PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: ELISAMA VIEIRA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ELISAMA VIEIRA DOS SANTOS

DATA: 05/07/2011

HORA: 14:00

LOCAL: Sala de treinamento do NUPPRAR - UFRN

TÍTULO:

Adsorção de Mn(II) e Zn(II) em soluções aquosas usando perlita expandida revestida com quitosana


PALAVRAS-CHAVES:

Perlita, quitosana, voltametria de onda quadrada de redissolução catódica.


PÁGINAS: 105

GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra

ÁREA: Química

SUBÁREA: Química Analítica

ESPECIALIDADE: Instrumentação Analítica

RESUMO:

Nesse trabalho a quitosana foi utilizada como revestimento da perlita expandida pura com o objetivo de aumentar a acessibilidade dos grupos OH e NH2 na adsorção dos íons Mn2+ e Zn2+. A perlita expandida foi classificada como microporoso com uma área superficial de 3,176 m2 g-1 e após modificação resultou em 4,664 m2g-1. A partir da Termogravimetria (TG) verificou-se que o percentual de revestimento foi de 34,3%%. A análise de infravermelho comprovou a presença dos grupos Si-OH, Si-O e Al-O-Si decorrentes da perlita e C=O, NH2 e OH característicos da quitosana. Os experimentos na adsorção de Mn2+ e Zn2+ foram realizados no intervalo de concentração de 10 a 50 mgL-1 e a capacidade de adsorção em pH 5,2 e 5,8  foi de 23,09 e 19,49 mgg-1 a 25 oC, respectivamente. Os dados de adsorção se ajustaram melhor ao modelo de adsorção de Langmuir para ambos os cátions metálicos sendo indicativo de adsorção física em monocamada. As constantes de velocidade de adsorção foram calculadas a partir da equação Lagergren se ajustando ao modelo de pseudo-segunda-ordem para todas as concentrações iniciais, sugerindo que a adsorção dos íons Mn2+ e Zn2+ segue a cinética de pseudo-segunda-ordem e cujas constantes de velocidade k2(g/mg.min) são 0,105 e 3,98 e capacidade  máxima de remoção qe 4,326 e 3,348, respectivamente. Utilizou-se a voltametria de onda quadrada de redissolução catódica para a quantificação dos íons adsorvidos, com o eletrodo de trabalho de carbono vítreo, eletrodo de referência prata/cloreto de prata e um eletrodo auxiliar de platina. A obtenção dos picos correspondente aos íons Mn2+ e Zn2+ foi avaliado em uma célula eletroquímica com capacidade para 30 mL utilizando um sistema tampão (Na2HPO4/NaH2PO4) cuja concentração 0,1 molL-1 em pH 4, sendo ajustado com soluções H3PO4 0,1 molL-1 e NaOH 0,1 molL-1 e adição do analito, tendo verificado um  pico catódico em 0,873 V com limite de detecção de Mn 7,76x10-7 molL-1 e um pico anôdico de -1,2 V e limite de detecção de 2,55x10-6molL-1 para Zn2+. A massa utilizada para a obtenção das isotermas de adsorção foi de 150 mg, tendo atingido o tempo de equilíbrio de 120 min para ambos íons metálicos. A máxima adsorção em 120 min para Mn2+ com concentração de 20 mgL-1 e Zn 10 mgL-1, foi de 91,09 e 94,34% ,respectivamente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Interno - 2203888 - MARCIA RODRIGUES PEREIRA
Presidente - 1412709 - NEDJA SUELY FERNANDES
Externo à Instituição - SUELY SOUZA LEAL DE CASTRO - UERN
Notícia cadastrada em: 15/06/2011 16:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao