Banca de QUALIFICAÇÃO: PAULO HENRIQUE SILVA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO HENRIQUE SILVA SANTOS
DATA: 12/07/2013
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Laboratório de Cimentos
TÍTULO:

Síntese de aditivo químico para aplicação em cimentação de poços petrolíferos a partir do bagaço da cana de açúcar.


PALAVRAS-CHAVES:

Biomassa; Cimentação; Retardador; Lignina


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

A operação de cimentação em poços de petróleo acontece logo após a descida do revestimento e é responsável por promover um selo hidráulico, entre o revestimento e a formação, aderência e resistência mecânica garantindo a qualidade e a manutenção ao longo da vida útil do poço. Para adequar a pasta de cimento às condições de temperatura, pressão e profundidade particulares de cada poço, utilizam-se aditivos químicos. A aditivação das pastas é uma das etapas mais onerosas para o projeto, pois a tecnologia e o fornecimento são feitos pela própria companhia de serviço contratada para a operação e, muitas vezes, os produtos utilizados são importados, o que encarece ainda mais a operação. Desenvolver um aditivo químico a partir de um resíduo de biomassa proporcionaria a redução do uso de aditivos importados e, consequentemente, menores gastos com aditivação. Este trabalho tem como objetivo desenvolver um aditivo químico retardador de pega, derivado da lignina, obtida da biomassa da cana de açúcar para aplicação em pastas de cimento para poços petrolíferos.  Primeiramente, o bagaço da cana de açúcar foi lavado e tratado. A obtenção da lignina foi realizada pelo método de extração soda/antraquinona, cujos produtos são uma polpa celulósica e um licor negro rico em lignina. A lignina foi modificada utilizando um reagente que contem grupos acetatos para assim, torna-la solúvel em água. O bagaço foi caracterizado pelas técnicas de FDA, FDN e Lignina de Klason para teor de Celulose, Hemicelulose e Lignina. Os materiais extraídos e o produto final foram caracterizados por FT-IR, TG/DTA e RMN. A partir do ensaio de FTIR foi possível observar a presença dos grupos acetatos substituintes. Os ensaios de TG/DTA mostraram que o aditivo sintetizado possui uma maior estabilidade térmica que a lignina extraída. Os ensaios tecnológicos comprovaram a eficiência do aditivo químico como retardador de pega para pastas de cimento aplicadas em poços petrolíferos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Presidente - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Interno - 1569526 - RENATA MENDONCA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 09/07/2013 11:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao