PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: JOSE EVES MENDES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE EVES MENDES DA SILVA
DATA: 08/03/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Síntese, caracterização de ferritas espinélio com propriedades magnéticas e absorvedoras de microondas.


PALAVRAS-CHAVES:

Ferrita espinélio, Citratos precursores, Material magnético, Materiais absorvedores de radiação -MARE


PÁGINAS: 151
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

Foram sintetizadas ferritas do tipo espinélios com fórmula geral Ni0,8Mg0,2-xMxFe2O4, onde M representa os dopantes Mn, Co ou Mn + Co simultaneamente e x varia para os valores 0,02; 0,05 e 0,1. O valor de x foi dividido por 2 nos casos em que M equivale a Mn com Co conjugados. Foi utilizado o método dos citratos precursores e tratamento térmico na obtenção das fases a 1100°C. Os materiais foram caracterizados por DRX, TGA/DTGA, MEV, MAV e medidas de refletividade pelo método de guia de ondas. Os pós a 350°C/3,5h foram cristalinos e nanométricos. De acordo com os resultados nesta temperatura todos os pós apresentam um percentual de fase ferrita superior a 90%. A composição que teve a adição de Mn e Co simultaneamente apresentou maior percentual de fase secundária NiO, 5,8%. As curvas TGA/DTGA indicam que essaamostra alcançou fase(s) cristalina(s) em temperaturas mais baixas. Para se obter os difratogramas de raios X das fases obtidas a 350°C e 1100°C foram tratados pela técnica Rietveld os dados experimentais (linhas coloridas) com os dados teóricos (linhas pretas). Os resultados foram obtidos pelo processo de sucessivos refinamentos até o valor de S (índice de qualidade do refinamento) convergir para próximo de 1. Foram obtidos valores de S e Rw típicos do material em estudo, o que indica uma boa aproximação numérica entre o modelo estrutural calculado e a estrutura real das fases. Os pós calcinados a 1100°C/3h em atmosfera ambiente demonstram ser 100% de fase espinélio exceto a composição c. As micrografias mostram aglomerados de partículas com tamanhos menores que 1 µm na temperatura de calcinação de 1100°C, o que concordou com o resultado de Rietveld. Verificou-se dos dados experimentais e teóricos que a resultante magnética aumentou com a adição de manganês, haja vista, que os maiores valores de magnetização de saturação foram de 45,90 Am2/Kg na adição de 0,05 de Mn e 53,20 Am2/Kg quando se adicionou simultaneamente Mn e Co na concentração de 0,1. Verifica-se pelo cálculo da magnetização teórica (MT) a coerência dos resultados, considerando-se que houve concordância entre o aumento da magnetização experimental e teórica. A maior concentração de cobalto nos sistemas estudados resultou em maiores valores de campo coercitivo, ocorrendo o comportamento inverso em relação ao dopante manganês. Observa-se que houve uma relação direta, entre a coercividade e o desempenho absorvedor do material a 1100°C, haja vista, que o acréscimo na concentração de Co elevou os percentuais de absorção (%A). O cobalto tem campo de anisotropia magnética forte, nesse estudo isto está associado ao aumento do campo coercitivo, Hc. A análise de refletividade mostra que o aumento na concentração de cobalto aumentou a faixa de freqüência e a absorção, para 10,17 GHz e 84% respectivamente. Isto indica a importância deste dopante para a otimização das propriedades dos sistemas estudados. A espessura dos compósitos tem fator preponderante nos resultados de absorção de radiação. Observam-se maiores atenuações da refletividade para compósitos de espessuras de 4 e 5 mm.   


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 350830 - JOSE HUMBERTO DE ARAUJO
Externo à Instituição - MIRABEL CERQUEIRA REZENDE - ITA
Presidente - 1217152 - RICARDO SILVEIRA NASAR
Externo à Instituição - ULISANDRA RIBEIRO DE LIMA - IFRN
Externo ao Programa - 1149564 - WILSON ACCHAR
Notícia cadastrada em: 22/02/2013 15:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao