PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: HELOISE OLIVEIRA MEDEIROS DE ARAÚJO MOURA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HELOISE OLIVEIRA MEDEIROS DE ARAÚJO MOURA
DATA : 30/05/2019
HORA: 14:00
LOCAL: auditório do Química III
TÍTULO:

Avaliação da eficiência de pré-tratamentos de biomassas residuais no isolamento de celuloses de alta acessibilidade para produção de plataformas químicas


PALAVRAS-CHAVES:

Celulose; Biomassa residual; Pré-tratamento combinado; Ultrassom; Cristalinidade


PÁGINAS: 80
RESUMO:

A celulose é um material extremamente abundante e promissor para a produção de diversas substâncias base da biorrefinaria a partir de lignocelulose residual; entretanto, o desenvolvimento de tratamentos para a ruptura da biomassa e sua extração efetiva ainda é objeto de estudo. Este trabalho avaliou o efeito do pré-tratamento combinado ácido/peróxido-alcalino (APA) assistido por cavitação ultrassom, na obtenção de celulose com altas pureza e acessibilidade a partir do bagaço da cana-de-açúcar (Saccharum officinarum), sabugo de milho (Zea mays), pseudocaule de palma forrageira gigante (Opuntia ficus-indica L. Mill.) e do bagaço de uma cana-de-açúcar geneticamente modificada. As técnicas de espectroscopia na região de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e difração de raios-X (DRX) associada ao software PeakFit v4.12 foram utilizadas para caracterizar os tipos celuloses obtidas. A eficiência dos pré-tratamentos foi avaliada através da determinação dos parâmetros de cristalinidade das amostras. A aplicação de ultrassom no tratamento combinado mostrou-se eficaz na diminuição da recalcitrância da estrutura lignocelulósica. As amostras de celulose foram caracterizadas através do procedimento analítico NREL/TP-510-42618, análise termogravimétrica (TG/DTG), microscopia eletrônica de varredura (MEV), FTIR e DRX. Os resultados de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) confirmaram a alta pureza da celulose extraída do bagaço de cana (85,67%), e os padrões de raios-X indicaram a presença de uma mistura de polimorfos de celulose (tipos I, II e amorfa) na amostra de baixa cristalinidade permitindo o isolamento de celuloses altamente reativas para a produção de químicos de alto valor agregado.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - LEILA MARIA AGUILERA CAMPOS - UNIFACS
Presidente - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Externa ao Programa - 433663 - MARTA COSTA
Interna - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 29/04/2019 11:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao