PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: LUIS OTAVIO DE ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUIS OTAVIO DE ARAUJO
DATA : 29/10/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

EMBALAGENS ATIVAS: SÍNTESE DE FILMES ANTIMICROBIANOS À BASE DE POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE E ZEÓLITA A CONTENDO PRATA


PALAVRAS-CHAVES:

Embalagens ativas. Zeólita. Prata. Filme polimérico. Embalagem antimicrobiana


PÁGINAS: 60
RESUMO:

As embalagens ativas antimicrobianas são materiais dotados da capacidade de inibição e eliminação de microrganismos que deterioram alimentos. Tendo em vista a grande importância de práticas que visem à obtenção de alimentos mais seguros, menor desperdício e maior vida de prateleira desses produtos, o presente trabalho teve por objetivo sintetizar filmes compósitos à base de Polietileno de baixa densidade e zeólita A substituída com diferentes teores de prata para uso como embalagem ativa. Foram inseridos 1%, 5% e 10% de prata, por meio de troca catiônica, na estrutura da zeólita A. Os materiais de partida foram caracterizados por meio de difração de raios X, Microscopia Eletrônica de Varredura, Análise termogravimétrica e Fluorescência de raios X. A inserção de prata na zeólita não alterou a sua estrutura. A atividade antibacteriana da zeólita substituída com prata foi realizada por meio da concentração inibitória mínima utilizando-se Escherichia coli como bactéria alvo. A concentração inibitória mínima (CIM) da zeólita com 1% de prata e concentração 0,05 mg de zeólita/mL não foi capaz de inibir o crescimento visível da bactéria, entretanto, com o aumento da concentração houve inibição total no período de 24h. Os teores de 5% e 10% apresentaram CIM igual a 0,05 mg de zeólita/mL. Os filmes de Polietileno de baixa densidade (PEBD) adicionados de zeólita A substituída com prata foram sintetizados por via úmida. O teor mássico de zeólita nos filmes variou de 1% a 5% em massa. Os filmes não apresentaram mudanças significativas nos perfis de degradação térmica com o aumento do teor mássico de zeólita/Ag presente no compósito. Os filmes que apresentaram melhor atividade antibacteriana frente à Escherichia coli e Staphylococcus aureus foram aqueles preparados com a zeólita substituída com 5% e 10% de prata e com teor mássico de 5% (m/m), mostrando grande potencial para aplicações como embalagens ativas na preservação de alimentos.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - FABIO GARCIA PENHA - IFRN
Externa ao Programa - 1760065 - KATYA ANAYA JACINTO
Externa à Instituição - MARIELE IARA SOARES DE MELLO - UFRN
Presidente - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 17/10/2019 08:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao