PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: MANUELLA KARLA DA CRUZ RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: MANUELLA KARLA DA CRUZ RODRIGUES

DATA: 10/08/2010

HORA: 09:00

LOCAL: Sala de aula da Pós-graduação em Química – Setor III, sala F1

TÍTULO:

Estudo da viabilização do uso da mistura híbrida ferrocarbonila/ferrita de Ni0,5Z0,5Fe2O4 como material absorvedor de radiação eletromagnética


PALAVRAS-CHAVES:

Ferrita, Ferrocarbonila, Misturas híbridas.


PÁGINAS: 110

GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra

ÁREA: Química

SUBÁREA: Química Inorgânica

ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica

RESUMO:

Foram sintetizadas ferritas de NiZn no seguinte sistema Ni0,5Zn0,5Fe2O4, pelo método dos citratos precursores. A decomposição dos precursores foi estudada por análise termogravimétrica e espectroscopia na região do infravermelho, na temperatura de 350ºC/3h. A evolução das fases formadas após calcinações a 350ºC/3h, 600, 1000 e 1100ºC/2h foi acompanhada por difração de raios X utilizando o refinamento de Rietveld, para melhor identificação das estruturas formadas. Foi observado para as amostras calcinadas em diferentes temperaturas o aumento da cristalinidade com o aumento da temperatura de calcinação, sendo verificado que para as amostras calcinadas a 900 e 1100ºC/2h ocorreu a precipitação de uma fase secundária, a fase hematita. A ferrocarbonila de procedência industrial foi analisada por difração de raios X e por Rietveld para a identificação de sua estrutura. A ferrocarbonila foi adicionada á ferrita de NiZn calcinada a 350ºC/3h, 600, 1000 e 1100ºC/2h para a formação das misturas híbridas. Em seguida foram analisadas por difração de raios X e por Rietveld. A ferrita de NiZn, a ferrocarbonila, assim como as misturas híbridas foram submetidas á análises de microscopia eletrônica de varredura, medidas magnéticas e refletividade. As medidas magnéticas indicaram que a ferrita, a ferrocarbonila, como também as misturas híbridas apresentaram características de material magnético macios. A adição de ferrocarbonila em todas as composições indicou um aumento nos resultados de medidas magnéticas e de refletividade. Foi verificado melhor resultado no aumento da magnetização para a mistura híbrida de Ferrocarbonila/ferrita de NiZn calcinada 600ºC/2h. A mistura Ferrocarbonila/ferrita calcinada 1000ºC/2h apresentou melhor resultado absorção da radiação eletromagnética na faixa de microondas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 338292 - JOAO BOSCO LUCENA DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1630751 - JOSEVANIA MARISA DANTAS
Presidente - 1217152 - RICARDO SILVEIRA NASAR
Notícia cadastrada em: 18/08/2010 09:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao