PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: VALDIC LUIZ DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VALDIC LUIZ DA SILVA
DATA : 26/07/2019
HORA: 14:30
LOCAL: a definir
TÍTULO:

APLICAÇÃO DE SISTEMAS MICROEMULSIONADOS COMO COLCHÃO LAVADOR PARA REMOÇÃO DO REBOCO DE FLUIDO DE PERFURAÇÃO NÃO AQUOSO


PALAVRAS-CHAVES:

tensoativos, microemulsão, colchão lavador, reboco, molhabilidade


PÁGINAS: 150
RESUMO:

Na perfuração de poços para extração de petróleo são utilizados fluidos de perfuração com finalidades específicas, dentre as quais a formação de uma película fina de baixa permeabilidade (reboco) nas paredes do poço. Porém a remoção do reboco é necessária para que a cimentação entre a formação rochosa e o revestimento seja eficiente. Por isso nesse processo são utilizados fluidos de lavagens denominados de ¨colchões lavadores¨ que tem por finalidade remover o reboco formado pelo fluido de perfuração. O uso de sistemas microemulsionados como colchão lavador têm se destacado, principalmente por remover os fluidos de perfuração não aquoso e promover a inversão da molhabilidade da formação. Nesse contexto, esse trabalho desenvolveu e caracterizou sistemas microemulsionados a partir da construção de diagramas pseudoternários formulados com tensoativos catiônico (DAC) e aniônico (SDS) para utilização como colchão lavador (fluido de limpeza) que fosse compatível e molhável ao sistema formação-cimento-revestimento. Os sistemas microemulsionados formulados foram caracterizados através do estudo de: ensaios de eficiência de remoção do reboco, reutilização de sistemas eficientes de remoção de reboco, medidas de tensão superficial, diâmetro de gotículas, teor de sólidos e líquidos (fluido de perfuração), estabilidade térmica (curvas termogravimétricas T/G e DTG), reologia, compatibilidade, molhabilidade e resistência a compressão (UCA). Os resultados com colchão lavador formulados com tensoativo catiônico (DAC), proporcionou 100% de eficiência de remoção para micela direta e bicontínua, e 98,48% para micela inversa quando estes fluidos têm razão C/T 40%, em sua composição. O fluido de limpeza DAC-16, que apresenta a composição 11,6% C / T, 2,4% FO e 86% FA, removeu 100% de reboco e melhorou a molhabilidade da rocha à água e é compatível com o sistema. Os sistemas formulados com tensoativo aniônico (SDS), proporcionou 100% de eficiência de remoção para micela direta, bicontínua e inversa para fluidos com razão C/T 40%, em sua composição. O fluido CL-7.7, de composição 30% C/T, 10% F/O e 60% FA, removeu 100% de reboco, excelente molhabilidade da formação à água e compatibilidade com a pasta de cimento. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1753094 - ALCIDES DE OLIVEIRA WANDERLEY NETO
Externa à Instituição - FABIOLA DIAS DA SILVA CURBELO - UFPB
Interno - 1198847 - JOSE LUIS CARDOZO FONSECA
Interno - 1804366 - JÚLIO CÉZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Externa à Instituição - MONICA RODRIGUES DE OLIVEIRA - UFERSA
Notícia cadastrada em: 21/06/2019 10:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao