PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: NATHALIA COSTA VIANA NEVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NATHALIA COSTA VIANA NEVES
DATA: 08/07/2013
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Treinamento do NUP-ER-1º Andar
TÍTULO:

Aplicação da técnica eletroanalítica de pulso diferencial usando o eletrodo de carbono vítreo modificado com cisteína para monitorar a degradação eletroquímica de ácido oxálico.


PALAVRAS-CHAVES:

Ácido oxálico, modificação com cisteína, carbono vítreo, voltametria de pulso diferencial, oxidação eletroquímica.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
ESPECIALIDADE: Eletroanalítica
RESUMO:

No presente trabalho, a técnica de voltametria de pulso diferencial (DPV) tem sido estudada para o monitoramento da concentração de ácido oxálico (OA) durante a sua oxidação eletroquímica (EO) em meio ácido utilizando o ânodo de platina suportada em titânio (Ti/Pt). A técnica de DPV foi padronizada e otimizada usando um eletrodo de carbono vítreo modificado com cisteina. A modificação com cisteina foi desenvolvida eletroquimicamente, formando um filme polimérico na superfície do eletrodo de carbono vítreo. A formação do filme polimérico foi confirmada por analise de Microscópio eletrônico de varredura e Microscópio de Força Atômica, confirmando a modificação do eletrodo. A degradação eletroquímica foi desenvolvida usando diferentes densidades de corrente, 10, 20 e 30 mA cm-2 com eletrodo de Ti/Pt, observando a degradação do acido oxálico, sendo monitorado empregando a metodologia de titulação com KMnO4. No entanto, as análises com DPV mostraram o mesmo comportamento de eliminação do acido oxálico, observado com a titulação.Comparado com o método de titulação clássica e DPV conseguiu-se um bom ajuste, intervalos de confiança e limites de detecção confirmando a aplicabilidade da técnica eletroanalítica para o monitoramento da degradação de acido oxálico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1645110 - CARLOS ALBERTO MARTINEZ HUITLE
Interno - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Interno - 7350310 - MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA
Notícia cadastrada em: 08/07/2013 10:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao