Banca de DEFESA: ARYANDSON DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARYANDSON DA SILVA
DATA : 27/02/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Síntese de zeólitas LTA para adsorção de CO2


PALAVRAS-CHAVES:

Adsorção de CO2; síntese; resíduo; seletividade; zeólita LTA


PÁGINAS: 140
RESUMO:

Atualmente, o CO2  é o principal gás causador do efeito estufa, principalmente por ser obtido facilmente em processos de combustão, o qual, é a principal forma de conversão de energia utilizado pela humanidade e a quantidade de gás emitido para atmosfera tem aumentado com o passar dos anos, desta forma, estudos que visam mitigar ou acabar com as emissões estão cada vez mais presentes na comunidade científica. Foi então comparado zeólitas LTA sintetizadas a partir de diferentes fontes de silício, foi feita a troca catiônica nesses materiais, foram então caracterizados por difração de raio-x (DRX), fluorescência de raios-X (FRX), análise de propriedades textural por adsorção e dessorção de argônio a 77K e então aplicados na adsorção de CO2 em pressões baixas até 10 atm a temperatura ambiente, realizado comparação com isotermas modelo de Langmuir, Freundlich e Temkin e os melhores resultados aplicados a condições mais extremas, de 5 bar até 25 bar a 200°C, e realizado testes de seletividade em coluna de leito fixo, com mistura gasosa de CO2/CH4. A partir do DRX foi possível observar a formação das fases cristalinas características da zeólita LTA, e analisando as isotermas de adsorção e dessorção de argônio foi possível confirmar o processo de troca catiônica pelo aumento considerável da área especifica e volume de microporos. Esse aumento influenciou significativamente na adsorção de CO2, como foi possível observar pelas isotermas, onde os materiais contendo cálcio absorveram uma quantidade maior do que os materiais na forma sódica. Ao aplicar em condições extremas de temperatura e pressão, vemos que os materiais continuam adsorvendo com o aumento da pressão, mesmo com temperaturas de 200°C e a partir do estudo de seletividade, vemos que todos os materiais apresentaram uma boa seletividade para o CO2, na mistura de CO2/CH4, chegando a adsorver mais de 99% de CO2 e menos de 1% de CH4 em 10 minutos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADONAY RODRIGUES LOIOLA - UFC
Externo à Instituição - FABIO GARCIA PENHA - IFRN
Interna - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Externa à Instituição - MARIELE IARA SOARES DE MELLO - UFRN
Presidente - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 15/02/2023 15:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao