PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: PAULO HENRIQUE SILVA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULO HENRIQUE SILVA SANTOS
DATA : 26/07/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Cimentos - UFRN
TÍTULO:

Desenvolvimento de aditivos multifuncionais para o setor de E&P de óleo e gás: Uma abordagem de biorefinaria para resíduos de lignina


PALAVRAS-CHAVES:

Residuos, Lignina, Biorefinaria, Multi-purpose-Additive, MPA


PÁGINAS: 115
RESUMO:

O conceito de biorefinaria vem se desenvolvendo nos últimos anos devido ao seu apelo ambiental e econômico. Resíduos de biomassa gerados pela indústria que tradicionalmente são queimados, utilizados como combustível de baixo potencial calorífico em caldeiras ou tratados como problemas ambientais são convertidos em produtos de maior valor agregado análogo a um processo de refinaria de petróleo. Aditivos multifuncionais, também conhecidos como Multi Purpose Additives (MPA) são bastante utilizados na indústria pela sua versatilidade em atender demandas em vários seguimentos, o que amplia a competitividade e opções de mercado destes produtos. Neste trabalho, a lignina Kraft – resíduo da indústria do papel, e a lignina pirolítica – resíduo de pirólise de biomassas lignocelulósicas – foram modificadas quimicamente através da reação de carboximetilação para formar a carboximetil lignina (CML). Para agregar valor a este bioproduto, a CML oriunda da lignina Kraft (CML Kraft) e a CML oriunda da lignina pirolítica (CML Piro) foram testadas como aditivo retardador de pega em pastas de cimento – para o seguimento de exploração de petróleo – e como inibidor de incrustação – para o seguimento de produção de petróleo. Na área de exploração de petróleo, a eficiência como retardador de pega foi atestada através de ensaios de consistometria segundo a API RP 10B. Na área de produção de petróleo, a eficiência como inibidor de incrustação foi atestada por ensaio de incrustação em fluxo capilar, segundo a NACE 31105.  Os resultados mostram que tanto a CML Kraft, como a CML Piro podem atuar como aditivos multifuncionais para os seguimentos de Exploração e Produção de petróleo (E&P). A CML Kraft apresentou maior eficiência em todos os seguimentos testados. É proposto um mecanismo de atuação comum as duas aplicações, baseado na complexação de íons cálcio (comum para o efeito como retardador e inibidor) e também seletivo a complexação de íons bário, evidenciado pelo ensaio de incrustação em fluxo capilar. Os aditivos multifuncionais propostos atendem aos conceitos atuais de biorefinaria agregando valor à resíduos de processos industriais. Espera-se que com a elucidação dos efeitos de um aditivo químico em função de sua origem e composição química conhecida possa levar ao enriquecimento da literatura e assim o desenvolvimento do setor de E&P de óleo e gás natural, uma vez que os aditivos químicos utilizados neste setor são, em grande parte, propriedade intelectual das grandes companhias de serviço e pouco se sabe sobre sua composição e como atuam quimicamente no sistema água/cimento 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Interno - 1569526 - RENATA MENDONÇA ARAUJO
Interno - 1149440 - ROSANGELA DE CARVALHO BALABAN
Notícia cadastrada em: 03/07/2017 10:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao