. No que se refere as pessoas egressas do sistema prisional, torna-se quase impossível mensurar o quantitativo da população pela ausência de dados. As mulheres correspondem a cerca de 5% de pessoas em situação de privação e/ou restrição de liberdade, no entanto, cabe salientar que estas, apesar de relativamente poucas, estão inseridas em processos que demarcam uma maior banalização da vida e maior violação dos direitos humanos, tendo em vista que, são alcançadas pelas interseccionalidades das opressões estruturais (classe social, identidade de gênero, raça/cor, orientação sexual, lugar de origem, dentre outas.). Assim, a saída do cárcere configura-se também como processo de manutenção da privação, de atributos adquiridos pelo estigma social e de violações de direitos sociais e não acesso a bens e a serviços. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo analisar o acesso de mulheres negras egressas do sistema prisional às redes intersetoriais de cuidado. Para tanto, adotamos como abordagem analítica o método histórico dialético. Faz-se necessário apontar que, o referido método dialogará com a técnica de observação participante e a técnica de entrevista nos moldes da história de vida, a partir da análise das narrativas de cinco mulheres egressas do sistema prisional. O cenário de análise escolhido foi o Escritório Social da Paraíba, serviço público, responsável pelo acolhimento e acompanhamento de pessoas pré-egressas e egressas do sistema prisional, bem como, às suas famílias e tem como finalidade viabilizar acesso a direitos sociais, com o intuito de romper com o ciclo da violência . Apontamos com este trabalho, a escassez de estudo no campo da Saúde Coletiva no que se refere ao processo saúde-doença e cuidado das pessoas privadas de liberdade e, sobretudo, das mulheres egressas do sistema prisional. Ademais, que as opressões estruturais da sociedade brasileira, mantidas na lógica aprisionante-manicomial, são reflexões da articulação capitalismo-colonialismo-racismo-sexismo praticadas e renovadas nas instituições sociais, como a instituição saúde.

     


  • Mostrar Abstract
  • In Brazil, we currently have approximately 832,295 thousand people in situations of deprivation and/or restriction of freedom. With regard to people released from the prison system, it is almost impossible to measure the population due to the lack of data. Women account for around 5% of people in situations of deprivation and/or restriction of freedom, however, it is worth noting that these, despite being relatively few, are involved in processes that mark a greater trivialization of life and greater violation of rights human, considering that they are achieved by the intersectionalities of structural oppressions (social class, gender identity, race/color, sexual orientation, place of origin, among others.). Thus, leaving prison is also a process of maintaining deprivation, attributes acquired through social stigma and violations of social rights and lack of access to goods and services. In this sense, this study aims to analyze the access of black women released from the prison system to intersectoral care networks. To this end, we adopted the dialectical historical method as an analytical approach. It is necessary to point out that this method will dialogue with the participant observation technique and the interview technique along the lines of life history, based on the analysis of the narratives of five women released from the prison system. The chosen analysis scenario was the Social Office of Paraíba, a public service, responsible for welcoming and monitoring people pre-egress and egress from the prison system, as well as their families and its purpose is to enable access to social rights, with the aim of to break the cycle of violence. With this work, we point out the scarcity of studies in the field of Public Health regarding the health-disease process and care for people deprived of liberty and, above all, women released from the prison system. Furthermore, the structural oppressions of Brazilian society, maintained in the prison-asylum logic, are reflections of the capitalism-colonialism-racism-sexism articulation practiced and renewed in social institutions, such as the health institution.

22
  • SABRINA MARCIA RESENDE DE ALMEIDA SANTOS CUNHA
  • A EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE NOS MUNICÍPIOS DA 4ª REGIÃO DE SAÚDE DO ESTADO DA PARAÍBA

  • Orientador : JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIGLIOLA MARCOS BERNARDO DE LIMA
  • GRACIELLE MALHEIRO DOS SANTOS
  • JOSE JAILSON DE ALMEIDA JUNIOR
  • OSVALDO DE GOES BAY JUNIOR
  • Data: 20/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A gestão de trabalho em saúde tem como finalidade implementar novos modelos de organização e funcionamento dos serviços públicos de saúde do país, fazendo-se indispensável nos processos de organizações político-administrativas do Sistema Único de Saúde. Objetivo: Analisar a inserção da Educação Permanente em Saúde (EPS) presente nos instrumentos de planejamento da gestão dos municípios da 4ª Região de Saúde da Paraíba. Métodos: Trata-se de uma pesquisa documental de abordagem qualitativa com natureza descritiva e exploratória. Dentre as microrregiões de saúde foi delimitada para essa pesquisa a 4ª Região de Saúde do estado da Paraíba, localizada na região do Curimataú e Seridó Paraibano, Resultados e Discussão:  Dentre os materiais analisados, foram incluídos os instrumentos de Planejamento de Gestão, Planos Municipais de Saúde e de Educação Permanente em Saúde, Portarias e Resoluções, além de Relatórios de Comissão de Integração de Ensino e Serviço, de Câmara Técnica e de Conferências de Saúde e Programas de Saúde Mental, contabilizando um total de 69 documentos. Verificou-se as conferências de saúde desempenharam um papel fundamental ao fornecer uma base para gestores e equipes na elaboração de planos de saúde municipais e estaduais, com a consideração ativa dos conselhos de saúde pertinentes. Esses planos refletem uma integração significativa da Educação Permanente, incorporando ações, metas e objetivos alinhados com as deliberações desses eventos. Conclusão: A incorporação das políticas públicas de educação nos instrumentos de gestão é resultado de ações desenvolvidas nos territórios. A autonomia dos trabalhadores e usuários na definição de seus caminhos difere da perspectiva dos gestores, que podem acreditar estar controlando o trabalho apenas por meio de planilhas gerenciais e sistemas de informação.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Health work management aims to implement new models of organization and operation of the country's public health services, making it indispensable in the processes of political-administrative organizations of the Unified Health System. Objective: Analyze the insertion of Education Permanent Health Care (EPS) present in the management planning instruments of the municipalities of the 4th Health Region of Paraíba. Methods: This is a documentary research with a qualitative approach with a descriptive and exploratory nature. Among the health microregions, the 4th Health Region of the state of Paraíba, located in the region of Curimataú and Seridó Paraibano, was delimited for this research. Results and Discussion: Among the materials analyzed, Management Planning instruments, Municipal Plans of Health and Continuing Health Education, Ordinances and Resolutions, Reports of the Teaching and Service Integration Commission, Technical Chamber and State Conferences and Mental Health Program, totaling 69 documents. It was found that health conferences played a key role in providing a basis for managers and teams in developing municipal and state health plans, with active consideration of relevant health advice. These plans reflect a significant integration of Continuing Education, incorporating actions, goals and objectives aligned with the deliberations of these events. Conclusion: The incorporation of public education policies into management instruments is the result of actions developed in the territories. The autonomy of workers and users in defining their paths differs from the perspective of managers, who may believe they are controlling work only through management spreadsheets and information systems.

2022
Dissertações
1
  • EUCLENES FELINTO MEDEIROS
  • Nuances do cuidar: Percepções das cuidadoras de estudantes com deficiência


     


  • Orientador : MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • NUBIA GARCIA VIANNA
  • Data: 17/01/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa visa compreender as percepções sobre os processos saúde-doença e cuidado das pessoas cuidadoras de estudantes com deficiência do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Para tanto, foram aplicados questionários aos(às) coordenadores(as) do Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais (NAPNE) a fim de realizarmos um levantamento dos serviços disponibilizados, bem como o quantitativo de estudantes com deficiência atendidos(as) em todo Estado do Rio Grande do Norte no IFRN por estes Núcleos. Além disso, realizamos análise documental das fichas cadastrais dos discentes com deficiência no IFRN, para selecionar as pessoas cuidadoras dos estudantes, no IFRN de Currais Novos-RN. Ainda executamos entrevistas semiestruturadas com as pessoas selecionadas, utilizando a análise temática para apreensão dos dados. Adotamos a perspectiva teórico-metodológica da fenomenologia de Alfred Schutz, a fim de compreendermos a partir das nossas interlocutoras como elas se propõem a descrever suas vivências e experiências no ato de cuidar de si e do outro, como elas representam e concebem seu processo de saúde-doença e cuidado. Emergiram como categorias analíticas as barreiras, percepção sobre o cuidado, solidão e cuidar em tempos de pandemia da COVID-19. Por principais resultados deparamo-nos com a necessidade de aproximação das instituições educacionais com a família dos(as) estudantes com deficiência, o que beneficiaria primordialmente o(a) próprio(a) discente, impactando nas práticas por uma concreta inclusão social; além da necessidade de construção de espaços para escuta e fala das pessoas cuidadoras nos mais variados ambientes sociais a fim de cuidar de quem cuida. Destacamos por resultados que o papel de cuidado ainda é socialmente atribuído às mulheres; que muitas das experiências abordadas nas entrevistas apresentaram-se marcadas por barreiras sociais às pessoas com deficiência; que, em sua maioria, as cuidadoras vivenciaram sobrecarga oriunda do cuidar; e que a capacidade de resiliência foi refletida nas falas e expressões das mulheres participantes da pesquisa.


  • Mostrar Abstract
  • This research approaches the study on the health-disease processes and care of people caring for students with disabilities at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte (IFRN). In this way, it was applied surveys to the advisors of the Support Center for People with Special Educational Needs (NAPNE) in order to carry out a survey of the services provided, as well as the number of students with disabilities assisted throughout the State of Rio Grande do Norte in the IFRN by these Centers. In addition, we carried out a documentary analysis of the registration forms of students with disabilities at the IFRN, in order to select people caring for students with disabilities, at the IFRN in Currais Novos-RN. We also performed semi-structured changes with the selected people, using a thematic analysis to capture the data.We based on the theoretical-methodological perspective of Alfred Schutz's phenomenology, in order to understand from our interlocutors how they propose to describe their experiences in the caring for themselves and the other, how they represent and create their health process disease and care.From the narratives analysis, four analytical categories emerged: 1) The barriers of care; 2) Perception of caregivers about their care process; 2) Solitude in caring for the other and, 4) Caring in times of pandemic at COVID-19. By main results, we are faced with the need to bring educational institutions closer to the families of students with disabilities, which would primarily benefit the students themselves, resulting in practices for a concrete social inclusion; as well in needing to build spaces for listening and speaking by caregivers in the most varied social environments in order to take care of the caregivers. We emphasize results that the role of care is still socially assigned to women; that the experiences of care in the interviews were prevailed by social barriers for people with disabilities and; that, for the most part, caregivers experienced overload arising from care. We consider the role of the caregiver fundamental for the process of health, education and inclusion of people with disabilities, but it is necessary to discuss the economics of care for mothers of people with disabilities. This is because, thinking about the care of people with disabilities involves building an intersectoral support network, taking into account the care of caregivers as subjects of rights as well.

2
  • KATARINA MÁRCIA RODRIGUES DOS SANTOS
  • SIMULTANEIDADE DE COMPORTAMENTOS DE RISCOS À SAÚDE EM ADOLESCENTES BRASILEIROS DE ACORDO COM A RAÇA/COR DA PELE

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARTHUR DE ALMEIDA MEDEIROS
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 04/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: a adolescência é uma etapa complexa de transformações biopsicossociais e os comportamentos de risco fomentados nesta fase apresentam tendência de permanecer na vida adulta. O uso de álcool, o tabagismo, a obesidade e o sedentarismo são fatores que quando começados na adolescência se relacionam à saúde de adultos e estão associados com o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) ao longo da vida. E os indivíduos que vivem em precárias situações socioeconômicas têm piores condições de saúde, havendo ainda, maior desvantagem por sexo, etnia, e escolaridade, entre outros. E no Brasil, a raça/cor da pele é um marcador de disparidades sociais, sendo considerado um preditor de desfechos em saúde. Objetivo: analisar a simultaneidade de comportamentos de riscos à saúde de adolescentes brasileiros de acordo com a raça ou cor da pele. Métodos: estudo transversal com dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (2015). A amostra do estudo foi de 102.301 participantes e foi analisada a simultaneidade dos fatores de risco (inatividade física, consumo precário de frutas, legumes e vegetais, consumo de álcool e cigarro) por diferenças de raça/cor. Procedeu-se ao cálculo da razão de prevalências (RP) bruta e ajustadas, com respectivos intervalos de confiança de 95% e valores de p, através da Regressão de Poisson, em uma análise ajustada por sexo, idade e escolaridade da mãe. Resultados: No ano de 2015, foram entrevistados 102.301 escolares, 43,05% dos quais se declararam pardos, 36,14% brancos, 13,38% pretos, 4,11% amarelos e 3,29% indígenas. Na amostra, a prevalência da inatividade física foi de 38,42% (IC95% 37,9-38,95), do uso do cigarro foi de 5,55% (IC95% 5,29-5,83), do consumo precário foi de 80,68% (IC95% 80,24-81,12) e do uso do álcool foi de 23,78% (IC95% 23,31-24,25).A prevalência da simultaneidade dos quatro fatores de risco entre adolescentes foi de 1,43% (IC95% 1,29-1,58) e a simultaneidade mais frequente foi a inatividade física e o consumo precário de frutas, legumes e vegetais (25,11% IC95% 24,64-25,58). A prevalência da simultaneidade dos quatro fatores foi maior entre os indígenas (RP 1,77; IC95% 1,00-3,13) e a combinação entre inatividade física, uso de álcool e cigarro foi significativo entre os pardos (RP 2,11; IC95% 1,05-4,24) quando comparados aos de cor da pele branca. Conclusões: houve maior prevalência da simultaneidade fatores de risco para condições crônicas entre os autodeclarados pardos e indígenas quando comparados com os adolescentes de cor da pele branca. Esta iniquidade pode ser reflexo da estrutura social injusta presente ao longo do processo histórico brasileiro, e esse quadro poderá impactar nas condições de saúde nos ciclos de vida dessas populações.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: adolescence is a complex stage of biopsychosocial transformations and risk behaviors promoted at this stage tend to remain in adulthood. Alcohol use, smoking, obesity and sedentary lifestyle are factors that, when started in adolescence, are related to the health of adults and are associated with the development of chronic non-communicable diseases (NCDs) throughout life. Individuals who live in precarious socioeconomic situations have worse health conditions when compared to those with better economic situations, with greater disadvantage due to sex, ethnicity, and education, among others. And in Brazil, race/skin color is a marker of social disparities, being considered a predictor of health outcomes. Objective: to analyze the simultaneity of health risk behaviors of Brazilian adolescents according to race or skin color. Methods: cross-sectional study with data from the National School Health Survey (2015). The study sample consisted of 102,301 participants and the simultaneity of risk factors (physical inactivity, precarious consumption of fruits, vegetables and vegetables, consumption of alcohol and cigarettes) by differences in race/color was analyzed. The crude and adjusted prevalence ratios (PR) were calculated, with their respective 95% confidence intervals and p values, using Poisson Regression, in an analysis adjusted for gender, age and maternal education. Results: In 2015, 102,301 schoolchildren were interviewed, 43.05% of whom declared themselves brown, 36.14% white, 13.38% black, 4.11% yellow and 3.29% indigenous. In the sample, the prevalence of physical inactivity was 38.42% (95%CI 37.9-38.95), of cigarette use was 5.55% (95%CI 5.29-5.83), of precarious consumption was 80 .68% (95%CI 80.24-81.12) and the use of alcohol was 23.78% (95%CI 23.31-24.25). The prevalence of simultaneity of the four risk factors among adolescents was of 1.43% (95%CI 1.29-1.58) and the most frequent simultaneity was physical inactivity and precarious consumption of fruits, vegetables and vegetables (25.11% 95%CI 24.64-25.58). The prevalence of simultaneity of the four factors was higher among indigenous people (PR 1.77; 95%CI 1.00-3.13) and the combination of physical inactivity, alcohol and cigarette use was significant among browns (PR 2.11 ; 95%CI 1.05-4.24) when compared to whites. Conclusions: there was a higher prevalence of simultaneous risk factors for chronic conditions among self-declared browns and indigenous peoples when compared to whites. This inequity may be a reflection of the inequitable social structure present throughout the Brazilian historical process, and this situation may impact the health conditions in the life cycles of these populations.

3
  • MARIA APARECIDA PAULO DOS SANTOS
  • ACESSO AO EXAME PAPANICOLAU ENTRE MULHERES NEGRAS COMPARADA A OUTRAS RAÇAS/ETNIAS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA COM METANÁLISE

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • ARTHUR DE ALMEIDA MEDEIROS
  • Data: 07/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O exame Papanicolau está entre as medidas mais eficazes para o rastreamento do câncer de colo uterino. Seu uso generalizado de rastreamento citológico deriva de sua facilidade, custo-benefício e capacidade de identificar doenças pré-malignas. Estudos mostram que entre as minorias raciais há um aumento da mortalidade por câncer de colo uterino, devido às disparidades no rastreamento, que vai desde a dificuldade do acesso ao serviço às informações básicas de saúde. Objetivo: identificar a prevalência de acesso ao exame Papanicolau entre mulheres negras em comparação as outras raças/etnias em uma revisão sistemática e identificar a magnitude desta associação em uma metanálise. Metodologia: O protocolo desta revisão está cadastrado na plataforma PROSPERO sob número CRD42021251764. As buscas foram realizadas nas bases de dados PubMed, Web of Science, Lilacs, Scopus, Cinahl, além da busca no Google Scholar e Open Grey, usando os Mesh terms “ethnic groups”, “race factors”, “papanicolaou test”, “prevalence”, “papanicolaou smear”,“Transversal studies”. Para elegibilidade, foram incluídos estudos transversais que apresentaram o acesso das mulheres ao exame Papanicolau. A qualidade dos estudos e o risco de viés foram analisadas utilizando o instrumento Joanna Briggs Critical Appraisal Checklist for Analytical Cross-Sectional Studies. Os dados extraídos foram tabulados e analisados de forma qualitativa e quantitativa por meio de metanálise (Review Manager). Foi utilizado o PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analysis) como guia de escrita. Resultados: A revisão resultou em 29 estudos transversais que analisaram a prevalência do acesso ao exame Papanicolau a partir do critério raça/etnia. A prevalência do acesso na raça negra variou de 10,3% a 90,60% e entre as brancas variou de 14% a 89,47%. Entre as mulheres asiáticas variou de 2,56% a 76,3% e entre as hispânicas foi de 21,8% a 92.3%. Em relação à raça, as maiores chances de realizar o Papanicolau esteve associado às mulheres brancas OR=2,49 (IC95% 1,12-4,54) e hispânicas (OR= 2,08; IC 95% 1,96-2,21) quando comparadas as negras. Os resultados da metanálise mostram que o acesso ao exame Papanicolau é menor entre as negras quando comparada as brancas (OR=0,61; IC 95% 0,43-0,86). Porém, quando comparada a outras etnias (exceto branca), não houve diferença significativa (OR=1,39; IC 95% 0,82- 2,35). Considerações finais: A raça ainda é um fator importante para determinação do acesso ao exame Papanicolau. Os resultados mostraram disparidades na prevalência do acesso quando compara-se as mulheres negras e brancas. A dificuldade de acesso, atrelada a falta de conhecimento sobre a necessidade de realização do exame e a falta de orientação para a sua execução, representam um risco para a não adesão ao programa preventivo.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Pap smears test are among the most effective measures for screening for cervical cancer. Its widespread use of cytological screening derives from its ease, cost-effectiveness and ability to identify premalignant diseases. Studies show that among racial minorities there is an increase in mortality from cervical cancer, due to disparities in screening, ranging from difficulty in accessing the service to basic health information. Objective: to identify the prevalence of access to Pap smears among black women compared to other races/ethnicities in a systematic review and to identify the magnitude of this association in a meta-analysis. Methodology: The protocol for this review is registered on the PROSPERO platform under number CRD42021251764. Searches were performed in PubMed, Web of Science, Lilacs, Scopus, Cinahl databases, in addition to Google Scholar and Open Grey, using the Mesh terms “ethnic groups”, “race factors”, “papanicolaou test”, “prevalence”, “papanicolaou smear”,“Transversal studies”. For eligibility, cross-sectional studies that showed women's access to the Pap smear were included. Study quality and risk of bias were analyzed using the Joanna Briggs Critical Appraisal Checklist for Analytical Cross-Sectional Studies instrument. The extracted data were tabulated and analyzed qualitatively and quantitatively through meta-analysis (Review Manager). The PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analysis) was used as a writing guide. Results: The review resulted in 29 cross-sectional studies that analyzed the prevalence of access to the Pap smear based on the race/ethnicity criterion. The prevalence of access in blacks ranged from 10.3% to 90.60% and among whites ranged from 14% to 89.47%. Among Asian women it ranged from 2.56% to 76.3% and among Hispanic women it ranged from 21.8% to 92.3%. Regarding race, the highest chances of undergoing Pap smears were associated with white women OR=2.49 (95%CI 1.12-4.54) and Hispanic (OR= 2.08; 95%CI 1.96-2) ,21) when compared to black women. The results of the meta-analysis show that access to the Pap smear is lower among black women when compared to white women (OR=0.61; 95% CI 0.43-0.86). However, when compared to other ethnicities (except white), there was no significant difference (OR=1.39; 95% CI 0.82-2.35). Final considerations: Race is still an important factor in determining access to the Pap smear. The results showed disparities in the prevalence of access when comparing black and white women. The difficulty of access, coupled with the lack of knowledge about the need to perform the exam and the lack of guidance for its execution, represent a risk for non-adherence to the preventive program.

4
  • MARCUS VINÍCIUS AMARANTE DA SILVA
  • AVALIAÇÃO DA PRONTIDÃO ORGANIZACIONAL PARA MUDANÇA (POM): TRADUÇÃO, ADAPTAÇÃO E VALIDAÇÃO PARA USO NO BRASIL

  • Orientador : EGMAR LONGO HULL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • EGMAR LONGO HULL
  • ISABELLY CRISTINA RODRIGUES REGALADO MOURA
  • ROCÍO PALOMO CARRIÓN
  • Data: 14/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O desenvolvimento de instrumentos válidos para medir o grau em que uma organização está propensa à inovação, segundo seus profissionais, é crucial para elevar a capacidade de resposta das organizações frente às novas demandas sanitárias. A partir disso, instrumentos como o Organizacional Functioning and Readiness for Change (ORC) foram criados. A versão abreviada do Organizational Functioning and Readiness for Change (ORC), denominada Avaliação da Prontidão Organizacional para Mudança (POM) ou Avaliação POM contém 65 itens distribuídos em 12 domínios. Objetivo: traduzir, adaptar e validar a Avaliação POM para identificar o nível de propensão à mudança dos profissionais de saúde. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa metodológica desenvolvida em 3 etapas: tradução do instrumento original, adaptação transcultural e validação da reprodutibilidade; participaram da pesquisa 32 profissionais de saúde de Tangará-RN. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética em pesquisa e os participantes foram contatados pessoalmente, via e-mail e/ou via WhatsApp, esclarecidos em relação aos objetivos e assinaram TCLE, respondendo ao questionário via Google Forms. O instrumento é auto-aplicável, respondido em 20 minutos e contribuirá para a realização de outros estudos que objetivem mensurar o impacto da mudança proposta na população estudada. A validação do instrumento se deu pela análise das características psicométricas: confiabilidade e consistência interna. Para a confiabilidade teste-reteste: ICC; e para calcular a consistência interna da escala: Alfa de Cronbach, utilizando o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 21.0 para análise dos dados. Resultados: 32 profissionais (71,11%) aceitaram participar e responderam ao teste, e, destes, 29 ao reteste, havendo perda de 3 profissionais (9,37%) do total de participantes. Teste: 26 mulheres (81,25%) e 6 homens (18,75%), média de idade de 32,50 anos, média de tempo de formado de 6,07 anos e média de atuação na área de 5,50 anos. Reteste: 24 mulheres (82,75%) e 5 homens (17,25%), média de idade de 32,24 anos, média de tempo de formado de 5,98 anos e média de atuação na área de 5,51 anos; no teste, participaram na maioria Enfermeiros (37,50%), e Dentistas (18,75%); no reteste, também participaram e foram maioria Enfermeiros (37,94%), e Dentistas (17,24%). A maioria dos profissionais era lotado nas Unidades básicas de saúde-UBSs (56,25%), e no Hospital Santa Terezinha (18,75%;). Com relação à confiabilidade, relacionou-se os 65 itens dos 12 domínios e de forma geral a Avaliação POM apresentou alfa de Cronbach 0,898 na fase teste e 0,900 no reteste, além de ICC teste-reteste de 0,921, que são valores considerados ótimos. Conclusões: a Avaliação POM é um instrumento curto e de fácil administração, que apresenta adequada consistência interna, confiabilidade teste-reteste e valores de concordância dentro dos limites aceitáveis, o que indica potencial para sua aplicação na prática clínica e em pesquisas científicas, permitindo à gestão avaliar o grau de comprometimento e de participação dos seus funcionários dentro de uma unidade de saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The development of valid instruments to measure the degree to which an organization is prone to innovation, according to its professionals, is crucial to increase the response capacity of organizations in the face of new health demands. From this, instruments such as the Organizational Functioning and Readiness for Change (ORC) were created. The abbreviated version of Organizational Functioning and Readiness for Change (ORC), called Organizational Readiness for Change (POM) or POM Assessment, contains 65 items distributed across 12 domains.  Objective: translate, adapt and validate the POM Assessment to identify the level of propensity to change in health professionals. Methodology: This is a methodological research developed in 3 stages: translation of the original instrument, cross-cultural adaptation and validation of reproducibility; 32 health professionals from Tangará-RN participated in the research. The research was approved by the Research Ethics Committee and the participants were contacted personally, via email and/or via WhatsApp, informed about the objectives and signed the informed consent, answering the questionnaire via Google Forms. The instrument is self-administered, answered in 20 minutes and will contribute to the realization of other studies that aim to measure the impact of the proposed change in the studied population. The instrument was validated by analyzing the psychometric characteristics: reliability and internal consistency. For test-retest reliability: ICC; and to calculate the internal consistency of the scale: Cronbach's Alpha, using the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) version 21.0 for data analysis. Results: 32 professionals (71.11%) agreed to participate and responded to the test, and, of these, 29 to the retest, with a loss of 3 professionals (9.37%) of the total number of participants. Test: 26 women (81.25%) and 6 men (18.75%), mean age of 32.50 years, mean time since graduation of 6.07 years and mean experience in the area of 5.50 years . Retest: 24 women (82.75%) and 5 men (17.25%), mean age of 32.24 years, mean time since graduation of 5.98 years and mean experience in the area of 5.51 years ; Most nurses (37.50%) and dentists (18.75%) participated in the test; in the retest, most nurses (37.94%) and dentists (17.24%) also participated. Most professionals were assigned to Basic Health Units (UBSs) (56.25%), and to Hospital Santa Terezinha (18.75%;). Regarding reliability, the 65 items of the 12 domains were related and, in general, the POM Assessment presented Cronbach's alpha of 0.898 in the test phase and 0.900 in the retest, in addition to a test-retest ICC of 0.921, which are values considered optimal. Conclusions: The POM Assessment is a short and easy-to-administer instrument, which presents adequate internal consistency, test-retest reliability and agreement values within acceptable limits, which indicates potential for its application in clinical practice and in scientific research, allowing management to evaluate the degree of commitment and participation of its employees within a health unit.


5
  • MONIQUE LEITE GALVAO COELHO
  • Meu filho está crescendo e agora? Explorando as necessidades ambientais de crianças com Síndrome Congênita do Zika, de acordo com a percepção de seus cuidadores

  • Orientador : EGMAR LONGO HULL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALINNE BESERRA DE LUCENA
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • EGMAR LONGO HULL
  • Data: 15/03/2022

  • Mostrar Resumo
  •  

    Introdução: A Síndrome Congênita do Zika (SCZ) foi descrita no Brasil após o surto de microcefalia relacionada ao vírus Zika (ZIKV) entre 2015 e 2016. A grande maioria das crianças possui grave comprometimento do desenvolvimento neuropsicomotor, principalmente associado à microcefalia. Promover a inclusão social de crianças com SCZ é um desafio e requer assistência profissional ao longo da vida. Participação pode ser compreendida como o envolvimento em uma situação de vida e é fortemente influenciada pelos fatores ambientais físicos, sociais e atitudinais. Como em outras deficiências de desenvolvimento, as crianças com SCZ podem estar situação de desvantagem em termos de participação plena na sociedade. Embora existam estudos que avaliem a influência positiva da participação no contexto social para o desenvolvimento de crianças com deficiência, as informações acerca das necessidades ambientais ainda são pouco exploradas. Objetivo: Explorar a percepção dos cuidadores sobre as necessidades ambientais de crianças com SCZ em termos de Barreiras e Facilitadores. Material e  métodos: Trata-se de uma pesquisa qualitativa que incluiu 32 cuidadores de crianças com SCZ. Análise temática foi utilizada para identificar as necessidades ambientais percebidas pelos cuidadores de criança com SCZ. Foi incorporada a abordagem de envolvimento do público paciente (EPP) com o propósito de validar a análise dos dados realizada pelos pesquisadores. Após essa etapa, os dados foram categorizados em termos de barreiras e facilitadores e validado pelo grupo de pesquisadores. Resultados: As necessidades ambientais expressadas nas falas dos cuidadores foram organizadas inicialmente em 10 temas e posteriormente consolidados em 7 grupos temáticos durante o processo de EPP. Os temas foram: Apoio social; Acessibilidade aos serviços de saúde; Participação na comunidade; Alimentos; Acessibilidade arquitetônica; Adesão à medicação e Tecnologia assistiva. Por fim, o mapa conceitual representativo das necessidades ambientais percebidas pelos cuidadores de crianças com SCZ foi elaborado em barreiras e facilitadores. Uma relevante necessidade ambiental relatada pelos cuidadores como barreira foi o apoio social à criança com SCZ. O capacitismo também foi evidenciado com uma importante barreira atitudinal. Os serviços de saúde apresentaram-se como primordiais para a vida das crianças com SCZ e a disponibilidade de dispositivos auxiliares como facilitadores à participação. Os fatores ambientais relacionados as rotinas medicamentosas e alimentar foram, em sua maioria, facilitadores. Conclusão: Este estudo contribui para abordagens críticas acerca dos impactos ligados aos fatores ambientais de crianças com SCZ, utilizando uma metodologia de ação participativa através do envolvimento dos pais na pesquisa. O reconhecimento das necessidades do cotidiano de crianças com SCZ em crescimento é um processo em evolução, e primordial aos direitos básicos para o convívio adequado na sociedade. Os dados apontam para a necessidade da efetivação de políticas públicas direcionadas às crianças com SCZ, assim como, disponibilidades de profissionais qualificados em aplicar o cuidado centrado na família e manejo focado nas habilidades. A construção de ambientes amigáveis que promovam a ampla participação social contribuirá para o crescimento saudável das crianças com SCZ.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Congenital Zika Syndrome (CZS) was described in Brazil after the outbreak of microcephaly related to the Zika virus (ZIKV) between 2015 and 2016. The vast majority of children have severe impairment of neuropsychomotor development, mainly associated with microcephaly. Promoting the social inclusion of children with CZS is challenging and requires lifelong professional assistance. Participation can be understood as involvement in a life situation and is strongly influenced by physical, social and attitudinal environmental factors. As with other developmental disabilities, children with CZS may be disadvantaged in terms of full participation in society. Although there are studies that assess the positive influence of participation in the social context for the development of children with disabilities, information about environmental needs is still little explored. Objective: To explore caregivers' perception of the environmental needs of children with CZS in terms of barriers and facilitators. Material and methods: This is a qualitative research that included 32 caregivers of children with CZS. Thematic analysis was used to identify the environmental needs perceived by caregivers of children with CZS. The patient public involvement (EPP) approach was incorporated with the purpose of validating the data analysis performed by the researchers. After this step, the data were categorized in terms of barriers and facilitators and validated by the group of researchers. Results: The environmental needs expressed in the caregivers' quotes were initially organized into 10 themes and later consolidated into 7 thematic groups during the EPP process. The themes were: Social support; Accessibility to health services; Community participation; Foods; Architectural accessibility; Medication Adherence and Assistive Technology. Finally, the conceptual map representing the environmental needs perceived by caregivers of children with CZS was elaborated on barriers and facilitators. A relevant environmental need reported by caregivers as a barrier was social support for children with CZS. Ableism was also evidenced as an important attitudinal barrier. Health services were essential for the lives of children with CZS and the availability of auxiliary devices as facilitators of participation. Environmental factors related to medication and food routines were, for the most part, facilitators. Conclusion: This study contributes to critical approaches about the impacts linked to environmental factors of children with CZS, using a participatory action methodology through the involvement of caregivers in the research. Recognition of the daily needs of growing children with CZS is an evolving process, and fundamental to basic rights for adequate living in society. The data point to the need to implement public policies aimed at children with CZS, as well as availability of qualified professionals to apply family-centered care and skills-focused management. Building friendly environments that promote broad social participation will contribute to the healthy growth of children with CZS.

6
  • JÉSSYCA CAMILA CARVALHO SANTOS
  • Espaços públicos destinados à prática de atividade física na microrregião do Trairi Potiguar.

  • Orientador : ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA GOMES MAGALHAES
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • CAMILA FURUKAVA
  • Data: 31/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • O incentivo à prática de atividade física é uma das principais estratégias utilizadas no enfrentamente às doenças e agravos crônicos não transmissíveis, principalmente em relação à obesidade, diabetes e hipertensão. Para além disso, a atividade física é um componente importante para qualidade de vida, para a saúde física e mental. No entanto, nem todos têm acesso a ambientes que oportunizem esta prática. Esta é uma realidade que precisa ser melhor avaliada e que, embora tenha contornos mais definidos em grandes centros urbanos, é relativamente pouco conhecida nas pequenas cidades. Assim, o objetivo do presente trabalho é avaliar espaços públicos destinados à prática de atividade física na microrregião do Trairi Potiguar. Trata-se de um estudo transversal observacional descritivo que avaliou estruturas públicas destinadas à prática de atividade física nos 11 municípios que compõe a microrregião do Trairi, no estado do Rio Grande do Norte. Este território possui uma população estimada de 125.620 habitantes para 2021, o bioma predominante é a caatinga e o clima, o semiárido com longos períodos de seca. Incialmente foi realizado um levantamento das estruturas destinadas à prática de AF junto às Secretarias Municipais de Esportes. Foram incluídos quadras/ginásios, parques destinados a caminhada, academias da saúde e praças. Assim, foram visitados in loco 79 estruturas, sendo avaliados aspectos relativos a repertório e qualidade de equipamentos disponibilizados, atributos de conforto ao usuário, estética, segurança, serviços e sombreamento. Também foi realizado o registro fotográfico de todos os espaços visitados.Espera-se que os resultados obtidos possa ser utilizados para melhorar o planejamento e acesso a equipamentos e iniciativas públicas voltadas para a prática de atividade física, nesta microrregião.


  • Mostrar Abstract
  • Encouraging the practice of physical activity is one of the main strategies used to face non-communicable diseases and chronic diseases, especially in relation to obesity, diabetes and hypertension. Furthermore, physical activity is an important component of quality of life, physical and mental health. However, not everyone has access to environments that provide opportunities for this practice. This is a reality that needs to be better evaluated and, although it has more defined contours in large urban centers, it is relatively little known in small cities. Thus, the objective of the present work is to evaluate public spaces destined to the practice of physical activity in the microregion of Trairi Potiguar. This is a descriptive observational cross-sectional study that evaluated public structures dedicated to the practice of physical activity in the 11 municipalities that make up the micro-region of Trairi, in the state of Rio Grande do Norte. This territory has an estimated population of 125,620 inhabitants for 2021, the predominant biome is the caatinga and the climate is semi-arid with long periods of drought. Initially, a survey of the structures destined to the practice of PA was carried out with the Municipal Sports Departments. Courts/gyms, parks for walking, health academies and squares were included. Thus, 79 structures were visited in loco, and aspects related to the repertoire and quality of available equipment, user comfort attributes, aesthetics, safety, services and shading were evaluated. A photographic record of all spaces visited was also carried out. It is hoped that the results obtained can be used to improve planning and access to equipment and public initiatives aimed at the practice of physical activity in this micro-region.

7
  • ANA CRISTINA LIMA CARVALHO
  • TRADUÇÃO, ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E VALIDADE DE CONSTRUTO DO QUESTIONÁTRIO ASSESSMENT OF HEALTH RELATED QUALITY OF LIFE IN OSTEOPOROSIS (ECOS-16) PARA O BRASIL

  • Orientador : MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALMIR VIEIRA DIBAI FILHO
  • IMPERIO LOMBARDI JUNIOR
  • MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 08/04/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A osteoporose é um importante problema de saúde pública em todo mundo, esta doença é caracterizada pela diminuição da Densidade Mineral Óssea (DMO), o que ocasiona fragilidade no tecido ósseo contribuindo para o desenvolvimento de fraturas. Entre os fatores de risco estão: Idade avançada, fatores genéticos e deficiências nutricionais, 25% das pessoas com osteoporose refere-se as mulheres pós-menopausa, com prevalência de osteoporose lombar entre 15,8% à 54,5%. O questionário Assessment of Health related Quality of Life in Osteoporosis (ECOS-16) é uma ferramenta tem por objetivo mensurar a qualidade de vida de mulheres com osteoporose pós-menopausa, o questionário contém 16 itens presentes em quatro subescalas. Objetivo: Traduzir, adaptar para cultura brasileira e testar a validade do questionário Assessment of Health related Quality of Life in Osteoporosis (ECOS-16). Métodos: Trata-se de um estudo com delineamento transversal realizado em duas etapas: Traduzir para a língua portuguesa e realizar a adaptação transcultural do ECOS-16; e testar a validade do construto para a população brasileira. Participaram da pesquisa 56 mulheres diagnosticadas com osteoporose lombar pós-menopausa. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética em pesquisa e as participantes foram contatadas via Facebook, Instagram, WhatsApp e e-mail, o questionário foi disponibilizado via Google Forms junto ao Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). A validade do questionário foi testada pela análise da Consistência interna por meio do Alfa de Cronbach e o teste de correlação de Spearman para verificar a correlação entre o ECOS-16, SF-36 e END utilizando o programa SPSS versão 26.0. Resultados: Das 63 mulheres que responderam ao questionário, 5 não atendiam aos critérios de inclusão e 2 não preencheram o questionário na íntegra, ao final o n foi de 56 mulheres com média de idade de 55 anos, residentes no estado de São Paulo (42%); casadas (42%), com pós-graduação completa (42%); raça branca (64%); com renda de 3 a 6 salarios mínimos (33%) e com tempo de diagnóstico da doença de 54 meses. A consistência interna do ECOS 16 analisada por meio do alfa de cronbach (0,94) indicou uma boa consistência interna, a correlação de cada item com sua subescala apresentou correlações substanciais. A análise mostrou correlações significativas entre todas as subescalas do ECOS 16 e SF-36 (p- valor <0,64) e END (p-valor 0,69). Conclusão: O ECOS 16 foi traduzido e adaptado culturalmente para o idioma português, e os achados demostram que o questionário é uma medida válida e confiável para avaliar a qualidade de vida de mulheres com osteoporose lombar pós menopausa.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Osteoporosis is an important public health problem worldwide, this disease is characterized by a decrease in Bone Mineral Density (BMD), which causes fragility in bone tissue, contributing to the development of fractures. Among the risk factors are: Advanced age, genetic factors and nutritional deficiencies, 25% of people with osteoporosis refer to postmenopausal women, with a prevalence of lumbar osteoporosis between 15.8% to 54.5%. The Assessment of Health related Quality of Life in Osteoporosis (ECOS-16) questionnaire is a tool aimed at measuring the quality of life of women with postmenopausal osteoporosis. The questionnaire contains 16 items present in four subscales. Objective: To translate, adapt to Brazilian culture and test the validity of the Assessment of Health related Quality of Life in Osteoporosis (ECOS-16) questionnaire. Methods: This is a cross-sectional study carried out in two stages: Translate into Portuguese and carry out the cross-cultural adaptation of the ECOS-16; and to test the validity of the construct for the Brazilian population. Fifty-six women diagnosed with postmenopausal lumbar osteoporosis participated in the study. The research was approved by the Research Ethics Committee and the participants were contacted via Facebook, Instagram, WhatsApp and email, the questionnaire was made available via Google Forms along with the Free and Informed Consent Term (ICF). The validity of the questionnaire was tested by internal consistency analysis using Cronbach's Alpha and Spearman's correlation test to verify the correlation between ECOS-16, SF-36 and END using SPSS version 26.0. Results: Of the 63 women who responded to the questionnaire, 5 did not meet the inclusion criteria and 2 did not complete the questionnaire in full. ); married (42%), with complete postgraduate studies (42%); white race (64%); with an income of 3 to 6 minimum wages (33%) and with a time of diagnosis of the disease of 54 months. The internal consistency of ECOS 16 analyzed using Cronbach's alpha (0.94) indicated good internal consistency, the correlation of each item with its subscale showed substantial correlations. The analysis showed significant correlations between all subscales of ECOS 16 and SF-36 (p-value <0.64) and END (p-value 0.69). Conclusion: The ECOS 16 was translated and culturally adapted to the Portuguese language, and the findings show that the questionnaire is a valid and reliable measure to assess the quality of life of women with postmenopausal lumbar osteoporosis.

8
  • BRUNNO ALVES DE LUCENA
  • O TRABALHADOR DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E OS IMPACTOS PSICOSSOCIAIS DECORRENTES DA SUA ATUAÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA.

  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • ILDONE FORTE DE MORAIS
  • Data: 22/04/2022

  • Mostrar Resumo
  • Objetivou-se com esse estudo analisar as implicações que o cenário pandêmico da COVID-19 tem acarretado na saúde mental dos trabalhadores da APS, em um município do interior do Rio Grande do Norte. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa do tipo descritivo e exploratório. A coleta de dados ocorreu no período compreendido entre os meses de dezembro de 2020 e março de 2021. Os dados investigados nesse estudo, foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada, realizada por contato telefônico, em que os profissionais responderam às perguntas verbalmente e sendo posteriormente transcritas, assegurando o rigor ético quanto ao anonimato e confidencialidade dos participantes. O tratamento e análise dos discursos foram realizados por intermédio do software Interface de R pour Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionneires (IRAMUTEQ), que realiza análises quantitativas de dados textuais pautadas em contextos e classes de conteúdo baseado na similaridade do vocabulário ou usadas em contextos similares, associando a um mesmo campo léxico. A partir da Classificação das categorias pelo IRAMUTEQ, procedeu-se a interpretação das mesmas, por meio da análise de conteúdo, percorrendo as etapas apontadas por Bardin, a fim de se extrair os conteúdos relevantes para discussão com base na literatura. Este estudo obteve licenciamento pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí (FACISA) / Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN de acordo com o CAAE: 39785420.9.0000.5568 e parecer número 4.428.312. Entre os trabalhadores participantes da pesquisa, houve uma predominância de pessoas do sexo feminino (70,0 %), com idade de 31 a 40 anos (55,0 %), sendo casados ou com união estável (75,0 %). Quanto ao nível de escolaridade, percebeu-se a predominância de profissionais que cursaram até o ensino médio (55,0%). A maior parte da população estudada, atuam como Agentes comunitários de saúde (25,0%), com carga horária de 40 horas semanais (85,0%), com renda mensal de até 3 salários mínimos (70,0%), com mais de 10 anos de atuação na Unidade Básica de saúde (45,0%). Da análise lexical por CDH do IRAMUTEQ foram desveladas quatro dendogramas com os seguintes temas: Classe 1: “Heróis ou Vilões?”, que evidencia o estigma social e os comportamentos discriminatórios sofridos pelos trabalhadores da APS participantes dessa pesquisa, bem como os processos sociais de exclusão, resultantes da criação de preconceitos e da potencialização de estereótipos vinculados a atitudes e crenças negativas dirigido a esses trabalhadores. Classe 2: “O adoecimento na gestão do trabalho”, que discorre com base nos relatos dos entrevistados, sobre as transformações que ocorreram nas relações profissionais, no aumento de solicitação de demandas, nos diferentes modelos de gestão, remuneração variável, aumento de controles e processos de registros em decorrência da pandemia. Classe 3: “entre o sofrimento e o prazer”, que apresenta relatos resultantes da relação do trabalhador com o processo de trabalho na APS durante o curso da pandemia, considerando as vivências de prazer, sofrimento, desgaste, satisfação e adoecimento.  E a classe 4: “ As dores que trago aqui no peito”, em que se buscou analisar termos na fala dos entrevistados, que remetem a possíveis repercussões na saúde mental dos mesmos, correlacionando com os aspectos da literatura referentes ao tema. Conclui-se que por meio dessa pesquisa foi possível compreender a interferência e os impactos do processo de trabalho durante o curso da Pandemia de COVID-19 na saúde mental dos trabalhadores da APS. Espera-se que essa pesquisa possa subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas de promoção e estratégias do cuidado dirigido ao coletivo de trabalhadores da saúde.


  • Mostrar Abstract
  • The objective of this study was to analyze the implications that the pandemic scenario of COVID-19 has had on the mental health of Primary Care workers, in a municipality in the interior of Rio Grande do Norte. It is a study with a qualitative approach of the descriptive and exploratory type. Data collection took place between December 2020 and March 2021. The data investigated in this study were obtained through a semi-structured interview, carried out by telephone, in which the professionals answered the questions verbally and were subsequently transcribed, ensuring ethical rigor regarding the anonymity and confidentiality of the participants. The treatment and analysis of discourses were performed using the software Interface de R pour Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionneires (IRAMUTEQ), which performs quantitative analyzes of textual data based on contexts and content classes based on similarity of vocabulary or used in different contexts. similar, associating to the same lexical field. Based on the classification of the categories by IRAMUTEQ, they were interpreted through content analysis, covering the steps indicated by Bardin, in order to extract the relevant content for discussion based on the literature. This study was licensed by the Research Ethics Committee of the Faculty of Health Sciences of Trairí (FACISA) / Federal University of Rio Grande do Norte – UFRN according to CAAE: 39785420.9.0000.5568 and opinion number 4,428,312. Among the workers participating in the research, there was a predominance of females (70.0%), aged between 31 and 40 years (55.0%), being married or in a stable relationship (75.0%). As for the level of education, it was noticed the predominance of professionals who attended high school (55.0%). Most of the population studied work as community health agents (25.0%), with a workload of 40 hours per week (85.0%), with a monthly income of up to 3 minimum wages (70.0%), with more than 10 years of experience in the Basic Health Unit (45.0%). From the lexical analysis by CDH of IRAMUTEQ, four dendrograms were unveiled with the following themes: Class 1: “Heroes or Villains?”, which highlights the social stigma and discriminatory behaviors suffered by primary care workers participating in this research, as well as the social processes of exclusion, resulting from the creation of prejudices and the potentialization of stereotypes linked to negative attitudes and beliefs directed at these workers. Class 2: "Illness in work management", which is based on the reports of the interviewees, on the transformations that occurred in professional relationships, in the increase in requests for demands, in the different management models, variable remuneration, increase in controls and registration processes as a result of the pandemic. Class 3: “between suffering and pleasure”, which presents reports resulting from the worker's relationship with the work process in primary care during the course of the pandemic, considering the experiences of pleasure, suffering, exhaustion, satisfaction and illness. And class 4: “The pains I have here in my chest”, in which we sought to analyze terms in the interviewees' speech, which refer to possible repercussions on their mental health, correlating with aspects of the literature on the subject. It is concluded that through this research it was possible to understand the interference and impacts of the work process during the course of the COVID-19 Pandemic on the mental health of primary care workers. It is hoped that this research can support the development of public policies to promote and care strategies aimed at the collective of health workers.

9
  • MARIA EDUARDA DA SILVA MATOS
  • “A MULHER TEM QUE DÁ CONTA DE TUDO”: COVID-19 E A SAÚDE MENTAL
    DE MULHERES INTEGRANTES DE UM CENTRO DE REFERÊNCIA DE
    ASSISTÊNCIA SOCIAL NO INTERIOR DO NORDESTE

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MICHAEL FERREIRA MACHADO
  • Data: 24/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • A Covid-19 é uma doença infecciosa causada pelo novo Coronavírus, identificado pela
    primeira vez em dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, China. Em janeiro de 2020 a
    Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou que o surto causado pela Covid-19
    constituía-se uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional, categorizando-
    se como uma pandemia. Essa tem afetado grande parte da população e provocado
    consequências estruturais tanto a nível micro, quanto nível macro. Observando-se que para
    além das repercussões econômicas, o advento da pandemia reverberou de forma avassaladora
    na vida de pessoas em situação de vulnerabilidade social, principalmente das mulheres. O
    presente estudo teve como objetivo compreender junto a equipe técnica de um Centro de
    Referência de Assistência Social (CRAS) de uma cidade do interior do Rio Grande do Norte
    as repercussões da pandemia da Covid-19 na saúde mental das mulheres integrantes do
    serviço. Tratou-se de uma pesquisa-intervenção, em caráter de multimétodo, fundamentada no
    referencial teórico metodológico da Análise Institucional (AI). Para tanto, foram realizadas
    três rodas de conversas com as técnicas da equipe, consulta aos prontuários do serviço para
    mapeamento das demandas que ocorreram durante período de 2020 a 2021, observação
    participante com registros no diário de pesquisa. Os dados foram analisados através de
    conceitos importantes do referencial teórico-metodológico da AI. Chamou atenção entre os
    dados levantados que o público atendido no serviço, durante o período analisado, era
    majoritariamente feminino, em idade adulta, com um grau de escolaridade inferior ao ensino
    médio completo, em situação de extrema pobreza e predominantemente eram beneficiárias do
    extinto Programa Bolsa Família. Como resultados observamos as mudanças nas demandas do
    CRAS, tais como o aumento na procura por benefícios eventuais, aparecimento de questões
    de saúde mental relacionadas as repercussões da pandemia. Além disso, percebemos
    significativas mudanças no processo de trabalho do serviço afetando as profissionais, de
    maneia a analisar suas implicações. Desta forma, tais estudos são fundamentais para entender
    as particularidades de cada região, além de proporcionar reflexões acerca das repercussões da
    pandemia da Covid-19 para a população, afim de pensar políticas que possam responder a
    essas demandas.


  • Mostrar Abstract
  • COVID-19 is an infectious disease caused by the new Coronavirus, first identified in
    December 2019, in the city of Wuhan, China. In January 2020, World Health Organization
    (WHO) decreed that the outbreak caused by the COVID-19 constituted a Public Health
    Emergency of International Concern, being categorized as a pandemic. This has affected a
    large part of the population and caused structural consequences at both micro and macro
    levels. It has been observed that, in addition to the economic repercussions, the advent of the
    pandemic reverberated in an overwhelming way in the lives of people in situations of social
    vulnerability, especially women&#39;s. This study aimed to understand, alongside with the
    technical team of a Social Assistance Reference Center (CRAS) in a city in the countryside of
    Rio Grande do Norte, the repercussions of the Covid-19 pandemic on mental health of women
    who benefit from the service. This is an intervention-research of a multimethod nature, based
    on the theoretical-methodological framework of Institutional Analysis (IA). To this end, three
    rounds of conversations were carried out with the team&#39;s technicians; consultations with the
    service&#39;s medical records to map the demands that occurred during the period between 2020
    and 2021; and participant observation with records in the research diaries. The data were
    analyzed through important concepts from the theoretical-methodological framework of IA.
    Among the data collected, what drew attention in the research was the fact that the public
    benefited from the service, during the period analyzed, was mostly adult women, with a lower
    level of education than complete secondary education, in extreme poverty, and predominantly
    beneficiaries of the extinct “Bolsa Família” Program. Regarding the results of this research,
    we have observed changes in the demands of CRAS, such as the increase in demand for
    eventual benefits and the emergence of mental health issues related to the repercussions of the
    pandemic. Furthermore, we have noticed significant changes in the work process of the
    service affecting the professionals, in order to analyze their implications. Therefore, such
    studies are fundamental to understanding the particularities of each region, in addition to
    providing reflections on the repercussions of the COVID-19 pandemic for the population, in
    order to think about policies that may respond to such demands.

10
  • NATÁLIA DE CARVALHO CORDEIRO LIRA
  • TRADUÇÃO, ADAPTAÇÃO E VALIDAÇÃO DO CHRONONUTRITION PROFILE – QUESTIONNAIRE (CP-Q) PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANA ARAÚJO GONTIJO
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 29/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A crononutrição é um tema emergente e propõe que a ingestão dietética associada ao horário das refeições pode afetar a regulação do sistema circadiano. Para avaliar os parâmetros crononutricionais é necessário obter informações detalhadas sobre hábitos alimentares e de sono/vigília, os quais não são acessados por um único e específico questionário. Objetivos: traduzir e adaptar culturalmente para a língua portuguesa o Chrononutrition Profile – Questionnaire (CP-Q) e avaliar sua validade e confiabilidade para a população brasileira. Métodos: Estudo quantitativo transversal. Inicialmente foi realizada a tradução e adaptação cultural do CP-Q, o qual foi proposto para a população americana, com o objetivo de acessar parâmetros referentes aos comportamentos e preferências de um indivíduo tanto para hábitos de sono e vigília, como de ingestão dietética. Esta etapa foi realizada por dois tradutores independentes com domínio em ambas as línguas e seguiu os seguintes passos: tradução; síntese de traduções; retrotradução; comitê de especialistas e pré-teste. Na etapa de validação e confiabilidade do instrumento, foram aplicados os seguintes questionários: Questionário de Perfil Crononutricional traduzido (QPC); Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (IQSP); Questionário do Comer Noturno; Questionário de Qualidade de Vida SF-36; Questionário de Cronotipo de MUNIQUE (MCTQ) e Recordatório Alimentar 24h (R24). A aplicação dos instrumentos foi realizada através de plataforma eletrônica de questionário do Google® - Google Forms. A validade do questionário foi testada pelo teste de correlação de Spearman e a reprodutibilidade pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse (ICC), o nível de significância adotado para todas as análises foi p < 0,05. Resultados: Foram avaliados 636 indivíduos com idade média de 32,4 ± 11,2 anos, a maioria mulher (71,3%), solteira (61,7%), da região nordeste (78,4%), com perfil antropométrico eutrófico (52,3%) e com escore médio de 55,8 DP ± 17,9 de qualidade de vida. Os horários de dormir e acordar nos dias de trabalho/estudo e dias livres do QPC apresentaram correlações moderadas a fortes com os mesmos parâmetros do IQSP (r= 0,66 e 0,60; r = 0,78 e 0,72) e do MCTQ (r= 0,86 e 0,83; r= 0,72 e 0,79), respectivamente. A maior refeição (Kappa = 0,399), omissão do café da manhã (r = 0,739), janela de alimentação (r = 0,66), latência noturna (r = 0,52) e último evento alimentar (r = 0,51) tiveram correlações de moderadas a fortes quando comparadas ao R24.  A reprodutibilidade, testada entre 5 a 10 dias da primeira aplicação, avaliada pelo ICC se mostrou boa a ótima em todos os parâmetros. Conclusão: Os resultados indicam que a tradução e adaptação do QPC para a língua brasileira foi adequada, gerando um questionário valido e confiável para avaliar os hábitos de sono e alimentação da população brasileira.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Chrononutrition is an emerging topic and proposes that dietary intake  associated with mealtimes can affect the regulation of the circadian system. In order  to assess chrononutritional parameters, it is necessary to obtain detailed information  on eating and sleep/wake habits, which are not accessed by a single, specific  questionnaire. Objectives: to translate and culturally adapt the Chrononutrition Profile  – Questionnaire (CP-Q) to Portuguese and to assess its validity and reliability for the  Brazilian population. Methods: Cross-sectional quantitative study. Initially, the  translation and cultural adaptation of the CP-Q was carried out, which was proposed  for the American population, with the objective of accessing parameters referring to  the behaviors and preferences of an individual, both for sleep and wakefulness habits,  as well as dietary intake. This step was carried out by two independent translators with  mastery in both languages and followed the following steps: translation; synthesis of  translations; back translation; expert committee and pre-test. In the validation and  reliability stage of the instrument, the following questionnaires were applied: Translated  Crononutritional Profile Questionnaire (QPC); Pittsburgh Sleep Quality Index (IQSP);  Evening Eating Questionnaire; SF-36 Quality of Life Questionnaire; MUNICH  Chronotype Questionnaire (MCTQ) and 24h Food Recall Questionnaire (R24). The  application of the instruments was carried out through the electronic platform of the  Google® questionnaire - Google Forms. The validity of the questionnaire was tested  by the Spearman correlation test and the reproducibility by the Intraclass Correlation  Coefficient (ICC), the significance level adopted for all analyzes was p < 0.05. Results: We evaluated 636 individuals with mean age of 32.4 ± 11.2 years, most of them women  (71.3%), single (61.7%), from the northeast region (78.4%), with an anthropometric  profile eutrophic (52.3%) and with a mean score of 55.8 SD ± 17.9 quality of life.  Sleeping and waking times on work/study days and off days of the QPC showed  moderate to strong correlations with the same parameters of the IQSP (r= 0.66 and  0.60; r = 0.78 and 0.72) and of the MCTQ (r=0.86 and 0.83; r=0.72 and 0.79),  respectively. The largest meal (Kappa = 0.399), skipping breakfast (r = 0.739), eating  window (r = 0.66), nocturnal latency (r = 0.52), and last eating event (r = 0.51) had  moderate to strong correlations when compared to R24. The reproducibility, tested  between 5 and 10 days after the first application, evaluated by the ICC, proved to be  good to excellent in all parameters. Conclusion: The results indicate that the  translation and adaptation of the QPC into the Brazilian language was adequate,  generating a valid and reliable questionnaire to assess the sleep and eating habits of  the Brazilian population. 

11
  • AMANDA CARLA SILVA CAVALCANTI
  • DESAFIOS NO CUIDADO PSICOSSOCIAL AOS USUÁRIOS
    DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS PELOS AGENTES
    COMUNITÁRIOS DE SAÚDE NO TERRITÓRIO

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MAURICIO ROBERTO CAMPELO DE MACEDO
  • TIAGO ROCHA PINTO
  • Data: 30/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Ao longo da existência humana, é comum perceber o uso de múltiplas substâncias
    psicoativas devido a diversos motivos, sentidos e contextos. Ao abordar essa
    temática, torna-se imprescindível compreender de que modo essa demanda chega
    ao Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente na Atenção Primária à Saúde
    (APS) e como tece sentido com a práxis profissional dos Agentes Comunitários de
    Saúde (ACS). Diante disso, esta pesquisa tem como objetivo geral compreender
    como os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) na Atenção Primária à Saúde
    ofertam cuidados aos usuários que fazem uso prejudicial de substâncias psicoativas.
    O campo da pesquisa ocorreu em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na cidade
    de Santa Cruz - RN. Para tanto, trata-se de um estudo de caso através de uma
    pesquisa intervenção, de natureza qualitativa, fundamentada no referencial teórico
    da Análise Institucional. O período que foi desenvolvido as atividades com os ACS
    aconteceu entre agosto e setembro de 2021. Os dados foram produzidos a partir de
    três instrumentos: roda de conversa, entrevistas semiestruturadas e diário de
    pesquisa. Ao todo, foram realizadas 08 entrevistas individuais e 01 roda de
    conversa. Quanto ao diário, foi elaborado durante as vivências descritas
    anteriormente como potencial de análise e reflexão nos encontros in loco na
    pesquisa. No que se refere à análise dos dados produzidos, foram aplicados
    conceitos importantes do referencial teórico da Análise Institucional, como
    encomenda, demanda, transversalidade e implicação. Como resultados, ao analisar
    as interfaces das vivências de trabalho dos ACS, foi constatada baixa procura na
    UBS pelos usuários de substâncias psicoativas; valorização do modelo biomédico e
    da medicalização; internação nas comunidades terapêuticas como uma
    possibilidade instituída do cuidado; baixo planejamento na oferta individual do
    cuidado e pouca abrangência na articulação intersetorial. Nesse sentido, embora o
    trabalho dos ACS seja uma tarefa desafiadora, ainda é possível atuar numa
    construção coletiva cotidiana que dê espaço para o cuidado pautado no vínculo, na
    escuta e no acolhimento norteado pelos princípios que regem a Redução de Danos,
    a clínica ampliada e o SUS.


  • Mostrar Abstract
  • Throughout human existence, it is common to perceive the use of multiple
    psychoactive substances due to different reasons, meanings, and contexts. When
    addressing such theme, understanding how this demand reaches the Unified Health
    System (UHS) is essential, especially in Primary Health Care (PHC), as well as how
    it relates to the professional activities of Community Health Agents (CHAs). Thus, this
    research has as its main objective to comprehend how Community Health Agents in
    Primary Health Care take care of individuals who make harmful use of psychoactive
    substances. The field of research was a Basic Health Unit (BHU) in the city of Santa
    Cruz, RN. This is a case study of a qualitative nature, which was carried out through
    an intervention-research approach and based on the theoretical framework of
    Institutional Analysis. The activities that were developed with the CHAs took place
    between August and September, 2021. The data were collected through the three
    following instruments: a conversation circle, semi-structured interviews, and a
    research diary. In total, 01 conversation circle and 08 individual interviews were
    carried out. As for the diary, it was prepared during the experiences described above
    as a potential for analysis and reflection in the in loco meetings in the research. With
    regard to the analysis of the collected data, important concepts from the theoretical
    framework of Institutional Analysis were applied, such as order, demand,
    transversality, and implication. When analyzing the interfaces of the CHAs’ work
    experiences, the following results were found: a low demand at the BHU by users of
    psychoactive substances; valuation of the biomedical model and medicalization;
    hospitalization in therapeutic communities as an instituted possibility of care; low
    planning in the individual provision of care; and little coverage in intersectoral
    articulation. Therefore, although the CHAs’ work may be a challenging task, it is still
    possible to act in a daily collective construction that gives space for care based on
    the bond, listening, and welcoming guided by the principles that rule Harm
    Reduction, expanded clinic, and the UHS.

12
  • URSULA COSTA
  • BUROCRACIA A NÍVEL DE RUA E AUTONOMIA PROFISSIONAL: IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE NO TRABALHO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE NO SEMIÁRIDO NORDESTINO

  • Orientador : ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • LUÍSA DA MATTA MACHADO FERNANDES
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MICHELLE VIEIRA FERNANDEZ DE OLIVEIRA
  • Data: 11/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O desenvolvimento das políticas públicas envolve um ciclo de etapas - agenda, formulação, implementação, avaliação - necessárias para compreender as deliberações tomadas e suas consequências. Na implementação as decisões planejadas são consolidadas em ações finais. Os Burocratas a Nível de Rua (BNR´s) são agentes implementadores, responsáveis pela entrega direta das políticas aos cidadãos. No Sistema Único de Saúde (SUS), profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) são considerados BNR´s de referência nas ações de saúde e, no exercício de suas funções, valem-se de sua autonomia profissional como estratégia para atender às necessidades populacionais. Objetivo: o presente trabalho objetivou analisar como os Agentes Comunitários de Saúde (ACS´s) de um município do semiárido brasileiro estabelecem historicamente sua autonomia profissional enquanto BNR´s nas rotinas de trabalho. Métodos: consiste em um estudo qualitativo exploratório que, através da realização de entrevistas com ACS´s pelo método da História Oral Temática e análise de conteúdo (Bardin), permitiu a construção de quatro categorias analíticas associadas às dimensões individuais, coletivas e ao ambiente de atuação desses trabalhadores. Resultados: foi observado o desenvolvimento de mecanismos de autonomia pelos ACS´s na tomada de decisões durante a implementação das políticas públicas de saúde. Conclusão: a atuação desses BNR´s pode influenciar diretamente na execução dessas políticas.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The development of public policies involves a cycle of steps - agenda, formulation, implementation, evaluation - necessary to understand the decisions taken and their consequences. In implementation, planned decisions are consolidated into final actions. Street Level Bureaucrats (BNR's) are implementing agents, responsible for the direct delivery of policies to citizens. In the Unified Health System (SUS), professionals from the Family Health Strategy (ESF) are considered BNR's of reference in health actions and, in the exercise of their functions, they use their professional autonomy as a strategy to meet the population's needs. Objective: The present study aimed to analyze how the Community Health Agents (ACS's) of a municipality in the Brazilian semi-arid region historically establish their professional autonomy as BNR's in their work routines. Methods: consists of an exploratory qualitative study that, through interviews with as using the Thematic Oral History method and content analysis (Bardin), allowed the construction of analytical categories associated with individual and collective dimensions and the environment of action of these workers. Results: it was observed the development of mechanisms of autonomy by ACS´s in decision making during the implementation of public health policies. Conclusion: the performance of these BNR's can directly influence the execution of these policies.

     

     

13
  • LUIZ PAULO GOMES DOS SANTOS ROSA
  • Desafios e perspectivas na formação de médicos de família e comunidade: a experiência do Rio Grande do Norte.

     
     
  • Orientador : KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXANDRE MEDEIROS DE FIGUEIREDO
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • Data: 27/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A formação de médicos especialistas em Atenção Primária a Saúde (APS) através de residência médica é uma importante estratégia de fortalecimento do sistema único de saúde. A expensão de Programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade (RMFC), inclusive no estado do Rio Grande do Norte (RN), representou um avanço importante na formação, mas persistem desigualdes regionais. São escassos os estudos que avaliam o perfil sociodemográfico, a trajetória profisional e acadêmica dos egressos e aspectos relacionados a gestão do programas. Objetivos: Os objetivos do estudo são caracterizar o perfil e a trajetória profissional dos egressos dos Programas de RMFC do RN e analisar aspectos relacionados a gestão. Métodos: Estudo de abordagem mista. Os dados quantitativos foram analisados através de estatística descritiva e os dados qualitativos submetidos à análise textual lexicográfica e análise de conteúdo. Resultados: Dos 96 egressos, 37 (39%) responderam ao questionário.  A maioria é formada por mulheres (54,1%), atua na estratégia de saúde da família (67,6%), no serviço privado (59,5%) e na docência (54,1%). Seis classes foram analisadas: ausência de incentivos para a Medicina de Família; papel das políticas públicas; número reduzido de egressos quando comparado ao número de vagas ofertadas; dificuldades na relação com os gestores; dificuldades na relação com as instituições de ensino e perspectivas para o mercado de trabalho. Conclusão: Os dados possibilitam a compreensão do percurso tanto dos egressos, quanto dos próprios Programas de RMFC nos dez anos analisados. É possível identificar a necessidade de novas estratégias e diálogo permanente entre os atores nas diferentes instâncias e níveis de gestão, no sentido de viabilizar novas possibilidades na política de recursos humanos qualificados para a APS e para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde. 


  • Mostrar Abstract
  •  

     
     
14
  • MARCOS VINÍCIUS DA SILVA BENTO
  •  

    O CICLO SONO/VIGÍLIA EM POLÍTICAS DE SAÚDE: UMA REVISÃO DE ESCOPO

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • RUBIA APARECIDA PEREIRA DE CARVALHO MENDES
  • Data: 29/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • A Atenção Primária à Saúde (APS) é um dos níveis do sistema único de saúde brasileiro (SUS), caracterizada por realizar ações de promoção, prevenção e proteção da saúde. A APS possui ligação direta com as políticas públicas de saúde por ser regida pela Política Nacional de Atenção Básica. Dentre as temáticas que podem ser trabalhadas em políticas públicas pode-se evidenciar o ciclo sono/vigília (CSV). Os danos à saúde provocados por alterações em relação ao CSV são cada vez mais evidentes. Portanto, o objetivo deste estudo foi mapear evidências sobre o CSV relacionadas às políticas de saúde no contexto da APS. Trata-se de uma revisão de escopo conduzida de acordo com a metodologia do Joanna Briggs Institute (JBI) e com o PRISMA-ScR. As bases de dados consultadas foram PubMed, LILACS e Scopus, sobre publicações dos últimos 5 anos, em inglês e português. Além disso, foram incluídos os cadernos de atenção básica que constam no site da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde brasileiro. De 959 artigos encontrados nas bases de dados, 34 foram selecionados para leitura completa, dos quais 8 passaram pelos critérios de inclusão. No entanto, mais 1 artigo foi adicionado por apresentar relação com o objetivo da pesquisa, totalizando 9 artigos incluídos no estudo. Dentre os 30 cadernos de atenção básica mapeados, apenas 23 retornaram resultados. Os 9 artigos analisados eram na maioria decorrentes  de países da América do Norte e Europa, e abordavam políticas de saúde relacionadas aos seguintes temas: insônia; apneia do sono; curso de melhoria da qualidade de vida; programa de educação sobre o sono; clínica de sono; cumprimento de diretrizes nacionais; hábitos de vida e desempenho acadêmico; e o atraso no início das aulas pela manhã. Nos cadernos de atenção básica foi observado que 9 orientam os profissionais de saúde a investigarem ou questionarem os pacientes sobre o sono durante os atendimentos e alguns informam o que os profissionais devem orientar sobre o sono. Somado a isso, foi observado em 8 cadernos o sono ou a sonolência como efeito adverso ao uso de fármacos e 10 deles apontavam alterações no sono ou sonolência como sintomas decorrentes de condições de saúde. Percebe-se então que o tema central tratado nos artigos e cadernos avaliados neste estudo referem-se ao sono especificamente, tratando de forma limitada evidências sobre o CSV e a ritmicidade biológica nas políticas de saúde da APS. Além disso, não foi observada política de saúde relacionada ao CSV no Brasil. De forma positiva, observa-se que o sono é tema abordado nos cadernos de atenção básica, porém não integra ou aborda a ritmicidade biológica dos mais variados sistemas corporais, a qual é fundamental para a saúde individual e coletiva, assim como, a relação do CSV com os processos saúde-doença-adoecimento. Espera-se que esta revisão possa fornecer evidências para o desenvolvimento de novos estudos e políticas de saúde sobre o CSV no Brasil e no mundo, e sirva de base para a implementação de ações e estratégias de promoção à saúde e  prevenção de doenças.


  • Mostrar Abstract
  • Primary Health Care (PHC) is one of the levels of Brazilian Unified Health System (SUS), characterized by carrying out health promotion, prevention and protection actions. PHC is directly linked to public health policies as it is governed by the National Primary Care Policy. Among the important issues that can be addressed in public policies, the sleep/wake cycle (SWC) can be highlighted. The damage to health caused by changes in relation to SWC is becoming increasingly evident. Therefore, the aim of this study was to map evidence about SWC related to health policies in the context of PHC. This is a scoping review conducted according to the Joanna Briggs Institute (JBI) methodology and PRISMA-ScR. The databases consulted were PubMed, LILACS, and Scopus, on publications from the last 5 years, in English and Portuguese. In addition, we included the primary care notebooks that are available on the website of the Primary Health Care Secretariat of the Brazilian Ministry of Health. Of 959 articles found in the databases, 34 were selected for full reading, of which 8 met the inclusion criteria. However, 1 more article was added because it was related to the research objective, totaling 9 articles included in the study. Among the 30 primary care notebooks mapped, only 23 returned results. The 9 articles analyzed were mostly from North American and European countries, and addressed health policies related to the following topics: insomnia; sleep apnea; quality of life improvement course; sleep education program; sleep clinic; compliance with national guidelines; lifestyle and academic performance; and about delayed school start in the morning. In the care notebooks, it was observed that 9 guide health professionalsto investigate or question patients about sleep during appointments, and some inform that professionals should guide about sleep. In addition, 8 care notebooks noted sleep or somnolence as an adverse effect to the use of drugs, and 10 indicate changes in sleep or somnolence as symptoms resulting from diseases or health conditions. It is clear then that the central theme addressed in the articles and notebooks evaluated in this study refers specifically to sleep, dealing in a limited way with evidence on SWC and biological rhythmicity in PHC health policies. In addition, no health policy related to SWC was observed in Brazil. In a positive way, it can be observed that sleep is a theme approached in the basic care booklets, but it does not include or approach the biological rhythmicity of the most varied body systems, which is fundamental for individual and collective health, as well as the relationship of the SWC with the health-disease processes. It is expected that this review may provide evidence for the development of new studies and health policies about SWC in Brazil and worldwide, and serve as a basis for the implementation of actions and strategies for health promotion and disease prevention. 


15
  • IZABEL CRISTINA DE MEDEIROS
  • APRENDER NO TRABALHO: UMA VIVÊNCIA NO SEMIÁRIDO NORDESTINO

  • Orientador : ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • RICARDO BURG CECCIM
  • Data: 30/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A educação permanente em saúde (EPS) se configura como uma proposta de aprendizagem no e pelo trabalho, pelo qual o processo ensino-aprendizagem se incorpora ao cotidiano laboral com possibilidade de transformar as práticas profissionais. Nessa perspectiva, o Ministério da Saúde instituiu, no ano de 2004, a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) como estratégia para incentivar a formação de trabalhadores, buscando articular iniciativas qualificadas ao enfrentamento das necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A PNEPS tem como elemento central o trabalho interprofissional, pois o convívio entre as diferentes profissões em si já é um espaço de aprendizado. Espaço este, materializado pelo trabalho em equipe nas entranhas de uma equipe de saúde da família como condição para efetivar o cuidado em saúde na Atenção Básica. Objetivo: Compreender como os trabalhadores da Estratégia Saúde da Família (ESF) percebem o trabalho em equipe como elemento de Educação Permanente em Saúde na Atenção Básica (AB) Metodologia: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória com inspiração etnográfica realizada com os trabalhadores de saúde de uma equipe de saúde da família de um município no semiárido potiguar. A coleta de dados se deu por meio de diário de campo e encontros organizados como oficinas critico reflexiva para discutir as temáticas trabalho em equipe na AB e Educação permanente no contexto da AB. As narrativas produzidas durante a Oficina foram gravadas, transcritas e organizadas de modo a possibilitar uma análise temática critica.  Resultados: A partir dos encontros foi observado que os trabalhadores em saúde percebem a importância do trabalho em equipe no contexto da AB, bem como um ponto importante e decisivo na resolução de demandas dos usuários. No tocante a EPS foi observada a percepção de que o campo de trabalho da AB demanda necessidades constates e que no dia a dia de trabalho o aprendizado acontece pela partilha com os colegas. Entretanto, os trabalhadores não percebem tal partilha como EPS e o trabalho como potencial formativo, muitas vezes compreendendo que a formação só acontece quando existe um momento formal e “padrão” promovido pela gestão em saúde.  


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Continuing health education (EPS) is configured as a proposal for learning in and through work, through which the teaching-learning process is incorporated into daily work with the possibility of transforming professional practices. In this perspective, the Ministry of Health instituted, in 2004, the National Policy for Permanent Education in Health (PNEPS) as a strategy to encourage the training of workers, seeking to articulate qualified initiatives to face the needs of the Unified Health System (SUS). The PNEPS has interprofessional work as its central element, as the interaction between the different professions is itself a space for learning. This space, materialized by teamwork in the bowels of a family health team as a condition to implement health care in Primary Care. Objective: To understand how the workers of the Family Health Strategy (ESF) perceive teamwork as an element of Permanent Health Education in Primary Care (AB). Methodology: This is a qualitative, descriptive and exploratory research carried out with workers from health of a family health team in the city of Currais Novos - RN. Data collection took place through two meetings structured as critical reflective workshops to discuss the themes teamwork in AB and Permanent education at work in the context of AB. The narratives produced during the Workshop were recorded, transcribed and organized in order to enable a critical thematic analysis Results: From the meetings, it was observed that health workers perceive the importance of teamwork in the AB context, as well as understand this as an important and decisive point in solving users' demands. Regarding the EPS, the perception was observed that the AB work field demands constant needs and that in the day-to-day work, learning happens through sharing with colleagues. However, workers do not perceive such sharing as EPS and work as a training potential, often understanding that training only happens when there is a formal and “standard” moment promoted by health management.

16
  • NATÁLIA FERNANDES DO NASCIMENTO
  • Agricultura Familiar e Gênero no Contexto da Pandemia da COVID-19: impactos e estratégias de vida de mulheres rurais em área remota do Nordeste brasileiro

  • Orientador : MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • CATARINE SANTOS DA SILVA
  • FERNANDA FERNANDES GURGEL
  • POLIANA DE ARAÚJO PALMEIRA
  • Data: 27/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa pretende analisar os impactos da pandemia da COVID-19 na vida das mulheres rurais agricultoras em um município do interior do Nordeste brasileiro. Para tanto, foram aplicados questionários e realizadas entrevistas semiestruturadas e com uma representante da direção do Sindicato Municipal de Agricultura Familiar e com 30 agricultoras sindicalizadas no referido sindicato em Jaçanã, situada na Região do Trairi no Rio Grande do Norte. O questionário estava  subdividido em quatro módulos: 1º) identificação das agricultoras familiares; 2º) caracterização socioeconômica; 3º) Informações sobre Segurança Alimentar e Nutricional, baseado na Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA).  Essa escala é um instrumento de coleta validado pela população brasileira para classificar famílias em situação de insegurança alimentar leve, moderada ou grave. As entrevistas semiestruturadas buscou compreender as questões discursivas de gênero no contexto da agricultura familiar durante a pandemia. Trata-se de um estudo transversal de abordagem quali-quantitativa com natureza descritiva e analítica na perspectiva da abordagem teórico-metodológica marxista. Para análise dos resultados quantitativos foi utilizado o Programa Statistical Package for Social Science (SPSS) for Windows versão 20.0 com a análise estatística descritiva. Já os dados qualitativos foram avaliados a partir da análise temática, considerando aspectos da análise dialética marxista. Observou-se que a maioria das mulheres são adultas entre 22-82 anos  (87%), possuem renda abaixo de um salário-mínimo (77%), plantam feijão, criam aves e destas apenas 4% encontram-se em segurança alimentar. As mulheres rurais agricultoras encontram-se no cenário de vulnerabilidade estrutural marcada por uma economia de cuidado agravada no contexto pandêmico. Durante a pandemia esse grupo de mulheres agricultoras sofreram impactos na saúde, na educação dos (as)  filhos (as), na economia  pelo elevados preços de mercado e redução da renda familiar pela interrupção temporária de feiras livres, restaurantes e PNAE. Ademais, a crise sanitária e socioeconômica escancarou a necessidade de construção de políticas públicas voltados a valorização, reconhecimento e remuneração do trabalho de cuidados historicamente feminizado, sobretudo, para as mulheres rurais na luta pela garantia dos seus direitos e direitos coletivos de alimentar-se bem o país. Constata-se que se faz necessário a retomada dos investimentos, ampliação e refundação de políticas públicas de fortalecimento da agricultura familiar e combate a fome. 



  • Mostrar Abstract
  • This research aims to analyze the impacts of the COVID-19 pandemic on issues of class, food and gender in family farming in a municipality in the interior of the Northeast. It consists of a cross-sectional study with a qualitative-quantitative approach with a descriptive and analytical nature from the perspective of the theoretical-methodological approach of dialectical materialism. The study will take place in Jaçanã, located in Rio Grande do Norte. It will consist of two phases, the first will include the documentary analysis of technical notes and official bulletins on measures aimed at family farming during the COVID-19 pandemic period, from April to October 2020 and April 2021 to October of 2021. These documents will be researched on the official websites of the Federation, the State and the Municipalities and will be decoded from the thematic analysis in the light of the Marxist dialectical perspective. In the second phase, we will carry out interviews with the representative of the municipal union of family agriculture and with the women farmers unionized in that union in Jaçanã-RN. Therefore, we will apply a semi-structured questionnaire divided into four modules: 1st) Identification; 2º) Socioeconomic Characterization of family farmers; 3rd) Information on Food and Nutritional Security, based on the Brazilian Scale of Food Insecurity (EBIA). This scale is a collection instrument validated by the Brazilian population to classify families in situations of mild, moderate or severe food insecurity and; the 4th) comprises discursive gender issues in the context of family farming during the pandemic. To analyze the quantitative results, the Statistical Package for Social Science (SPSS) for Windows version 20.0 will be used with descriptive statistical analysis. Qualitative data will be analyzed using thematic analysis. With the results of the study, it will be possible to verify the officially documented measures for the protection of family farming and inform the food and nutritional security of women farmers and the challenges faced by them during the COVID-19 pandemic.

2021
Dissertações
1
  • DAYANE SHIRLEY DE LIMA SANTIAGO
  • MECANISMOS DE AÇÃO DE UM CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE NO SERIDÓ POTIGUAR: um estudo sobre o controle social

  • Orientador : ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • LAIS ALVES DE SOUZA BONILHA
  • Data: 02/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • Esse estudo tem como objetivo compreender os mecanismos de controle social e democracia participativa do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Caicó, Rio Grande do Norte, durante a idealização e operacionalização das pré-conferências locais de saúde até a Conferência Municipal de Saúde no ano de 2019. O controle social é caracterizado como participação da sociedade civil organizada na elaboração, implementação e fiscalização de políticas públicas, já a democracia participativa é qualificada por meio da participação conjunta de diversas vertentes e vozes da sociedade de modo ativo e contínuo de diálogo com o governo para superar a perspectiva representativa. Trata-se de uma pesquisa cartográfica, de natureza qualitativa e de caráter exploratório descritivo. Os dados foram construídos a partir de observação participante e diário campo seguindo os passos cartográficos: 1) as reuniões ordinárias e extraordinárias do CMS de setembro de 2018 a outubro de 2019, 2) as pré-conferências locais de saúde em Caicó de março a abril de 2019, e 3) a 7ª Conferência Municipal de Saúde em abril de 2019. Foram utilizadas as aproximações com o controle social e a democracia participativa em suas dimensões de autonomia, organização e acesso para compor nossa estrutura analítica. A partir de nossa incursão no campo de estudo emergiram três categorias analíticas, a saber: i) agenciamento do CMS do planejamento à avaliação das pré-conferências locais, ii) co-gestão; iii) articulações intersetoriais. As propostas relacionadas ao tema do estudo permearam os distintos eixos de discussão e extrapolaram realidade local com denúncia do risco da democracia no Brasil. As análises acerca dos resultados desses mecanismos contribuíram para desvelar as dificuldades de autonomia, acesso e organização do CMS, com controle social insipiente e ausência de democracia participativa. Esse trabalho pode contribuir na execução de outras conferências como fomento à democracia participativa e auxiliar no planejamento das ações, superação dos desafios e fortalecimento do controle social.


  • Mostrar Abstract
  • This study aims to understand the mechanisms of social control and participatory democracy of the Municipal Health Council (MHC) of Caicó, Rio Grande do Norte, during the idealization and operation of the local health pre-conferences until the Municipal Health Conference in 2019. Social control is characterized as the participation of organized civil society in the elaboration, implementation and inspection of public policies, whereas participatory democracy is qualified through the joint participation of diverse strands and voices of society in an active and continuous dialogue with the government to overcome the representative perspective. It is a cartographic research, of a qualitative nature and of an exploratory and descriptive character. The data were constructed from participant observation and field diary following the cartographic steps: 1) the ordinary and extraordinary meetings of the MHC from September 2018 to October 2019, 2) the local health pre-conferences in Caicó from March to April of 2019, and 3) the 7th Municipal Health Conference in April 2019. Approaches with social control and participatory democracy in their dimensions of autonomy, organization and access were used to compose our analytical structure. From our foray into the field of study, three analytical categories emerged, namely: i) agency of the MHC from planning to the evaluation of local pre-conferences, ii) co-management; iii) intersectoral articulations. The proposals related to the theme of the study permeated the different axes of discussion and extrapolated local reality with denunciation of the risk of democracy in Brazil. The analysis of the results of these mechanisms contributed to reveal the difficulties of autonomy, access and organization of the MHC, with insipient social control and the absence of participatory democracy. This work can contribute to the execution of other conferences such as fostering participatory democracy and assisting in planning actions, overcoming challenges and strengthening social control.

2
  • ESLIA MARIA NUNES PINHEIRO
  • “ERA SÓ MAIS UM DADO”: ANÁLISE INSTITUCIONAL DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS NO CUIDADO EM SAÚDE MENTAL ÀS MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • FLÁVIO ADRIANO BORGES MELO
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 26/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • O debate de gênero tem adentrado cada vez mais o campo teórico e prático da Reforma Psiquiátrica, sendo a desconstrução das desigualdades de gênero, raça e classe entendida como um processo fundamental para a concretização de um modelo psicossocial de cuidado. Considerando as violências contra as mulheres como uma manifestação dessas desigualdades e um fenômeno muito prevalente na sociedade, o presente trabalho teve por objetivo geral analisar as práticas profissionais de cuidado em saúde mental às mulheres em situação de violência, junto aos trabalhadores do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) II de uma cidade do interior do Rio Grande do Norte e sob uma perspectiva de gênero. Para tanto, optamos pela pesquisa-intervenção, de abordagem qualitativa, a partir do referencial teórico metodológico da Socioclínica Instituicional e do gênero como categoria de análise. As atividades junto aos profissionais do CAPS aconteceram entre maio do ano de 2019 e outubro de 2020. Os dados foram produzidos a partir de três instrumentos: rodas de conversa, entrevistas individuais e diário de pesquisa. Foram realizadas 07 entrevistas individuais e 05 rodas de conversa – sendo 04 presenciais e 01 remota (online).  De forma sistematizada, 03 das 05 rodas de conversa foram dedicadas a analisar coletivamente com os profissionais os dados oriundos das demais rodas de conversa e entrevistas individuais (restituição). O diário de pesquisa foi escrito pela autora deste trabalho com base nos momentos vivenciados no serviço e também nas reuniões de planejamento/orientação. Os resultados foram organizados a partir da análise das implicações, mas também contemplaram outros princípios da Socioclínica Institucional, como a análise da encomenda e da demanda, trabalho dos analisadores e atenção aos contextos e interferências institucionais. A análise das implicações profissionais com a instituição acadêmico-científica, os núcleos profissionais e a saúde mental fizeram-se necessárias no processo de análise das implicações profissionais com a instituição gênero. Essas análises foram divididas em tópicos por instituição apesar de, na prática, essas questões não se dissociarem. Observamos que as relações de gênero e estruturas de poder no CAPS se revelam de múltiplas formas: na estrutura relacional e funcional da equipe, na abordagem estereotipada dos usuários tanto em relação à loucura quanto aos papeis de gênero, na invisibilidade das violências contra as mulheres, entre outras. Quando não levadas em consideração, essas relações atravessam os sujeitos e as práticas, inviabilizando a superação dos problemas. O trabalho de análise atuou de forma a desvelar essas relações de gênero e retirar as violências da dimensão do não dito no serviço, mas também para refletir sobre outras interferências institucionais – os modos instituídos de cuidado, as concepções de saúde mental e a gestão do processo de trabalho.  O tensionamento entre discursos e práticas tem apontado para a criação de forças instituintes, resultantes do próprio movimento da pesquisa-intervenção. A possibilidade de educação no/pelo trabalho demonstra o potencial dos dispositivos analíticos criados para desenvolver a Educação Permanente em Saúde, o que condiz com o princípio socioclínico de produção de conhecimento durante a intervenção.


  • Mostrar Abstract
  • The gender debate has increasingly entered the theoretical and practical field of Psychiatric Reform, with the deconstruction of gender, race and class inequalities being understood as a fundamental process for the praxis of care based on the biopsychosocial model. Considering violence against women as a instituted dimension in society that also goes through mental health care practices, the present work had the general objective of analyzing professional practices with the Psychosocial Care Center workers in the city of Santa Cruz/RN, focusing on the professional implications with violence against women. Therefore, we opted for the intervention research, with a qualitative approach, based on the theoretical and methodological support of the Institutional Socioclinics, in the form of Institutional Analysis of Professional Practices. This dissertation is part of a larger project that involves teaching, research and extension and seeks to investigate various dimensions of care for women in severe psychological distress and in situations of violence in Santa Cruz/RN. Thus, the research began in parallel with the other axes of the project, from an analysis of the field carried out in conjunction with the researchers’ team. The data were produced with the Psychosocial Care Center professionals using three instruments: conversation circles, individual interviews and research diaries. Four rounds of conversation, three in person and one remote (online), and 07 individual interviews were held and the diaries were written by the author of this work based on the moments experienced in the service and in the planning/orientation meetings. The results were organized based on the professional implications in their psycho-affective, historical-existential and structural-professional dimensions with some institutions such as gender (and violence against women). In addition to these, the implications with other institutions have proved to be relevant throughout the intervention and analysis process, such as academic-scientific, profession(s) and mental health. The analysis work has been important to remove the violence from the dimension of the unspoken in the service, but also to reflect on other institutional interferences - the instituted modes of care, the conceptions of mental health and the management of the work process. The tension between discourses and practices has pointed to the creation of instituting forces, resulting from the intervention-research movement itself. The possibility of education in/through work demonstrates the potential of the analytical devices created to develop Permanent Education, which is consistent with the socioclinical principle of knowledge production during the intervention.

3
  • RENATHA CELIANA DA SILVA BRITO
  •  On-line no puerpério: interações e dinâmicas de um grupo virtual

  • Orientador : ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MARIA NEYRIAN DE FATIMA FERNANDES
  • Data: 27/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • O puerpério é uma fase da vida da mulher marcado por mudanças, desafios físicos e biopsicossociais. Face a atual situação de pandemia mundial causada pelo novo coronavírus, este período se reveste de novos desafios, sendo que o binômio mãe-filho pode ser caracterizado como um grupo particularmente vulnerável a esta realidade. Assim, o presente estudo, de abordagem qualitativa, de caráter exploratório, analisou seis meses de interações de um grupo virtual de Whatsapp, composto por 9 mulheres, usuárias dos serviços básicos de saúde de seis Estratégias de Saúde da Família do Município de Currais Novos/RN. O período temporal investigado transcorreu de janeiro a junho de 2020, iniciando quando as mulheres estavam nas últimas semanas de gestação e acompanhando todo o puerpério, em sua maior parte ocorrendo concomitantemente ao estado de pandemia. O corpus resultado das interações foi preparado, codificado, revisado e corrigido e então submetido a Análise da Classificação Hierárquica Descendente do software IRAMUTEQ.  A próxima etapa foi a análise de conteúdo do material obtido, de acordo com Bardin. A exploração de duas dimensões obtidas neste processo, denominadas de "Assistência à Saúde" e "Rotina diária do puerpério" revelou, entre outras coisas: o impacto negativo da pandemia por COVID-19 no acesso aos serviços básicos da rede pública de saúde especificamente para este estágio de vida; as dificuldades inerentes à rotina e demanda de cuidados do puerpério, bem como as limitações sentidas neste momento; e a descoberta de que o  grupo virtual pode atuar fortalecendo a rede de apoio necessária ao enfrentamento das dificuldades do puerpério a partir da troca de experiências.


  • Mostrar Abstract
  • The puerperium is a phase of a woman's life marked by changes, physical and biopsychosocial challenges. In view of the current world pandemic situation caused by the new coronavirus, this period is facing new challenges, and the mother-child binomial can be characterized as a group particularly vulnerable to this reality. Thus, the present study, with a qualitative approach, of an exploratory character, analyzed six months of interactions of a virtual Whatsapp group, composed of 9 women, users of the basic health services of six Family Health Strategies in the Municipality of Currais Novos / RN. The investigated time period ran from January to June 2020, starting when the women were in the last weeks of pregnancy and following the entire puerperium, mostly occurring concurrently with the pandemic state. The corpus resulting from the interactions was prepared, coded, revised and corrected and then submitted to the Descending Hierarchical Classification Analysis of the IRAMUTEQ software. The next step was the content analysis of the material obtained, according to Bardin. The exploration of two dimensions obtained in this process, called "Health Care" and "Daily routine of the puerperium" revealed, among other things: the negative impact of the pandemic by COVID-19 on access to basic services of the public health network specifically for this stage of life; the difficulties inherent in the routine and demand for postpartum care, as well as the limitations experienced at this moment; and the discovery that the virtual group can act by strengthening the support network necessary to face the difficulties of the puerperium based on the exchange of experiences.

4
  • EDJANCLEY TEIXEIRA DE LIMA
  • RELAÇÃO ENTRE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHERES HORTEIRAS E PROBLEMAS DE SONO: ESTUDO OBSERVACIONAL

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIGLIOLA MARCOS BERNARDO DE LIMA
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 27/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • A violência é um fenômeno conhecido mundialmente e impacta de modo significativo nas relações interpessoais e entre grupos. Socialmente apresenta valor subjetivo, sistemático e desencadeador das condições sociais e, deste modo, necessita ser amplamente compreendido uma vez que acarreta os mais variados impactos biopsicossociais. A investigação da violência doméstica, mais especificamente, no contexto periurbano reveste-se de importância científica e social, considerando a existência de poucos estudos sobre as relações de gênero vivenciadas por mulheres que residem e/ou que desenvolvem atividades rurais. A mulher vítima de violência doméstica apresenta risco de desenvolver morbidades, com possibilidade de resultar em problemas de sono. Nesse sentido, este estudo apresenta como objetivo avaliar a frequência e a relação de violência doméstica contra mulheres horteiras e problemas de sono. Trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório, observacional e descritivo, com abordagem quantitativa. O estudo foi realizado em 2 (duas) cooperativas de mulheres horteiras, situadas no bairro Paraíso do município de Santa Cruz, interior do Rio Grande do Norte. Para a coleta de dados, foi utilizado ficha de caracterização sociodemográfica, em seguida, foram aplicados os instrumentos de medida validados no Brasil para rastreio de violência doméstica e para avaliação da qualidade de sono: o instrumento HITS-Brasil, o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (PSQI) e a Escala de sono de Epworth. Para análise dos dados quantitativos, foi utilizado o programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS – versão 22.0). Foi realizada análise descritiva da distribuição de frequência das variáveis categóricas e numéricas. A normalidade da distribuição foi determinada pelo teste de Shapiro-Wilk, para a análise descritiva foi empregado o teste não paramétrico coeficiente de correlação de Spearman. Foi adotado um nível de significância de 5% (p <0,05). Com a aplicação do Instrumento HITS, identificamos que 85,2% (n= 58) das entrevistadas não apresentam indicação de experiência de violência doméstica, enquanto, 14,8 % (n=10) vivenciaram essa experiência. Com relação análise da sonolência diurna através do escore da escala de sonolência de Epworth entre as entrevistadas, 92,5% (n=63) apresentaram pouca sonolência, enquanto que 7,5% (n=5) apresentaram sonolência diurna excessiva. Com os resultados do escore final do PSQI que avalia a qualidade do sono em relação ao último mês, verificou-se nesta amostra que, 53,0% (n=36) classificaram a qualidade de seu sono no último mês como boa, 47,0% (n=32) como ruim. No tocante à análise de correlação dos dados, verificou-se significância estatística entre as variáveis HITS e Horas por dia (rho = -0,295 e p-valor = 0,014); HITS e Epworth (rho = 0,370 e p-valor = 0,002) e HITS e PSQI (rho = 0,322 e p-valor = 0,007). Com os resultados do estudo ficou evidenciado um número pequeno de mulheres horteiras vítimas de violência doméstica, todavia, considerando as variadas apresentações de violência doméstica, o presente estudo sugere associação entre violência doméstica e sonolência diurna excessiva e associação entre violência doméstica e má qualidade de sono no último mês. Espera-se que este estudo sirva de subsídio para promover discussões nas associações de mulheres horteiras para promoção de empoderamento e cuidado à saúde. 


  • Mostrar Abstract
  • Violence is a phenomenon known worldwide and has a significant impact on interpersonal and group relationships. Socially, it has a subjective, systematic and triggering value of social conditions and, therefore, needs to be widely understood since it causes the most varied biopsychosocial impacts. The investigation of domestic violence, more specifically, in the peri-urban context is of scientific and social importance, considering the existence of few studies on gender relations experienced by women who reside and / or develop rural activities. Women who are victims of domestic violence are at risk of developing morbidities, with the possibility of resulting in sleep problems. In this sense, this study aims to evaluate the frequency and the relationship of domestic violence against women farmers and sleep problems. This is an exploratory, observational and descriptive study, with a quantitative approach. The study was carried out in 2 (two) female horticultural cooperatives, located in the Paraíso district of the municipality of Santa Cruz, in the interior of Rio Grande do Norte. For data collection, a sociodemographic characterization form was used, then the measurement instruments validated in Brazil were applied to screen for domestic violence and to assess sleep quality: the HITS-Brazil instrument, the Sleep Quality Index Pittsburgh (PSQI) and the Epworth Sleep Scale. For the analysis of quantitative data, the program Statistical Package for Social Sciences (SPSS - version 22.0) was used. Descriptive analysis of the frequency distribution of categorical and numerical variables was performed. The normality of the distribution was determined by the Shapiro-Wilk test, for the descriptive analysis, the non-parametric Spearman correlation coefficient test was used. A significance level of 5% (p <0.05) was adopted. With the application of the HITS Instrument, we identified that 85.2% (n = 58) of the interviewees had no indication of experience of domestic violence, while 14.8% (n = 10) experienced this experience. Regarding the analysis of daytime sleepiness through the Epworth sleepiness scale score among the interviewees, 92.5% (n = 63) had little sleepiness, while 7.5% (n = 5) had excessive daytime sleepiness. With the results of the final PSQI score that evaluates sleep quality in relation to the last month, it was found in this sample that, 53.0% (n = 36) classified the quality of their sleep in the last month as good, 47, 0% (n = 32) as bad. Regarding the data correlation analysis, there was statistical significance between the variables HITS and Hours per day (rho = -0.295 and p-value = 0.014); HITS and Epworth (rho = 0.370 and p-value = 0.002) and HITS and PSQI (rho = 0.322 and p-value = 0.007). With the results of the study, a small number of women farmers who were victims of domestic violence was evident, however, considering the varied presentations of domestic violence, the present study suggests an association between domestic violence and excessive daytime sleepiness and an association between domestic violence and poor sleep quality. in the last month. It is hoped that this study will serve as a subsidy to promote discussions in horticultural women's associations to promote empowerment and health care.

5
  • HELOUISE THAINA DA SILVA MACEDO
  • ENVELHECIMENTO E CAPACIDADE PARA O TRABALHO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

  • Orientador : DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • ROBSON DA FONSECA NEVES
  • Data: 27/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A relação entre envelhecimento populacional e trabalho tem se configurado como um desafio para a agenda das políticas públicas. A determinação da capacidade para o trabalho tem ganhado cada vez mais relevância e tem sido usada como uma ferramenta importante para prever a capacidade dos trabalhadores de realizar suas tarefas no futuro. Objetivo: Compreender qual o comportamento da a capacidade para o trabalho durante o envelhecimento humano. Método: Revisão integrativa realizada nas bases de dados Scielo, PubMED e LILACS; incluindo estudos em português, inglês e espanhol; open acess e disponíveis na íntegra. Foram excluídas revisões de literatura e evidências de estudos de caso, de experiência ou de opinião de especialistas. Resultados: Do total de estudos levantados (n=225), 17 estudos integraram a revisão. Os resultados foram categorizados em três dimensões: fatores associados à capacidade para o trabalho; teste de modelo teórico e validação de instrumento de avaliação de capacidade para o trabalho; e dor, condições crônicas de saúde e capacidade para o trabalho no envelhecimento. Conclusão: As evidências alertam para a importância da avaliação da capacidade para o trabalho durante a vida laboral do trabalhador com o objetivo de assegurar a saúde do(a) trabalhador(a) durante sua vida, contribuindo para uma velhice ativa, saudável e com independência física, na qual a força de trabalho que está envelhecendo possa assumir relevantes papeis na sociedade.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The relationship between population aging and work has been defined as a challenge for the public policy agenda. Determination of the ability to work has gained more and more independence and has been used as an important tool to predict the ability of workers to perform their tasks in the future. Objective: To Understand the behavior of the ability to work during human aging. Method: Integrative review performed in the Scielo, PubMED and LILACS databases; including studies in Portuguese, English and Spanish; open access and available in full. Literature reviews and evidence from case studies, experience, or expert opinion were excluded. Results: Of the total of studies surveyed (n = 225), 17 studies integrated the review. The results were categorized into three dimensions: factors associated with the ability to work; test of theoretical model and validation of instrument of work capacity evaluation and pain, chronic health conditions and ability to work in aging. Conclusion: The evidence points to the need to incorporate early and continuous assessment of work capacity during the worker's working life in order to provide an active, healthy and physically independent old age in which the work force that aging society can assume relevant roles in society.

6
  • XAIZE DE FATIMA DE MEDEIROS LOPES
  •  

    FATORES ASSOCIADOS À DURAÇÃO DO SONO E SOCIAL LAG EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS NO INTERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE: ESTUDO BASEADO NOS DETERMINANTES SOCIAIS DE SAÚDE

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA DEL VECHIO KOIKE
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 05/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • Na última década, a interiorização do ensino superior acarretou a migração de estudantes dos municípios vizinhos para a cidade universitária, e este deslocamento pode gerar uma mudança no estilo de vida. Dentre estas mudanças, a privação de sono e horários diferentes de dormir e acordar entre os dias livres e de trabalho/estudo, o que caracteriza o social lag, são cada vez mais observadas na sociedade, sendo prevalente nos universitários. Portanto, o objetivo desse estudo foi analisar quais fatores dos Determinantes sociais de Saúde estão associados com a duração de sono e social lag em universitários no interior do Rio Grande do Norte (RN). Desenvolvido com estudantes da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, localizada em Santa Cruz-RN, através da aplicação de 02 questionários: “A saúde e o sono” e o questionário de cronotipo de Munique. Para análise de associação das variáveis independente aos desfechos, duração do sono na semana e fim de semana, e social lag utilizou-se o coeficiente de correlação de Pearson. Variáveis independentes com associação significativa (p<0,20) no teste de correlação foram incluídas no modelo multivariado. Foi utilizada a Regressão linear múltipla com método stepwise foward, permanecendo no modelo final as variáveis que apresentaram correlação estatisticamente significativa com o desfecho analisado (p < 0,05). A duração de sono na semana menor que 6h foi prevalente em 43% da amostra (6h39min ± 1h28min) enquanto no final de semana, 92,3% apresentaram duração de sono maior que 6h (8h01min ± 1h32min). Com relação ao social lag (1h21min ± 55min), 34,2% dos participantes apresentaram social lag <1hora, 52,3% exibiram social lag entre 1 e 2 horas e 13,4% apresentaram >2horas. Não houve associação entre os determinantes estruturais de saúde e as variáveis desfecho duração de sono na semana, duração de sono no fim de semana e social lag. Com relação aos determinantes intermediários da saúde as variáveis preditoras para a duração de sono na semana: cronotipo (B= -0,55), sexo (B= - 24,78), atividades de lazer (B= -27,94), local de dormir (B= -42,78) e moradia (B= 24,95). Para a duração de sono no fim de semana: sexo (B= -36,36), cronotipo (B= 0,24), local de dormir (B= -58,15), atividades recreativas e religiosas (B= -31,11), atividades de lazer (B= -25,10) e demanda acadêmica (B= -23,60). Para o Social lag foram: atividades de lazer (B=23,24), demanda acadêmica (B=19,51), afazeres domésticos (B= 17,61) e bebidas estimulantes (B=-15,17). Portanto, os universitários do interior do RN apresentaram menor duração de sono nos dias de aula e maior duração nos dias livres, e mais da metade da amostra apresentou social lag. Com relação aos determinantes intermediários da saúde, houve associação dos desfechos com os fatores biológicos, comportamentais e com as condições de moradia dos universitários. Importante salientar que este é um estudo inédito realizado com estudantes do interior do estado. Logo, essas discussões auxiliam tanto no contexto universitário e na saúde coletiva, podendo ampliar os conhecimentos de como os DSS impactam na saúde do sono. Considerando que estes universitários serão futuros profissionais da saúde, os resultados deste estudo podem servir de base para a ampliação da discussão e divulgação dos conhecimentos a respeito da higiene do sono de forma a contribuir com o processo de aprendizagem desses futuros profissionais da saúde. 


  • Mostrar Abstract
  • In the last decade, the  growth of higher education in countryside has led to the migration of students from neighboring municipalities to a university city, and this displacement may generate a change in lifestyle. Among these changes, sleep deprivation and different schedules sleep anda wake up times between free days and work / study days, which characterize social lag, are increasingly observed in society, being prevalent in university students. Therefore, the aim of this study was to analyze which factors of Social Determinants of Health are associated with sleep duration and social lag in university students in the countryside of Rio Grande do Norte (RN). Developed with students from the Faculty of Health Sciences of Trairi, located in Santa Cruz-RN, through the application of 02 questionnaires: “Health and sleep” and the Munich chronotype questionnaire. Pearson's correlation coefficient was used to analyze the association of variables independently to outcomes, sleep duration during the week and weekend, and social lag. Independent variables with significant association (p <0.20) in the correlation test were included in the multivariate model. Multiple linear regression with stepwise foward method was used, with variables that showed a statistically significant correlation with the analyzed outcome remaining in the final model (p <0.05). Sleep duration in the week of less than 6h was prevalent in 43% of the sample (6h39min ± 1h28min) while at the weekend, 92.3% had sleep duration greater than 6h (8h01min ± 1h32min). Regarding social lag (1h21min ± 55min), 34.2% of the participants had social lag <1 hour, 52.3% had social lag between 1 and 2 hours and 13.4% had> 2 hours. There was no association between structural health determinants and the variables sleep duration in the week, sleep duration at the weekend and social lag. Regarding the intermediate determinants of health, the predictive variables for the duration of sleep in the week: chronotype (B = -0.55), sex (B = - 24.78), leisure activities (B = -27.94), sleeping place (B = -42.78) and housing (B = 24.95). For the duration of sleep over the weekend: sex (B = -36.36), chronotype (B = 0.24), sleeping place (B = -58.15), recreational and religious activities (B = -31 , 11), leisure activities (B = -25.10) and academic demand (B = -23.60). For Social lag were: leisure activities (B = 23.24), academic demand (B = 19.51), household chores (B = 17.61) and stimulating drinks (B = -15.17).Therefore, university students in the countryside of RN had shorter sleep duration on school days and longer duration on free days, and more than half of the sample had social lag. Regarding the intermediate determinants of health, there was an association of the outcomes with the biological, behavioral factors and with the students' living conditions. It is important to note that this is an unprecedented study carried out with students from the countryside of the state. Therefore, these discussions help both in the university context and in public health, and can expand the knowledge of how DSS impact sleep health. Considering that these university students will be future health professionals, the results of this study can serve as a basis for expanding the discussion and dissemination of knowledge about sleep hygiene in order to contribute to the learning process of these future health professionals.

     

7
  • MARINA GABRIELA MEDEIROS DE MOURA
  • RISCOS E MEDIDAS DE PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES DE UM LABORATÓRIO DE DIAGNÓSTICO DO SARS-COV-2
  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXSANDRO SILVA COURA
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • Data: 16/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • A COVID-19 é uma enfermidade respiratória transmissível e potencialmente grave que se tornou uma pandemia em março de 2020. A detecção precoce e o diagnóstico rápido, sendo o padrão ouro a RT-PCR, são essenciais para impedir a transmissão e fornecer cuidados de suporte em tempo hábil. É necessário que os laboratórios de saúde utilizem práticas adequadas de biossegurança, para que se evite a contaminação ocupacional ao SARS-CoV-2 e se garanta, assim, a saúde e segurança desta força de trabalho tão importante no enfrentamento da pandemia. Diante disto, este estudo objetiva analisar as concepções de profissionais que atuam num laboratório de referência para diagnóstico da COVID-19 sobre riscos ocupacionais de contaminação pelo novo coronavírus e quais as medidas de proteção e prevenção adotadas. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa realizado no Instituto de Medicina Tropical do Estado do Rio Grande do Norte. A população do estudo foi composta por 13 trabalhadores do laboratório do IMT RN. O instrumento utilizado para coleta de dados foi um roteiro de entrevista semiestruturada. A análise de dados dos questionários sociodemográficos foi desenvolvida recorrendo a análise descritiva, a qual foi apresentada na forma de tabelas e gráficos. Os dados referentes às questões subjetivas foram transcritos e categorizados com auxílio do software IRAMUTEQ. Os resultados demonstram que os profissionais reconhecem o risco de contaminação no labor como existente e real. Compreendem quais os tipos de riscos aos quais estão expostos e os modos de contaminação. Houve consenso sobre a forma de prevenção da contaminação e minimização do risco laboral, baseado no uso correto de EPIs e EPCs. Os trabalhadores descreveram os EPIs utilizados, demonstrando conhecimento, domínio sobre as técnicas, relataram acesso a treinamento e capacitação oferecidos tanto pela instituição, como buscados por eles. Não houve menção à quantidade ou à qualidade insatisfatória de EPIs. Observou-se que as intensas jornadas e aumento do volume de trabalho que se fizeram necessários, insuficiência de recursos humanos, pressa, cansaço, exaustão física e mental foram trazidos como fatores que podem aumentar o risco de contaminação. As medidas pessoais tomadas fora do ambiente de trabalho para evitar a contaminação foram descritas, baseando-se em ações de higiene pessoal, distanciamento social, uso de máscaras, limpeza e desinfecção de possíveis fômites levadas do trabalho até o lar. Os entrevistados apresentaram, de maneira geral, satisfação com o ambiente de trabalho, com falas demonstrando contentamento por atuar em um ambiente considerado seguro, bem como prazer em contribuir com o próprio labor e expertise, em um momento tão complexo e desafiador pelo qual a humanidade vem passando. Conclui-se que a pesquisa traz contribuições para a literatura corroborando para futuros estudos, pois possibilita o conhecimento sobre esta realidade laboral, sob a ótica dos próprios trabalhadores. O tão necessário laboratório de testagem foi evidenciado neste estudo a partir dos relatos de seus trabalhadores, da forma mais fidedigna possível, subsidiando assim a proposição de estratégias promissoras para a melhoria das condições de vida e trabalho desses profissionais.


  • Mostrar Abstract
  • COVID-19 is a communicable and potentially serious respiratory disease that became a pandemic in March 2020. Early detection and rapid diagnosis, preferably with RTPCR, are essential to prevent transmission and provide supportive care in a timely manner. It is necessary for health laboratories to use appropriate biosafety practices, in order to avoid occupational contamination with SARS-CoV-2 and thus guarantee the health and safety of this workforce so important in facing the pandemic. Therefore, this study aims to analyze the conceptions of professionals who work in a reference laboratory for the diagnosis of COVID-19 on occupational risks of contamination by the new coronavirus and what are the protection and prevention measures adopted. This is a descriptive study, with a qualitative approach carried out at the Institute of Tropical Medicine of the State of Rio Grande do Norte. The study population consisted of 13 workers from the IMT RN laboratory. The instrument used for data collection was a semi-structured interview script. The data analysis of the sociodemographic questionnaires was developed using descriptive analysis, which was presented in the form of tables and graphs. The data related to the subjective questions were transcribed and categorized with the aid of the IRAMUTEQ software. The results demonstrate that professionals recognize the risk of contamination at work as existing and real. They understand the types of risks to which they are exposed and the ways of contamination. There was consensus on how to prevent contamination and minimize occupational risk, based on the correct use of PPE and CPE. The workers described the PPE used, demonstrating knowledge, mastery of the techniques, reported access to training and qualification offered both by the institution and sought by them. There was no mention of the quantity or unsatisfactory quality of PPE. It was observed that the intense work hours and increased workload that were necessary, insufficient human resources, haste, tiredness, physical and mental exhaustion were brought up as factors that can increase the risk of contamination. The personal measures taken outside the work environment to avoid contamination have been described, based on personal hygiene, social distance, wearing masks, cleaning and disinfecting possible fomites taken from work to home. The interviewees showed, in general, satisfaction with the work environment, with statements showing contentment for working in an environment considered safe, as well as pleasure in contributing with their own work and expertise, in such a complex and challenging moment for which humanity has been passing. It is concluded that the research brings contributions to the literature corroborating for future studies, as it enables knowledge about this work reality, from the perspective of the workers themselves. The much-needed testing laboratory was evidenced in this study from the reports of its workers, in the most reliable way possible, thus supporting the proposition of promising strategies for improving the living and working conditions of these professionals.

8
  • RAI NABICHEDI DA SILVA
  • TRAJETÓRIAS DE HEMOGLOBINA TOTAL DURANTE A GRAVIDEZ E PÓS-PARTO E SEUS FATORES ASSOCIADOS ENTRE ADOLESCENTES E ADULTAS DA REGIÃO DO TRAIRI: ESTUDO LONGITUDINAL

  • Orientador : SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • JULIANA FERNANDES DE SOUZA BARBOSA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 28/05/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Durante a gravidez, há uma intensa atividade anabólica que aumenta a demanda por hemoglobina para garantir o desenvolvimento fetal adequado. Espera-se que os níveis de hemoglobina reduzam do primeiro para o terceiro trimestre de gravidez e retornem aos níveis pré-gestacionais no período pós-parto. No entanto,
    pouco se sabe sobre a variação ocorrida entre gestantes adolescentes e adultas e seus fatores associados, para que se possa embasar estratégias de prevenção de alterações que afetem a saúde do binômio mãe-filho. Objetivo: O objetivo deste estudo é avaliar as trajetórias da variação da concentração de hemoglobina total (HbT) durante a gravidez e o pós-parto e seus fatores associados entre adolescentes e adultas de baixa renda. Métodos: Trata-se de um estudo observacional e longitudinal que faz parte do projeto piloto Adolescence and Motherhood Research. Os dados foram coletados entre julho de 2017 e janeiro de 2019 em cinco municípios da região de Trairi, no estado do Rio Grande do Norte, com amostra composta por 50 adolescentes e 50 adultas em sua primeira gestação. Os níveis de HbT das participantes foram monitorados em três períodos: até 16 semanas de gestação, no terceiro trimestre de gestação e entre 4 e 6 semanas de pós-parto. As variáveis independentes incluíram características socioeconômicas, peso e altura, estado de saúde autopercebida, número de consultas de pré-natal, planejamento da gravidez, segurança alimentar, idade na menarca, tipo de parto e aleitamento materno. Foram utilizados modelos lineares mistos para avaliar as trajetórias de variação de HbT em ambos os grupos, na amostra total, e os fatores associados. Resultados: Os resultados mostraram que os níveis de HbT diminuíram das primeiras 16 semanas de gravidez para o terceiro trimestre e aumentaram do terceiro trimestre para o pós-parto em ambos os grupos. No entanto, os grupos diferiram em relação às trajetórias de HbT. Para a coorte adolescente, a recuperação da HbT entre o terceiro trimestre e o pós-parto não foi suficiente para compensar as perdas iniciais (da primeira para a segunda avaliação), como aconteceu com a coorte adulta. Para esta última, níveis mais elevados de HbT estiveram associados ao planejamento da gravidez e à boa saúde  autopercebida. A raça esteve marginalmente associada aos níveis de HbT para ambos os grupos, com as mulheres negras/pardas apresentando maiores concentrações no grupo adolescente e menores no grupo adulto. Conclusão: Mudanças na concentração de HbT durante a gestação e pós-parto diferem entre adultas e adolescentes, com estas últimas apresentando menor capacidade de recuperação dos níveis do início da gravidez no pós-parto. Atenção especial ao pré-natal em adolescentes gestantes deve considerar seu maior risco e incluir estratégias que reduzam o risco de anemia e seus efeitos negativos para a mãe e seu filho.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: During pregnancy, there is intense anabolic activity that increases demand for hemoglobin to ensure adequate fetal development. Hemoglobin levels are expected to reduce from the first to third trimester of pregnancy and return to pre- pregnancy levels in the post-partum period. However, little is known about the variation between adolescent and adult pregnant women and their associated factors. Objective: The aim of this study is to evaluate the trajectories of total hemoglobin (THB) variation during pregnancy and postpartum and its associated factors among low-income adolescents and adults. Methods: This is an observational, longitudinal study that is part of the pilot project AMOR. The data was collected between July 2017 and January 2019 in five municipalities of the Trairi region of the Rio Grande do Norte State, with a sample consisting of 50 pregnant adolescents and 50 adults in their first pregnancy. The participants’s THB levels were monitored in three periods: up to 16 weeks of gestation, in the third trimester of gestation, and between 4 and 6 weeks postpartum. Covariates included socioeconomic characteristics, weight and height, self-perceived health status, number of prenatal appointments, pregnancy planning, food security, age at menarche, type of delivery and breastfeeding. Mixed linear models were used to evaluate the trajectories of variation of THB in both groups, in the total sample, and the associated factors. Results: The results showed that THB levels decreased from the first 16-weeks of pregnancy to the third trimester and increased from the third trimester to the 4-6 weeks postpartum for both groups. However, they differ in relation to the THB trajectories. For the adolescent cohort, the rebound in THB concentration between the third trimester and postpartum was not enough to make up for the initial losses, as happened to the adult cohort. For the adult group, higher THB levels were associated with planning of pregnancy and good self-rated health. Race was marginally associated to THB levels for both groups, with black/brown women presenting higher concentrations in the adolescent group and lower concentration in the adult group. Conclusion: Changes in THB concentrations during pregnancy and postpartum differ between adults and adolescents, with the latter presenting lower capacity to recover levels from the beginning of pregnancy through postpartum. Special attention to prenatal care among pregnant adolescents should consider their higher risk and include strategies that reduce the risk of anemia and its negative effects for the mother and her child.

9
  • BRÍGIDA GABRIELE ALBUQUERQUE BARRA
  • TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL DA VERSÃO BRASILEIRA DO INSTRUMENTO GENDER MINORITY STRESS AND RESILIENCE MEASURE

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 06/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: As pessoas transexuais travestis e não binárias são aquelas cujo gênero de identificação é diferente do gênero atribuído ao nascimento. Estas pessoas dissidentes de gênero se deparam ao longo da vida com uma sociedade LGBTfóbica tendo vidas marcadas por grandes índices de violência e discriminação. A LGBTfobia e a transfobia são subnotificadas no Brasil e esse fenômeno exige ferramentas específicas para seu rastreio e identificação. A despeito do crescente número de estudos envolvendo a população LGBTQIA+ no Brasil, ainda é difícil encontrar instrumentos de medidas traduzidos e adaptados destinados a este público no país. Objetivo: Traduzir e adaptar culturalmente o instrumento The Gender Minority Stress and Resilience (GMSR) Measure para uso no Brasil. Metodologia: O trabalho consistiu no processo de tradução e adaptação transcultural do questionário e manual do instrumento The Gender Minority Stress and Resilience (GMSR) Measure. O estudo obedeceu à metodologia de Beaton e à recomendação internacional COSMIN (Consensus-based Standards for the Selection of Health Measurement Instruments). As etapas do estudo compreenderam: 1. Tradução para a Língua Portuguesa, 2. Síntese das traduções, 3. Tradução reversa, 4. Revisão por um Comitê de Juízes e 5. Pré-teste da versão brasileira do GMSR. Na etapa do pré-teste foram entrevistadas 33  pessoas transexuais, travestis e não binárias de todo país. A versão em Língua Portuguesa do instrumento GMSR foi traduzida e adaptada transculturalmente para uso no Brasil, resultando no GMSR-Brasil.



  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Transvestite and non-binary transsexual people are those whose identification gender is different from the gender assigned at birth. These gender dissidents are faced throughout their lives with an LGBT-phobic society, having lives marked by high levels of violence and discrimination. LGBTphobia and transphobia are underreported in Brazil and this phenomenon requires specific tools for their tracking and identification. Despite the growing number of studies involving the LGBTQIA+ population in Brazil, it is still difficult to find translated and adapted measurement instruments aimed at this audience in the country. Objective: To translate and culturally adapt the instrument The Gender Minority Stress and Resilience (GMSR) Measure for use in Brazil. Methodology: The work consisted of the process of translation and cross-cultural adaptation of the questionnaire and manual of the instrument The Gender Minority Stress and Resilience (GMSR) Measure. The study followed the Beaton methodology and the international COSMIN (Consensus-based Standards for the Selection of Health Measurement Instruments) recommendation. The stages of the study included: 1. Translation into Portuguese, 2. Synthesis of translations, 3. Reverse translation, 4. Review by a Committee of Judges and 5. Pre-test of the Brazilian version of the GMSR. In the pre-test stage, 33 transsexual, transvestite and non-binary people from all over the country were interviewed. The Portuguese language version of the GMSR instrument was translated and cross-culturally adapted for use in Brazil, resulting in the GMSR-Brasil.

10
  • CATHIA ALESSANDRA VARELA ATAIDE
  • FATORES INDIVIDUAIS E CONTEXTUAIS ASSOCIADOS À DEPRESSÃO AUTORREFERIDA NO BRASIL

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE DA SILVA RAMOS MARINHO
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • YAN NOGUEIRA LEITE DE FREITAS
  • Data: 20/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A depressão é considerada um fenômeno complexo e multidimensional, que causa distúrbios que prejudicam a qualidade de vida e a vida social. É um dos problemas de saúde mais prevalentes em todo o mundo. O Brasil lidera o ranking de prevalência de depressão entre as nações em desenvolvimento, apontando que as formas de adoecimento/sofrimento mental podem ter forte relação com as condições individuais e do contexto social. Objetivo: Analisar a prevalência e fatores individuais e contextuais associados à depressão autorreferida na população brasileira. Métodos: estudo transversal com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (2019). O desfecho foi elaborado a partir da questão Q092 (Algum médico ou profissional de saúde mental (como psiquiatra ou psicólogo) já lhe deu o diagnóstico de depressão?). Entre as variáveis independentes individuais, foram consideradas as sociodemográficas, de estilo de vida e condições de saúde. As variáveis contextuais predisponentes selecionadas foram Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e cobertura de atenção básica. Foi realizada a análise descritiva e bivariada e calculadas as Razões de Prevalência em uma Regressão de Poisson multinível (IC95%) para verificar a associação das variáveis individuais e contextuais com o desfecho. Permaneceram no modelo final apenas as variáveis que apresentaram significância estatística (p<0,05). Todas as análises foram realizadas utilizando-se o software Stata versão 13. Resultados: A prevalência da depressão na população brasileira foi de 9,9% (IC95% 9,5-10,3), e está associada a ser do sexo feminino (RP=2,28), idade de 30-59 anos (RP=1,17), divorciados (RP=1,23), com ensino superior (RP=1,68), com renda per capta acima de 3 salários mínimos (RP=1,20), que vivem na zona urbana (RP=1,15), que avaliam sua saúde como regular, ruim ou muito ruim (RP=1,89), que possuem outra DCNT (RP=2,80), fumantes (RP=1,48) e com tempo de tela em celulares de 3 horas ou mais (RP=1,13). Fatores como ter a cor da pele negra ou amarela, não possuir animal de estimação, ter 60 anos ou mais e viver em domicílios com 4 ou mais moradores foram associados à menor prevalência do desfecho. As variáveis ‘Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)’ e ‘cobertura de atenção básica’ foram associados ao desfecho, mostrando que a depressão é menos prevalente em áreas com menor desenvolvimento humano e com menor cobertura de atenção básica. Conclusão: os achados indicam a elevada prevalência da depressão no Brasil e que esse desfecho está associado a fatores individuais e do contexto da unidade de federação.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Depression is considered a complex and multidimensional phenomenon, which causes disorders that impair quality of life and social life. It is one of the most prevalent health problems worldwide. Brazil leads the ranking of the prevalence of depression among developing nations, pointing out that the forms of illness / mental suffering may have a strong relationship with individual conditions and the social context. Objective: to analyze the association of individual and contextual factors with self-reported depression in the Brazilian population. Methods: cross-sectional study with data from the National Health Survey (2019). The outcome was based on question Q092 (Has any doctor or mental health professional (such as a psychiatrist or psychologist) ever given you a diagnosis of depression?). Among the individual independent variables, sociodemographic, lifestyle and health conditions were considered. The predisposing contextual variables selected were the Human Development Index (HDI) and coverage of primary care. Descriptive and bivariate analysis was performed and Prevalence Ratios were calculated in a multilevel Poisson Regression (95% CI) to verify the association of individual and contextual variables with the outcome. Only variables that showed statistical significance (p <0.05) remained in the final model. All analyzes were performed using the software Stata version 13. Results: The prevalence of depression in the Brazilian population was 9.9% (95% CI 9.5-10.3), and is associated with being female (PR = 2.28), age 30-59 years ( PR = 1.17), divorced (PR = 1.23), with higher education (PR = 1.68), with per capita income above 3 minimum wages (PR = 1.20), living in the urban area ( PR = 1.15), who assess their health as regular, bad or very bad (PR = 1.89), who have another NCD (PR = 2.80), smokers (PR = 1.48) and with screen on cell phones of 3 hours or more (PR = 1.13). Factors such as having black or yellow skin color, not having a pet, being 60 years old or more and living in households with 4 or more residents were associated with a lower prevalence of the outcome. The variables 'Human Development Index (HDI)' and 'coverage of primary care' were associated with the outcome, showing that depression is less prevalent in areas with less human development and with less coverage of primary care. Conclusion: the findings indicate the high prevalence of depression in Brazil and that this outcome is associated with individual factors and the context of the federation unit.

11
  • JOSÉ LUCAS BRAGA SANTOS
  • AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL INFANTIL NA SÍNDROME CONGÊNITA ASSOCIADA À INFECÇÃO PELO ZIKA VÍRUS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

     
     
  • Orientador : KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MARCOS FELIPE SILVA DE LIMA
  • POLIANA DE ARAÚJO PALMEIRA
  • SILVANA ALVES PEREIRA
  • Data: 30/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • O estado nutricional tem um impacto significativo na saúde geral de crianças com algum agravo cerebral precoce, como a Síndrome congênita associada à infecção pelo Zika vírus – SCZ. Esta revisão objetiva apresentar evidencias sobre o perfil nutricional e as estratégias metodológicas utilizadas para avaliar este perfil nas crianças com SCZ. Para isto, foi realizada busca na Biblioteca Virtual em Saúde, no PubMed, no Catálogo de Teses & Dissertações e na Scientific Eletronic Library Online de publicações indexadas de 2014 até abril de 2021 em língua inglesa, português e espanhol, utilizando descritores indexados no sistema de Descritores em Ciência da Saúde: microcefalia; estado nutricional; infecção pelo zika vírus, ingestão de alimentos; antropometria. A determinação deste período para a busca das publicações se deu devido ao período do início do surto de Zika vírus no Brasil. Inicialmente foram analisados todos os títulos e selecionadas os potenciais estudos a serem incluídos. Na sequência, estes trabalhos selecionados tiveram seus resumos avaliados, sendo excluídos os duplicados e aqueles que não correspondiam ao tema. Os estudos selecionados até essa etapa foram então lidos na íntegra ainda tiveram suas listas de referências consultadas. De 445 publicações encontradas, nove foram inclusas ao final da coleta. A antropometria e a bioimpedância, a aplicação o inquérito alimentar Recordatório de 24 horas e avaliação qualitativa da alimentação foram as ferramentas metodológicas usadas na determinação do estado nutricional. Todos os estudos encontraram algum grau de comprometimento para peso ou estatura das crianças, no entanto, outros achados levam a coexistência de sinais de excesso de peso na mesma população. Houve alta prevalência de ingestão calórica deficiente, e mesmo quando esta se encontra em quantidade suficiente observa-se baixo consumo de nutrientes específicos, como lipídeos e fibras, além do baixo consumo de frutas e alto consumo de alimentos ultraprocessados e farináceos. As técnicas de avaliação do estado nutricional empregadas para esta população não seguem um padrão metodológico pelos estudos e ainda carecem de informações mais específicas para validar outras ferramentas nesta população com tantas particularidades. Portanto, existe heterogeneidade nas técnicas aplicadas para aferição e nos achados do perfil nutricional, o que pode comprometer as condutas de profissionais responsáveis pelo cuidado em saúde, e consequentemente comprometendo os avanços para a qualidade de vida dessas crianças.

     
     
     

  • Mostrar Abstract
  •  

     
     
     
12
  • CARLA DEIZIANA DE LIMA DANTAS
  • QUALIDADE DO SONO E SONOLÊNCIA DIURNA EM ADOLESCENTES DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO TÉCNICO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DE ACORDO COM O CONTEXTO URBANO, SEXO E IDADE

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • RUBIA APARECIDA PEREIRA DE CARVALHO MENDES
  • Data: 30/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • A adolescência é marcada, entre outros fatores, pelo aumento da sonolência diurna em consequência do sono insuficiente e de má qualidade, durante os dias letivos, sobretudo, em adolescentes que estudam no turno da manhã. Dentre fatores sociais, o contexto urbano vem sendo estudado, como possível fator que impacta na quantidade e qualidade do sono, e sonolência diurna dos adolescentes. Tendo isso em vista, o objetivo desse estudo é identificar a prevalência da má qualidade do sono, avaliar a relação da qualidade do sono e da sonolência diurna de adolescentes do ensino médio técnico integrado de instituições federais do RN de acordo com o contexto urbano, sexo e idade. Este estudo foi desenvolvido com 324 estudantes dos câmpus do IFRN Natal central, São Gonçalo do Amarante, Lajes e Santa Cruz, de ambos os sexos, que cursam o 1º, 2º e 3º ano do ensino médio, no turno matutino. Para isso foram aplicados três questionários: “Ficha de Identificação”, “Índice de Qualidade do Sono de pittsburgh (IQSP)” e “Escala Pediátrica de Sonolência Diurna (PDSS)”. A curva de distribuição dos dados foi testada pelo teste de normalidade Shapiro-Wilk e a homogeneidade da amostra pelo teste de Levene (Levene´s Test of Equality of Error Variancesa). O teste Qui-quadrado (X2) foi utilizado para avaliar a frequência de distribuição da amostra total de acordo com o sexo (feminino/masculino) e qualidade do sono (boa/má), assim como, a distribuição do sexo e classificação da qualidade do sono em relação ao câmpus. A idade e o nível de sonolência diurna foram comparados entre os câmpus através do teste ANOVA (F). Para avaliar o quanto as variáveis independentes: câmpus, sexo e idade se associam a qualidade do sono e sonolência diurna, foi utilizado o modelo linear geral (General Linear Model). A amostra total desse estudo é composta por 53,70% de adolescentes do sexo feminino e 46,30% do sexo masculino, com diferença entre os sexos apenas no câmpus Natal com maior predominância de adolescentes do sexo feminino (X2= 8.6; p = 0,003). A média de idade é de 15,8 (± 1 ano) para as meninas e 16,7 (± 1 ano) para os meninos, sendo o câmpus de São Gonçalo do Amarante com maior média de idade em relação ao câmpus de Natal, Lajes e Santa Cruz (F= 41,6; p < 0,001). A amostra total apresentou 71,6% de prevalência da má qualidade do sono e uma média geral de 7,35 ± 2,8. Houve diferença entre os câmpus, onde os adolescentes que estudam em Natal (X2= 9.2; p = 0,002) e São Gonçalo do Amarante (X2= 9.6; p < 0,001) apresentaram pior qualidade do sono em relação ao câmpus de Lajes. A média geral de sonolência diurna encontrada nesse estudo foi de 18,90 ± 4,9 e foram encontradas diferenças no nível de sonolência diurna entre os câmpus, de forma que Santa Cruz apresentou menor média de sonolência diurna em relação ao câmpus de Lajes e São Gonçalo do Amarante (F= 5,0; p = 0,002). Com relação ao câmpus, o pós teste evidenciou que a variável qualidade do sono não difere entre os diferentes contextos urbanos presentes nesse estudo. Em relação a sonolência diurna, os adolescentes que estudam no câmpus de Santa Cruz apresentam menor sonolência diurna (β = 0ª; p = 0,03), quando comparados a Lajes (β = 2.75; p < 0.01), e São Gonçalo do Amarante (β = 1.99; p < 0.01). A variável sexo demonstrou associação positiva com a qualidade do sono (β = 0,98; p = 0,02) e com a sonolência diurna (β = 2,9; p < 0,01), de forma que as adolescentes do sexo feminino apresentaram pior qualidade do sono e maior sonolência diurna em relação aos do sexo masculino. A variável idade não apresentou relação com a qualidade do sono e a sonolência diurna. Dessa forma pode-se perceber que a má qualidade do sono e altos índices de sonolência diurna têm estado presente na vida dos estudantes do ensino médio, que estudam no turno matutino, em todas as faixas etárias, afetando principalmente as meninas, presente em todos os contextos sociais, seja ele menos urbanizado ou mais urbanizado.


  • Mostrar Abstract
  • Adolescence is marked, among other factors, by increased daytime sleepiness as a result of insufficient and poor quality sleep during school days, especially in adolescents who study in the morning shift. Among social factors, the urban context has been studied as a possible factor that impacts the quantity and quality of sleep, and daytime sleepiness of adolescents. With this in mind, the objective of this study is to identify the prevalence of poor sleep quality, assess the relationship between sleep quality and daytime sleepiness in adolescents from the integrated technical high school of federal institutions in RN according to the urban context, gender and age. This study was carried out with 324 students from the campuses of the IFRN Natal central, São Gonçalo do Amarante, Lajes and Santa Cruz, of both genders, who attend the 1st, 2nd and 3rd year of high school, in the morning shift. For this, three questionnaires were applied: “Identification Form”, “Pittsburgh Sleep Quality Index (IQSP)” and “Pediatric Day Sleepiness Scale (PDSS)”. The data distribution curve was tested by the Shapiro-Wilk normality test and the sample homogeneity by the Levene test (Levene's Test of Equality of Error Variancesa). The Chi-square test (X2) was used to assess the frequency of distribution of the total sample according to sex (female/male) and sleep quality (good/poor), as well as sex distribution and quality classification. of sleep in relation to the campus. Age and daytime sleepiness level were compared between campuses using the ANOVA (F) test. To assess how much the independent variables: campus, sex and age are associated with sleep quality and daytime sleepiness, the general linear model (General Linear Model) was used. The total sample showed a 71.6% prevalence of poor sleep quality and an overall mean of 7.35 ± 2.8. There was a difference between the campuses, where adolescents studying in Natal (X2 = 9.2; p = 0.002) and São Gonçalo do Amarante (X2 = 9.6; p < 0.001) had worse sleep quality compared to the Lajes campus. The general average of daytime sleepiness found in this study was 18.90 ± 4.9 and differences were found in the level of daytime sleepiness between the campuses, so that Santa Cruz had a lower average of daytime sleepiness in relation to the Lajes and São campuses Gonçalo do Amarante (F=5.0; p=0.002). Regarding the campus, the post-test showed that the sleep quality variable does not differ between the different urban contexts present in this study. Regarding daytime sleepiness, adolescents who study on the Santa Cruz campus have less daytime sleepiness (β = 0th; p = 0.03), when compared to Lajes (β = 2.75; p < 0.01), and São Gonçalo do Amarante (β = 1.99; p < 0.01). The gender variable showed a positive association with sleep quality (β = 0.98; p = 0.02) and with daytime sleepiness (β = 2.9; p < 0.01), so that female adolescents females had worse sleep quality and greater daytime sleepiness compared to males. The variable age was not related to sleep quality and daytime sleepiness. Thus, it can be seen that poor sleep quality and high levels of daytime sleepiness have been present in the lives of high school students, who study in the morning shift, in all age groups, affecting mainly girls, present in all social contexts, be it less urbanized or more urbanized.

     

13
  • FRANCIANNE RAYSSA DA ROCHA TEIXEIRA LIMA
  • FATORES ASSOCIADOS A CAPACIDADE PARA O TRABALHO EM SERVIDORES PÚBLICOS DE UMA INSTITUIÇÃODE ENSINO SUPERIOR

  • Orientador : DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • SANDERSON JOSÉ COSTA DE ASSIS
  • WILTON RODRIGUES MEDEIROS
  • Data: 31/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O envelhecimento humano tem associação com questões sociais, como a fome, a moradia, o meio ambiental, o trabalho e a aposentadoria. Essa transição é decorrente de diversos fatores, dentre eles a redução da mortalidade associada a melhoria do acesso da população aos serviços de saúde, aos avanços tecnológicos da medicina, ao maior nível de escolaridade da população, aos investimentos na infraestrutura de saneamento básico e à percepção dos indivíduos com relação às enfermidades. Considerando o processo saúde-adoecimento, verificou-se que os modos de organização de produção, do trabalho e da sociedade em determinado contexto histórico são determinantes para a saúde dos indivíduos. Os fatores responsáveis pelo declínio da capacidade de trabalho começam a refletir nos trabalhadores com cerca de 45 anos. Melhores índices de capacidade para o trabalho resultam em consequências que podem ser expressas em melhor bem-estar e qualidade de vida. Considerando a maior permanência das pessoas idosas nos campos de trabalho, é fundamental que os serviços de saúde do trabalhador estejam preparados e qualificados para atender às demandas desses trabalhadores e focar nas ações de promoção à saúde, a fim de manter a qualidade de vida e melhores condições de saúde para essas pessoas.
    Objetivo: Avaliar a capacidade para o trabalho de servidores de meia idade e idosos de uma instituição de ensino superior pública e seus respectivos fatores associados.
    Métodos: Estudo transversal com abordagem quantitativa selecionou, por amostragem aleatória estratificada, servidores de meia idade e idosos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Na primeira etapa foram aplicados dois instrumentos de coleta de dados, questionários com perguntas abertas e fechadas sobre fatores sociodemográficos, hábitos de vida, fatores laborais e fatores psicológicos dos participantes e o Índice de Capacidade para o trabalho – ICT. A segunda etapa compreendeu a avaliação da capacidade funcional por meio do teste de caminhada de 10 metros e o teste de força de preensão manual. Os dados foram analisados com uso do Software Statistics and Data Science (STATA).
    Resultados: A amostra foi composta por 138 participantes, sendo 50,72% mulheres com idades entre 45 e 73 anos (74,29% com idade igual ou menor que 59 anos). A média da idade foi de 56 anos (desvio padrão = ±6,56). A prevalência do índice de capacidade para o trabalho revelou que 29,71% dos participantes com capacidade para o trabalho moderada ou baixa, sendo 11,48% para os homens e 17,93% para mulheres. Dentre as variáveis analisadas para verificar associação com CT-M/B, quatro mostraram significância: renda mensal e IMC para a amostra global, na estratificação por sexo e idade, renda mensal e exigências físicas e mentais no trabalho para as mulheres, e IMC e força de preensão palmar para meia idade.
    Conclusão:O estudo mostrou que os fatores associados à capacidade para o trabalho prejudicada compreendem alguns determinantes sociais e pessoais. No entanto, tendo o conhecimento do trabalho como um processo dinâmico, futuras análises que busquem outros fatores associados à capacidade para o trabalho prejudicada serão necessários.

    Introdução: O envelhecimento humano tem associação com questões sociais, como a fome, a moradia, o meio ambiental, o trabalho e a aposentadoria. Essa transição é decorrente de diversos fatores, como a redução da fecundidade e da mortalidade. Considerando o processo saúde-adoecimento, verificou-se que os modos de organização de produção, do trabalho e da sociedade em determinado contexto histórico são determinantes para a saúde dos indivíduos. Os fatores responsáveis pelo declínio da capacidade de trabalho começam a refletir nos trabalhadores com cerca de 45 anos. Considerando a maior permanência do trabalhador idoso nos campos de trabalho, é fundamental que os serviços de saúde estejam preparados e qualificados para atender às demandas desses trabalhadores e focar nas ações de promoção à saúde, a fim de manter a qualidade de vida e melhores condições de saúde para essas pessoas.

    Objetivo: Avaliar a capacidade para o trabalho de servidores de meia idade e idosos de uma instituição de ensino superior pública e seus respectivos fatores associados.

    Métodos: Estudo transversal que selecionou, por amostragem aleatória estratificada, servidores de meia idade e idosos de uma instituição pública de ensino superior. Na primeira etapa foram aplicados dois instrumentos de coleta de dados, questionários sobre fatores sociodemográficos, hábitos de vida, fatores laborais e fatores psicológicos dos participantes e o Índice de Capacidade para o Trabalho – ICT. A segunda etapa compreendeu a avaliação da capacidade funcional por meio do teste de caminhada de 10 metros e o teste de força de preensão manual. Os dados foram analisados com uso do Software Statistics and Data Science (STATA).

    Resultados: A amostra foi composta por 138 participantes, sendo 50,72% mulheres com idades entre 45 e 73 anos (74,29% com idade menor ou igual a 59 anos) com média da idade de 56 anos (desvio padrão = ±6,56). Os resultados apontaram 29,71% dos participantes com capacidade para o trabalho moderada ou baixa, sendo 39,02% para os homens e 60,98% para mulheres. Dentre as variáveis analisadas, quatro apresentaram associação com a capacidade para o trabalho baixa ou moderada: renda mensal (OR = 2,13; IC 95% = 1,01 – 4,47) e IMC (OR = 5,70; IC 95% = 1,95 – 16,53) na amostra em geral;  renda mensal (OR = 3,69; IC 95% = 1,34 – 10,19) e exigências físicas e mentais no trabalho (OR = 4,05; IC 95% = 1,11 – 14,00) para as mulheres na  estratificação por sexo; e IMC (OR = 5,86; IC 95% = 1,69 – 20,00) e força de preensão palmar (OR = 3,26; IC 95% = 1,13 – 9,42) para meia idade na estratificação por idade.

    Conclusão: O estudo mostrou que os fatores associados à capacidade para o trabalho prejudicada compreendem alguns determinantes sociais e pessoais. No entanto, tendo o conhecimento do trabalho como um processo dinâmico, futuras análises que busquem outros fatores associados à capacidade para o trabalho prejudicada serão necessários.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Human aging is associated with social issues such as hunger, housing, the environment, work and retirement. This transition is due to several factors, such as the reduction in fertility and mortality. Considering the health-illness process, it was found that the modes of organization of production, work and society in a given historical context are determinant for the health of individuals. The factors responsible for the decline in work capacity begin to reflect on workers aged around 45 years. Considering the greater permanence of elderly workers in the fields of work, it is essential that health services are prepared and qualified to meet the demands of these workers and focus on health promotion actions, in order to maintain the quality of life and better conditions of health for these people.

    Objective: To evaluate the work capacity of middle-aged and elderly workers at a public higher education institution and its associated factors.

    Methods: Cross-sectional study that selected, by stratified random sampling, middle-aged and elderly workers from a public higher education institution. In the first stage, two data collection instruments were applied, questionnaires on sociodemographic factors, lifestyle, labor factors and psychological factors of the participants and the Work Ability Index – WAI. The second stage comprised the assessment of functional capacity through the 10-meter walk test and the handgrip strength test. Data were analyzed using the Software Statistics and Data Science (STATA).

    Results: The sample consisted of 138 participants, 50.72% of whom were women aged between 45 and 73 years (74.29% aged 59 years or less) with a mean age of 56 years (standard deviation = ±6 .56). The results indicated 29.71% of participants with moderate or low work capacity, 39.02% for men and 60.98% for women. Among the variables analyzed, four were associated with low or moderate work ability: monthly income (OR = 2.13; 95% CI = 1.01 - 4.47) and BMI (OR = 5.70; CI 95 % = 1.95 – 16.53) in the general sample; monthly income (OR = 3.69; 95% CI = 1.34 – 10.19) and physical and mental demands at work (OR = 4.05; 95% CI = 1.11 – 14.00) for women in stratification by sex; and BMI (OR = 5.86; 95% CI = 1.69 – 20.00) and handgrip strength (OR = 3.26; 95% CI = 1.13 – 9.42) for middle age in the stratification by age.

    Conclusion: The study showed that the factors associated with impaired work ability comprise some social and personal determinants. However, having knowledge of work as a dynamic process, future analyzes that look for other factors associated with impaired work ability will be necessary.

14
  • RÔNISSON THOMAS DE OLIVEIRA SILVA
  • O IMPACTO DA INSEGURANÇA ALIMENTAR NA REDUÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA: UM ESTUDO LONGITUDINAL NO INTERIOR DO SEMIÁRIDO NORDESTINO

     
     
     
     
  • Orientador : KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • LIGIA REJANE SIQUEIRA GARCIA
  • RODRIGO PINHEIRO DE TOLEDO VIANNA
  • Data: 20/09/2021

  • Mostrar Resumo
  • A Qualidade de Vida (QV) diz respeito ao padrão que a própria sociedade define e se mobiliza para conquistar, consciente ou inconscientemente, e ao conjunto das políticas públicas e sociais que norteiam o desenvolvimento humano, as mudanças positivas no modo, nas condições e estilos de vida, cabendo parcela significativa da formulação e das responsabilidades ao denominado setor saúde. Diante disso, o objetivo do presente trabalho é analisar prospectivamente a associação entre Insegurança Alimentar (IA) e Qualidade de Vida em uma amostra de famílias residentes em um município do semiárido paraibano, entre os anos de 2014-2019. Trata-se de um estudo longitudinal do tipo coorte prospectivo, com abordagem analítica e exploratória. A primeira etapa (baseline) ocorreu entre os meses de maio e setembro de 2014 resultando em um total de 326 domicílios pesquisados e a segunda (follow-up) aconteceu entre os meses de agosto e dezembro de 2019, onde foi possível atingir um total de 274 domicílios. Foi realizada análise multivariada a partir de modelos longitudinais lineares de regressão para efeitos fixos e a partir disso, foram gerados valores preditos dos desfechos de qualidade de vida segundo níveis de IA da família. Percebeu-se que, em ambos os anos estudados, o domínio de QV com menor escore foi o de Meio Ambiente e o de maior escore foi o de Relações Sociais. Destaca-se que houve uma redução no escore médio do domínio Físico entre o baseline e o follow-up (-2,9) e aumento no Psicológico (+1,47), Relações Sociais (+0,97) e Meio Ambiente (+0,79).Com base na análise estatística para dados em painel, verificou-se uma associação inversa entre os escores dos domínios Psicológico e Meio Ambiente e a IA Grave, ou seja, em situações de IA grave houve redução nos escores de QV dos referidos domínios em -11,222 pontos e -7,987 pontos, respectivamente, ao longo do tempo. Assim, notou-se que no domínio Psicológico os escores médios preditos são semelhantes para as categorias de SA, IA leve e moderada, reduzindo expressivamente na situação de IA grave. No caso do domínio Meio ambiente os escores médios preditos reduzem na categoria de IA moderada e grave, quando comparados aos escores na SA e IA leve. Por fim, nos domínios Físico e Relações Sociais este efeito da IA na redução do escore não foi observado. O estudo consolidou a hipótese de que a IA exerce um efeito negativo na QV dos sujeitos ao longo dos anos.

     

  • Mostrar Abstract
  •  

     
     
     
     
15
  • DINORAH DE FRANCA LIMA
  • Cuidados Populares em Saúde: uso das ervas e de rezas em Santa Cruz/ RN

  • Orientador : MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • RAQUEL LITTERIO DE BASTOS
  • BÁRBARA LUNA DE ARAÚJO
  • Data: 29/11/2021

  • Mostrar Resumo
  • O uso da natureza articulado à sociodiversidade dos povos e comunidades, com suas visões de mundo, saberes e práticas culturais singulares, fornecem as bases terapêuticas para variáveis sistemas culturais de cuidado e de cura nas sociedades. Por isso que as terapêuticas populares, com seus saberes e práticas, estão intrinsecamente relacionados aos territórios em saúde e como parte integrante da reprodução sociocultural e econômica das suas comunidades. É refletindo sobre este palco social, que o presente estudo visou identificar as práticas de cuidados populares em saúde com uso de ervas medicinais numa área remota do Nordeste brasileiro. Para tanto, realizamos entrevistas semiestruturadas com terapeutas populares de cuidado em saúde, em Santa Cruz-RN. Da análise temática das narrativas produzidas por nossos interlocutores, emergiram as seguintes categorias analíticas: 1) “Ervas e Práticas de rezas”: a transmissão do cuidar; 2) “Saúde como produção de sentido de vida” e 3) “Encontros e desencontros dos sistemas culturais de saúde: O SUS e o popular”. As terapeutas populares, com suas práticas de cultivo de ervas e rezas, constituem um patrimônio cultural em saúde, conforme encontramos em diálogo com a literatura científica, sendo suas práticas e saberes promotores e protetores de saúde e de espaços saudáveis de vida.


  • Mostrar Abstract
  • The use of nature articulated to the sociodiversity of peoples and communities, with their worldviews, knowledge and unique cultural practices, provide the therapeutic bases for variable culturais systems of care and healing in societies. That is why popular therapies, with their knowledge and practices, are intrinsically related to health territories and as an integral part of the sociocultural and economic reproduction of their communities. Reflecting on this social stage, this study aimed to map popular health care practices using medicinal herbs in a remote area of Northeastern Brazil. Therefore, we conducted semi-structured interviews with popular health care therapists in Santa Cruz-RN. From the thematic analysis of the narratives produced by our interlocutors, the following analytical categories emerged: 1) “Herbs and prayer practices”: the transmission of care; 2) “Health as the production of meaning in life” and 3) Meetings and disagreements of cultural health systems: SUS and the popular. Popular therapists, with their practices of cultivating herbs and praying, constitute a cultural resistance in health, as we find in dialogue with the scientific literature, and their practices and knowledge are promoters and protectors of health and healthy living spaces.

2020
Dissertações
1
  • RENATA CRISTINA DANTAS DA SILVA
  • EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE MENTAL E PRÁTICAS INTEGRATIVAS GRUPAIS: AMOROSIDADE E EMPODERAMENTO NA PRODUÇÃO DE CUIDADO ENTRE MULHERES DO SERIDÓ POTIGUAR

  • Orientador : ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • ANTÔNIO VLADIMIR FÉLIX DA SILVA
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • MICHELE DE FREITAS FARIA DE VASCONCELOS
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 13/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • A política de saúde mental no Brasil institui a necessidade de uma prática de cuidado de base territorial e comunitária que supere a lógica manicomial de isolamento e exclusão da loucura. Neste contexto, o debate sobre gênero e saúde mental ainda é incipiente, o que nos impulsionou a buscar, por meio do exercício da coletividade e da amorosidade nas práticas de saúde, ampliar a discussão do cuidado dando visibilidade a essas mulheres, em suas interseccionalidades de gênero, raça e classe. Assim, o objetivo da pesquisa é analisar a repercussão das práticas integrativas grupais entre mulheres em sofrimento psíquico a partir de um grupo de dançaterapia com usuárias do Espaço TERAPICS em Currais Novos-RN, região do Seridó Potiguar. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, lançando mão da pesquisa intervenção e perspectiva metodológica da Análise Institucional e da Educação Popular, que dialogam entre si por partirem de uma prática transversal de pesquisa, centrada nas ações e nos discursos dos atores envolvidos. Utilizamos o diário de pesquisa, a análise documental e os Círculos de Cultura, adaptados aos que chamamos de Círculos de Cuidados para construção dos dados que, analisamos pelo olhar da Análise de Implicação. Entendemos que pesquisa e intervenção são inseparáveis, e o campo é feito pelos sujeitos da pesquisa e também pelo pesquisador. Alçamos assim, alguns questionamentos no tocante a produção de vida em um grupo de mulheres em sofrimento psíquico, a partir de ações pautadas no referencial teórico da educação popular, no diálogo, na amorosidade e no incentivo a autonomia. Incitamos a discussão sobre o impacto das práticas integrativas grupais e dos novos modos de cuidado na relação entre feminino e saúde mental. A partir de alguns conceitos da Análise Institucional, apresentamos cinco categorias analíticas, organizadas com base nos analisadores identificados e no movimento de análise ao decorrer da leitura e transcrição dos diários de pesquisa, das falas das participantes e do referencial teórico utilizado. Identificamos a potencialidade das atividades que promovem relações interpessoais e apoio mutuo, como foi o caso do grupo de dança, agenciando novas configurações de cuidado para além dos espaços de saúde, dos profissionais e dos atendimentos individuais. Além disso, identificamos o desafio de desconstrução das cenas de opressão e preconceito entre as mulheres na sociedade seridoense, que, carregam uma herança de preconceito racial, social e de gênero, em especial na relação com a doença mental. Consideramos que as práticas integrativas grupais estudadas aqui, respondem à questão da pesquisa, e aos objetivos apresentados com relação à produção de cuidado de si e do outro. A Análise Institucional nos ensinou sobre a importância de provocar movimentos instituintes, de analisar nossas implicações na pesquisa e considerar o campo do sensível, sem deixar com isso, o compromisso ético da produção cientifica. Por fim, conscientes de sermos seres inconclusos e da necessidade de contínua aprendizagem, deixamos um fio solto para novas produções de diferença, de subjetividade, de práticas de saúde que sejam críticas, políticas e reflexivas, e de ampliação das possibilidades de se fazer e acessar as pesquisas científicas.  


  • Mostrar Abstract
  • The mental health policy in Brazil establishes the need for a territorial and community-based care practice that goes beyond the madhouse logic of isolation and exclusion from madness. In this context, the debate on gender and mental health is still incipient, which drives us to seek, through the exercise of collectivity and lovingness in health practices, broadening the discussion on care with visibility in these women. Thus, the objective of the research is to analyze the repercussion of group integrative practices among women in psychological distress from a dance therapy group with users of the TERAPICS Space in Currais Novos-RN, Seridó Potiguar region. This is a qualitative study, using the intervention research and methodological perspective of Institutional Analysis and Culture Circles, which dialogue with each other by departing from a horizontal practice of research, centered on the actions and discourses of the actors involved. We use the field diary, document analysis and culture circles for data collection, which will be analyzed by the look of implication analysis, understanding that research and intervention are inseparable, and the field is made by the research subjects and also by researcher. Throughout the study, the participants signaled that the meetings that occurred between them during the therapeutic groups and outside them, were configured as spaces of life production and collective care, regardless of the presence of the health professional. Thus, we raise some questions regarding the production of life in a group of women in psychological distress, based on actions based on the theoretical framework of popular education, dialogue, love and encouraging the autonomy of the subjects. We arouse discussion about the impact of group integrative practices and new modes of care on the relationship between female and mental health.

2
  • DALYANE LOUISE DE ARAÚJO MEDEIROS
  • EM CARNE VIVA: O SIGNIFICADO DO CORPO A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DE GRANDES QUEIMADOS

  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • ROSANGELA DINIZ CAVALCANTE
  • Data: 19/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A vivência de uma situação traumática pode desencadear a descrição de uma história com vistas a elucidar e dar sentido à experiência vivida, ou pode até mesmo ressignificar um acontecimento. O corpo sofre nas mais diversas sociedades modificações no que se refere ao seu conceito estético ditado pelos padrões de perfeição. Logo, é entendido como processo final de vivencias sejam elas agradáveis ou não, emancipa-se como ponto de referência do eu. A pessoa que sofreu uma grande queimadura em seu corpo convive com o fato de ter marcas oriundas desse acontecimento que geralmente provoca limitações e alterações de grande impacto em sua vida e permite a pessoa atribuir significados às marcas corporais e à experiência vivida. Objetivos: compreender a experiência de ter o corpo queimado; entender o significado da marca da queimadura no corpo; refletir acerca das mudanças na vida após a queimadura. Metodologia: A pesquisa trata de um estudo qualitativo que através da fenomenologia busca entender o significado das marcas no corpo de sujeitos que sofreram grandes queimaduras, apreendendo de forma subjetiva a percepção de corpo, do modo de ser e viver. Os participantes da pesquisa são indivíduos em acompanhamento ambulatorial há mais de seis meses no ambulatório do Centro de Tratamento de Queimados de um hospital do nordeste brasileiro. A escolha dos participantes se deu uma vez que esses se enquadram no objetivo do estudo e, em se tratando de pacientes que sofreram grandes queimaduras recentes, o impacto da queimadura ainda não é algo cotidiano. De posse das informações, realizar-se-á o processo de descrição da experiência, redução, ou seja, colocar-se em parênteses (colocar em parênteses o conhecimento teórico e clínico acerca das marcas corporais de queimaduras) para assim ter a compreensão do fenômeno a partir da descrição, além do processamento dos dados pelo software Iramuteq. Resultados: As histórias relatadas exprimiram a simplicidade e humildade dos sujeitos entrevistados e revelam o sentimento de medo do fogo e consequentemente da queimadura por rememorar o momento, principalmente sobre como tudo aconteceu e o sentimento da experiência vivida. Através das falas foi percebido o apego a religião, o apoio da família, mudanças na vida e a superação à partir de um evento traumático. Conclusão: Os participantes relataram que a queimadura ocorre de forma muito brusca e que após esse momento tão rápido, o trauma e o medo do fogo passam a fazer parte de suas vidas; o período de internação foi tido como sendo a parte mais difícil do processo devido as intensas dores, prurido, contraturas, anestesia, banhos e realização de curativos, além de outros procedimentos dolorosos como as enxertias de pele e desbridamentos; se pôde perceber que o apoio da família tem grande relevância nesse processo e que a religião, a fé e a crença na vida desses possibilitaram a superação e aceitação de seus corpos e de suas novas limitações além de ser um dos grandes estímulos no seu processo de tratamento e recuperação.


  • Mostrar Abstract

  • Introduction: The experience of a traumatic situation can trigger the description of a story in order to elucidate and give meaning to the lived experience, or it can even reframe an event. The body undergoes changes in the most diverse societies with regard to its aesthetic concept dictated by the standards of perfection. Therefore, it is understood as the final process of experiences, whether pleasant or not, emancipates as a point of reference for the self. The person who suffered a major burn on his body lives with the fact that he has marks resulting from this event, which generally causes limitations and changes of great impact on his life and allows the person to assign meanings to the body marks and to the lived experience. Objectives: to understand the experience of having the body burned; understand the meaning of the burn mark on the body; reflect on the changes in life after the burn. Methodology: The research deals with a qualitative study that through phenomenology seeks to understand the meaning of the marks on the body of subjects who suffered major burns, subjectively apprehending the perception of the body, the way of being and living. The research participants are individuals in outpatient follow-up for more than six months in the outpatient clinic of the Burns Treatment Center of a hospital in northeastern Brazil. The choice of participants was made once they fit the objective of the study and, in the case of patients who have recently suffered major burns, the impact of the burn is not yet something everyday. With the information in hand, the process of description of the experience, reduction, that is, putting yourself in parentheses (putting in parentheses the theoretical and clinical knowledge about the body marks of burns) will be carried out in order to have an understanding of the phenomenon from the description, in addition to the data processing by the Iramuteq software. Results: The stories reported expressed the simplicity and humility of the subjects interviewed and reveal the feeling of fear of fire and consequently of the burn for remembering the moment, especially about how everything happened and the feeling of the lived experience. Through the speeches, it was noticed the attachment to religion, family support, changes in life and overcoming from a traumatic event. Conclusion: The participants reported that the burn occurs very abruptly and that after such a fast moment, trauma and fear of fire become part of their lives; the hospitalization period was considered to be the most difficult part of the process due to intense pain, itching, contractures, anesthesia, bathing and dressing, in addition to other painful procedures such as skin grafting and debridement; it was possible to perceive that family support has great relevance in this process and that their religion, faith and belief in their lives made it possible to overcome and accept their bodies and their new limitations, besides being one of the great stimuli in their process of treatment and recovery.

3
  • BRUNO GONCALVES DE MEDEIROS
  • O suicídio nos cenários da Atenção Básica à Saúde do Seridó do RN

  • Orientador : TIAGO ROCHA PINTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • DULCIAN MEDEIROS DE AZEVEDO
  • TIAGO ROCHA PINTO
  • Data: 20/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O suicídio é um problema de saúde pública no mundo inteiro sendo uma das quatro principais causas de morte entre as pessoas com idade entre 15 e 44 anos. Devido ao crescimento das taxas de suicídio no Brasil e no mundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda como prevenção do fenômeno o desenvolvimento de pesquisas relacionadas ao tema. Objetivo: Mensurar atitudes e conhecimentos dos profissionais de saúde da Atenção Básica(AB) frente o suicídio, como também analisar a percepção desses profissionais sobre o fenômeno e suas implicações. Metodologia: Trata-se de um estudo quanti-quali realizado nos municípios de Caicó e Currais Novos, pertencentes a região do Seridó do Rio Grande do Norte, com profissionais da Estratégia de Saúde da Família e do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica. Condições sociais, hábitos e estilo de vida, aspectos clínicos e história obstétrica foram investigados. No primeiro momento participaram 140 profissionais da Estratégia de Saúde da Família, onde 107 eram ACS, 19 enfermeiros, 2 médicos, 2 técnicos de enfermagem, 3 educadores físicos, 4 Assistentes Sociais e 3 psicólogos que responderam os seguintes instrumentos: Questionário de Conhecimento e Habilidades Clinicas em Prevenção do Suicídio; Questionário de Atitudes em Frente ao Comportamento Suicida. No segundo momento foram entrevistados 10 profissionais da ESF. A pesquisa foi aprovada sob o número CAAE:00467618.5.0000.5568. Resultados: A média da idade dos participantes foi de 38,27 (DP=8,5) anos e da renda mensal de R$ 1905,81 (DP=1737,07). Os profissionais de nível superior apresentaram atitudes mais positivas no fator direito (p=0,007) e sentimentos (p=0,005) quando comparados aos profissionais de nível médio. A média da taxa de acertos nos itens do questionário de conhecimento/habilidades clínicas em prevenção do suicídio foi 40%. Na análise de conteúdo temática emergiram cinco categorias: Capacitação como fator de instrumentalização dos profissionais de saúde: “o olhar muda”; A compreensão da multideterminação do suicídio: “É um conjunto de fatores”; A sensação de impotência frente ao paciente suicida: “eu me senti um pouco inútil”; Acolhimento e continência do suicídio na Atenção Básica: “tentar conforta-lo com palavras”; Gargalos relacionados a gestão dos serviços: “os serviços poderiam ser melhor geridos”. Conclusão: O presente estudo verificou que o nível de formação dos profissionais influência nas atitudes frente ao suicídio assim como o sentimento em relação ao paciente. Dito isso, há necessidade de construção de estratégias interventivas direcionadas aos profissionais da AB, especificamente para a educação permanente em saúde sobre o suicídio.


  • Mostrar Abstract
  • Suicide refers to a human act to end life, with the intentionality of death. It is a complex phenomenon that is growing all over the world, most situations could be avoided. Therefore, the objective of this study is to evaluate attitudes and knowledge about suicide in Primary Care professionals. It is a research of quantitative nature and cross-sectional design carried out in two cities in the interior of Rio Grande do Norte, Caicó and Currais Novos. A total of 140 professionals from the Family Health Strategy participated in the study, of which 107 were CHWs, 19 nurses, 2 doctors, 2 nursing technicians, 3 physical educators, 4 social workers and 3 psychologists. The results showed that higher-level professionals presented more positive attitudes when compared to high school professionals. Practitioners who have had contact with people with suicidal ideation or who have committed suicide also showed attitudes that are more positive. The rate of correct answers in knowledge / clinical skills questionnaires for suicide prevention was low. There were no differences between the levels of professional training in the rates of correct answers on suicide questions. Therefore, it is important to think about and evaluate regional issues for the proper development of Primary Care professionals in relation to patient management.

4
  • TAYNAH NERI CORREIA CAMPOS
  • “Minha Opinião Importa”: Considerando a percepção dos pais para desfechos de seguimento de crianças com Sindrome congênita do Zika

  • Orientador : EGMAR LONGO HULL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EGMAR LONGO HULL
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • KÁTIA SUELY QUEIROZ SILVA RIBEIRO
  • Data: 09/03/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O surto do Zika virus (ZIKV) no Brasil teve conseqüências sociais, médicas e financeiras devastadoras. O ZIKV em alguns contextos causou microcefalia grave, desenvolvimento cerebral anormal, anomalias congênitas, epilepsia, problemas de audição e visão, sugerindo assim uma nova síndrome, a Síndrome Congênita do Zika (SCZ). Muitos pesquisadores e clínicos estão agora acompanhando as crianças para entender o impacto da SCZ no desenvolvimento infantil, funcionamento, mas os resultados medidos são heterogêneos e frequentemente não está claro o quanto eles são significativos para famílias e crianças. Objetivos: Identificar as perspectivas dos pais sobre áreas relevantes de funcionamento e incapacidade que devem ser incluídas como medidas de desfecho para crianças afetadas pela SCZ, orientadas pela Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Métodos:  Estudo qualitativo realizado em centros de reabilitação infantil em dois estados do nordeste do Brasil. Amostragem intencional foi utilizada. As entrevistas foram realizadas usando grupos focais com pais de crianças de 0 a 6 anos com SCZ confirmado vivendo no nordeste brasileiro. No geral, 32 participantes concordaram em participar, 88% eram mães (idade média, 30 anos). A maioria de seus filhos era do sexo masculino (59%), todos no GMFCS nível V.  Um questionário cobrindo a CIF foi desenvolvido. Além disso, cartões visuais ilustrando as categorias da CIF foram utilizados para auxiliar na compreensão dos conceitos. A saturação foi alcançada com 6 grupos focais. Três avaliadores analisaram o conteúdo usando o NVIVO 11. A concordância entre avaliadores foi avaliada usando Kappa (k = 90,9). Resultados: Seis grupos focais foram realizados com 32 cuidadores de crianças com distúrbios neurodesenvolvimentais graves associados ao ZIKV, incluindo: 68,8% problemas de visão, 31,3% de audição, 31,3% de problemas de sono e 34,4% de epilepsia. Os temas de funcionamento e deficiência foram predominantemente ligados a atividades e participação, fatores ambientais e funções corporais. Embora os pais tenham mencionado áreas em todos os componentes da CIF, eles relataram que as áreas de mobilidade, alimentação e recreação eram muito relevantes para eles. Além disso, fatores ambientais foram altamente identificados como barreiras, especificamente serviços, políticas e acesso a dispositivos auxiliares. Conclusões: Este é o primeiro estudo qualitativo que aborda os resultados a longo prazo de crianças com SCZ usando o sistema de codificação da CIF no Brasil. Embora os pais enfatizassem questões relacionadas ao movimento, suas maiores preocupações envolviam fatores ambientais, como acesso e qualidade dos serviços, sistemas e políticas de saúde e sociais. Esses resultados reforçam a importância de incluir a perspectiva dos pais ao selecionar ou desenvolver medidas de resultado para SCZ. Finalmente, nossas descobertas destacam a necessidade urgente de modificações ambientais para melhorar a vida de crianças com SCZ  e suas famílias no Brasil.




  • Mostrar Abstract
  • Introdution: The Zika Virus (ZIKV) outbreak in Brazil had devasting social, medical and financial consequences. ZIKV in some settings caused severe microcephaly, abnormal brain development, congenital abnormalities, epilepsy, hearing and vision problems. Many researchers and clinicians are now following up the children to understand the impact of the ZIKV on child development, functioning and disability, but outcomes measured are heterogenous, and often; it is not clear how meaningful they are to families and children. Objectives: To identify the parents' perspectives on relevant areas of functioning and disability that should be included as outcome measures for children affected by congenital Zika syndrome (CZS), guided by the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF). Methods: Participants were recruited from child rehabilitation centers in two states in northeastern Brazil. Inclusion criteria: parents of children aged 0 to 6 years with confirmed CZS living in northern Brazil. Overall, 32 participants agreed to participate, 88% were mothers (average age, 30 years). Most of their children were male (59%), all GMFCS level V.  Purposive sampling was used. Interviews were conducted using focus groups. A questionnaire covering the ICF was developed. In addition, visual cards illustrating the ICF categories were used to assist the understanding of the concepts. Saturation was achieved with 6 focus groups. Three raters analyzed the content using NVIVO 11. Agreement between raters was assessed using Kappa (k=90.9). Results: Six focus groups were conducted with 32 caregivers of children with severe neurodevelopmental disorders associated with CZS, including: 68.8% vision problems, 31.3% hearing, 31.3% sleep problems and 34, 4% had epilepsy. Functioning and disability themes were predominantly linked to activities and participation, environemntal factors and body functions. Although parents mentioned areas across all ICF components, they reported that areas of mobility, eating and recreation were very relevant for them. In addition, environmental factors were highly identified as barriers, specifically services, policies and access to assistive devices.  Conclusions: This is the first qualitative study addressing long term outcomes of children with CZS using the ICF coding system in Brazil. Although parents emphasized issues related to mobility, their greatest concerns involved environmental factors, such as access and quality of health and social services, systems and policies. These results reinforce the importance of including the parents' perspective when selecting or developing outcome measures for CZS. Finally, our findings highlight the urgent need for environmental modifications to improve the lives of children with congenital CZS and their families in Brazil.

5
  • MAYONARA FABIOLA SILVA ARAUJO
  •  

    QUALIDADE DO SONO, SONOLÊNCIA DIURNA E FATORES ASSOCIADOS EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS: UM ESTUDO BASEADO NOS DETERMINANTES SOCIAIS

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA MYRNA JAGUARIBE DE LIMA
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • WILTON RODRIGUES MEDEIROS
  • Data: 05/05/2020

  • Mostrar Resumo
  • O ingresso na universidade é considerado um marco na vida de muitos jovens. Contudo constitui-se como uma experiência estressora, que contribui para o surgimento de hábitos não saudáveis e podendo interferir na expressão do ciclo sono/vigília (CSV). Estas alterações do CSV podem acarretar consequências na saúde física, psíquica e social da vida desses jovens. Além disso, as condições de vida dos indivíduos e de grupos da população também podem levar a ocorrência de problemas de saúde e seus fatores de risco na população, sendo definidas como Determinantes Sociais da Saúde (DSS). Tendo como base esses determinantes, o objetivo deste trabalho foi identificar quais os fatores associados à má qualidade do sono e a sonolência diurna excessiva em universitários de um campus do interior do Rio Grande do Norte (RN), por meio do modelo de Solar e Irwin de DSS. Atualmente, este modelo esse é utilizado pela Organização Mundial da Saúde para embasamento de discussões e planejamento de políticas e ações nessa área. Participaram da pesquisa 298 alunos matriculados na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), na cidade de Santa Cruz interior do RN. A coleta foi realizada por meio de 04 questionários autoaplicáveis: “A saúde e o sono”; o questionário de cronotipo de Munique; a Escala de Sonolência de Epworth e o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburg. A associação entre as variáveis foi analisada por meio do teste Qui-quadrado. Aquelas que apresentaram valor de p ≤ 0,05 foram incluídas no modelo intermediário na regressão de Poisson. No modelo final foram incluídas todas as variáveis que permaneceram com valor de p ≤ 0,05 no modelo intermediário. Entretanto, as variáveis uso de eletrônicos e demanda acadêmica antes do horário de dormir durante a semana foram também incluídas no modelo final, devido apresentarem valores considerados tendência estatística (p = 0,06) e em virtude da literatura apresentar evidências que demonstram a influência desses fatores. A maioria dos universitários participantes são do sexo feminino (73,2%), com idade menor a 25 anos (90,6%), que não trabalham (91,6%) e não moram com a família (87,2%). A prevalência da má qualidade do sono e sonolência diurna excessiva foi de 79,2% e 51,3%, respectivamente. Dentre os determinantes intermediários da saúde, no modelo de regressão final foi observado que os jovens que apresentaram problema de saúde no último mês (PR= 1,184; IC95%: 1,061 – 1,321), fumavam (PR= 1,235; IC95%: 1,123 – 1,357), faziam uso de bebidas estimulantes próximo ao horário de dormir (PR= 1,258; IC95%: 1,144 – 1,384) e usavam eletrônicos antes do horário de dormir durante a semana (PR=1,186; IC95%: 1,003 – 1,402) possuem uma maior razão de prevalência de má qualidade do sono quando comparado aos jovens que não possuem esses comportamentos. Com relação à sonolência diurna, no modelo de regressão final foi observado que aqueles que relatam ir dormir por causa da demanda acadêmica nos dias da semana (PR= 0,726; IC95%: 0,539 – 0,978) e acordam no fim de semana para realizar demandas acadêmicas (PR= 0,663; IC95%: 0,481 – 0,913) apresentam pouca sonolência diurna comparados aos que não realizam esses comportamentos. Dentre os determinantes estruturais da saúde analisados, não foi observada nenhuma associação com a qualidade do sono e sonolência diurna excessiva dos universitários. Portanto, os universitários do interior do estado do RN apresentaram alta prevalência de má qualidade de sono e metade da amostra apresentou sonolência diurna excessiva. Sendo decorrentes de fatores biológicos, ambientais, sociais e em sua maioria, de fatores comportamentais.


  • Mostrar Abstract
  • Admission to university is considered a milestone in the lives of many young people. However, it constitutes a stressful experience, which contributes to the emergence of unhealthy habits and can interfere with the expression of the sleep /wake cycle. These changes in sleep/wake cycle can have consequences on the physical, mental and social health of these young people. In addition, the living conditions of individuals and population groups can also lead to the occurrence of health problems and their risk factors in the population, being defined as Social Determinants of Health. Based on these determinants, the objective of this study was to identify the factors associated with poor sleep quality and excessive daytime sleepiness in university students from a campus in the contryside of Rio Grande do Norte (RN), using the Solar and Irwin model of Social Determinants of Health. This model is currently used by the World Health Organization to support discussions and plan policies and actions in this area. Participated in the research 298 students enrolled in the Faculty of Health Sciences of Trairi (FACISA), in the city of Santa Cruz interior of RN. The collection was carried out by means of 04 self-administered questionnaires: “Health and Sleep”; the Munich chronotype questionnaire; the Epworth Sleepiness Scale and the Pittsburg Sleep Quality Index. Association between variables was analyzed using the Chi-square test. The variables that presented p value ≤ 0,05 in the Chi-square test were included in the intermediated modelo f Poisson regression. In the final model, all variables that remained with p ≤ 0,05 in the intermadiated model were included. However, the variables use of electronics and academic demand before bedtime during the week were also included in the final model, due to their p values considered statistical trends and because the literature presents evidence that demonstrates the influence of these factors. Most of the participating university students are female (73,2%), under the age of 25 (90,6%), who do not work (91,6%) and do not live with their family (87,2%). The prevalence of poor sleep quality and excessive daytime sleepiness was 79,2% and 51,3%, respectively. Among the intermediate determinants of health, in the final regression model, it was observed that young people who had health problems in the last month (PR = 1,184; 95% CI: 1,061 – 1,321), smoked (PR = 1,235; 95% CI: 1,123 – 1,357 ), used stimulant drinks close to bedtime (PR = 1,258; 95% CI: 1,144 – 1,384) and used electronics before bedtime during the week (PR = 1,186; 95% CI: 1,003 – 1,402) have a higher prevalence rate of poor sleep quality when compared to young people who do not have these behaviors. Regarding daytime sleepiness, in the final regression model it was observed that those who report going to sleep because of academic demand on weekdays (PR = 0,726; 95% CI: 0,539 – 0,978) and wake up at the weekend to perform academic demands (PR = 0,693; 95% CI: 0,481 – 0,913) have little daytime sleepiness compared to those who do not perform these behaviors. Among the structural determinants of health analyzed, there was no association with the quality of sleep and excessive daytime sleepiness of university students. Therefore, university students in the interior of the state of RN had a high prevalence of poor sleep quality and half of the sample had excessive daytime sleepiness. As a result of biological, environmental, social factors and most of them, behavioral factors.

6
  • MARILIA RUTE DE SOUTO MEDEIROS
  • ANÁLISE DOS DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE A PARTIR DAS FALAS DE FAMILIARES E USUÁRIOS DO CAPS

  • Orientador : RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LIANE ARAÚJO TEIXEIRA
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 10/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Saúde mental é um termo utilizado para descrever o nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional de uma pessoa, e o familiar se torna agente ativo no tratamento e provimento do cuidado da pessoa com transtorno mental. OBJETIVO: Analisar as camadas dos Determinantes Sociais da Saúde (DSS) a partir das falas de familiares e usuários do CAPS. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa com abordagem descritiva, exploratória do tipo qualitativa. A coleta de dados foi realizada no CAPS II Chiquita Bacana, situada na cidade de Santa Cruz- RN, localizada na região do Trairi. Foram incluídos no estudo todos os indivíduos que compareceram ao CAPS para atendimento no período da coleta, acompanhados de uma pessoa que ele considerasse como família. Utilizou-se uma entrevista semiestruturada, aplicada ao mesmo tempo com os dois indivíduos, com as questões direcionadas à família e aos DSS. RESULTADOS e DISCUSSÃO: Os achados que surgiram a partir das falas dos participantes durante as entrevistas, foram analisadas e discutidas a luz do modelo de Determinantes Sociais da Saúde proposto por Dahlgren e Whitehead (CNDSS, 2008), além de outras literaturas apropriadas no âmbito da saúde coletiva. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Considera-se que há necessidade de ações práticas que possam diminuir as lacunas existentes, entre os usuários e familiares, que causam distanciamento entre os serviços de atenção à saúde, conforme o preconizado pela Reforma Psiquiátrica, com vista a pensar na integralidade do indivíduo, na sua liberdade e autonomia.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Mental health is a term used to describe the level of cognitive or emotional quality of life of a person, and the family member becomes an active agent in the treatment and provision of care for the person with mental disorder. OBJECTIVE: To analyze the layers of Social Determinants of Health (DSS) based on the statements of family members and CAPS users. METHOD: This is a research with a descriptive, exploratory qualitative approach. Data collection was performed at CAPS II Chiquita Bacana, located in the city of Santa Cruz-RN, located in the region of Trairi. The study included all individuals who came to the CAPS for assistance during the collection period, accompanied by a person he considered as a family. A semi-structured interview was used, applied at the same time with both individuals, with questions directed to the family and the DSS. RESULTS and DISCUSSION: The findings that emerged from the speeches of the participants during the interviews were analyzed and discussed in the light of the model of Social Determinants of Health proposed by Dahlgren and Whitehead (CNDSS, 2008), in addition to other appropriate literature within the scope of collective health. FINAL CONSIDERATIONS: It is considered that there is a need for practical actions that can reduce the existing gaps, between users and family members, that cause distance between the health care services, as recommended by the Psychiatric Reform, with a view to thinking about the integrality of the individual, in their freedom and autonomy.

7
  • REGIS DE SOUZA VALENTIM
  • AVALIAÇÃO EM SAÚDE APLICADA AOS CENTROS ESPECIALIZADOS EM REABILITAÇÃO: PROPOSIÇÃO E VALIDAÇÃO DE UM MODELO LÓGICO

  • Orientador : DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALEXSANDRO SILVA COURA
  • DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • FLAVIA CHRISTIANE DE AZEVEDO MACHADO
  • Data: 11/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Os Centros Especializados em Reabilitação (CER) são serviços de saúde, habilitados pelo ministério da Saúde, e responsáveis pela atenção especializada à pessoa com deficiência.  Desempenham papel chave na Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência (RCPD) pela atenção da pessoa com deficiência, bem como pela concessão, adaptação e manutenção de tecnologias assistivas. Embora desempenhem relevante função social e assistencial, há poucos estudos direcionados para avaliação deste serviço de saúde, o que denota a necessidade de pesquisas pautadas na vertente da avaliação em saúde.  Objetivo: Analisar o processo de trabalho e as questões organizativas dos CER e propor um modelo lógico avaliativo do serviço. Método: Estudo qualitativo desenvolvido em três etapas: 1) Estudo documental de legislações e portarias relacionadas ao serviço de saúde e a RCPD. 2) Realização de grupos focais, com estudo censitário dos CER do estado do Rio Grande do Norte, para avaliação e apreensão da organização do processo de trabalho no cotidiano do serviço. 3) Sistematização das informações coletadas, proposição e validação do modelo lógico avaliativo.  As informações coletadas foram categorizadas pela análise temática de conteúdo e analisadas sob a ótica dos referenciais teóricos da saúde coletiva e avaliação em saúde.  Resultado: O modelo lógico proposto foi validado pelo grupo focal representativo dos serviços que compõem a RCPD. O modelo englobou a cinco categorias centrais do processo de trabalho e questões organizativas: demandas, recursos (insumos, financeiros e força de trabalho), processos, produtos e resultados, acrescido da missão e valores do CER, potencialidades e fragilidades identificadas durante os grupos focais. Foram identificadas a burocratização do serviço, a inflexibilidade das portarias e a falta de instrumentos de avaliação como fragilidades dos CER; e como desafios, dificuldades de pactuação de metas, indicadores e parâmetros, assim como uma dificuldade de articulação dinâmica entre outros serviços da rede e fora da rede Conclusão: O modelo lógico proposto foi adequado para representação gráfica do processo de trabalho  e questões organizativas dos CER. A partir do modelo pode-se aferir que o processo realizado no dia-a-dia dos serviços está alinhado com as normatizas para o seu funcionamento, contudo aponta lacunas práticas que precisam ser abordadas a fim de melhorar a resolutividade das ações do serviço e a articulação com outros pontos da rede.  O modelo lógico pode ser utilizado como instrumento de gestão, conhecimento, informação e comunicação, podendo ser usada no processo de tomada de decisões em saúde e planejamento por gestores e profissionais, assim como pode ser usado por pesquisadores no desenvolvimento de indicadores de desempenho que possam avaliar o serviço.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Centros Especializados em Reabilitação (CER) are health services, qualified by the Ministry of Health, and responsible for specialized care for people with disabilities. They play a key role in the Care Network for People with Disabilities (RCPD) for the care of people with disabilities, as well as for granting, adapting and maintaining assistive technologies. Although they play an important social and assistance role, there are few studies aimed at evaluating this health service, which denotes the need for research based on the health evaluation aspect. Objective: Analyze the work process and the organizational issues of RECs and propose a logical model for evaluating the service. Method: Qualitative study developed in three stages: 1) Documentary study of laws and ordinances related to the health service and RCPD. 2) Conducting focus groups, with a census study of RECs in the state of Rio Grande do Norte, to assess and understand the organization of the work process in the daily service. 3) Systematization of the collected information, proposition and validation of the logical evaluation model. The information collected was categorized by thematic content analysis and analyzed from the perspective of the theoretical references of collective health and health assessment. Result: The proposed logical model was validated by the focal group representative of the services that make up the RCPD. The model encompassed five central categories of the work process and organizational issues: demands, resources (inputs, financial and workforce), processes, products and results, plus the CER's mission and values, strengths and weaknesses identified during the focus groups. The bureaucratization of the service, the inflexibility of the ordinances and the lack of assessment instruments were identified as weaknesses of the RECs; and as challenges, difficulties in agreeing goals, indicators and parameters, as well as a difficulty in dynamic articulation between other services in the network and outside the network. Conclusion: The proposed logical model was adequate for graphic representation of the work process and organizational issues of RECs . From the model, it can be seen that the process performed in the day-to-day services is aligned with the rules for its operation, however it points out practical gaps that need to be addressed in order to improve the resolvability of the service's actions and the articulation with other points in the network. The logical model can be used as an instrument of management, knowledge, information and communication, and can be used in the decision-making process in health and planning by managers and professionals, just as it can be used by researchers in the development of performance indicators that can evaluate the service.

8
  • CLARISSA LILLIBELY HONORATO VIDAL
  • ACESSO DE USUÁRIOS DO CAPS AO CUIDADO EM SAÚDE BUCAL À LUZ DO DISCURSO DO SUJEITO COLETIVO

     

  • Orientador : RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TÂNIA ALTENIZA LEANDRO
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • WILTON RODRIGUES MEDEIROS
  • Data: 12/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Parcelas da população seguem com dificuldades no acesso a saúde, em especial a saúde bucal. Considerando a vulnerabilidade da população com transtorno mental deve ser considerada com importância a assistência oferecida por meio da porta de acesso ao sistema de saúde. Assim, há muito a ser pesquisado no âmbito da saúde mental e acesso aos serviços de saúde, principalmente em relação ao papel estratégico do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), a articulação da rede com serviços de saúde e serviços odontológicos, na tentativa de propiciar melhoria no acesso aos serviços por parte da população com transtorno mental. OBJETIVO: Analisar o acesso de usuários do CAPS ao cuidado em saúde bucal à luz do Discurso do Sujeito Coletivo. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa com abordagem descritiva, exploratória do tipo qualitativa. A coleta foi realizada no CAPS II Chiquita Bacana, situada na cidade de Santa Cruz- RN, com 12 usuários do serviço e 12, por meio de uma entrevista semiestruturada aplicada ao mesmo tempo com os dois indivíduos. As falas colhidas referentes ao acesso aos serviços de saúde bucal foram organizadas extraindo as Ideias Centrais (IC) e as suas correspondentes Expressões Chaves (ECH) e formulados os Discursos do Sujeito Coletivo, com o apoio de software DSCSoft. RESULTADOS e DISCUSSÃO: Tanto usuários quanto familiares já procuraram o serviço de odontologia do setor público alguma vez na vida e não houve recusa por parte dos dentistas quanto à realização dos atendimentos. Contudo, esse acesso ocorre com presença de filas, dificuldades para conseguir fichas para marcação e disponibilidade de vaga para o atendimento e manutenção continuidade do cuidado. O que parece interferir diretamente na baixa frequência e descontinuidade de visitas ao dentista. O DSC revela a odontologia voltada a práticas curativistas, buscados em virtude da dor resultando principalmente em extrações dentárias, um tratamento mutilador. CONCLUSÃO: É urgente considerar a saúde bucal como parte integrante no conceito mais amplo de saúde e promover a integração da mesma às demais práticas de saúde. Há necessidade de um desenvolvimento adequado de planejamento de políticas com foco na prevenção e ações voltadas para capacitação dos profissionais dentistas, visando melhoria no acesso e atenção integral, sem subestimar a influência das condições de vida e determinantes de saúde sobre o estado de saúde bucal. Acrescenta-se que os odnontólogos precisam estar mais envolvidos e dispostos a desenvolver diálogos mais efetivos com a população, com empoderamento dos envolvidos e tomada de decisão no âmbito da saúde bucal includente para os usuários do serviço de saúde mental.

     


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: Plots of the population continue to have difficulties in accessing health care, especially oral health. Considering the vulnerability of the population with a mental disorder, the assistance offered through the access door to the health system must be considered of importance. Thus, there is much to be researched in the scope of mental health and access to health services, especially in relation to the strategic role of the Psychosocial Care Center (CAPS), the network's articulation with health services and dental services, in an attempt to provide improved access to services by the population with mental disorders. OBJECTIVE: To analyze the access of CAPS users to oral health care in the light of the Collective Subject Discourse. METHOD: This is a research with a descriptive, exploratory qualitative approach. The collection was carried out at CAPS II Chiquita Bacana, located in the city of Santa Cruz-RN, with 12 users of the service and 12, through a semi-structured interview applied at the same time with both individuals. The statements collected regarding access to oral health services were organized by extracting the Central Ideas (CI) and their corresponding Key Expressions (ECH) and the Collective Subject Discourses were formulated, with the support of DSCSoft software. RESULTS and DISCUSSION: Both users and family members have sought dental services in the public sector at some time in their lives and there has been no refusal by dentists to provide care. However, this access occurs with the presence of queues, difficulties in obtaining forms for appointment and availability of space for care and maintenance of continuity of care. This seems to directly interfere with the low frequency and discontinuity of visits to the dentist. The DSC reveals dentistry aimed at curative practices, sought because of pain resulting mainly in tooth extractions, a mutilating treatment. CONCLUSION: It is urgent to consider oral health as an integral part of the broader concept of health and to promote its integration with other health practices. There is a need for an adequate development of policy planning with a focus on prevention and actions aimed at training dental professionals, aiming at improving access and comprehensive care, without underestimating the influence of living conditions and health determinants on oral health status. It is added that odnontologists need to be more involved and willing to develop more effective dialogues with the population, with the empowerment of those involved and decision-making in the scope of inclusive oral health for users of the mental health service.
9
  • THAIS RAQUEL PIRES TAVARES
  • EM POSSE DE UM SEGREDO QUE NÃO ERA MEU: SILÊNCIOS E SEGREDOS EM TORNO DO VIVER COM HIV/AIDS NO SERTÃO NORDESTINO

  • Orientador : LUCAS PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA CLAUDIA R. DA SILVA
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • RAQUEL LITTERIO DE BASTOS
  • Data: 19/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • Diante de processos sociais produzidos pelo estigma e discriminação em relação ao HIV/aids, as pessoas que vivem com esta condição, sob a lógica da longa duração, se veem diante de um processo de economia de visibilidade: adentram a um universo de silêncios e segredos como forma de proteção. Esta pesquisa parte do pressuposto que, diante das especificidades da dinâmica social dos contextos interioranos, o lugar de origem/moradia, enquanto marcador social da diferença, modela a forma como essas pessoas vivem a soropositividade, de forma que empenham uma série de agenciamentos com vistas à proteção da identidade em um contexto de tendência de borramento entre os aspectos públicos e privados da vida. Diante disso, o objetivo deste estudo consistiu em compreender como é modelada, pensada, vivida e significada a experiência de viver com HIV/aids entre silêncios e segredos no sertão nordestino. A etnografia é o referencial teórico-metodológico adotado para compreensão do objeto de estudo. O campo foi realizado entre os meses de abril e setembro de 2019 em um serviço especializado situado no interior do Rio Grande do Norte. Durante as incursões em campo utilizou-se observação participante, produção de diários de campo e entrevista semiestruturada para a recolha das informações junto aos interlocutores. Esses dados foram interpretados com base na literatura socioantropológica sobre sofrimentos e adoecimentos de longa duração, silêncio e segredo e marcadores sociais da diferença. Da análise deste material foram produzidos dois capítulos. O primeiro, explora a prática etnográfica e a experiência de alteridade no momento em que a pesquisadora viveu um encontro em campo que lhe custou a posse de um segredo que não era seu, a partir do qual iniciou a problematização em torno dos silêncios e segredos em contextos interioranos. O segundo, dialoga com a experiência vivida e narrada no capítulo anterior, quando o interlocutor protagonista do encontro passou a ser o narrador das questões que envolviam o agenciamento dos silêncios e segredos sobre a soropositividade. Da discussão empreendida foi possível concluir que a vulnerabilidade do sigilo da sorologia nos contextos interioranos perpassava pela dinâmica social da cidade que traziam à tona a possibilidade da descoberta do segredo, fazendo com que a PVHA viva no silêncio do seu corpo uma identidade indizível.


  • Mostrar Abstract
  • In the face of social processes by stigma and discrimination in relation to HIV / AIDS, people who live with this condition for a long time, find themselves facing a lack of visibility process: they enter in a universe of silence and secrets as a way to protect themselves. This research is based on the assumption that, given the specificities of the social dynamic of countryside contexts, the place of origin / habitation, as a social marker of difference, shapes the way these people live with HIV, so they engage in a series of agencies with a view to the protection of identity in a context of a tendency to blur public and private aspects of life. Therefore, the aim of this study was to understand how the experience of living with HIV / AIDS is shaped, thought, lived and signified the experience to live with HIV / AIDS between silence and secrets in the country towns of northeast in Brazil. Ethnography is the theoretical methodological framework to understand the object of study. The data collection was carried out between April and September in 2019 in a specialized service located in the country towns in Rio Grande do Norte state. During the participant observations, productions of field diaries and semi-structured interviews were used to collect information from the interlocutors in the place of study. These data were interpreted based on the socio-anthropological literature on long-term suffering and illness, silence, secrecy and social markers of difference. Two chapters were produced from the analysis of this material. The first explores the ethnographic practice and the experience of otherness at the moment the researcher lived a field encounter that costs her the possession of a secret that was not her own and from there, she began to question the silences and secrets in the country towns contexts. The second chapter dialogues with the experience lived and narrated in the previous one, when the interlocutor, protagonist of the meeting, became the narrator of the issues that involved the management of silences and secrets about been HIV positive. From the discussion undertaken, it was possible to conclude that the vulnerability of serology secrecy in the countryside contexts pervaded the social dynamics of the city that brought up the possibility of discovering the secret, making PLWHA live in the silence of its body an unspeakable identity.

10
  • TAMILA RAQUEL FERNANDES VALE
  • A EXPERIÊNCIA DO MATRICIAMENTO NA ATENÇÃO BÁSICA DE MUNICÍPIOS DO SERIDÓ

  • Orientador : TIAGO ROCHA PINTO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • MARIA LUISA VICHI DE CAMPOS FARIA
  • TIAGO ROCHA PINTO
  • Data: 31/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • As vivências no Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica (2016 a 2018) e no Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (2018 a 2020) sinalizaram a necessidade de explorar mais do universo que permeia o grande tema processo de trabalho em saúde, mais especificamente sobre o processo de trabalho da Atenção Básica e o Apoio Matricial entre equipes de Saúde da Família e Nasf-AB. Como produtos desta dissertação foram produzidos dois artigos que serão trazidos em seus resultados e discussão. Seu objetivo é analisar o processo de trabalho das equipes do Nasf-AB e da ESF em municípios do Seridó/RN. Especificamente busca compreender e trazer à tona as percepções e resolutividade do Apoio Matricial na visão de profissionais da ER, equipes de Nasf-AB e gestores, como também identificar os possíveis impactos das atuais diretrizes no campo da saúde nos processos de trabalho das Equipes de Referência e Nasf-AB nos cenários da Atenção Básica. Trata-se de um estudo qualitativo, de caráter descritivo e exploratório, realizado em municípios da 4ª região de saúde do Rio Grande do Norte (Seridó). A pesquisa que originou o primeiro artigo totalizou vinte e dois entrevistados, nas categorias de Agente Comunitário de Saúde, enfermeiro, cirurgião-dentista, técnico de enfermagem, profissionais do Nasf-AB e gestores. A pesquisa que originou o segundo artigo totalizou treze profissionais das mesmas categorias citadas. Para a coleta das informações foram utilizadas entrevistas individuais semiestruturadas através de um roteiro norteador. Como método de organização e categorização das informações foi utilizada a Análise de Conteúdo de Bardin. Os estudos foram aprovados sob Pareceres de números 2.081.260 e 3.390.975. Da análise de conteúdo do primeiro artigo Percepções e resolutividade do Apoio Matricial, emergiram as categorias Percepções dos profissionais da ESF, Nasf-AB e gestores sobre Apoio Matricial e Percepções sobre a resolutividade do Apoio Matricial do Nasf-AB. Em relação ao segundo artigo As equipes de Nasf-AB em um cenário de riscos para a Atenção Básica, emergiu a categoria Novo financiamento para novos rumos de uma Atenção Básica: avançamos ou retrocedemos? Os estudos verificaram que as dificuldades de compreensão do próprio trabalho dos profissionais impactam em suas concepções advindas das experiências com o Apoio Matricial e indicam uma percepção paradoxal não havendo alinhamento acerca deste processo. Como também a existência de alguns aspectos, que fazem parte das novas roupagens das políticas de saúde, podem colocar os processos de trabalho da Atenção Básica em risco, mais especificamente a situação das equipes de Nasf-AB.


  • Mostrar Abstract
  • The experiences in the Multiprofessional Residency Program in Primary Care (2016 to 2018) and in the Postgraduate Program in Collective Health (2018 to 2020) signaled the need to explore more of the universe that permeates the great theme of the health work process, more specifically about the Primary Care work process and Matrix Support between Family Health and Nasf-AB teams. As products of this dissertation, two articles were produced that will be brought in their results and discussion. Its objective is to analyze the work process of Nasf-AB and ESF teams in municipalities in Seridó / RN. Specifically, it seeks to understand and bring out the perceptions and resolution of Matrix Support in the view of RE professionals, Nasf-AB teams and managers, as well as to identify the possible impacts of current guidelines in the field of health on the work processes of the Reference Teams and Nasf-AB in primary care settings.This is a qualitative, descriptive and exploratory study, carried out in municipalities in the 4th health region of Rio Grande do Norte (Seridó). The survey that originated the first article totaled twenty-two respondents, in the categories of Community Health Agent, nurse, dental surgeon, nursing technician, Nasf-AB professionals and managers. The research that originated the second article totaled thirteen professionals from the same categories mentioned. To collect the information, semi-structured individual interviews were used through a guiding script. As a method of organizing and categorizing information, Bardin's Content Analysis was used. The studies were approved under Opinions number 2,081,260 and 3,390,975. From the content analysis of the first article Perceptions and resoluteness of Matrix Support, the categories Perceptions of ESF professionals, Nasf-AB and managers about Matrix Support and Perceptions about the resolvability of Nasf-AB Matrix Support emerged. In relation to the second article The Nasf-AB teams in a scenario of risks for Primary Care, emerged the category New financing for new directions of Primary Care: do we move forward or backward? Studies have found that the difficulties in understanding the professionals' own work impact their conceptions arising from experiences with Matrix Support and indicate a paradoxical perception with no alignment about this process. As well as the existence of some aspects, which are part of the new guise of health policies, can put the Primary Care work processes at risk, more specifically the situation of the Nasf-AB teams

11
  • LUCIANA DA SILVA PINHEIRO
  • Bioética e feminismo: considerações sobre o aborto.

  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • LORETA MELO BEZERRA CAVALCANTI
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 16/10/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A bioética e suas correlações nos permitem compreender melhor toda a trajetória das mulheres em relação à autonomia e às perspectivas voltadas para o ser feminino diante situações de aborto. Objetivos: O presente estudo tem como objetivo geral analisar as contribuições dos estudos sobre ética, aborto, saúde da mulher e feminismo. Métodos: Trata-se de uma Revisão Integrativa com busca realizada nas bases de dados Scielo, Lilacs e MedLine. Foram incluídos os estudos que atenderam aos seguintes critérios: artigos publicados nos anos de 2010 a 2020, que abordem a temática de estudo e publicados em português. Foram excluídos os artigos duplicados em mais de uma base de dados, que não apresentavam no resumo correlação com o objetivo do estudo, e que não estivessem com o texto completo disponível. Foi possível encontrar uma amostra no total de 17 estudos, que foram lidos na íntegra, e posteriormente incluídos nesta revisão. Resultados: Pelos estudos analisados, é perceptível que o aborto ainda é um assunto considerado tabu, que o direito de escolha das mulheres sobre seu próprio corpo se estabelece como uma questão delicada a ser tratada, bem como, existe a necessidade de melhorar a assistência à saúde da mulher. Conclusão: Esta revisão conclui que é necessário haver mais debates sobre melhorias na assistência a saúde da mulher, assim como ética profissional e humanização diante as mulheres que chegam a uma situação de aborto. Dessa maneira, é essencial debater sobre todos os julgamentos acerca do aborto de mulheres e de profissionais que prestam assistência.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Bioethics and its correlations allow us to better understand the entire trajectory of women in relation to autonomy and the perspectives aimed at the female being in situations of abortion. Objectives: The present study aims to analyze the contributions of studies on ethics, abortion, women's health and feminism. Methods: This is an Integrative Review with a search carried out in the Scielo, Lilacs and MedLine databases. Studies that met the following criteria were included: articles published in the years 2010 to 2020, addressing the theme of study and published in Portuguese. Duplicate articles in more than one database were excluded, which did not present a correlation in the summary with the objective of the study, and which did not have the full text available. It was possible to find a sample in a total of 17 studies, which were read in full, and later included in this review. Results: From the studies analyzed, it is noticeable that abortion is still a taboo subject, that women's right to choose their own bodies is established as a delicate issue to be treated, as well as, there is a need to improve health care. women's health. Conclusion: This review concludes that there is a need for more debate on improvements in women's health care, as well as professional ethics and humanization in the face of women who come to an abortion situation. Thus, it is essential to debate all judgments about the abortion of women and professionals who provide assistance.

12
  • ALLEN SUZANE DE FRANÇA
  • ALFABETISMO EM SAÚDE E FATORES ASSOCIADOS EM GESTANTES ADOLESCENTES E ADULTAS JOVENS RESIDENTES NA REGIÃO DO TRAIRI NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

  • Orientador : SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA SILVIA MOCCELLIN
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 29/10/2020

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A alfabetização em saúde é a capacidade cognitiva de entender e interpretar o significado das informações de saúde na forma escrita, falada e digital, e o indivíduo com nível adequado de alfabetização em saúde é capaz de tomar decisões adequadas em relação a sua saúde no contexto da vida cotidiana. O baixo nível de alfabetização em saúde tem sido associado a comportamentos de risco, redução do autocuidado, taxas mais altas de hospitalizações e maiores custos com a saúde. A gravidez na adolescência também está relacionada a piores resultados de saúde para a mãe e a criança quando comparadas à gravidez na vida adulta e o baixo alfabetismo em saúde pode ser um dos contribuintes para esses resultados. Alguns estudos avaliaram o nível de alfabetismo em saúde sexual e reprodutiva entre gestantes, no entanto, até onde se sabe, há uma lacuna a respeito da avaliação do nível do alfabetismo em saúde geral neste grupo, particularmente quando se trata de gestantes adolescentes e de baixa renda. Objetivo: Avaliar o alfabetismo em saúde de gestantes adolescentes e adultas jovens de uma área rural do Nordeste do Brasil e os fatores associados. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo observacional e analítico, de caráter transversal, que faz parte de um estudo piloto longitudinal, o AMOR (Adolescence and Motherhood Research). A amostra foi composta por 41 gestantes adolescentes (13 a 18 anos) e 45 gestantes adultas jovens (23 a 28 anos) residentes na região do Trairi, localizada no estado do Rio Grande do Norte, que estavam no terceiro trimestre de sua primeira gravidez. O alfabetismo em saúde foi avaliado pelo Short Assesment of Health Literacy for Portuguese-Speaking Adults (SAHLPA, escore varia de 0-18 pontos, sendo inadequado se <15). Além disso foram coletados dados sociodemográficos, informações sobre o pré-natal e suporte social pelo  Social Networks and Social Support do International Mobility in Aging Study (SNSS-IMIAS). O teste Mann Whitney foi usado para comparar o alfabetismo em saúde de adolescentes e adultas, bem como entre os grupos de demais variáveis sociodemográficas, de suporte social e do pré-natal. A associação entre o alfabetismo adequado e inadequado e demais variáveis do estudo foi avaliada pelo teste qui-quadrado. Modelos de regressão linear múltipla foram usados para avaliar quais variáveis permanecem associadas ao escore SAHLPA-18 nas análises multivariadas. Resultados: As adolescentes apresentaram piores escores do SAHLPA que as adultas (p<0,001), bem como maior porcentagem de alfabetismo inadequado (95,1% versus 53,3%, p<0,001).  Na análise multivariada, piores resultados do alfabetismo em saúde também foram encontrados entre aquelas que referiram que o seu desempenho escolar era inferior quando comparado aos colegas (β= 2,843, p<0,001) e que relataram renda insuficiente para as necessidades básicas (β= 2,775, p=0,014). Conclusão: Foram encontradas taxas mais altas de alfabetização em saúde inadequada, principalmente entre gestantes adolescentes. São necessárias políticas destinadas a melhorar o acesso à informação sobre saúde para as populações jovens de áreas rurais de baixa renda.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Health literacy is the cognitive ability to understand and interpret the meaning of health information in written, spoken and digital form and the individual with the appropriate level of health literacy is able to make appropriate decisions regarding their health in the context of health everyday life. Low health literacy has been associated with risk behaviors, low self-care, higher hospitalization rates and higher costs with health care. Adolescent pregnancy is also related to poorer health outcomes for mother and child compared to adulthood pregnancy and low health literacy may be a contributor to these outcomes. Some studies have assessed the level of sexual and reproductive health literacy of pregnant women, however, as far as we known, there is a lack of studies that have assessed the level of general health literacy among this group, particularly among pregnant adolescents and from low-income settings. Objective: To evaluate health literacy of pregnant adolescents and young adults from rural area of northeastern Brazil and its associated factors. Methods: This is an observational and analytical cross-sectional study, which is part of a longitudinal pilot study, AMOR (Adolescence and Motherhood Research). The sample consisted of 41 pregnant adolescents (13 to 18 years old) and 45 pregnant young adults (23 to 28 years old) living in the Trairi region, located in the Rio Grande do Norte state, during the third trimester of their first pregnancy. Health literacy was assessed by the Short Assesment of Health Literacy for Portuguese-Speaking Adults (SAHLPA, score from 0-18, inadequate if <15). In addition, we collected sociodemographic data, prenatal information and social support though the Social Networks and Social Support of the International Mobility in Aging Study. The Mann Whitney test was used to compare health literacy of adolescents and adults, as well as between the groups of other sociodemographic, social support and prenatal variables. The association between adequate and inadequate literacy and other study variables was assessed by the chi-square test. Linear regression models were used to assess which variables remain associated to the SAHLPA score in the multivariate analyses. Results: Adolescents had worse SAHLPA scores than adults (p <0.001), as well as a higher percentage of inadequate literacy (95.1% versus 53.3%, p <0.001). Poorer health literacy results were also found among those who reported that their school performance was lower when compared to peers (β= 2.843, p <0.001) and reporting insufficient income for basic needs (β= 2.775, p =0.014) in multivariate analysis. Conclusion: Higher rates of inadequate health literacy were found, mainly among adolescent mothers. Policies targeting to improve health information access for young populations from rural low-income areas are needed.

13
  • MONISE GLEYCE DE ARAUJO PONTES
  • RESISTIR E (RE) EXISTIR: O COLETIVO FEMINISTA COMO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO E MOBILIZAÇÃO SOCIAL NO CONTEXTO ACADÊMICO

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • GIGLIOLA MARCOS BERNARDO DE LIMA
  • Data: 09/11/2020

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A dinâmica de perspectiva de gênero tem se transformado ao longo do último século e alcançado melhores resultados, entretanto, ainda tem se apresentado de forma desigual sob diversos contextos sociais, culturais e econômicos na maior parte das sociedades. Tais iniquidades só puderam ser abrandadas devido a incansável luta dos movimentos sociais e feministas no processo histórico, o que culminou na presença desta população nos espaços acadêmicos nas últimas décadas. Com a crescente presença da mulher no ambiente acadêmico, entendemos que os coletivos feministas fundados dentro da universidade se compõem como um instrumento necessário para o desenvolvimento social feminino. OBJETIVO: Apreender as contribuições do Movimento Feminista para as participantes de um Coletivo Feminista dentro de uma Universidade Federal do interior do Rio Grande do Norte. MÉTODOS: Trata-se de um estudo exploratório e descritivo com abordagem qualitativa, a ser desenvolvido na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA) com as discentes dos cursos de graduação que participam regularmente do Coletivo Feminista Dandara.  A pesquisa se deu em 2 etapas para a coleta de dados, a primeira etapa consistiu na autoaplicação de um questionário socioeconômico e posteriormente na criação e execução de grupos focais, compostos por até 6 alunas com durarão média de 50 minutos. Para a fase de tratamento dos dados, este estudo utilizou a Análise de Conteúdo conforme a proposta de Laurence Bardin e na categorização dos temas destacados nos relatos das participantes. RESULTADOS: Os resultados foram apresentados por meio de 1 categoria central intitulada “Contribuições do movimento feminista para as participantes de um coletivo feminista”, a partir dos relatos obtidos, chegamos a 3 categorias representadas a seguir. A primeira categoria “Surge uma feminista” deu origem a 2 subcategorias de discussão: “A descoberta do ser feminista” e “Percepções sobre o feminismo”. A segunda categoria “Representações do feminismo nas subjetividades do ser mulher”, originou as subcategorias “Desconstruindo os rótulos” e “Consciência feminista: Por que(m) luto?” Por fim, a última categoria de discussão “O coletivo como instrumento de empoderamento feminino” deu origem a subcategoria “Coletivo Feminista: um lugar de fala e de escuta”. CONCLUSÕES: Os resultados provenientes deste estudo alcançaram de forma integral os objetivos propostos na sua construção, demonstrando significativamente as contribuições do Movimento Feminista representados nos relatos das participantes de um Coletivo Feminista inserido dentro de uma Universidade Federal do interior do Rio Grande do Norte, indicando benefícios relacionados a busca dinâmica de relações mais harmoniosas, na minimização da problemática que permeia as questões sociais do gênero feminino nos mais diversos âmbitos vivenciais.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The gender perspective has been transformed over the last century and the best results, however, are still presented unevenly under different social, cultural and economic contexts in most societies. These inequities can only be canceled due to an untiring struggle of social and feminist movements in the historical process, or that has culminated in the presence of this population in academic spaces in recent decades. With a growing presence of women in the academic environment, we understand that feminist collectives founded at the university are necessary for the social development of women. OBJECTIVE: To apprehend the contributions of the Feminist Movement to the participants of a Feminist Collective within a Federal University in the interior of Rio Grande do Norte. METHODS: This is an exploratory and descriptive study with a qualitative approach, developed by the Faculty of Health Sciences of Trairi (FACISA) with undergraduate students who regularly participate in the Feminist Collective Dandara. this research carried out two steps for data collection, the first consisted of the self-application of a socioeconomic questionnaire and, subsequently, the creation and execution of focus groups, composed of up to 6 students, with an average duration of 50 minutes. For the data processing phase, this study used the Content Analysis proposed by Laurence Bardin and the categorization of the themes highlighted in the speeches of the participants. RESULTS: The results were presented through a central category entitled “Contributions of the feminist movement to the participants of a feminist collective”, from the reports obtained, we arrive at 3 categories represented below. The first category "A feminist arises" gave rise to 2 subcategories of discussion: "The discovery of being a feminist" and "Perceptions about feminism". The second category "Representations of feminism in the subjectivities of being a woman", originated the subcategories "Deconstructing the labels" and "Feminist awareness: Why (m) mourning?" Finally, the last category of discussion “The collective as an instrument of female empowerment” gave rise to the subcategory “Feminist collective: a place of speech and listening”. CONCLUSIONS: The results obtained in this study, achieved in an integral way of the objectives proposed in its construction, demonstrating as contributions of the Feminist Movement represented in the reports of participants of a Feminist Collective inserted within a Federal University of the interior of Rio Grande do Norte, indicating benefits related to the dynamic search for more harmonious relationships, in minimizing the problem that permeates social issues of the female gender in the most diverse experiential spheres.


2019
Dissertações
1
  • STELLA CRISANTO PONTES
  • VIOLÊNCIA NO TRABALHO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA DE SANTA CRUZ/RN


  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • APARECIDA MARI IGUTI
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • Eliany Nazaré Oliveira
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • Data: 13/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • Considerada uma problemática de amplitude global, a violência escolar, se apresenta de várias formas, envolvendo diferentes sujeitos, como visto na mídia e no meio social. No entanto, percebe-se que a vitimização sofrida pelo docente tem tido pouca visibilidade no contexto da literatura científica. O objetivo geral deste estudo consistiu em investigar o fenômeno da violência no trabalho de professores que atuam na educação básica de Santa Cruz, Rio Grande do Norte. Trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva de abordagem mista, realizado no referido município, cuja coleta de dados ocorreu entre dezembro de 2017 a abril de 2018, em duas fases. A primeira, de abordagem quantitativa, compreendeu a aplicação dos seguintes instrumentos, Perfil sóciodemográfico e ocupacional e do QIPVE – versão do professor, resultando em uma amostra de 164 participantes. A segunda, qualitativa, foi realizada por meio de Grupos Focais (GFs) desenvolvidos em 03 instituições, totalizando 27 profissionais. Os dados quantitativos foram tabulados e analisados pela estatística descritiva com o auxílio do software SPSS versão 21.0, aplicando-se o Teste Qui-quadrado de acordo com as possibilidades. Já os qualitativos, processados no Iramuteq e associado à Análise de Conteúdo. Constatou-se que a maioria dos entrevistados era adulto jovem, do gênero feminino, casado ou com qualquer forma de união, possuía nível educacional superior, tinha filho, lecionava em uma escola, encontrava-se atuando nas esferas públicas, com jornada de trabalho de 30 horas/semanais e apresentava tempo mediano de docência de 10 anos. De modo geral, os dados apontam que embora a violência atual sofrida diretamente pelo docente não tenha tido proporções expressivas nos grupos, público e privado, nota-se estar presente no ambiente de trabalho, independentemente de qual rede de ensino esse profissional faça parte, evidenciando que ambos os grupos apresentam, entre si, muito mais características comuns do que diferenças, sendo possível identificar algumas dissemelhanças entre eles. Logo, observa-se terem sido significativamente maiores para os trabalhadores da rede privada, as seguintes questões: 78,4% referiram não ter havido consumo de drogas ilícitas nas escolas e nem tráfico de drogas; 91,9% afirmaram a inexistência de gangues; 80% não presenciaram ameaças entre alunos e 73% negaram ter testemunhado agressões físicas entre alunos. Porém, em se tratando da presença de xingamentos e/ou apelidos diários entre alunos, verifica-se ter sido mais frequente no grupo de professores da rede pública, equivalente a 79%, podendo-se inferir que o clima escolar tende ser mais tranquilo na rede privada. Do material obtido com os GFs surgiram sete categorias: Concepções dos docentes acerca da violência escolar, Violência contra professores: uma realidade?, Enfrentamento, Somatização da violência, Fatores relacionados à violência sofrida pelo docente; A ameaça nos relatos de professores e Des (motivação) no ser/estar professor, possibilitando maior compreensão acerca do fenômeno. Esse trabalho mostra que a vitimização está presente no exercício do magistério, podendo trazer efeitos a sua qualidade de vida.  Faz-se necessário, buscar medidas interventivas que corroborem com a prevenção, promoção da saúde e também assistência aos docentes em situação de violência. Espera-se que os resultados possam contribuir com melhorias na perspectiva de proporcionar um ambiente laboral satisfatório.


  • Mostrar Abstract
  • Considered a problematic of global scope, school violence presents itself in many ways, involving different subjects, as seen in the media and in the social environment. However, it is noticed that the victimization suffered by the teacher has had little visibility in the context of the scientific literature. The general objective of this study was to investigate the phenomenon of violence in the work of teachers who work in basic education in Santa Cruz, Rio Grande do Norte. It is an exploratory-descriptive study of mixed approach, carried out in said municipality, whose data collection occurred between December 2017 and April 2018, in two phases. The first one, with a quantitative approach, included the application of the following instruments, Socio-demographic and occupational profile and the QIPVE - teacher version, resulting in a sample of 164 participants. The second, qualitative, was carried out through Focal Groups (GFs) developed in 03 institutions, totaling 27 professionals. The quantitative data were tabulated and analyzed by descriptive statistics using SPSS software version 21.0, applying the Chi-square test according to the possibilities. Already the qualitative ones, processed in Iramuteq and associated with Content Analysis. It was verified that most of the interviewees were young adults, of the female gender, married or with any form of union, had a higher educational level, had a child, taught in a school, was working in the public spheres, with a 30 hours / week and had a median teaching time of 10 years. In general, the data show that although the current violence suffered by the teacher directly did not have significant proportions in the public and private groups, it is noteworthy to be present in the work environment, regardless of which teaching network this professional is part of, evidencing that both groups present, among themselves, much more common characteristics than differences, being possible to identify some dissimilarities between them. Therefore, the following issues were observed to be significantly higher for private network workers: 78.4% reported no use of illicit drugs in schools or drug trafficking; 91.9% affirmed the absence of gangs; 80% did not witness threats among students and 73% denied having witnessed physical assaults among students. However, when it comes to the presence of name-calling and / or daily nicknames among students, it is more frequent in the group of teachers in the public network, equivalent to 79%, and it can be inferred that the school climate tends to be quieter in the private network. From the material obtained with the GFs, seven categories emerged: Teachers' conceptions about school violence; Violence against teachers: a reality ?, Confrontation, Somatization of violence, Factors related to violence suffered by the teacher; The threat in the reports of teachers and Des (motivation) in being / being a teacher, allowing greater understanding about the phenomenon. This work shows that victimization is present in the teaching profession, and can have effects on their quality of life. It is necessary to seek intervention measures that corroborate with prevention, health promotion and also assistance to teachers in situations of violence. It is hoped that the results can contribute to improvements in the perspective of providing a satisfactory working environment.

2
  • PEDRO HENRIQUE SILVA DE FARIAS
  • PARTICIPAÇÃO E FATORES AMBIENTAIS DE CRIANÇAS COM MICROCEFALIA ASSOCIADA À SÍNDROME CONGÊNITA DO ZIKA VÍRUS: PERCEPÇÃO DA FAMÍLIA

  • Orientador : KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • ANDREA BARALDI CUNHA
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • Data: 27/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: O percurso do ZIKV no Brasil foi de uma doença benigna até o período em que houve o aumento dos casos de recém-nascidos com a Síndrome Congênita do Zika no Nordeste em 2015. Em novembro daquele ano, com a alteração do padrão epidemiológico, o Ministério da saúde (MS) declarou emergência em saúde pública de importância nacional. Três meses após, o MS inseriu as doenças decorrentes do ZIKV na lista de notificação compulsória. E em fevereiro de 2016 a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou emergência de saúde pública e de interesse internacional. Sabendo que as crianças com a SCZ apresentarão, possivelmente, deficiências físicas, mentais, intelectuais e/ou sensoriais desde a infância e ao longo da vida e que terão de enfrentar várias barreiras, elas poderão ter sua participação plena e efetiva na sociedade prejudicada e, assim,  a prática profissional deve ser orientada no modelo da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) que surge como uma ferramenta relevante na gestão da deficiência e fundamentada na funcionalidade humana, auxiliando na classificação das condições de vida e na promoção de políticas de inclusão social. OBJETIVO: Compreender as percepções dos pais de crianças com a SCZ em relação as barreiras e facilitadores do ambiente físico, social e das atitudes e como estas influenciam na participação em atividades. MÉTODOS: estudo de natureza exploratória-descritiva, desenvolvida a partir da abordagem qualitativa, influenciada pelos estudos fenomenológicos no campo das Ciências Sociais em saúde. Para coleta de dados foram utilizadas a técnica do grupo focal e entrevista semiestruturada. RESULTADOS: Da análise temática das narrativas coletadas evidenciaram-se três categorias: Funções e estruturas do corpo: “Tem muita vontade de andar, tem muita vontade de falar”; atividades e participação das crianças com SCZ: “Eu sou mãe e entendo tudo que ele quer só em olhar”; barreiras do ambiente social: “Os serviços de saúde da minha cidade é meio precário. As narrativas desse estudo reforçam que as políticas governamentais devem ser pautadas no modelo biopsicossocial da CIF uma ferramenta fundamentada na funcionalidade humana, tornando-se extremamente relevante na gestão da deficiência e no cuidado centrado na família, com melhorias no acesso a atenção especializada em saúde, além de garantir a redução das barreiras sociais para inserção e interação social das crianças com SCZ.  Por isso, é legítimo que se trate esse conjunto de problemas como uma emergência de saúde pública em conexões entre padrões econômicos, sociais e culturais e o adoecer, uma vez que a SCZ se mostra relacionadas às múltiplas vulnerabilidades e complexidade desta deficiência.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The ZIKV course in Brazil was a benign disease until the period when there was an increase in cases of newborns with the Zika Congenital Syndrome in the Northeast in 2015. In November of that year, with the change in the epidemiological pattern, the Ministry of Health (MS) declared a public health emergency of national importance. Three months later, MS inserted the diseases resulting from ZIKV into the compulsory notification list. And in February 2016 the World Health Organization (WHO) declared an emergency of public health and international interest. Knowing that children with SCZ may present physical, mental, intellectual and / or sensory disabilities from childhood and throughout life and that they will face various barriers, they may have their full and effective participation in the impaired society and, thus, professional practice should be guided by the International Classification of Functioning, Disability and Health (CIF) model that emerges as a relevant tool in disability management and based on human functionality, helping to classify living conditions and promote policies of social inclusion. OBJECTIVE: to know or understand? the perceptions of the parents of children with SCZ regarding the barriers and facilitators of the physical, social and attitudes environment and how these influence participation in activities. METHODS: an exploratory-descriptive study, developed from the qualitative approach, influenced by the phenomenological studies in the field of Social Sciences in health. For data collection, the technique of the focal group and semi-structured interview were used. RESULTS: From the thematic analysis of the collected narratives three categories were evident: Functions and structures of the body: "He has a lot of desire to walk, he has a lot of desire to talk"; activities and participation of children with SCZ: "I am a mother and I understand everything he wants just to look"; barriers of the social environment: "The health services of my city are a bit precarious. The narratives of this study reinforce that government policies should be based on the biopsychosocial model of the CIF, a tool based on human functionality, becoming extremely relevant in the management of disability and family-centered care, with improvements in access to specialized health care, besides guaranteeing the reduction of social barriers for the insertion and social interaction of children with SCZ. Therefore, it is legitimate to treat this set of problems as a public health emergency in connection with economic, social and cultural patterns and to get sick, since SCZ is related to the multiple vulnerabilities and complexity of this disabilty.

3
  • NATHALIA HANANY SILVA DE OLIVEIRA
  • O TRABALHADOR OFFSHORE TERCEIRIZADO E SUAS CONDIÇÕES E RELAÇÕES DE TRABALHO

  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • APARECIDA MARI IGUTI
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • Data: 27/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • A saúde do trabalhador busca compreender as relações entre o trabalho e o processo saúde/doença. A partir disso, há a necessidade de compreendermos melhor o trabalho e suas condições. O trabalho na indústria petrolífera offshore é desenhado por condições adversas, a saber: o perigo, a complexidade, o caráter contínuo e a dimensão coletiva. Este segmento de trabalho possui boa parte de mão de obra terceirizada, a qual é caracterizada por múltiplas formas de trabalho precarizado. Diante dessa conjuntura o presente estudo tem como objetivo analisar as memórias coletivas presentes em narrativas de trabalhadores offshore terceirizados sobre suas condições e organizações do trabalho. Trata-se de um estudo de caso com abordagem qualitativa, desenvolvido em Paracuru-CE. A amostra foi composta por 13 profissionais de uma empresa de terceirização de serviços de manutenção, no setor petrolífero offshore. Para coleta de dados foi utilizado questionário sociodemográfico e entrevista semiestruturada. Os dados dos questionários sociodemográficos foram tabulados em planilha do software Microsoft Office Excel e analisados mediante a análise estatística descritiva, para as entrevistas foi utilizado o auxílio do software IRAMUTEQ e a análise valeu-se da análise de conteúdo de Bardin. Os resultados demonstram que, na visão dos entrevistados, o trabalho offshore é regido e fiscalizado por diversas normas. Contudo, apresenta-se ainda um alto risco para acidentes o que gera em seus trabalhadores tensão. As condições de trabalho precisam melhorar, mesmo sendo uma queixa antiga, ainda há relatos de falta de material e ferramentas, algumas vezes tendo que dar jeitos não adequados para não paralisar a produção. No processo de trabalho há o chamamento para atendimentos a demandas de trabalho no horário de descanso, em virtude de os profissionais trabalharem em regime de sobreaviso. O social na plataforma é regado por relações de diferenciação entre o chefe (efetivos da estatal) para com os terceirizados, não relatado por todos os entrevistados, mas que afeta e constrange alguns. Nas horas livre, na plataforma, é comum assistir televisão, alguns relaram praticar atividade física embora não haja incentivo para a prática e a academia seja pequena para a demanda e sucateada. Nestes horários, também há interação com os colegas de trabalho, com muitas conversas, brincadeiras e descontração. Eles destacam que com os colegas há uma relação de família. A relação dos trabalhadores offshore com seus familiares que ficaram em terra é marcada por desencontros e ausência em momentos sociais importante, além da dificuldade de comunicação existente nos dias embarcado. O que minimiza esta dificuldade são as redes socias, para os que tem acesso a internet. No período do estudo nem todos os profissionais tinham chave de acesso a internet e o compartilhamento desta não é permitido. Fica evidente a necessidade de haver maiores e melhores investimentos em pesquisas e políticas que venham a intervir e promover a saúde dos profissionais offshore terceirizados, de modo a modificar a realidade posta e valoriza-los, não só por eles contribuírem significativamente para o rendimento de bilhões as empresas e aos cofres públicos, mas pela dignidade da pessoa humana.


  • Mostrar Abstract
  • The health of the worker seeks to understand the relationship between work and the health / disease process. From this, there is a need to better understand the work and its conditions. Work in the offshore oil industry is designed by adverse conditions, namely: danger, complexity, continuous character and collective dimension. This segment of work has a large part of outsourced labor, which is characterized by multiple forms of precarious work. Given this conjuncture the present study aims to analyze the collective memories present in narratives of outsourced offshore workers on their conditions and work organizations. This is a case study with a qualitative approach, developed in Paracuru-CE. The sample consisted of 13 professionals from a maintenance outsourcing company in the offshore oil sector. For data collection, a sociodemographic questionnaire and a semi-structured interview were used. The data of the sociodemographic questionnaires were tabulated in a Microsoft Office Excel spreadsheet and analyzed using descriptive statistical analysis, the IRAMUTEQ software was used for the interviews and the analysis was based on the Bardin content analysis. The results show that, in the view of the interviewees, offshore work is governed and supervised by various norms. However, there is still a high risk for accidents which generates tension in their workers. The working conditions need to improve, even though it is an old complaint, there are still reports of a lack of material and tools, sometimes having to provide unsuitable ways to not stop production. In the work process there is the call for attendance to work demands in the rest time, because the professionals work under a regime of warning. The social on the platform is watered by relations of differentiation between the boss (effective from the state) to outsourced, not reported by all respondents, but which affects and constrains some. In free time, on the platform, it is common to watch television, some have reported practicing physical activity although there is no incentive to practice and the gym is small for demand and scrapped. At these times, there is also interaction with co-workers, with many conversations, jokes and relaxation. They note that with colleagues there is a family relationship. The relationship of offshore workers with their families who stayed on land is marked by disagreements and absence at important social moments, in addition to the difficulty of communication existing on the days embarked. What minimizes this difficulty are the social networks, for those who have access to the internet. In the period of the study not all the professionals had key of access to Internet and the sharing of this one is not allowed. There is a clear need for greater and better investments in research and policies that will intervene and promote the health of outsourced offshore professionals, in order to modify the reality posed and value them, not only because they contribute significantly to the income of billions businesses and public coffers, but for the dignity of the human person.

4
  • ROBERTA KEILE GOMES DE SOUSA MANSO
  • PROBLEMAS DE SONO, ANSIEDADE, DEPRESSÃO E SUPORTE SOCIAL EM ADOLESCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO FEDERAL DE ENSINO

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • LUISA DE MARILAC DE CASTRO LEITE
  • PAULA ROCHA DE MELO
  • Data: 27/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • Os adolescentes apresentam um atraso nos horários de dormir e acordar, decorrente de mudanças biológicas desta fase. Em contrapartida, a maioria das escolas iniciam as aulas pela manhã, o que torna um desafio temporal para o estudante, acarretando privação e má qualidade de sono, e sonolência diurna. Somado a isso, a adolescência é uma fase de descobertas, da busca de autonomia sobre decisões, emoções e ações, o que pode acarretar sintomas de ansiedade e depressão. Neste contexto, a satisfação com o suporte social pode contribuir para o enfrentamento destes problemas da adolescência, visto que o suporte recebido pelos amigos, familiares, vizinhos e grupos sociais pode construir e fortalecer a satisfação do indivíduo e impactar positivamente na saúde. Portanto, considerando que os adolescentes apresentam problemas de sono, sintomas de ansiedade e depressão, e que o suporte social está relacionado com a saúde, o objetivo deste trabalho foi analisar a relação entre a percepção da satisfação com o suporte social, com a qualidade e duração do sono, sonolência diurna, ansiedade e depressão em adolescentes de uma instituição federal de ensino. Estudo transversal de abordagem quantitativa, com 385 estudantes do ensino médio de cursos técnicos de uma instituição federal de ensino no município de São Gonçalo do Amarante e Santa Cruz/RN, realizado de outubro a dezembro de 2017 e maio a junho de 2018. Foi avaliada a idade, sexo e turno de estudo, satisfação com o suporte social, duração e qualidade do sono, sonolência diurna excessiva, ansiedade e depressão. Os adolescentes preencheram a Escala de Satisfação com o Suporte Social, o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh, a Escala Pediátrica de Sonolência Diurna, a Escala de ansiedade e depressão e a Ficha de Identificação de problemas de saúde. A idade média dos participantes foi de 16,3 ± 1,0 anos, de ambos os sexos (♂ = 43,1%, ♀ = 56,9%) que estudam nos turnos matutino (55,3%) e vespertino (44,7%). Os adolescentes avaliaram suporte social geral como médio (47,6 ± 12,1), sendo o domínio da satisfação com os amigos o mais favorecido (17,30 ± 4,74) e o domínio satisfação com as atividades sociais o mais prejudicado (7,59 ± 2,98). A má qualidade do sono foi observada em 71,2% dos adolescentes, com escore médio de 7,17 ± 2,72. A média de sonolência diurna observada foi de 18,31 ± 4,90. Com relação aos horários de sono, os adolescentes apresentaram tempo na cama médio de 6:42 ± 1:18 h, hora de levantar e deitar de 6:25 ± 1:28 h e 23:06 ± 1:25 h, respectivamente. A partir da regressão linear múltipla hierárquica foi possível observar que o suporte baixo suporte social está associado a má qualidade do sono, a maiores escores de sonolência diurna e a maior probabilidade do adolescente com ansiedade e depressão. A partir destes resultados, vale ressaltar a importância de desenvolver estratégias que possam contribuir com a melhoria do suporte social, com o intuito de diminuir os problemas de sono e de saúde mental em adolescentes, visando uma melhor qualidade de vida.


  • Mostrar Abstract
  • Adolescents present a delay in sleeping and waking hours, due to biological changes of this phase. In contrast, most schools begin classes in the morning, which makes it a temporary challenge for the student, leading to sleep deprivation, poor sleep quality and daytime sleepiness. Added to this, adolescence is a phase of discoveries, the search for autonomy over decisions, emotions and actions, which can lead to symptoms of anxiety and depression. In this context, satisfaction with social support can contribute to coping with these problems of adolescence, since the support received by friends, relatives, neighbors and social groups can build and strengthen the satisfaction of the individual and positively impact on health. Therefore, considering that adolescents present sleep problems, anxiety and depression symptoms, and that social support is related to health, the objective of this study was to analyze the relationship between the perception of satisfaction with social support, quality and sleep duration, daytime sleepiness, anxiety and depression in adolescents of a federal educational institution. A cross-sectional study of a quantitative approach, with 385 high school students from technical courses of a federal teaching institution in the municipality of São Gonçalo do Amarante and Santa Cruz/RN, carried out from October to December 2017 and May to June 2018. It was evaluated age, sex, shift of study, satisfaction with social support, sleep duration and quality, excessive daytime sleepiness, anxiety and depression. Adolescents completed the Social Support Satisfaction Scale, the Pittsburgh Sleep Quality Index, the Pediatric Day Sleepiness Scale, the Anxiety and Depression Scale, and the Health Problem Identification card. The mean age of the participants was 16.3 ± 1.0 years, of both sexes (♂ = 43.1%, ♀ = 56.9%) who study in the morning (55.3%) and afternoon shifts (44. 7%). Adolescents evaluated general social support as medium (47.6 ± 12.1), being the domain of satisfaction with friends the most favored (17.30 ± 4.74) and the domain satisfaction with social activities most impaired (7.59 ± 2.98). Poor sleep quality was observed in 71.2% of adolescents, with a mean score of 7.17 ± 2.72. The daytime sleepiness mean observed was 18.31 ± 4.90. With regard to sleep times, the adolescents presented an average of time in the bed of 6:42 ± 1:18 h and wake up time and bedtime of 6:25 ± 1:28 h and 23:06 ± 1:25 h, respectively. From the hierarchical multiple linear regression, it was possible to observe that low social support is associated with poor sleep quality, higher daytime sleepiness scores and the greater probability of the teenager with anxiety and depression. From these results, it is worth emphasizing the importance of developing strategies that can contribute to the improvement of social support, with the aim of reducing sleep problems and mental health problems in adolescents, aiming at a better quality of life.

5
  • LUMENA CRISTINA DE ASSUNÇÃO CORTEZ
  • OU EU LUTO, OU EU MORRO”: ATIVISMO EM HIV/AIDS E PROCESSOS DE SUBJETIVAÇÃO NA EXPERIÊNCIA DA COLETIVA LOKA DE EFAVIRENZ,

  • Orientador : LUCAS PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • FLAVIO FERNANDES FONTES
  • MÓNICA LOURDES FRANCH GUTIÉRREZ
  • Data: 26/04/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A pandemia da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (aids), advinda da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) rompeu barreiras geográficas no mundo de modo avassalador e levantou discussões sobre identidades e práticas sexuais tidas moralmente como promíscuas e divergentes. Essa condição atravessada por marcadores sociais da diferença repercute na experiência de vida daqueles que vivem ou convivem com o HIV/aids, e nas pautas de suas reivindicações, engajamento pessoal e mobilizações coletivas. No cenário atual, as demandas políticas e institucionais recentes tem se baseado no otimismo de considerar os avanços nas terapias antirretrovirais como única medida de tratamento e como resposta definitiva no campo da prevenção, deixando de lado questões como direitos humanos, desigualdades sociais, entre outros. Objetivos: Compreender a relação entre o ativismo em HIV/aids em redes e mídias sociais e a produção da “pessoa vivendo com HIV/aids” (processos de subjetivação) a partir do Coletivo Loka de Efavirenz. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa social em saúde, de caráter descritivo-exploratório, ancorado no referencial teórico-metodológico da Etnografia. Os dados foram coletados através de entrevistas individuais, questionário socioeconômico, observação participante insider na rede social Facebook. O trabalho de campo aconteceu no período de março de 2017 a julho de 2018. Os interlocutores foram seis ativistas, na maioria, negros e pardos, oriundos da periferia e/ou de cidades interioranas, com orientações sexuais e identidades de gênero dissidentes, e estavam inseridos na universidade. A análise se deu através de Categorização Temática. Resultados: A atuação do Coletivo é descentralizada e horizontalizada. Os objetivos dos interlocutores na rede social incluíram relatar experiências de vida com o adoecimento, divulgar o material que produziam, tornando-as públicas e disponíveis, e possibilitar uma discussão interseccional da epidemia, levantando pautas de reivindicações com demandas locais e globais, como manejo terapêutico, adesão e racismo institucional. As principais estratégias de mobilização foram: elaboração de conteúdo virtual, produção e apresentação de performances artísticas, ações com cartazes em universidades, participação em eventos nacionais e internacionais, seminários, debates, atos e manifestações públicas. Através da mediação entre diferentes mundos e realidades, os ativistas veem a existência de duas “aids”: a AIDS relacionada aos aspectos biomédicos e epidemiológicos, e a AiD$ resultado de opressões históricas, subordinações e interesses econômicos que perpetuam desigualdades sociais, inserida sob os novos efeitos da biopolítica ou de uma necropolítica. Além disso, os interlocutores reuniram informações centrais no ativismo em HIV/aids, como conquistas sociais no âmbito da saúde e da política, atrelados aos impactos sociais, biológicos, políticos da epidemia nos anos de 1980 e 1990. Considerações finais: O cenário atual se apresenta como um desafio político e social para o enfrentamento da epidemia de HIV/aids e para o fortalecimento do ativismo em questão. Assim, os resultados desta pesquisa podem subsidiar práticas profissionais intersetoriais pautadas nos direitos humanos e necessidades de saúde de ativistas e pessoas vivendo com o HIV/aids, além de possibilitar o aumento da visibilidade política do tema e dos envolvidos, reforçando o papel estratégico e de mediação entre a sociedade civil e o Estado na reivindicação e manutenção de direitos sociais.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The Acquired Immunodeficiency Syndrome (aids) pandemic from human immunodeficiency virus (HIV) has broken geographic barriers in the world overwhelmingly and has raised discussions about morally sexual identities and practices as promiscuous and divergent. This condition, which is crossed by social markers of difference, has repercussions on the life experience of those living or living with HIV/aids, and on the agenda of their demands, personal engagement and collective mobilizations. In the current scenario, recent political and institutional demands have been based on the optimism of considering the advances in antiretroviral therapies as the only measure of treatment and as a definitive answer in the field of prevention, leaving aside issues such as human rights, social inequalities, among others. Objectives: To understand the relationship between HIV/aids activism in networks and social media and the production of the "person living with HIV/aids" (processes of subjectivation) from the Coletivo Loka of Efavirenz.
    Methodology: This is a research anchored in the theoretical-methodological framework of Ethnography. Data were collected through individual interviews, socioeconomic questionnaire, participant observation insiders on the social network Facebook. Fieldwork took place from March 2017 to July 2018. The interlocutors were six activists, mostly blacks and browns, from the outskirts and / or inner cities, with sexual orientations and dissident gender identities, and were university students. The analysis took place through thematic categorization. Results: The performance of the Loka de Efavirenz is decentralized and horizontal. The objectives of the interlocutors in the social network included reporting life experiences with illness, disseminating the material they produced, making it public and available, and enabling an intersectional discussion of the epidemic through claims that included local and global demands such as therapeutic management, adherence and institutional racism. The main mobilization strategies were: elaboration of virtual content, production and presentation of artistic performances, actions with posters in universities, participation in national and international events, seminars, debates, acts and public demonstrations. Through mediation between different worlds and realities, activists see the existence of two "aids": AIDS related to biomedical and epidemiological aspects, and AIDS resulting from historical oppressions, subordination and economic interests that perpetuate social inequalities, inserted under the new effects of biopolitics or of a necropolitics. In addition, participants gathered key information on HIV/aids activism, such as social achievements in health and politics, coupled with the social, biological, and political impacts of the epidemic in the 1980s and 1990s. Conclusion: The current scenario presents itself as a political and social challenge to confront the HIV/aids epidemic and to strengthen activism. Thus, the results of this research can support intersectoral professional practices based on human rights and health needs of activists and people living with HIV/aids, in addition to increasing the political visibility of the topic and those involved, reinforcing the strategic and mediation between civil society and the state in the claim and maintenance of social rights.

6
  • WALESKA DE BRITO NUNES
  • VIVÊNCIA INTEGRADA NA COMUNIDADE: IMPLICAÇÕES DE UM INTERNATO LONGITUDINAL NA FORMAÇÃO MÉDICA

  • Orientador : ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
  • CRISTIANE SPADACIO
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • Data: 05/06/2019

  • Mostrar Resumo
  • I

    O modelo de ensino superior ofertado na área saúde, em especial a do profissional médico, vem apontando a formação como insuficiente ou incapaz de alcançar uma assistência à saúde que seja resolutiva e em consonância com Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse sentido, políticas públicas nos campos da saúde e educação vêm estimulando mudanças fundamentais pelas quais as instituições de ensino superior caminham reestruturando seus Projetos Pedagógicos Curriculares, suas propostas metodológicas e na inserção precoce dos estudantes em cenários de prática no SUS. A Escola Multicampi Ciências Médicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMCM/UFRN), alicerça o processo ensino aprendizagem em metodologias ativas e com a inserção longitudinal dos estudantes de medicina na rede de saúde pública de municípios do interior do RN – Caicó, Currais Novos e Santa Cruz através dos módulos Vivência Integrada na Comunidade (VIC). Objetivo: Compreender a percepção dos estudantes do 1o ao 8o período do curso de medicina da EMCM acerca do papel formativo das VIC e como tal estratégia pode impactar sua futura prática profissional. Método: Trata-se de estudo descritivo, exploratório de abordagem qualitativa. A coleta dos dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas individualmente com 25 estudantes do curso de medicina matriculados em um dos sete módulos VIC e que realizassem suas atividades no município de Santa Cruz. Para análise dos dados foi utilizada a Análise de Conteúdo de Bardin, da qual emergiram cinco categorias, a saber: i) A formação Baseada na Comunidade inseridas nas Redes de Atenção à Saúde como mudança de paradigmas; ii) A diferença em aprender pela teoria e pela prática na realidade; iii) O trabalho interprofissional na formação médica; e iv) A busca pela especialidade como sequelas de uma cultura biomédica. Resultados: Foi elencado que os estudantes reconhecem as VIC enquanto experiências práticas que proporcionam o contato com os serviços de saúde, valorizando a Atenção Primária à Saúde. Nesta imersão, os(as) estudantes experimentam o trabalho interprofissional e passam a compreender o sentido de Rede de Atenção à Saúde. Apesar dos benefícios educacionais, foi apontado fragilidades do SUS no município e entraves na articulação entre serviços, preceptores, gestão e a instituição de ensino. Conclusões: Fica explicito que a inserção precoce dos estudantes nos cenários de prática do SUS é percebida como fundamental na formação, para que a prática médica futura seja condizente com as necessidades de saúde local. Persistem problemáticas herdadas do modelo biologicista de atenção à saúde que se relacionam tanto com a idealização da prática profissional dos estudantes quanto com a postura de preceptores médicos que atuam de acordo com o modelo biomédico culminando em dificuldades de atuação que lide com o conceito ampliado de saúde. A EMCM tem um potencial transformador e estudos sobre a implementação de sua proposta de ensino devem ser realizados afim de avaliar o processo evolutivo de suas metas.


  • Mostrar Abstract
  • ntroduction: The focus on the teaching model offered in the health area, especially that of the medical professional, has been pointing to insufficient training or incapacity to achieve health care that is resolvable and in harmony with the Unified Health System (SUS). In this sense, public policies in the areas of health and education have been stimulating fundamental changes. To meet this demand, higher education institutions are restructuring their pedagogical projects and curricula betting on methodological proposals and the early insertion of students in the medical practice environments of SUS. The Multicampi Medical Sciences School of the Federal University of Rio Grande do Norte (EMCM / UFRN), bases the process teaching learning in active methodologies and with the longitudinal insertion of medical students in the public health network of municipalities of the interior of the RN - Caicó, Currais Novos and Santa Cruz - through the longitudinal internship modules Integrated Community Experience (VIC). Objective: To understand students' perceptions of the 1st to 8th period of the EMCM medical course about the formative role of VIC and how this strategy can impact their future professional practice. Method: This is a descriptive, exploratory study with a qualitative approach. The data collection was done through semi-structured interviews conducted individually with 25 medical students who carry out the VIC modules in the municipality of Santa Cruz. To analyze the data, we used the Bardin Content Analysis, from which five categories emerged: i) Community Based Training in Health Care Networks as a paradigm shift; ii) The difference in learning from theory and practice in reality; (iii) interprofessional work in medical training; and iv) The pursuit of specialty as sequels of a biomedical culture? Results: It was mentioned that the students recognize the VIC as practical experiences that previously provide the contact with the health services, valuing the Primary Health Care in the implementation of the Family Health Strategy; experience the interprofessional work and begin to understand the sense of Network of attention to Health. It was also pointed out the recognition of the potentialities and fragilities of the SUS, and obstacles in the articulation between services, preceptors and the teaching institution. Conclusions: It was made explicit that the early insertion of the students in the SUS practice scenarios with FHP appreciation is perceived as fundamental in the formation, so that the future medical practice is consistent with the reality of the people to be assisted and with the SUS, but they persist problems inherited from the biological model of health care that are related both to the idealization of the professional practice of students and to the posture of medical preceptors who act according to the biomedical model culminating in difficulties of broad performance in the FHS. The EMCM has a transformative potential and studies on the implementation of its teaching proposal must be carried out in order to evaluate the evolutionary process of its goals.

7
  • AMANDA ALMEIDA GOMES DANTAS
  • CONSTIPAÇÃO INTESTINAL E FUNCIONALIDADE EM MULHERES ADULTAS NO INTERIOR DO NORDESTE BRASILEIRO

  • Orientador : DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • INGRID GUERRA AZEVEDO
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 27/06/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A constipação intestinal (CI) é caracterizada por problemas relacionados à evacuação, e apresenta alta prevalência no gênero feminino. Essa condição tem demonstrado efeitos negativos no desenvolvimento das atividades diárias, causando prejuízos no bem-estar físico e emocional dos indivíduos que são diagnosticados com esta. Objetivo: Verificar a prevalência da constipação intestinal (CI) e os fatores que estão associados, como também a implicação dessa condição na funcionalidade em mulheres adultas residentes em município do interior do Nordeste brasileiro. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, realizado no município de Santa Cruz-RN com mulheres em idade reprodutiva. Condições sociais, hábitos e estilo de vida, aspectos clínicos e história obstétrica foram investigados. A constipação foi diagnosticada através dos Critérios de Roma III e a funcionalidade aferida por meio do World Health Organization Disability Assessment Schedule 2.0 (WHODAS). Os dados foram analisados por estatística descritiva e inferencial. A análise inferencial envolveu qui-quadro, teste U de Mann-Whitney, tamanho do efeito determinado através do eta quadrado (η2), Regressão Linear Múltipla e Regressão de Poisson. Para significância estatística foi realizado o cálculo do Intervalo de Confiança 95% e valor de p≤0,05. A pesquisa foi aprovada sob o número CAAE:49237315.9.0000.5568. Resultados: Participaram do estudo 195 mulheres, a maioria na faixa etária de 25 a 39 anos e renda de até 1 salário mínimo. A prevalência da CI foi de 35,4%. Os fatores que se associaram com a constipação foram os aspectos clínicos hemorroidas, dor e ardor ao evacuar e disfunção sexual. Os escores do WHODAS mostraram que as mulheres com constipação apresentam menor funcionalidade, tamanho de efeito de leve a moderado, nos domínios cognição (p=0,001), mobilidade (p=0,002), autocuidado (p=0,001) e participação (p=0,001), além do escore total (p=0,001). Ter CI aumenta em nove pontos o escore total do WHODAS (p=0,001). Conclusão: O presente estudo verificou prevalência considerável de constipação intestinal entre as mulheres adultas e que está associada a prejuízos na funcionalidade, apresentando maior dificuldade na execução de atividades cognitivas, de mobilidade, autocuidado e participação. Fatores clínicos como hemorroidas, dor e ardor na evacuação, e disfunção sexual se associaram a uma maior prevalência dessa condição.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Intestinal constipation (IC) is characterized by problems related to evacuation, and presents high prevalence in the female gender. This condition has demonstrated negative effects on the development of daily activities, causing damage to the physical and emotional well-being of individuals who are diagnosed with it. Objective: Verify the prevalence of intestinal constipation (IC) and the factors that are associated, as well as the implication of this condition in the functioning in adult women living in a municipality in the interior of the Brazilian Northeast. Methodology: This is a cross-sectional study carried out in the municipality of Santa Cruz-RN with women of reproductive age. Social conditions, habits and lifestyle, clinical aspects and obstetric history were investigated. Constipation was diagnosed through the criteria of Rome III and the functioning World Health Organization Disability Assessment Schedule 2.0 (WHODAS). Data were analyzed by descriptive and inferential statistics. The inferential analysis involved chi-square, Mann-Whitney U test, size of the effect determined through the square eta (η2), Multiple Linear Regression and Poisson Regression. For statistical significance the 95% Confidence Interval was calculated and the value of p≤0.05. The survey was approved under the CAAE number: 49237315.9.0000.5568. Results: A total of 195 women participated in the study, most of them between the ages of 25 and 39 and income up to 1 minimum wage. The prevalence of IC was 35.4%. The factors that were associated with constipation were the clinical aspects hemorrhoids, pain and burning when evacuating and sexual dysfunction. The WHODAS scores showed that women with constipation present lower functioning, mild to moderate effect size, in the domains cognition (p = 0.001), mobility (p = 0.002), self-care (p = 0.001) and participation (p = 0.001), in addition to the total score (p = 0.001). CI increases the WHODAS total score by nine points (p = 0.001). Conclusion: The present study verified a considerable prevalence of intestinal constipation among adult women and is associated with functional impairment, presenting greater difficulty in performing cognitive activities, mobility, self-care and participation.Clinical factors such as hemorrhoids, pain and burning in bowel movements, and sexual dysfunction were associated with a higher prevalence of this condition.

8
  • JESSICA ISABELLE DOS SANTOS DUTRA
  • Impacto da cronicidade da febre chikungunya na qualidade de vida e funcionalidade.

  • Orientador : ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MARIA IRANY KNACKFUSS
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 15/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Em 2016 foi registrado um expressivo aumento no adoecimento por febre chikungunya no Brasil, notadamente na região Nordeste, sendo um dos destaques o estado do Rio Grande do Norte, com taxa de incidência quase seis vezes maior que a nacional e 37 óbitos confirmados. Neste sentido, um dos maiores desafios no tratamento da febre Chikungunya é possibilidade de cronificação, não sendo ainda bem compreendidos todos os impactos e características deste quadro clínico. Objetivo: Avaliar o impacto da cronicidade da febre chikungunya na qualidade de vida e funcionalidade de pessoas acometidas pela doença. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, descritivo e comparativo com abordagem quantitativa, realizado em duas etapas, sendo a primeira um estudo transversal, descritivo sobre 103 casos confirmados para FChik em Natal-RN, posteriormente rastreados com, pelo menos, um ano após a doença para realização de inquérito telefônico para coleta de aspectos da fase crônica. A segunda etapa foi um estudo transversal, no qual foram comparados o grupo FChik composto por 25 doentes crônicos de FChik (rastreados na etapa 1) e o  grupo saudável (GS) composto por 25 indivíduos saudáveis, pareados por sexo e idade. Os dois grupos responderam aos questionários HAQ e SF-12. Resultados: Na primeira etapa, os sintomas articulares mais proeminentes na fase aguda foram artralgia e dor nas costas; já na fase crônica foram a dor articular e o edema periarticular. 65,2% referiram prejuízos ao trabalho pela doença e o tempo de absenteísmo na maioria entre 7 e 30 dias. Na comparação entre os grupos FChik e GS foram encontrados prejuízos tanto para a capacidade funcional, quanto para a qualidade de vida, no grupo FChik (p < 0,05). Os aspectos mais comprometidos foram a categoria de Caminhada do HAQ, e o domínio de Dor Corporal do SF-12, o GChik também apresentou risco aumentado para o desenvolvimento de depressão. Conclusões: Mesmo transcorrido mais de um ano do adoecimento, os pacientes que ainda se encontravam na fase crônica da FChik apresentaram comprometimentos da funcionalidade e qualidade de vida, com prejuízos para a realização das atividades diárias.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: In 2016 it was recorded a significant increase in illness by chikungunya fever in Brazil, especially in the Northeast, one of the highlights of the state of Rio Grande do Norte, with incidence rate almost six times higher than the national and 37 confirmed deaths. In this sense, one of the greatest challenges in the treatment of Chikungunya fever is the possibility of chronification, not yet being well understood all the impacts and characteristics of this disease.  Objective: To evaluate the impact of chronicity of chikungunya fever in the quality of life and functionality. Materials and Methods: This is a cross-sectional descriptive comparative study with a quantitative approach was undertaken in two stages, the first being a cross-sectional descriptive study of 103 cases confirmed to FChik Natal-RN subsequently screened with at least one year after the disease to conduct a telephone survey to collect aspects of chronic phase. The second step was a cross-sectional study, which compared the FChik group consisting of chronic patients FChik 25 (traced in step 1) and the healthy group (SG) consisted of 25 healthy subjects matched for age and sex. The two groups responded to the HAQ and SF-12.Results: In the first stage, the most prominent joint symptoms in the acute phase were arthralgia and back pain; already in the chronic phase were joint pain and periarticular edema. 65.2% reported damage to the work by illness and absenteeism time mostly between 7 and 30 days. Comparing the FChik and GS,  losses were found in functional capacity and quality of life in FChik (p <0.05) group. The most affected aspects were HAQ Walk category, and Bodily Pain domain of the SF-12, the GChik also showed increased risk for developing depression. Conclusions: Even elapsed over a year of illness, patients who were still in the chronic phase of FChik presented impairments in functionality and quality of life, with losses to carry out daily activities.

9
  • RAÍSA BARBOSA DE ANDRADE
  • Análise do preenchimento da caderneta da gestante de adolescentes e adultas e registro do seguimento das recomendações do Ministério da Saúde

  • Orientador : SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MARLOS RODRIGUES DOMINGUES
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 29/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Caderneta da Gestante é um instrumento importante de registro que deve sempre estar em sua posse. Toda assistência à gestante deve estar devidamente registrada na Caderneta, pois esse registro, bem como a qualidade dos mesmos, reflete a prática assistencial e serve de parâmetros para nortear as decisões seguintes. Por meio de tal registro é possível também acompanhar o seguimento de diretrizes para a assistência pré-natal e identificar necessidades de políticas que melhorem a qualidade da assistência. Isto é particularmente importante para os casos em que a gravidez está associada a maiores riscos para a gestante a para o bebê, como é o caso da gravidez na adolescência. Objetivo: Comparar a qualidade da assistência pré-natal através do preenchimento da Caderneta da Gestante de primíparas adolescentes e adultas que realizaram acompanhamento do pré-natal no Sistema Único de Saúde (SUS) em municípios da Região do Trairi do estado do Rio Grande do Norte. Metodologia: Trata-se de uma análise transversal de um estudo longitudinal denominado projeto AMOR (Adolescence and Motherhood Research), realizado nos municípios Santa Cruz, Lajes Pintadas, Tangará, Campo Redondo e São Bento do Trairi, que compõem a região do Trairi do estado do Rio Grande do Norte. A amostra foi composta por 76 mulheres, sendo 39 adolescentes (13-18 anos) e 37 adultas (23-28 anos), cujas Cadernetas da Gestante foram avaliados entre 4 a 6 semanas pós-parto. Todas as participantes foram assistidas na rede do SUS e estavam em sua primeira gestação. A coleta de dados seguiu protocolo padronizado, sendo coletados dados sociodemográficos, realizada a avaliação da Caderneta da Gestante quanto ao preenchimento das categorias que as compõem e quanto ao seguimento das recomendações estabelecidas pelo Ministério da Saúde por meio da Rede Cegonha como número mínimo de consultas e de participação em reuniões educativas, realização de ultrassonografia (USG) e exames laboratoriais (ABO e fator Rh, urocultura, citopatológico cérvico-vaginal, HBsAg, toxoplasmose, glicemia, VDRL, hemoglobina/hematócrito e Anti-HIV). As porcentagens de registro dos itens da Caderneta e de preenchimento do seguimento das recomendações entre as adolescentes e adultas foram comparadas por meio do teste qui-quadrado. A comparação das medianas de proporção de preenchimento dos itens entre os grupos foi feita pelo teste Mann-Whitney. Resultados: Nenhuma das 11 categorias analisadas apresentaram preenchimento completo para ambos os grupos. Estes diferiram estatisticamente em relação à “informação sobre USG”, com menor porcentagem de preenchimento entre as adolescentes (p=0,01). Dos 13 itens analisados das recomendações da Rede Cegonha as gestantes adultas apresentaram maior proporção de preenchimento em 11 deles quando comparadas às adolescentes, sendo estatisticamente superiores em relação à realização de exames de glicemia (p=0,004), VDRL (p=0,040) e hemoglobina/hematócrito (p=0,001). Conclusão: Foi observada uma menor proporção de mães adolescentes com registro do seguimento das recomendações do Ministério da Saúde, o que mostra a necessidade de políticas de saúde que visem a melhora da assistência pré-natal para esta população.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The pregnant woman’s prenatal card is an important tool that should be always with the pregnant woman. All health care to the pregnant woman must be recorded in the pregnant woman’s prenatal card, since this record and its quality reflect the clinical practice and serve as parameters to guide future decisions. Through these records, it is also possible to follow the compliance with prenatal care guidelines and identify policy needs that improve the quality of care. This is particularly important when pregnancy is associated with greater risks for the pregnant woman and the child, as during adolescence. Objective: To compare the quality of prenatal care by evaluating the record of information in the pregnant woman’s prenatal cards of first-time pregnant adolescents and adults who underwent prenatal care in the Sistema Único de Saúde (SUS) in municipalities from the Trairi Region of the Rio Grande do Norte state. Methodology: This is a cross-sectional analysis of a longitudinal study called AMOR (Adolescence and Motherhood Research) project, carried out in the municipalities of Santa Cruz, Lajes Pintadas, Tangará, Campo Redondo and São Bento do Trairi, located in the Trairi region of the Rio Grande do Norte state. The sample consisted of 76 women, 38 adolescents (13-18 years) and 38 adults (23-28 years) whose prenatal cards were evaluated between 4 to 6 weeks postpartum. The data collection followed a standardized protocol, in which sociodemographic data were collected. We also evaluated the record of information in the pregnant woman’s prenatal cards and the proportion of compliance with the Ministry of Health recommendations described in Rede Cegonha, such as a minimum of 6 consultations and participation in educational meetings, ultrasound (USG) exam and laboratory tests (ABO and Rh factor, uroculture, cervical-vaginal cytopathology, HBsAg, toxoplasmosis, glycaemia, VDRL, Hemoglobin/Hematocrit and Anti-HIV). The percentages of record of the items in the prenatal cards and compliance with the recommendations among adolescents and adults were compared using the Chi-square test. Both groups were compared in relation to the medians of record percentages for each item using the Mann-Whitney test. Results: None of the 11 categories analyzed were completely recorded for both groups. The groups were statistically different in relation to "information about USG", with a lower percentage of completion among adolescents (p=0,021). Of the 13 items analyzed regarding the compliance with Rede Cegonha, the adult group presented a greater proportion of record in 12 of them when compared to the adolescents, being statistically significant in relation to glycaemia (p=0,004), VDRL (p=0,040) and hemoglobin/hematocrit (p<0,001). Conclusion: A lower proportion of adolescent mothers presents record of compliance with the recommendations of the Ministry of Health, which shows the need for health policies aiming to improve prenatal care for this population.

10
  • HEVERTON ARAÚJO DE OLIVEIRA FIGUEIRÊDO
  • EFEITO DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA DE CORRENTE CONTÍNUA (tDCS) EM MULHERES ADULTAS COM EXCESSO DE PESO

  • Orientador : ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PRISCILIA GIACOMO FASSINI
  • ANNA CECILIA QUEIROZ DE MEDEIROS
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • Data: 31/07/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A neuromodulação pela estimulação transcraniana por corrente contínua (tDCS), tem sido pesquisada enquanto possibilidade terapêutica para obesidade. Acredita-se que a tDCS possa atuar em áreas cognitivas relacionadas a comportamentos típicos da ingestão alimentar excessiva. Objetivo: Avaliar o efeito da tDCS ânodo sobre o córtex pré-frontal dorso lateral (dlPFC) direito, em mulheres adultas com sobrepeso ou obesidade. Metodologia: Tratou-se de um ensaio clínico randomizado, no qual 50 voluntárias, divididas em dois grupos (Ativo [n = 25] e Sham/Controle [n = 25]), participaram de 10 sessões da tDCS com um follow-up de 60 dias. O eletrodo ânodo (excitatório) foi colocado no dlPFC direito e, o cátodo (inibitório) foi posto sobre dlPFC esquerdo do couro cabeludo, correspondendo as posições F4 e F3 do sistema EEG 10-20, respectivamente. Foram avaliados os efeitos do tratamento sobre o comportamento alimentar (craving por alimentos, descontrole alimentar, alimentação emocional e restrição cognitiva); ingestão alimentar (calorias e macronutrientes); perfil emocional (ansiedade, depressão e estresse); e sobre variáveis antropométricas e de composição corporal (peso, Índice de Massa Corporal, Índice de Conicidade, circunferência da cintura, Razão Cintura-Estatura e percentual de gordura corporal). Resultados: A análise estatística indicou não haver diferença entre os grupos, no baseline, quanto as características sociodemográficas e clínicas. O modelo ANOVA mista de dois fatores indicou que não houve interação significativa entre tempo versus grupo para nenhuma das variáveis estudadas. O tratamento com tDCS foi bem tolerado e não foram identificados efeitos adversos nas participantes que completaram o protocolo. Conclusão: No presente estudo não foi verificado efeito da tDCS em mulheres com excesso de peso, no tocante ao comportamento e alimentar, perfil emocional ou variáveis antropométricas e de composição corporal. Nossos achados apontam para a necessidade de mais pesquisas com o tema, inclusive investigando outras possíveis áreas cerebrais a serem moduladas em pacientes com excesso de peso.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Neuromodulation by transcranial direct current stimulation (tDCS) has been investigated as a therapeutic possibility for obesity. It is believed that tDCS can act in cognitive areas related to typical excessive food intake behaviors. Objective: To evaluate effect of the anode tDCS on the prefrontal cortex right lateral dorsum (dlPFC) in overweight or obese women. Methodology: This was a randomized clinical trial, in which 50 volunteers, divided into two groups (Active [n = 25] and Sham / Control [n = 25]), participated in 10 sessions of the tDCS with a follow-up of 60 days. The anode (excitatory) electrode was placed over the right dlPFC and the cathode (inhibitory) was placed over the left, corresponding to F4 and F3 positions of EEG system 10-20, respectively. Treatment effects were evaluated on: food behavior (food cravings, emotional eating, uncontrolled eating and cognitive restriction); food intake (calories and macronutrients); emotional profile (anxiety, depression and stress); anthropometric and body composition variables (weight, body mass index, conicity index, waist circumference, waist-height ratio and body fat percentage. Results: Statistical analysis indicated no difference between groups, in sociodemographic and clinical characteristics, at baseline. Two factor mixed design ANOVA analysis showed no significant interaction between time versus group, in any variables investigated. The tDCS treatment was well tolerated, with no adverse effects in participants who completed the procol.  Conclusion: In the present study, no tDCS effect was observed in women with excessive weight, regarding food behavior and intake, emotional profile or anthropometric variables and body composition. Our findings point to the need for further research, including evaluating other possible brain areas to be modulated in overweight patients.  

11
  • MURIELLY PRISCILLY DE MEDEIROS MAIA
  • PRODUÇÃO E VALIDAÇÃO DO INDICADOR DE OFERTA DA ATENÇÃO PSICOSSOCIAL NO BRASIL

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MAURA VANESSA SILVA SOBREIRA
  • Data: 09/09/2019

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A Rede de Atenção Psicossocial Social (RAPS) destina-se ao atendimento/acolhimento daqueles em sofrimento mental grave e persistente, ou em uso abusivo de álcool e outras drogas e constitui-se como principal estratégia no enfrentamento ao Modelo Manicomial/Asilar, pelos princípios de inclusão, reabilitação psicossocial e liberdade. OBJETIVO: Produzir e validar o Indicador de Oferta da Atenção Psicossocial no Brasil. MÉTODOS: Estudo ecológico, onde foram analisadas 37 variáveis que refletem a estrutura e os recursos humanos da RAPS por Regiões Imediatas de Articulação Urbana, para as quais foram realizadas Análise Descritiva e Espacial pelas técnicas de Moran Global e Local. Para a produção e validação do indicador foi aplicada a técnica de Análise Fatorial exploratória e confirmatória, pelas validações de critério e constructo. RESULTADOS: a distribuição espacial das variáveis UBS, Hospital geral, Médicos da Família, Psiquiatra, Psicólogo, ACS e Terapeutas Ocupacionais apresentaram autocorrelação espacial (I>0,4; p<0,05), com concentração de áreas de elevadas taxas no centro oeste, sudeste e parte do sul. O teste de esfericidade de Bartlett obteve p<0,05, o KMO foi de 0,732, as comunalidades tiveram carga superior a 0,06. Foram extraídos sete fatores: Fator 1 (Perfil da Atenção Básica da RAPS); Fator 2 (Perfil da Equipe de Apoio da RAPS); Fator 3 (Perfil da Atenção Psiquiátrica da RAPS); Fator 4 (Perfil do Regime Residencial na RAPS); Fator 5 (Perfil dos CAPS); Fator 6 (Perfil de Residências Terapêuticas na RAPS) e Fator 7 (Perfil da Alta Complexidade na RAPS), explicando conjuntamente 70,5% da Variância Total. A distribuição espacial do indicador mostra que a oferta de Atenção Psicossocial é Muito Precária na Região Norte; de Precária a Regular na Região Nordeste; e Boa ou Muito Boa nas Regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul. A validação de construto foi conseguida com 60% da amostra, para o qual foram formados os mesmos fatores que explicaram 70,8% da variância total, e a validação de critério mostrou que as categorias de oferta Bom e Muito bom estiveram relacionadas aos melhores indicadores socioeconômicos. CONCLUSÕES: Existe uma desigualdade na distribuição da Atenção Psicossocial no Brasil, com melhores níveis de oferta nas regiões mais desenvolvidas.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The Psychosocial Attention Network (RAPS) is intended for the care from severe and persistent mental suffering, or abusive use of alcohol and other drugs, and is the main strategy to confront the Manicomial / Asylum Model, principles of inclusion, psychosocial rehabilitation and freedom. OBJECTIVE: To produce and validate the Indicator of Supply of Psychosocial Care  in Brazil. METHODS: An ecological study was carried out in which 37 variables were analyzed that reflect the structure and human resources of the RAPS by Immediate Regions of Urban Articulation, for which descriptive and spatial analysis were performed using the Moran Global and Local techniques. For the production and validation of the indicator, the exploratory and confirmatory Factorial Analysis technique was applied, through the criterion and construct validations. RESULTS: Spatial distribution of UBS variables, General Hospital, Family Physicians, Psychiatrist, Psychologist, ACS and Occupational Therapists presented spatial autocorrelation (I> 0.4, p <0.05), with concentration of areas with high rates in the Midwest, southeast and part of the south. The Bartlett sphericity test obtained p <0.05, the KMO was 0.732, the commonalities had a load higher than 0.06. Seven factors were extracted: Factor 1 (RAPS Basic Attention Profile); Factor 2 (Profile of the RAPS Support Team); Factor 3 (Profile of Psychiatric Attention of RAPS); Factor 4 (Profile of the RAPS Residential Regime); Factor 5 (Profile of CAPS); Factor 6 (Profile of Therapeutic Residences in RAPS) and Factor 7 (Profile of High Complexity in RAPS), explaining jointly 70.5% of Total Variance. The spatial distribution of the indicator shows that the supply of Psychosocial Care is Very Precarious in the North Region; from Precarious to Regular in the Northeast Region; and Good or Very Good in the Central-West, Southeast and South Regions. The validation of the construct was achieved with 60% of the sample, for which the same factors that explained 70.8% of the total variance were formed, and the criterion validation showed that the Satisfactory and Very Satisfactory categories were related to the best socioeconomic indicators. CONCLUSIONS: There is an inequality in the distribution of Psychosocial Care in Brazil, with better levels of supply in the more developed regions.

12
  • MARLLON SOUSA LINHARES
  •  

    PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA ACERCA DOS ELEMENTOS DE SEU PROCESSO DE TRABALHO

     

  • Orientador : RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • CAMILLA ARAÚJO LOPES VIEIRA
  • Data: 25/11/2019

  • Mostrar Resumo
  • Partindo do pressuposto que o processo de trabalho é formado por objetivos ou finalidades, objeto, meios e condições, agente ou sujeito, o presente projeto tem como objetivo analisar a percepção dos profissionais das equipes de Saúde da Família do município de Santa Cruz-RN acerca dos elementos do seu processo de trabalho. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, com 12 sujeitos participantes, metade da zona urbana e o restante da zona rural. Diante dos elementos apresentados e das discussões realizadas com vistas à elucidação dos objetivos propostos, percebeu-se que ano de formação dos profissionais abrangeu a década de 2000 e de 2010, a maioria dos profissionais realiza suas atividades de trabalho somente na ABS, com o regime de 40 horas semanais, vinculados por concurso público. A partir das transcrições e análises das entrevistas emergiram quatro categorias: incompreensão entre objetos, instrumentos e finalidades; objetivos diversos; tensões no cotidiano; qualidade do processo de trabalho. Tais falas foram analisadas seguindo as orientações da Análise de Discurso Crítica. Observou-se que muitos profissionais não souberam diferenciar objetos, instrumentos e objetivos no seu processo de trabalho, bem como apresentaram finalidades diversas, como a restauração da saúde bucal, até as que abrangiam prevenir doenças e promover saúde. A falta de instrumentos, a estrutura inadequada, a comunicação deficitária e o vínculo, ou a falta dele, com os usuários foram apresentados como tensões no cotidiano das práticas de saúde. Podendo esses serem elementos que comprometem o processo de trabalho das equipes. Esta pesquisa construiu espaços de falas nos quais os integrantes das eSF puderam refletir sobre seu processo de trabalho a partir das suas próprias percepções, o que pode ter gerado incômodos aos sujeitos, e também contribuiu na desconstrução de formas de trabalho encontradas.


  • Mostrar Abstract
  • Assuming that the work process is formed by objectives or purposes, object, means and conditions, agent or subject, this project aims to analyze the perception of professionals of the Family Health teams of Santa Cruz-RN about of the elements of your work process. This is a qualitative, descriptive and exploratory research, with 12 participants, half of the urban area and the others of the rural area. Given the elements presented and the discussions conducted with a view to elucidating the proposed objectives, it was noticed that the year of training of professionals covered the 2000 and 2010, most of professionals perform their work activities only in ABS, with the regime 40 hours per week, bound by public tender. From the transcriptions and analysis from the interviews four categories emerged: misunderstanding between objects, instruments and purposes; miscellaneous goals; everyday tensions; quality of the work process. These statements were analyzed following the guidelines of Critical Discourse Analysis. It was observed that many professionals did not know how to differentiate objects, instruments and objectives in their work process, as well as having different purposes, such as the restoration of oral health, including those that prevent disease and promote health. The lack of instruments, inadequate structure, poor communication and the link, or lack thereof, with users were presented as tensions in the daily practice of health practices. These may be elements that compromise the work process of teams. This research built spaces of speech in which the members of the health teams could reflect on their work process from their own perceptions, which may have caused discomfort to the subjects, and also contributed to the deconstruction of forms of work found.

13
  • ANA RAFAELLA ARAÚJO COSTA
  • Avaliação do efeito das palmilhas adaptadas em chinelos na dor relacionada a fasciopatia plantar: um estudo com moradores do semiárido potiguar.

  • Orientador : MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MATHEUS FIGUEIREDO NOGUEIRA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 29/11/2019

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A fasciopatia plantar (FP) consiste em uma afecção dolorosa dos pés, sendo uma das principais causas de dores no retropé que geram abstenção ao trabalho e refletem na grande procura de tratamento nos consultórios ortopédicos. Os tratamentos conservadores são responsáveis por 90% das resoluções da dor no retropé e estão associadas a terapêuticas que incluem mobilização articular, alongamento, palmilhas, terapia de ondas de choque e laser. Entretanto a utilização de palmilhas está restrita para a utilização em calçados fechados como sapatos e tênis, e isso pode ser um obstáculo ao tratamento em cidades de clima quente. Objetivos: Avaliar a efetividade das palmilhas adaptadas em chinelos na dor e função em indivíduos com dores persistente no retropé. Método: Estudo clínico, controlado e randomizado, duplo cego com 66 pacientes de ambos os sexos com dor persistente no retropé, aleatorizados em dois grupos: grupo chinelo palmilha (CP) (n=34) recebeu um chinelo de tira customizado com peças podais e cobertura em couro sintético bege liso. O grupo chinelo liso (CL) (n=34) recebeu um chinelo de tira coberto com couro sintético bege liso, idêntico ao utilizado pelo grupo intervenção, porém sem as peças podais. Os pacientes foram instruídos a usar o chinelo no mínimo 4 horas por dia durante 12 semanas. Duas avaliações foram realizadas: uma antes do protocolo de intervenção (T0) e a segunda após as 12 semanas de intervenção (T12). Foi considerado como desfecho primário a dor que foi avaliada através da Escala Visual Analógica (EVA). Os desfechos secundários foram: a função do pé pelo questionário Foot Function Index (FFI); funcionalidade do pé e tornozelo pelo questionário Foot and Ankle Ability Measure (FAAM); a capacidade funcional pelo teste de caminhada de 6 minutos (TC6M); a expectativa e a satisfação do paciente com o tratamento pela escala likert; o questionário de cegamento, para assegurar que os participantes estavam cegos e o diário de uso para anotação das horas em que usaram o chinelo diariamente. Resultados: O grupo CP melhorou significativamente a dor sentida pela manhã através da variável EVA manhã (diferença média-1.82; 95% CI -3.3 para -0.3; p = 0,016); sem diferenças entre os grupos para EVA final do dia, TC6 e FAAM. Também foi obervada melhora significativa na função do pé (FFI) no grupo CP em relação ao grupo CL, onde o grupo CP apresentou resultado significativo(diferença média -0.10; 95% -0.19 para -0.01; p=0.023). Conclusão: O uso de palmilhas adaptadas em chinelos por 12 semanas foi efetivo na melhora da dor e função do pé em indivíduos com dor persistente no retropé.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Plantar fasciopathy (PF) is a painful condition of the feet, being one of the main causes of hindfoot pain that leads to work abstention and reflects the great demand for treatment in orthopedic offices. Conservative treatments account for 90% of hindfoot pain resolutions and are associated with therapies including joint mobilization, stretching, insoles, shockwave therapy, and laser therapy. However, the use of insoles is restricted to use in closed shoes such as shoes and sneakers, and this can be an obstacle to treatment in cities with hot weather. Objectives: To evaluate the effectiveness of slippers adapted to pain and function in individuals with persistent PF. Method: A double-blind, controlled, randomized clinical study of 66 male and female patients with persistent hindfoot pain, randomized into two groups: customized group (CG) (n = 34) received a custom-made slipper with foot pieces and plain beige faux leather cover. The placebo group (PL) (n = 34) received a strip slipper covered with smooth beige synthetic leather, identical to the one used by the intervention group, but without the foot pieces. Patients were instructed to wear the slipper at least 4 hours a day for 12 weeks. Two evaluations were performed: one before the intervention protocol (T0) and the second after the 12 weeks of intervention (T12). The primary outcome measure was pain that was assessed using the Visual Analog Scale (VAS). Secondary outcomes were: foot function by the Foot Function Index (FFI) questionnaire; foot and ankle functionality by the Foot and Ankle Ability Measure (FAAM) questionnaire; functional capacity by 6-minute walk test (6MWT); patient expectation and satisfaction with treatment by the likert scale; the blinding questionnaire to ensure participants were blinded and the use diary to note the hours they wore the slipper daily. Results: The CG group significantly improved morning pain through the morning VAS variable (mean difference-1.82; 95% CI -3.3 to -0.3; p = 0.016); no differences between groups for end-of-day VAS, 6MWT and FAAM. Significant improvement in foot function (FFI) was also observed in the CG group compared to the PL group, where the CG group showed significant results (mean difference -0.10; 95% -0.19 to -0.01; p = 0.023). Conclusion: The use of flip-flop insoles for 12 weeks was effective in improving pain and foot function in individuals with persistent PF.



14
  • LIZAILMA SILVA CUNHA
  • Relação dos indicadores de desigualdade social na distribuição espacial dos casos de Zika Vírus

  • Orientador : SILVANA ALVES PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIANE APARECIDA MORAN
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • SILVANA ALVES PEREIRA
  • WILTON RODRIGUES MEDEIROS
  • Data: 02/12/2019

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: verificar a possível relação de indicadores sociais sobre a distribuição espacial dos casos de ZIKV em um estado do Nordeste brasileiro no Biênio 2015-2016. Métodos: estudo ecológico com dados das notificações de casos de ZIKV e indicadores sociodemográficos do estado do Rio Grande do Norte calculados a partir de dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública do RN (SESAP-RN) e DATASUS. Os dados foram analisados no Terraview versão 4.2.2, no GeoDa versão 1.12 e no IBM SPSS Statistics 21. Resultados: Observou-se que tanto a Taxa Média de Incidência (TMI) de casos de ZIKV no biênio de 2015-2016 (Moran=0,139; p= 0,03) quanto a TMI de violência (Moran= 0,295; p= 0,02), renda média domiciliar (Moran= 0,344; p=0,01) e taxa de desemprego (Moran= 0,231; p=0,01) obedeceram a um padrão geográfico de distribuição espacial. Na análise de regressão linear múltipla as variáveis TMI de incidência de violência em 2014 e a renda domiciliar média em 2010 explicaram 55% da variação da TMI de ZIKV no biênio 2015-2016 (R2 ajustado = 0,55). Conclusão: Nesse estudo municípios com mais notificações de violência e renda média favorável, como a capital, detêm maiores TMI de casos de ZYKV, fenômeno mediado possivelmente pela existência de serviços de saúde mais sensíveis à notificação nesses municípios.


  • Mostrar Abstract
  • Aim: to analyze the possible relation of social indicators on the spatial distribution of ZIKV cases in a state of Northeast Brazil during 2015-2016 biennium. Methods: an ecological study with data from ZIKV case reports and sociodemographic indicators from Rio Grande do Norte’s state (RN), calculated from Public Health Departament of RN and DATASUS. The data were analyzed in Terraview version 4.2.2, GeoDa version 1.12 and IBM SPSS Statistics 21. Results: Both, the Mean Incidence Rate (MIR) of ZIKV cases in the 2015-2016 biennium (Moran = 0.239, p = 0.02), mean household income (Moran = 0.344, p = 0.01) and unemployment rate (Moran = 0.231, p = 0.01) obeyed a geographical pattern of spatial distribution. In the multiple linear regression analysis, the MIR variables of violence in 2014 and the average household income in 2010 explained 55% of the MIR variation of ZIKV in the 2015-2016 biennium (adjusted R2 = 0.55). Conclusion: Municipalities with more reports of violence and favorable average income, such as the capital, hold higher MIR of ZYKV cases, a phenomenon possibly mediated by more sensitive health services notification.

2018
Dissertações
1
  • RAUL ELTON ARAUJO BORGES
  • O BLOG DEVERIA SER COMPLEMENTO DAS TARVS”: DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA, COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES E A EXPERIÊNCIA COM O HIV/AIDS

  • Orientador : LUCAS PEREIRA DE MELO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUCAS PEREIRA DE MELO
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • TIAGO ROCHA PINTO
  • LUZIANA MARQUES DA FONSECA SILVA
  • MÓNICA LOURDES FRANCH GUTIÉRREZ
  • Data: 19/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Os blogues produzidos por pessoas que vivem com adoecimentos e sofrimentos de longa duração podem fornecer ricas descrições de práticas, costumes e percepções sociais do processo saúde-doença. Dessa forma, esse espaço virtual pode se configurar como um novo cenário de promoção da saúde, de compartilhamento de informações e de experiências com a enfermidade. Diante disso, o objetivo do estudo foi analisar os saberes e as experiências compartilhadas virtualmente em um blogue brasileiro sobre HIV/aids. Trata-se de um estudo socioantropológico de natureza qualitativa, realizado através de etnografia virtual e análise documental. Utilizou-se como fonte de dados 42 postagens feitas pelo autor no período de janeiro de 2014 a julho de 2016, publicadas na sessão “Artigos” do blogue. Os dados incluíram, além dos textos produzidos pelo blogueiro, os 4.670 comentários dos visitantes da página. Os mesmos foram registrados em planilhas e tabelas e, posteriormente, analisados pela técnica de codificação temática. Da análise temática do material empírico emergiram três categorias: (1) “peguei meu ‘reagente’ e estou dissecando este blog”: o blogue como porta de entrada ao mundo social do HIV/aids; (2) “fique tranquilo, com esses resultados você está muito bem”: divulgação, compartilhamento de informações e o aprimoramento da vida com HIV/aids; e, (3) “eu nunca vi tanta heresia em um só post”: sobre os conflitos e as resistências no blogue. As narrativas evidenciaram um “ritual de iniciação” ao mundo social do HIV/aids, mediado pela virtualidade, para os seguidores recém-diagnosticados, forjados a partir da experiência dos veteranos no blogue. Nesse sentido, destaca-se a medicalização social presente nos discursos do blogueiro e dos visitantes da página, fortemente direcionada à adesão ao tratamento e ao sexo dito “seguro”. Além disso, os comentários às postagens do autor produzem um ambiente de divulgação, compartilhamento de informações e experiências que auxiliam no processo de normalização da vida com o HIV/aids. Nesse sentido, observa-se novos modos de subjetividades e redes de “produção/consumo” de informações científicas a partir da experiência no blogue, que são fundamentais na construção de uma vida “aprimorada” com a enfermidade. No entanto, a medicalização dos discursos pode ser inclusiva para uns, mas exclusiva para outros. 


  • Mostrar Abstract
  • Blogs produced by people living with chronic diseases can provide rich descriptions of practices, customs, and social perceptions of the health-disease process. In this way, this virtual space is configured as a new scenario of health promotion, sharing of information and experiences of living with the disease. Therefore, the objective of the study was to analyze the knowledge and experiences shared virtually in a Brazilian blog about HIV / AIDS. It is a socio-anthropological study of a qualitative nature, carried out through virtual ethnography and documentary analysis. 253 posts made by the blog author from March 2011 to July 2016, distributed in the "News", "Diaries" and "Articles" sessions, were used as data sources. The data were analyzed using the thematic coding technique and included the texts produced by the blogger and the comments of the visitors of the page. In the "Articles" and "News" sessions, knowledge and information on the biological and clinical aspects of the virus, treatment and prevention of HIV / AIDS are disseminated. In the "Diaries" session are shared daily experiences of bloggers and followers with HIV. In this sense, comments on the blogger's posts produce a space for sharing knowledge and experiences with the virus. In addition, the discussions in this virtual space seem to bring comfort and ease the difficulties in living with HIV / AIDS in the totality of daily life. The social medicalization present in the speeches of the blogger and the visitors of the page, emphasized, strongly directed to the adherence to the treatment and the safe sex. However, the blog plays an important role for its followers as it enables the sharing of HIV experiences, encourages adherence to treatment and provides scientific information. Anonymity is also emphasized as facilitator of virtual interactions and the formation of support networks. However, the medicalization of discourses may be inclusive for some, but exclusive to others.

2
  • LUÍZA DE MARILAC ALVES DA FONSÊCA
  • TRADUÇÃO, ADAPTAÇÃO CULTURAL E PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DA HURT INSULT THREATENED SCREAM PARA RASTREIO DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA IDOSOS NO BRASIL

  • Orientador : NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
  • MERCES DE FATIMA DOS SANTOS SILVA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • GERALDO EDUARDO GUEDES DE BRITO
  • LEANDRO DE ARAUJO PERNAMBUCO
  • Data: 23/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: A literatura científica tem mostrado limitações na produção de instrumentos de rastreio para violência contra o idoso no contexto brasileiro. Atualmente, esse tipo de estudo tem sido pouco abordado na realidade do contexto brasileiro, no que concerne à adaptação transcultural de instrumentos destinados a população idosa. A HITS- Brasil trata-se de um instrumento de rastreio breve da violência doméstica contra a pessoa idosa, que pode ser utilizado em contextos clínicos e domiciliares, objetivando a constatação do risco de violência. Este estudo por se tratar da tradução e adaptação e validação de um instrumento que não possui origem nem validação brasileira seguiu critérios metodológicos rigorosos no intuito de garantir ampla confiabilidade e posteriormente ser aplicado e utilizado por outros pesquisadores para rastreio de VD contra o idoso. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo traduzir, adaptar e avaliar as propriedades psicométricas (validade e confiabilidade) do instrumento Hurt Insult Threatened Scream (HITS) para o rastreio da violência doméstica contra idosos. MÉTODO: Estudo de tradução, adaptação e validação. Foram recrutados, de forma aleatória 30 idosos para a fase de equivalência operacional e 48 idosos com idade entre 65 a 80 anos ou mais de ambos os sexos, a média de idade para as duas etapas foi de 70,8 anos levando em consideração os dois grupos. Dados sobre variáveis sociodemografica, capacidade cognitiva e aplicação da HITS foram coletados. Para análise dos resultados foi utilizado a estatística descritiva e inferencial, para etapa da equivalência operacional foi avaliada a equivalência dos itens que aconteceu em cinco etapas que avaliou as equivalências semântica, idiomática, experimental e conceitual para o contexto brasileiro. Após esse processo foi dado início a etapa de equivalência de mensuração que buscou avaliar a validade e confiabilidade nos 48 idosos. RESULTADOS: O estudo cumpriu as cinco etapas do processo de tradução e adaptação transcultural da HITS, sendo elas: traduções, retrotraduções, síntese das traduções, análise da equivalência semântica, idiomática, experiencial e conceitual por um comitê de experts e pré-teste em 30 idosos, o qual foi seguido de ajustes da linguagem e conceitos, alcançando a forma final do instrumento, nomeado HITS-Brasil. Os valores obtidos através do Coeficiente do alfa de Cronbach mostraram resultados de aceitáveis para todos os itens (item 1: 0,80 ; item 2: 0, 75; item 3: 0,80 e item 4:0,68). Na análise da concordância interexaminador tivemos boa concordância para os itens 1 e 2 e baixa concordância pra os itens 3 e 4 da escala. Consideramos que a baixa concordância nos itens 3 e 4  não implicaria de forma negativa no coxtexto geral da escala, uma vez que temos uma alta confiabilidade pelo alfa de cronbach. CONCLUSÃO: Em sua versão final, a HITS-Brasil obteve índice de fidedignidade alto para os quatro itens quando avaliado a sua consistência interna, indicando que os resultados são satisfatórios.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: The scientific literature has shown limitations in the production of screening instruments for violence against the elderly in the Brazilian context. Currently, this type of study has been little approached in the Brazilian context, regarding the cross-cultural adaptation of instruments for the elderly population. HITS- Brazil is a brief screening tool for domestic violence against the elderly, which can be used in clinical and domicile contexts, aiming at establishing the risk of violence. This study, because it deals with the translation and adaptation and validation of an instrument that does not originate nor Brazilian validation, followed rigorous methodological criteria in order to guarantee wide reliability and later be applied and used by other researchers for screening of RV against the elderly. OBJECTIVE: This study aimed to translate, adapt and evaluate the psychometric properties (validity and reliability) of the Hurt Insult Threatened Scream (HITS) instrument for the screening of domestic violence against the elderly. METHOD: Study of translation, adaptation and validation. A total of 30 elderly people were recruited for the operational equivalence phase and 48 elderly people aged 65 to 80 years or more of both sexes were recruited, mean age for the two stages was 70.8 years taking into account the two groups. Data on sociodemographic variables, cognitive ability and HITS application were collected. For the analysis of the results we used the descriptive and inferential statistics, for the operational equivalence stage, the equivalence of the items that happened in five stages that evaluated the semantic, idiomatic, experimental and conceptual equivalences for the Brazilian context was evaluated. After this process the measurement equivalence stage was started, which sought to evaluate the validity and reliability of the 48 elderly subjects. RESULTS: The study complied with the five stages of HITS transcultural translation and adaptation process: translations, back translations, synthesis of translations, semantic, idiomatic, experiential and conceptual equivalence analysis by a committee of experts and pre-test in 30 elderly people, which was followed by adjustments of language and concepts, reaching the final form of the instrument, named HITSBrazil. The values obtained through Cronbach's alpha coefficient showed acceptable results for all items (item 1: 0.80, item 2: 0, 75, item 3: 0,80 and item 4: 0,68). In the analysis of inter-examiner agreement we had good agreement for items 1 and 2 and low agreement for items 3 and 4 of the scale. We considered that the low agreement in items 3 and 4 would not negatively imply the overall coxtext of the scale, since we have a high reliability by the cronbach alpha. CONCLUSION: In its final version, HITS-Brazil obtained a high reliability index for the four items when its internal consistency was evaluated, indicating that the results are satisfactory.

3
  • RENATA FONSÊCA SOUSA DE OLIVEIRA
  • MELHORIA DO ACESSO E DA QUALIDADE DA ATENÇÃO BÁSICA: ENTRE VOZES E OLHARES

  • Orientador : CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • CRISTYANNE SAMARA MIRANDA DE HOLANDA DA NÓBREGA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 26/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • INTRODUÇÃO: Para fortalecer a Política Nacional de Atenção Básica, no ano de 2011 foi instituído o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ/AB) com o intuito de mobilizar atores locais, qualificar as práticas de gestão, ampliar o acesso e induzir mudanças nas condições de funcionamento dos serviços de saúde. OBJETIVO: Analisar a percepção de gestores municipais de saúde e trabalhadores da atenção básica acerca do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo do tipo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa. Incluíram-se no estudo gestores ou integrantes da gestão municipal de saúde responsáveis pela condução do PMAQ nos municípios investigados, assim como trabalhadores da APS de nível superior, pertencentes a ESF que tenham participado do 2º ciclo do PMAQ, em 2014. Participaram do estudo um total de 43 sujeitos, dos quais foram 6 gestores e/ou representantes da gestão e 36 profissionais da Atenção Básica. Para a coleta de informações, foram utilizadas duas técnicas: o grupo focal e a entrevista semiestruturada. Assim, durante a análise, emergiram três núcleos temáticos: Vozes e olhares acerca do PMAQ”; “Impactos produzidas nos serviços de saúde a partir da vivência no PMAQ: entrelaçando múltiplos olhares” e “Fragilidades do PMAQ: O caminhar para avançar”. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Ciências da Saúde/ FACISA, tendo como número de Parecer 1.707.601. RESULTADO E DISCUSSÃO: O PMAQ caracteriza-se como um instrumento orientador das ações e serviços de saúde, favorecendo o norteamento, aprimoramento e introduzindo mudanças no processo de trabalho. Alguns desafios apresentados foram insatisfação na alocação dos incentivos financeiros provenientes do programa, aumento de tarefas e descontinuidade das ações praticadas. Conclusão: O PMAQ permitiu subsidiar a coprodução de novos arranjos e redirecionamentos para o fortalecimento dos programas pertencentes à Atenção Básica em Saúde.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: In order to strengthen the National Primary Care Policy, in 2011 the National Program for Improving Access and Quality of Primary Care (PMAQ / AB) was established with the aim of mobilizing local actors, qualifying management practices, access and induce changes in the conditions of operation of health services. OBJECTIVE: To analyze the perception of municipal health managers and primary care workers about the National Program for Improving Access and Quality of Basic Care. METHODOLOGY: This is a descriptive and exploratory study, with a qualitative approach. Included in the study were managers or members of the municipal health management responsible for conducting the PMAQ in the municipalities investigated, as well as higher-level PHC workers from the FHS who participated in the 2nd cycle of the PMAQ in 2014. Participants in the study total of 43 subjects, of whom 6 were managers and / or representatives of the management and 36 professionals of the Basic Attention. Two techniques were used to collect information: the focus group and the semi-structured interview. Thus, during the analysis, three thematic nuclei emerged: "Voices and looks about the PMAQ"; "Impacts produced in the health services from the experience in the PMAQ: interlacing multiple glances" and "PMAQ's Fragilities: The journey forward". The study was approved by the Research Ethics Committee of the Faculty of Health Sciences / FACISA, with the number of Opinion 1,707,601. RESULT AND DISCUSSION: PMAQ is a guiding tool for health actions and services, favoring the orientation, improvement and introducing changes in the work process. Some challenges presented were dissatisfaction in the allocation of the financial incentives from the program, increase of tasks and discontinuity of the actions practiced. Conclusion: The PMAQ allowed to subsidize the co-production of new arrangements and redirects to strengthen the programs belonging to Primary Health Care.

4
  • HARYELLE NARYMA CONFESSOR FERREIRA
  • PERFIL DE FUNCIONALIDADE E DEFICIÊNCIA DE CRIANÇAS COM MICROCEFALIA ASSOCIADA À INFECÇÃO CONGÊNITA DO ZIKA VÍRUS 

  • Orientador : EGMAR LONGO HULL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EGMAR LONGO HULL
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • SILVANA ALVES PEREIRA
  • VERÓNICA SCHIARITI
  • Data: 26/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O aumento do número dos casos de microcefalia no Brasil e sua associação com o Zika vírus (ZIKV) constituem-se como um problema de saúde pública de preocupação internacional. O modelo da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) surge como uma ferramenta potente, tornando-se de extrema relevância no manejo da deficiência. Objetivo: Descrever o perfil de funcionalidade de crianças com microcefalia associada ao ZIKV em dois estados do Nordeste do Brasil. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo do tipo transversal. As características sócio demográficas, perímetro cefálico e outros dados clínicos foram coletados através de prontuários, exames físicos, instrumentos de medida e entrevistas, com as crianças e seus respectivos pais. Foi utilizada a versão brasileira, em português, do core set da CIF para Paralisia Cerebral (PC). Cada categoria da CIF recebeu um qualificador, que variou de 0 a 4 (nenhuma deficiência, deficiência leve, deficiência moderada, deficiência grave, deficiência completa). Para os fatores ambientais, 0 representa nenhuma barreira e 4, uma barreira completa; +0, nenhum facilitador e +4, um facilitador completo. Resultados: Foram recrutadas 34 crianças com microcefalia causadas por ZIKV (18 meninas e 16 meninos) em quatro serviços de reabilitação no Rio Grande do Norte e Paraíba, Brasil. A idade média dos participantes foi de 21 meses, os escores Z do perímetro cefálico variaram de 0,92 a -5.51. O perfil de funcionalidade revelou deficiência completa na maioria das categorias de funções corporais (b). As áreas de atividades e participação (d) foram altamente impactadas, em particular, nas categorias relacionadas à mobilidade. Em relação aos fatores ambientais (e), a maioria da amostra relatou facilitador completo para família nuclear, amigos e, serviços, sistemas e políticas de saúde, bem como barreira completa para atitudes sociais. Conclusão: Este é o primeiro estudo que descreve o perfil de funcionalidade de crianças com microcefalia por ZIKV, utilizando uma ferramenta baseada na CIF, no Brasil. Nossas descobertas, reforçam a necessidade de maximizar os cuidados de saúde e o acesso à informação - com base na CIF - para equipes multiprofissionais, gestores, familiares e crianças. A assistência em saúde para o público alvo deve ser centrada na família, considerando os fatores ambientais modificáveis e destacando objetivos funcionais, a fim de garantir níveis ótimos de participação nas atividades domésticas, escolares e comunitárias em nossa região.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The increase number of cases of microcephaly in Brazil and its association with the Zika virus (ZIKV) constitutes a public health problem of international concern. The International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) guides comprehensive assessments incorporating the important role of contextual factors.  Objective: The objective of this study was to describe the functioning of children with microcephaly caused by ZIKV in states of the Northeast in Brazil. Methods: This is a cross-sectional descriptive study. Demographics characteristics, head circumference and other data were collected from clinical charts, physical examinations, tests, and interviews with children and their parents. The Brazilian Portuguese version of the brief ICF core set for cerebral palsy (CP) was used. Each ICF category received a qualifier, which ranged from 0 to 4 (no problem, slight problem, moderate problem, serious problem, complete problem). For environmental factors, 0 represents no barrier and -4, a total barrier; +0, no facilitator and +4, a complete facilitator. Evaluators in each setting were trained  on how to use the brief ICF core set categories for CP in 20- hour courses. Results: Thirty-four children with microcephaly caused by ZIKV (18 girls and 16 boys) were enrolled in four rehabilitation services in Rio Grande do Norte and Paraíba, Brazil. The mean age of participants was 21 months, head circumference Z scores ranged from 0.92 to -5.51. The profile of functioning revealed complete problem in the majority of the body functions categories. Areas of activities and participation were highly impacted, in particular those covered by mobility related categories. Immediate family support was the main facilitator influencing functioning in this population. Regarding environmental factors, the majority of the sample reported complete facilitator for immediate family, friends and for health services, systems and policies. Conclusion: This is the first study describing the profile of functioning of congenital ZIKV using an ICF-based tool in Brazil.  Our findings reinforce the need to maximize health care and access to information - based on the ICF-  for the multi professional teams, administrators, family members and children. Service provision for children with ZIKV-related microcephaly should be family-centered, considering modifiable contextual factors and highlighting functional goals. to ensure optimal levels of participation in household, school and community-based activities in our region.

     

5
  • LUANA CAROLINE DE ASSUNCAO CORTEZ CORREA
  • A INCONTINÊNCIA URINÁRIA É ASSOCIADA AO DECLÍNIO NO DESEMPENHO FÍSICO EM IDOSAS RESIDENTES NA COMUNIDADE - RESULTADOS DO INTERNATIONAL MOBILITY IN AGING STUDY (IMIAS)

  • Orientador : SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALINE DO NASCIMENTO FALCAO FREIRE MONTE
  • DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 26/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Com o envelhecimento, mulheres apresentam pior desempenho físico quando comparadas aos homens em idades semelhantes, sugerindo que existem fatores relacionados ao sexo ou gênero, como as variáveis de história reprodutiva, que podem explicar tais diferenças. A alta paridade e a idade materna precoce estão relacionadas com a ocorrência de alterações uroginecológicas, tais como a Incontinência Urinária (IU), e também é conhecido que mulheres que tiveram muitos filhos e/ou foram mães na adolescência apresentam piores condições de saúde na velhice, incluindo pior desempenho físico. Hipotetiza-se que a mulheres que reportam IU apresentam pior desempenho físico e uma redução mais acentuada deste com o passar dos anos. No entanto, há uma lacuna na literatura para comprovar tais hipóteses. Objetivos: Avaliar se há uma relação entre a incontinência urinária e o desempenho físico em mulheres idosas de cinco localidades com diferentes condições socioeconômicas e avaliar a influência da incontinência urinária na mudança de desempenho físico ao longo de um período de dois anos. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional longitudinal derivado do International Mobility in AgingStudy (IMIAS),realizado nas cidades de Saint–Hyacinthe (Quebec, Canadá), Kingston (Ontário, Canadá), Manizales (Colômbia), Tirana (Albânia) e em Natal (Brasil). Neste estudo, aproximadamente 200 mulheres idosas (65 e 74 anos) de cada localidade, residentes na comunidade, foram avaliadas nos anos de 2012, 2014 e 2016. A presente pesquisa apresenta os dados coletados em 2014 e 2016. Para avaliação foram coletados dados socioeconômicos, medidas antropométricas e história reprodutiva. O desempenho físico foi avaliado através da Short Physical Performance Battery (SPPB) seguindo um protocolo padronizado que mede o  equilíbrio, a marcha e força dos membros inferiores. O escore final da SPPB é uma soma dos pontos de cada teste, variando de 0 a 12 pontos (4 pontos para cada teste). A incontinência urinária foi avaliada por meio de autorrelato de episódios de perda involuntária de urina na última semana, e classificada como “nenhum nos últimos 7 dias” e “algum nos últimos 7 dias”. A relação transversal entre IU e SPPB foi avaliada pela análise de regressão linear múltipla. A avaliação do efeito longitudinal da IU sobre o escore da SPPB ao longo de 2 anos foi avaliada por meio de análise de modelos lineares mistos. Em ambas as análises, foram consideradas como covariáveis: idade, local de estudo, educação, suficiência de renda e paridade. Resultados: A amostra foi composta por 915 mulheres com média de idade de 71,2 (±2,88). A prevalência da incontinência urinária variou de 11,4% (Natal) e 30,7% (Kingston). As mulheres que relataram alguma perda de urina apresentam média da SPPB significativamente inferior do que as demais, mesmo nos modelos completamente ajustados (β =0,469; p=0,009). Além disso, elas apresentam uma redução significativamente mais acentuada no escore da SPPB ao longo de dois anos que as mulheres que não reportaram IU. Conclusão: A IU esta associada com piores resultados na SPPB e influencia negativamente no desempenho físico ao longo de dois anos, uma vez que as mulheres com IU apresentam um declínio mais acentuado do desempenho físico neste período. Esses achados servem de base para o planejamento e aplicação de intervenções precoces para melhorar o perfil de envelhecimento das mulheres e a qualidade de vida dessa população. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: With aging, women present worse physical performance when compared to men of similar ages, suggesting that there are factors related to sex or gender, such as variables of reproductive history that may explain these differences. High parity and early maternal age are related to the occurrence of urogynecologic changes, such as Urinary Incontinence (UI), and it is also known that women who had many children and / or were mothers in adolescence have worse health conditions in old ages, including worse physical performance. Hypothesize that women who report UI have worse physical performance and a more pronounced reduction of UI over the years. However, there is a gap in the literature to prove these hypotheses. Objectives: To evaluate if there is a relationship between urinary incontinence and physical performance in older women from five sites with different socioeconomic conditions and to evaluate the influence of urinary incontinence on the change in physical performance over a two-year period. Methodology: This is a longitudinal observational study derived from the International Mobility in Aging Study (IMIAS), conducted in Saint-Hyacinthe (Quebec, Canada), Kingston (Ontario, Canada), Manizales (Colombia), Tirana (Albania) and Natal (Brazil). In this study, approximately 200 older women (65 and 74 years old) from each locality, residents on community, were evaluated in the years of 2012, 2014 and 2016. The present study presents data collected in 2014 and 2016. For the evaluation, socioeconomic data, anthropometric measures and reproductive history were collected. Physical performance was assessed using the Short Physical Performance Battery (SPPB) following a standardized protocol that measures balance, gait and lower limbs strength. The SPPB final score is a sum of the points of each test, ranging from 0 to 12 points (4 points for each test). Urinary incontinence was assessed by self-report of episodes of involuntary loss of urine in the last week, classified as "none in the past 7 days" and "some in the last 7 days". The cross-sectional relationship between UI and SPPB was assessed by multiple linear regression analysis. The evaluation of the longitudinal effect of UI on the SPPB score over 2 years was evaluated by analysis of mixed linear models. In both analyzes, covariables were considered: age, study site, education, income sufficiency, and parity. Results: The sample was composed by 915 women with mean age of 71.2 (± 2.88). The prevalence of urinary incontinence ranged from 11.4% (Natal) and 30.7% (Kingston). The women who reported some loss of urine presented a significantly lower SPPB mean than the others, even in the fully adjusted models (β = 0.469, p = 0.009). In addition, they show a significantly greater reduction in SPPB scores over two years than women who did not report UI. Conclusion: UI is associated with worse results in SPPB and negatively influences physical performance over two years, since women with UI have a more pronounced decline in physical performance in this period. These findings serve as the basis for the planning and implementation of early interventions to improve the aging profile of women and the quality of life of this population.

6
  • ADILLA CONCEICAO BRITO DE AZEVEDO
  • Avaliação do Contexto de Trabalho, Qualidade de Sono e Sonolência Diurna de Professores do Ensino Médio da Rede Pública no Interior do Rio Grande do Norte

  • Orientador : JANE CARLA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALINE SILVA BELISIO
  • JANE CARLA DE SOUZA
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 28/02/2018

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho, em seu contexto social e financeiro, vai além de um meio de sobrevivência. Os professores possuem a responsabilidade de contribuir para que os alunos se tornem cidadãos capazes de reconhecer e se conscientizar sobre seu próprio papel diante da sociedade. Entretanto, a função docente é relacionada à sobrecarga e condições inadequadas de trabalho, a contexto de violência na escola, entre outros problemas característicos desta profissão. Somado a isso, torna-se cada vez mais comum a presença de problemas de saúde, incluindo os relacionados ao sono. Portanto, o objetivo principal deste estudo foi avaliar o contexto de trabalho, os horários e qualidade de sono, e a sonolência diurna de professores do ensino médio da rede pública da região do Trairi do Rio Grande do Norte. Além disso, o objetivo secundário foi avaliar a relação entre o contexto de trabalho com a qualidade de sono e sonolência diurna destes professores. Para isso, foi realizada a aplicação de uma Ficha de identificação; da Escala de avaliação do contexto de trabalho (EACT), a partir de fatores, condição do trabalho (F1), organização do trabalho (F2) e relações socioprofissionais (F3); do Índice de qualidade do sono de Pittsburgh (IQSP) e da Escala de sonolência de Epworth (ESE) para 61 professores de ambos os sexos com idade de 39,7 ± 9,2 anos. Os fatores “condições de trabalho” e “organização do trabalho” foram avaliados como crítico/grave pela maioria dos professores, enquanto as “relações socioprofissionais” foi considerada satisfatória pela metade da população do estudo. A maioria dos itens relacionados a estes fatores foram avaliados como crítico/grave, tais como, condições de trabalho precária, ambiente físico desconfortável, ritmo de trabalho, tarefas cumpridas sobre pressão, autonomia inexistente e comunicação pobre entre chefia e subordinado. Além disso, 69% dos professores apresentaram má qualidade de sono e 49% sonolência diurna excessiva. Com relação à qualidade do sono de acordo com a avaliação do contexto de trabalho, observou-se que os professores que avaliaram as relações socioprofissionais como crítico/grave (mean rank 36,11) têm maior chance de ter uma má qualidade de sono em relação aos que avaliaram como satisfatório (mean rank 26,94 - U = 321, p < 0,05). Com relação ao sexo, a má qualidade de sono está presente em 69% de ambos os sexos (X² = 0,00; p > 0,05), enquanto que a sonolência diurna excessiva é mais frequente nas mulheres (55%) em relação aos homens (44% - X² = 4,88; p < 0,05). A hora de deitar dos professores foi em média às 23:26 ± 1:25h, a hora de acordar às 6:06 ± 1:16h e as horas de sono dormidas durante a noite foram 6:10 ± 1:07h. Através do teste de Mann-Whitney percebe-se que os professores com pior qualidade de sono (mean rank 26,56) dormem 36 minutos a menos (5:58 ± 1:06h) do que os professores com boa qualidade (6:34 ± 1:04h; mean rank 35,53 – U = 256,00; p < 0,05). Estes resultados têm grande importância no conhecimento do contexto de trabalho do professor, reforçando a necessidade de se criar espaços de discussão e possíveis propostas de elaboração de políticas voltadas a esse profissional, que auxiliem no suprimento de necessidades elencadas pelo próprio trabalhador. Além disso, torna-se necessário realizar mais estudos que tentem esclarecer quais fatores relacionados ao contexto de trabalho podem estar contribuindo para a má qualidade de sono e sonolência diurna presente nestes profissionais.


  • Mostrar Abstract
  • The work in the social and financial context goes beyond of subsistence. Teachers have a responsibility to contribute to make pupils citizens capable of recognizing and to be aware of their own role in society. However, teaching profession is related to work overload, inadequate work conditions and violence context in the school, among other problems characteristic of this profession. In addition, the presence of health problems, including those related to sleep, is increasingly common. Therefore, the aim of this study was to evaluate the work context, the sleep schedules and quality, and daytime sleepiness of high school teachers of public school in the Trairi region of Rio Grande do Norte. Besides, the second aim was evaluate the relationship between the work context and the sleep quality and daytime sleepiness of these teachers. For this, it was aplied an identification questionaire; the Work Context Avaliation Scale (EACT), based on factors, work condition (F1), work organization (F2) and socio-professional relations (F3); the Pittsburgh Sleep Quality Index (IQSP) and Epworth Sleepiness Scale (ESE) for 61 teachers of both sexes, aged 39.7 ± 9.2 years. The factors "working conditions" and "work organization" were classified as critical/severe by the majority of the teachers, while "socio-professional relations" were considered satisfactory by half of the study population. Most items related to these factors were evaluated as critical/serious, such as poor working conditions, uncomfortable physical environment, work rhythm, tasks fulfilled under pressure, non-existent autonomy and poor communication between subordinate and leadership. In addition, 69% of teachers had poor sleep quality and 49% had excessive daytime sleepiness. With regard to sleep quality according to the assessment of the work context, it was observed that teachers who evaluated socio-professional relations as critical / severe (mean rank 36.11) are more likely to have poor sleep quality to those that evaluated as satisfactory (mean rank 26.94 - U = 321, p < 0.05). In relation to sex, poor sleep quality is present in 69% of both sexes (X² = 0.00, p > 0.05), while excessive daytime sleepiness is more frequent in women (55%) than in to men (44% - X² = 4.88, p < 0.05). Teachers' bedtime was on average at 11:26 ± 1:25 p.m., the waking time at 6:06 ± 1:16 p.m., and sleep duration was 6:10 ± 1:07 p.m. The Mann-Whitney test shows that teachers with poorer sleep quality (mean rank 26.56) sleep 36 minutes less (5:58 ± 1: 06h) than teachers with good sleep quality (6:34 ± 1: 04h; mean rank 35.53 - U = 256.00, p < 0.05). These results have great importance in the knowledge of the work context of the teacher, reinforcing the need to create spaces for discussion and possible proposals for the elaboration of policies aimed at this professional, which help in the supply of needs listed by the worker himself. In addition, it is necessary to carry out further studies that try to clarify which factors related to the work context may be contributing to poor sleep quality and daytime sleepiness present in these professionals.

     

7
  • JANAINA GOMES DE PAIVA AMORIM
  • ACHADOS INTRAORAIS EM CRIANÇAS COM MICROCEFALIA POR INFECÇÃO PELO ZIKA VÍRUS: ESTUDO TRANSVERSAL OBSERVACIONAL

  • Orientador : KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DENISE HELEN IMACULADA PEREIRA DE OLIVEIRA
  • ISABELITA DUARTE AZEVEDO
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • Data: 29/05/2018

  • Mostrar Resumo
  • Microcefalia é definida como anomalia de desenvolvimento caracterizada pela diminuição do perímetro cefálico, com alterações anátomo funcionais, de etiologia complexa e multifatorial. Evidências científicas apontam a possível associação entre o surto de microcefalia em recém-nascidos com infecção pelo Zika vírus (ZIKV). Metodologia: o presente estudo é de caráter transversal, observacional, com o objetivo de avaliar estruturas orais em crianças com diagnóstico de microcefalia por infecção congênita pelo ZIKV. Foram realizados exames clínicos odontológicos em dois grupos, um composto por oito crianças com microcefalia pela infecção pelo ZIKV e outro com vinte e quatro crianças que não apresentam infecções congênitas, todas residentes na V Região de Saúde do Rio Grande do Norte. Os dados clínicos e sócio econômicos foram anotados em fichas padronizadas e tratados por testes estatísticos não paramétricos a partir da Odds ratio na análise bivariada no Teste Exato de Fisher. Resultados: As crianças do grupo 1 apresentaram perímetro cefálico menor, maior frequência de respiração tipo mista, bruxismo e tiveram experiências odontológicas anteriores quando comparadas ao grupo 2. Conclusões: os achados apresentam características odontológicas e sócio econômicas que reforçam a necessidade de planejar e promover ações de saúde na rede de atenção à criança microcéfala por infecção pelo ZIKV.


  • Mostrar Abstract
  • Microcephaly is defined as a developmental anomaly characterized by the reduction of the cephalic perimeter, with anatomic-functional alterations, of complex and mulifactorial etiology. Scientific evidence points to the possible association between the outbreak of microcephaly in newborns with Zika Virus infection (ZIKV). Methodology: the present study is cross-sectional, observational, aiming to evaluate oral structures in children with diagnosis of microcephaly due to congenital infection by ZIKV. Dental clinical eXams were performed in tow groups, one composed of eight children with microcephaly by ZIKV infection and the other with twenty-four chIldren who did not have congenital infections, all of them living in the V (Fifth?) Health Region of Rio Grande do Norte. The clinical and socioeconomic data were annotated in standardized charts and treated by non-parametric statistical tests from the Odds ratio in the bivariate analysis in the Fisher's Exact Test. Results: Children in group 1 presented lower cephalic perimeter, higher frequency of mixed type breathing, bruxism and had previous dental experience when compared to group 2. Conclusion: The findings present dental and socioeconomic characteristics that reinforce the need to plan and promote health actions in the care network oF children with microcephaly by ZIKV infection

8
  • THAÍS LORENA BARBOSA DE FRANÇA
  • Crescimento e desenvolvimento de crianças com microcefalia associado a Síndrome Congênita do Zika vírus no Brasil

     

     

  • Orientador : KLAYTON GALANTE SOUSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KLAYTON GALANTE SOUSA
  • EGMAR LONGO HULL
  • WILTON RODRIGUES MEDEIROS
  • ANDREA BARALDI CUNHA
  • Data: 18/06/2018

  • Mostrar Resumo
  • A infecção causada pelo Zika vírus (ZIKV) é descrita usualmente com um quadro clínico leve. Entretanto, durante o surto de ZIKV na América Latina no período de 2015-2016, um aumento repentino no número de manifestações graves e casos de alterações congênitas em recém-nascidos foram relatados. Este é o primeiro estudo que avaliou e comparou o crescimento e desenvolvimento cognitivo e motor de crianças com microcefalia por Síndrome Congênita da Zika (SCZ) em relação às crianças típicas. Estudo observacional, analítico, transversal, com 24 crianças de uma região do nordeste brasileiro. As crianças com SCZ apresentaram média baixa no desempenho motor global e cognitivo e desvio de crescimento nas medidas de perímetro cefálico e peso corporal. Considerando os valores médios, as crianças típicas apresentaram bom desempenho motor global e cognitivo e medidas antropométricas adequadas. Portanto, as crianças com SCZ estão em risco de atraso de crescimento e desenvolvimento em comparação com as crianças típicas.


  • Mostrar Abstract
  • The infection caused by Zika virus (ZIKV) is usually described with a mild clinical picture. However, during the ZIKV outbreak in Latin America in the period 2015-2016, a sudden increase in the number of severe manifestations and cases of congenital abnormalities in newborns have been reported. This is the first study that evaluated and compared the growth and cognitive and motor development of children with Zinc Congenital Syndrome (SCZ) microcephaly in relation to typical children. An observational, analytical, cross-sectional study with 24 children from a region of northeastern Brazil. Children with SCZ presented a mean low in global motor and cognitive performance and growth deviation in head circumference and body weight measurements. Considering the mean values, typical children presented good global and cognitive motor performance and adequate anthropometric measures. Therefore, children with SCZ are at risk for growth retardation and development compared to typical children.

9
  • JOSÉ LENARTE DA SILVA
  • PERCEPÇÃO DA GESTANTE SOBRE SUA FAMÍLIA E GESTAÇÃO POR MEIO DO MODELO CALGARY E DA HERMENÊUTICA

  • Orientador : RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CECILIA NOGUEIRA VALENCA
  • HERLA MARIA FURTADO JORGE
  • RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TAVORA
  • Data: 06/07/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O período gestacional envolve mudanças em diferentes aspectos, demostrando que os cuidados pré-natais devem ultrapassar a dimensão biológica. Objetivo: Compreender a percepção da gestante sobre sua família e gestação por meio do modelo Calgary e da Hermenêutica. Método: É um estudo, descritivo, exploratório, do tipo qualitativo, realizado com gestantes e suas famílias em uma Unidade Básica de Saúde, do município de santa Cruz/RN, cuja amostra foi definida pelo método de saturação. Foram realizadas três oficinas temáticas, aplicando as técnicas do genograma e ecomapa, dinâmicas de grupo para compreender as relações interpessoais entre as gestantes e suas famílias. As entrevistas semiestruturadas  passaram por uma análise utilizando a hermenêutica dialética de Habermas, com síntese dos processos compreensivos e críticos. Resultados: Constituíram-se as categorias: “Minha família”, “Sentimentos positivos” , “Sentimentos negativos” . Ainda construindo também as representações gráficas (genograma) de cada família, além de identificar as relações de apoios e/ou de conflito (ecomapa). Discussão: Verificam-se relações familiares de apoio e conflito. O genograma possibilitou visualizar as composições das famílias. Enquanto o ecomapa permitiu analisar as diversas relações contidas nos supra-sistemas e sistemas, através dos feedebacks, do processo de auto-regulação.  Analisaram-se as falas das gestantes através dos conceitos do Modelo Calgary de Avaliação Familiar e da Hermenêutica-dialética. Percebeu-se que as gestantes pertenciam mesmo núcleo familiar, mas vivam o mundo de vida diferentes sistemas e subsistemas. O processo de comunicação, diante dos temas abordados, foi permeado por linguagens perturbadas, entretanto, sendo possível compreendê-las e discuti-las. Considerações finais: O apoio familiar tornou o caminhar da gestação emocionalmente. As que não o receberam de imediato experimentaram o equilíbrio das relações com o passar dos dias. Dessa forma, as mulheres grávidas puderam sentir-se mais confiantes, certamente neste processo o diálogo foi fundamental para o êxito. Ainda são necessários estudos que apontem caminhos para sanar os conflitos e desafios surgidos a partir da gravidez.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The gestational period involves changes in different aspects, demonstrating that antenatal care must go beyond the unilateral dimension focused only on biological aspects. Objective: to identify the family's perception about gestation. Method: will be a descriptive, exploratory, qualitative study, to be carried out with pregnant women and their social network in a Basic Health Unit, in the municipality of santa Cruz / RN. The sample will be defined by the saturation method, through focus groups and interviews. Three meetings will be held in the focus groups, applying the techniques of the genogram and ecomap to understand the interpersonal relationships between the pregnant women and their family and other individuals outside the family. The focus groups will be developed after the prenatal consultations in the Basic Health Unit in order to allow a better adherence to the study, with approximately 8 to 12 people and a minimum duration of 30 (thirty) minutes and a maximum of 2 (two) hours. The semi-structured interview will be carried out through a questionnaire, subdivided into two parts - sociodemographic, obstetric factors and the perception of pregnancy for the family, the latter consisting of two guiding questions: "How did you know about pregnancy for you?" And "How Did you go to the news of pregnancy for the people you consider as family? "For discourse analysis will be used to dialectical hermeneutics, a technique that makes the synthesis of the processes understanding and critical. The dialectical method and the hermeneutic method, the first starting from the opposition and the second from the mediation, are necessary moments in the production of rationality and in this way operate indissolubly as elements of a unit. The research will be submitted to the Research Ethics Committee of the Federal University of Rio Grande do Norte (CEP / UFRN), to evaluate the aspects of the research. After approval, Resolution No. 466/2012 of the National Health Council, which governs respect for the ethical aspects of human research and secondary data, will be legally fulfilled. The data obtained during the research will be archived on CD - ROM by means of audios and will remain on researchers' possession for five years.

10
  • MOAN JÉFTER FERNANDES COSTA
  • Avaliação da saúde bucal autopercebida e clínica e das disfunções temporomandibulares de idosos institucionalizados e residentes nas comunidades urbanas e rurais do interior da paraíba

  • Orientador : MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMITRI TAURINO GUEDES
  • GYMENNA MARIA TENÓRIO GUÊNES
  • MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • Data: 02/08/2018

  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Avaliar a autopercepção de saúde bucal nas dimensões físicas, psicossociais e dor/desconforto atreladas às condições clínicas e dores orofaciais de idosos institucionalizados, residentes na zona urbana e zona rural no interior da Paraíba. Método: Estudo observacional, transversal, abordagem quantitativa, base populacional e amostragem não probabilística por conveniência entre 81 idosos: 27 residentes em instituição de longa permanência e os demais pareados por sexo e idade entre zona urbana (n=27) e rural (n=27). Utilizou-se o GOHAI (Geriatric Oral Health Assessment Index) para avaliação da autopercepção da saúde bucal na qualidade de vida, o QST/DTM (Questionnaire For Screening Of Patients With Temporomandibular Disorders) para as influências das dores orofaciais e os índices de biofilme em dente proposto por Silness e Loe e em próteses por Ambjornesen. Resultados: Predominância do sexo feminino (74,1%), sendo 77,8% destes nascidos na cidade de Cuité-PB e maior frequência (32,1%) de idade apontando para a faixa etária de 60-65 anos. A frequência do GOHAI relacionada a alta percepção obteve maior frequência entre a zona urbana (77,8%) e menor frequência (66,7) na zona rural, com p-valor 0,004, mostrando diferença estatística entre os locais de moradia. No QST/DTM, todas as frequências apontaram a maioria dos indivíduos como não portadores, porém com uma relação estatística ligada ao sexo (p=0,007) e a renda (p=0,002). As maiores frequências para a análise do biofilme se relacionaram com a presença deste em dentes ou prótese, com maior frequência ligada aos moradores da zona rural, 84,6%. Conclusão: Houve diferença entre as amostras relacionadas a autopercepção e o local de moradia, mostrando os idosos com ótima saúde oral relatada, não consistente com a condição clínica encontrada, mostrando a secundarização dos problemas de saúde bucal.

     


  • Mostrar Abstract
  • Objective: To evaluate the self-perception of oral health in the physical, psychosocial and pain / discomfort dimensions linked to the clinical conditions and orofacial pain of institutionalized elderly people, living in the urban area and rural area of Paraíba. Method: Observational, cross-sectional study, quantitative approach, population base and non-probabilistic sampling for convenience among 81 elderly: 27 residents in a long-stay institution and the other males by age and gender between urban (n = 27) and rural (n = 27). The GOHAI was used to evaluate the self-perception of oral health in quality of life, the QST / DTM (Questionnaire For Screening Of Patients With Temporomandibular Disorders) for the influences of orofacial pains and the indices of biofilm in tooth by Silness and Loe and in prosthetics by Ambjornesen. Results: Predominance of the female sex (74.1%), 77.8% of whom were born in the city of Cuité-PB and had a higher frequency (32.1%), pointing to the age range of 60-65 years. The frequency of GOHAI related to high perception obtained a higher frequency between urban area (77.8%) and lower frequency (66.7) in the rural area, with a p-value of 0.004, showing a statistical difference between dwelling places. In the QST / DTM, all frequencies indicated the majority of individuals as non-carriers, but with a statistical relation related to gender (p = 0.007) and income (p = 0.002). The highest frequencies for the biofilm analysis were related to the presence of this in teeth or prosthesis, more frequently linked to the inhabitants of the rural area, 84.6%. Conclusion: There was a difference between the samples related to self-perception and the place of residence, showing the elderly with excellent oral health, not consistent with the clinical condition found, showing the secondaryarization of oral health problems

11
  • LOUISE PASSOS VIGOLVINO MACÊDO
  • COMPORTAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA DE IDOSOS EM TRÊS CENÁRIOS DISTINTOS: ZONA RURAL, ZONA URBANA E INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA ATRAVÉS DO PROGRAMA ORIENTADO PARA A COMUNIDADE PARA CONTROLE DE DOENÇAS REUMÁTICAS (COPCORD).

     


  • Orientador : MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCELLO BARBOSA OTONI GONCALVES GUEDES
  • MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 06/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O crescimento da população idosa é um fenômeno mundial. Essas alterações na composição corporal associadas ao envelhecimento, como redução da massa muscular e aumento da gordura corporal são preocupantes nessa população, pois com a redução da massa muscular, a diminuição na capacidade de produção de força somada outros fatores inerentes ao envelhecimento ocasionam desequilíbrios na estrutura musculoesquelética, podendo ocasionar ou agravar os processos degenerativos da mesma. Objetivo: Avaliar a dor musculoesquelética de idosos em três cenários distintos: zona urbana, zona rural e Instituição de Longa Permanência para Idosos. Métodos: Estudo observacional, do tipo transversal, com abordagem quantitativa, de base populacional realizado no município de Cuité – PB. A amostra foi não probabilística, por conveniência, de 27 idosos residentes em uma ILPI, 27 idosos residentes na zona urbana e 27 idosos residentes na zona rural. Os dados foram coletados através do através da fase 1 do Programa Comunitário de Controle de Doenças Reumáticas (COPCORD), e foram analisados pelo software estatístico SPSS versão 21. Resultados: Dentre os 81 idosos avaliados no estudo, houve uma predominância maior pelo sexo feminino 60 (74,1%) e maior prevalência de idade entre os idosos de 60-65 anos (32,1%). Com relação a dor, tanto a 7 dias quanto no passado, todos as porcentagens para todos os locais de moradia, tiveram maioria relacionadas a ausência da dor, sem nenhuma associação estatisticamente significante encontrada. Conclusão: Existe a necessidade de produzir estudo de maior alcance para gerar generalizações em relação à dor musculoesquelética em pessoas idosas, assim como orientar a avaliação da prevalência de doenças reumáticas


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The growth of the elderly population is a worldwide phenomenon. These changes in body composition associated with aging, such as reduction of muscle mass and increase of body fat are worrisome in this population, because with the reduction of muscle mass, the decrease in the capacity of production of added force other factors inherent to aging cause imbalances in the structure musculoskeletal, and may cause or aggravate the degenerative processes of the same. Objective: To evaluate the musculoskeletal pain of the elderly in three different scenarios: urban area, rural area and Institution of Long Stay for the Elderly. Methods: A cross - sectional, observational, quantitative, population - based study conducted in the city of Cuité - PB. The sample was non-probabilistic, for convenience, of 27 elderly people living in a PLWI, 27 elderly residents in the urban area and 27 elderly residents in the rural area. Data were collected through Phase 1 of the Community Program for the Control of Rheumatic Diseases (COPCORD), and were analyzed by the SPSS statistical software version 21. Results: Among the 81 elderly people evaluated in the study had a predominance of females 60 ( 74.1%) and higher prevalence of age among the elderly of 60-65 years (32.1%). With respect to pain, both at 7 days and in the past, all percentages for all dwelling places had a majority related to absence of pain, with no statistically significant association found. Conclusion: There is a need to produce a more far-reaching study to generate generalizations regarding musculoskeletal pain in the elderly, as well as to guide the evaluation of the prevalence of rheumatic diseases

12
  • NAAMA SAMAI COSTA OLIVEIRA
  • CORE SET DA CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE (CIF) COMO FERRAMENTA DE CLASSIFICAÇÃO DA SAÚDE FÍSICA DE IDOSOS RESIDENTES NA COMUNIDADE

  • Orientador : SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • JOAO AFONSO RUARO
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 11/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Com o envelhecimento ocorrem mudanças na morbimortalidade da população, com o aumento do comprometimento da saúde física. Esta é comumente avaliada na prática clínica e pesquisa pelo autorrelato de saúde, que é uma medida de saúde ampla e confiável que envolve fatores físicos e emocionais e é preditora de declínio funcional e de mortalidade, independente de medidas objetivas de saúde.  A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) é uma importante estratégia de avaliação multidimensional, onde é possível identificar os domínios que estão relacionados ao estado funcional que a pessoa apresenta. Por ser um instrumento extenso, os Core Sets têm ganhado espaço atualmente por serem formados por categorias da CIF consideradas essenciais para a avaliação de uma determinada condição de saúde. Nessa perspectiva, Ruaro (2014), desenvolveu um Core Set da CIF para avaliação da saúde física dos idosos e este estudo objetiva avaliar a sua validade de constructo para avaliar a saúde física dos idosos da comunidade. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, onde idosos residentes na comunidade foram avaliados em relação aos dados sociodemográficos, comorbidades, saúde autorrelatada, sintomas depressivos e com o Core Set da CIF para a saúde física de idosos que é composto por 30 categorias da CIF, sendo 14 relacionadas às funções do corpo, 4 às estruturas do corpo, 9 às atividades e participação e 3 aos fatores ambientais. A relação entre os domínios e as variáveis socioeconômicas e de saúde foi realizada através da comparação de médias dos índices de prejuízos/problemas pelas categorias das variáveis utilizando o teste t de Student ou ANOVA com post-hoc de Tukey. Foi utilizada a regressão linear múltipla para analisar a relação entre o Core set da CIF e a saúde autorrelata ajustada por fatores de confundimento (idade, suficiência de renda e escolaridade). Em todas as etapas foi considerado p <0,05 e IC95%. Resultados: 101 idosos participaram do estudo. Idosos com 3 ou mais doenças crônicas e com sintomatologia depressiva tiveram maior índice de prejuízos/problemas nos domínios Funções do Corpo (p<0,001), Estruturas do Corpo (p<0,001) e Atividade e Participação (p<0,01). Os idosos que relataram saúde muito boa ou boa apresentam menor índice de prejuízo/problema nos domínios da CIF que os que relataram saúde razoável, que por sua vez apresentam menor índice que os que relataram a saúde como ruim ou muito ruim. A relação entre a saúde autorrelatada e o Core set se manteve mesmo após o ajuste pelas variáveis de confundimento, onde os idosos com maior prejuízo são os que relataram a sua saúde como ruim ou muito ruim em Estrutura do Corpo (p<0,001), Funções do corpo (p<0,01) e Atividade e Participação: Capacidade (p=0,02) e Desempenho (p=0,01). Conclusão: Os resultados sugerem que o Core Set da CIF para avaliação da saúde física de idosos está relacionado à saúde autorreferida, mesmo após o ajuste de variáveis de confundimento, sendo considerado válido e podendo ser usado na prática clínica e em pesquisas científicas, pois possibilita identificar aspectos modificáveis tanto contextuais quanto clínicos, que podem ser alvo de intervenções.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: With aging, there are changes in the morbidity and mortality of the population, with an increase in physical health impairment. This is commonly evaluated in clinical practice and research by self-reported health, which is a comprehensive and reliable health measure involving physical and emotional factors and is predictive of functional decline and mortality, regardless of objective health measures. The International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) is an important multidimensional assessment strategy, where it is possible to identify the domains that are related to the functional state that the person presents. Because it is an extensive tool, Core Sets have gained space today because they are formed by ICF categories considered essential for the evaluation of a certain health condition. In this perspective, Ruaro (2014) developed a Core Set of ICF to evaluate the physical health of the older persons and this study aims to assess its construct validity in evaluating the physical health of the community-dwelling older adults. Methods: This is a cross-sectional study in which community-dwelling older adults were evaluated in relation to socio-demographic data, comorbidities, self-reported health, depressive symptoms and the ICF Core Set for the physical health of the older persons, which is composed of 30 categories of ICF, being 14 related to body functions, 4 to body structures, 9 to activities and participation, and 3 to environmental factors. The relationship between the domains and the socioeconomic and health variables was performed by comparing means of the injury / problem indexes by the categories of the variables using Student's t test or ANOVA with Tukey post-hoc. Multiple linear regression was used to analyze the relationship between the ICF Core set and self-adjusted health adjusted for confounding factors (age, income sufficiency, and schooling). A p <0.05 and 95% CI were considered at all stages. Results: 101 older persons participated in the study. Those with 3 or more chronic diseases and with depressive symptoms had higher indexes of injury / problem in Body Function (p <0.001), Body Structures (p <0.001), and Activity and Participation (p <0.01) domains. The older persons who reported very good or good health had a lower index of injury / problem in the domains of ICF than those who reported reasonable health, which in turn had a lower index than those reporting health as poor or very poor. The relationship between a self-rated health and the Core set was maintained even after the adjustment for confounders, with older adults with higher injury / problems reporting their health as poor or very poor in Body Structures ( (p <0,001), Body Function (p <0,01) and Activity and Participation: capacity (p = 0,02) and Performance (p = 0,01). Conclusion: The results suggest that the ICF Core Set for assessing the physical health of the older persons is related to self-reported health, even after adjusting for confounding variables. It is considered a valid instrument and can be used in clinical practice and scientific research, since it allows to identify modifiable aspects, both contextual and clinical, that may be the target of interventions.

13
  • FÁBIA CHEYENNE GOMES DE MORAIS FERNANDES
  • INCIDÊNCIA E MORTALIDADE POR NEOPLASIA MALIGNA DE TIREOIDE NA AMÉRICA LATINA

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIEGO DE SOUSA DANTAS
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • JAVIER JEREZ ROIG
  • Data: 17/12/2018

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A neoplasia da tireoide representa, aproximadamente, 2% de todos os cânceres no mundo; embora raro, é a neoplasia endócrina mais comum, apresentando rápida elevação da incidência nas últimas décadas. Objetivo: Analisar a tendência e as projeções de incidência e a mortalidade por câncer de tireoide (C73) em países da América Latina. Métodos: Estudo ecológico de série temporal. Para os países da América Latina, os dados de incidência foram extraídos da Agência Internacional para Pesquisa do Câncer (IARC), no período de 1990-2012; os dados de mortalidade foram obtidos da Organização Mundial da Saúde (OMS), para o período de 1995-2013; para o Brasil, os dados de mortalidade foram coletados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) para o período de 2001-2015. A tendência da incidência e mortalidade foram analisadas pela regressão Joinpoint, e para o cálculo das projeções da mortalidade no Brasil foi utilizado o Nordpred, inscrito no programa R. A variação percentual média anual (APC e AAPC) e o intervalo de confiança de 95% (IC 95%) foram calculados para incidência e mortalidade. Resultados: A taxa média de incidência para o câncer de tireoide foi maior em Quito (Equador), na faixa etária de 40 a 59 anos, 42,2 casos novos por 100.000 habitantes, assim como a mortalidade 4,8 óbitos por 100.000 habitantes em mulheres, acima de 60 anos. Houve aumento nas tendências de incidência do câncer de tireoide em mulheres, para todas as faixas etárias, em Cali, Costa Rica e Quito e nos homens em Costa Rica; ocorreu estabilidade, acima dos 60 anos, em Cali, Goiânia, Quito e Valdívia em homens, como também nas mulheres em Goiânia e Valdívia. Houve tendência de aumento da mortalidade em três países para o sexo feminino: Equador (APC= 3,28; IC 95%: 1,36; 5,24), Guatemala (APC= 6,14; IC 95%: 2,81; 9,58) e México (APC= 0,67; IC 95%: 0,16; 1,18). No Brasil, registrou-se 0,48 óbitos por 100.000 habitantes para mulheres e 0,27 óbitos por 100.000 habitantes para os homens, com tendência de redução para o sexo feminino (APC= -1.6; IC95%: -2,5; -0,6) e estabilidade para o sexo masculino (APC= -0,5; IC95%: -1,5; 0,5). As taxas de mortalidade para o sexo feminino no Brasil apresentarão redução até 2030. Para o sexo masculino, essa mesma característica será observada, porém as Regiões Nordeste e Norte apresentarão elevação das taxas, e estes números serão explicados, principalmente, pela variação na estrutura demográfica brasileira. Conclusões: O câncer de tireoide apresentou incidência heterogênea entre os gêneros, com aumento acentuado para mulheres. A tendência de estabilidade na mortalidade foi verificada para a maioria dos países da América Latina e pode estar relacionado ao acesso limitado ao diagnóstico e novas terapias, que gerem impacto nos subtipos mais agressivos e com maior letalidade. No Brasil, a mortalidade por câncer de tireoide apresentou redução, com destaque para o sexo feminino.


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Thyroid neoplasm accounts for approximately 2% of all cancers in the world; although rare, is the most common endocrine neoplasm, presenting a rapid rise in incidence in the last decades. Objective: To analyze the trend and projections of incidence and mortality from thyroid cancer (C73) in Latin American countries. Methods: Ecological study of time series. For the countries of Latin America, incidence data were extracted from the International Agency for Research on Cancer (IARC) in the period 1990-2007; mortality data were obtained from the World Health Organization (WHO) for the period 1995-2013; for Brazil, mortality data were collected from the Mortality Information System (SIM) for the period 2001-2015. The incidence and mortality trends were analyzed by the Joinpoint regression, and Nordpred, in the R program, was used to calculate the mortality projections in Brazil. The mean annual percentage change (APC and AAPC) and the 95% confidence interval (95% CI) were calculated for incidence and mortality. Results: The mean incidence rate for thyroid cancer was higher in Quito (Ecuador), in the age group above 60 years; the rates were 30.8 and 10.3 deaths per 100,000 inhabitants for women and men, respectively. Increased incidence trends were detected for women and trend for stability were verified in Cali, Goiania and Quito for men, in the age group of 60 years. Mortality rates were higher among women; the majority of countries showed a trend towards stability for mortality. The trend of increase occurred in three countries for women: Ecuador (APC = 3.28 CI 95% 1.36, 5.24), Guatemala (CI = 6.14 CI 95% 2.81, 9.58) and Mexico (APC = 0.67, 95% CI 0.16, 1.18). In Brazil, ASW was recorded as 0.48 deaths / 100,000 inhabitants for women and 0.27 deaths / 100,000 inhabitants for men, with a tendency to decrease for women (APC = -1.6 95% -2.5; 0.6) and stability for males (APC = -0.5 CI95% -1.5; 0.5). Mortality rates for females in Brazil will decrease by 2030. For males, this same characteristic will be observed, but the Northeast and North Regions will show higher rates, and these numbers will be explained mainly by the variation in demographic structure Brazilian. Conclusions: Thyroid cancer presented a heterogeneous incidence among genders, with a marked increase for women in Cali (Colombia), Costa Rica, Goiania (Brazil) and Quito (Ecuador). The trend of stability in mortality has been verified for most Latin American countries and may be related to limited access to diagnosis and new therapies that have an impact on the most aggressive and highly lethal subtypes. In Brazil, mortality due to thyroid cancer presented a reduction, being more pronounced for females.

2017
Dissertações
1
  • FRANCISCO ASSIS VIEIRA LIMA JUNIOR
  • ZIKA VÍRUS X ANOMALIAS CONGÊNITAS: DA AUDIÊNCIA PRESUMIDA AOS DADOS REAIS DA DISTRIBUIÇÃO TEMPORO-ESPACIAL NO RIO GRANDE DO NORTE

  • Orientador : SILVANA ALVES PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLA ISMIRNA SANTOS ALVES
  • DAMIAO ERNANE DE SOUZA
  • SILVANA ALVES PEREIRA
  • Data: 20/11/2017

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: Apesar da cobertura midiática trazer a certeza de uma relação entre o ZIKV e microcefalia em recém-nascidos, configurando um aumento no agrupamento das anomalias congênitas no Nordeste brasileiro, sugere-se que a incidência de anomalia congênitas no Rio Grande do Norte não seja diferente quando comparada a sua distribuição espacial antes e após ZIKV, isso porque fatores como os ambientais, socioeconômicos e biológicos podem contribuir para a permanência de  uma alta incidência no estado. O objetivo do presente estudo é analisar a distribuição temporo-espacial das taxas de incidência de anomalias congênitas no Rio Grande do Norte, antes e após a epidemia ZIKV através de uma análise geoestatística e correlação com os determinantes sociais em saúde  Metodologia: trata-se de um estudo ecológico, retrospectivo que avaliou os casos notificados de anomalias congênitas no Rio Grande do Norte agrupando em dois biênios (2005-2006 e 2016-2016), configurando períodos antes e após a epidemia de ZIKV através de uma análise espacial, cujos dados foram agrupados no SPSS 13.0 e analisados no TERRAVIEW versão 4.2.2. Resultados: A taxa de anomalias congênitas no período pré-ZIKV foi de 6,2 casos/1.000 nascidos vivos e no período pós-ZIKV aumentou para 13,95 casos/1.000 nascidos vivos, resultado do aumento dos casos notificados. Foi visualizado no cartograma de distribuição que a mesorregião Agreste Potiguar é a que possui maior número de casos notificados de ZIKV assim como é a região que concentra maior número de casos de anomalias congênitas no período estudado. Discussão: A distribuição espacial de anomalias congênitas no estado do Rio Grande do Norte não apresentou mudanças após a epidemia de ZIKV, sendo abordado por diversos autores que outros fatores podem estar relacionados com a distribuição de anomalias, em especial os determinantes sociais em saúde. Além disso, a mídia é um grande influenciador da população, assim como nas decisões governamentais frente ao sistema único de saúde. Conclusão: O presente estudo revelou que as anomalias congênitas sempre estiveram presentes no estado e nenhuma outra ação foi suscitada com tamanha importância como no período ZIKV. Estratégias para minimizar os casos de anomalias congênitas através de ações de planejamento familiar, controle da idade materna, programas de vacinação, controle na venda de medicamentos abortivos, combate ao consumo de drogas, álcool e fumo podem facilmente ser desenvolvida e ganhar adesão midiática, fato que nem sempre é percebido.


  • Mostrar Abstract
  • INTRODUCTION: In the middle of 2015, Brazil experienced an increase in cases of notification of infection by Zika Virus and the increase in cases of Microcephaly and Guillain-Barré Syndrome, and later confirmed the association between these clinical entities. The northeast region was the most affected and environmental, economic and social factors can negatively influence this distribution. However, it is known that congenital anomalies have always occurred throughout Brazilian territory and it is believed that there is no difference in the spatial distribution pattern of anomalies before and after ZIKV. OBJECTIVE: to evaluate the temporal-spatial distribution of congenital and ZIKV anomalies reported cases in the mesoregions of Rio Grande do Norte. METHODOLOGY: This is an ecological, retrospective study, that evaluated the reported cases of congenital anomalies in Rio Grande do Norte before and after the ZIKV epidemy through a spatial analysis, whose data were grouped in SPSS 13.0 and analyzed in TERRAVIEW version 4.2 .2. RESULTS: The rate of congenital anomalies in pre-ZIKV period was 6.2 cases / 1,000 live births and in the post ZIKV period, it increased to 13.95 cases / 1,000 live births, a result of the increase in reported cases. It was visualized in the distribution cartography that the Agreste Potiguar mesoregion is the one with the highest number of reported cases of ZIKV, as well as the region with the highest number of cases of congenital anomalies in the period studied.CONCLUSION: The present study revealed that congenital anomalies were always present in the state and no other action was raised with such importance as in the Zika period. Strategies to minimize cases of congenital anomalies through family planning actions, maternal age control, vaccination programs, control of the sale of abortive drugs, combat to drugs addiction, alcohol and tobacco use can easily be developed and gain media acceptance, which is not always perceived

2
  • ROSA SA DE OLIVEIRA NETA
  • ESTADO NUTRICIONAL, SARCOPENIA E FUNCIONALIDADE EM IDOSAS RESIDENTES NA COMUNIDADE

     

     

     

  • Orientador : MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LARISSA PRACA DE OLIVEIRA
  • MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 01/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A população mundial encontra-se em um processo de reestruturação demográfica caracterizada pela redução das taxas de fecundidade e mortalidade e consequente envelhecimento populacional. Esta fase da vida é determinada, muitas vezes, pela presença de doenças crônicas não transmissíveis. Uma das alterações corporais típicas do envelhecimento é a perda da massa e da função do muscular (sarcopenia), que contribui para a limitação funcional assim como a obesidade que também é um dos fatores de risco relacionados ao desenvolvimento de doenças que limitam a funcionalidade. Objetivo: Avaliar a relação entre a capacidade funcional, a sarcopenia e o estado nutricional de idosas da comunidade. Métodos: Estudo observacional analítico de caráter transversal realizado com 100 idosas acima de 60 anos que frequentaram a clínica-escola de fisioterapia da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA-UFRN). Para a coleta de dados, aplicou-se um questionário, contendo informações de identificação, dados socioeconômicos (escolaridade e renda familiar), prática de atividade física, dados antropométricos (peso, altura e índice de massa corporal) e de composição corporal (circunferência da cintura, circunferência do pescoço, razão cintura-altura e massa muscular mensurada através da aplicação da bioimpedância) e dados funcionalidade (teste de caminhada de seis minutos). Resultados: A média de idade da amostra foi de 67±8,0 anos, A maioria das idosas não praticava atividade física (59%), possuíam pelo menos o ensino fundamental (38%), recebiam até dois salários mínimos (48%) e eram obesas. As taxas de prevalência quanto à presença de sarcopenia foram: obesidade sarcopênica (5%), sarcopenia (14%), obesidade (63%) e normais (18%). Idosas ativas, que estudaram mais que o ensino fundamental até o ensino médio, com renda entre dois e quatro salários, e não obesas tiveram melhor desempenho no teste de caminhada que as demais. Não houve diferenças estatisticamente significativas no teste de caminhada de acordo com a renda ou IMC (p>0,05). As idosas não obesas e não sarcopênicas caminharam mais no teste de funcionalidade que as demais (p=0,021). Conclusões: A obesidade sarcopênica foi presente em 5% das idosas e tem relação com pior desempenho físico, também presente em idosas com sarcopenia e obesidade, gerando novas demandas para os sistemas de saúde e seguridade social. Os resultados encontrados poderão auxiliar na elaboração de estratégias de promoção à saúde para prevenir a morbidade e mortalidade associados a essas condições nessa população vulnerável no município de Santa Cruz/RN. 


  • Mostrar Abstract
  • Introduction: Brazil undergoes profound changes in its age structure, the proportion of individuals over 60 years has been increasing rapidly. In Santa Cruz / RN, approximately, 11.7% of the population is in this age group. However, although the elderly exhibit longer life expectancy, they are more likely to be exposed to chronic diseases, such as osteoarticular diseases. This accelerated population aging requires preparation for the social and economic consequences that arise from it and entails new social challenges and global public health in the population. Objective: To evaluate the nutritional status, functionality and muscular strength of elderly women with and without knee pain. METHODS: This is a cross-sectional study carried out with elderly women with or without pain in the knees, residents of the city of Santa Cruz / RN, attending the physical therapy clinic of the Faculty of Health Sciences of Trairi (FACISA-UFRN) . Data were collected through the application of a standardized questionnaire containing identification information, health aspects, anthropometric data and body composition (Body Mass Index, bioimpedance, folds and body circumferences). In addition, the Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index (WOMAC) questionnaire, which evaluates the functionality (6-minute walking test - TC6M - and Timed Up and Go -TUG) and muscular strength Palmar gripping (FPP). Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) software version 20.0 was used to analyze the data. Results: A total of 100 elderly women, 49% with knee pain (symptomatic) and 51% asymptomatic, with a mean age of 67 (± 9.0) and 67 (± 8.0) years, p = 0.527, respectively. The mean BMI was 30.7 (± 4.37) kg / m² in the symptomatic elderly and, as in the control group, 29.3 (± 4.64) kg / m² p = 0.125, indicating excess weight. The nutritional variables that presented significant differences between the groups (p <0.05) were the waist circumference (PC) and the arm (CP) and the Waist Hip Ratio (WHR), being the highest values obtained by the group with pain in the Knees Regarding the functional variables, all showed significant differences between the groups (p <0.05), the worst results being obtained by the symptomatic group. The correlation between the variables related to the nutritional status of the symptomatic elderly and those related to the functionality was performed. The correlation between WOMAC and BMI, PC and WHR were not significant, weak and positive. When correlating the nutritional variables with the 6MWT, it is verified that between 6MWT and PC, Neck Perimeter and WHR were weak and negative. The correlation between 6MWT and BMI, lean mass and body fat% were not significant, weak and positive. The correlations between TUG and BMI, PC and WHR were not significant, weak and positive. The correlation between lean mass and right hand strength (r = 0.070, p = 0.627), and lean mass and left hand strength (r = 0.070; p = 0.627) were shown to be weak, positive, and non-significant. Conclusion: The elderly women with knee pain presented overweight and functional deficits when compared to the control group. It was found that the symptomatic elderly had a higher WOMAC score, indicating worse functionality and higher indicators of overweight (BMI, PC and WHR); the same was true in the TUG test, which indicates falls, since the longer the time to perform , The values of these nutritional variables were higher. It was also observed that the lower the waist, neck and waist-hip ratio, the greater the distance walked by the elderly in the walking test (6MWT). On the other hand, the elderly women with higher percentages of high lean mass had greater muscle strength.

3
  • ISABELLE FERREIRA DA SILVA SOUZA
  • AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA E NUTRIENTES DE IDOSAS COM E SEM DOR NOS JOELHOS RESIDENTES NA COMUNIDADE

     

     

  • Orientador : MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LARISSA PRACA DE OLIVEIRA
  • MARCELO CARDOSO DE SOUZA
  • SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
  • Data: 01/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O aumento da expectativa de vida suscitou os novos desafios de saúde pública na população, como as doenças crônicas. Dentre as principais doenças crônicas osteoarticulares, podemos citar a osteoartrite (OA) de joelhos, caracterizada principalmente pela dor nos joelhos, o que limita a realização das atividades diárias. Neste contexto, a literatura sugere existir correlação positiva entre o desenvolvimento da OA de joelhos e a obesidade, ademais, o excesso de peso é um dos fatores modificáveis mais significativos no agravamento dos sintomas. Desta forma, torna-se relevante averiguar se idosas com dor nos joelhos comparadas às idosas assintomáticas, apresentam diferenças no consumo alimentar. Objetivo: Avaliar a ingestão habitual de energia e nutrientes de idosas com e sem dor nos joelhos, residentes em Santa Cruz/RN. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, com idosas (n=100) sintomáticas e assintomáticas quanto à dor nos joelhos. A ingestão alimentar foi determinada pela média de 2 dias do Recordatório de 24 horas. As dietas foram analisadas no Dietbox®. A necessidade energética individual foi estimada através de fórmulas e o consumo de calorias totais foi analisado considerando o intervalo de 97 a 103% do gasto energético. A adequação dos macronutrientes foi verificada de acordo com os Acceptable Macronutrient Distribution Ranges. A ingestão média de ácidos graxos, colesterol e fibra, foi analisada de acordo com os valores propostos pela IV Diretriz Brasileira sobre Dislipidemias. A inadequação dos micronutrientes foi estimada pelo método da Estimated Average Requirement como ponto de corte e o consumo hídrico foi avaliado a partir da recomendação do Guia Alimentar para a População Brasileira. Para análise dos dados, foi utilizado o Statistical Package for the Social Sciences versão 20.0. Para a comparação das distribuições dos dados entre os grupos foi utilizados os testes t-Student ou o de Mann-Whitney de acordo com a normalidade, avaliada pelo teste de Kolmogorov-Smirnov. Resultados: A média de idade foi de 67(±8,0) anos para o grupo assintomático e 67(±9,0) anos para o sintomático. Quanto ao consumo de energia, macronutrientes, ácidos graxos, colesterol, fibra e água, observam-se diferenças entre os grupos, que não se mostraram estatisticamente significativas. A ingestão de energia foi inadequada em 96,1% das assintomáticas e em 93,9% das sintomáticas. Também não foram observadas diferenças estatisticamente significativas entre as idosas quanto ao consumo alimentar dos micronutrientes, exceto para o consumo habitual do mineral zinco (p valor = 0,033), o grupo sintomático teve um consumo médio de zinco inferior ao grupo assintomático. Nos grupos, as maiores inadequações (> 50%) foram para vitaminas A, D, E e ácido fólico e magnésio e cálcio. As menores inadequações foram para vitamina C e piridoxina (valores entre 21,6% e 22,4%). Destaca-se a ingestão inadequada da vitamina D (100% das avaliadas). Conclusão: Entre os grupos, foram observadas elevadas prevalências de inadequação para ingestão calórica, consumo dos ácidos graxos saturados, colesterol, fibra, ingestão hídrica, macros e micronutrientes. Contudo, não foram observadas diferenças estatisticamente significativas no consumo alimentar dos nutrientes, com exceção do mineral zinco, pois as idosas sintomáticas tiveram um consumo médio de zinco inferior ao grupo assintomático.

     

  • Mostrar Abstract
  • Introduction: The increase in life expectancy has led to new public health challenges in the population, such as chronic diseases. Among the main chronic osteoarticular diseases, we can mention osteoarthritis (OA) of the knees, characterized mainly by pain in the knees, which limits the accomplishment of daily activities. In this context, the literature suggests that there is a positive correlation between knee OA development and obesity, in addition, overweight is one of the most significant modifiable factors in worsening symptoms. Thus, it is relevant to determine if elderly women with knee pain compared to the asymptomatic elderly, present differences in food consumption. Objective: To evaluate the habitual energy and nutrient intake of elderly women with and without pain in the knees, living in Santa Cruz/RN. Methodology: This is a cross-sectional study, with elderly (n=100) symptomatic and asymptomatic regarding knee pain. Food intake was determined by the 2-day mean of the 24-hour Reminder. The diets were analyzed in Dietbox®. The individual energy requirement was estimated using formulas and total calorie consumption was analyzed considering the range of 97 to 103% of energy expenditure. Macronutrient suitability was checked according to the Acceptable Macronutrient Distribution Ranges. The mean intake of fatty acids, cholesterol and fiber was analyzed according to the values proposed by the IV Brazilian Directive on Dyslipidemias. The micronutrient inadequacy was estimated by the Estimated Average Requirement method as the cutoff point and the water consumption was evaluated based on the recommendation of the Food Guide for the Brazilian Population. To analyze the data, the Statistical Package for the Social Sciences version 20.0 was used. For the comparison of the data distributions between the groups, Student's t-tests or the Mann-Whitney test were used according to normality, as evaluated by the Kolmogorov-Smirnov test. Results: The mean age was 67 (±8.0) years for the asymptomatic group and 67 (±9.0) years for the symptomatic group. As for the energy consumption, macronutrients, fatty acids, cholesterol, fiber and water, there were differences between the groups, which were not statistically significant. The energy intake was inadequate in 96.1% of the asymptomatic ones and in 93.9% of the symptomatic ones. There were also no statistically significant differences among the elderly women regarding the dietary intake of micronutrients, except for the usual consumption of zinc mineral (p value = 0.033), the symptomatic group had an average zinc intake lower than the asymptomatic group. In the groups, the greatest inadequacies (> 50%) were for vitamins A, D, E and folic acid and magnesium and calcium. The lowest inadequacies were for vitamin C and pyridoxine (values between 21.6% and 22.4%). Inadequate intake of vitamin D (100% of those evaluated) is highlighted. Conclusion: Among the groups, high prevalence of inadequacy for caloric intake, saturated fatty acid consumption, cholesterol, fiber, water intake, macros and micronutrients were observed. However, no statistically significant differences were observed in nutrient intake, except for the zinc mineral, since the symptomatic elderly had an average zinc intake lower than the asymptomatic group.

4
  • EMELYNNE GABRIELLY DE OLIVEIRA SANTOS
  • ANÁLISE ESPAÇO-TEMPORAL DA MORTALIDADE POR SUICÍDIO NO RIO GRANDE DO NORTE NO PERÍODO DE 2000 A 2015

  • Orientador : ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ISABELLE RIBEIRO BARBOSA MIRABAL
  • WILTON RODRIGUES MEDEIROS
  • DIEGO BONFADA
  • Data: 04/12/2017

  • Mostrar Resumo
  • O suicídio constitui um dos tipos de mortes violentas mais incidentes no mundo, de modo que as transições demográfica e epidemiológica têm contribuído para o aumento global da carga deste agravo. Apesar da difusão de programas de prevenção do suicídio no Brasil, o panorama de mortalidade por essa causa no país é preocupante, principalmente em algumas regiões em que se observa uma elevação no percentual de óbitos.O objetivo deste estudo foi analisar a distribuição espaço-temporal da mortalidade por suicídio no Estado do Rio Grande do Norte (RN) no período de 2000 a 2015. Trata-se de um estudo ecológico misto que avaliou os óbitos decorrentes de suicídio registrados no RN, ocorridos no período de 1º de janeiro de 2000 a 31 de dezembro de 2015. Os dados dos óbitos foram obtidos no Sistema de Informação sobre Mortalidade, e as informações sobre população foram obtidas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A análise espacial foi realizada utilizando as taxas brutas, taxas padronizadas e taxas pelos estimadores Bayesianos. A análise univariada foi realizada através do Índice de Moran Global e Local para avaliar a intensidade e significância dos aglomerados espaciais utilizando o software Terraview 4.2.A análise bivariada espacial foi realizada pelo cruzamento entre as variáveis sociodemográficas e as taxas de mortalidade padronizadas por suicídio utilizando o software GeoDa 1.6.1. Os Anos Potenciais de Vida Perdidos também foram calculados ao longo da série histórica. Foi aplicada a Regressão loglineal (Joinpointregression) com taxas padronizadas (população mundial) para estimar o AnnualPercentageChange (APC), o intervalo de confiança 95% e os pontos de inflexão da curva, a fim de verificar a tendência de mortalidade por suicídio no RN utilizando o software Joinpoint 4.5.0. A análise estatística clássica foi aplicada para avaliar a correlação entre as variáveis do estudo e para isso utilizou-se o software SPSS 23.0. Foram registrados 2.266 óbitos por suicídio de 2000 a 2015, sendo a razão entre os sexos de 5:1 no último ano. A análise espacial mostrou fraca autocorrelação espacial (I<0,3) para as Taxas de Mortalidade Padronizadas (TMP) para ambos os sexos, com formação de aglomerados espaciais na Região do Seridó, principalmente, para o sexo masculino. A análise bivariada mostrou formação de clusters na Região do Seridó com as variáveis IDH e Envelhecimento. Os estimadores bayesianos mostraram uma homogeneização das taxas de mortalidade, sobretudo nos municípios com pequenos grupos populacionais. Foram perdidos 63582.5 anos potenciais de vida ao longo da série histórica. Além disso, foi observada uma tendência de aumento da mortalidade no sexo masculino até o ano de 2003 (APC = 15,3%; IC = 9,2-21,8), seguido de um período de estabilidade. Para o sexo feminino, a tendência foi de estabilidade (APC= 0,4%; IC95%=-0,9-1,7). A análise de variância apontou ainda para ausência de diferenças estatisticamente significativa (p>0,05) entre as TMP e o porte dos municípios e regiões de saúde para a maioria dos anos do estudo.  Conclui-se que a mortalidade por suicídio no RN está desigualmente distribuída no território, estando associando espacialmente às áreas com os melhores indicadores socioeconômicos. Não há tendência significativa de aumento, porém as diferenças entre as regiões do estado e de acordo com o porte dos municípios aumentaram ao longo da série histórica.


  • Mostrar Abstract
  • Suicide is one of the most pervasive types of violent deaths in the world, so demographic and epidemiological transitions have contributed to the overall increase in the burden of this disease. Despite the spread of suicide prevention programs in Brazil, the mortality situation in this country is worrisome, especially in some regions where there is an increase in the percentage of deaths. The objective of this study was to analyze the spatio-temporal distribution of suicide mortality in the State of Rio Grande do Norte (NR) between 2000 and 2015. This is a mixed ecological study that evaluated the deaths due to suicide registered in the RN, occurring in the period from January 1, 2000 to December 31, 2015. Death data were obtained from the Mortality Information System, and population information was obtained from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. Spatial analysis was performed using crude rates, standardized rates and rates by Bayesian estimators. Univariate analysis was performed using the Moran Global and Local Index to evaluate the intensity and significance of spatial clusters using the Terraview 4.2 software. The spatial bivariate analysis was performed by crossing the sociodemographic variables with mortality rates standardized by suicide using GeoDa software 1.6.1. The Lost Potential Years of Life were also calculated throughout the historical series. Joinpoint regression with standardized rates (world population) was used to estimate the Annual Percentage Change (APC), the 95% confidence interval and the inflection points of the curve, in order to verify the mortality trend for suicide In the RN using the software Joinpoint 4.5.0. The classical statistical analysis was applied to evaluate the correlation between the variables of the study and for that was used the software SPSS 23.0. There were 2,266 deaths from suicide from 2000 to 2015, with the ratio between the sexes being 5: 1 in the last year. The spatial analysis showed poor spatial autocorrelation (I<0.3) for the Standardized Mortality Rates (PMT) for both sexes, with formation of spatial agglomerates in the Seridó Region, mainly for males. The bivariate analysis showed the formation of clusters in the Seridó Region with the HDI and Aging variables. Bayesian estimators showed a homogenization of mortality rates, especially in municipalities with small population groups. 6,3582.5 potential years of life were lost throughout the historical series. In addition, a trend of increased male mortality up to 2003 (APC= 15.3%, CI= 9.2-21.8) was observed, followed by a period of stability. For females, the tendency was for stability (APC= 0.4%, 95% CI= 0.9-1.7). The analysis of variance also pointed to the absence of statistically significant differences (p>0.05) between standardized rates and the size of municipalities and health regions for most of the study years. It is concluded that the mortality due to suicide in RN state is unequally distributed in the territory, being spatially associated to the areas with the best socioeconomic indicators. There is no significant trend of increase, however the differences between the regions and according to the size of the municipalities increased during the historical series.

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao