Banca de DEFESA: CARLOS AUGUSTO LEAL DANTAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CARLOS AUGUSTO LEAL DANTAS
DATA : 28/02/2023
HORA: 15:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Desenvolvimento de Pastas Leves Contendo Nanossílica para Aplicação em Poços Petrolíferos de Alta Temperatura com Baixo Gradiente de Fratura


PALAVRAS-CHAVES:

Cimentação; Poços de Alta Temperatura; Baixo Gradiente de Fratura; Nanossílica


PÁGINAS: 80
RESUMO:

O cimento utilizado na operação de perfuração de poços de petróleo de alta temperatura precisa ser aditivado com sílica para evitar o processo de retrogressão da resistência mecânica da matriz cimentícia que ocorre a partir de 110ºC, por formar produtos de hidratação deletérios ao cimento. Em poços com baixo gradiente de fratura, se faz necessária a utilização de pastas leves de cimento para evitar a ruptura da formação rochosa, para isso utiliza-se aditivos estendedores, como a bentonita sódica, porém, sua utilização implica na redução da resistência à compressão do cimento com o incremento de sua concentração. Nos últimos anos a adição da nanossílica em pastas de cimento tem sido amplamente estudada, obtendo resultados promissores tais como aumento dos parâmetros reológicos, redução da porosidade e da permeabilidade e aumento da resistência à compressão, sendo assim, este trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de pastas leves contendo nanossílica para aplicação em poços petrolíferos de alta temperatura com baixo gradiente de fratura. Para isso, foram formuladas pastas de densidade 12,5; 13,0 e 13,5 lb/gal, variando a concentração de nanossílica e pastas de referência com bentonita sódica, todas as pastas continham 40% de sílica cristalina. As pastas foram caracterizadas por ensaios reológicos, estabilidade, resistência à compressão, Difração de Raios-X (DRX), Termogravimetria (TG) e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Os sistemas considerados estáveis foram selecionados e submetidos à cura de 41 °C e 14,7 Psi por 24 horas e por 28 dias e sob a condição de 180ºC e 3000 Psi por 28 dias. Baseado nos resultados obtidos de reologia pode-se constatar aumento nos valores dos parâmetros reológicos com o incremento da concentração de nanossílica. Nos testes de estabilidade e Resistência à compressão verificou-se melhorias dos parâmetros com o incremento da concentração de nanossílica. Por fim, a nanossílica pode ser caracterizada como aditivo estendedor de água e sua aplicação em cimentação de poços de petróleo de alta temperatura com baixo gradiente de fratura pode ser uma alternativa bastante promissora.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1804366 - JÚLIO CÉZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Interno - 1958858 - LUIZ HENRIQUE DA SILVA GASPAROTTO
Externo à Instituição - PEDRO TUPÃ PANDAVA AUM - UFPA
Externo ao Programa - 1995142 - RODRIGO CÉSAR SANTIAGO - null
Notícia cadastrada em: 17/02/2023 08:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao