PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: JOÃO BATISTA DE AZEVEDO FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: JOÃO BATISTA DE AZEVEDO FILHO

DATA: 11/03/2011

HORA: 13:30

LOCAL: Sala de treinamento do Núcleo de Pesquisa em Petróleo e Energias Renováveis

TÍTULO:

Assinaturas antropogênicas de metais pesados em poeira urbana na cidade do Natal


PALAVRAS-CHAVES:

Sedimento de rua; Caracterização Geoquimica; Análise quimiométrica


PÁGINAS: 115

GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra

ÁREA: Química

SUBÁREA: Química Analítica

ESPECIALIDADE: Análise de Traços e Química Ambiental

RESUMO:

Embora existam muitos estudos sobre a contaminação de poeiras urbanas por metais pesados nos países desenvolvidos, pouca atenção tem sido dada a este tipo de estudo nos países em desenvolvimento, incluindo o Brasil. Portanto, uma série de investigações foram realizadas para fornecer assinaturas de metais pesados em poeiras urbanas e avaliar as fontes potenciais, na cidade do Natal – RN-Brasil. A fração estudada destes sedimentos foi a passante na peneira de 63 µm. Para o estudo foram analisados dois grupos de amostras, sendo um coletado no mês de setembro de 2009 no final da estação chuvosa (9 amostras) e outro coletado no mês de janeiro de 2010 no final da estação seca (21 amostras). Portanto ao todo, trinta amostras de sedimentos de rua foram coletadas. Em seguida, por Espectrometria de Fluorescência de raios X foram determinados os elementos maiores SiO2, Na2O, K2O, Al2O3, MgO, P2O5, Fe2O3, MnO, TiO2 e CaO e traços Rb, Cr, Ni, Cu, Zn, Sr e Pb. Pela técnica de ICP-OES foram determinados Zn, V, Na, K, Ni, Mn, Mg, P, Fe, Cr, Cu, Pb, Ca, Ba e Al a partir de lixiviação a HCl 0,5 mol L-1. Os resultados das concentrações dos elementos mostram que a maior presença desses ocorre na estação seca, com exceção para o Si que é maior na estação chuvosa. As análises por Índice de Geoacumulação (IGeo), Fator de Enriquecimento (FE), Fator de Contaminação (FC), de Cluster hierárquico (ACH), de correlação e componentes principais (ACP), confirmam que Zn, Cu e Pb tem caráter antropogênico. O Zn pode ser proveniente de fontes diversas relacionados aos veículos automotores ou às placas de sinalização e grades das ruas. Os elementos Na, K, Mg e Ca podem estar relacionados às gotículas de ar que contém em suspensão os cátions e ânions presentes na água do mar (maresia), comum em Natal durante todo o ano, trazida pelos ventos SE-NW. Os elementos Na, Mg, Ca e K são os mais abundantes na água do mar e foram analisados no presente trabalho. Isto indica que a fonte adicional destes elementos detectada através da análise do fator de contaminação pode ser a própria maresia. Por outro lado, Ni, Fe, Cr e Ba podem ser tanto de origem antropogênica como de origem geogênica. A fonte do Ca é diversa, pois este entra na cal e tintas (pintura de edificações e guias de ruas), nos materiais de construção civil, mas pode estar também presente nos sedimentos nos fragmentos de conchas ou bioclastos carbonáticos comuns na área litorânea.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1199268 - JAILSON VIEIRA DE MELO
Interno - 1714946 - KASSIO MICHELL GOMES DE LIMA
Externo à Instituição - LUCILA ESTER PRADO BORGES - UFPE
Externo ao Programa - 1298966 - RAQUEL FRANCO DE SOUZA LIMA
Notícia cadastrada em: 01/03/2011 16:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao