PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: ELIAS JANUARIO DE LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIAS JANUARIO DE LIMA
DATA: 28/05/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Obtenção e Caracterização Físico-Química de Blendas Poliméricas,  Baseadas em  POE e PMMA, Dopadas com Dióxido de Titânio


PALAVRAS-CHAVES:

Blendas poliméricas; Impedância eletroquímica; Propriedades elétricas.


PÁGINAS: 93
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
ESPECIALIDADE: Eletroquímica
RESUMO:

O estudo de blendas poliméricas tem sido um método alternativo no campo de pesquisa de novos materiais para obtenção de materiais com melhores propriedades. Neste trabalho blendas composta por PMMA e POE dopadas com TiO2 foram estudadas. O POE é um polímero de estrutura semicristalina, isto é, 70 e 84% de cristalinidade, enquanto o PMMA apresenta comportamento amorfo em sua estrutura. O uso do TiO2 esta relacionado à alta resistência do titânio, assim como, a boa transferência de calor, além de outras características. O estudo destas blendas poliméricas dopadas TiO2 proporciona a junção das propriedades orgânica (polímeros) e inorgânica (óxido), o que leva a modificação das propriedades finais do material resultante. As blendas foram dopadas com TiO2 (POE/PMMA/TiO2) em diferentes proporções do POE e PMMA com o TiO2 fixo. As razões entre elas foram: 90/10/0,1 (B1); 85/15/0,1(B2); 80/20/0,1(B3); 75/25/0,1(B4) e 70/30/0,1(B5). O material resultante obtido foi em forma de pó e caracterizado por Infravermelho (IV), Microscopia de Varredura Eletrônica (MEV), Difração de Raios X (DRX), Analise Termogravimétrica (TG) e Espectroscopia de Impedância Eletroquímica (EIE). Os dados obtidos através da caracterização por IV para o POE puro e para as blendas em diferentes proporções, o espectro de POE puro apresentou ausência da banda na região de 1722 cm-1, região característica do estiramento C=O, presente na estrutura do PMMA confirmado no seu espetro de IV. Enquanto, para os espectros das blendas, esta banda aparece nesta região com variação em sua intensidade em função da composição das blendas, além de um pequeno deslocamento em relação ao espectro do PMMA. Isto pode indicar que está ocorrendo à interação entre os polímeros. Nas micrografias das morfologias das blendas foi observada mudança em suas superfícies com a variação da composição das blendas o que, consequentemente, leva a mudança nas propriedades elétricas do material. Estes dados são coerentes com os dados de DRX que mostram que com a variação na composição da blenda do POE e PMMA simultaneamente, aumentando a proporção de PMMA, a cristalinidade do material vai diminuindo. Os dados de EIE mostraram que o material apresentou condutividade na ordem de 10-6 S.cm-1. A blenda na proporção: 85/15/0,1(B1) apresentou melhor condutividade, σ = 1,5642 x 10-6 S.cm-1. A partir da tendência de formação do segundo semicírculo no diagrama de Nyguist, foi obtido, o coeficiente de difusão para todas as blendas, sendo a (B5) a de maior coeficiente de difusão.  Os dados mostram que se pode melhora a propriedade do material a partir das misturas entre polímeros com propriedades diferentes, sendo, portanto, uma alternativa na obtenção de novo material com possível aplicação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149539 - MARIA GORETTE CAVALCANTE
Interno - 1199268 - JAILSON VIEIRA DE MELO
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Externo à Instituição - JOSE ALZAMIR PEREIRA DA COSTA - UERN
Notícia cadastrada em: 27/05/2013 14:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao