Banca de DEFESA: JOICY RIBEIRO DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOICY RIBEIRO DOS SANTOS
DATA : 06/05/2022
HORA: 15:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Otimização do processo de biossorção através do planejamento experimental para remoção de íons metálicos Pb2+ de sistemas aquáticos utilizando mandacaru in natura


PALAVRAS-CHAVES:

remediação, mandacaru, Cereus jamacaru, biossorção, planejamento experimental, íon metálico Pb2+


PÁGINAS: 85
RESUMO:

A busca por soluções sustentáveis para descontaminação de águas por metais pesados é um assunto de absoluta relevância para o futuro da humanidade, devido a influência negativa do ser humano e dos processos industriais por ele desenvolvidos, na poluição do meio ambiente e consequentemente na alteração do ciclo natural da vida. Os produtos naturais vêm se destacando no desenvolvimento de novas metodologias de remediação, de baixo custo, eficientes, de fácil aplicação, para amenizar esses danos ambientais. Diante disto, este trabalho de pesquisa buscou desenvolver um biossorvente barato e acessível na remoção de íons metálicos utilizando uma espécie de planta nativa da caatinga o Cereus jamacaru, popularmente conhecido como mandacaru. As hastes do mandacaru foram divididas em três regiões denominadas de polpa sem casca (PSC), polpa com casca (PCC) e miolo (M) e realizada a caracterização química de cada parte por FTIR e a quantificação de carboidratos, proteínas solúveis e compostos fenólicos. Após o teste preliminar de biossorção, um planejamento experimental foi aplicado com o objetivo de avaliar e otimizar o efeito das variáveis que afetam o processo de biossorção (pH, tempo de contato, região do mandacaru e força iônica). Usando a ferramenta ANOVA, o modelo estatístico que melhor se ajustou aos dados foi o estatisticamente significativo e preditivo com o coeficiente de correlação de R2 de 0,9031, R-adj de 0,8243 e p < 0,05, com os fatores pH 5, sem adição de NaCl, tempo total de 4h e região PCC. Uma simulação de remediação foi aplicada em amostra controle e em amostras de efluentes reais de águas do riacho e do mar, utilizando o íon metálico Pb2+. A remoção deste contaminante foi de 97,3, 100 e 59,9%, para a água do riacho, água controle e água do mar, respectivamente. O ajuste ao modelo cinético de pseudo-segunda ordem sugere a quimissorção como processo determinante para a biossorção. Desta forma, podemos concluir que as regiões estudadas do mandacaru demonstraram potencial capacidade de remediar águas contaminadas com íons metálicos, abrindo novas possibilidades de aplicações deste material bioadsorvente em cenários de contaminação ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRÉ HENRIQUE BARBOSA DE OLIVEIRA - UFC
Interna - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Presidente - 2413537 - POLLYANA SOUZA CASTRO
Externa à Instituição - SUELY SOUZA LEAL DE CASTRO - UERN
Notícia cadastrada em: 26/04/2022 11:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao