PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: AMANDA SAYURE KASUYA DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : AMANDA SAYURE KASUYA DE OLIVEIRA
DATA : 02/02/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 3F1
TÍTULO:

SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE SUPORTES CATALÍTICOS A BASE DE ÓXIDO DE ALUMÍNIO E/OU SILÍCIO ATRAVÉS DO MÉTODO SOL-GEL PROTEICO


PALAVRAS-CHAVES:

Suporte catalítico; Método proteico sol-gel; Gelatina; Óxido de Alumínio; Óxido de Silício


PÁGINAS: 62
RESUMO:

Em busca de sintetizar suportes nanoestruturados a partir de uma metodologia simples, renovável, eficiente, de baixo custo e com alto desempenho catalítico, suportes a base de óxido de alumínio e/ou de óxido de silício foram sintetizados por meio do método sol-gel proteico usando a gelatina de pele suína como precursor orgânico e nitrato de alumínio e/ou tetraetil ortosilicato (TEOS) como precursores inorgânicos. As caracterizações foram realizadas através de análise termogravimétrica (TG), fluorescência de Raios–X (FRX), difração de Raios-X (DRX), espectroscopia de Infravermelho (FTIR), microscopia eletrônica de varredura (MEV), sorção de N2, porosimetria de Mercúrio e teste catalítico (reação modelo de desidratação do etanol). Os difratogramas de DRX mostraram um perfil de material amorfo característico de óxidos metálicos altamente dispersos. Os resultados de TG indicaram a liberação total do material orgânico e inorgânico na temperatura de calcinação utilizada, ocorrendo em diferentes intervalos de perda de massa. Esta informação foi reafirmada pelos espectros FTIR, que apresentaram a presença de um material híbrido e bandas características de estrutura de gelatina antes das calcinações e que desapareceram no espectro do sólido após a calcinação, indicando a perda de matéria orgânica após o tratamento térmico. Os espectros exibiram vibração de alongamento M-O em baixos comprimentos de ondas após as calcinações que são relacionadas aos óxidos metálicos (SiO2 e Al2O3). As imagens adquiridas por MEV sugeriram a obtenção de um material altamente poroso com características muito diferentes dependendo da composição do suporte. As isotermas de sorção de N2 indicaram a presença de um óxido micro-mesoporoso com propriedades texturais interessantes, principalmente para os suportes contendo óxido de alumínio e óxido de silício. Os resultados da desidratação com etanol apresentaram maior seletividade ao éter dietílico em comparação com o etileno enquanto o acetaldeído não mostrou nenhum resultado. A partir dos dados de reação obteve-se a seguinte ordem de resistência ácida: 2Si:Al>Si:2Al>Si:Al>Al, comprovando que a razão Si:Al e a área superficial influenciam nessa sequencia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2087667 - TIAGO PINHEIRO BRAGA
Interno - 2140818 - AMANDA DUARTE GONDIM
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Externo à Instituição - JOSE MARCOS SASAKI - UFC
Notícia cadastrada em: 30/01/2018 13:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao