Banca de DEFESA: JANNYELY MOREIRA NERI

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JANNYELY MOREIRA NERI
DATA : 07/04/2022
HORA: 09:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

QUINOXALINA FUNCIONALIZADA APLICADA À SÍNTESE DE NANOPARTÍCULAS DE PRATA E COMPLEXO DE INCLUSÃO COM Β-CICLODEXTRINA


PALAVRAS-CHAVES:

Quinoxalina, nanopartículas de prata, cisteína, Mg2+, Sn2+, detecção seletiva, complexo de inclusão, β-ciclodextrina.


PÁGINAS: 158
RESUMO:

As quinoxalinas, pertencentes a classe dos heterocíclicos nitrogenados, possuem aplicações em áreas biológicas e tecnológicas, além da versatilidade no que se refere à síntese orgânica. Também estão presente em sensores químicos cromogênicos, sendo estes definidos como dispositivos ópticos para detecção de analitos de interesse, cujo desenvolvimento tem sido estimulado nas últimas décadas por conta da facilidade de uso, baixos custos, além de alta seletividade e sensibilidade, mesmo em amostras complexas. Recentemente, o emprego de nanopartículas de prata como quimiossensores tem trazido novas possibilidades para o crescimento desta área. Cátions metálicos e aminoácidos são importantes analitos explorados no desenvolvimento de sondas sintéticas seletivas, especialmente por conta de seus papéis em processos biológicos e questões ambientais. O presente trabalho descreve a síntese de nanopartículas de prata (AgNPs) funcionalizadas com o derivado 2,3-dietanolaminoquinoxalina (DEQX), por meio de uma rota sintética de baixo impacto ambiental. O sistema QX-AgNPs foi caracterizado por espectroscopia na região do ultravioleta-visível (UV-vis) e do infravermelho (ATR-FTIR), bem como por microscopia eletrônica de transmissão (MET), sendo em seguida aplicadas como uma sonda cromogênica para detecção seletiva de L-cisteína, bem como Mg2+ e Sn2+ em solução aquosa. Qx-AgNPs foram capazes de detectar seletivamente cisteína e Mg2+ em meio alcalino entre vários aminoácidos e cátions metálicos, respectivamente. Por outro lado, as QX-AgNPs foram eficazes na detecção de Sn2+ em pH 7,5. A detecção seletiva dos analitos e os respectivos mecanismos foram discutidos adequadamente com base nas análises de UV-vis, MET e ATR-FTIR. Os limites de detecção atingiram 2,7 nmol L-1, 15 nmoL L-1 e 18 nmoL L-1 para cisteína, Mg2+ e Sn2+, respectivamente. Esses limites foram ratificados como o sucesso da quantificação de cisteína na urina e Mg2+ em água da torneira pelas Qx-AgNPs. Ademais, tendo em vista a baixa solubilidade em água do DEQX e promissora atividade anticâncer que tem apresentado em trabalhos recentes, o presente trabalho também relata a obtenção de complexos de inclusão de DEQX com β-ciclodextrina (βCD) (DEQX/βCD), excipiente útil em um vasto campo de aplicações, obtidos pelos métodos de mistura física (MF) e maxalagem (MAL), com o objetivo de melhorar as propriedades físico-químicas do referido derivado quinoxalínico. O complexo DEQX/βCD foi devidamente caracterizado por ATR-FTIR, ressonância magnética nuclear (RMN), difratometria de raios X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV), bem como as análises térmicas termogravimetria (TG) e calorimetria diferencial de varredura (DSC). A solubilidade de fase indicou que a solubilidade de DEQX aumentou com o aumento das concentrações de βCD, que o complexo DEQX/βCD é formado com estequiometria 1:1, e a tendência de inclusão DEQX com βCD foi adequada. Além disso, a estrutura tridimensional estável, obtida com o método de simulação de dinâmica molecular apresentou inserção de DEQX na cavidade da βCD. Os complexos de inclusão obtidos também foram avaliados frente as propriedades citotóxicas em eritrócitos humanos pelo teste hemolítico, o qual demonstrou que tanto o DEQX quanto seus complexos de inclusão com βCD, obtidos por MF e MAL foram considerados atóxicos. Portanto, os resultados obtidos evidenciam a potencialidade do DEQX frente aplicações de extrema relevância, indicando uma importante contribuição tanto para a área de nanosensores para detecção múltipla de analitos em meio aquoso, como também para futuros avanços em testes anticâncer, após evidência de associação com βCD.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - ANA CAROLINA DE OLIVEIRA NEVES MENEZES
Presidente - 1803692 - FABRICIO GAVA MENEZES
Interno - 1198847 - JOSE LUIS CARDOZO FONSECA
Externo à Instituição - JOSIEL BARBOSA DOMINGOS - UFSC
Externo à Instituição - VANDERLEI GAGEIRO MACHADO - UFSC
Notícia cadastrada em: 28/03/2022 11:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao