Banca de QUALIFICAÇÃO: RAMONI RENAN SILVA DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAMONI RENAN SILVA DE LIMA
DATA : 12/02/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Remotamente pelo google meet
TÍTULO:

PRODUÇÃO DE BIODIESEL UTILIZANDO CATALISADOR HETEROGÊNEO DA CASCA DA TANGERINA PONKAN (CITRUS RETICULATA BLANCO)


PALAVRAS-CHAVES:

Catalisador, Tangerina ‘Ponkan’, Citrus reticula Blanco, Biodiesel, MSR.


PÁGINAS: 85
RESUMO:

O avanço da demanda energética mundial tem intensificado problemas ambientais causados pelo uso de combustíveis fósseis e vem impulsionando a busca e desenvolvimento de matrizes mais verdes, que estão sendo utilizadas com o intuito de minimizar os impactos ambientais e à saúde humana. Este trabalho propôs um processo sustentável para a produção de biodiesel, combustível alternativo ao diesel, com o uso de um catalisador heterogêneo, verde, denominado CT, oriundo de uma biomassa residual, da casca da tangerina ‘Ponkan’ (C. reticulata Blanco). Por meio do planejamento experimental D-Optimal, foram avaliados parâmetros como razão molar metanol/óleo, concentração do catalisador, temperatura e tempo de reação. Inicialmente, três amostras de catalisadores foram preparadas pela calcinação das cascas de tangerina, no tempo de 4h, CT7 (700 ° C), CT8 (800 ° C) e CT9 (900 ° C), e, após testes preliminares, os rendimentos (m/m) em biodiesel foram, respectivamente, de 79,77, 77,58 e 77,40 %. O rendimento mássico de catalisador obtido para cada temperatura (700, 800 e 900 °C) partindo de 50 g de casca foram de 3,76, 1,54 e 0,98%, respectivamente. Os catalisadores foram caracterizados por espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), difração de raios X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (SEM-FEG), energia dispersiva de raios X (EDS), dessorção de CO2 à temperatura programada (TPD-CO2), análise térmica (TG / DTG) e teste de basicidade de Hammett.  A qualidade do biodiesel foi avaliada de acordo com os procedimentos padrão estabelecidos pela ASTM (American Society for Testing and Materials) para as propriedades cinemáticas de viscosidade e densidade. Os padrões de DRX do catalisador CT mostraram os picos associados às fases características de K2CO3 e K2O, ambos confirmados por FTIR e FRX, que identificaram grandes proporções desses óxidos. A análise de TPD-CO2 demonstrou a presença de locais básicos fracos e moderados no catalisador CT. Boa estabilidade térmica foi observada através das curvas TG / DTG. Os parâmetros de reação durante a otimização foram avaliados por planejamento experimental via metodologia de superfície de resposta (RSM) por meio do projeto D-Optimal. As condições ideais encontradas foram 3 h de tempo de reação, 2,5% m/m de catalisador, razão molar de 15: 1 (metanol: óleo) e 60 ° C. Para essas condições otimizadas, a conversão da reação por 1HRMN foi maior que 87%. Um catalisador verde obtido a partir de cascas de tangerina foi aplicado na síntese do biodiesel e apresentou capacidade de reaproveitamento de até 5 vezes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Interno - 1149328 - VALTER JOSE FERNANDES JUNIOR
Externa à Instituição - ANNE GABRIELLA DIAS SANTOS - UERN
Externa à Instituição - IVONEIDE DE CARVALHO LOPES BARROS - UFRPE
Notícia cadastrada em: 08/02/2021 11:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao