PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: DENISE PORFIRIO EMERENCIANO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DENISE PORFIRIO EMERENCIANO
DATA: 21/01/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Aula 3F1
TÍTULO:

Obtenção de um novo sistema autonanoemulsificante a partir do óleo das sementes de Azadirachta indica A Juss e a sua aplicação em corrosão.


PALAVRAS-CHAVES:

Azadirachta indica A. Juss. Sistema microemulsionado. Inibição à corrosão.


PÁGINAS: 113
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
ESPECIALIDADE: Eletroanalítica
RESUMO:

A corrosão é um processo natural que causa a deterioração progressiva dos materiais, neste sentido, diminuir os efeitos corrosivos é um dos principais objetivos do desenvolvimento de diversas pesquisas científicas. Neste trabalho, a eficiência de inibição à corrosão em aço AISI 1018 do sistema microemulsionado contendo o óleo das sementes de Azadirachta indica A. Juss (SMEOAI) foi avaliada pelas técnicas de resistência a polarização linear (LPR) e perda de massa (CPM), em uma célula instrumentada. Para tanto, o extrato hidroalcoólico das folhas de A. indica (EAI) foi solubilizado em um sistema microemulsionado (SMEOAI) do tipo O/A (rico em água). Este sistema microemulsionado foi obtido a partir do óleo das sementes desta espécie vegetal (OAI) (fase óleo), cloreto de dodecilamônio (DAC) (tensoativo), butanol (cotensoativo), e água, nas seguintes proporções: 30% de C/T (tensoativo/cotensoativo), 0,5% de fase óleo e 69,5% de fase aquosa. O SMEOAI foi testado em diferentes concentrações. Estes sistemas apresentaram eficiências de inibições, em meio corrosivo salino (1%), para o método de LPR de 70,58% (300 ppm) para o SMEOAI, 74,17% (100 ppm) e 72,51% (150 ppm) para o SMEOAI-EAI. As melhores eficiências de inibições foram observadas pelo método CPM com 85,41%  para o SMEOAI (300 ppm) e 83,19%  SMEOAI-EAI (500 ppm). Os resultados comprovam que esta formulação poderá vir a ser utilizada comercialmente para uso como inibidor de corrosão, considerando o amplo uso de Azadirachta indica, rico em limonóides (tetranortriterpenóides), com destaque para a azadirachtina.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AUREA ECHEVARRIA AZNAR NEVES LIMA - UFRRJ
Externo à Instituição - CATIA GUARACIARA TEIXEIRA FERNANDES ROSSI - UFRN
Interno - 373.201.654-49 - MARIA APARECIDA MEDEIROS MACIEL - null
Presidente - 7350310 - MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA
Notícia cadastrada em: 08/01/2013 11:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao