Banca de DEFESA: ADNA DORNELLES NICACIO DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ADNA DORNELLES NICACIO DE SOUZA

DATA: 13/10/2010

HORA: 09:00

LOCAL: Auditório do Laboratório 1 de Química

TÍTULO:

Avaliação da eficiência de inibição à corrosão do heterociclo isatina
solubilizado em sistemas microemulsionados


PALAVRAS-CHAVES:

Isatina, Tensoativo, Sistemas microemulsionados, Inibidor de corrosão.


PÁGINAS: 95

GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra

ÁREA: Química

SUBÁREA: Físico-Química

ESPECIALIDADE: Química de Interfaces

RESUMO:

Um sistema microemulsionado (SME) contendo o tensoativo óleo de coco
saponificado (OCS) foi obtido com o objetivo de solubilizar o heterociclo
isatina (IST), para aplicabilidade em investigações de inibição à corrosão em
aço. A quantificação de IST solubilizada nos sistemas SME-OCS1 [20% de OCS,
20% butanol, 5% FO e 55% de FA] e SME-OCS2 [12,5% de OCS, 12,5% de butanol, 5%
de FO e 70% de FA] foi determinada por espectroscopia na região de
ultravioleta, tendo sido confirmado a eficácia destes sistemas na
solubilização de substâncias de difícil solubilidade em meio aquoso. Medidas
de tensão superficial foram realizadas para estudar a adsorção das
microemulsões SME-OCS1-IST e SME-OCS2-IST em interface líquido/gás. Os dados
experimentais demonstraram um decréscimo na CMC na presença do eletrólito Cl-.
Os valores da energia livre de micelização indicaram a ocorrência de processo
espontâneo. A eficácia de inibição à corrosão dos sistemas SME-OCS2,
SME-OCS1-IST e SME-OCS2-IST em aço carbono 1020 foi avaliada em meio salino
(NaCl 0,5%) utilizando-se voltametria de varredura linear. As curvas de Tafel
forneceram os valores das correntes que foram empregados nos cálculos das
eficiências de inibição à corrosão. As eficiências máximas de inibição 73,2%
(SME-OCS2), 88,2% (SME-OCS2-IST) e 97,6% (SME-OCS1-IST) foram observadas para
os sistemas microemulsionados avaliados. As melhores eficiências estão
correlacionadas com os sistemas que contém o heterociclo isatina e podem ser
justificadas pelas características estruturais desta substância, já que houve
otimização da adsorção na interface metal/solução. Para todos os sistemas
microemulsionados avaliados, os valores da energia livre de adsorção indicaram
a espontaneidade do processo de adsorção.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1645110 - CARLOS ALBERTO MARTINEZ HUITLE
Externo à Instituição - JOSEALDO TONHOLO - UFAL
Presidente - 373.201.654-49 - MARIA APARECIDA MEDEIROS MACIEL
Interno - 347057 - TEREZA NEUMA DE CASTRO DANTAS
Notícia cadastrada em: 07/10/2010 07:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao