Banca de QUALIFICAÇÃO: ANDREY COSTA DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDREY COSTA DE OLIVEIRA
DATA : 23/07/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA CONCENTRAÇÃO ÁCIDA EM SISTEMAS MICROEMULSIONADOS E NANOEMULSIONADOS NA RECUPERAÇÃO AVANÇADA DE ÓLEO


PALAVRAS-CHAVES:

tensoativo, microemulsão, nanoemulsão, recuperação avaçada, ácido.


PÁGINAS: 95
RESUMO:

Um dos principais motivos que leva ao desenvolvimento de tecnologias para recuperação de petróleo é a alta porcentagem de óleo que permanece no poço após os demais processos de recuperação não serem mais capazes de recupera-lo. Nesse trabalho, serão utilizados sistemas microemulsionados e nanoemulsionados ácidos em processos de recuperação avançada. Os sistemas apresentam em sua composição: tensoativo, cotensoativo, querosene e solução ácida com diferentes concentrações. O tensoativo utilizado é comercial e de caráter não iônico. O ácido, por reagir com a rocha carbonática, tende a desobstruir os possíveis poros que ainda se apresentem fechados por determinadas partículas e até mesmo formar novos canais, aumentando a permeabilidade da rocha. Os sistemas usados divergiam entre si apenas em concentração ácida na fase aquosa que compreendiam valores de 1,5% de HCl, 5%, 10% e 15%. As concentrações que compõem os sistemas foram escolhidas mediante um ponto no diagrama ternário montado antecipadamente. Após determinado este ponto, os sistemas foram todos caracterizados mediante sua tensão, viscosidade, capacidade corrosiva, c.m.c., diâmetro de partícula e cinética de reação. Em seguida, foi medido a eficiência de recuperação de cada sistema em um simulador de reservatório com temperatura e pressão controladas, onde apresentaram as seguintes porcentagens de óleo recuperado: 28%, 39%, 44% e 48% para os sistemas com 1,5%, 5%, 10% e 15% de HCl, respectivamente. Desse modo, concluiu-se que quanto maior a concentração do ácido, mais ele tende a aumentar a permeabilidade da rocha e aumentar a eficiência de recuperação. Por fim, foi feito uma nanoemulsão do sistema microemulsionado mais eficiente (sistema 4), ela foi caracterizada da mesma forma que os demais sistemas, apresentando 84% de óleo recuperado.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1753094 - ALCIDES DE OLIVEIRA WANDERLEY NETO
Presidente - 347057 - TEREZA NEUMA DE CASTRO DANTAS
Externo ao Programa - 1531209 - VANESSA CRISTINA SANTANNA
Notícia cadastrada em: 12/07/2018 08:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao