Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO JACKSON TORRES CRUZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THIAGO JACKSON TORRES CRUZ
DATA : 30/06/2020
HORA: 14:00
LOCAL: VIDEO CONFERENCIA
TÍTULO:

 SÍNTESE DE ZEÓLITA LTA UTILIZANDO RESÍDUOS DE CINZAS LEVES DE CARVÃO


PALAVRAS-CHAVES:

PALAVRAS-CHAVE EM PORTUGUÊS: Carvão. Cinzas volantes. Zeólitas, LTA


PÁGINAS: 74
RESUMO:

O carvão mineral é um combustível fóssil sólido que no processo de queima gera grandes volumes de resíduo. Por se tratar de um resíduo que contém metais pesados seu descarte em locais inapropriados causa grandes impactos ambientais. Com o objetivo de minimizar os problemas de gerenciamento do resíduo, utilizou-se este material no processo de síntese de zeólitas, que são materiais cristalinos porosos a base de aluminosilicatos. O resíduo usado como estudo foi fornecido pela SATC Criciúma – SC e apresenta em sua composição química 24,09% de Al2O3 e 54,25 % de SiO2.  Estudos de síntese utilizando cinzas leves de carvão com o objetivo de obter zeólita LTA foram realizados, tanto por meio hidrotérmico como fusão alcalina, e a combinação dos dois métodos, variando parâmetros como: tempo de cristalização, relação Na/T, ultrassonificação, temperatura de agitação do gel e temperatura de fusão alcalina do resíduo. A temperatura de cristalinização das amostras ocorreu a 100°C em estático. Os resultados obtidos foram mais eficientes nas sínteses realizadas por tratamento por fusão alcalina, porém esse método apresenta certa desvantagem por utilizar temperaturas elevadas tais como 200°C, 300°C e 500°C representando um alto gasto de energia, no processo de fusão entre o resíduo e o NaOH.  Entretanto em termos de material cristalino o resultado da síntese apresentou uma eficiências de 72,7% em 2hs de cristalização. No estudo da síntese por via hidrotérmica, a zeólita LTA obteve uma boa cristalinidade próximo de 54% aplicando ultrassonificação do resíduo, temperatura de agitação do gel de síntese sob-refluxo a 80°C, adicionando-se aluminato de sódio após as 2h de agitação, com tempo de cristalização de 4hs.   Após a obtenção do produto, estes foram caracterizados por técnicas de difração de raios X e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Foi possível concluir que a utilização de cinzas leves de carvão apresentam condições favoráveis para síntese de zeólita LTA podendo-se planejar projetos futuros de uma planta piloto em escala industrial para aproveitamento desse resíduo na produção de materiais com maior valor agregado


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1804952 - FERNANDO JOSÉ VOLPI EUSÉBIO DE OLIVEIRA
Externa ao Programa - 007.566.270-10 - LINDIANE BIESEKI - UFRN
Externa ao Programa - 010.527.500-01 - MARIELE IARA SOARES DE MELLO - UFRN
Presidente - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 10/06/2020 11:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao